Página 1 dos resultados de 183 itens digitais encontrados em 0.094 segundos

Patient Destination after Discharge from Intensive Care Units: Wards or Intermediate Care Units?; Destino do paciente após alta da unidade de terapia intensiva: unidade de internação ou intermediária?; Destino del paciente después de recibir el alta médica de la unidad de cuidados intensivos: ¿unidad de internación o intermedia?

SILVA, Maria Claudia Moreira da; SOUSA, Regina Marcia Cardoso de; PADILHA, Katia Grillo
Fonte: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo Publicador: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
56.21%
This study characterizes patients hospitalized in Intensive Care Units (ICUs) of hospitals that have intermediate units (IU) regarding their demographic and clinical data and identifies factors related to discharge from these units. This prospective longitudinal study involved 600 adult patients hospitalized in general ICUs in four hospitals in São Paulo, SP, Brazil. Demographic and clinical characteristics were similar to those found in other studies addressing patients hospitalized in ICUs. Factors associated with discharge from ICU to IU were: age ?60 years, diseases related to the nervous, circulatory or respiratory systems, originated from the IU, and Simplified Acute Physiologic Score II (SAPS II), Logistic Organ Dysfunction (LODS) and Nursing Activities Scores (NAS) at admission and discharge from the ICU. Age and risk of death at admission in the ICU, according to SAPS II, stood out as indicators of discharge to IUs in the Multiple Logistic Regression analysis.; Este estudo teve como objetivos caracterizar os pacientes internados em unidade de terapia intensiva (UTI) de hospitais com unidades intermediárias, quanto aos dados demográficos e clínicos, e identificar os fatores relacionados à alta para essa unidade. É estudo prospectivo longitudinal...

Caracterização dos pacientes readmitidos em um serviço de emergência; Characterization of the readmitted patients on emergency department

Valera, Rangel Biscaro
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 12/07/2005 Português
Relevância na Pesquisa
46.19%
A grande procura pelo Serviço de Emergência e a conseqüente permanência dos pacientes em repetidas admissões representam entraves para os enfermeiros, os quais são responsáveis pelo gerenciamento desses serviços. Objetivos: Caracterizar o perfil dos pacientes readmitidos em um Serviço de Emergência de um hospital filantrópico; identificar o perfil sócio-demográfico e de morbidade dos pacientes readmitidos; caracterizar a utilização do Serviço de Emergência e identificar os fatores relacionados às readmissões. Casuística e Método: estudo transversal, descritivo e exploratório realizado em um Serviço de Emergência de um hospital filantrópico de ensino, de atenção terciária, na cidade de São Paulo. A amostra foi composta por pacientes maiores de 14 anos considerados internados no Serviço de Emergência, com mais de uma admissão, nos seis meses anteriores ao dia da coleta de dados. A coleta de dados foi realizada por meio de instrumento estruturado com questões abertas e fechadas, e as informações foram obtidas do prontuário do paciente e por entrevista direta ao paciente ou familiares, durante todo o mês de maio de 2004. Resultados: a incidência de readmissões foi de 23,3%. Houve predomínio de pacientes do sexo masculino (61...

Estudo pioneiro do impacto da qualidade de vida em pacientes diabéticos submetidos ao transplante de medula óssea; Pioneering study of the impact on quality of life in diabetic patients submitted to bone marrow transplantation.

Silva, Amanda Ferraz Salomé
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 02/07/2008 Português
Relevância na Pesquisa
45.99%
O diabetes mellitus (DM) é uma síndrome de etiologia múltipla decorrente da falta de insulina e/ou incapacidade da insulina exercer adequadamente seus efeitos. Existem dois tipos de diabetes: diabetes mellitus tipo 1 e diabetes mellitus tipo 2. As conseqüências do DM, a longo prazo, incluem disfunção e falência de vários órgãos, especialmente rins, olhos, nervos, coração e vasos sanguíneos. O Transplante de Medula Óssea (TMO), na sua modalidade autóloga, é um procedimento utilizado no tratamento de doenças auto-imunes como o diabetes mellitus tipo 1, alternativa experimental ao tratamento convencional (insulinoterapia). Este procedimento, porém, é constituído por fases potencialmente estressoras para o paciente. O objetivo do presente estudo foi avaliar a qualidade de vida e ajustamento psicológico de pacientes com diabetes tipo 1 que se submeteram ao TMO. As avaliações ocorreram em dois momentos distintos: admissão do paciente (pré-TMO) e retorno ambulatorial de cem dias após o transplante (pós-TMO). A população foi composta por 14 pacientes, sendo 10 homens e quatro mulheres, com idades entre 14 e 31 anos. Todos ficaram internados na enfermaria da Unidade de Transplante de Medula Óssea do Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (UTMO-HCRP-USP) entre os meses de outubro de 2005 e dezembro de 2006. Os instrumentos aplicados para a coleta de dados consistiram em entrevista semi-estruturada...

Percepção de coerção em pacientes psiquiátricos, cirúrgicos e clínicos hospitalizados; Perception of coercion in psychiatric and nonpsychiatric (medical and surgical) inpatients

Taborda, José Geraldo Vernet
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
46.01%
Duzentos e cinco pacientes hospitalizados em um grande hospital universitário foram avaliados, em estudo transversal, para a identificação de sentimentos de coerção no momento da hospitalização. A amostra compunha-se de 64 pacientes psiquiátricos, 58 pacientes cirúrgicos e 83 pacientes clínicos, tanto involuntários, quanto voluntários. A voluntariedade dos pacientes psiquiátricos foi determinada por seu status legal e, a dos cirúrgicos e clínicos, pelo caráter eletivo ou emergencial da hospitalização. Os pacientes psiquiátricos eram mais jovens, apresentavam nível educacional mais elevado e escores superiores na escala SRQ em relação aos pacientes cirúrgicos e clínicos. Esses grupos não diferiam entre si no que se refere aos escores em MMSE. O Admission Experience Survey: Short Form e as escalas utilizadas durante o MacArthur Coercion Study, foram aplicados a todos os pacientes. Os resultados indicam que os pacientes psiquiátricos, tanto involuntários quanto voluntários, apresentam significativamente maior percepção de coerção do que os demais. Os pacientes cirúrgicos e clínicos não diferem entre si, entretanto referem haver sofrido também algum nível de coerção, fato que poderia merecer uma atenção maior de bioeticistas e juristas. A análise de regressão logística indica que as variáveis associadas a hospitalização involuntária são Perceived Coercion Scale...

Admissão e preparo de alta do paciente em unidade de internação cirúrgica no HCPA

Ziny, Lucy Waltraut; Glanzner, Cecília Helena; Lautert, Liana
Tipo: resumo publicado em evento; nacional Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
56.09%

Programa de atendimento de enfermagem na admissão e alta hospitalar; Programa de atención de enfermería en la admisión y alta hospitalaria; Nursing care program upon hospital admission and discharge

Glanzner, Cecília Helena; Zini, Lucy Waltraut; Lautert, Liana
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
56.37%
Trata-se de um estudo descritivo, retrospectivo de cinco anos, com o objetivo de descrever o trabalho desenvolvido por duas enfermeiras em uma unidade de internação cirúrgica do Hospital de Clínicas de Porto Alegre, RS, Brasil, relativo ao Programa de Admissão e Preparo de Alta dos Pacientes, na qual foram admitidas 2.588 pessoas de 1999 a 2003. A experiência deste Programa se mostra positiva, uma vez que a enfermeira, ao realizar a admissão, acolhe o paciente no Hospital, proporcionando-lhe todas as informações necessárias à sua internação e, também, desenvolve o Processo de Enfermagem, possibilitando o cuidado individualizado e o conseqüente preparo para a alta hospitalar.; Tratase de un estudio descriptivo, retrospectivo de cinco años, con el objetivo de describir el trabajo de dos enfermeras en una unidad de internación quirúrgica del Hospital de Clínicas de Porto Alegre, RS, Brasil, relacionado al Programa de Admisión y Alta de los Pacientes, en la cual fueron admitidas 2.588 personas de 1999 hasta 2003. La experiencia del Programa se muestra positiva, una vez que la enfermera, al efectuar la baja acoge el paciente en el hospital, proporcionándole todas las informaciones necesarias a su internación y, además...

O acolhimento pelos enfermeiros de pacientes e familiares em unidade de terapia intensiva

Maestri, Eleine
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: dissertação (mestrado)
Português
Relevância na Pesquisa
45.99%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde. Programa de Pós-graduação em Enfermagem; Trata-se de uma pesquisa qualitativa, realizada na UTI adulto de um hospital público no Sul do Brasil, com o objetivo geral de identificar o conhecimento dos enfermeiros de uma UTI sobre o tema e ações de acolhimento. Os objetivos específicos compreendem desenvolver uma prática educativa de autoconscientização com enfermeiros de modo a incentivá-los a praticar o acolhimento em UTI; obter sugestões dos enfermeiros referentes a estratégias para a prática do acolhimento aos pacientes e familiares na UTI; e identificar as ações de acolhimento percebidas pelos pacientes e enfermeiros após a prática educativa de autoconscientização dos enfermeiros no decorrer deste estudo. O estudo teve como referencial teórico a teoria humanística de Paterson e Zderad em especial o conceito Diálogo. Dentre as opções de caminho metodológico a Pesquisa Convergente-Assistencial foi a escolha e se deu pelo fato de que o estudo foi desenvolvido onde o problema estava contextualizado e durante a prática profissional da enfermeira pesquisadora com a participação dos enfermeiros da unidade. Participaram da pesquisa seis enfermeiros...

Expectativa de desempenho social de pacientes psiquiátricos internados em hospital geral

Moreira,Maria Stela Setti; Crippa,José Alexandre de Souza; Zuardi,Antonio Waldo
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2002 Português
Relevância na Pesquisa
46.1%
OBJETIVO: Avaliar, prospectivamente, o desempenho de atividades socialmente esperadas de pacientes psiquiátricos durante o primeiro ano após a alta de uma enfermaria psiquiátrica em hospital geral; e avaliar a expectativa do próprio paciente e a do familiar em relação a esse desempenho. MÉTODOS: O estudo foi realizado em um hospital geral localizado em Ribeirão Preto, SP. Foi aplicada a Escala de Katz ao paciente e ao familiar informante, durante a internação, referindo-se à semana que antecedeu a admissão e um, seis e 12 meses após a alta hospitalar, referindo-se à semana anterior. Concluíram o estudo, 55 pacientes (33 do sexo feminino e 22 do sexo masculino) e seus respectivos familiares informantes dentre as 86 díades que iniciaram o estudo. Os escores das escalas de desempenho e expectativa foram comparados pela análise de variância (ANOVA) e pelo teste t de Student. RESULTADOS: A expectativa não mostrou variação significativa na avaliação do paciente ou do familiar. Nas duas avaliações, a expectativa foi significativamente maior que o desempenho. Entretanto, foi observada melhora significativa no desempenho de atividades socialmente esperadas em relação à pré-internação, desde o primeiro mês após a alta. Essa melhora se manteve ao longo do primeiro ano...

Critérios de admissão e continuidade de cuidados em centros de atenção psicossocial, Rio de Janeiro, RJ

Cavalcanti,Maria Tavares; Dahl,Catarina Magalhães; Carvalho,Maria Cecilia Araujo de; Valencia,Elie
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2009 Português
Relevância na Pesquisa
76.35%
OBJETIVO: Analisar os critérios de admissão, encaminhamento e continuidade de cuidado a pacientes utilizados pelas equipes dos centros de atenção psicossocial. MÉTODOS: Pesquisa qualitativa com avaliação participativa realizada em três centros de atenção psicossocial do município do Rio de Janeiro (RJ) em 2006. Foram sorteados 15 casos admitidos e 15 casos encaminhados dentre os pacientes admitidos para tratamento nos seis meses anteriores ao início da pesquisa. Os critérios apontados pela equipe para a admissão do paciente para tratamento ou encaminhamento foram analisados a partir de um roteiro estruturado. A análise da continuidade de cuidados baseou-se em pesquisa em prontuário, informações da equipe e dos próprios pacientes e/ou familiares seis meses após a absorção ou encaminhamento do paciente. RESULTADOS: Os pacientes admitidos apresentavam diagnóstico de psicose (esquizofrenia), história de internações prévias, funcionamento social pobre e rede de apoio pequena e os pacientes encaminhados apresentavam transtornos ansiosos e depressivos, boa adesão a tratamento ambulatorial, bom funcionamento social e presença de rede social. Quanto à continuidade de cuidados, oito pacientes em 27 tiveram destino desconhecido. Quanto aos encaminhamentos...

Hora da admissão na unidade de emergência e mortalidade hospitalar na síndrome coronária aguda

Takada,Julio Yoshio; Roza,Larissa Cardoso; Ramos,Rogério Bicudo; Avakian,Solange Desiree; Ramires,José Antonio Franchini; Mansur,Antonio de Pádua
Fonte: Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC Publicador: Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2012 Português
Relevância na Pesquisa
56.21%
FUNDAMENTO: Há controvérsias sobre a hora da admissão e os desfechos hospitalares da síndrome coronária aguda (SCA). A admissão em horários não regulares seria associada ao pior prognóstico dos pacientes. OBJETIVO: Analisar a influência da hora da admissão na internação prolongada e na mortalidade de pacientes com SCA, segundo os períodos diurno (das 7h às 19h) e noturno (das 19h às 7h). MÉTODOS: Foram avaliados, prospectivamente, 1.104 pacientes consecutivos com SCA. O óbito intra-hospitalar e a internação igual ou superior a cinco dias foram os desfechos analisados. RESULTADOS: A admissão no período diurno foi maior em comparação ao noturno (63% vs. 37%; p < 0,001). A angina instável foi mais prevalente no período diurno (43% vs. 32%; p < 0,001) e o infarto sem supradesnivelamento do segmento ST (IAMssST) no noturno (33% vs. 43%; p = 0,001). Não se observaram diferenças na mortalidade e no tempo de internação nos períodos estudados. Os fatores de predição de internação igual ou superior a cinco dias foram: idade [OR 1,042 (IC 95% 1,025 - 1,058), p < 0,001]; fração de ejeção (FE) [OR 0,977 (IC 95% 0,966 - 0,988), p < 0,001]; IAMssST [OR 1,699 (IC 95% 1,221 - 2,366), p = 0,001]; e tabagismo [OR 1...

Hora da admissão na unidade de emergência e mortalidade hospitalar na síndrome coronária aguda

Takada,Julio Yoshio; Roza,Larissa Cardoso; Ramos,Rogério Bicudo; Avakian,Solange Desiree; Ramires,José Antonio Franchini; Mansur,Antonio de Pádua
Fonte: Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC Publicador: Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2012 Português
Relevância na Pesquisa
56.21%
FUNDAMENTO: Há controvérsias sobre a hora da admissão e os desfechos hospitalares da síndrome coronária aguda (SCA). A admissão em horários não regulares seria associada ao pior prognóstico dos pacientes. OBJETIVO: Analisar a influência da hora da admissão na internação prolongada e na mortalidade de pacientes com SCA, segundo os períodos diurno (das 7h às 19h) e noturno (das 19h às 7h). MÉTODOS: Foram avaliados, prospectivamente, 1.104 pacientes consecutivos com SCA. O óbito intra-hospitalar e a internação igual ou superior a cinco dias foram os desfechos analisados. RESULTADOS: A admissão no período diurno foi maior em comparação ao noturno (63% vs. 37%; p < 0,001). A angina instável foi mais prevalente no período diurno (43% vs. 32%; p < 0,001) e o infarto sem supradesnivelamento do segmento ST (IAMssST) no noturno (33% vs. 43%; p = 0,001). Não se observaram diferenças na mortalidade e no tempo de internação nos períodos estudados. Os fatores de predição de internação igual ou superior a cinco dias foram: idade [OR 1,042 (IC 95% 1,025 - 1,058), p < 0,001]; fração de ejeção (FE) [OR 0,977 (IC 95% 0,966 - 0,988), p < 0,001]; IAMssST [OR 1,699 (IC 95% 1,221 - 2,366), p = 0,001]; e tabagismo [OR 1...

Doenças respiratórias como causa de internações hospitalares de pacientes do Sistema Único de Saúde num serviço terciário de clínica médica na região nordeste do Rio Grande do Sul

GODOY,DAGOBERTO VANONI DE; DAL ZOTTO,CRISCHIMAN; BELLICANTA,JAMILA; WESCHENFELDER,RUI FERNANDO; NACIF,SAMIRA BARRENTIN
Fonte: Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia Publicador: Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/07/2001 Português
Relevância na Pesquisa
56.03%
Objetivo: Levantamento epidemiológico das internações hospitalares por doenças respiratórias no Serviço de Clínica Médica do Hospital Geral de Caxias do Sul no Estado do Rio Grande do Sul, região sul do Brasil. Pacientes e métodos: Estudo retrospectivo realizado no Hospital Universitário entre novembro de 1998 e novembro de 1999. Os dados de: a) causa primária da internação; b) doenças associadas; c) variação sazonal; d) duração da internação; e) mortalidade foram obtidos do arquivo médico informatizado do SCM-HG. Resultados: De 1.200 internações no SCM-HG, 228 (19%) apresentaram como causa primária enfermidade respiratória. As causas mais freqüentes de admissão hospitalar foram DPOC -- 94 pacientes (41,3%), pneumonias -- 68 (29,8 %) e asma brônquica -- 22 (9,6%). Cinqüenta (21,9%) indivíduos apresentaram comorbidades: insuficiência cardíaca -- 18 (7,7%), hipertensão arterial sistêmica -- 15 (6,4%) e diabetes melito -- 10 (4,4%). As pneumonias tiveram maior prevalência no período compreendido entre setembro e novembro, a asma brônquica entre outubro e novembro e a DPOC entre maio a novembro. O tempo médio de internação foi de 10,4 ± 10 dias. A mortalidade da amostra, de 26 (11,4%) pacientes. Conclusões: 1) Doenças respiratórias foram responsáveis por aproximadamente 1/5 das internações no SCM-HG. 2) Portadores de DPOC representam a maior parcela dos pacientes. 3) A duração média de internação dos com doença respiratória foi maior do que o restante dos pacientes do hospital (10...

Avaliação de uma escala de risco em pacientes submetidos à cirurgia de revascularização do miocárdio: análise de 400 casos

Giffhorn,Hélcio
Fonte: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB Publicador: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2008 Português
Relevância na Pesquisa
46.36%
JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: O objetivo deste estudo foi o de avaliar uma escala de risco baseada em um protocolo desenvolvido na The Cleveland Clinic Foundation para procedimento cirúrgico de revascularização do miocárdio (RM), utilizando os parâmetros de pré e peri-operatório e o quadro fisiológico do paciente na admissão à unidade de terapia intensiva (UTI). MÉTODO: No período de maio de 1999 a janeiro de 2002, parte dos pacientes submetidos a procedimento cirúrgico de RM no Serviço de Cirurgia Cardiovascular do Hospital Universitário Cajuru da Pontifícia Universidade Católica do Paraná, foram incluídos no protocolo de avaliação do grau de risco operatório, de modo prospectivo e consecutivo. Na avaliação pré-operatória um parâmetro < a 6 foi associado a casos menos graves e parâmetros > de 7 corresponderam a casos mais graves. Para a avaliação na admissão à UTI, esta classificação foi associada a valores de parâmetros < a 14 e > de 14. A morbidade foi classificada em complicações maiores e menores. Foram incluídos todos os pacientes em que foi possível obter o registro de todas as variáveis do protocolo. RESULTADOS: Foram avaliados 400 pacientes que fizeram cirurgia com e sem o uso da circulação extracorpórea (CEC). Os fatores de risco pré-operatórios mais encontrados foram a idade entre 65 e 74 anos em 111 casos (27...

Fatores preditores precoces de reinternação em unidade de terapia intensiva

Japiassú,André Miguel; Cukier,Michel Schatkin; Queiroz,Ana Gabriela Coelho de Magalhães; Gondim,Carlos Roberto Naegeli; Penna,Guilherme Loures de Araújo; Almeida,Gustavo Ferreira; Kurtz,Pedro Martins Pereira; Rodrigues,André Salgado; Freitas,Márcia
Fonte: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB Publicador: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2009 Português
Relevância na Pesquisa
46.22%
OBJETIVOS: Prever reinternação na unidade de terapia intensiva, analisando as primeiras 24 horas de pacientes após admissão em unidade de terapia intensiva. MÉTODOS: A primeira internação de pacientes de janeiro a maio de 2009 em UTI geral foi estudada. Considerou-se reinternação em unidade de terapia intensiva na mesma permanência hospitalar ou retorno em até 3 meses após alta da unidade. Pacientes que faleceram na 1ª admissão foram excluídos. Fatores demográficos, uso de assistência ventilatória e permanência na unidade de terapia intensiva por mais de 3 dias foram analisadas de forma uni e multivariada de acordo com desfecho reinternação. RESULTADOS: Quinhentos e setenta e sete pacientes foram incluídos (33 óbitos excluídos). O grupo de reinternação foi 59 pacientes, e 518 não reinternados. O tempo entre admissão índice e reinternação foi 9 (3-28) dias (18 foram readmitidos com menos de 3 dias) e 10 faleceram. Os pacientes reinternados pelo menos 1 vez na unidade de terapia intensiva apresentaram as seguintes diferenças em relação ao grupo controle: maior idade: 75 (67-81) versus 67 (56-78) anos, p

Diretrizes para o manejo do tétano acidental em pacientes adultos

Lisboa,Thiago; Ho,Yeh-Li; Henriques Filho,Gustavo Trindade; Brauner,Janete Salles; Valiatti,Jorge Luis dos Santos; Verdeal,Juan Carlos; Machado,Flavia Ribeiro
Fonte: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB Publicador: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2011 Português
Relevância na Pesquisa
45.95%
O tétano acidental, a despeito de ser uma doença prevenível por imunização, ainda é frequente nos países subdesenvolvidos e em desenvolvimento. Sua letalidade ainda é elevada e os estudos sobre a melhor forma de tratamento são escassos. Tendo em vista esta escassez e a importância clínica dessa doença, um grupo de especialistas reunidos pela Associação de Medicina Intensiva Brasileira (AMIB), desenvolveu recomendações baseadas na melhor evidencia disponível para o manejo do tétano no paciente necessitando cuidados intensivos. As recomendações incluem aspectos relativos à admissão do paciente tetânico na unidade de terapia intensiva, tratamento com imunoglobulinas, tratamento antibiótico, manejo da analgossedação e bloqueio neuromuscular, manejo da disautonomia e especificidades na ventilação mecânica e fisioterapia nesta população especial.

Atuação do time de resposta rápida em hospital universitário no atendimento de código amarelo

Taguti,Priscila da Silva; Dotti,Adriana Zanoni; Araujo,Karinne Peres de; Pariz,Paula Silva de; Dias,Gustavo Ferreira; Kauss,Ivanil Aparecida Moro; Grion,Cintia Magalhães Carvalho; Cardoso,Lucienne Tibery Queiroz
Fonte: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB Publicador: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2013 Português
Relevância na Pesquisa
55.96%
OBJETIVO: Descrever dados epidemiológicos de eventos de instabilidade clínica em pacientes atendidos pelo time de resposta rápida e identificar fatores prognósticos. MÉTODOS: Estudo longitudinal, realizado de janeiro a junho de 2010, com população adulta internada em ambiente hospitalar. Os dados coletados sobre o atendimento do código amarelo foram critérios de instabilidade clínica, terapia medicamentosa e não medicamentosa, orientações e procedimentos. Os desfechos avaliados foram necessidade de admissão em unidade de terapia intensiva e mortalidade hospitalar. O nível de significância utilizado foi de p=0,05. RESULTADOS: Foram avaliados 150 códigos amarelos que ocorreram com 104 pacientes. Os motivos mais frequentes estiveram relacionados à insuficiência respiratória aguda, apresentando hipóxia ou alteração da frequência respiratória, e preocupação da equipe com o estado clínico do paciente. Houve necessidade de solicitação de transferência para unidade de terapia intensiva em 80/150 (53,3%) ocasiões. Foi necessária a realização de 42 procedimentos, sendo os mais frequentes a intubação orotraqueal e a inserção de cateter venoso central. Os pacientes graves que aguardavam leito de unidade de terapia intensiva apresentaram maior chance de morte...

Grau de dependência do paciente em relação à enfermagem: análise de prontuários

Carmona,Luciana Mahnis Pereira; Évora,Yolanda Dora Martinez
Fonte: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo Publicador: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2003 Português
Relevância na Pesquisa
46.03%
Pretendemos, com este estudo, identificar, na evolução de enfermagem, o grau de dependência do paciente anotado pelo enfermeiro e confrontar com um instrumento de classificação. Fizeram parte do estudo 74 pacientes, 15 enfermeiros e 04 docentes, no período de 22 de setembro a 27 de outubro de 2000. Observamos nos resultados que houve discretas alterações do grau de dependência do paciente, da admissão até a alta, e que os pacientes intermediários apareceram com maior incidência (41,9%). Porém, para a nossa realidade, ainda devemos treinar os enfermeiros e formular um instrumento próprio de acordo com a característica das unidades de internação.

Critérios para admissão de pacientes na unidade de terapia intensiva e mortalidade

Caldeira,Vanessa Maria Horta; Silva Júnior,João Manoel; Oliveira,Amanda Maria Ribas Rosa de; Rezende,Seyna; Araújo,Leonardo Atem Golçalves de; Santana,Marcus Ribeiro de Oliveira; Amendola,Cristina Prata; Rezende,Ederlon
Fonte: Associação Médica Brasileira Publicador: Associação Médica Brasileira
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2010 Português
Relevância na Pesquisa
56.11%
OBJETIVO: O objetivo do estudo foi avaliar os critérios utilizados na prática clínica, no processo de triagem de pacientes para admissão em UTI. MÉTODOS: Estudo de coorte prospectivo, em hospital terciário. Foram comparados quatro grupos diferentes de pacientes em relação à necessidade para admissão na UTI e divididos em prioridades 1, 2, 3 e 4, ou seja, prioridade 1 mais necessária até prioridade 4, menos necessária. RESULTADOS: Incluiu-se 359 pacientes, idade 66 (53,2-75,0) anos. APACHE II foi 23 (18-30). Obtevese 70,4% de vagas cedidas na UTI. A idade foi maior nos pacientes para os quais foram recusadas vagas em UTI 66,2±16,1 vs 61,9±15,2 anos (p= 0,02) e a prioridade 1 apresentou mais vagas cedidas 39,1% vs 23,8% vagas recusadas (p=0,01), o contrário ocorreu com prioridades 3 e 4. Pacientes com prioridades 3 e 4 apresentaram maiores idade, escores prognósticos e mais disfunções orgânicas, assim como maiores taxas de recusas. Ocorreram altas mortalidades destes grupos na UTI, 86,7% vs 31,3% no grupo de prioridades 1 e 2 (p

Expressão não verbal do paciente no cuidado: percepção do enfermeiro em unidade cardiointensiva

Bax,Ana Maria Cunha; Araújo,Sílvia Teresa Carvalho de
Fonte: Universidade Federal do Rio de Janeiro Publicador: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2012 Português
Relevância na Pesquisa
56.03%
Este estudo trata da percepção de enfermeiros relativa à observação, à identificação e à análise da comunicação não verbal para traduzir a reação e o sentimento do paciente. Realizado em 2009 em um hospital no Rio de Janeiro com quatorze enfermeiros. RESULTADOS: A comunicação não verbal foi citada no banho no leito (12%), pré-operatório (12%), pós-operatório (12%), admissão (12%), punção venosa (12%), visita familiar (8%), preparo de material (3%), dissecção venosa (3%), aspiração (3%), cardioversão (3%); 18% das enunciações não atendidas referem-se a situações de medo da morte (pré-operatório) e à incapacidade diante do abandono familiar. Os autores destacam que 7% dos pensamentos são representados por palavras, 38%, pela paralinguagem e 55%, pelos sinais corporais. CONSIDERAÇÕES: O enfermeiro observa, identifica e analisa a CNV para traduzir a reação, o sentimento do paciente e as necessidades a serem atendidas pelo cuidado.

Descricao da atuacao do farmaceutico em equipe multiprofissional com enfase no cuidado ao idoso hospitalizado

Pinto,Isabela Vaz Leite; Castro,Mariza dos Santos; Reis,Adriano Max Moreira
Fonte: Universidade do Estado do Rio Janeiro Publicador: Universidade do Estado do Rio Janeiro
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2013 Português
Relevância na Pesquisa
45.98%
OBJETIVOS: Descrever a atuação do farmacêutico numa equipe multiprofissional, com ênfase no cuidado ao idoso hospitalizado, e intervenções farmacêuticas realizadas durante o seguimento farmacoterapêutico dos indivíduos atendidos. MÉTODOS: Estudo descritivo, exploratório, retrospectivo. A amostra englobou 24 pacientes com idade >60anos, atendidos pelo farmacêutico da equipe multiprofissional de cuidado ao idoso do Hospital Risoleta Tolentino Neves, Belo Horizonte, MG. A farmacoterapia foi analisada em relação ao número de medicamentos; indicação; dose; posologia; aspectos biofarmacêuticos relacionados à via de administração oral ou enteral; estabilidade; incompatibilidade e via de medicamentos parenterais; interações medicamentosas; efetividade e segurança. Verificou-se também a adequação dos medicamentos para idosos, segundo os critérios de Beers. Os medicamentos com atividade anticolinérgica foram identificados segundo Rudolph et al. e Chew et al. As informações foram registradas em instrumento de coleta de dados e a análise estatística descritiva foi realizada em SPSS 10.0. RESULTADOS: Houve diminuição na utilização de medicamentos potencialmente inapropriados para idosos, sendo que na prescrição de alta nenhum idoso estava em uso destes; oito (30%) utilizaram esses medicamentos na admissão; e cinco (20...