Página 1 dos resultados de 3055 itens digitais encontrados em 0.023 segundos

The formal and informal caregivers: comparative analysis between the family and institucional contexts

Queirós, Telma Maria Gonçalves; Ribeiro, Maria do Céu
Fonte: Université de Genève Publicador: Université de Genève
Tipo: conferenceobject
Português
Relevância na Pesquisa
37.16%
Population aging has become an emerging problem in society. The combination of several factors led to an increase in life expectancy, which is reflected in a number of people with a more advanced age and therefore more dependent. Thus, this led to greater demands for formal and informal support. In this sense, with this study we aimed to (i) know the type of care which are provided to the older people, by Formal and Informal Caregivers; (ii) understand the perspective of Formal and Informal Caregivers about the care provided, in family and institutional contexts; (iii) identify the main difficulties involved in providing care for the Formal and Informal Caregivers and (iv) identify the support (e.g. social, technical) that are delivered to the caregivers. This study used two questionnaire surveys. A survey consisting of thirteen closed questions was applied to ten Formal Caregivers (FCs), employees of a Private Institution of Social Solidarity, in a city of the north of Portugal. Both were female, aged between 20-59 years. The second survey consisted of fourteen closed questions and was applied also to ten Informal Caregivers (ICs), living in the rural area of the same city. Nine were female and one was male, aged between 40-65 years. A comparative statistical analysis was used. Results had show that the FCs provides social and physical care...

The formal and informal caregivers: comparative analysis between the family and institucional contexts

Queirós, Telma Maria Gonçalves; Ribeiro, Maria do Céu
Fonte: Université de Genève Publicador: Université de Genève
Tipo: conferenceobject
Português
Relevância na Pesquisa
37.13%
Population aging has become an emerging problem in society. The combination of several factors led to an increase in life expectancy, which is reflected in a number of people with a more advanced age and therefore more dependent. Thus, this led to greater demands for formal and informal support. In this sense, with this study we aimed to (i) know the type of care which are provided to the older people, by Formal and Informal Caregivers; (ii) understand the perspective of Formal and Informal Caregivers about the care provided, in family and institutional contexts; (iii) identify the main difficulties involved in providing care for the Formal and Informal Caregivers and (iv) identify the support (e.g. social, technical) that are delivered to the caregivers. This study used two questionnaire surveys. A survey consisting of thirteen closed questions was applied to ten Formal Caregivers (FCs), employees of a Private Institution of Social Solidarity, in a city of the north of Portugal. Both were female, aged between 20-59 years. The second survey consisted of fourteen closed questions and was applied also to ten Informal Caregivers (ICs), living in the rural area of the same city. Nine were female and one was male, aged between 40-65 years. A comparative statistical analysis was used. Results had show that the FCs provides social and physical care...

Influência do apoio social na qualidade de vida do cuidador familiar de pessoas com dependência; Influence of social support on the quality of life of family caregivers while caring for people with dependence; Influencia del apoyo social en la calidad de vida del cuidador familiar de personas con dependencia

AMENDOLA, Fernanda; OLIVEIRA, Maria Amélia de Campos; ALVARENGA, Márcia Regina Martins
Fonte: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
37.09%
O objetivo deste estudo foi avaliar a qualidade de vida de cuidadores familiares de pessoas dependentes atendidas por equipes de Saúde da Família e a relação com o apoio social. Foram entrevistados 66 cuidadores, utilizando o WHOQOL-bref para avaliação da qualidade de vida, e Zarit Burden Interview para a sobrecarga. O domínio Relações Sociais do WHOQOL-bref obteve o segundo melhor escore. Na análise de regressão linear múltipla, cuidadores do sexo feminino com menores escores de sobrecarga e aqueles que recebiam ajuda de alguém para realizar o cuidado alcançaram os maiores escores. Da mesma forma, cuidadoras com companheiros apresentaram maior escore médio na avaliação global da qualidade de vida e saúde do que as sem companheiros. Os resultados fornecem indícios da influência da rede de apoio social na qualidade de vida e sobrecarga dos cuidadores familiares.; The objective of this study was to evaluate the Quality of Life (QOL) of family caregivers of handicapped people attended at home by Family Health Teams and the relationship with their social support. Sixty-six family caregivers were interviewed using the WHOQOL-bref for a QOL evaluation and Zarit Burden Interview for the burden. The Social Relations domain of the WHOQOL-bref received the second best score within the domains of the instrument. During multiple linear regressions analysis...

"Características dos cuidadores de idosos dependentes no contexto da Saúde da Família"; ?Characterístics of caregivers of dependent elderly persons within the context of Family Health.?

Almeida, Tatiana Lemos de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 24/02/2005 Português
Relevância na Pesquisa
37.25%
A prevenção das doenças crônicas e degenerativas juntamente com a assistência à saúde do idoso e o suporte aos cuidadores familiares representam novos desafios para o nosso sistema de saúde. Cuidar de quem cuida é também uma responsabilidade dos profissionais de saúde. O presente estudo teve como objetivos caracterizar os cuidadores informais de idosos dependentes dos Núcleos de Saúde da Família (NSF) do CSE-FMRP-USP e identificar algumas das dificuldades e necessidades enfrentadas por esses cuidadores, na realização das atividades de cuidado, e a sobrecarga que as mesmas exercem no corpo e na saúde deste indivíduo. O estudo foi realizado com 52 cuidadores das famílias cadastradas nos NSF, que responderam a um questionário com perguntas abertas e fechadas intitulado ?Características dos cuidadores de idosos no contexto da Saúde da Família?. As entrevistas foram realizadas no domicílio do cuidador, durante os meses de setembro e outubro de 2004. Os cuidadores eram predominantemente do sexo feminino, variando entre a faixa etária de 50 a 70 anos. A maioria era casada, isto é, dividia as responsabilidades da casa e da família com as atividades de cuidados. Quanto ao grau de parentesco com o idoso, a maior porcentagem ficou com as filhas...

Qualidade de vida de cuidadores de pacientes com perdas funcionais e dependência atendidos em domicílio pelo programa de saúde da família do município de São Paulo; Quality of life of family caregivers for disabled dependent patients receiving home care as part of the Municipal Family Health Program of São Paulo

Amendola, Fernanda
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 29/06/2007 Português
Relevância na Pesquisa
37.16%
Atualmente no Brasil, crescem em importância os estudos sobre cuidados domiciliários à saúde de pessoas com perdas funcionais e dependência e seus cuidadores, em razão das transições demográfica e epidemiológica do país. Na Atenção Básica, com a implementação do Programa Saúde da Família (PSF), o cadastramento das famílias feito pelos agentes comunitários de saúde tornou visíveis as necessidades de saúde desses pacientes, antes confinados a seus lares, e de seus cuidadores. Este estudo teve como objetivo avaliar a qualidade de vida de cuidadores familiares de pacientes com perdas funcionais e dependência, atendidos por equipes de saúde da família, relacionando-a a características sociodemográficas, condições de saúde, grau de sobrecarga percebida e o grau de independência funcional do paciente. Foram entrevistados 66 cuidadores familiares atendidos por equipes de PSF na região sul do município de São Paulo. Os instrumentos utilizados foram: 1) caracterização do cuidador familiar e do paciente; 2) WHOQOL-bref, para avaliação de qualidade de vida subjetiva; 3) Zarit Burden Interview (ZBI), para avaliação da sobrecarga do cuidador, e 4) Escala de Medida de Independência Funcional (MIF), para avaliação da capacidade funcional dos pacientes. Os cuidadores eram...

Cuidadores de idosos com doença de Alzheimer: variáveis sociodemográficas e da saúde associadas à resiliência; Caregivers of elderly people with Alzheimer disease: sociodemographic and health variables associated to resilience

Gaioli, Cheila Cristina Leonardo de Oliveira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 07/12/2010 Português
Relevância na Pesquisa
37.24%
As manifestações da doença de Alzheimer geram múltiplas e progressivas demandas de cuidado. A sobrecarga decorrente pode ser responsável pela manifestação de doenças somáticas e de depressão e alterar a capacidade resiliente do cuidador. O estudo teve como objetivo identificar o perfil, as variáveis sociodemográficas, de saúde e a presença de depressão de cuidadores de idosos com doença de Alzheimer e sua associação com indicadores de resiliência. Trata-se de pesquisa exploratóriodescritiva em que os dados foram coletados no Ambulatório de Neurologia Comportamental do Hospital das Clínicas e no Ambulatório de Neurogeriatria do Centro de Saúde Escola, ambos da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo, no período de fevereiro de 2009 a janeiro de 2010. A amostra constou de 101 cuidadores de ambos os sexos, maiores de 18 anos, consanguíneos ou não e que exerciam a função do cuidado com o mesmo idoso há pelo menos um ano. Utilizou-se o Inventário de Depressão de Beck e a Escala de resiliência para caracterizar o perfil do cuidador. Os resultados referentes à identificação dos sujeitos, dados de saúde e do cuidado foram submetidos à análise estatística descritiva, associando os indicadores de resiliência pelo teste exato de Fisher. Os dados do IDB foram classificados segundo escore de rastreamento e foi realizada análise qualitativa das questões do teste. O escore final da Escala de Resiliência foi analisado em tercis (baixo...

Sobrecarga vivenciada por cuidadores de idosos na comunidade; Burden of family caregivers of elderly people in the community

Gratão, Aline Cristina Martins
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 17/12/2010 Português
Relevância na Pesquisa
37.16%
O envelhecimento populacional é um dos maiores triunfos da humanidade, porém um dos grandes desafios para os gestores de saúde. Associado ao processo do envelhecimento, o declínio da capacidade física e cognitiva pode ocorrer, levando o idoso à perda progressiva da autonomia e independência. Assim, a família é quem, geralmente, assume a responsabilidade do cuidado de forma despreparada, contribuindo para quadros depressivos, de ansiedade e de sobrecarga no cuidador. A falta de conhecimento sobre o idoso, na comunidade de Ribeirão Preto, bem como da sobrecarga da atividade de prestar cuidado no domicílio perfazem a relevância deste estudo. Os objetivos foram identificar e caracterizar idosos na comunidade de Ribeirão Preto, avaliar a função cognitiva e a independência funcional dos idosos e a sua relação com sexo, idade, estado civil e escolaridade e caracterizar os cuidadores familiares bem como descrever a sobrecarga e o desconforto emocional dos mesmos em relação à atividade do cuidar. Este representa um estudo epidemiológico, descritivo e transversal com idosos de 65 anos ou mais de idade e seus respectivos cuidadores, ambos os sexos, residentes na área urbana de Ribeirão Preto, São Paulo. Foram utilizados os seguintes instrumentos: Caracterização do idoso; Miniexame do Estado Mental (MEEM); Medida da Independência Funcional (MIF); Instrumento para Caracterização do Cuidador; Escala de Sobrecarga de Zarit; Self Reporting Questionnaire (SRQ-20). Do total de 574 idosos...

Quando o ambiente é o abrigo: cuidando das cuidadoras de crianças em acolhimento institucional; When the environment is the shelter: looking after the caregivers of children institutionally sheltered

Careta, Denise Sanchez
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 25/03/2011 Português
Relevância na Pesquisa
37.18%
Esse estudo apresenta o desenvolvimento de práticas psicológicas no contexto institucional. Trata-se de intervenção psicoterápica em grupo com as cuidadoras de crianças em acolhimento institucional de abrigos, por dois anos, desenvolvida no contexto da instituição. Ao realizarmos nosso estudo anterior de Mestrado, identificamos acentuado sofrimento psíquico manifestado pela equipe de cuidadoras, no qual percebemos importantes identificações da equipe com as angústias emergentes nas crianças abrigadas. Iniciamos, em março de 2006, encontros psicoterápicos grupais e semanais com as cuidadoras desse abrigo até o mês de março de 2008. Aplicamos com o grupo, no início e na finalização dos encontros, o Procedimento Desenhos-Estórias com Tema, para compreendermos a dinâmica psíquica das participantes atrelada ao relacionamento com crianças em acolhimento, e também para nos auxiliar a avaliar a intervenção realizada. Adotamos a perspectiva winnicottiana para a noção de saúde. Esta experiência nos revelou que a partir do momento em que as cuidadoras alcançaram melhor contato emocional com a interioridade puderam conter grande parte do sofrimento psíquico, apresentando-se de forma mais viva para o contato com a realidade externa e ampliando os contatos afetivos. A equipe de cuidadoras apresentou melhor contato com os próprios afetos e demonstrou avanços na capacidade de discriminação das crianças em acolhimento...

Até que a morte os separe: os cônjuges cuidadores, profissionais de saúde e o cuidar; Until death do them part: caregivers, professionals health and care

Souza, Camila Cristina Bortolozzo Ximenes de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 02/10/2013 Português
Relevância na Pesquisa
37.18%
Este estudo tem como objetivo compreender os atravessamentos de gênero e violência nas concepções sobre o cuidado prestado por cônjugescuidadores e profissionais de saúde no contexto da Estratégia de Saúde da Família. O ato de cuidar de alguém é frequentemente atribuído às mulheres e a suas supostas capacidades de ser mais paciente, carinhosa e disponível ao outro que o homem em nossa sociedade. Os homens, por sua vez, quando cuidadores, sentem-se deslocados da masculinidade e de suas atribuições sociais. Isso é produto e produtor da ideologia de gênero que auxilia na manutenção da mulher nos espaços privados, dos homens nos espaços públicos, e evita mudanças na divisão sexual do trabalho. A ideologia de gênero também corrobora para que mulheres que sofreram violência perpetrada por seus parceiros íntimos venham a ser cuidadoras desses mesmos parceiros quando estes se encontram com deficiências/incapacidades/doenças sem prognóstico de cura. As ações de profissionais de saúde também são influenciadas pela ideologia de gênero, cuja reprodução torna invisível ou banal a violência de gênero. Esta é uma pesquisa qualitativa que entrevistou 12 cônjuges-cuidadores (2 homens e 10 mulheres) e 14 profissionais de saúde de duas Unidades Básicas de Saúde com Estratégia de Saúde da Família na periferia da Região Oeste do Município de São Paulo. Dentre os cônjuges entrevistados...

Perfil dos cuidadores de idosos em instituições de longa permanência de Bauru: conhecimento e práticas em saúde bucal; Elderly caregivers profile in long-stay institutions of Bauru: knowledge and practices in oral health

Pinto, Edu Cassiano Hugo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 28/05/2014 Português
Relevância na Pesquisa
37.22%
A população idosa está aumentando em todo o mundo, no Brasil, este processo de envelhecimento populacional ou transição demográfica vem seguido por consequências que interferem na sociedade. A dependência social, fatores econômicos, baixo valor das aposentadorias, ausência de familiares ou a incapacidade destes em cuidar do idoso são apontados como principais causas que poderiam levar a internação de um idoso numa Instituição de Longa Permanência (ILP). O objetivo desta pesquisa foi caracterizar o perfil dos cuidadores de idosos em práticas e conhecimento de saúde bucal em instituições de longa permanência de Bauru. As Instituições Filantrópicas (IF) quanto as Instituições Privadas (IP) foram selecionadas de acordo com lista fornecida pela Promotoria de Justiça do Idoso de Bauru. Foram utilizados como instrumento na coleta de dados uma ficha com um roteiro estruturado e um questionário a ser entregue aos cuidadores. A partir dos resultados concluiu-se que: O sexo feminino entre os cuidadores foi predominantemente maior com idade entre 40 e 50 anos de idade; Metade dos cuidadores de ambas as Instituições são casados; Nas IF é maior o número de cuidadores que ganham até dois salários mínimos; O percentual de profissionais com curso Técnico em Enfermagem é maior nas IF e maior com formação em cuidador de idosos; Nas IF é maior o número de profissionais que atuam como cuidadores e menor em número que atuam como auxiliar de enfermagem; Nas IP os profissionais possuem mais experiências do que nas Filantrópicas. A satisfação em cuidar de idosos foi maior para os profissionais das IF; Atividades de cuidados com higiene bucal nos idosos...

Funcionamento familiar como mediador da sobrecarga percebida, qualidade de vida, ansiedade e depressão de cuidadores familiares; Family functioning as a mediator of perceived burden, quality of life, anxiety and depression in family caregivers

Garbelini, Adriana dos Santos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 07/11/2014 Português
Relevância na Pesquisa
37.18%
Considerando a importância da família nos processos de saúde e adoecimento, especialmente quando um familiar torna-se cuidador, o objetivo desse estudo foi verificar associações entre o funcionamento familiar e a sobrecarga percebida, qualidade de vida, ansiedade e depressão do cuidador familiar. Optou-se por um delineamento transversal, descritivo, não experimental, com abordagem quantitativa dos dados. A amostra ficou composta por 101 cuidadores familiares recrutados nos ambulatórios e enfermarias do HCFMRP-USP. Para coleta de dados foram utilizados o Questionário de informações sociodemográficas e familiares; a Escala Zarit Burden Interview (ZBI); o WHOQOL-breve; o Inventários Beck de Ansiedade (BAI) e de Depressão (BDI-II) e a FACES IV para avaliação familiar. A média de idade dos cuidadores foi de 49,7 anos; o tempo médio de cuidado foi 33 meses; a maioria mulheres (88%); com companheiro (74%) e pessoas com até 8 anos de escolaridade (55%). Dentre os participantes, 76,3% apresentaram sobrecarga, 49,5% apresentaram sintomas de ansiedade, 45,5 sintomas de depressão e 23,8% avaliaram suas famílias como disfuncionais. Na comparação entre os subgrupos diferenciados pelo perfil familiar...

Depressão e relação com idade em cuidadores de familiares portadores de síndrome demencial; Depression related to age in family caregivers of patients with dementia

Pawlowski, Josiane; Gonçalves, Tonantzin Ribeiro; Hilgert, Juliana Balbinot; Hugo, Fernando Neves; Bozzetti, Mary Clarisse; Bandeira, Denise Ruschel
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
37.16%
Avaliou-se a presença de sintomas depressivos em cuidadores de familiares portadores de síndrome demencial comparados a não cuidadores e a relação deste desfecho em três faixas etárias. Participaram 84 cuidadores e 101 não cuidadores que residiam na região metropolitana de Porto Alegre, RS, Brasil. Aplicou-se um questionário de dados sociodemográficos e o Inventário Beck de Depressão. Os cuidadores revelaram níveis mais elevados de sintomas depressivos e com maior gravidade nos aspectos cognitivos e afetivos do inventário de depressão quando comparados aos não cuidadores. Foram encontrados níveis mais baixos de sintomas de depressão em indivíduos de maior faixa etária (65 a 83 anos). São discutidas as limitações do inventário na avaliação de sintomas de depressão em pessoas idosas. Ressalta-se a necessidade de suporte psicológico e apoio social aos cuidadores de familiares com síndrome demencial.; Depression symptoms related to age in family caregivers of dementia patients compared to non-caregivers were evaluated. Eighty-four family caregivers to dementia patients and one hundred and one non-caregivers that lived in Porto Alegre (Brazil) region participated of this study. They answered a sociodemographic questionnaire and the Beck Depression Inventory. The caregivers presented higher degree of depression symptoms and higher degree of cognitive and affective aspects of depression inventory those non-caregivers. Lowest degree of depression symptoms were presented by the oldest participants. Limitations of the inventory to evaluate depression in older people were discussed. The study emphasizes the necessity of psychological and social support to family caregivers of dementia patients.

Avaliação do estresse vivenciado por cuidadores de crianças com paralisia cerebral; Stressevaluation experienced by cerebral palsy children caregivers

Geruza Perlato Bella
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 17/12/2008 Português
Relevância na Pesquisa
37.18%
As manifestações decorrentes da paralisia cerebral (PC) podem causar na criança limitações funcionais acarretando necessidade de auxílio por parte de seus cuidadores, que varia de acordo com a gravidade do comprometimento. A rotina sobrecarregada pela assistência contínua nas atividades diárias constitui um fator estressor crônico, que pode interromper a homeostase orgânica, desencadeando a reação de estresse. Tal reação ativa o eixo Hipotálamo-Hipófise- Supra-renal resultando em aumento da concentração plasmática de cortisol. A concentração deste hormônio na saliva reflete a concentração plasmática, sendo considerada indicador fisiológico do estresse. Este estudo teve como objetivo avaliar o impacto do grau de assistência requerida por crianças com paralisia cerebral sobre os índices de estresse e sobrecarga das cuidadoras, bem como avaliar as conseqüências desta assistência contínua sobre sua qualidade de vida. As voluntárias do Grupo Propósito (GP), constituído de 38 cuidadoras de crianças (4 a 11 anos) portadoras de PC e as do Grupo Controle (GC), composto por 37 cuidadoras de crianças (4 a 11 anos) sem comprometimentos neuromotores foram submetidas a uma única entrevista para aplicação do Inventário de Avaliação Pediátrica de Disfunção (PEDI); Questionário de Estresse Percebido (QEP); Burden Interview (BI) e Questionário de Qualidade de Vida SF-36 (QQVSF36). As crianças com PC foram classificadas segundo o Sistema de Classificação da Função Motora Grosseira (GMFCS) em dois grupos segundo o grau de disfunção motora. O estresse fisiológico foi avaliado por meio da concentração salivar de cortisol em quatro horários preestabelecidos ao longo de um dia. Os resultados demonstraram maior grau de dependência das crianças do GP e maior sobrecarga nas cuidadoras deste grupo. A qualidade de vida também foi pior nas cuidadoras do GP quando comparada ao GC nos domínios "Capacidade Funcional"...

O impacto da afasia na perspectiva de cuidadores e/ou familiares de sujeitos afásicos fluentes e não-fluentes usuários de comunicação suplementar e/ou alternativa; The impact of the aphasia from the perspective of caregivers and/or families of fluent and non-fluent aphasic individuals who use Augmentative and Alternative Communication

Rafaela Marques Di Giulio
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 18/02/2011 Português
Relevância na Pesquisa
37.21%
INTRODUÇÃO: O acidente vascular cerebral (AVC) representa a terceira causa de morte em países industrializados. Além de alta incidência, a sequela mais comum de AVC é a afasia, o que traz sérios impactos sobre a qualidade de vida dos indivíduos. Os comprometimentos lingüístico-cognitivos e psíquicos repercutem nas relações entre a pessoa com afasia e seus familiares, geram a demanda de cuidados diferenciados e implicam a participação de um cuidador, geralmente um dos membros familiares. No âmbito da Fonoaudiologia, existem poucos estudos voltados aos cuidadores e/ou familiares na afasia. OBJETIVOS: investigar o impacto da afasia no cuidar de sujeitos afásicos fluentes e não-fluentes bem como nas relações de comunicação entre eles e seus cuidadores e/ou familiares. Esse estudo também procura verificar como a atuação fonoaudiológica, na ótica dos cuidadores e/ou familiares, pode contribuir para o processo de comunicação. SUJEITOS E MÉTODO: Participaram da pesquisa 18 cuidadores e/ou familiares de pessoas afásicas participantes de um Centro de Convivência de Afásicos do Instituto de Estudos da Linguagem/UNICAMP e do Grupo Fonoaudiológico de Comunicação Suplementar e/ou Alternativa do CEPRE/FCM - UNICAMP. Para a coleta de dados foram realizados quatro grupos focais (com uma média de três a sete integrantes)...

Qualidade de vida, sobrecarga, suporte social, ajustamento conjugal e morbilidade psicológica em cuidadores de idosos com dependência funcional; Quality of life, burden, social support, marital adjustment and psychological morbidity in caregivers of elders with functional dependence

Pereira, M. Graça; Carvalho, Helena
Fonte: Sociedade Brasileira de Psicologia Publicador: Sociedade Brasileira de Psicologia
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2012 Português
Relevância na Pesquisa
37.13%
Mudanças recentes ao nível dos serviços de saúde resultaram em internamentos mais curtos nos hospitais e na procura de substitutos para cuidar dos doentes, levando a que as famílias assumissem frequentemente esses cuidados. Os familiares que se tornam cuidadores têm que lidar com várias mudanças nas suas vidas, especialmente quando o familiar de quem cuidam se encontra dependente. Este estudo focou-se nas implicações do cuidar ao nível da sobrecarga, atividadades de vida diária, qualidade de vida, satisfação com o suporte social, ajustamento da díada, depressão e ansiedade. Participaram neste estudo 109 cuidadores informais de idosos funcionalmente dependentes. Os instrumentos usados foram: Índice de Barthel; Escala de Sobrecarga do Cuidador; WHOQOL-BREF; Escala da Satisfação com o Suporte Social; Escala de Ajustamento Conjugal Revista; Inventário de Beck para a Depressão e o Inventário de Avaliação da Ansiedade Estado e Traço. Os resultados revelaram que a qualidade de vida estava negativamente relacionada com a sobrecarga e morbidade e positivamente com a satisfação com os amigos. A sobrecarga e qualidade de vida correlacionaram-se com o suporte social total. O ajustamento conjugal moderou a relação entre depressão e qualidade de vida (dimensões física e psicológica)...

Supporting older people’s informal caregivers at home through InCARE programme : the study protocol

Araújo, Odete; Cabrita, José; Lage, Maria Isabel Gomes Sousa
Tipo: info:eu-repo/semantics/conferenceobject
Publicado em /05/2014 Português
Relevância na Pesquisa
37.13%
Introduction: More than 42% of older people (+65) have a stroke and almost all of them require help to self-care at home. Informal caregivers have reported several needs and dissatisfaction with technical and emotional support delivered by a community health team. Furthermore, empowering informal caregivers who take care of older stroke survivors is an important challenge, preventing negative outcomes in themselves, such as burden or anxiety, as well as depression, loss of physical function or hospitalization in older people. Evidence has also shown that telehealth interventions articulated with home visits may be an effective way to achieve health gains. Objective: This pilot study aims at describing a protocol of an intervention based on training and telephone support delivered to informal caregivers who take care of older people after a stroke at home. Methods: A single blinded randomized trial will include 156 eligible informal caregivers. The intervention will be delivered by a community nursing team one week, one and three months after a hospital discharge. In addition, telephone support, counseling caregivers on the 3rd, 6th, 8th and 10th week post discharge will be provided. Results/Conclusions: Data collection started in February and will be concluded in October 2014. InCARE will be the first pilot study ever undertaken in Portugal. It will highlight new ways to support caregivers who take care of older people post-stroke. If successful...

Burden in family caregivers of the elderly: prevalence and association with characteristics of the elderly and the caregivers

Loureiro,Lara de Sa Neves; Fernandes,Maria das Gracas Melo; Marques,Sueli; Nobrega,Maria Miriam Lima da; Rodrigues,Rosalina A. Partezani
Fonte: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2013 Português
Relevância na Pesquisa
37.21%
A cross-sectional, epidemiological study aimed to estimate the prevalence of burden among family caregivers of impaired elderly residents in the city of João Pessoa, and to identify associations between the mean burden and social and demographic characteristics of the elderly and the caregivers. A total number of 240 elderly residents in a previously drawn census tract participated in this research. The sample was composed of 52 elderly and their caregivers. For data collection, a questionnaire was applied with questions on social and demographic characteristics of elderly and caregivers, and the Burden Interview Scale was used. Results showed a high prevalence of burden among caregivers (84.6%), in which a statistically significant association was found with the following characteristics: retired elderly, elderly as head of family, spousal caregivers, and caregivers with less education. The findings of this study may contribute to the development of activities focused on formal and emotional support for the caregivers.

Quality of life and stress in caregivers of drug-addicted people

Marcon,Samira Reschetti; Rubira,Elizete Aparecida; Espinosa,Mariano Martinez; Belasco,Angélica; Barbosa,Dulce Aparecida
Fonte: Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo Publicador: Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2012 Português
Relevância na Pesquisa
37.16%
OBJECTIVE: To evaluate quality of life and presence of stress in caregivers of drug-addicted people. METHODS: This cross-sectional study was carried out at four Psychosocial Care Centers in Mato Grosso. Demographic and quality of life data were collected for 109 caregivers using the Medical Outcomes Study 36 - Item Short-form, depression symptoms (Beck Depression Inventory) and stress of caregivers (Caregiver Burden Scale). RESULTS: Of 109 caregivers, 55.9% were mothers with a mean age of 47.66 years; 23.8% had depressive symptoms. The SF36 scores most compromised were emotional aspects, vitality, pain and mental health. Mean stress among caregivers was 2.24. A significant correlation in quality of life, depression and stress of caregivers was seen. CONCLUSION: Findings confirmed that quality of life is compromised and stress is high among caregivers, highlighting the need for providing emotional support.

Quality of life of individuals with stroke and their caregivers in a city of Triângulo Mineiro

Lima,Mary Lícia de; Santos,Jair Lício Ferreira; Sawada,Namie Okino; Lima,Lívia Aparecida Pereira de
Fonte: Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2014 Português
Relevância na Pesquisa
37.18%
Objective: To compare the quality of life (QoL) of individuals with stroke and their caregivers. Methods: This is an observational cross-sectional survey, involving 83 individuals who suffered a stroke. The participants were divided into four groups: group of individuals with stroke who have caregivers (44), group of individuals with stroke without caregivers (39), group of caregivers (44) and a reference group (83) in the period of March to May 2010. To assess QoL, the instrument used was the WHOQOL-bref. Results: The highest scores for the four fields were observed increasingly for the group of individuals with stroke with caregivers, the stroke group without caregivers followed by the group of caregivers and the reference group. The comparison of scores between groups showed that the presence of stroke and the fact of being caregiver affect QoL in all domains of WHOQOL-bref. Conclusion: It was possible to understand the negative impact that stroke causes in the lives of the affected ones and their caregivers, in order to better target public health policies.

From one side to the other: what is essential? Perception of oncology patients and their caregivers in the beginning of oncology treatment and in palliative care

Munhoz,Bruna Antenussi; Paiva,Henrique Soares; Abdalla,Beatrice Martinez Zugaib; Zaremba,Guilherme; Rodrigues,Andressa Macedo Paiva; Carretti,Mayra Ribeiro; Monteiro,Camila Ribeiro de Arruda; Zara,Aline; Silva,Jussara Oliveira; Assis,Widner Baptista; Aure
Fonte: Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein Publicador: Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2014 Português
Relevância na Pesquisa
37.16%
Objective To evaluate the perception of oncology patients and their caregivers upon diagnosis and beginning of the therapy and during palliative care. Methods A cross-sectional study at the oncology and palliative care outpatients clinics of the Faculdade de Medicina do ABC. Clinical and demographic data from patients and their caregivers were collected and questionnaires regarding the elements considered important in relation to the treatment were applied. Results We enrolled 32 patients and 23 caregivers that were initiating treatment at the oncology outpatient clinic, as well as 20 patients and 20 caregivers at the palliative care clinic. Regarding the patients treated at the oncology clinic, the issues considered most important were a physician available to discuss the disease and answer questions (84%), trust in the physician (81%), and a physician with accessible language (81%). For their caregivers, the following issues were considered extremely important: trust in the medical team that treats the patients (96%), and the same medical team taking care of their relatives (87%). As to patients treated at the palliative care clinic, trust in the physician (83%), to be with people considered important to them (78%), and to be treated preserving their dignity (72%) were considered extremely important. For their caregivers...