Página 1 dos resultados de 29304 itens digitais encontrados em 0.091 segundos

Olhar de Trabalhadoras de Creches Sobre o Cuidado da Criança; The day-nurseries workers? viewpoint on child care

Verissimo, Maria de La O Ramallo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 29/08/2001 Português
Relevância na Pesquisa
36.57%
Este estudo teve como objetivo apreender e analisar as representações de profissionais que atuam em creche, acerca do cuidado da criança. O referencial teórico adotado foi a Teoria das Representações Sociais de Moscovici. Os dados foram coletados junto a 7 coordenadoras e 9 educadoras, de três creches vinculadas a uma universidade pública, no Município de São Paulo. Com as coordenadoras, a coleta de dados foi realizada por meio de entrevistas individuais semi-estruturadas. Com as educadoras, foi realizada uma oficina pedagógica, estruturada em 4 encontros. Os tópicos estabelecidos para cada encontro visaram compreender o que os sujeitos do estudo pensam, sentem e fazem, em relação ao cuidado da criança. Os encontros e as entrevistas foram gravados, transcritos na íntegra e os dados submetidos à análise de conteúdo, segundo a técnica de análise temática. Foram obtidos os seguintes temas: A creche, O trabalho na creche, O cuidado da criança na creche e A creche e a família. Com base na análise, identificou-se que, para as coordenadoras, o cuidado é definido como as ações realizadas para atender às necessidades físicas e emocionais da criança, além de estabelecimento de vínculo afetivo. Cuidado e educação têm igual valor e se integram porque as crianças aprendem algo durante as ações de cuidado. Para as educadoras...

Um olhar econômico sobre a saúde e o trabalho infantil no Brasil; An economic view on health and child labour in Brazil

Nicolella, Alexandre Chibebe
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 22/05/2006 Português
Relevância na Pesquisa
36.61%
O objetivo dessa tese é verificar se existe impacto do trabalho infantil na saúde da criança. O entendimento dessa relação é importante, pois pode fornecer maiores subsídios para o combate ao trabalho infantil e permitir o direcionamento de políticas para restabelecer a saúde da criança em casos onde a erradicação não foi efetivada. Para a análise foram utilizadas as PNADs de 1998 e 2003, que trazem suplemento especial sobre saúde, e empregada a técnica econométrica de pseudo-painel. Os resultados obtidos foram consistentes com aqueles alcançados na literatura. Para a análise do trabalho infantil sobre a saúde foram utilizados quatro modelos, representado diferentes variáveis relacionadas ao trabalho. O primeiro utilizou a variável que indica se a criança trabalha ou não. Observa-se que o fato de a criança exercer qualquer atividade laboral impacta negativamente sua saúde. O segundo modelo analisou as horas trabalhadas pelas crianças. Os resultados mostram que quanto maior o número de horas trabalhadas, pior é o status de saúde da criança. O terceiro modelo analisou o trabalho perigoso e mostrou que esse tem impacto negativo sobre a saúde da criança, sendo esse impacto maior do que aquele obtido no primeiro modelo para os indivíduos que trabalham. O último modelo analisa os diferentes setores de atividades...

Acompanhamento do desenvolvimento infantil em creches.; Follow-up of the child development in day care centers.

Beteli, Vivian Cesar
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 29/03/2006 Português
Relevância na Pesquisa
36.57%
O período da vida em que as crianças freqüentam instituições de educação infantil (creches e pré-escolas) corresponde a uma fase crítica para o desenvolvimento. Dentre as áreas do desenvolvimento, a linguagem é uma das mais vulneráveis uma vez que necessita intensamente da intervenção de outrem. Devido à importância do desenvolvimento acredita-se que acompanhá-lo é uma ação básica de saúde, bem como um importante cuidado de enfermagem. Os objetivos desta pesquisa foram: descrever perfil de desenvolvimento, especialmente no que diz respeito às habilidades de linguagem, de crianças hígidas de 0 a 6 anos de idade incompletos que freqüentam instituição de educação infantil. Trata-se de um estudo quantitativo, descritivo e longitudinal (coorte) com amostra não probabilística. Utilizou-se o Teste de Triagem de Desenvolvimento de Denver II (TTDD II). No período de 2001 a 2004 foram realizadas 150 aplicações do TTDD II em crianças de 4 meses e 23 dias até 5 anos 7 meses e 11 dias. Tais crianças freqüentavam instituições de educação infantil consideradas de boa qualidade localizadas na cidade de São Paulo. Os critérios de inclusão foram: idade gestacional conhecida (para menores de 2 anos), ausência de mal formação congênita...

Sequências explicativas produzidas pela criança de cinco anos de idade em atividade lúdica; Explanatory sequences produced by the child five year old in fiction activity

Barros, Ana Lucia da Silveira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 02/03/2006 Português
Relevância na Pesquisa
36.56%
Nesta pesquisa, examinamos a ação comunicativa e a linguagem presentes no jogo de ficção, enfatizando as seqüências de explicação e justificação produzidas pela criança. Concebendo a explicação, como conduta que se desenvolve num contexto interativo e, as condutas explicativas e justificativas (CEJ) como manifestações do uso informativo da linguagem ligado à capacidade de considerar os estados mentais do outro (Veneziano e Hudelot, 2003), analisamos a interação entre adulto e criança de cinco anos de idade, enfatizando as explicações/justificações produzidas em atividade lúdica de ficção. Vários estudiosos (François,1996; Hudelot,1997; Hudelot e Vasseur,1997) mostram que condutas discursivas do adulto trazem efeitos para a interação, pois são intervenções que suscitam reações na criança. Apoiadas na organização e elaboração do jogo de ficção proposto por Verba (1999), utilizamos o jogo "Lego" para intermediar a interação entre adulto - criança e relacionarmos as condutas discursivas do adulto ás condutas explicativas/ justificativas na criança. Como salienta a autora (op. cit), o jogo de ficção partilhado necessita do estabelecimento de um conjunto de significações comuns, resultante da elaboração das trocas sociais entre os parceiros que permitam...

Tornar-se mãe de criança com câncer: construindo a parentalidade; Becoming a mother of a child with cancer: building the motherhood

Moreira, Patrícia Luciana
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 27/04/2007 Português
Relevância na Pesquisa
36.56%
Este estudo teve como objetivo compreender a experiência de tornar-se mãe de uma criança com câncer. Foi utilizado como referencial teórico o Interacionismo Simbólico e como referencial metodológico o Interacionismo Interpretativo. Participaram do estudo sete mães de crianças que estavam em tratamento de câncer. As narrativas biográficas revelaram que o papel de mãe é construído num processo articulado, que conjuga a interação entre dois temas: VIVER O TEMPO DA DOENÇA, que representa um olhar da mãe direcionado para si, vivendo agora uma situação nova como mãe, continuamente permeada pelas incertezas inerentes à doença e à necessidade de afastar a ameaça de morte criança e VIVER O TEMPO DE LUTA PELA VIDA DA CRIANÇA, que representa a dimensão dos comportamentos da mãe, que se expressam nas interações consigo mesma, com o filho e com todos os elementos envolvidos na experiência, evidenciando a construção do seu papel de mãe. A descrição dos temas proporcionou a compreensão da experiência de tornar-se mãe de uma criança com câncer através das epifanias: Perceber que seu tempo com a criança está ameaçado, Decidir que este é o tempo da criança e Lutar pela criança movida por amor. Foi possível perceber através desses momentos reveladores que existe uma relação entre a parentalidade e a temporalidade...

Vigilância do desenvolvimento em Progama de Saúde da Família: triagem para detecção de riscos para problemas de desenvolvimento em crianças.; Development Surveillance in the Family Health Program: screening to identify risks for child development problems.

Mengel, Margaret Rose Santa Maria
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 20/04/2007 Português
Relevância na Pesquisa
36.56%
O Programa de Saúde da Família (PSF) no Brasil deve manter ações preventivas orientadas para a detecção de riscos ao desenvolvimento e à saúde da criança, assim como a identificação de recursos para aliviar e neutralizar o efeito de adversidades. O presente estudo teve por objetivo geral sistematizar, aplicar e avaliar um procedimento de "Vigilância do Desenvolvimento", que consistiu na triagem para rastrear riscos para problemas de desenvolvimento e comportamento da criança e para identificar recursos protetores na criança e no ambiente familiar. Para tanto, os objetivos específicos foram: a) identificar os problemas de desenvolvimento e comportamento da criança; b) identificar os problemas no ambiente familiar; c) identificar os recursos da criança e do ambiente familiar; d) verificar as associações entre os indicadores globais de desenvolvimento, de linguagem e de comportamento das crianças e as variáveis da própria criança e do seu ambiente psicossocial; e) identificar o melhor modelo de predição dos problemas de desenvolvimento e comportamento da criança e da inserção na educação infantil; f) avaliar a validade preditiva dos procedimentos de avaliação de Vigilância do Desenvolvimento. A amostra foi constituída por 120 crianças não-clínicas...

A educação infantil diante da violência doméstica contra a criança: compreendendo sentidos e práticas; Child rearing facing domestic violence against children: understanding senses and practices

Lima, Luciana Pereira de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 05/12/2008 Português
Relevância na Pesquisa
36.56%
No Brasil, apesar da existência de um aparato legal que insere a criança no mundo dos direitos humanos, há ainda a persistência da violência contra a criança, sendo a família um dos principais locus para sua ocorrência. De acordo com a Constituição Federal de 1988 e o Estatuto da Criança e do Adolescente, a responsabilidade pela defesa dos direitos da criança deve ser compartilhada por todos os segmentos da sociedade, incluindo as instituições educativas. Neste sentido, e considerando sua finalidade de promoção do desenvolvimento integral da criança, cabe à Educação Infantil contribuir para o enfrentamento da violência contra a infância. O presente projeto, neste contexto, teve como objetivo investigar como profissionais de creche significam e lidam com a questão da violência doméstica contra a criança. As instituições-alvo da pesquisa foram duas creches localizadas em Ribeirão Preto/São Paulo: uma que não havia notificado caso de violência doméstica contra a criança no Disque Denúncia e/ou Conselho Tutelar (creche A) e outra que havia notificado caso a estes órgãos (creche B). Para a seleção das creches, foi realizado um levantamento, junto ao Conselho Tutelar e Programa Disque Denúncia de Ribeirão Preto...

A enfermeira e o cuidado da criança para o desenvolvimento na unidade de terapia intensiva pediátrica; The nurse and the care for the development of the child in the Intensive Care Unit Pediatric

Braga, Danielle Aparecida Pereira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 24/05/2013 Português
Relevância na Pesquisa
36.6%
Introdução: A criança que requer cuidados intensivos deve ser considerada tanto no aspecto biológico como no seu desenvolvimento, os processos que podem agredi-la devem ser minimizados, ou eliminados, e ela deve ser apoiada sempre que enfrente alguma situação potencialmente estressante, para seu atendimento não se tornar iatrogênico, buscando atender suas necessidades e pautar na perspectiva da integralidade, o que significa um cuidado além da prática biomédica. Objetivo: Descrever e analisar o cuidado da enfermeira à criança hospitalizada na Unidade de Terapia Intensiva Pediátrica (UTIP), com foco no desenvolvimento infantil. Método: Estudo qualitativo, descritivo e exploratório, realizado numa UTIP, de um hospital privado de grande porte, filantrópico, geral, localizado na cidade de São Paulo e aprovado pelo Comitê de Ética e Pesquisa. A coleta de dados em oficinas pedagógicas incluiu oito enfermeiras, cada uma participando de dois encontros. Dados submetidos à análise temática de conteúdo, interpretados de acordo com o referencial das necessidades essenciais da infância. Resultados: A categoria Concepções e práticas da enfermeira no cuidado para o desenvolvimento infantil na UTIP descreve as ações das enfermeiras e aspectos relativos à situação da internação que impactam sobre a criança e...

A integralidade no ensino da atenção à saúde da criança em cursos de Graduação em Enfermagem; Comprehensive in teaching child health care in undergraduate nursing

Cursino, Emília Gallindo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 02/03/2012 Português
Relevância na Pesquisa
36.59%
Introdução: A formação do profissional constitui um desafio para a transformação das práticas e melhoria da saúde da população. A integralidade da atenção é um princípio norteador da política de saúde. Cabe, pois, perguntar se o ensino da saúde da criança, no âmbito da graduação, contempla a integralidade na formação dos enfermeiros. Objetivo: Analisar se o ensino da saúde da criança incorpora o princípio da integralidade na formação de enfermeiros. Método: estudo qualitativo com 16 docentes envolvidos com o ensino da saúde da criança, na atenção básica e hospitalar, em oito instituições públicas de graduação em enfermagem, localizadas em quatro estados das regiões sudeste e nordeste do Brasil. A captação dos dados deu-se por meio de consulta aos planos pedagógicos e análise dos planos de ensino e entrevistas semi-estruturadas. As entrevistas gravadas e transcritas foram submetidas à análise de conteúdo do tipo temática. As categorias analíticas tiveram suporte no referencial teórico da integralidade. Resultados: A análise das entrevistas levou à construção de seis categorias. Quatro evidenciaram aproximações do ensino com o princípio da integralidade: a gente trabalha a questão das políticas públicas; atuação na atenção básica...

O significado da amamentação na construção da relação mãe e filho: um estudo interacionista simbólico; The significance of breastfeeding in the construction of the mother/child relationship: a symbolic interactionist study

Siqueira, Fernanda Paula Cerantola
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 26/07/2012 Português
Relevância na Pesquisa
36.58%
Com a finalidade de ampliar a compreensão da formação de vínculo entre mãe e filho e qual o papel da amamentação nesse processo, este estudo teve como objetivos: Compreender os significados atribuídos pela mulher à amamentação na construção do vínculo entre mãe e filho e compreender como os significados atribuídos pela mulher à amamentação influenciam a construção do vínculo entre mãe e filho. Utilizaram-se a Teoria Fundamentada nos Dados e o Interacionismo Simbólico como referenciais metodológicos e teóricos, respectivamente para a análise dos dados. Foram entrevistadas 22 mulheres, sem restrição de idade ou de outra variável social ou biológica, que deram luz aos seus filhos em uma maternidade do município de Marília-SP, cujo último filho, na época da coleta de dados, estivesse com idade entre dez e 24 meses. A análise dos dados mostrou que há uma complexidade na construção da relação entre mãe e filho que pode estar vinculada à experiência da mulher e significados atribuídos desde o processo de gestar e ir além da fase da amamentação, a depender dos elementos significativos que esta mulher e seu filho tecem no decorrer de sua interação. Esses elementos podem ser compreendidos por meio de quatro temas: PERCEBENDO-SE GRÁVIDA...

Importância atribuída aos conteúdos abordados da ficha de acompanhamento dos cuidados para a promoção da saúde da criança na consulta de puericultura por familiares de crianças menores de um ano, na Zona Leste de São Paulo; Importace attibuted to the content covered in a formulary of attendance for the child health promotion in consultation with childcare by parents of children under 1 year of UBS East Zone of São Paulo

Cardona, Natália Cristina
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 23/08/2012 Português
Relevância na Pesquisa
36.57%
Objetivos: caracterizar a ocorrência dos cuidados familiares a crianças menores de 1 ano, segundo a Ficha de acompanhamento dos cuidados para a promoção da saúde da criança e identificar a importância atribuída pelos familiares de crianças menores de 1 ano à inserção dos conteúdos da ficha nas consultas de puericultura. Método: estudo quantitativo, descritivo e exploratório, realizado em uma UBS na Zona Leste da cidade de São Paulo. Participaram do estudo 96 familiares de crianças menores de 1 ano pertencentes à amostra sorteada. Dados coletados por entrevistas, com instrumento baseado na Ficha de acompanhamento dos cuidados para a promoção da saúde da criança. Parte dos familiares respondeu a perguntas abertas adicionais, justificando suas respostas. Realizou-se análise descritiva dos dados mediante frequências absolutas e relativas. As respostas às perguntas abertas foram submetidas à análise temática de conteúdo, obtendo-se categorias empíricas. Resultados: como responsável, observou-se predominância de mães, a maioria era casada, tinha entre 20 e 29 anos e não exercia atividade remunerada, 86,5% tinham menos de 8 anos de estudo. A maioria tinha apenas um filho e uma gestação. Todas tinham realizado acompanhamento pré-natal...

Maus-tratos infantis: o impacto da negligência no desenvolvimento psicossocial e acadêmico de crianças em fase inicial de escolarização; Child abuse: the impact of neglect on academic and psychosocial development of children in early schooling

Pasian, Mara Silvia
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 05/04/2012 Português
Relevância na Pesquisa
36.58%
Crianças e adolescentes de todo o mundo são vítimas de maus-tratos domésticos, sendo a negligência, a modalidade mais recorrente e que se apresenta associada a inúmeras consequências negativas para o desenvolvimento infantil. O presente trabalho teve como objetivo estudar o fenômeno da negligência infantil e suas consequências no plano do desenvolvimento psicossocial e acadêmico de crianças em fase inicial de escolarização no contexto brasileiro, bem como os fatores de risco associados. Para isso, foram investigadas características dos cuidadores e das crianças com idade variando entre seis e oito anos, organizados em três grupos. O primeiro grupo (GRUPO 1) foi formado por casos notificados por negligência ao Conselho Tutelar; o GRUPO 2 foi formado por casos suspeitos de negligência, porém não notificados, tendo por base observações de professores no contexto escolar; o GRUPO 3 foi formado também a partir de indicações de professores de crianças sem suspeitas de maus-tratos/negligência (grupo de referência). Cada grupo foi constituído por 30 díades de crianças-cuidadores. Realizados os procedimentos relativos às normas éticas, foi efetuado o contato com o Conselho Tutelar, as escolas e as famílias. Obtidas as devidas autorizações...

Trajetória dos maus-tratos infantis: um estudo na perspectiva da psicopatologia do desenvolvimento; Trajectory of child abuse: a study on Development Psychopathology perspective

Bergamo, Lilian Paula Degobbi
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 22/12/2011 Português
Relevância na Pesquisa
36.64%
Bérgamo, L. P. D. (2011). Trajetória dos maus-tratos infantis: um estudo na perspectiva da Psicopatologia do Desenvolvimento. Tese de Doutorado, Departamento de Psicologia e Educação, Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto - SP. Esta pesquisa teve por objeto de estudo o fenômeno dos maus-tratos contra crianças, norteando-se pela hipótese da existência de uma trajetória dessa problemática, caracterizada por sua continuidade no tempo, baseando-se numa articulação entre fase desenvolvimental - tipo de maltrato - tipo de consequência para a criança. Adotou-se como referencial a Psicopatologia Desenvolvimental, onde fenômeno ocorreria por problemas no sistema cuidador(es)-criançaambiente, associados a fatores de risco nos contextos "desenvolvimental" (características do cuidador e da criança), "interacional" (características da relação cuidador-criança e na família) e o "mais amplo" (características do entorno e percepção do apoio social). O objetivo geral foi verificar a existência de uma trajetória dos maus-tratos, buscando compreender sua constituição e manutenção no tempo. Especificamente, objetivou-se conhecer como os maustratos se manifestam em diferentes fases do desenvolvimento infantil e identificar as variáveis associadas...

Impacto do Programa Bolsa Família sobre as decisões de trabalho das crianças: uma análise utilizando os microdados da PNAD; Impact of the conditional cash transfer Bolsa Familia on the decisions of child labor: an analysis using microdata from PNAD

Nascimento, Adriana Rosa do
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 16/01/2014 Português
Relevância na Pesquisa
36.57%
O trabalho infantil foi amplamente estudado sob diferentes enfoques como seus efeitos sobre a educação, seus determinantes, trabalho infantil e saúde, persistência do trabalho infantil entre gerações e avaliações de impacto de programas sociais sobre o trabalho infantil. No entanto, ainda se verifica incidência de trabalho infantil no Brasil.Em 2011, 4,33% das crianças entre 5 e 15 anos trabalhavam ou exerciam atividade para consumo próprio ou construção para uso próprio sendo a agropecuária, pesca e silvicultura o ramo de atividade que mais emprega a mão-de-obra infantil. A maior parte das crianças trabalhadoras em 2011 eram meninos de 11 a 15 anos, mais de 10% das crianças deste gênero nesta faixa etária. A jornada média de trabalho ultrapassa 20 horas semanas sendo que 4,34% das crianças brasileiras trabalhadoras também estudam. Além de tecer um panorama atualizado da situação do trabalho infantil no Brasil, o objetivo principal deste trabalho é examinar o impacto do Programa Bolsa Família sobre o trabalho infantil. O impacto foi estimado através do método de Propensity Score Matching. Também se estimaram regressões utilizando, alternativamente, a renda proveniente de transferência social como variável explicativa. Os dados utilizados são os da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) de 2011 e 2009. O resultado mostra que o programa não tem impacto significativo sobre a probabilidade de a criança trabalhar e sobre as horas trabalhadas. Adicionalmente...

O trabalho de crianças e adolescentes com ênfase nas piores formas: uma análise dos censos demográficos do Brasil de 2000 e 2010; Child labor with emphasis on its worst forms: an analysis of the 2000 and 2010 Brazilian demographic census

Costa Júnior, Geraldo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 06/02/2014 Português
Relevância na Pesquisa
36.64%
O trabalho infantil é hoje bastante discutido nas agendas de governo do mundo inteiro. Desde que as primeiras discussões e debates acerca do tema começaram, obteve-se um grande avanço a partir da ratificação da convenção nº. 182 da OIT, que versa sobre as piores formas de trabalho infantil. Cerca de 87% dos Estados membros já ratificaram a Convenção n.º 182, incluindo o Brasil. Em 2010, firmou-se um compromisso, no âmbito da OIT, que estabelece como prioridade a eliminação das piores formas de trabalho infantil até 2016. O objetivo geral desta pesquisa é identificar os determinantes da redução do trabalho infantil no Brasil, especificamente entre os anos 2000 e 2010, tendo como foco o trabalho nas atividades enquadradas na categoria "piores formas de trabalho infantil". Buscou-se identificar as características atuais deste tipo de trabalho no que se refere à: características da própria criança, isto é, gênero, cor e idade; características regionais de onde a criança trabalhadora está inserida, abrangendo as cinco grande regiões do Brasil, e características locais, em termos de zona rural e urbana e zona metropolitana e não-metropolitana, entre outras. Dentre os modelos econométricos disponíveis na literatura...

Is child labor harmful ? the impact of working as a child on adult earnings

Souza, André
Fonte: Escola de Pós-Graduação em Economia da FGV Publicador: Escola de Pós-Graduação em Economia da FGV
Tipo: technical report
Português
Relevância na Pesquisa
36.57%
This paper explores the question: is working as young laborer harmful to an individual in terms of adult outcomes in income? This question is explored through the utilization of a unique set of instruments that control for the decision to work as a child and the decision of how much schooling to acquire. These instruments are combined with two large household survey data sets from Brazil that include retrospective information on the child labor and schooling of working-age adults: the 1988 and 1996 PNAD. Estimations of the reduced form earnings model are performed first by using OLS without controlling for the potential endogeneity of child labor and schooling, and then by using a GMM estimation of instrumental variables models that include the set of instruments for child labor and schooling. The findings of the empirical investigations show that child labor has large negative impact on adult earnings for both male and female children even when controlling for schooling. In addition, the negative impact of starting to work as a child reverses at around age 14. Finally, different child labor activities are examined to determine if some are beneficial while others harmful with the finding that working in agriculture as a child appears to have no negative impact over and above the loss of education.

Maternal knowledge on child survival in the poorest areas of North and Northeast Brazil: o caso de áreas pobres nas regiões Norte e Nordeste do Brasil

Cesar,Juraci A.; Diziekaniak,Alessandra C.; Ribeiro,Paula R. P.; Gonçalves,Tatiane S.; Neumann,Nelson A.
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2010 Português
Relevância na Pesquisa
36.58%
This study aimed to evaluate knowledge on child survival among mothers of children under five years of age living in nine municipalities in North and Northeast Brazil. A standardized questionnaire was used for home interviews of mothers visited by volunteers from the Pastorate of the Child and mothers not visited by the program (control areas). The association between independent variables and the outcome (visited versus not visited by the Pastorate of the Child) was evaluated using the chi-square test. Among the 752 mothers studied, 386 were visited by Pastorate of the Child volunteers and 366 were not visited. Mothers visited by the Pastorate of the Child, although poorer, showed better knowledge on monitoring child growth and identifying child development difficulties as compared to mothers from the control areas. Despite the better performance of mothers visited by the Pastorate of the Child volunteers, maternal knowledge on child survival in both groups was less than desirable. This hinders the identification of more serious cases, delays seeking medical care, and reduces the impact on child morbidity and mortality.

Differential Response: A Dangerous Experiment in Child Welfare

Bartholet, Elizabeth
Tipo: research paper or report
Português
Relevância na Pesquisa
36.58%
Differential Response (DR) represents the most important child welfare initiative of the day, with DR programs rapidly expanding throughout the country. It would radically change our child welfare system, diverting the great majority of Child Protective Services (CPS) cases to an entirely voluntary system. This article describes the serious risks DR poses for children, and the flawed research being used to promote DR as “evidence-based.” It puts the DR movement in historical context, as one of a series of extreme family preservation movements supported by a corrupt merger of advocacy with research. It argues for reform that would honor children’s rights, confront the problems of poverty underlying child maltreatment in a serious way, and expand rather than reduce the capacity of CPS to address child maltreatment. It calls for a change in the dynamics of child welfare research and policy so that we can avoid history endlessly repeating itself.

Association between coverage of maternal and child health interventions, and under-5 mortality: a repeated cross-sectional analysis of 35 sub-Saharan African countries

Corsi, Daniel J.; Subramanian, S. V.
Fonte: Co-Action Publishing Publicador: Co-Action Publishing
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
36.6%
Background: Infant and child mortality rates are among the most important indicators of child health, nutrition, implementation of key survival interventions, and the overall social and economic development of a population. In this paper, we investigate the role of coverage of maternal and child health (MNCH) interventions in contributing to declines in child mortality in sub-Saharan Africa. Design: Data are from 81 Demographic and Health Surveys from 35 sub-Saharan African countries. Using ecological time-series and child-level regression models, we estimated the effect of MNCH interventions (summarized by the percent composite coverage index, or CCI) on child mortality with in the first 5 years of life net of temporal trends and covariates at the household, maternal, and child levels. Results: At the ecologic level, a unit increase in standardized CCI was associated with a reduction in under-5 child mortality rate (U5MR) of 29.0 per 1,000 (95% CI: ?43.2, ?14.7) after adjustment for survey period effects and country-level per capita gross domestic product (pcGDP). At the child level, a unit increase in standardized CCI was associated with an odds ratio of 0.86 for child mortality (95% CI: 0.82–0.90) after adjustment for survey period effect...

Maternal knowledge on child survival in the poorest areas of North and Northeast Brazil

Cesar, Juraci Almeida; Diziekaniak, Alessandra Coelho; Ribeiro, Paula Rios Pinto; Gon??alves, Tatiane de Souza; Neumann, Nelson Arns
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
36.58%
This study aimed to evaluate knowledge on child survival among mothers of children under five years of age living in nine municipalities in North and Northeast Brazil. A standardized questionnaire was used for home interviews of mothers visited by volunteers from the Pastorate of the Child and mothers not visited by the program (control areas). The association between independent variables and the outcome (visited versus not visited by the Pastorate of the Child) was evaluated using the chi-square test. Among the 752 mothers studied, 386 were visited by Pastorate of the Child volunteers and 366 were not visited. Mothers visited by the Pastorate of the Child, although poorer, showed better knowledge on monitoring child growth and identifying child development difficulties as compared to mothers from the control areas. Despite the better performance of mothers visited by the Pastorate of the Child volunteers, maternal knowledge on child survival in both groups was less than desirable. This hinders the identification of more serious cases, delays seeking medical care, and reduces the impact on child morbidity and mortality.; Este estudo teve por objetivo avaliar o conhecimento em sobreviv??ncia infantil entre m??es de menores de cinco anos residentes em nove munic??pios das regi??es Norte e Nordeste do Brasil. Aplicou-se question??rio padronizado no domic??lio para m??es acompanhadas pelos l??deres da Pastoral da Crian??a e n??o acompanhadas (??reas-controle). A associa????o entre as vari??veis independentes e o desfecho (receber ou n??o visita dos l??deres da Pastoral da Crian??a) foi avaliada pelo teste do qui-quadrado. Dentre as 752 m??es estudadas...