Página 14 dos resultados de 608 itens digitais encontrados em 0.004 segundos

Biological Activity of Quinoline Alkaloids from Raulinoa echinata and X-ray Structure of Flindersiamine

Biavatti, Maique W.; Vieira, Paulo C.; Silva, M. Fátima das G. F. da; Fernandes, João B.; Victor, Sandra R.; Pagnocca, Fernando Carlos; Albuquerque, Sérgio; Caracelli, Ignez; Zukerman-Schpector, Julio
Fonte: Sociedade Brasileira de Química Publicador: Sociedade Brasileira de Química
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 66-70
Português
Relevância na Pesquisa
16.34%
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq); Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); A investigação fitoquímica dos extratos de caules e folhas da espécie endêmica Raulinoa echinata Cowan, Rutaceae, levou ao isolamento de alcalóides furoquinolínicos (esquimianina, kokusaginina, maculina e flindersiamina) e quinolônicos (1-metil-2-n-nonil-4-quinolona, 2-n-nonil-4-quinolona e 2-fenil-1-metil-4-quinolona). Os alcalóides isolados mostraram atividade antifúngica contra Leucoagaricus gongylophorus, o fungo simbionte de formigas cortadeiras (Atta spp). Quando testados in vitro contra formas tripomastigotas de Trypanosoma cruzi, os alcalóides foram inativos ou parcialmente ativos. Neste trabalho descrevem-se o isolamento dos alcalóides, a elucidação estrutural dos alcalóides quinolônicos e a estrutura obtida por difração de raio-X da flindersiamina, juntamente com os resultados dos bioensaios realizados.; Phytochemical survey of stems and leaves extracts of the South Brazilian endemic plant Raulinoa echinata Cowan, Rutaceae, led to the isolation of known furoquinoline alkaloids: the widespread skimmianine; kokusaginine...

Efeitos do potencial alelopático de três leguminosas forrageiras sobre três invasoras de pastagens

Souza Filho, Antonio Pedro Da S.; Rodrigues, Luis Roberto de A.; Rodrigues, Teresinha de Jesus D.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 165-170
Português
Relevância na Pesquisa
16.34%
Bioassays were carried out to identify and characterize the allelopathic potential effects of forage legumes leucena (Leucaena leucocephala), mineirão (Stylosanthes guianensis cv. Mineirão) and calopogônio (Calopogonium mucunoides) on germination and radicle elongation of the pasture weeds desmódio (Desmodium adscendens), guanxuma (Sida rhombifolia) and assa-peixe (Vernonia polyanthes). Aqueous seeds and shoot extracts were prepared in a concentration of 10% (w/v). The pH and osmotic potential were measured in each extract. The effects of the osmotic potential on the results were calculated considering the regression equations adjusted to the variations of osmotic potential in each parameter and the osmotic potential of the extracts. The results showed that the pH did not constitute in a source of variation of the results. The donor species indicated allelopathic potential that varied in function of donor and receiver species and part of the donor plant. The aqueous shoot extract of mineirão and calopogônio showed inhibition potential higher than the extract from seeds, while for leucena the effects more evident were obtained with the extract from seeds. Comparatively, the radicle elongation was a more sensitive indicator than germination to the effects of the extracts.The receiver species assa-peixe was the less sensitive to the effects of the extract.; Bioensaios foram desenvolvidos para identificar e caracterizar os efeitos do potencial alelopático das leguminosas forrageiras leucena...

Avaliação do potencial genotóxico e mutagênico do Rio Paraíba do Sul, numa área sob influência de uma refinaria de petróleo, utilizando Oreochromis niloticus (Perciformes, cichlidae) como organismo-teste

Souza, Tatiana da Silva
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: info:eu-repo/semantics/masterthesis Formato: xi, 103 f. : il., gráfs., tabs.
Português
Relevância na Pesquisa
16.34%
Pós-graduação em Ciências Biológicas (Biologia Celular e Molecular) - IBRC; O presente trabalho apresenta os resultados da avaliação da qualidade da água do rio Paraíba do Sul, através de testes de mutagenicidade e genotoxicidade. A área estudada sofre influência de uma refinaria de petróleo, localizada no município de São José dos Campos-SP. O ensaio do cometa e o teste do micronúcleo e de anormalidades nucleares foram aplicados em eritrócitos de Oreochromis niloticus (Perciformes, Cichlidae) expostos em laboratório, às amostras de água oriundas do rio. Essas amostras foram coletadas em três pontos distintos: montante do despejo do efluente (ponto 1), no local do despejo (ponto 2) e a jusante do mesmo (ponto 3). Água de poço artesiano foi utilizada como controle. As coletas ocorreram nos meses de maio e agosto de 2004 (estação seca) e em novembro de 2004 e janeiro de 2005 (estação chuvosa), totalizando 12 amostras. Foram montados bioensaios com 4 aquários contendo 5 espécimes de peixes cada um, os quais permaneceram por 72h nas amostras de água. As amostras de sangue foram obtidas por punção cardíaca e os testes foram realizados. Para a avaliação dos resultados foi utilizado o teste estatístico do x2. Através do teste do micronúcleo e de anormalidades nucleares foi possível detectar a presença de substâncias com potencial clastogênico e/ou aneugênico e substâncias com potencial citotóxico...

Avaliação do potencial citotóxico, genotóxico e mutagênico de esgoto por meio dos sistemas-teste Allium cepa e Tradescantia pallida

Maziviero, Guilherme Thiago
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: info:eu-repo/semantics/masterthesis Formato: 106 f. : il., tabs.
Português
Relevância na Pesquisa
16.34%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Ciências Biológicas (Biologia Celular e Molecular) - IBRC; O lodo de esgoto pode conter substâncias tóxicas, estar contaminado com metais pesados e até mesmo por compostos químicos persistentes, sendo assim, a disposição inadequada desse resíduo pode fazer tais poluentes retornarem ao ambiente e, eventualmente, entrar na cadeia alimentar, caso sejam absorvidos pelas plantas. O conhecimento dos agentes químicos presentes no lodo permite avaliar o risco de contaminação alimentar e ambiental decorrente da utilização de lodos como fertilizantes agrícolas, também chamados de biossólidos. Logo, o presente estudo teve por objetivo avaliar o potencial genotóxico, citotóxico e mutagênico do lodo gerado por uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), por meio dos sistemas-teste Allium cepa e Tradescantia pallida. As coletas foram realizadas em abril de 2009 e maio de 2010 e os organismos foram expostos ao lodo bruto e seu solubilizado. Quando comparados os resultados obtidos nos bioensaios com as análises físico-químicas, não é possível estabelecer relação de causa e efeito com nenhum composto em específico, uma vez que todos os parâmetros avaliados se encontram dentro dos limites estabelecidos pela Resolução CONAMA 375; no entanto...

Detecção da citotoxicidade, genotoxicidade e mutagenicidade do inseticida fipronil no organismo teste Allium cepa

Pedro, Janaina
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: info:eu-repo/semantics/masterthesis Formato: xi, 103 f. : il.
Português
Relevância na Pesquisa
16.34%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Ciências Biológicas (Biologia Celular e Molecular) - IBRC; Os agrotóxicos constituem uma importante estratégia da agricultura, para a obtenção de uma produtividade economicamente viável, pois são substâncias utilizadas no combate de organismos indesejáveis. Os inseticidas são agentes que têm ação de combater insetos, tanto na fase adulta como larval. O fipronil é um composto do grupo fenil-pirazol, toxicologicamente classificado como altamente tóxico, amplamente utilizado em campos agrícolas do estado de São Paulo, bem como nas residências, para combater insetos pragas. A ação deste inseticida se dá pela sua ligação ao canal de cloro, promovendo o bloqueio da ativação da condução dos estímulos nervosos, pelo ácido gama-aminobutírico (GABA), uma substância que controla o fluxo de íons cloro, através da membrana da célula nervosa. Em pequenas concentrações, apresenta uma eficiente ação nos organismos alvos. Esta característica também pode causar problemas ao meio ambiente, muitas vezes, longe até dos lugares onde foi aplicado. O fipronil, em temperaturas moderadas, é estável no ambiente por cerca de um ano. Estudos mostram que esse inseticida pode ser degradado em diversos metabólitos...

Análise morfológica e imunocitoquímica do cérebro de abelhas africanizadas Apis mellifera após exposição à doses subletais do inseticida tiametoxam

Tavares, Daiana Antonia
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: info:eu-repo/semantics/masterthesis Formato: 75 f. : il., gráfs., tabs.
Português
Relevância na Pesquisa
16.34%
Pós-graduação em Ciências Biológicas (Biologia Celular e Molecular) - IBRC; Com o objetivo de determinar a CL50 e analisar a morfologia do cérebro de larvas de abelhas africanizadas Apis mellifera tratadas com o inseticida tiametoxam, larvas de operárias de 1º ístar foram coletadas de colméia saudável do apiário pertencente ao Departamento de Biologia da Unesp, Rio Claro/SP e transferidas para cúpulas de poliestireno esterilizadas, as quais continham dieta larval. Após a transferência, as cúpulas foram mantidas à temperatura de 34±2º C e UR de 85±5º %, sendo as larvas alimentadas diariamente do 1º ao 6º dia. Para a alimentação no 4º dia, preparou-se o alimento contendo diversas concentrações de tiametoxam obtendo-se uma gama de diluição, variando de 0,01 a 250ng de tiametoxam/?l de dieta, e então fornecendo-o a 24 larvas/concentração. Após 24 e 48horas de exposição in vitro ao inseticida, o número de indivíduos mortos foi contabilizado e os dados submetidos à análise estatística. Seguindo os mesmos procedimentos acima descritos, foram realizados bioensaios laboratoriais de intoxicação subletal aguda e crônica para a análise morfológica e imunocitoquímica do cérebro. Após o bioensaio...

Efeitos da interação e toxicidade das proteínas Cry1 e Vip3Aa de Bacillus thuringiensis, Berliner em Spodoptera frugiperda (J. E. Smith) (Lepidoptera: Noctuidae)

Pavani, Claudio Damasceno
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: info:eu-repo/semantics/masterthesis Formato: iv, 44 f. : il.
Português
Relevância na Pesquisa
16.34%
Pós-graduação em Microbiologia Agropecuária - FCAV; A bactéria Bacillus thuringiensis é conhecida como uma das melhores opções no controle biológico de pragas devido à ação entomopatogênica e especificidade de suas proteínas. As proteínas Vip3, que são secretadas durante o crescimento vegetativo de B. thuringiensis e Cry1, que são produzidas durante a fase de esporulação, atuam no controle de importantes pragas de lepidópteros. Um dos principais riscos ambientais associados à utilização de inseticidas é o potencial para o desenvolvimento de graus crescentes de resistência pelas pragas alvo. O uso de diferentes proteínas entomopatogênica produzidos por B. thuringiensis, bem como os estudos que envolvem suas interações podem ajudar a superar o desenvolvimento de pragas resistentes. As proteínas utilizadas neste estudo foram preparadas a partir de estirpes recombinantes de Escherichia coli que expressam uma única toxina. Para a expressão das proteínas Cry1 células recombinantes foram inoculadas em meio TB com ampicilina e incubadas por 60 h a 28 oC. Enquanto que para a expressão de Vip3Aa o inóculo foi feito em meio LB (2x) e ampicilina, e induzidas com IPTG durante a incubação por 12 h sob agitação de 190 rpm...

Seleção de isolados de Bacillus thuringiensis Berliner em lagartas de Putella xylostella (L.) (Lepdoptera: Plutellidae)

Viana, Cácia Leila Tigre Pereira
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: info:eu-repo/semantics/masterthesis Formato: iv, 90 f. : il.
Português
Relevância na Pesquisa
16.34%
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq); Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Agronomia (Entomologia Agrícola) - FCAV; A pesquisa foi desenvolvida no Laboratório de Biologia e Criação de Insetos (LBCI) e no Laboratório de Genética de Bactérias e Biotecnologia Aplicada (LGBBA) da FCAV-UNESP,Campus de Jaboticabal, SP. O objetivo geral foi selecionar novos isolados de Bacillus thuringiensis através da caracterização molecular, identificando as diferentes subclasses do gene cry1, determinar a patogenicidade contra lagartas de Plutella xylostella e avaliar a influência no ciclo biológico da praga. Foram utilizados 95 isolados de B. thuringiensis obtidos da coleção do LGBBA. O material genético foi extraído pela matriz de troca iônica Kit Instagene Matrix e submetido a PCR com iniciadores gerais para o gene cry1 e específicos para as subclasses. Realizaram-se bioensaios com 58 isolados, um controle positivo com a linhagem padrão HD-1 B. thuringiensis var. kurstaki, um controle negativo com B. thuringiensis var. tenebrionis e água com espalhante adesivo, como testemunha. O conteúdo das subclasses estudadas para o gene cry1 foi determinado para 58 isolados...

Interações da proteína Vip3Aa20, Diatraea saccharalis (Fabricius) e seus parasitóides, Cotesia flavipes (Cameron) e Trichogramma galloi Zucchi

Lohmann, Tiago Rodrigo
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: info:eu-repo/semantics/masterthesis Formato: iv, 77 f. : il.
Português
Relevância na Pesquisa
16.34%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Agronomia (Entomologia Agrícola) - FCAV; O objetivo do presente estudo foi avaliar o efeito da proteína Vip3Aa20, originária da bactéria Bacillus thuringiensis Berliner, sobre a broca-do-colmo Diatraea saccharalis (Fabricius) e dois de seus parasitóides: o parasitóide larval Cotesia flavipes (Cameron) e o parasitóide de ovos Trichogramma galloi Zucchi. D. saccharalis mostrou-se suscetível à proteína, apresentando efeitos letais e subletais. Foram afetadas pela proteína as características mortalidade larval, duração do período larval, número de ínstares larvais e peso de larvas, enquanto que a mortalidade pupal e a duração do período pupal não foram afetadas e o peso de pupas apresentou resultados divergentes entre os bioensaios conduzidos. Para os parasitóides, avaliaram-se os efeitos da exposição direta (ingestão da proteína pelos adultos) e indireta (ingestão da proteína por D. saccharalis e posterior parasitismo). Em C. flavipes, não foram observados efeitos pela exposição direta, enquanto que na exposição indireta ocorreu efeito negativo sobre as características peso da massa de casulos e peso do adulto. Estes efeitos podem ser associados ao efeito mediado pelo hospedeiro. Em T. galloi...

Potencial alelopático de extratos e frações de Neea theifera Oerst. (Nyctaginaceae) sobre sementes e plântulas de Lactuca sativa

Santos, Valter Henrique Marinho dos
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: info:eu-repo/semantics/masterthesis Formato: 44 f.
Português
Relevância na Pesquisa
16.34%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Pós-graduação em Ciências Biológicas (Botânica) - IBB; A alelopatia é um mecanismo de interação bioquímica entre vegetais, considerada uma forma de adaptação química defensiva das plantas. Neste fenômeno, biomoléculas produzidas por uma planta são liberadas para o meio ambiente e influenciam no crescimento e desenvolvimento de plantas vizinhas. Assim, o objetivo deste trabalho foi investigar o potencial alelopático de extratos e frações de folhas de Neea theifera, por meio de bioensaios de pré e pós-emergência. Para tanto, sementes e plântulas de Lactuca sativa foram tratadas com o extrato orgânicos (nhexânico, acetato de etila e metanólico) em diferentes concentrações (5, 10 e 20 mg/mL), e frações do extrato metanólico bruto de Neea theifera, além de um grupo controle negativo (água). O teste de viabilidade nas sementes submetidas aos extratos foi realizado pelo teste do tetrazólio, já o teste de fitotoxicidade foi elucidado pela determinação do índice mitótico. Foi realizada também uma triagem fitoquímica por meio de reações específicas para detecção de possíveis classes químicas dos extratos avaliados...

Caracterização de isolados de Bacillus thuringiensis patogênicos à Spodoptera frugiperda (Lepidoptera: Noctuidae)

Tremiliosi, Lucília Macedo Mandú
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: info:eu-repo/semantics/masterthesis Formato: iv, 61 f. : il.
Português
Relevância na Pesquisa
16.34%
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq); Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Pós-graduação em Agronomia (Genética e Melhoramento de Plantas) - FCAV; Bacillus thuringiensis durante sua fase de esporulação produz proteínas cristal, codificadas pelos genes cry, podendo atingir pragas de diversas ordens. Esta bactéria é utilizada no controle de pragas como a Spodoptera frugiperda, causadora de sérios prejuízos na agricultura. O objetivo desta pesquisa foi caracterizar os isolados MT6, MT7, SP8, SP6, PR2 e as linhagens H D73 e CRY-B de B. thuringiensis visando o controle de S. frugiperda. Foi utilizada a técnica de PCR que permitiu a identificação das subclasses do gene cry1 A (Aa, Ab, Ac e Ae). O RAPD determinou similaridade entre todos os isolados e linhagens e somente a subsp. CRY(-)B apresentou 50 % de similaridade em relação às demais. Evidenciaram-se dois perfis diferentes entre todos e a B ausência plasmidial na subsp. CRY(-). A resistência e susceptibilidade aos antibióticos estreptomicina, canamicina, rifampicina e eritromicina, nas concentrações de 40, 60, 80, 100 e 120 uglml...

Isolamento, identificação e inoculação de bactérias produtoras de auxinas associadas às raízes de orquídeas

Galdiano Júnior, Renato Fernandes
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: info:eu-repo/semantics/masterthesis Formato: xiii, 67 f. : il.
Português
Relevância na Pesquisa
16.34%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Pós-graduação em Agronomia (Genética e Melhoramento de Plantas) - FCAV; A rizosfera favorece a colonização radicular por rizobactérias promotoras do crescimento de plantas (RPCPs), as quais podem oferecer importantes benefícios para a hospedeira. Este estudo teve o objetivo de isolar e identificar bactérias produtoras de auxinas das espécies Cattleya walkeriana, Cyrtopodium paludicolum, Ionopsis utricularioides, Oeceoclades maculata, Phalaenopsis amabilis e Vanilla planifolia e avaliar a inoculação de sementes e plântulas da orquídea brasileira Cattleya walkeriana. Ao total, foram isolados 85 bactérias, 67 delas produtoras de auxinas (quantificados por ensaios colorimétrico e detectados por CLAE) e 26 foram identificadas pelo sequenciamento parcial do gene 16S rRNA. Seis isolados produtores de auxinas foram inoculados em bioensaios. Para a inoculação in vitro, sementes foram inoculadas com os isolados Burkholderia RzW32, Enterobacter Endw37, Curtobacterium Endw57, Bacilllus EndW60 e testemunha representada por água destilada autoclavada em meio nutritivo Knudson-C e mantidas em câmara de incubação com luminosidade e temperatura controladas. Após 120 dias...

Seleção e caracterização de isolados de Bacillus thuringiensis para o controle de Thyrinteina arnobia (Stoll, 1782) (Lepdoptera: Geometridae)

Horta, André Ballerini
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: info:eu-repo/semantics/masterthesis Formato: iii, 30 p.
Português
Relevância na Pesquisa
16.34%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Microbiologia Agropecuária - FCAV; Bioinseticidas a base de Bacillus thuringiensis são utilizados há décadas no controle de Thyrinteina arnobia (Stoll, 1782) (Lepidoptera: Geometridae) em plantios de eucalipto no Brasil. No entanto, não há relatos de quais genes cry são eficientes para o controle desta praga. Neste sentido, 74 isolados de B. thuringiensis foram caracterizados por PCR para a detecção dos genes cry1, cry1Ab e cry1Ac e sua eficiência no controle de T. arnobia verificada por bioensaios. Os isolados Br9, Br69 Br74, Br81 e R26 apresentaram elevada mortalidade e sua CL50 foi determinada. Os genes cry1Ab e cry1Ac ocorreram isoladamente em 16% e 45% dos isolados, respectivamente, quando presentes em conjunto o controle das lagartas foi superior a 50%, e os valores de CL50 foram os mais elevados. Ambos os genes ocorreram em 11% dos isolados, os níveis de controle foram superiores a 80% e a CL50 era mais baixa, o que sugere que sua presença em conjunto confere maior toxicidade. É evidente que mais estudos em relação à detecção dos genes presentes em isolados de B. thuringiensis e sua contribuição no controle para T. arnobia são fundamentais para esclarecer quais genes conferem maior toxicidade e como eles atuam isoladamente ou em conjunto no controle dessas lagartas...

Identificação de genes cry1 em isolados de Bacillus thuringiensis e expressão do gene cry1la em Escherichia coli visando o controle de pragas da cultura algodoeira

Bergamasco, Vivian Boter
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: info:eu-repo/semantics/masterthesis Formato: iii, 48 f. : il.
Português
Relevância na Pesquisa
16.34%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Microbiologia Agropecuária - FCAV; O controle de pragas da cultura algodoeira pode ser feito utilizando proteínas Cry de Bacillus thuringiensis e para tal, o presente trabalho testou a atividade inseticida de novos isolados de B. thuringiensis frente a larvas neonatas de Spodoptera frugiperda e Anthonomus grandis, resultando em diversos níveis de mortalidade que foram associados a oito diferentes combinações de genes cryl identificados por PCR. O gene crylla (lepidóptero e coleóptero específico) esteve presente na maioria dos isolados, assim como nas linhagens padrões e principalmente nos isolados de maior efetividade para as duas pragas. A partir deste fato, a atividade inseticida de uma nova proteína Cry1 la foi avaliada frente a larvas neonatas de S. frugipercla e A. grandis. O gene crylla completo, previamente obtido por PCR com oligonucleotídeos iniciadores desenhados a partir do gene seqüenciado, foi clonado no vetor pET28a(+), introduzido em Escherichia cor, BL21(DE3) e expresso por indução com IPTG, confirmando a expressão da proteína Cry1la, com peso molecular de aproximadamente 81 kDa. Os resultados demonstraram a eficiência do sistema bacteriano na expressão da proteína Cry1 la de B. thuringiensis...

Análise da expressão gênica em isolados de Bacillus thuringiensis por PCR tempo real visando o controle de Spodoptera frugiperda (J.E. Smith) (Lepidoptera: Noctuidae) de diferentes populações brasileiras

Davolos, Camila Chiaradia
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: info:eu-repo/semantics/masterthesis Formato: ix, 58 f. : il.
Português
Relevância na Pesquisa
16.34%
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Pós-graduação em Microbiologia Agropecuária - FCAV; Bacillus thuringiensis é entomopatogênica muito utilizada no controle de insetos-praga e a predição de sua atividade tóxica é realizada por PCR na identificação de genes cry. Assim sendo, este trabalho objetivou elaborar novos oligonucleotídeos iniciadores para a detecção das subclasses cry1Ab, cry1Ac, cry1Ca, cry1Ea e cry1Fa, estudar o potencial de controle de 31 isolados de B. thuringiensis à duas populações de Spodoptera frugiperda por meio de bioensaios e analisar a taxa de expressão dos genes presentes nos isolados por qPCR em tempo real. Um par de oligonucleotídeo iniciador foi elaborado para cada subclasse e dentre os isolados testados 6,5% e 48,5% apresentaram os genes cry1Ab e cry1Ac, respectivamente, nenhum dos isolados apresentou os genes cry1Ca, cry1Ea e cry1Fa. Dentre os 31 isolados, 13 apresentaram mortalidade acima de 75% para as larvas da população de campo e apenas nove para a população de laboratório, mostrando que os isolados controlaram com maior eficiência as larvas da população de campo. A presença dos genes cry1Ab e cry1Ac conjuntamente foi associada à elevado potencial de controle às larvas da população de campo e baixo às larvas da população de laboratório. A expressão do gene cry1Ab...

Lesões histológicas em ratos Wistar submetidos ao protocolo modificado do bioensaio DMBDD

Solano, Marize de Lourdes Marzo
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: info:eu-repo/semantics/masterthesis Formato: 92 f.
Português
Relevância na Pesquisa
16.34%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Pós-graduação em Patologia - FMB; Um ensaio de média-duração em múltiplos órgãos de roedores, baseado no paradigma iniciação-promoção da carcinogênese, foi proposto por pesquisadores japoneses como alternativa ao ensaio convencional de longaduração para detecção de cancerígenos químicos. Esse ensaio alternativo, denominado DMBDD (acrônimo para os 5 agentes iniciadores da carcingênese neste protocolo), foi originalmente padronizado com a linhagem de ratos Fischer 344. Em 1996, o IBAMA adotou oficialmente uma variação (DMBDDb), proposta por nosso laboratório, como fonte de evidência do potencial cancerígeno de praguicidas agrícolas. O protocolo adotado pelo IBAMA tem algumas particularidades, como o uso de ambos os gêneros de ratos da linhagem Wistar e dois grupos controle positivo (tratados com fenobarbital - FB ou com 2’-acetoaminofluoreno -2’-AAF). Este protocolo foi utilizado ao longo de seis anos em nosso laboratório (TOXICAN) para a realização de cinco bioensaios sob contratos com empresas do setor agroquímico. O presente estudo consiste da revisão dos diagnósticos de três órgãos desses ensaios - o fígado...

Detecção in silico, isolamento e caracterização estrutural dos constitutintes micromoleculares antimaláricos e antioxidantes em galhosmdemGarcina gardneriana (Clusiaceae)

Burgos, Rosilene Cristina Rossetto
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: info:eu-repo/semantics/masterthesis Formato: 149 f. : il.
Português
Relevância na Pesquisa
16.34%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Pós-graduação em Química - IQ; Este trabalho teve como principais objetivos a detecção, isolamento e elucidação estrutural dos constituintes micromoleculares presentes em folhas e galhos de Garcinia gardneriana, uma espécie da família Clusiaceae com poucos relatos na literatura sobre a sua composição fitoquímica. A detecção das moléculas foi realizada através de abordagens in silico com o estabelecimento de perfis cromatográficos e espectrométricos dos constituintes majoritários dos extratos brutos e frações. A comparação desses dados foi realizada através de dados existentes na literatura. A partir dessa metodologia foi possível detectar 11 triterpenos por GC-FID nos extratos e frações apolares: campesterol (1), estigmasterol (2), ?-sitosterol (3), ?- amirenona (4), ?- amirina (5), ?-amirina (6), lupenona (7), lupeol (8), acetato de ?-amirina (9), acetato de ?-amirina (10), friedelina (11) e mais 9 biflavonóides nos extratos e frações mais polares: xantochimusídeo (12), GB2 (13), fukugisídeo (14), GB 1a glicosilado (15), GB2a (16), morelloflavona (17), volkensiflavona (18)...

Avaliação de produtos comerciais de fungos entomopatogênicos no controle do psilídeo-de-concha glycaspis brimblecombei (hemiptera: psyllidae)

Dal Pogetto, Mário Henrique Ferreira do Amaral
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: info:eu-repo/semantics/masterthesis Formato: v, 90 f. : il. color, gráfs, tabs.
Português
Relevância na Pesquisa
16.34%
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq); Pós-graduação em Agronomia (Proteção de Plantas) - FCA; Este trabalho teve como objetivo avaliar o potencial de controle de alguns produtos comerciais de fungos entomopatogênicos disponíveis no mercado, bem como o desenvolvimento dos fungos Beauveria bassiana, Metarhizium anisopliae e Lecanicillium longisporum sobre ninfas de Glycaspis brimblecombei (Hemiptera: Psyllidae). Para tanto, foram realizados ensaios em laboratório com pulverização de suspensões fúngicas de 1 x 104, 1 x 105, 1 x 106, 1 x 107 e 1 x 108 conídios/mL dos bioinseticidas Boveril WP, Toyobo e Mycotrol (B. bassiana), Metarril WP e Toyobo (M. anisopliae) e Vertirril WP (L. longisporum) nas ninfas do inseto. Nos bioensaios de semicampo estes produtos foram aplicados na forma pulverizada e polvilhada sobre mudas infestadas por ninfas de G. brimblecombei. As avaliações para o bioensaio de laboratório foram realizadas aos um, três, cinco e sete dias após a pulverização, enquanto no ensaio de semicampo as avaliações foram realizadas apenas sete dias após a aplicação dos produtos. O desenvolvimento dos fungos sobre os insetos foi avaliado mediante a observação dos insetos em microscópio óptico a 0...

Resistência de genótipos de couve-de-folha Brassica oleracea var. acephala a Ascia monuste orseis (Godart, 1818) (Lepidoptera: pieridae)

Schlick-Souza, Eunice Cláudia
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: info:eu-repo/semantics/masterthesis Formato: xiv, 71 f. : il. color., grafs., tabs.
Português
Relevância na Pesquisa
16.34%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Agronomia (Proteção de Plantas) - FCA; A couve-de-folha, Brassica oleracea (L.) var. acephala, é atacada por diversas pragas, e o curuquerê, Ascia monuste orseis (Godart) (Lepidoptera: Pieridae), destaca-se como uma das mais importantes, causando intensas desfolhas às plantas. O principal método de controle deste inseto é feito através da aplicação de inseticidas sintéticos, com reconhecidos prejuízos ao meio ambiente. Considerando-se a importância desse inseto para a cultura da couve-de-folha e também os efeitos indesejáveis decorrentes de aplicações de inseticidas para seu controle, a presente pesquisa teve como objetivo avaliar a resistência de genótipos de couve-de-folha frente A. monuste orseis e estudar os tipos de resistência envolvidos através da realização de ensaios com adultos (atratividade e preferência para oviposição) e lagartas (preferência alimentar e antibiose), sob condições de laboratório e casade- vegetação. Para a instalação dos bioensaios, foi mantida uma criação de A. monuste orseis em casa-de-vegetação. Foram avaliados 29 genótipos de couve-de-folha: Manteiga de Ribeirão Pires I-2620 (MRP I-2620)...

Influência da polpa cítrica, do óleo e de fungos filamentosos na atratividade de iscas tóxicas à Atta sexdens rubropilosa (Hymenoptera,Formicidae)

Carlos, Amanda Aparecida
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: info:eu-repo/semantics/masterthesis Formato: vi, 82 f. : tabs.
Português
Relevância na Pesquisa
16.34%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Agronomia (Proteção de Plantas) - FCA; As espécies de formigas cortadeiras, tais como Atta sexdens rubropilosa são consideradas importantes pragas da agricultura e silvicultura brasileira, pois utilizam material vegetal como substrato para o cultivo de seu fungo simbionte. Assim, métodos de controle são necessários para conter esses danos, sendo o uso de iscas tóxicas um dos mais utilizados. Com base nisso, o presente estudo foi desenvolvido com o objetivo de avaliar a atratividade de iscas para as operárias de Atta sexdens rubropilosa. Para isso, observou-se o carregamento de diferentes constituintes da isca, ou seja, distintas polpas cítricas e óleos de soja. Além disso, verificou-se também a influência de fungos filamentosos sobre as colônias. Para a análise de atratividade em laboratório ofertou-se o material na arena de forrageamento de forma aleatória e observou-se o carregamento. Foram realizados três bioensaios de atratividade: 1. Comparação de diferentes partes do fruto: mesocarpo, industrial, endocarpo e integral (em laboratório e campo); 2. Avaliação da seletividade de distintos óleos de soja: bruto degomado...