Página 1 dos resultados de 5846 itens digitais encontrados em 0.012 segundos

As atitudes dos professores do 1º ciclo

Almeida, Silvana de Jesus Tavares
Fonte: [s.n.] Publicador: [s.n.]
Tipo: info:eu-repo/semantics/masterthesis
Publicado em //2012 Português
Relevância na Pesquisa
37.02%
Dissertação apresentada à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para a obtenção do grau de Mestre em Ciências da Educação: Educação Especial, área de especialização em Domínio Cognitivo e Motor; A temática deste estudo inscreve-se no modelo de escola inclusiva e tem como objetivos determinar quais os fatores que melhor descrevem as atitudes dos professores do 1º ciclo do ensino básico (1º CEB) face à inclusão de alunos com necessidades educativas especiais (NEE), na sala de aula, no concelho da Ribeira Grande, bem como compreender as relações existentes entre as variáveis (tipo de professor; formação recebida; experiência docente; idade; tempo de serviço e habilitações académicas) com as atitudes face à inclusão. Pretende-se, igualmente, conhecer as perceções e atitudes dos alunos sem NEE face à inclusão dos seus pares com NEE, conhecer e descrever a forma como os primeiros percecionam a natureza, as causas da deficiência e expetativas de vida futura. Neste estudo de cariz descritivo foi utilizada uma metodologia mista na qual participaram 66 Professores do 1ºCEB (57 do ensino regular e 9 de educação especial) do concelho da Ribeira Grande, aos quais foi aplicada uma escala de avaliação de atitudes (AFI). Participaram...

Análise das atitudes dos enfermeiros face ao idoso, com vista à tomada de decisão: o caso do distrito de Bragança

Rodrigues, Sandra Fátima Gomes Barreira
Fonte: Instituto Politécnico de Bragança, Escola Superior de Tecnologia e Gestão Publicador: Instituto Politécnico de Bragança, Escola Superior de Tecnologia e Gestão
Tipo: masterthesis
Português
Relevância na Pesquisa
37.02%
Em Portugal, à semelhança das sociedades desenvolvidas, verifica-se um envelhecimento crescente da população, prevendo-se um acréscimo considerável de pessoas com idade superior a 65 anos. Envelhecer implica para a maioria dos idosos perdas importantes, e consequentemente mais intervenções especializadas de cuidados de saúde. Compreender o envelhecimento como um processo dinâmico, conduz a uma mudança de atitude em relação ao idoso e permite ao enfermeiro assumir um papel inovador e relevante no cuidar. A temática das atitudes é importante, pois dá conta da relação directa dos comportamentos adoptados pelos enfermeiros para com as pessoas idosas. As atitudes são entendidas como disposições favoráveis ou desfavoráveis face a objectos, pessoas ou acontecimentos, salientando ainda que as atitudes face ao trabalho ou à organização têm efeitos na prestação de serviços, na qualidade de vida e influencia a concretização dos objectivos pessoais e empresariais. Ao pretender analisar as atitudes dos enfermeiros que exercem funções no distrito de Bragança face ao idoso, objectivo da presente investigação, realizou-se um estudo de observação, analítico, transversal e do tipo quantitativo tendo-se aplicado um inquérito por questionário utilizando a escala AKPI (Atitudes de Kogan para com as Pessoas Idosas). Dos principais resultados destaca-se que os enfermeiros mais jovens têm menos tempo na categoria...

Atitudes dos Professores de Educação Física Face à Inclusão de Alunos com Deficiência: Estudo Exploratório Face à Deficiência Auditiva

Cortez, Mafalda Montalvão Côrte-Real Pinto
Tipo: bachelorthesis
Português
Relevância na Pesquisa
37%
O estudo das atitudes dos professores de Educação Física face ao ensino de alunos com deficiência nas suas aulas de ensino regular, em Portugal, é reduzido, relativamente à condição de deficiência auditiva. Considerando a importância do papel do professor enquanto agente de mudança, este é determinante na formação de atitudes, positivas e negativas, face ao processo de inclusão de alunos com deficiência auditiva nas aulas de Educação Física do ensino regular. Assim foi nosso objectivo realizar uma investigação de forma a averiguar quais das características dos professores de Educação Física (idade, género, tempo de serviço, ano de escolaridade que leccionam, habilitações académicas, formação em Ensino Especial ou Necessidades Educativas Especiais, experiência no ensino de indivíduos com deficiência, qualidade de experiência e competência) estão relacionadas com atitudes face ao ensino de alunos com deficiência. O presente estudo é um estudo exploratório de natureza descritiva, uma vez que o instrumento de avaliação PEATID III (Folson-Meek & Rizzo, 1993) está a ser usado pela primeira vez na população portuguesa. A amostra deste estudo é constituída por 254 professores de Educação Física do género masculino (N=164) e feminino (N=90)...

Atitudes da Comunidade Escolar Face à Inclusão de Alunos com Deficiência: Estudo Exploratório das Atitudes dos Professores de Educação Física Face ao Ensino de Alunos com Deficiência Motora

Silva, Sara Raquel Martins da
Tipo: bachelorthesis
Português
Relevância na Pesquisa
37.06%
O estudo das atitudes dos professores de Educação Física face ao ensino de alunos com deficiência motora é uma área de investigação de grande interesse, na medida em que estas poderão ser um factor chave na melhoria da integração e implementação da inclusão de alunos com deficiência nas classes regulares. O conceito de atitude teve um papel bastante importante ao longo da história da Psicologia Social, sendo um dos mais antigos e estudados. Atitude pode ser entendida como um constructo hipotético, referente à tendência psicológica que se expressa numa avaliação favorável ou desfavorável de uma entidade específica (Eagly & Chainken, 1993). Os estudos realizados sobre esta temática em Portugal são escassos, não tendo sido verificado o efeito de algumas variáveis cruciais sobre este importante constructo. Estes estudos podem constituir-se como instrumentos relevantes para o desenvolvimento de futuras intervenções, possibilitando informações importantes para o sucesso da integração e, consequentemente, para o sucesso da inclusão. Permitem-nos, também, conhecer o estado das atitudes dos professores de Educação Física sobre a inclusão de alunos com deficiência no nosso país. O objectivo primordial deste trabalho é investigar as atitudes dos professores de Educação Física face à integração de alunos com deficiência motora...

Atitudes dos Alunos sem Deficiência Face à Inclusão de Alunos com Deficiência nas Aulas de Educação Física; Estudo Exploratório das Atitudes dos Alunos do 9º Ano de Escolaridade

Amaral, Joana Trindade Mano Ferreira
Tipo: bachelorthesis
Português
Relevância na Pesquisa
37.02%
A inclusão de alunos com deficiências é considerada uma das maiores reformas educativas do século XX em muitos países do mundo (Zollers et al.,1999 cit. por Panagiotou,Kudlacek & Evaggelinou, 2006). As políticas de inclusão são vistas como um dos maiores requisitos para implementar a mudança nas escolas. As aulas de Educação Física (EF) contribuem mais do que as outras aulas para a inclusão de crianças com deficiências na comunidade escolar, já que concorrem para o desenvolvimento dos três domínios fundamentais do comportamento: cognitivo, afectivo e psicomotor. O sucesso da inclusão depende em grande medida da qualidade dos programas regulares de EF e da possibilidade de estes irem ao encontro das necessidades de indivíduos diferentes (Sherrill, 1998). Este trabalho de investigação tem como objectivo geral avaliar as atitudes e a eventual alteração de atitudes dos alunos do 9.º ano de escolaridade face à inclusão de alunos com deficiência, antes e depois de implementada a semana da Educação Física Adaptada (EFA), onde se realizaram actividades de Desporto Paralímpico nas aulas de EF, bem como determinar a influência que o “género”, a “presença de pessoas com deficiência na família/amigos/vizinhos”...

Estudo Exploratório das Atitudes dos Alunos do 8º Ano Face à Inclusão de Alunos com Deficiência nas Aulas de Educação Física

Godinho, José Alberto da Silva
Tipo: bachelorthesis
Português
Relevância na Pesquisa
37%
O estudo das atitudes dos alunos face à inclusão de alunos com deficiência nas aulas de Educação Física é uma área de investigação de grande interesse na medida em que estas poderão ser um factor primordial na melhoria da integração e inclusão de alunos com deficiência nas classes regulares. A filosofia inclusiva consubstancia uma das temáticas mais prementes da actualidade educativa, dizendo respeito a todos os que de algum modo estão ligados ao fenómeno da educação, tendo como objectivo principal responder de forma eficaz às necessidades educativas de um número crescente de alunos com características diversas, que representam um grande desafio às escolas que os recebem. O objectivo principal deste estudo foi verificar as atitudes dos alunos face à inclusão de alunos com deficiência nas aulas de Educação Física, procedendo a uma investigação transversal, na qual foram analisadas as variáveis passíveis de influenciar as atitudes como “género”, “idade”, “presença de pessoas com deficiência na família/amigos/vizinhos”, “presença de pessoas com deficiência na turma, na aula de Educação Física” e “nível de competitividade” e uma “intervenção desportiva de natureza inclusiva”. O instrumento usado na recolha de dados para medir as atitudes dos alunos face à inclusão foi o questionário Children’s Attitudes Towards Integrated Physical Education-revised (CAIPE-R)...

Atitudes dos Alunos sem Deficiência Face à Inclusão de Alunos com Deficiência nas Aulas de Educação Física: Estudo Exploratório em Alunos dos 17 aos 20 Anos

Gomes, Gonçalo Miguel Martins Mendes
Tipo: bachelorthesis
Português
Relevância na Pesquisa
37.02%
A investigação das atitudes dos alunos sem deficiência face à inclusão de alunos com deficiência nas aulas de Educação Física (EF) é uma área de grande importância, sendo que estudar a forma como os alunos sem deficiência reagem, torna-se uma condição preponderante na melhoria da inclusão e adaptação dos alunos com deficiência nas classes regulares de Educação Física. Podemos então definir inclusão, como a filosofia que suporta a ideia de colocar alunos com Necessidades Educativas Especiais (NEE) em salas de aula conjuntamente com alunos sem NEE (Block, 2007). Ao longo dos anos não têm sido realizados muitos estudos nesta área, e em Portugal apresenta-se mesmo como pioneiro. Esta temática, pode ajudar no desenvolvimento de considerações importantes para o sucesso da adaptação e naturalmente da inclusão. O objectivo principal do presente estudo, centra-se em examinar os efeitos de uma intervenção inclusiva (aula de EF adaptada) nas atitudes dos alunos sem deficiência face à inclusão de alunos com deficiência nas aulas de Educação Física. A nossa amostra é constituída por N=80 alunos, sendo N=47 do género feminino e N=33 do género masculino, com idades compreendidas entre os 17 e os 20 anos (M= 17...

Atitudes dos Alunos sem Deficiência Face à Inclusão nas Aulas de Educação Física: Estudo Exploratório dos Alunos do 3º CEB Face à Inclusão nas Aulas de Educação Física

Gonçalves, Fabiana Carvalheiro
Tipo: bachelorthesis
Português
Relevância na Pesquisa
37.06%
O estudo das atitudes dos alunos face à inclusão de alunos com deficiência nas aulas de Educação Física é uma área de investigação com bastante interesse, no entanto, são inexistentes os estudos realizados em Portugal nesta área. A partir da avaliação de atitudes é possível encontrar os factores que afectam e interferem na formação de atitudes favoráveis e/ou desfavoráveis dos alunos face à inclusão de alunos com deficiência no ensino regular. As investigações realizadas neste âmbito podem constituir-se como instrumentos relevantes para o desenvolvimento de futuras intervenções, fornecendo informações importantes para o sucesso da inclusão. Permite-nos também conhecer o estado actual das atitudes dos alunos face à inclusão de alunos com deficiência no nosso país. O objectivo primordial deste trabalho consiste em averiguar as atitudes dos alunos face à inclusão de alunos com deficiência nas aulas de Educação Física, a influência que as variáveis “género”, “presença de familiares, amigos íntimos ou vizinhos com deficiência”, “presença de colegas de turma com deficiência”, “presença de colegas com deficiência nas aulas de Educação Física”, “ano de escolaridade”...

Atitudes e conhecimentos de enfermeiros frente ao álcool, alcoolismo e alcoolista: estudo comparativo entre dois grupos; Attitudes and knowledge of nurses towards alcohol, alcoholism and alcoholics: a comparative study between two groups

Soares, Janaina
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 17/12/2010 Português
Relevância na Pesquisa
37.06%
Introdução: O consumo mundial do alcool e de outras substancias psicoativas vem crescendo significativamente nas ultimas decadas, fenomeno que tem contribuido para o aumento da carga de doencas em todo o mundo. No Brasil, os levantamentos realizados sobre o uso de álcool e drogas vem apontando elevadas taxas de dependentes dessas substancias, fato que tem contribuido para ampliar o contato dos profissionais da saude, dentre eles, os enfermeiros, com situacoes que envolvem o uso e o abuso de substancias psicoativas, independente do local onde atuem. O fato justifica a importancia da realizacao de estudos para investigar as atitudes e os conhecimentos desses profissionais frente ao alcool, o alcoolismo e ao alcoolista. Objetivo: verificar e comparar as atitudes e os conhecimentos de dois grupos de enfermeiros frente ao alcool, ao alcoolismo e ao alcoolista. Método: Tratou-se de um estudo exploratório de abordagem quase-experimental, realizado com uma amostra de 280 enfermeiros, destes, 140 foram submetidos a um curso de capacitacao na area de alcool e outras drogas e constituiram o Grupo experimental. Na coleta de dados, foram aplicados um questionario sociodemografico, um questionario de conhecimento e a Escala de Atitudes frente ao alcool...

Atitudes de estudantes de psicologia acerca do álcool, do alcoolismo e do alcoolista; Psychology students' attitudes about alcohol, alcoholism and alcoholics.

Merces, Neuri Pires das
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 02/09/2013 Português
Relevância na Pesquisa
37.05%
Introdução: O estudo da atitude dos profissionais de saúde frente ao álcool, ao alcoolismo e ao alcoolista ainda é escasso na literatura brasileira, e, em relação às atitudes dos psicólogos e estudantes de psicologia, não estão disponíveis na literatura nacional estudos que tenham se ocupado desse fenômeno. Após os movimentos sanitaristas da reforma psiquiátrica no Brasil, no final da década de 1980, houve aumento significativo desses profissionais em vários serviços de saúde, inclusive naqueles destinados ao atendimento de pessoas com problemas relacionados ao álcool e ao alcoolismo. O que torna importante identificar questões relacionadas ao preparo e às atitudes dos futuros profissionais de psicologia frente ao álcool, ao alcoolismo e ao alcoolista. Objetivo: Verificar e analisar as atitudes dos estudantes de psicologia frente ao álcool, ao alcoolismo e ao alcoolista. Método: Estudo exploratório de abordagem psicométrica, realizado com uma amostra de 159 estudantes do último ano do curso de psicologia de três faculdades da cidade de São Paulo. Para coleta de dados utilizou-se a Escala de Atitudes Frente ao Álcool, ao Alcoolismo e ao Alcoolista (EAFAAA) e um questionário sociodemográfico. Para análise dos dados utilizaram-se testes da estatística descritiva (frequências simples...

Um estudo exploratorio sobre as concepções e as atitudes dos professores de educação infantil em relação a matematica

Claudia Fonseca Moron
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em //1998 Português
Relevância na Pesquisa
37.02%
A presente pesquisa teve por finalidade estudar a existência e o tipo de atitudes (positivas ou negativas) com relação à Matemática presentes nos professores de educação infantil. Buscou analisar, também, se professores com atitudes positivas em relação à Matemática possuem concepções sobre o ensino da Matemática diferentes daqueles com atitudes negativas. A pesquisa foi realizada em 41 escolas de educação infantil do município de Bauru. SP. Participaram da primeira fase do estudo 402 professores de educação infantil. Os instrumentos usados, nessa fase, foram um questionário e uma escala de atitudes em relação à matemática, do tipo Likert, elaborada por Aiken (1961), revisada e testada por Aiken e Dreger em 1963 e traduzida e adaptada por Brito (1996). Na segunda fase do estudo, foram entrevistados seis professores, selecionados dentro do grupo obedecendo ao seguinte critério: a) três professores com atitudes negativas e b) três professores com atitudes positivas em relação à matemática. Os resultados obtidos com o questionário e a escala de atitudes mostraram que esse grupo de professores possui atitudes mais positivas em relação à matemática cuja média ficou em 60,5. Os resultados da análise da escala mostraram um coeficiente de fidedignidade elevado...

Um estudo sobre as concepções, crenças e atitudes dos professores em relação a matematica; A study on the conceptions, beliefs and attitudes of the teachers in relation to the mathematics

Roseline Nascimento de Ardiles
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 26/02/2007 Português
Relevância na Pesquisa
37.02%
Estudos na área da Psicologia e Educação Matemática apontam que as Concepções, Crenças e as Atitudes do professores são elementos importantes a serem considerados na elaboração e realização de suas atividades. Deste modo, este estudo teve como propósito investigar, ao nível do discurso, as Concepções dos professores da primeira fase do ensino fundamental (1ª a 4ª série) sobre o Conhecimento Matemático, suas Crenças para com a Matemática, a Confiança e a Utilidade Matemática dos professores, bem como verificar as suas Atitudes em relação à Matemática. Buscou-se também verificar a existência de relação entre esses constructos. Os resultados revelaram que os professores apresentaram: mais concepções do tipo construtivista, atitudes mais positivas que negativas em relação à Matemática, a crença instrumentalista acerca da Matemática, foram mais confiantes e, apresentaram atitudes mais favoráveis para com a utilidade Matemática. Dos que revelaram ser mais confiantes e ter atitudes mais positivas para com a utilidade Matemática, tenderam a apresentar atitudes mais positivas para com a Matemática, concepções do tipo construtivista e alta autopercepção do desempenho em Matemática. Assim, os constructos...

Um estudo sobre as concepções, crenças e atitudes dos professores em relação a matematica; A study on the conceptions, beliefs and attitudes of the teachers in relation to the mathematics

Roseline Nascimento de Ardiles
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 26/02/2007 Português
Relevância na Pesquisa
37.02%
Estudos na área da Psicologia e Educação Matemática apontam que as Concepções, Crenças e as Atitudes do professores são elementos importantes a serem considerados na elaboração e realização de suas atividades. Deste modo, este estudo teve como propósito investigar, ao nível do discurso, as Concepções dos professores da primeira fase do ensino fundamental (1ª a 4ª série) sobre o Conhecimento Matemático, suas Crenças para com a Matemática, a Confiança e a Utilidade Matemática dos professores, bem como verificar as suas Atitudes em relação à Matemática. Buscou-se também verificar a existência de relação entre esses constructos. Os resultados revelaram que os professores apresentaram: mais concepções do tipo construtivista, atitudes mais positivas que negativas em relação à Matemática, a crença instrumentalista acerca da Matemática, foram mais confiantes e, apresentaram atitudes mais favoráveis para com a utilidade Matemática. Dos que revelaram ser mais confiantes e ter atitudes mais positivas para com a utilidade Matemática, tenderam a apresentar atitudes mais positivas para com a Matemática, concepções do tipo construtivista e alta autopercepção do desempenho em Matemática. Assim, os constructos...

Validação e implementação do questionário "Atitudes face à ciência"

Santos, Nádia Patrícia Maia
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: masterthesis
Português
Relevância na Pesquisa
37.06%
A atenção dada às atitudes dos professores em serviço e aos professores em formação inicial face à Ciência tem vindo a ser considerada uma área fundamental da investigação no que à educação diz respeito. Contudo, o processo de investigação das mesmas tem vindo a tornar-se complexo e em desenvolvimento uma vez que são poucos os instrumentos que, efetivamente demonstram as atitudes dos professores em serviço e em formação inicial face à Ciência. Neste contexto, o presente estudo tem como finalidade investigar quais as atitudes dos professores em serviço e de formação inicial, validar para Portugal um instrumento concebido para averiguar quais as atitudes que estes sujeitos têm face à ciência e realizar propostas de formação de professores para (re)construção ou clarificação da suas atitudes perante a Ciência. No que se refere às questões de investigação, foram formuladas duas: Quais as atitudes dos professores de formação inicial face à Ciência? e Quais as atitudes dos professores em serviço face à Ciência?. Esta investigação desenvolveu-se segundo uma perspetiva quantitativa e com base num plano survey. A implementação do questionário decorreu com professores em serviço inseridos no Agrupamento de Escolas de Aveiro e com professores de formação inicial da Universidade de Aveiro...

Atitudes dos profissionais de saúde sobre o aleitamento materno num Hospital Amigo dos Bebés

Silva, Isabel; Zangão, Otília
Fonte: Associação Portuguesa dos Enfermeiros Obstetras Publicador: Associação Portuguesa dos Enfermeiros Obstetras
Tipo: lecture
Português
Relevância na Pesquisa
37.05%
Introdução: A amamentação é uma prática que vem desde os tempos primitivos com imensas vantagens reconhecidas tanto a nível nutricionais, imunológicas, cognitivas, económicas e sociais. Um apoio eficaz requer empenho na aplicação de boas práticas em todas as maternidades e centros de saúde, pelo que todos os profissionais de saúde devem possuir conhecimentos sobre amamentação para poder promover e assegurar o aleitamento materno, emergindo assim a necessidade de abordar e refletir sobre as estratégias de intervenção do Enfermeiro Especialista em Enfermagem de Saúde Materna e Obstétrica como promotor ao aleitamento materno. Objetivos: Pesquisar quais as atitudes que os profissionais de saúde têm acerca do aleitamento materno. Metodologia: Estudo exploratório, descritivo com abordagem quantitativa, realizado num hospital amigo dos bebés. A amostra foi de 84 profissionais de saúde. Foi aplicado um questionário de caracterização sociodemográfica e uma Escala de Avaliação das Atitudes dos profissionais de Saúde Face ao Aleitamento Materno (construída por Ajzen (1988) adaptada pela Prof. Dr.ª Isabel Leal). O período de recolha de dados - novembro e dezembro de 2011. Foram tidos em conta todos os procedimentos éticos em estudos com seres humanos. Resultados: A grande maioria da amostra (89%) é do sexo feminino. Apresentando um valor médio de 36...

Relação entre orientações motivacionais e atitudes desportivas em jovens futebolistas

Vaz, António Manuel Trindade
Tipo: masterthesis
Português
Relevância na Pesquisa
37.05%
Dissertação de Mestrado em Ensino de Educação Física, nos Ensinos Básico e Secundário; Com a presente investigação objetivou-se: i) analisar a relação entre as orientações motivacionais e as atitudes (anti)desportivas; ii) analisar o efeito das variáveis idade e anos de experiência desportiva nas orientações motivacionais e nas atitudes (anti)desportivas; iii) comparar os níveis de orientações motivacionais e de atitudes (anti)desportivas em função do escalão e do nível competitivo (regional vs. nacional); e, iv) analisar o efeito das pressões de distintos agentes sociais (pais/família, treinadores, colegas de equipa e amigos) nas orientações motivacionais e nas atitudes (anti)desportivas. A amostra foi constituída por um total de 118 atletas masculinos federados da região de Viseu, com uma média de idades de 14.68 ± 2.16 anos, tendo idades compreendidas entre os 11 e os 19 anos de idade. Os principais resultados do presente estudo permitiram concluir que a orientação para a tarefa favorece uma maior manifestação de atitudes desportivas e uma menor demonstração de atitudes anti-desportivas, enquanto a orientação para o ego promove efeitos inversos. À medida que os jovens atletas envelhecem...

Estudo das atitudes em relação à estatística dos professores do 1º ciclo e dos professores de Matemática do 2º ciclo do ensino básico

Martins, José Alexandre dos Santos Vaz
Tipo: Tese de Doutorado
Português
Relevância na Pesquisa
37.11%
Tese de Doutoramento em Didática de Ciências e Tecnologia, Especialização em Didática de Ciências Matemáticas; Para se atingir o sucesso na educação estatística, e em especial num período de mudanças do ensino da Estatística no ensino básico, reconhece-se a necessidade de conhecer as atitudes dos professores em relação à Estatística. Deste modo podem aumentar-se as possibilidades de haver predisposição, vontade e comprometimento dos professores para com as mudanças necessárias no processo de ensino-aprendizagem e na sua formação. Assim, este estudo centra-se na medição e caracterização das atitudes em relação à Estatística dos docentes do 1º e do 2º ciclo do ensino básico português usando uma escala já testada e com boas características psicométricas, Escala de Actitudes hacia la Estadística de Estrada – EAEE – (Estrada, 2002). Neste âmbito pretende-se, ainda, analisar as componentes das atitudes, verificar o efeito de algumas variáveis sobre essas atitudes, bem como comparar as atitudes dos professores em relação à Estatística em Portugal e em Espanha e Peru. Além disso, procuram perceber-se algumas das justificações das atitudes dos professores através de uma abordagem qualitativa. Finalmente...

Atitudes dos fisioterapeutas face ao exercício e ao ensino na área da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo

Coutinho, Maria Isabel Monsanto Pombas de Sousa
Fonte: Instituto Superior de Psicologia Aplicada Publicador: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Tipo: info:eu-repo/semantics/masterthesis
Publicado em //1998 Português
Relevância na Pesquisa
37.02%
Dissertação de Mastrado em Psicologia da Saúde; A finalidade deste trabalho é contribuir para a análise do desenvolvimento da identida¬de profissional dos fisioterapeutas, centrando-se no estudo das suas atitudes face ao exercício e ao ensino. A Fisioterapia no nosso país, tanto como área científica como profissão, está directa¬mente ligada aos contextos históricos, políticos e sociais, que influenciaram não só o exercício e o ensino mas também cada fisioterapeuta e a forma como ele percepciona a realidade. Este aspecto tem uma importância significativa nas atitudes que são exprimidas face aos objectos mencionados. A ausência de estudos realizados neste âmbito obrigou a uma pesquisa sobre os diplo¬mas legais que têm regulamentado a evolução da Fisioterapia. Em termos internacionais caracterizou-se a Fisioterapia através da apresentação das organizações que actualmente representam a profissão e o ensino e dos estudos mais recentes por elas realizados com vista a apresentação de uma visão integrada da situação relativa à realidade portuguesa. Para fundamentar o estudo relativamente às atitudes realizamos uma pesquisa sobre o próprio conceito, tendo em conta a sua evolução, avaliação, formação...

Conhecimentos e atitudes face à infecção pelo VIH: a prática dos profissionais de saúde nos cuidados de saúde primários no Algarve

Vidinha, Maria de Fátima Marques
Tipo: info:eu-repo/semantics/masterthesis
Publicado em //2011 Português
Relevância na Pesquisa
37.02%
Dissertação de mest., Psicologia Clínica e da Saúde, Faculdade de Ciências Humanas e Sociais, Univ. do Algarve, 2011; Este estudo não tem a pretensão de descobrir falhas no sistema de saúde mas sim de dar o seu contributo para fortalecer a prática dos profissionais de saúde dos Cuidados de Saúde Primários do Algarve, face à infecção pelo VIH/sida, quer seja na prevenção, detecção precoce, acompanhamento do utente e conhecimento do próprio profissional de saúde. Neste sentido, foi realizada uma pesquisa de cariz exploratório e descritivo, que contou com a participação de 225 profissionais de saúde – médicos, enfermeiros, psicólogos e assistentes sociais – a exercer funções nos Cuidados de Saúde Primários no Algarve. Foram aplicados três questionários, um sócio-demográfico, um sobre conhecimentos e outro sobre atitudes face à infecção pelo VIH/sida. Após uma parte teórica, onde se apresentou o quadro em que a infecção VIH se encontra no mundo, na Europa, em Portugal e em particular no Algarve, foram elaboradas as hipóteses em estudo. Verificou-se que nenhuma das variáveis sócio-demográficas, como a idade, o género ou a categoria profissional, influenciaram os conhecimentos sobre a infecção VIH/sida...

Atitudes de alunos e professores com relação a cursos de mestrado em engenharia de produção a distância

Steil,Andrea Valéria; Barcia,Ricardo Miranda
Fonte: Universidade Federal de São Carlos Publicador: Universidade Federal de São Carlos
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2006 Português
Relevância na Pesquisa
37.05%
Este artigo resulta de uma pesquisa que se propôs a analisar dados de um relatório realizado em uma instituição de ensino superior brasileira, que teve como foco a avaliação do processo de desenvolvimento de cursos de mestrado em Engenharia de Produção na modalidade de educação a distância (EAD). A experiência deste mestrado a distância é única no Brasil e seu modelo pedagógico recebeu um prêmio de qualidade pela Associação Brasileira de Educação a Distância (ABED). O artigo focaliza três aspectos avaliados no relatório acerca das atitudes dos professores e dos alunos em relação à modalidade educacional a distância: A) as atitudes de professores e de alunos em relação à interação proporcionada; B) as atitudes dos alunos em relação ao papel do professor; e C) as expectativas dos alunos pelo curso. A abordagem teórica utilizada foi a teoria das atitudes, o conceito de esquemas representativos e os construtos referentes às atitudes diante de diferentes aspectos da educação a distância. Trata-se de um estudo exploratório e de natureza quantitativa. A partir destes dados, discute-se a influência destas atitudes no tempo de conclusão de curso do aluno. Os sujeitos da pesquisa são 471 alunos e 30 professores. Os dados foram coletados por meio de questionário. Os resultados indicam que as atitudes de alunos e de professores foram predominantemente positivas em relação aos aspectos investigados. Identificou-se que na modalidade educacional em questão o tempo de titulação dos alunos ficou muito próximo ao ideal sugerido pela CAPES/MEC. Sugere-se que tal resultado possa estar relacionado com as atitudes positivas dos alunos com relação aos seus cursos e ao modelo pedagógico e à estrutura de apoio oferecidos ao aluno pelo curso. Diferentemente dos resultados de algumas pesquisas referentes ao papel das atitudes diante da educação a distância...