Página 1 dos resultados de 9250 itens digitais encontrados em 0.021 segundos

Participative site-specific agriculture analysis for smallholders

Arago Galindo, Pau; Granell, Carlos; Molin, Paulo Guilherme; Huerta Guijarro, Joaquin
Fonte: SPRINGER; DORDRECHT Publicador: SPRINGER; DORDRECHT
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
36.79%
Site-specific agriculture has been adopted in a high-tech context using, for instance, in situ sensors, satellite images for remote sensing analysis, and some other technological devices. However, farmers and smallholders without the economic resources and required knowledge to use and to access the latest technology seem to find an impediment to precision agricultural practices. This article discusses the possibility of adopting precision agriculture (PA) principles for site-specific management but in a low technology context for such farmers. The proposed methodology to support PA combines low technology dependency and a participatory approach by involving smallholders, farmers and experts. The case studies demonstrate how the interplay of low technology and a participative approach may be suitable for smallholders for site-specific agriculture analysis.

A gênese da agricultura e da silvicultura moderna no estado de São Paulo.; The genesis of forestry and modern agriculture in São Paulo State.

Ferraro, Mário Roberto
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 15/04/2005 Português
Relevância na Pesquisa
36.89%
A modernização da agricultura e o surgimento da silvicultura em sua gênese no início do século XX, no Estado de São Paulo, são abordados e analisados nesta pesquisa. Nossa hipótese é a de que a elite agrária, incluindo Edmundo Navarro de Andrade, considerado um ícone da silvicultura no país, possuía um projeto de modernização da agricultura que se servia de modelos europeus e norte-americanos. Podemos dizer que a elite agrária se impõe ao país porque tinha uma proposta política consistente, bem fundamentada cientificamente, atualizada em relação a outros países e articulada com outros setores da sociedade, tais como os políticos e a mídia, principalmente. São apresentados fatos que mostram que a modernização da agricultura foi um processo mundial, que o Brasil nela se insere elegendo a Europa como modelo intelectual e os Estados Unidos como exemplo concreto a ser imitado em suas realizações, sendo a Sociedade Paulista de Agricultura (SPA) a principal incentivadora no Estado de São Paulo. O governo de Jorge Tibiriçá (1905-1908), cujo secretariado era composto em sua totalidade por membros oriundos da SPA, foi seu primeiro implementador. Esta pode ser considerada a primeira experiência de aplicação da ciência como norteadora de uma política pública bem definida em relação à agricultura. A ferrovia é o principal agente da modernização no campo ao permitir a agricultura avançar para além de duzentos quilômetros do litoral e ao permitir a circulação de mercadorias...

Impactos dinâmicos dos choques de oferta e demanda sobre a agricultura brasileira; Dynamics Impacts of Supply and Demand Shocks on the Brazilian Agriculture

Spolador, Humberto Francisco Silva
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 17/03/2006 Português
Relevância na Pesquisa
36.89%
O objetivo principal deste trabalho é medir e testar empiricamente a importância dos choques de oferta e demanda no vigoroso crescimento da agricultura brasileira, ao longo dos últimos trinta anos. Pressupõe-se que a agricultura brasileira tem o seu desempenho, relacionado não apenas a fatores microeconômicos ou setoriais ? como tecnologia e condições específicas de mercado e apoio setorial governamental ? mas também macroeconômicos: (a) políticas fiscal, monetária/creditícia e cambial e; (b) eventos de ampla repercussão econômica em âmbito nacional e internacional. Nem sempre há uma conjunção claramente favorável ou desfavorável desses fatores de distintas naturezas; assim, por exemplo, a rentabilidade de uma nova tecnologia pode ser prejudicada por uma valorização cambial. Dessa forma métodos especiais são necessários para estimar os efeitos de cada variável. Historicamente a agricultura brasileira sempre teve uma função relevante no que diz respeito ao crescimento econômico do país. A agricultura tinha que crescer em consonância ao crescimento da economia, ou seja, sem que se rompessem de forma severa o equilíbrio interno (nível de preços e grau de abastecimento) e/ou equilíbrio externo (geração de divisas necessárias para financiar importações ou pagamento da dívida externa). Tais equilíbrios nem sempre se verificam simultaneamente...

Uma infra-estrutura de desenvolvimento de sistemas de informação orientados a serviços distribuídos para agricultura de precisão.; An infrastructure for developing distributed service-oriented information systems for precision agriculture.

Murakami, Edson
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 18/08/2006 Português
Relevância na Pesquisa
36.85%
Interpretar a enorme quantidade de dados coletados, entender as causas e propor estratégias para gerenciar a variabilidade do campo, freqüentemente são apontados como alguns dos principais problemas para o avanço da agricultura de precisão, AP. Os sistemas de informação tornam-se fundamentais na solução desses problemas, mas apesar de existirem muitos pacotes de software disponíveis no mercado, variando de muito simples a muito sofisticados e diversos sistemas originados de experiências de pesquisas, a natureza proprietária e monolítica das soluções impedem o uso em larga escala. A AP envolve uma grande variedade de técnicas de análise, fontes e formatos de dados, perfis de usuário, e muitos outros aspectos que tornam uma aplicação muito complexa do ponto de vista da engenharia de software. Com o objetivo de fornecer a base para o desenvolvimento de sistemas de informação para AP baseados em padrões abertos e plataformas de software livre, uma infra-estrutura de desenvolvimento de sistemas de informação para a agricultura de precisão é proposta. Com base nas idéias seminais dessa proposta, são desenvolvidos protótipos para a condução de experimentos, os quais exploram caminhos de evolução para a infra-estrutura...

Avaliação de impactos ambientais da integração lavoura-pecuária: estudo de caso da inovação tecnológica da Embrapa; The assessment of the environmental impact of agriculture-cattle raising integration - Embrapa (Brazilian Agricultural Research Agency) technology innovation case study

Galharte, Caroline Alves
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 30/03/2007 Português
Relevância na Pesquisa
36.75%
O agronegócio, a cada dia recebe incremento de novas tecnologias, o que lhe confere lugar de destaque no Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil. Tal como qualquer outra atividade humana, os setores agrícola e pecuário são geradores de resíduos e, potencialmente, produtores de impactos ambientais. Prever, avaliar e remediar os impactos ambientais são necessidades imperiosas para sustentabilidade de uma atividade e proteção dos ecossistemas. A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) produziu um instrumento de avaliação de impacto ambiental da inovação tecnológica agropecuária, denominado Ambitec-Agro. Entre um vasto campo de inovações tecnológicas, este trabalho foca a Integração Lavoura-Pecuária, que visa recuperar áreas de lavouras degradadas, usar eficientemente a terra, recuperar e renovar pastagens degradadas, ou seja, promover sustentabilidade agropecuária. O presente trabalho aplicou o Ambitec-Agro na unidade experimental: Fazenda Capivara, que abriga a Embrapa Arroz e Feijão, no estado de Goiás. A metodologia propõe realizar entrevista para obtenção de dados; para este trabalho foram entrevistados pesquisadores da Embrapa Arroz e Feijão, Cerrados e Sede. Este trabalho acadêmico propôs...

Inovação na indústria sucroalcooleira paulista: os determinantes da adoção das tecnologias de agricultura de precisão; Innovation in the sugarcane industry of São Paulo state: determiners to adopt technologies of precision agriculture

Silva, Claudia Brito
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 23/03/2009 Português
Relevância na Pesquisa
36.75%
As tecnologias de Agricultura de Precisão - AP já são adotadas nas lavouras do Brasil, com técnicas cada vez mais produtivas, indispensáveis para garantir a liderança do país na produção agrícola. No entanto, não existem ainda estudos sobre a intensidade do uso das tecnologias de AP no país e dos condicionantes de sua adoção. O desafio central deste trabalho foi, então, investigar o processo de adoção e uso das tecnologias de AP alcançado pela indústria sucroalcooleira no Estado de São Paulo. Para tanto, foram utilizados dados primários, a partir do encaminhamento de questionário a todas as empresas do setor sucroalcooleiro paulista, com o objetivo de se conhecer, não só o grau de adoção e uso das tecnologias de AP, mas também aprofundar a discussão sobre o tema da AP na indústria sucroalcooleira. Assim, foram obtidas informações sobre as características das empresas, as fontes de informação para adoção, os impactos da AP nas empresas e os obstáculos encontrados às práticas de AP. Paralelamente, estimou-se um modelo econométrico lógite para verificar a influência das variáveis estudadas na probabilidade de adoção das tecnologias de AP. As principais conclusões deste trabalho sugerem que a adoção e uso dessas tecnologias trazem resultados positivos para as empresas...

Segmentação no mercado de trabalho brasileiro: diferenças entre o setor agropecuário e os setores não agropecuários, período de 2004 a 2009; Labor segmentation in Brazil: differences between the agriculture sector and the nonagriculture sectors, period from 2004 to 2009

Casari, Priscila
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 24/04/2012 Português
Relevância na Pesquisa
36.87%
O objetivo geral desta tese é avaliar a segmentação setorial, entre a agropecuária e os setores não agropecuários, no mercado de trabalho brasileiro de 2004 a 2009. A segmentação do mercado de trabalho reduz a mobilidade de trabalhadores entre os setores, alterando a alocação desses e gerando diferencial de rendimentos entre os trabalhadores. Para a análise do impacto da segmentação sobre a alocação dos trabalhadores, é estimado um modelo de escolha multinomial de forma a determinar qual é o efeito de cada característica sobre a probabilidade do indivíduo pertencer a um dos estados de emprego, desemprego e inatividade propostos. E, para a avaliação do impacto da segmentação sobre o diferencial de rendimentos, inicialmente, os determinantes do rendimento são estimados por meio do procedimento de Heckman, controlando-se a seleção para os trabalhadores remunerados. O impacto da segmentação sobre o diferencial de rendimentos é avaliado por meio de uma variável binária para o setor agropecuário (regressão de rendimentos inclui a agropecuária e os demais setores) e pela decomposição de Oaxaca (regressões de rendimentos separadas para a agropecuária e para os demais setores). Em seguida, a diferença entre os rendimentos é explicada considerando-se a população com duas ocupações...

Produtividade, crescimento e ciclos econômicos na agricultura brasileira; Productivity, growth and business cycles in Brazilian agriculture

Bragagnolo, Cassiano
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 10/08/2012 Português
Relevância na Pesquisa
36.79%
Este trabalho é composto por três artigos que visam abordar pontos pouco explorados na literatura de economia agrícola brasileira sobre produtividade total dos fatores (PTF), buscando abordar também o crescimento do setor e seu comportamento nos ciclos econômicos. Após uma breve introdução do tema no primeiro capítulo, analisa-se no segundo capítulo, o crescimento da agricultura brasileira no período 1975 a 2005 por meio de um modelo de fronteira estocástica, com o intuito de decompor a PTF brasileira para cada estado. Os resultados do estudo mostram que o crescimento da PTF foi heterogêneo entre os estados e sugerem que a expansão da agricultura nas regiões Norte e Centro-Oeste foi possível devido à influência do progresso técnico na PTF e que mesmo os estados tradicionais na agricultura apresentaram crescimento da PTF elevado. O segundo artigo, no terceiro capítulo, buscou analisar os impactos dinâmicos dos fatores de produção capital, trabalho e terras no produto agrícola fazendo uso de uma estratégia empírica baseada em um modelo econométrico VAR estrutural para o período compreendido entre 1972 e 2009. Os resultados demonstram que o fator de produção que tem maior influência sobre o produto é o capital. Os resultados indicam...

A tutela da diferença no direito socioambiental pós-moderno: um estudo de caso sobre a prática da agricultura de corte e queima pela Comunidade Quilombola de Ivaporunduva; Tutelage of "different/diverse" communities in post-modern socioenvironmental right: a case study on slash and burn agriculture practiced by the Quilombola Community of Ivaporunduva, SP, Brazil.

Haddad, Cecilia de Lara
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 25/09/2012 Português
Relevância na Pesquisa
36.75%
A presente pesquisa interessa-se em fazer uma análise aprofundada do Direito nascido com o advento da Modernidade, partindo da hipótese de que o Direito Pós-Moderno, embora se auto-proclame como defensor da diversidade, por ainda estar atrelado àquele modelo de legalidade calcado principalmente no positivismo jurídico, passa por uma grave crise, uma vez que, ao excluir regras costumeiras, elimina na prática muitas das possibilidades de aceitação e inclusão do heterogêneo. A exclusão do diferente, do heterogêneo, do "outro" contrário à lógica capitalista se torna ainda mais evidente quando normas jurídicas embebidas de conhecimentos científicos ao serem orientadas a regular comportamentos de grupos sociais regulados por regras costumeiras, acabam por invalidá-las, tornando igualmente inexistentes os saberes tradicionais nelas contidos. A fim de melhor compreender esta problemática, entre os diversos direitos que compõem o espectro da Pós- Modernidade, foi escolhido o direito socioambiental como ícone que integra a tutela da diversidade social, cultural e natural. Para tanto, esta pesquisa pretende, através de um Estudo de Caso, verificar as conseqüências relacionadas à possibilidade da Comunidade Remanescente de Quilombo de Ivaporunduva...

Modo capitalista de produção e agricultura: a construção do conceito de agronegócio; Agriculture in the capitalist mode of production: the construction of the agribusiness concept

Mendonça, Maria Luisa Rocha Ferreira de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 03/06/2013 Português
Relevância na Pesquisa
36.75%
Esta tese investiga fatores que exerceram influência na construção da imagem da agricultura no modo capitalista de produção e sua representação através do conceito que passou a ser difundido como agronegócio. O uso deste termo se propagou tanto nos círculos acadêmicos, quanto nos meios políticos e de comunicação. A chamada industrialização da agricultura ocorre principalmente a partir dos anos 1950, em um contexto de crise de superacumulação de capital em nível mundial. No Brasil, este modelo ganha força principalmente a partir dos anos 1960 e combina a grande exploração agrícola com o estímulo ao uso de insumos industriais. É no período marcado pelo caráter monopolista ou imperialista do capital que se observa o processo de industrialização da agricultura, conhecido popularmente como agronegócio. A propriedade monopolista pressupõe a incorporação de todos os momentos da chamada cadeia produtiva, desde o controle sobre matérias primas até a circulação das mercadorias, considerando-se o papel essencial do capital financeiro. A internacionalização deste modelo através da exportação de capitais aprofundou a especialização dos monocultivos em determinados países e a divisão internacional do trabalho...

Entre a Terra e o Asfalto: a região metropolitana de São Paulo no contexto da agricultura urbana; Between Land and Asphalt: the Metropolitan Region of São Paulo in the context of urban agriculture

Rostichelli, Michele
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 10/02/2014 Português
Relevância na Pesquisa
36.87%
A prática da agricultura é uma atividade que ganha cada vez mais visibilidade no espaço urbano. Entretanto, entendemos que nem todo cultivo em terra pode ser entendido como agricultura urbana. Os cultivos em pequenos recipientes ou em terraços mesmo que dentro do espaço urbano não é agricultura urbana. A prática da agricultura urbana envolve uma diversidade de sujeitos e um conjunto de técnicas para cultivar alimentos. Os alimentos que estes agricultores produzem são para venda e para o autoconsumo, mas todos consomem o que produzem. Nos municípios da Região do Grande ABC e em São Mateus, os agricultores urbanos são migrantes de outras Unidades Federativas e tem sua origem no espaço rural. São filhos de parceiros, trabalhadores do campo, sitiantes, motivo pelo qual ao irem para os grandes centros urbanos, tentaram reproduzir parte daquela vida que tinham. Além da necessidade econômica, para eles, há certa importância em produzir seu próprio alimento. Nas experiências de agricultura urbana, podemos encontrar experiências fomentadas pelos governos e por agências internacionais, bem como experiências autônomas que mesclam a questão política com a produção de alimentos. As primeiras, geralmente são fomentadas pelos próprios governos que tentam responder à pobreza e à fome incentivando a agricultura urbana dentro da perspectiva de segurança alimentar. No Brasil...

Modernização agrícola e monopólio: a Cargill no México e no Brasil (décadas de 1960 e de 1970); Agriculture modernization and monopoly: Cargill in Mexico and Brazil (decades of 1960 and 1970)

Coberio, Caio Graco Valle
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 28/03/2014 Português
Relevância na Pesquisa
36.79%
A presente tese busca corroborar a hipótese inicial, segundo a qual, no México e no Brasil, o processo de introdução das relações capitalistas na agricultura foi configurado por uma modernização agrícola crescente e de uma tendência ao monopólio. A conjunção desses processos deu consequência à agroindústria que, em um sentido amplo, se tornou a nova forma dominante da estrutura agrícola capitalista, em substituição às antigas formas pré-capitalistas, herdeiras do colonialismo moderno no México e no Brasil, respectivamente, as haciendas e as plantations. Nesses países, a modernização agrícola, que se iniciou ainda no século XIX, se intensificou após 1930, culminando nas décadas de 1960 e de 1970, quando convergiram para a mesma direção, as empresas transnacionais de grande aporte de capital estrangeiro e a acentuação dos processos de inovação tecnológica. Para ilustrar essa relação plena entre modernização agrícola, organização da agroindústria, tendência ao monopólio e transnacionalização, foi escolhida a abordagem, em particular, da Cargill, conhecida empresa do ramo alimentar e de comércio e beneficiamento de grãos, entre outros; The present thesis targets the confirmation of the initial hypothesis...

Desenvolvimento da agricultura e sistemas de produção agroecologicos : um estudo no municipio de Ipe - RS; Development of agriculture agroecological production systems: a study in city Ipe - RS

Arlindo Jesus Prestes de Lima
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 29/08/2005 Português
Relevância na Pesquisa
36.75%
Este estudo analisa o processo de conversão agroecológica no contexto do desenvolvimento da agricultura do município de Ipê no Rio Grande do Sul, em particular as condições socioeconômicas, tecnológicas e ambientais sob as quais emergiram e se desenvolveram os sistemas de produção agroecológicos. Os procedimentos de pesquisa basearam-se na Teoria e Método de Sistemas Agrários. Foram identificadas quatro microrregiões agrícolas (Campos de Cima da Serra, Transição Campo-Serra, Serrana Capitalizada e Serrana Descapitalizada), e duas formas básicas de agricultura: convencional e agroecológica. A produção convencional é desenvolvida por agricultores patronais e familiares, os quais praticam dez tipos de sistemas de produção. A produção agroecológica é praticada, prioritariamente, por pequenos agricultores familiares que desenvolvem seis tipos de sistemas de produção, tendo surgido em um contexto de crise de reprodução socioeconômica de um segmento de agricultores familiares, que não conseguiram intensificar a produção. O processo de conversão consistiu na adoção de sistemas produtivos mais intensivos e na substituição dos meios e métodos produtivos da agricultura colonial e moderna, por práticas baseadas em processos biológicos e no emprego de insumos orgânicos. Concluiu-se que a conversão agroecológica da agricultura constituiu-se em uma alternativa econômica para agricultores que...

Complexidade e agricultura : organização e analise ergonomica do trabalho na agricultura organica; Complexity and agriculture : organization and work ergonomics analysis on the organic agriculture

Sandra Francisca Bezerra Gemma
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 22/02/2008 Português
Relevância na Pesquisa
36.85%
A agricultura orgânica tem sido apontada como uma forma de cultivo sustentável do ponto de vista ecológico, econômico e social. No entanto, não se encontram pesquisas que tenham por objetivo discutir a sustentabilidade do ?homem trabalhador? dentro deste sistema; ou seja, não há um corpo de conhecimentos consolidado sobre este tipo de atividade, assim como não existem indicadores, que nos permitam avaliar os impactos que este trabalho pode ter sobre a saúde e o bem estar das pessoas, embora a exclusão da manipulação de biocidas tóxicos já constitua um grande avanço. Nesta pesquisa investiga-se, através da Análise Ergonômica do Trabalho e da Teoria da Complexidade, as características do trabalho humano na agricultura orgânica, e em particular do trabalho dos gestores, focando nos aspectos da organização do trabalho e da tecnologia utilizada, buscando ampliar a compreensão das atividades desenvolvidas, suas dificuldades e estratégias de superação. O gestor da produção orgânica é geralmente administrador e executor do trabalho, assumindo todas as funções administrativas de planejamento, organização, direção e controle de todas as áreas: produção, manutenção, finanças, recursos humanos e comércio...

Decisões sobre usos da terra e dos recursos naturais na agricultura familiar amazônica : o caso do PROAMBIENTE; Decisions on land use and natural resources use of family agriculture from Brazilian Amazon Basin : PROAMBIENTE case study

Luciano Mansor de Mattos
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 29/07/2010 Português
Relevância na Pesquisa
36.75%
Os processos históricos de ocupação das novas fronteiras agrícolas brasileiras tiveram como objetivos econômicos a ampliação da margem extensiva do desenvolvimento rural, o atendimento aos mercados externos e a absorção de excedentes populacionais gerados pelas crises dos plantations nas velhas fronteiras agrícolas. A construção da Belém-Brasília nos anos 60 promove aceleração de fluxos migratórios que penetram a Amazônia. A estratégia geopolítica dos governos militares na ocupação da Amazônia deu-se baseada em grandes projetos agropecuários patronais, sem inclusão da agricultura familiar. No entanto, a agricultura familiar demonstrou sua força produtiva ao registrar, em meados dos anos 90, 58,3% do VBPA da região, com 37,5% da área e 38,6% dos financiamentos rurais. A agricultura familiar também demonstrou ser sensível às condições do meio ambiente ao alocar seus recursos mais escassos, trabalho e capital, para melhor aproveitar as condições ecológicas e estabelecer mudanças gradativas de uso da terra, com destaque para a transição agroecológica. Nesse contexto, os movimentos sociais rurais amazônicos apresentaram o Programa de Desenvolvimento Socioambiental da Produção Familiar Rural (Proambiente)...

How to assess relation between local flows of agriculture and wellbeing of rural communities?

Surova, Diana; PInto-Correia, Teresa
Tipo: lecture
Português
Relevância na Pesquisa
36.79%
One of the stated goals of the CAP post-2013 and further rural policies in Europe is improving the sustainability of European rural areas, including the wellbeing of rural communities, so that rural areas keep on being attractive as living places. The multidimensional nature of well-being is an important challenge in terms of evaluation and consequently there is a need for developing appropriate evaluation methods based on meaningful information, leading to a broader understanding of the wellbeing in rural areas. Over the past two decades, many rural places have witnessed unprecedented change and transformation of local economies, property and management drivers, including public policies. This has led to a dramatic reconstitution of rural populations, with less people engaged in agricultural production, but with new actors increasingly demanding non-production functions of agriculture, and sensibly the formation of a new set of rural social geographies. It is unambiguous that improving wellbeing in rural territories is beyond the capabilities of the agricultural sector alone. Hence, agriculture still has a vital impact on the economic, social and cultural relationships of their inhabitants, thereby determining the contribution it can make to rural wellbeing and to the sustainability of territories. Agriculture is seen as an active and dynamic component of local flows and different agricultural types can interact differently with specific flows...

Priorities for energy efficiency measures in agriculture.

Meyer-Aurich, A; Berg, V; Kraatz, S; Jubaer, H; Mellmann, J; Ziegler, T; Daalgard, T; Mikkola, H; Golaszewski, J; de Visser, C; Baptista, F; Silva, LL; Briassoulis, D; Lutsyuk, C
Fonte: AGREE Project Publicador: AGREE Project
Tipo: report
Português
Relevância na Pesquisa
36.82%
This report provides a compilation of energy efficiency measures in agriculture, their opportunities and constraints to implement energy efficient agricultural systems across Europe as a result of the AGREE (Agriculture & Energy Efficiency) Coordination and Support Action funded by the 7th research framework of the EU (www.agree.aua.gr). The report dwells on earlier reports of the consortium, which listed potential energy efficiency measures (Project Deliverable 2.3: Energy Saving Measures in Agriculture – Overview on the Basis of National Reports) and identified trade-offs and win-win situations of various energy efficiency measures in agriculture (Project Deliverable 3.1: Economic and environmental analysis of energy efficiency measures in agriculture). It shows research gaps in crop production, greenhouse production, animal husbandry and system approaches, which can be regarded as priorities for energy efficiency measures in agriculture. The report is na important input for the strategic research agenda, which is one of the main outputs of the AGREE project.

The evolution of the Portuguese agriculture in the context of the European Union

Marques, Carlos
Fonte: Lorencowicz, E., Baptista, F., Silva, L.L., Marques da Silva, J.R. (Eds.) (2014) “Sustainable agriculture – Poland and Portugal”. University of Life Sciences, Lublin, Poland and University of Évora, Portugal Publicador: Lorencowicz, E., Baptista, F., Silva, L.L., Marques da Silva, J.R. (Eds.) (2014) “Sustainable agriculture – Poland and Portugal”. University of Life Sciences, Lublin, Poland and University of Évora, Portugal
Tipo: bookpart
Português
Relevância na Pesquisa
46.79%
The major objective of this chapter is to analyse and briefly describe the evolution of Portuguese agriculture in the context of the European Agriculture. It is not a comprehensive analysis. It is a sketch of its major changes due to major aspects that had influenced in particular the Common Agricultural Policy, and how has evolved with respect to changes in CAP orientation and reforms. This analysis provides an example that might be useful to understand what can be done in the future both in Portugal as in other countries In some aspects figures about these countries including Poland will be presented to benchmark the analysis. Besides this introduction, the chapter has five additional sections. In the next section, background on the Portuguese agriculture and policy before accession is provided. Then, in the third, socio-economic structural characteristics of Portuguese agriculture and their evolution for the last four decades are briefly presented. In the fourth section analysis turns read and understand the evolution as major implications of changes in agricultural policy from CAP reforms. In the fifth section we turn to aspects that are the focus of post-2013 CAP reform and 14 relate them to Portuguese status. Finally, as a conclusion...

The dynamics of the global capital and its consequences on agriculture and in rural spaces

Moreira, Manuel Belo
Fonte: International Sociological Association - Research Committee on Sociology of Agriculture and Food Publicador: International Sociological Association - Research Committee on Sociology of Agriculture and Food
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2002 Português
Relevância na Pesquisa
46.61%
In this paper globalization is conceptualised as a process that marks a new phase of capitalism (Moreira 1994). The aim of this paper is to propose a systematic approach to the economic and social consequences of the globalization process, with particular attention to agriculture and agri-food as well as the use of rural areas. Therefore, understanding the role of the main agents of globalization is a necessary condition to assess the impact of this process. My working hypothesis is that the different actors in the globalization process do not demonstrate the same behaviour, justifying a closer look at the logic and dynamics of its main agents, and the reactions that these changes provoke.

Agriculture and food in the globalization age

Moreira, Manuel Belo
Fonte: International Sociological Association - Research Committee on Sociology of Agriculture and Food Publicador: International Sociological Association - Research Committee on Sociology of Agriculture and Food
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2004 Português
Relevância na Pesquisa
46.75%
The objective of this article is to reflect on three basic questions concerning globalization and its effects on agriculture and food: 1) what are the major characteristics of globalization; 2) who are its major actors and 3) what are the future trends? Globalization continues to be a disputed concept despite the immense literature dedicated to it. I will focus on features of the current globalization process that can be employed to better understand the direction and reach of changes, particularly in agriculture and food.1 It is not my goal to produce original contributions about the theoretical relevance and accuracy of globalization or about its scale and scope. I will use a theoretical framework based on a political economy perspective focusing on the global agents, their logic and dynamics. However, this must be tempered by calling attention to the agencies and contingencies involved in the process. In fact, political economy insights suggesting global lines of evolution are not contradictory but rather complementary to actor-oriented, actor-network theory and social constructivist approaches, which acknowledge the social agencies and the complex articulations of the different spaces involved in agro-food production and consumption (Llambí et al. 1999...