Página 1 dos resultados de 41 itens digitais encontrados em 0.131 segundos

Estudo de competências emocionais e sua correlação com o auto-conceito

Silva, Carlos Alberto da
Fonte: [s.n.] Publicador: [s.n.]
Tipo: info:eu-repo/semantics/masterthesis
Publicado em //2011 Português
Relevância na Pesquisa
36.05%
Dissertação apresentada à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Mestre em Psicologia, especialização em Psicologia Clínica e da Saúde.; A Inteligência Emocional assume um papel cada vez maior, não só no bem-estar das pessoas mas também, enquanto factor primordial no sucesso e desenvolvimento pessoal, profissional e social. É um conceito que oferece uma perspectiva capaz de potencializar as cognições e respectivas decisões, a partir da energia emocional, como uma mais-valia para a eficácia na vida, tanto ao nível intra-relacional como inter-relacional (Mayer, Salovey & Caruso, 2000; Daniel Goleman, 2009; Arándiga & Tortosa, 2000). Diferentes estudos nesta área das ciências sociais e humanas, indicam que o indivíduo que experimenta emoções positivas, mobiliza uma energia motivadora que direcciona para a atenção e a aprendizagem, por oposição à energia das emoções negativas, inibidoras da atenção e da relação, instalando sentimentos de frustração e de menor envolvimento, que induzem o sujeito a estados de humor facilitadores da depressão e ansiedade (Mayer, Salovey & Caruso, 2000; Daniel Goleman, 2009; Arándiga & Tortosa, 2000). Por outro lado...

Caminhos de Leste :a imigração enquanto processo de transição pessoal e social

Rodrigues, Ana Isabel Figueiredo
Tipo: masterthesis
Português
Relevância na Pesquisa
46.03%
Os fenómenos migratórios embora não sejam novos na história da Humanidade, parecem evidenciar, cada vez mais, a ideia de “aldeia global”, tornando as sociedades cada vez mais pluriculturais. Portugal desde finais da década de 90 tem sido um dos principais países de destino dos chamados imigrantes de Leste. A transição decorrente destes movimentos migratórios, activa todo um processo de adaptação cujas vivências pessoais, sociais, psicológicas, profissionais e culturais se pretendem geradoras de um sucesso na sua integração e, ao mesmo tempo, impulsionadoras de um bem-estar e de satisfação com a vida. Todavia, essa transição começa muito antes da chegada ao novo país. Tendo em conta perspectivas teóricas explicativas dos fenómenos migratórios e das transições de vida, o estudo apresentado, realizado numa amostra de 36 imigrantes provenientes de países da Europa de Leste, residentes no distrito de Coimbra, permite verificar que ao percurso migratório de natureza económica, profissional e cultural corresponde um processo de transição pessoal e social, analisado à luz da Teoria da Transição de Schlossberg, Watters e Goodman (1995). Dos resultados obtidos em diversos domínios (características do percurso migratório...

Adaptação académica, apoio social e bem-estar subjetivo dos estudantes do ensino superior: um estudo nas residências universitárias

Dinis, Ana Cristina Alves Rodrigues
Tipo: masterthesis
Português
Relevância na Pesquisa
45.92%
O Apoio Social (instrumental, emocional, informativo e avaliativo) abrange recursos, sistemas de apoio e avaliação por parte do indivíduo que recebe a ajuda. Quando eficaz e de qualidade, desenvolve a identidade pessoal e favorece o bem-estar e sucesso académico. Desta forma é de grande interesse compreender, avaliar e analisar os níveis de adaptação, suporte social e bem-estar subjetivo dos estudantes do ensino superior, em particular, os alojados em residências universitárias dos Serviços de Ação Social da Universidade de Coimbra no ano letivo 2012/2013. Neste sentido, o presente estudo tem como principal objetivo a compreensão do contributo que possam ter as dimensões do Questionário de Vivencias Académicas (QVA-r) e do Questionário de Suporte Social (SSQ6) para o Bem-estar subjetivo (avaliado através da Escala de Satisfação com a Vida (SWLS) e da Escala de Afeto Positivo e Afeto Negativo (PANAS) dos estudantes das residências universitárias.; The Social Support (instrumental, emotional, informational and evaluative) covers resources, support systems, and evaluation by whom receiving help. When the social support are effective and have quality, develops personal identity and promotes the well-being and academic success. Thus it is of great interest to understand...

Estratégia para redução do stress e Burnout entre enfermeiros hospitalares; A strategy to reduce stress and burnout among hospital nurses

Grazziano, Eliane da Silva
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 02/02/2009 Português
Relevância na Pesquisa
45.79%
Este estudo teve como objetivo apresentar uma estratégia para redução do burnout entre enfermeiros hospitalares em dois hospitais na cidade de São Paulo, Brasil, antes e após a aplicação de um treinamento cognitivo-comportamental, utilizando a técnica de inoculação de stress. Trata-se de um estudo descritivo, correlacional com abordagem quantitativa. Na coleta de dados foram utilizados: Maslach Burnout Inventory (MIB), instrumento de percepção e sinais e sintomas de stress, caracterização sócio-demográfica dos participantes e convite para participação no treinamento. Dos 145 questionários entregues 114 (78,62%) foram devolvidos; destes 111 (97,36%) enfermeiros indicaram interesse em participar do treinamento, entretanto somente 32 (28,82%) participaram. O treinamento foi ministrado com carga horária total de 12 horas abordando conceitos de stress, burnout, coping e comunicação interpessoal nas próprias instituições e dentro dos horários de trabalho dos enfermeiros. A análise dos resultados permitiu concluir que o nível de burnout foi considerado entre baixo / moderado para a amostra total (n=111). Para grupo não participante do treinamento (n=79) o maior número de associações positivas e significantes foram nos domínios desgaste emocional e despersonalização. Os níveis de burnout pré e pós-treinamento não sofreram alteração significativa para o grupo treinamento (n=32) e as associações foram positivas e significantes para o domínio incompetência profissional. A maioria dos participantes (21 65...

A constituição do si-mesmo e o uso da mente em Winnicott: ressonâncias escolares

Pereira, Marta Regina Alves
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 22/04/2014 Português
Relevância na Pesquisa
46.01%
Este trabalho resulta de um estudo que teve por objetivos investigar em que medida falhas na constituição do si-mesmo podem interferir no uso que uma criança faz dos recursos de sua própria mente e verificar como essa condição pode afetar as relações da criança consigo mesma, com os outros e com as demandas escolares; estabelecer relações entre o amadurecimento emocional e as dificuldades de aprendizagem e aprofundar o estudo do desenvolvimento intelectual a partir da teoria do amadurecimento de D. W. Winnicott. Para tanto, buscaram-se na teoria do referido autor os conceitos que dizem respeito à constituição do si-mesmo e ao funcionamento da mente. Além disso, um caso clínico referente ao atendimento de uma criança com queixas escolares foi apresentado para ilustrar as discussões teóricas empreendidas. Relatos de conversas estabelecidas com os pais da criança e com duas de suas professoras e a análise de relatórios produzidos na escola frequentada por ela somaram-se a este estudo. A constituição do si-mesmo foi compreendida como um processo gradativo, que pode ou não acontecer, tendo como suporte a tendência inata à integração e a adaptação ambiental suficientemente boa. Uma discussão a respeito da importância do ambiente na sustentação das conquistas do processo de amadurecimento relacionadas à integração da instintualidade...

Adaptação humana em contextos desportivos : contributos da teoria para a avaliação psicológica

Gomes, António Rui
Fonte: Instituto Brasileiro de Avaliação Psicológica Publicador: Instituto Brasileiro de Avaliação Psicológica
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2011 Português
Relevância na Pesquisa
35.87%
Este trabalho analisa as aplicações do modelo transaccional cognitivo, motivacional e relacional de Lazarus aos contextos desportivos, nomeadamente ao estudo do confronto dos atletas com o stress. Dois dos problemas mais evidentes na aplicação deste modelo ao estudo da adaptação humana em situações de rendimento, prendem-se com a complexidade de testar os vários pressupostos num único estudo e na falta de metodologias de avaliação que facilitem esta tarefa. Neste sentido, este trabalho analisa os conceitos fundamentais subjacentes ao modelo, propondo igualmente um guião de entrevista que avalia cada um destes domínios, usando como exemplo o confronto com situações de stress. Assim, é desenvolvido o guião de Entrevista de Avaliação Psicológica de Atletas: Gestão de Stress (EAPA-GS), dividindo-se em cinco secções i) informação pessoal e desportiva; ii) análise das situações de stress; iii) análise dos processos de avaliação cognitiva e “coping”; iv) experiência emocional; e v) finalização.

Adaptação pessoal e emocional em contexto universitário: o contributo da personalidade, suporte social e inteligência emocional; Personal and emotional adaptation in university’s environment: contribution of personality, social support and emotional intelligence; Ajuste Personal y Emocional en el Contexto de la Universidad: La Contribución de la Personalidad, el Apoyo Social y la Inteligencia Emocional

Tomás, Rita Antunes; Ferreira, Joaquim Armando; Araújo, Alexandra Maria Dantas de Castro; Almeida, Leandro S.
Fonte: Universidade de Coimbra. Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação Publicador: Universidade de Coimbra. Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2014 Português
Relevância na Pesquisa
136.39%
A adaptação ao ensino superior tem sido amplamente estudada, dadas as dificuldades vivenciadas por uma percentagem significativa de estudantes, e que resultam em insucesso escolar e abandono. O objetivo do presente trabalho é analisar em que medida a personalidade, o suporte social e a nteligência emocional se relacionam com a adaptação pessoal e emocional dos estudantes ao contexto universitário. Participaram neste estudo 217 estudantes do primeiro ano da Universidade de Coimbra. Os resultados mostram que existem diferenças significativas entre sexos no que respeita aos fatores de personalidade – amabilidade e neuroticismo ?,bem como na dimensão atenção às emoções da variável inteligência emocional. As análises preditivas permitem concluir que a personalidade e o suporte social exercem poder preditivo sobre a adaptação pessoal e emocional dos estudantes à universidade.; Adaptation to college has been widely studied, due to the level of problems experienced by many students, which translate into academic failure and attrition. This study analyses the impact of personality, social support and emotional intelligence on personal and emotional adjustment in higher educa? tion. Participants were 217 first year students from the University of Coimbra. The results show that there are differences between men and women regarding personality factors – agreeableness and neuroticism ?...

Adaptação pessoal e emocional em contexto universitário: o contributo da personalidade, suporte social e inteligência emocional; Personal and emotional adaptation in university’s environment: contribution of personality, social support and emotional intelligence; Ajuste Personal y Emocional en el Contexto de la Universidad: La Contribución de la Personalidad, el Apoyo Social y la Inteligencia Emocional

Tomás, Rita Antunes; Ferreira, Joaquim Armando; Araújo, Alexandra Maria Dantas de Castro; Almeida, Leandro S.
Fonte: Universidade de Coimbra. Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação Publicador: Universidade de Coimbra. Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2014 Português
Relevância na Pesquisa
136.39%
A adaptação ao ensino superior tem sido amplamente estudada, dadas as dificuldades vivenciadas por uma percentagem significativa de estudantes, e que resultam em insucesso escolar e abandono. O objetivo do presente trabalho é analisar em que medida a personalidade, o suporte social e a nteligência emocional se relacionam com a adaptação pessoal e emocional dos estudantes ao contexto universitário. Participaram neste estudo 217 estudantes do primeiro ano da Universidade de Coimbra. Os resultados mostram que existem diferenças significativas entre sexos no que respeita aos fatores de personalidade – amabilidade e neuroticismo ?,bem como na dimensão atenção às emoções da variável inteligência emocional. As análises preditivas permitem concluir que a personalidade e o suporte social exercem poder preditivo sobre a adaptação pessoal e emocional dos estudantes à universidade.; Adaptation to college has been widely studied, due to the level of problems experienced by many students, which translate into academic failure and attrition. This study analyses the impact of personality, social support and emotional intelligence on personal and emotional adjustment in higher educa? tion. Participants were 217 first year students from the University of Coimbra. The results show that there are differences between men and women regarding personality factors – agreeableness and neuroticism ?...

Integração e suporte social: o contributo do apoio pelos pares

Taveira, Eugénia dos Santos Silva
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: masterthesis
Português
Relevância na Pesquisa
35.95%
O sucesso do jovem adulto em contexto de Ensino Superior está associado a uma adequada transição e adaptação à universidade, ao suporte social que a instituição lhe possa conferir e à promoção do desenvolvimento pessoal e social dos seus alunos, sendo muito importante a existência de estruturas de apoio disponibilizadas pelas instituições, seja a nível instrumental, seja a nível afectivo e emocional. Assim sendo, o suporte social assume uma relevância estratégica na promoção do sucesso académico em contexto universitário. O contributo do apoio pelos pares, sendo uma área de ação fundamental para a formação dos estudantes, é um modelo que promove o apoio psicológico (peer counselling), traduzindo-se na capacidade de ser empático, desempenhar o papel de amigo e promover a partilha de problemas. O presente trabalho tem como objectivo estudar a integração e o suporte social nos alunos deslocados alojados nas residências da Universidade de Aveiro (UA). Pretende-se, por um lado, identificar as necessidades sentidas pelos alunos e por outro lado, conhecer as estruturas de apoio que a UA disponibiliza, de modo a facilitar a sua adaptação aos novos contextos, a esses mesmos alunos. De forma a atingir os nossos objectivos foram realizados dois estudos exploratórios: O estudo 1 que tem como finalidade conhecer e caracterizar o suporte social existente na UA veiculado aos alunos alojados nas residências universitárias...

Stress do cuidador informal e solidão do idoso : psicologia e ética

Figueiredo, Amorim Rosa de
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: masterthesis
Português
Relevância na Pesquisa
35.79%
A convivência e a experiência no contacto praticamente diário com idosos residentes em Lares ou ERIS (estruturas residenciais de idosos), bem como com os cuidadores informais e de reuniões de reflexão conjunta, na qualidade de Provedor de uma Santa Casa, colocaram dúvidas sobre os princípios éticos da nossa cultura social do passado e da relação com o presente, bem como sobre o stress em que vivem as famílias portuguesas. Pretende-se, neste trabalho, por estas razões, avaliar os condicionalismos da evolução da família, do idoso e do cuidador informal, da sobrecarga emocional, saúde mental e stress, bem como o tipo do núcleo familiar e a sua relação com o internamento dos idosos nos Lares. A amostra deste estudo é composta por 960 utentes institucionalizados com a autonomia inerente às suas idades, a que acrescem 160 com dependência total e incapazes de responder autonomamente às questões formuladas nos inquéritos, e 717 cuidadores informais. Os instrumentos utilizados para a recolha dos dados foram: um questionário sociodemográfico e de caracterização da situação do utente institucionalizado, bem como outro idêntico para o cuidador informal, sendo para este também o Questionário de Avaliação da Sobrecarga do Cuidador Informal (QASCI; Martins...

Vivências dos enfermeiros relativamente a cuidados post mortem em unidades de medicina

Parece, Ana Maria de Gusmão Guimarães Mota, 1983-
Tipo: info:eu-repo/semantics/masterthesis
Publicado em //2010 Português
Relevância na Pesquisa
35.95%
A morte continua a ser um grande mistério, e por vezes está associada ao horror, absurdo e sofrimento. Por isso, reflectir sobre a morte e o morrer, numa perspectiva de enfermagem, significa dedicar algum tempo a pensar como os enfermeiros vivenciam a morte de um doente, a quem prestam os cuidados post mortem. O tema a que nos propusemos estudar foi as vivências dos enfermeiros relativamente aos cuidados post mortem em unidades de medicina; Este estudo foi inspirado nos trabalhos intitulados “Cuidar em Fim de Vida” (Magalhães, 2009) e “A aprendizagem do cuidar e a morte: um desígnio do enfermeiro em formação” (Frias, 2003), já que do trabalho destes dois autores se concluiu acerca da necessidade de aprofundar este assunto. Enquanto enfermeira que desenvolveu a sua actividade em serviço de medicina, inserida numa equipa de cuidados continuados, e actualmente desenvolve actividade em hospital de dia médico, em oncologia, o confronto com o doente em fase terminal e a morte é muito comum. Após a observação de colegas, apercebi-me que a morte e a prestação dos cuidados post mortem podem influenciar a vida profissional e pessoal, e por isso existe a necessidade de reflectir sobre a morte, sobre a nossa conduta e sobre as estratégias de coping utilizadas para conseguir ultrapassar estas situações...

Sobrecarga e dificuldades dos cuidadores informais dos mais velhos

Félix, Luís Miguel Marques, 1972-
Tipo: info:eu-repo/semantics/masterthesis
Publicado em //2008 Português
Relevância na Pesquisa
35.79%
Tese de mestrado, Medicina (Psicogerontologia), Faculdade de Medicina, Universidade de Lisboa, 2010; Este estudo pretende conhecer a sobrecarga, dificuldades e formas de lidar com acontecimentos adversos (coping) dos cuidadores informais dos mais velhos. O aumento da longevidade coloca novos desafios, incapacidades e dependência em vários domínios do processo de envelhecimento. O papel desempenhado pelos cuidadores informais é um tema actual, que faz parte das estratégias do Plano Nacional da Saúde 2004-2010. Este plano promove o envelhecimento activo, a adequação dos cuidados às pessoas mais velhas e a promoção e desenvolvimento de ambientes capacitadores. Os objectivos são conhecer as características sócio-demográficas, a sobrecarga física, emocional e social, a percepção que os cuidadores informais têm dessa sobrecarga e que formas de lidar com situações adversas, utilizam. O estudo foi realizado no concelho das Caldas da Rainha a partir das Instituições Particulares de Solidariedade Social, sendo a amostra constituída por 90 cuidadores informais de pessoas que recebem serviços das equipas de apoio domiciliário. Foram utilizados como instrumentos de colheita de dados um questionário sócio-demográfico...

Qualidade na óptica do utilizador: dos conceitos e práticas organizacionais ao desenvolvimento pessoal e qualidade de vida

Costa, João; Gonçalves, Maria Dulce Miguéns, 1961-
Tipo: info:eu-repo/semantics/conferenceobject
Publicado em 15/11/2011 Português
Relevância na Pesquisa
35.86%
As noções de Qualidade não estão restritas às organizações de trabalho e podem extravasar para outras áreas. O que sucede a cada um de nós quando o trabalho corre bem? Qual a relação entre a utilização de sistemas de Qualidade nas organizações de trabalho e as organizações pessoais? Tal como existem boas práticas do lado das empresas certificadas também existem boas práticas na gestão pessoal dos indivíduos. Os autores estabelecem um paralelismo entre práticas das organizações e possíveis práticas pessoais, numa procura da Qualidade de Vida. A percepção de Qualidade é uma noção muito vaga quando abordada individualmente. Está dependente dos valores e formação do individuo e do seu meio envolvente. Assim como uma Organização com um Sistema de Qualidade tem que se adaptar ao meio em que está inserida para uma adaptação ao mercado, também o individuo terá que analisar o seu próprio meio envolvente para criar situações de vantagem e estabilidade, para usufruir da sua vida e alcançar os seus objectivos pessoais. A qualidade na organização pode contribuir de forma significativa para a satisfação individual e bem-estar no trabalho, favorecendo a satisfação e o bem estar em muitas outras áreas da vida. Por isomorfismo com as boas práticas organizacionais...

Vivências académicas dos estudantes do curso de Licenciatura em Enfermagem: contributos para a intervenção comunitária

Costa, Hugo Manuel Ventura
Tipo: masterthesis
Português
Relevância na Pesquisa
36.18%
Dissertação de Mestrado em Enfermagem Comunitária; Introdução: O número de estudantes no sistema de ensino superior em Portugal tem aumentado consideravelmente nos últimos anos, refletindo uma progressiva tomada de consciência da importância de se investigar as circunstâncias e os acontecimentos que os estudantes vivenciam e que influenciam o seu percurso académico. Neste contexto, o estudo centrou-se na análise das vivências académicas dos estudantes do curso de licenciatura em enfermagem de uma instituição de ensino superior do interior norte de Portugal, no sentido de se poder equacionar como campo de intervenção no âmbito da enfermagem comunitária. Objetivos: i) Caracterizar, em termos sociodemográficos e escolares, os participantes do estudo; ii) Caracterizar as vivências académicas através do Questionário de Vivências Académicas (QVA); iii) Analisar a relação entre as variáveis sociodemográficas e escolares e as dimensões do QVA; iv); Compreender os processos de adaptação e transição ao ensino superior; v) Enquadrar as vivências académicas no percurso desenvolvimental dos estudantes; vi) Identificar a forma de gestão dos recursos pessoais; vii) Explorar o sentido das expectativas profissionais dos estudantes. Métodos: O presente estudo utilizou uma abordagem quantitativa...

Adaptação à Universidade em estudantes do primeiro ano: Estudo diacrónico da interacção entre o relacionamento com pares, o bem-estar pessoal e o equilíbrio emocional

Diniz, António Augusto Pinto Moreira; Almeida, Leandro da Silva
Fonte: Instituto Superior de Psicologia Aplicada Publicador: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2006 Português
Relevância na Pesquisa
56.18%
Neste artigo apresentamos o teste de um modelo estrutural completo não-recursivo que representa a interacção entre o relacionamento com pares (RI), o equilíbrio emocional (EE) e o bem-estar pessoal (B-E) em estudantes do primeiro ano da Universidade do Minho (amostragem de conveniência). Os constructos foram operacionalizados através da Escala de Integração Social no Ensino Superior (EISES: Diniz & Almeida, 2005), a qual foi aplicada no primeiro semestre e no final do segundo semestre aos participantes voluntários no estudo (N=283). O teste de identidade do modelo (LISREL8-SIMPLIS) permitiu verificar ele era plausível para descrever o fenómeno em análise. Porém, a degradação da adequabilidade do ajustamento do modelo da primeira para a segunda avaliação remeteu para o facto as dimensões psicológicas avaliadas acabarem por sofrer alterações relevantes com a progressiva adaptação dos alunos ao Ensino Superior. Ocorreu uma mudança de processo revelada pelas alterações substantivas no modelo. Verificou-se que a importância inicial do RI é mitigada no final do segundo semestre, tornando-se o EE mais importante. Este resultado indica a desejabilidade de delineamento de estratégias diferenciadas de intervenção junto dos estudantes neste período de tempo.

Adolescentes vítimas de maus-tratos: Memórias de práticas educativas parentais, (des) adaptação e suporte social

Fraga, Inês Soares de Oliveira de Andrade
Fonte: ISPA - Instituto Universitário Publicador: ISPA - Instituto Universitário
Tipo: info:eu-repo/semantics/masterthesis
Publicado em //2012 Português
Relevância na Pesquisa
45.97%
Os maus-tratos no seio familiar constituem um fenómeno com repercussões no desenvolvimento dos menores, quer a nível físico, psicológico, emocional, cognitivo e comportamental. A presente revisão de literatura procura compreender esta problemática tendo como foco três importantes áreas da vida destes jovens como as práticas educativas parentais, o suporte social e a adaptação psicossocial. Pretende-se assim descrever o ambiente e contexto familiar destes jovens, compreender a importância do apoio social tão necessário tanto ao desenvolvimento de competências pessoais e interpessoais, como na moderação do impacto dos maus-tratos, e por último compreender o desenrolar da adaptação psicossocial durante a adolescência. Serão abordadas questões ligadas à adolescência, nomeadamente o desenvolvimento de uma identidade pessoal e social, as relações com os pais e com os pares e posteriormente são aprofundadas questões ligadas aos maus-tratos e o seu impacto na adaptação psicossocial dos adolescentes. ------ Experience maltreatment within the family constitutes a phenomenon that has serious implications on the child development, in terms of p physical, psychological, emotional, cognitive and behavioural problems. This literature review seeks to understand this issue focusing on three important areas of youth victims of maltreatment life such as parenting practices...

Adaptação à Universidade em estudantes do primeiro ano: Estudo diacrónico da interacção entre o relacionamento com pares, o bem-estar pessoal e o equilíbrio emocional

Diniz, António M.; ISPA-IU; Almeida, Leandro S.; Universidade do Minho
Fonte: ISPA - Instituto Universitário Publicador: ISPA - Instituto Universitário
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedversion Formato: application/pdf
Publicado em 23/11/2012 Português
Relevância na Pesquisa
56.18%
Neste artigo apresentamos o teste de um modelo estrutural completo não-recursivo que representa a interacção entre o relacionamento com pares (RI), o equilíbrio emocional (EE) e o bem-estar pessoal (B-E) em estudantes do primeiro ano da Universidade do Minho (amostragem de conveniência). Os constructos foram operacionalizados através da Escala de Integração Social no Ensino Superior (EISES: Diniz & Almeida, 2005), a qual foi aplicada no primeiro semestre e no final do segundo semestre aos participantes voluntários no estudo (N=283). O teste de identidade do modelo (LISREL8-SIMPLIS) permitiu verificar ele era plausível para descrever o fenómeno em análise. Porém, a degradação da adequabilidade do ajustamento do modelo da primeira para a segunda avaliação remeteu para o facto das dimensões psicológicas avaliadas acabarem por sofrer alterações relevantes com a progressiva adaptação dos alunos ao Ensino Superior. Ocorreu uma mudança de processo revelada pelas alterações substantivas no modelo. Verificou-se que a importância inicial do RI é mitigada no final do segundo semestre, tornando-se o EE mais importante. Este resultado indica a desejabilidade de delineamento de estratégias diferenciadas de intervenção junto dos estudantes neste período de tempo.

Visita de crianças em unidade de terapia intensiva

Borges,Katya Masae Kitajima; Genaro,Larissa Teodora; Monteiro,Mayla Cosmo
Fonte: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB Publicador: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2010 Português
Relevância na Pesquisa
35.76%
A maioria dos hospitais estabelece idade mínima de 12 anos para a entrada de crianças nas unidades de terapia intensiva de adultos, porém, crianças menores participativas do processo de hospitalização têm manifestado, por meio de seus familiares, o desejo de visitar seus entes hospitalizados. Essa situação suscita diferentes opiniões entre os membros da equipe de saúde, principalmente no que diz respeito a pouca orientação sobre como manejar a entrada de criança na unidade de terapia intensiva sem causar danos psicológicos. Com objetivo de ampliar e fundamentar essa prática realizou-se revisão bibliográfica sobre o tema, alinhada ao estudo das fases do desenvolvimento cognitivo e emocional da criança em relação à compreensão da morte para, em seguida, sugerir proposta para rotina de entrada de crianças em unidade de terapia intensiva adulto.

ANÁLISE DAS DIFICULDADES RELACIONADAS ÀS ATIVIDADES DIÁRIAS DE CRIANÇAS E ADOLESCENTE COM DIABETES MELLITUS TIPO 1: DEPOIMENTO DE MÃES

Zanetti,Maria Lúcia; Mendes,Isabel Amélia Costa
Fonte: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo Publicador: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/11/2001 Português
Relevância na Pesquisa
45.78%
Estudo descritivo com o objetivo de analisar as dificuldades que as mães de crianças e adolescentes diabéticos tipo 1 apresentam face as atividades diárias com o filho, partindo da premissa de que fatores de ordem econômica, social, pessoal e emocional da família interferem para obtenção de um bom controle metabólico. Através de roteiro semi-estruturado de entrevista aplicado a trinta mães, obteve-se os dados cuja análise obedeceu às normas preconizadas para estudos descritivos. Os resultados permitiram concluir que as mães apontaram como dificuldades nas atividades diárias com os filhos: reuniões de convivência social; motivá-lo a realizar atividade física; dieta; adaptação escolar; relacionamento com a equipe de saúde e comportamento do filho frente aos demais irmãos. Foi evidenciada a necessidade de trabalho planejado e integrado por equipe multiprofissional junto às famílias, direcionado para cada dificuldade abordada, observando-se sua interdependência para o êxito do cuidado à criança e adolescente diabético tipo 1.

A dor e a constituição psíquica

Albornoz,Ana Celina Garcia; Nunes,Maria Lúcia Tiellet
Fonte: Universidade de São Francisco, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Psicologia Publicador: Universidade de São Francisco, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Psicologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2004 Português
Relevância na Pesquisa
35.79%
Este artigo aborda uma temática que atinge a todos: a infância e a adolescência marcadas pelas privações. O abandono, a negligência e o abuso físico, sexual e psicológico de crianças e de adolescentes são fatos reais e freqüentes na vida dos mesmos. A literatura psicanalítica sustenta a idéia de que as vivências de privação geram importantes seqüelas no desenvolvimento emocional, podendo marcar de forma peculiar a vida das pessoas para sempre. O percurso teórico realizado neste artigo aponta que crianças e adolescentes vitimizados apresentam dificuldades para investir em si mesmos e nos outros, o que os torna portadores de sintomas dificultadores da adaptação pessoal, social, escolar, institucional e familiar. É fundamental que eles possam elaborar as suas vivências passadas traumáticas, retomar o desenvolvimento de forma saudável e atualizar os seus potenciais.