Página 1 dos resultados de 2498 itens digitais encontrados em 0.073 segundos

O papel do mindfulness, dos quatro imensuráveis e da auto-compaixão no bem-estar e na sintomatologia psicopatológica

Barros, Pedro Filipe Ribeiro
Tipo: masterthesis
Português
Relevância na Pesquisa
76.2%
O papel do mindfulness, dos quatro imensuráveis e da auto-compaixão no bem-estar e na sintomatologia psicopatológicaISSERT Nos últimos anos, tem surgido, na comunidade psicológica, um interesse significativo pela componente positiva das experiências subjectivas das pessoas. O objectivo da investigação aqui apresentada, passa, pela exploração da relação entre a presença de determinadas abordagens positivas (mindfulness, auto-compaixão e os quatro imensuráveis) na vida das pessoas e as percepções, e avaliações, que estas fazem em termos do seu funcionamento psicológico, social e emocional (bem-estar emocional, psicológico e social). Ao mesmo tempo pretende-se, também, estudar a influência destas mesmas componentes positivas, e do próprio bem-estar, na sintomatologia depressiva, ansiosa e associada ao stress. O estudo realizado parte de uma amostra constituída por 407 participantes da população estudante. Os resultados obtidos sugerem que a presença de componentes positivas como o mindfulness, a auto-compaixão e os quatro imensuráveis está associada positivamente com o bem-estar. Por outro lado, tanto a presença destas atitudes positivas, como a do próprio bem-estar, parecem estar inversamente associadas à presença de sintomatologia depressiva...

Impact evaluation of the Brazilian non-contributory pension program BPC (Benefício de Prestações Continuada) on family welfare; Avaliação do impacto do programa de pensão não-contributiva Benefício de Prestação Continuada no bem estar da família

Oliveira, Pedro Rodrigues de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 08/02/2012 Português
Relevância na Pesquisa
76.1%
This study evaluates the eect of the Benefcio de Prestac~ao Continuada (BPC) program on family welfare. The program is targeted to poor disabled and elderly people providing monthly stipends equal to one monthly minimum wage. The establishment of an age at which the person becomes eligible for the benet created a discontinuity in the probability of being treated which is explored for identication. We developed a procedure to decompose the stipends from social programs using the PNAD dataset, thereby identifying which programs the person participates. Therefore, from 2001 to 2008 we estimate the eect of the BPC on variables such as household composition, labor force participation, weekly worked hours { for the elder and co-residents { besides child labor and school attendance. We found that the program have signicant eects on child labor reduction, on labor force participation for members between 30 and 49 years-old, and on the number of members between 30 and 59 years-old. It was also observed an expected labor force participation reduction for the elderly, but no eects on school attendance of children. No signicant eects on worked hours were found. The complexity of the ndings highlights the need of studying the heterogeneity of social cash transfers...

Impactos socioeconômicos da expansão do setor sucroenergético: uma análise espacial dinâmica sobre o bem-estar social no Estado de São Paulo (2000-2008); Impact of sugarcane sector expansion on social-economical concerns: a dynamic spatial analysis about social welfare in Sao Paulo State (2000-2008)

Satolo, Luiz Fernando
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 29/08/2012 Português
Relevância na Pesquisa
96.04%
Na primeira década dos anos 2000, houve uma intensa expansão do setor sucroenergético no Estado de São Paulo. O objetivo desse trabalho é avaliar os impactos socioeconômicos dessa expansão, tendo como base a representação de bem-estar social proposta por Deaton & Muellbauer (2009). Os impactos da expansão do setor sucroenergético sobre o nível médio da renda per capita e sobre sua distribuição entre os municípios paulistas foi estimado através de um modelo de painel espacial dinâmico desenvolvido a partir da decomposição da renda per capita em seus principais determinantes proposta por Barros et al. (2004). Além da proporção de adultos na população municipal, da taxa de utilização da força de trabalho e do rendimento médio dos vínculos empregatícios, também foram incluídas como variáveis de controle no modelo a taxa de utilização da força de trabalho na agropecuária e o rendimento médio dos vínculos empregatícios na agropecuária. Adicionalmente, para isolar os impactos socioeconômicos da expansão do setor sucroenergético, a participação da agropecuária na área do município, a participação da agricultura na área da agropecuária, a participação da cana-deaçúcar na área da agricultura e uma dummy para os municípios com usina em operação foram incluídas no modelo. As séries abrangem os 645 municípios paulistas no período de 2000 a 2008. Os resultados do modelo Método Generalizado de Momentos em Sistema GMM-SYS evidenciam a existência de relação de dependência espacial e temporal positiva no PIB real per capita. Os efeitos diretos e indiretos estimados indicam que a expansão do setor sucroenergético apresentou um impacto positivo sobre o nível médio da renda per capita e...

Ensaios sobre distribuição de renda e bem-estar econômico no Brasil

Figueirêdo, Erik Alencar de
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
76.09%
Este estudo promove uma ampla investigação do processo de distribuição de renda brasileira no período compreendido entre 1987 e 2005. Consideram-se informações relativas aos níveis de desigualdade e mobilidade de renda, bem como as suas relações com o bem-estar econômico. Para tanto, foi aplicada uma série de instru- mentais estatísticos e um processo de simulação estocástica. Os resultados foram divididos em três blocos: a) um estático, relacionado µa desigualdade de renda e sua ligação com o bem-estar econômico; b) o outro referente µa mensuração da mobilidade de renda e; c) porfim, o terceiro ensaio simulando os ganhos (ou perdas) de bem-estar oriundos da mobilidade. Observou-se uma mudança signicativa na distribuição de renda no período e ela, por sua vez, mostrou-se compatível com um maior nível de bem-estar. Os resultados dinâmicos classificaram o Brasil como um país com baixa mobilidade de renda. Porfim, as simulações indicaram que uma elevação na mobilidade, em suas diversas formas, constitui uma importante fonte de geração de bem-estar social.; This study intends to promote a broad investigation about Brazilian income dis- tribution in the period between 1987 and 2005. It was taking into account data about income inequalities level...

Capital social e bem estar hedonista : um estudo comparado entre três localidades do Estado do Rio Grande do Sul

Viscarra, Simone Piletti
Tipo: dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
76.18%
O objetivo desta dissertação foi analisar a qualidade de vida e os estoques de capital social em três localidades do RS: COREDES Nordeste, Noroeste Colonial e Metropolitano Delta do Jacuí. A hipótese principal é que a presença de solidariedade, reciprocidade e confiança refletem no bem estar das pessoas. O estudo conduzido sobre essas localidades foi realizado com base em dados oficiais sobre o desenvolvimento socioeconômico e dados empíricos de avaliação sobre o bem estar. O referencial teórico e metodológico utilizado segue a abordagem adotada pela Teoria Culturalista, que permite incorporar o conceito de capital social ao debate. Isto porque a definição de capital social empregada atribui valor às normas e sentimentos que as pessoas possuem acerca dos demais membros e instituições de sua sociedade. Este é um estudo de natureza comparada e descritiva, sendo estruturado em três partes. A primeira, composta pela metodologia e o referencial teórico. A segunda, de caráter analítico, descreve os dados empíricos das regiões estudadas. E a terceira, conclusiva, define os limites, os avanços e as perspectivas do capital social para a compreensão e promoção do bem estar. Os principais resultados alcançados evidenciam que o bem estar das pessoas pode ser explicado por indicadores de capital social.; The objective of this thesis is to analyze the life quality and the stocks of social capital in three different cities of Rio Grande do Sul: COREDES Northeast...

Bem estar do trabalhador docente em educação física da Região Sul do Brasil

Both, Jorge
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 248 p.| grafs., tabs.
Português
Relevância na Pesquisa
76.14%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Desportos. Programa de Pós-Graduação em Educação Física; O objetivo da pesquisa foi avaliar o Bem Estar do Trabalhador Docente em Educação Física de acordo com os aspectos sócio-demográficos e profissionais dos professores que atuam nas Unidades Federativas da Região Sul do Brasil. O estudo foi desenvolvido em dois momentos. Enquanto que o primeiro concentrou-se na realização da revisão sistemática de artigos completos que apresentavam informações sobre o tema da investigação, o segundo momento buscou coletar informações com os docentes. A seleção da amostra considerou a divisão geopolítica da região sul do Brasil e as regiões geográficas de cada estado, considerando como conglomerados os Núcleos Regionais de Ensino sorteados. Participaram do estudo 1.645 professores, sendo 654 do Rio Grande do Sul, 580 de Santa Catarina e 411 do Paraná. Os instrumentos de coleta de dados foram questionários para identificar o perfil sócio-demográfico e profissional, o nível de Satisfação no Trabalho (QVT-PEF) e o Estilo de Vida (PEVI). Na análise dos dados, primeiramente, realizou-se uma ponderação da amostra para a utilização dos testes estatísticos. Na seqüência...

AS POLÍTICAS DE AÇÕES AFIRMATIVAS NA EDUCAÇÃO SUPERIOR NO BRASIL E O ESTADO DO BEM ESTAR SOCIAL

Silva Filho, Penildon
Fonte: INPEAU Publicador: INPEAU
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
96%
O artigo desenvolve uma discussão sobre os direitos humanos e equidade e sobre as políticas de ações afirmativas efetivadas por universidades públicas brasileiras e sua relação com as políticas públicas implementadas em diferenças momento históricos no mundo. Inicia trazendo contribuições no campo do conhecimento sobre os direitos humanos, com ênfase no princípio da igualdade, equidade, justiça social e respeito à diferença. O estudo das políticas de ação afirmativa no mundo e no Brasil sinalizam os efeitos positivos dessa política na promoção da equidade neste nível de ensino e denotam o embate mais amplo de uma sociedade que almeja o Estado do Bem Estar Social como instrumento de promoção de cidadania contra a visão de diminuição do Estado e dos direitos sociais.

Transição de regimes previdenciários e bem-estar social

Dias, Rosy Adriane da Silva
Tipo: dissertação / dissertation
Português
Relevância na Pesquisa
76.12%
Dissertação (mestrado) - Universidade de Brasília, FACE, Departamento de Economia, 2006.; O objetivo do estudo foi verificar os impactos da mudança de regimes previdenciários nas variáveis macroeconômicas e o comportamento do nível de bem-estar social a alterações na taxa de reposição da previdência social. Para isso, utilizou-se um modelo de gerações superpostas criado por Imrohoroglu et alii (1998), com a presença de riscos idiossincráticos e restrição ao crédito, além da introdução de um fator fixo (terra) à função de produção, com o objetivo de excluir a ineficiência dinâmica e melhor analisar o verdadeiro papel da previdência social. Chegou-se à conclusão de que um sistema econômico que funciona sem previdência por repartição (pay-as-you-go) é o que proporciona o maior nível de bem-estar social, fato observado pelo maior nível de utilidade encontrado a uma taxa de reposição da aposentadoria igual a zero, ou seja, onde não existe previdência social, esse resultado ocorreu tanto em uma economia sem o fator fixo quanto em uma economia com fator fixo. Portanto, um sistema previdenciário que funcione sob as características do regime capitalizado (fullyfunded) proporciona maiores ganhos de bem-estar quando comparado a sistemas que funcionem com taxas de reposição maiores que zero. _____________________________________________________________________________________ ABSTRACT; The objective of this study was to verify the impact caused by changes in social security systems on macroeconomic variables and the level of social welfare related to changes in the social security replacement rate. To reach this goal...

Políticas de saúde e crise do estado de bem-estar : repercussões e possibilidades para o Sistema Único de Saúde; Health policies and crisis of the welfare state : repercussions and possibilities for the Unified Health System

Pires, Maria Raquel Gomes Maia; Demo, Pedro
Tipo: artigo / article
Português
Relevância na Pesquisa
86.06%
A institucionalização do Sistema Único de Saúde (SUS), orientada por princípios universalistas e solidários, pode ser vislumbrada sob a influência das tensões entre mercado e cidadania no contexto de redemocratização que o país viveu, ambientado nas lutas políticas que balançaram o país na elaboração da Constituição de 1988, na crise econômica que caracterizou a década perdida e no arrefecimento do Estado desenvolvimentista. Trata-se de um estudo teórico, que parte da premissa que o cenário econômico mundial transnacionalizado, com a conseqüente exigência de flexibilização das garantias sociais que o capital financeiro vem impondo aos Estados de bem-estar, traz repercussões estruturais para países em desenvolvimento ou periféricos, como o Brasil, pondo em risco a implementação dos princípios e diretrizes do SUS. Objetiva-se: a- Analisar a conformação das políticas sociais no capitalismo e o delineamento da crise do Estado de Bem-Estar social; b- Contextualizar as políticas de saúde do Brasil nas atuais transformações do capitalismo e redefinição do papel do Estado, analisando as repercussões para a implementação do SUS; e c- Apontar possibilidades para o enfrentamento da implementação do SUS no contexto em foco por meio da politicidade do cuidado – gestão da ajuda-poder para a (re)construção da autonomia de sujeitos. Diante das ambigüidades de um sistema de saúde que se pretende equânime...

O papel do estado no Uruguai contemporâneo : políticas públicas e bem-estar social (2005 - 2009)

Almeida, Luíza Helena Salviano dos Santos Montes
Tipo: dissertação / dissertation
Português
Relevância na Pesquisa
96.13%
Disertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Sociais, Centro de Estudos Comparados sobre as Américas, 2011.; O tema deste trabalho é o Estado de Bem-Estar Social de acordo com a visão de qual papel o Estado deve desempenhar, discutindo o caso do Estado uruguaio em um período recente (2005-2009). Para isso, apresenta-se a matriz originária do Estado de Bem-estar uruguaio apresentada pelos autores uruguaios Midaglia e Robert (2001); identifica-se os programas propostos pelo governo de Tabaré Vázquez (2005-2010) e, após análise de conteúdo de documentos como legislação, fichas dos programas, atas de reuniões do parlamento e matérias de jornais, faz-se uma comparação dessa matriz com os programas, a fim de verificar alterações quanto à visão de que papel o Estado deve desempenhar e de que forma isso afeta o tradicional Estado de Bem-estar Social, que no Uruguai foi desenvolvido bem cedo em relação ao resto do continente. Identifica-se que o país passa por uma transformação dos seus programas sociais que acompanham as tendências de outros países da América Latina. _______________________________________________________________________________ ABSTRACT; This work’s theme is the welfare state according to the vision of what role should the State play in the Uruguayan case analyzing a recent period (2005-2009). For that...

As políticas públicas de emprego e o tripartismo : desafios para a coordenação do bem-estar social no Brasil

Gonçalves, Lorena Ferraz C.
Tipo: dissertação / dissertation
Português
Relevância na Pesquisa
96.16%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Sociais, Centro de Pesquisa e Pós-Graduação sobre as Américas, Programa de Pós-graduação em Estudos Comparados sobre as Américas, 2013.; Este estudo trata da relação entre coordenação, tripartismo, políticas públicas de emprego e bem-estar social na configuração institucional do capitalismo brasileiro. Parte-se da análise dos mecanismos políticos e institucionais de representação dos interesses capital/trabalho e também da análise da construção de consensos políticos como variáveis na condução dos objetivos de bem-estar social, de emprego e de crescimento econômico. O objetivo geral do trabalho é identificar o lugar da coordenação tripartite das políticas públicas de emprego e seu papel para entender as relações entre Estado, empresários e trabalhadores na coordenação do estado de bem- estar social no Brasil. O objetivo complementar é contribuir para o entendimento da especificidade institucional do capitalismo brasileiro na estruturação do tripartismo das políticas públicas de emprego, identificando possíveis fragilidades da coordenação tripartite. Considerando que o estudo pode encaminhar análises amplas sobre a configuração institucional do capitalismo brasileiro por meio da conexão com as políticas de emprego...

A discriminação de género como entrave ao sistema de bem-estar social brasileiro – comparação com a situação portuguesa

Maciel, Andreia; Mendes, Maria Filomena
Fonte: Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Nova de Lisboa e Fundação D. Pedro IV Publicador: Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Nova de Lisboa e Fundação D. Pedro IV
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
76.08%
A persistente queda da fecundidade aquém do limiar de reposição das gerações e o inerente envelhecimento po- pulacional, com tendência crescente, tem jogado luz sobre a sustentabilidade do Estado Social. O Brasil vivenciando o seu primeiro bónus demográfico gerado pela redução do rácio de dependência - e com forte possibilidade de usufruir de outros, como o aumento da idade mediana da população - encontrará diante de si o desafio de manter o estado de bem-estar social num quadro de uma população activa declinante que, apesar de potencialmente possuir maiores capitais culturais, ainda se encontra subempregada ou mesmo desempregada, ao mesmo tempo em que se avoluma a proporção de idosos, cuja sobrevivência depende fortemente do sistema de segurança social. Para além disso, há ainda que ter em conta como proporcionar a este crescente segmento populacional formas de atingir a velhice usufruindo de melhores condições de saúde, com vista a permitir um envelhecimento saudável que possa actuar no sentido de minimizar a pressão sobre o sistema de saúde. Embora seja condição indispensável para a sustentabilidade do Estado Social a inserção dos trabalhadores em ida- de activa no mercado de trabalho formal...

Estratégias de gestão da identidade de adolescentes em situação bi-cultural: impacto no bem-estar e no sucesso escolar

Pais, Susana
Tipo: info:eu-repo/semantics/masterthesis
Publicado em 17/08/2011 Português
Relevância na Pesquisa
76.16%
Mestrado em Psicologia Comunitária e Protecção de Menores; O universo multicultural das escolas portuguesas e os indicadores de (in) sucesso escolar dos descendentes de imigrantes tem conduzido à implementação de medidas em contexto escolar que procuram promover a igualdade de oportunidades de aprendizagem para todas as crianças e jovens. Estudos internacionais realizados sobre a aculturação admitem que a Identidade Étnica e a Identidade Dupla resultam numa melhor adaptação social, psicológica e num maior sucesso escolar. Evidências empíricas nacionais mencionam por outro lado a Identidade Nacional como a que confere maior sucesso escolar. Desconhece-se o impacto dos perfis identitários destes alunos no seu bem-estar escolar. Tendo como referencial teórico a Teoria da Identidade Social de Tajfel (1982), o objectivo desta pesquisa foi relacionar as orientações de aculturação de adolescentes de nacionalidade portuguesa e origem étnica em Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP) com o seu bem-estar e sucesso escolar, esperando encontrar um efeito moderador dos seus posicionamentos identitários na relação encontrada. Para esse propósito foi aplicado um questionário de auto-relato numa amostra de 168 adolescentes bi-culturais a estudar no 3º Ciclo do Ensino Básico em quatro escolas públicas da Área Metropolitana de Lisboa. Os resultados confirmam que estes adolescentes apresentam diferentes perfis identitários...

Análise das disparidades de bem-estar entre os estados do Brasil

Penna,Christiano; Linhares,Fabrício; Carvalho,Eveline; Trompieri Neto,Nicolino
Fonte: Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas - FIPE Publicador: Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas - FIPE
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2013 Português
Relevância na Pesquisa
76.1%
Os processos de convergência global e de formação de clubes de convergência do índice de bem-estar social propostos por Sen (1974) são testados através da metodologia de séries temporais proposta por Philips e Sul (2007). O trabalho também mensura o montante de recursos necessários para que os estados atinjam o indicador de bem-estar social do estado de São Paulo. Os resultados sugerem que a penalização da renda aludida por Sen não é capaz de evitar a formação dos clubes de convergência anteriormente constatados para o caso brasileiro, e que, além do bem-estar social dos estados do Norte-Nordeste ainda ser relativamente baixo se comparado aos estados do Centro-Sul, esta diferença relativa veio se agravando ao longo dos anos. Ainda, o montante de recursos necessários para se erradicar as disparidades regionais, apesar do atual custo para equiparação do bem-estar entre as regiões ser extremamente alto - cerca de 1/3 do PIB -- torna-se baixo se comparado aos valores passados.

Um olhar sobre a prática desportiva, bem-estar subjetivo e integração social de imigrantes... em Portugal e no mundo

Moraes,Marília; Corte-Real,Nuno; Dias,Cláudia; Fonseca,António Manuel
Fonte: Associação Brasileira de Psicologia Social Publicador: Associação Brasileira de Psicologia Social
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2012 Português
Relevância na Pesquisa
76.11%
O presente artigo de revisão centrou-se na prática desportiva e na sua relação com o bem-estar subjetivo e a integração social de imigrantes procurando fazer o levantamento da informação disponível na literatura acerca dessa temática a um nível mais global e, particularmente em Portugal, que a partir dos anos 80 se tornou num país de imigração. O levantamento bibliográfico incluiu livros, artigos científicos pesquisados em bases de dados internacionais, sites especializados e institucionais. A revisão da literatura permitiu verificar que: os imigrantes tendem a praticar menos desporto assim como a ter menores níveis de bem-estar subjetivo comparativamente à população autóctone; a prática desportiva relaciona-se positivamente com o bem-estar subjetivo também nos imigrantes; o desporto pode desempenhar um importante papel para a integração social dos imigrantes, apesar de nalguns contextos reforçar as diferenças inter-étnicas; em Portugal, não foram encontrados estudos específicos sobre a prática desportiva de imigrantes.

Políticas de saúde e crise do Estado de Bem-Estar: repercussões e possibilidades para o Sistema Único de Saúde

Pires,Maria Raquel Gomes Maia; Demo,Pedro
Fonte: Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo.; Associação Paulista de Saúde Pública. Publicador: Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo.; Associação Paulista de Saúde Pública.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2006 Português
Relevância na Pesquisa
86%
A institucionalização do Sistema Único de Saúde (SUS), orientada por princípios universalistas e solidários, pode ser vislumbrada sob a influência das tensões entre mercado e cidadania no contexto de redemocratização que o país viveu, ambientado nas lutas políticas que balançaram o país na elaboração da Constituição de 1988, na crise econômica que caracterizou a década perdida e no arrefecimento do Estado desenvolvimentista. Trata-se de um estudo teórico, que parte da premissa que o cenário econômico mundial transnacionalizado, com a conseqüente exigência de flexibilização das garantias sociais que o capital financeiro vem impondo aos Estados de bem-estar, traz repercussões estruturais para países em desenvolvimento ou periféricos, como o Brasil, pondo em risco a implementação dos princípios e diretrizes do SUS. Objetiva-se: a- Analisar a conformação das políticas sociais no capitalismo e o delineamento da crise do Estado de Bem-Estar social; b- Contextualizar as políticas de saúde do Brasil nas atuais transformações do capitalismo e redefinição do papel do Estado, analisando as repercussões para a implementação do SUS; e c- Apontar possibilidades para o enfrentamento da implementação do SUS no contexto em foco por meio da politicidade do cuidado - gestão da ajuda-poder para a (re)construção da autonomia de sujeitos. Diante das ambigüidades de um sistema de saúde que se pretende equânime...

Receita pública e bem-estar social nos municípios mineiros emancipados no período de 1988 a 1997

Reis,Paulo Ricardo da Costa; Costa,Thiago de Melo Teixeira da; Silveira,Suely de Fátima Ramos
Fonte: Escola de Administração da UFRGS Publicador: Escola de Administração da UFRGS
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2013 Português
Relevância na Pesquisa
96.04%
O movimento de descentralizações política, administrativa e fiscal intensificado a partir de 1988 tinha como objetivo promover a transferência de poder, recursos e atribuições para os governos locais. Além disso, esse fenômeno impulsionou o processo de emancipação municipal com o intuito de aproximar o poder público da sociedade, promovendo a melhoria da prestação de serviços. Este estudo apresenta a análise das receitas públicas e do bem-estar social dos municípios mineiros emancipados no período de 1988 a 1997. Para tanto, utilizaram-se testes de médias no intuito de comparar o desempenho dos municípios emancipados com o desempenho de seus municípios de origem. Como conclusão, verificou-se que os novos municípios são beneficiados com as transferências governamentais e possuem a mesma capacidade de arrecadação tributária dos seus municípios de origem. Não obstante, isso não permitiu que os citados municípios apresentassem nível de bem-estar superior em relação aos municípios de origem, assim como maior eficiência na gestão desses recursos, uma vez que estão mais próximos dos usuários.

O sentido de igualdade e bem-estar em Marx

Pereira,Potyara A. P.
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Serviço Social e Curso de Graduação em Serviço Social da Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Programa de Pós-Graduação em Serviço Social e Curso de Graduação em Serviço Social da Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2013 Português
Relevância na Pesquisa
76.06%
Neste artigo expõe-se a concepção de Marx a respeito da igualdade e do bem-estar substantivos, os quais mantêm relações orgânicas com as necessidades humanas, o trabalho e a liberdade real. Por esta concepção ancorar-se em premissas e critérios incompatíveis com a noção capitalista desses conceitos, procura-se adotá-la como referência legítima à crítica da política social burguesa. Disso decorre o entendimento de que, embora Marx não tenha privilegiado a temática da proteção social, há na sua vasta obra uma espécie de sociologia do bem-estar que precisa ser desvendada.

O ambiente macroeconômico e o bem-estar social: uma revisão bibliográfica sobre relações e controvérsias

Martini,Ricardo Agostini; Jayme Junior,Frederico G.; Oliveira,Ana Maria Hermeto Camilo de
Fonte: Instituto de Economa da Universidade Federal do Rio de Janeiro Publicador: Instituto de Economa da Universidade Federal do Rio de Janeiro
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2013 Português
Relevância na Pesquisa
96%
De acordo com estudos recentes, sabe-se que os choques nas variáveis agregadas implicam em impactos diferenciados sobre o sistema econômico, afetando mais alguns setores ou agentes do que outros de acordo com suas as características. Teoricamente, os mecanismos que diferenciam os efeitos dos choques entre os agentes e os setores da economia são as variações de preços relativos dos diferentes produtos e fatores de produção, a variação da demanda por mão de obra, as características dos trabalhadores e o direcionamento das políticas públicas vigentes. Nesse sentido, mediante uma revisão bibliográfica teórica e empírica sobre a relação entre o desempenho macroeconômico dos países e o bem-estar social, o objetivo do presente artigo é procurar respostas para três questões. Primeira: quais são os agentes econômicos que mais sofrem as recessões? Segunda: quais são os agentes que mais se beneficiam do crescimento econômico? Terceira: quais são as políticas relacionadas com a administração macroeconômica dos problemas sociais?

Estados de bem-estar social e estratégias de desenvolvimento na América Latina: um novo desenvolvimentismo em gestação?

Draibe,Sônia M.; Riesco,Manuel
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Sociologia - UFRGS Publicador: Programa de Pós-Graduação em Sociologia - UFRGS
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2011 Português
Relevância na Pesquisa
96.08%
Os objetivos deste ensaio são principalmente metodológicos. Ele aponta princípios, parâmetros e um arcabouço analítico que consideramos interessante para os estudos de políticas sociais e de desenvolvimento na América Latina - particularmente, sobre as distintas estratégias de desenvolvimento e a evolução do Estado de Bem Estar Social na região. A América Latina está emergindo de um século de transformação - de uma economia tradicional agrária para uma urbano-industrial - em que os países assumiram diferentes trajetórias históricas. A transição conduzida pelo Estado seguiu duas estratégias sucessivas de desenvolvimento. Dos anos 1920 até a década de 1980, o desenvolvimentismo estatal assumiu, em geral com sucesso, o duplo desafio do progresso social e econômico. Nas duas últimas décadas do século, os estados latino-americanos adotaram as políticas do Consenso de Washington, que enfatizavam a importância das empresas no marco da globalização e beneficiavam aquelas poucas exitosas. Quais eram as características e funções do Estado de Bem Estar Social nas duas estratégias de desenvolvimento? O artigo sugere que, para reduzir as condições sociais e econômicas extremamente heterogêneas na região...