Página 1 dos resultados de 3552 itens digitais encontrados em 0.016 segundos

Masturbação, uma expressão normal da sexualidade na adolescência. a óptica dos enfermeiros dos CSP

Brás, Manuel; Moura, Sandra Cristina Mendo; Anes, Eugénia; Geraldes, Maria de Fátima
Fonte: Asociación de Psicologia Evolutiva y Educativa de la Infancia y de la Adolescencia (INFAD de Psicologia). Publicador: Asociación de Psicologia Evolutiva y Educativa de la Infancia y de la Adolescencia (INFAD de Psicologia).
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
46.93%
Sabemos hoje, que o bebé ao explorar e brincar com os órgãos sexuais, proclama o seu desenvolvimento sensorial. A Masturbação, sendo expressão normal da sexual, ao longo de todo o ciclo vital, apresenta-se com especial frequência e intensidade, nesta faixa etária a que convencionou chamar de adolescência. De frequência variável, é contudo mais frequente nos rapazes que nas raparigas, havendo indivíduos que a não praticam, o que poderá estar relacionado com a diferença do desenvolvimento psicossocial nos dois sexos. De forma a identificar e conhecer a opinião dos enfermeiros dos cuidados de saúde primários, portugueses relativamente à Masturbação na adolescência, desenvolvemos, um estudo observacional, descritivo transversal correlacional, em 1735 enfermeiros de 226 Centros de Saúde. Dos inquiridos no nosso estudo (93,3%) são do sexo feminino, e (6,7%) do sexo masculino. A idade varia entre os 22 e 68 anos, com uma média de 37,3 anos. A maioria vive em meio urbano (54,1%). Residem no interior 46,3%, no litoral 46,2%, nas regiões autónoma da Madeira 4,2% e dos Açores 3,3%. Os inquiridos sugerem em (39,1%) das opiniões, que a Masturbação é uma expressão normal da sexualidade e 36,3% sugerem-na uma forma de descoberta e familiarização com o próprio corpo.

Seis conversas com a adolescência : Promover o desenvolvimento de competências facilitadoras da gestão e expressão das emoções, comunicação e relacionamento interpessoal num grupo de jovens na fase inicial da adolescência (entre os 12 e os 14 anos)

Lopes, Marcelina Fátima Melão Vitorino
Tipo: masterthesis
Português
Relevância na Pesquisa
37.09%
O projeto “Seis Conversas com a Adolescência” traduziu-se na concretização de um conjunto de ações com o objetivo de desenvolver competências pessoais e sociais facilitadoras da gestão e expressão de emoções, comunicação interpessoal e assertividade e relacionamento interpessoal de um grupo de jovens do sexo feminino na fase inicial da adolescência (entre os 12 e os 14 anos), que propiciou um acompanhamento de maior proximidade ao grupo. Como refere Hall (1904, cit. in Silva, 2004, p. 23) “nenhuma idade é tão sensível (…). Não há um único solo em que as sementes, tanto as boas como as más, atinjam raízes tão profundas, cresçam de forma tão viçosa ou produzam frutos com tanta rapidez e regularidade.” A revisão de literatura que sustentou teoricamente o projeto locomoveu-se em torno da temática da adolescência. A intensa pesquisa de programas de competências pessoais e sociais em adolescentes assumiu especial relevância na concretização deste ambicioso projeto. A nível metodológico o projeto configura uma investigação-ação, tendo partido de um diagnóstico da população e a partir do qual se definiu um plano de ação que espelha a dimensão prática da intervenção, sustentado por objetivos...

Razões e reflexos da gravidez na adolescência: narrativas dos membros da família; Reasons and consequences of adolescent pregnancy: testimonies of family members; Embarazo en la adolescencia: razions y reflejo en las familia narrativas de los miembros de la familia

HOGA, Luiza Akiko Komura; BORGES, Ana Luiza Vilella; REBERTE, Luciana Magnoni
Fonte: Universidade Federal do Rio de Janeiro Publicador: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
37.2%
Em inúmeros países, a gravidez na adolescência constitui problema emergente. Este artigo descreve as razões que levam à sua ocorrência e seus reflexos sobre a família, segundo o olhar de seus próprios membros. A pesquisa, de abordagem qualitativa, desenvolveu o método da análise de narrativa para entrevistar 19 pessoas que viveram a experiência da gravidez na adolescência no contexto da família. Das narrativas emergiram duas categorias descritivas: a) As razões da gravidez na adolescência e b) Os reflexos da gravidez sobre a família e a vida das adolescentes. A gravidez na adolescência provocou impacto na dinâmica familiar, e suas características dependeram das crenças e valores prevalentes em cada família. Dados sistematizados a este respeito devem ser obtidos para prover uma assistência apropriada às demandas das adolescentes e dos membros de sua família.; Adolescent pregnancy is a growing public health problem that affects several countries. This article describes the factors that contribute to teenage pregnancy and the impact it has on the family - from the point of view of the family members. The present research applied the qualitative approach and was developed using the method of narrative analysis to interview 19 individuals who experienced pregnancy during adolescence in a family context. Two descriptive categories emerged from these testimonies. a) The factors that contribute to adolescent pregnancy b) Consequences of pregnancy on the family and impact on the life of the adolescent. Pregnancy during adolescence has an impact on the family dynamics...

"Paternidade na adolescência: vivências e significados no olhar de homens que a experimentaram"; Adolescents fathers: meanings for men who had this experience.

Corrêa, Aurêa Christina de Paula
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 29/07/2005 Português
Relevância na Pesquisa
37.09%
O presente estudo teve como objetivo conhecer e analisar as vivências e os significados em torno da paternidade, durante a adolescência, para homens que vivenciaram esse fenômeno, buscando identificar os significados atribuídos por esses homens a essa vivência, reconhecer em suas vivências relativas à sexualidade e à reprodução como se operam as relações de gênero e distinguir como percebem as influências familiares frente ao processo de gravidez e paternidade adolescentes. A pesquisa foi realizada com sete homens na faixa etária de 21 a 34 anos de idade que foram pais entre 14 e 19 anos, moradores de bairros periféricos de Cuiabá-MT, no período de março a maio de 2004. Considerando o objeto de estudo, foi utilizado o recurso da pesquisa qualitativa empregando a técnica de história de vida para realizar o levantamento de dados. Ao final da coleta de informações, tínhamos aproximadamente 200 folhas de informações que foram trabalhadas com a aplicação da técnica de análise de conteúdo baseada na proposta de Romeu Gomes. Com a técnica de análise de conteúdo, identificamos três núcleos temáticos que são: paternidade na adolescência: vivências e significados atribuídos; adolescência: vivências e exercício da sexualidade e reprodução a partir das relações de gênero; influências familiares nas vivências relativas aos processos da gravidez e paternidade na adolescência. Após a análise dos dados...

O discurso (psico) pedagógico sobre a adolescência: análise dos impasses docentes provocados pela teorização da adolescência; The (Psycho) pedagogical discourse on adolescence: analysis of the teaching predicaments caused by the theorization of adolescence

Aguiar, Tânia Margareth Bancalero
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 07/05/2007 Português
Relevância na Pesquisa
37.16%
Com o objetivo de analisar a circulação do 'significante adolescência' no discurso pedagógico, bem como os efeitos provocados por ela na prática pedagógica e educacional, essa pesquisa foi realizada em duas etapas complementares. Primeiramente, por meio da 'desconstrução' do conceito atual de adolescência, buscamos identificar - historicamente - a produção e o estabelecimento do conceito de adolescência, como resultado dos 'saberes' médicos e psicológicos do final do século XIX e começo do século XX, e da apropriação desses fundamentos 'científicos' pelo imaginário social. Para isso, embasamo-nos em estudos de teóricos que possibilitaram pensar a história do 'conceito' de adolescência em termos de continuidade e descontinuidade, como por exemplo, E. Hobsbawn, P. Ariès, G.Levi & J.C. Schmitt e outros. E, na segunda etapa, por meio de dois instrumentos de pesquisa, buscamos identificar, no discurso pedagógico, a circulação do 'significante adolescência' e os efeitos provocados pela movimentação desse significante na prática pedagógica. Um método foi a análise de entrevistas semi-estruturadas realizadas com professores de adolescentes, e o outro, a categorização e análise de textos das revistas Nova Escola e Educação (período de janeiro de 2000 a junho de 2006) que abordam o tema adolescência. Para analisar os dados...

Gestação na adolescência: vulnerabilidades e rede de proteção em São Carlos (SP); Pregnancy in adolescence: vulnerabilities and protection network in São Carlos

Feliciano, Rosiane de Araujo Ferreira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 25/11/2010 Português
Relevância na Pesquisa
37.12%
A gestação na adolescência (GA) ganha visibilidade e status de problema de saúde com o aumento de sua incidência em todo mundo, desde o início da década de 1970, período que ocorre uma queda na fecundidade nas demais faixas etárias. Estudos relacionam a GA à gravidez indesejada, maiores riscos materno-infantis e sociais. Em São Carlos, no decênio de 1998 a 2008 a taxa de GA diminuiu ao longo dos anos, porém o filho da adolescente ainda apresenta maior risco de morte no primeiro ano de vida. Tendo como pressupostos a pluralidade da adolescência e a determinação social do processo saúde-doença, o objetivo do estudo foi analisar as condições sociais e os indicadores de saúde da população feminina de São Carlos na perspectiva da vulnerabilidade, com ênfase na territorialização das disparidades intra-urbanas da gestação na adolescência e no potencial de enfrentamento das ações, programas e projetos desenvolvidos pelo Estado. A vulnerabilidade aqui é entendida como indicador de iniquidade e desigualdade social. O referencial teórico adotado Fo o de vulnerabilidade proposto pro Ayres et al. (2003), que distingue três dimensões interdependentes: a individual, a social e a programática. Trata-se de estudo de caso...

Gravidez na adolescência na estratégia saúde da família: um estudo das práticas; Pregnancy in adolescence in the Family Health Strategy: a study of the practice.

Navarro, Daniella Garcia Gomez
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 08/08/2013 Português
Relevância na Pesquisa
37.09%
Este estudo tem como objeto as práticas de equipes de Saúde da Família relacionadas à gravidez na adolescência. Parte-se da premissa de que a gravidez na adolescência é determinada pelas diferentes condições de reprodução social que levam a desiguais possibilidades de vivenciar a adolescência e consequentemente o processo de gravidez. Assim, intervir na gravidez na adolescência no contexto da Estratégia Saúde da Família implica em reconhecer que se trata de um fenômeno socialmente determinado e que intervenções focadas no modelo biomédico de atenção não imprimem quaisquer mudanças nas condições de vida e de saúde das adolescentes cadastradas. Os objetivos desta pesquisa foram Identificar práticas de saúde relacionadas à gravidez na adolescência implementadas por equipes da Estratégia Saúde da Família e descrever e analisar essas práticas sob o foco das necessidades de saúde. Para tanto, foi conduzido um estudo quanti-qualitativo de natureza descritiva, em Unidades Básicas de Saúde com Estratégia Saúde da Família situadas nos Distritos Administrativos de Campo Limpo e Vila Andrade, zona sul do município de São Paulo. Os sujeitos do estudo foram os profissionais de saúde que respondiam pelas práticas relacionadas à gravidez em sua equipe. Os dados foram coletados por meio de entrevistas guiadas por questionário semiestruturado. Os dados qualitativos foram descritos e analisados sob o foco da categoria analítica necessidades de saúde...

Gravidez na adolescência: a construção discursiva de uma condição desviante?; Teen pregnancy: the discursive construction of a deviating condition?

Correia, Vanessa Aparecida Araújo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 21/03/2014 Português
Relevância na Pesquisa
37.14%
Este estudo tem como objeto de investigação os discursos especializados e os discursos de mães adolescentes a respeito da gravidez na adolescência e pretende contribuir com o campo das ciências humanas na sua abordagem sobre o tema, de modo especial, com os estudos sobre adolescência e juventude. Uma das principais hipóteses iniciais era a de que a gravidez na adolescência é uma formação discursiva recente, por isso, buscou-se compreender as condições históricas que contribuíram para a sua consolidação como uma condição desviante, relacionadas a expectativas contemporâneas sobre as maneiras mais apropriadas de se vivenciar a maternidade e a adolescência. A partir da análise de documentos oficiais sobre o tema, de levantamento das pesquisas no campo das ciências biomédicas e de entrevistas individuais com adolescentes que engravidaram, procurou-se caracterizar os discursos sobre a gravidez na adolescência e a relação que as adolescentes estabelecem com os enunciados recorrentes que constituem a gravidez nesse período da vida como um problema social. Ao final da análise, subsidiada pelos aportes dos Estudos Culturais e dos estudos foucaultianos, observou-se que a interdição contemporânea da gravidez na adolescência é resultado de sua construção discursiva como um problema social e que as adolescentes entrevistadas estabelecem uma relação de sujeição apenas parcial aos discursos especializados sobre a gravidez na adolescência. Elas tendem a reproduzir mais os discursos relativos aos percursos da vida...

O adolescer como portadora de HIV/AIDS : um estudo com adolescentes e suas cuidadoras-familiares; El proceso de adolescencia en portadora de VIH/SIDA : un estudio con adolescentes y sus cuidadoras familiares

Lima, Ana Amélia Antunes
Tipo: dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
37.14%
Trata-se de um estudo exploratório com abordagem qualitativa que aborda a questão do adolescer com HIV/AIDS. Os objetivos do estudo foram: conhecer como ocorre o processo de adolescer para as adolescentes portadoras de HIV/AIDS por transmissão materno-infantil e conhecer como os cuidadores-familiares dessas adolescentes percebem o processo de adolescer com HIV/AIDS. Participaram do estudo sete sujeitos, sendo quatro adolescentes portadoras de HIV/AIDS e três cuidadoras, residentes em Porto Alegre, Rio Grande do Sul. A coleta das informações ocorreu entre maio e julho de 2005. por meio de dois roteiros de entrevista semi-estruturada. Para análise das informações utilizou-se a técnica de análise de conteúdo, de onde emergiram duas categorias: o processo de adolescer com HIV/AIDS na visão das adolescentes e o processo de adolescer com HIV/AIDS na visão dos cuidadores-familiares. Estas categorias abordaram aspectos do crescimento e desenvolvimento das adolescentes, bem como a revelação do diagnóstico e a convivência com o HIV/AIDS. O estudo revelou não haver uma preocupação explícita dessas adolescentes, ou, de suas cuidadoras, no que se refere às modificações da adolescência, especialmente em relação às informações sobre sexualidade.; Estudio exploratorio con abordaje cualitativo de la cuestión de la adolescencia con VIH/SIDA. Los objetivos del estudio fueron: conocer cómo ocurre el proceso de adolescencia para las portadoras de VIH/SIDA por transmisión materno infantil y conocer cómo los cuidadores familiares de estas adolescentes perciben el proceso de adolescencia con VIH/SIDA. Participaron del estudio siete sujetos...

Gravidez na adolescência e alteridade-mulher : perspectivas entre os estudantes de medicina e cenários de desafio à educação médica na graduação

Moraes, Maurício
Tipo: dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
37.09%
Esta dissertação versa sobre o ensino de estudantes de medicina na perspectiva da aprendizagem orientada pela integralidade e pela alteridade, em face da gravidez na adolescência, cuja tendência é a da visualização da gestante e lactante em detrimento da adolescente e suas singularidades, presentes no evento maternidade. O foco do estudo é o ensino na circunstância da atenção à gestação na adolescência, buscando contextualizar as características existentes na formação médica relacionadas ao tema, bem como o imaginário de estudantes e professores, apontando tarefas ao ensino da saúde, utilizando como referenciais teóricos autores que sustentam os conceitos de alteridade e integralidade. Utilizou-se metodologia de pesquisa qualitativa, com técnica de coleta de dados pautada na metodologia de grupo-dispositivo. A pesquisa trouxe interrogações sobre as práticas do assistir e ensinar saúde, colocando em análise um evento biológico impregnado por valores sociais. Direitos dos adolescentes, questões de classe social, políticas de gênero, feminilidades e práticas de assistir para a integralidade apareceram para os estudantes como elementos importantes para a análise do evento gestação na adolescência, mas a alteridade cai substituída pela noção de problema social...

Gravidez na adolescência : um olhar sobre um fenômeno complexo; Adolescent pregnancy : a look at a complex phenomenon; Embarazo en la adolescencia : una mirada a un fenomeno complejo

Dias, Ana Cristina Garcia; Teixeira, Marco Antonio Pereira
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
37.18%
O presente trabalho apresenta uma revisão seletiva e não sistemática da literatura a respeito do fenômeno da gestação na adolescência. Três eixos temáticos orientam a organização do trabalho: (a) Riscos e problemas associados à gestação na adolescência; (b) Fatores precursores relacionados à gravidez na adolescência; e (c) Fatores sócio-culturais associados ao desejo de ser mãe na adolescência. Entre as conclusões, destaca-se que a gravidez na adolescência é uma experiência que pode ter consequências tanto negativas quanto positivas para os adolescentes. Além disso, o fenômeno evidencia a necessidade de intervenções voltadas à saúde sexual e reprodutiva dos adolescentes.; Este artículo presenta una revisión selectiva y no sistemática de la literatura sobre el fenómeno del embarazo en la adolescencia. Tres temas guían la organización del texto: (a) los riesgos y los problemas asociados con el embarazo adolescente, (b) los factores precursores relacionados con el embarazo en la adolescencia y (c) los factores socioculturales asociados con el deseo de ser madre en la adolescencia. Entre las conclusiones, se destaca que el embarazo en la adolescencia es una experiencia que puede tener consecuencias tanto negativas cuanto positivas para los adolescentes. Por otra parte...

Adolescência e Subjetividade: pressupostos teóricos para uma análise dos sentidos e significados no campo da saúde

Fonseca, Débora Cristina
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
37.09%
Adolescência, de forma geral, tem sido entendida como uma fase linear do desenvolvimento humano. Neste texto, questionamos este entendimento e trabalhamos a compreensão de adolescência, psiquismo e desenvolvimento humano mediada pelos pressupostos da teoria histórico cultural. Para esta reflexão, tomamos por referência a construção teórica e interpretativa elaborada a partir de uma pesquisa qualitativa realizada com profissionais de saúde sobre os sentidos e significados de adolescência. A análise dos dados apontou o predomínio de uma visão naturalizada de adolescência, contribuindo para a invisibilidade dos sujeitos adolescentes concretos nas práticas educativas em saúde. Considerando que a Política Nacional de Atenção a Saúde do Adolescente e Jovem (2007) dispõe sobre a necessidade de práticas educativas e preventivas com esta população, entende-se que as ações precisam ser subsidiadas por um processo reflexivo sobre adolescência e desenvolvimento humano. Desta forma, as ações poderão ser mais efetivas se forem criadas possibilidades de reflexão, de modo a considerarem múltiplas variáveis no entendimento da adolescência, podendo assim, apreendê-la como construção social e não como uma etapa natural do desenvolvimento humano.

De Abaiara a Bissau : por uma (e)Educação com adolescentes, sem a adolescência; From Abaiara to Bissau : for one education with adolescents, without the adolescence

Ricardo de Castro e Silva
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 07/07/2011 Português
Relevância na Pesquisa
37.09%
O objeto de pesquisa aqui desenvolvido é a interpelação da adolescência como etapa do desenvolvimento humano, definida pela ciência e instituída no século XX; como o momento de definição, caracterização e institucionalização de formas de educar e formar estes novos sujeitos. Esta definição não auxilia no trabalho da (e)Educação de adolescentes e nada diz sobre estes sujeitos. Estudos anteriores trouxeram a definição das adolescências e marcaram sua diversidade e multiplicidade. Este trabalho propõe a eliminação da adolescência, como definição de um sujeito, no campo da (e)Educação, fazendo com que os trabalhos avancem no sentido diminuir os efeitos da utilização da definição, sendo uma delas a sua própria morte, de diversas maneiras. Da Educação de adolescentes ou sobre eles, passamos à possibilidade da educação, como processo pedagógico e da Educação como instituição, com adolescentes, sem passar pela definição de adolescência. Michel Foucault é o autor central e quase único com o qual esta tese dialoga. No primeiro capítulo são apresentadas as noções da invenção da adolescência como problema; da aproximação da adolescência e anormalidade; das instituições de sequestro; da escola e do presídio como lugares de diciplinarização dos corpos; do sujeito de direito numa reflexão crítica sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). O segundo capítulo traz as noções do biopoder e da biopolítica...

Representação social de mães acerca da adolescência

Souto, Iracema de Abrantes
Tipo: dissertação / dissertation
Português
Relevância na Pesquisa
37.09%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, 2008.; Este trabalho teve como objetivo identificar a representação social de mães acerca da adolescência, buscando entender as formas como elas elaboram esse conhecimento e como se processam no dia-a-dia, a partir de um determinado contexto social e cultural, as relações entre elas e os filhos adolescentes. Para tanto, utilizou-se o referencial da Teoria das Representações Sociais, numa perspectiva etnográfica. Participaram deste estudo 14 mães, com idade entre 30 e 55 anos, residentes em uma região urbana periférica de baixa renda do Distrito Federal, que buscaram atendimento no centro de saúde em 2006. Foram realizadas entrevistas semiestruturadas, após obtenção de consentimento livre e esclarecido. Para a organização e análise dos dados foram utilizados os recursos do software Alceste. Os dados foram sistematizados em dois eixos: trajetória da família e a adolescência, compostos por quatro classes temáticas: 1. Contexto familiar e maternidade; 3. A trajetória da mãe; 2. A trajetória do adolescente; 4. A percepção da mãe sobre adolescência. Os resultados indicam que adolescência é representada como um tempo ainda em construção em que o negativo...

Significações sobre adolescência e desenvolvimento humano em um projeto social educativo

Araújo, Cláudio Márcio de
Tipo: dissertação / dissertation
Português
Relevância na Pesquisa
37.09%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Programa de Pós-Graduação Processos de Desenvolvimento Humano e Saúde, 2008.; A complexidade das condições de desenvolvimento contemporâneas evoca a necessidade de pesquisas que abordem o desenvolvimento humano em sua gênese, e enfoquem as transformações, que ocorrem na linha do tempo, como fenômenos complexos, dinâmicos e situados, interdependentes das interações pessoa-contexto. Adotada essa perspectiva, o fenômeno adolescência deve ser visto como parte do processo de construção do ser humano, que é vivenciado e deve ser compreendido à luz da dinâmica cultural da sociedade. O presente trabalho tem como objetivo analisar concepções sobre adolescência e desenvolvimento presentes em um projeto social educativo e sua relação com significações negociadas por seus participantes. O projeto investigado é vinculado a uma instituição do sistema de ações sócio-educativas da cidade de Goiânia, Estado de Goiás. Participaram da pesquisa: (a) 34 adolescentes, integrantes e ex-integrantes do projeto, com idade entre 12 e 21 anos; (b) profissionais e estagiários que trabalhavam na instituição no período da pesquisa; (c) e o próprio pesquisador. A metodologia envolveu observações etnográficas realizadas ao longo de 5 meses...

Transição para adolescência do primogênito em famílias de classe média : padrões relacionais e intergeracionais

Senna, Sylvia Regina Carmo Magalhães
Tipo: tese / thesis
Português
Relevância na Pesquisa
37.09%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Programa de Pós-Graduação em Processos de Desenvolvimento Humano e Saúde, 2011.; A adolescência continua a despertar forte interesse em pesquisadores, clínicos e políticos, por suas inquestionáveis repercussões individuais, relacionais e contextuais. Estudar este período do desenvolvimento humano requer a compreensão de peculiaridades e diversidades existentes nos padrões de comunicação e interação das famílias, especialmente, quanto aos processos de desenvolvimento da autonomia e negociação entre genitores e adolescentes. À luz da perspectiva sistêmica e do Modelo (Bio)Ecológico de Bronfenbrenner, este estudo investigou a transição do filho primogênito para a adolescência, tendo como participantes o adolescente-foco (10 a 13 anos de idade) e os genitores, de 30 famílias de classe socioeconômica média, do Distrito Federal. A coleta incluiu informações provenientes de um Questionário de Caracterização do Sistema Familiar; dois roteiros de entrevista semiestruturada, dirigidos aos genitores e filhos; e um Questionário de Caracterização do Clima Familiar, dirigido ao adolescente-foco. O tratamento dos dados compreendeu uma análise de conteúdo ampliada...

Gravidez na adolescência. Sou mãe. E agora?

Silveira, A; Correia, C; Barrantes, M
Fonte: Hospital Prof. Dr. Fernando Fonseca, E.P.E. Publicador: Hospital Prof. Dr. Fernando Fonseca, E.P.E.
Tipo: info:eu-repo/semantics/conferenceobject
Publicado em //2013 Português
Relevância na Pesquisa
37.09%
A realidade no HFF relativamente a gravidezes na adolescência é, segundo dados fornecidos pela Assistente Social do Serviço de Obstetrícia, ainda um número considerável: 135 mães adolescentes em 2007, 72 em 2010, 109 em 2011 e 102 no ano de 2012. O principal objectivo que temos com a apresentação deste trabalho é incutir nos profissionais de saúde que lidam com estas adolescentes diariamente no seu contexto de trabalho, seja ele a Consulta de Obstetrícia, o Bloco de Partos, o Serviço de Obstetrícia ou a Unidade de Cuidados Intensivos Neonatais do HFF, uma reflexão sobre os cuidados de enfermagem a prestar a estas adolescentes, respectivos companheiros, famílias e/ou pessoas significativas. A nível metodológico, foi realizada uma pesquisa bibliográfica, através da base de dados EBSCO e através da consulta de livros e artigos sobre o tema, enriquecendo as informações daí retiradas com a experiência profissional das autoras. A transição para a parentalidade é o período que decorre desde a decisão da concepção, até aos primeiros meses após o nascimento. Constitui um período de mudança e instabilidade e de incorporação e transição de papéis para a mulher e homem que decidem ter filhos. Na adolescência...

Fatores de risco para a gravidez na adolescência em uma maternidade-escola da Paraíba: estudo caso-controle

Amorim,Melania Maria Ramos; Lima,Lidiane de Araújo; Lopes,Camila Vigolvino; Araújo,Daniele Kelle Lopes de; Silva,Jéssica Guimarães Gomes; César,Larissa Cynthia; Melo,Adriana Suely de Oliveira
Fonte: Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia Publicador: Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2009 Português
Relevância na Pesquisa
37.14%
OBJETIVO: identificar os fatores associados à gestação na adolescência em um Estado do nordeste do Brasil. MÉTODOS: realizou-se um estudo de caso-controle na proporção de uma adolescente entre 10 e 19 anos (caso) para duas mulheres entre 20 e 35 anos (controles), totalizando 168 casos e 337 controles. As variáveis reprodutivas analisadas foram: escolaridade, situação marital, procedência, renda familiar per capita em reais, trabalho remunerado, escolaridade da mãe, presença do pai da adolescente em casa. Foram também incluídas na análise variáveis reprodutivas: idade do primeiro coito, história materna de gravidez na adolescência, consulta ginecológica antes da gravidez, conhecimento, uso e acesso a métodos contraceptivos. RESULTADOS: verificou-se associação de gestação na adolescência com as seguintes variáveis: escolaridade menor que oito anos, ausência do companheiro e história materna de gestação na adolescência. Observou-se que a idade na primeira relação foi significativamente mais baixa entre as adolescentes, que tiveram menor frequência de consultas ginecológicas. Conhecimento dos métodos hormonais e acesso aos métodos anticoncepcionais foram menos frequentes entre as adolescentes. Os fatores de risco para a gravidez na adolescência...

Adolescência prolongada: o tempo que não se quer deixar passar

Câmara,Martial de Magalhães; Cruz,Amadeu Roselli
Fonte: Setor de Educação da Universidade Federal do Paraná Publicador: Setor de Educação da Universidade Federal do Paraná
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/1999 Português
Relevância na Pesquisa
37.12%
Os autores fazem uma revisão da literatura sobre adolescência, dentro de uma visão psicanalítica, motivados pela análise de um texto de ROUANET (1992) e pela maior freqüência do quadro clínico de adolescência prolongada em consultório. Conceituam o termo adolescência expandida, e adolescência prolongada, relatando alguns casos clínicos referentes ao abuso de drogas com etiologia atribuída à imaturidade da adolescência prolongada. Mostram ser comum hoje encontrar um número significativo de jovens adultos que prolongam sua adolescência, influenciados pela sociedade, com a tolerância ou até incentivo da família. Há necessidade de maior reflexão sobre o assunto para criação de condições de mudanças sociais e psicológicas, que só serão possíveis com a aceitação do fato de que todos temos de envelhecer e morrer. Em outras palavras, abandonar posições infantis.

Um espelho para se contemplar: a adolescência em discursos de adolescentes da zona rural

Raposo Diniz, Larissa; De Oliveira Filho, Pedro (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: other
Português
Relevância na Pesquisa
37.16%
Sabemos que o estereótipo da adolescência como uma idade conturbada, marcada pela rebeldia e instabilidade emocional, como proposta no início do século passado, ainda circula pela sociedade, e configura, de certa forma, as caracterizações ainda presentes nos estudos contemporâneos sobre essa etapa da vida. Entendendo o rural como um contexto social e econômico distinto e que guarda em si uma grande diversidade interna, e partindo do pressuposto que a realidade na qual estamos inseridos influencia a construção da nossa subjetividade, nos questionamos como adolescentes de zona rural vivem essa fase da vida que ainda insiste em ser percebida como universal. Desse modo, desenvolvemos pesquisa cujo objetivo geral foi analisar as construções discursivas sobre a adolescência realizadas por adolescentes do meio rural pernambucano, objetivando, especificamente, identificar e analisar a mobilização de termos, definições, descrições e teorias sobre a adolescência nesses discursos. Para tanto, escolhemos trabalhar com adolescentes da zona rural do referido estado, realizando entrevistas semi-estruturadas com quatorze (14) adolescentes residentes na zona rural do município de Santa Terezinha, localizado no Alto Sertão do Pajeú (PE). Desses...