Página 1 dos resultados de 21823 itens digitais encontrados em 0.047 segundos

O Programa de Educação Continuada. Formação Universitária (PEC) - Municípios e sua relação com alunos-professores de educação infantil; The Continuing Education Program Universtity Education (PEC) Cities and its relation with Early Childhood Education student-teacher.

Simões, Márcia Rigoldi
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 05/04/2010 Português
Relevância na Pesquisa
36.64%
Esta pesquisa tem como objetivo analisar o Programa de Educação Continuada Formação Universitária (PEC) Municípios - 2ª edição (2006-2008) e sua relação com alunos-professores de Educação Infantil participantes. Diante da complexidade desse Programa, que é uma das iniciativas empreendidas no Brasil, para certificar, no âmbito do ensino superior, milhares de professores de Educação Infantil, em serviço, das redes públicas de ensino, fez-se necessária uma delimitação no amplo universo a ser pesquisado, para aprofundamento sobre o tema. Optou-se, então, pelo Material Impresso de Educação Infantil do PEC-Municípios, porque esse material atua como eixo organizador das atividades propostas a alunos-professores e por trazer temas e assuntos relevantes referentes a esse nível de ensino. Além da análise do PEC-Municípios (origem, princípios, formato e atividades pedagógicas) e do seu Material Impresso de Educação Infantil (estruturação, temas e concepções), por meio de documentos oficiais, esta pesquisa avalia também como essa iniciativa foi apropriada por uma parte de seu público-alvo: os professores de Educação Infantil do polo de Catanduva, interior de São Paulo, participantes do Programa. Em outras palavras...

Infância: imagens e memórias de adultos; Childhood: images and memories of adults

Breda, Bruna
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 22/11/2010 Português
Relevância na Pesquisa
36.68%
A pesquisa tem por objetivo identificar quais imagens da infância os adultos têm. Foi desenvolvida em uma perspectiva qualitativa com o propósito de compreender o que pensam acerca da infância e coletou memórias de infância de nove adultos que têm em comum o fato de seus filhos frequentarem uma instituição pública de educação infantil. Sustentada pelo referencial teórico da Sociologia da Infância compreende a infância enquanto categoria da estrutura social em sua divisão geracional. Utiliza os paradigmas da área acerca da construção social, histórica e cultural das imagens e representações de infância. Com o apoio das teorias da Memória Coletiva a pesquisa compreende a influência que o passado exerce na percepção do presente e na construção de concepções e imagens, neste caso, da infância. A pesquisa de campo revelou que tanto as experiências vividas pelos sujeitos adultos quando crianças como as representações sociais da infância exercem influência na maneira de se conceptualizar e imaginar a infância nos dias de hoje.; This research aims to identify which childhood images adults have. It was developed in a qualitative perspective with the purpose of understanding what they think about childhood and collected childhood memories from nine adults that share the fact of their children attend the same public kindergarten. Based on the theoretical framework of Sociology of Childhood understands childhood as a category of social structure in a generational division. The research uses the fields paradigm of socially...

A infância como portadora do futuro: América Latina, 1916-1948; The childhood as a holder of the future in Latin America, 1916-1948

Nunes, Eduardo Silveira Netto
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 23/08/2011 Português
Relevância na Pesquisa
36.58%
A construção da infância como portadora do futuro na América Latina é o tema sobre o qual está estruturada esta tese, pela qual buscamos identificar, analisar e qualificar em quais termos se delineou esse tema através do movimento de problematização da infância no continente americano, especialmente na América Latina, o qual teve sua expressão mais destacada na realização dos Congresos Panamericanos del Niño desde 1916 até 1948, num total de nove edições. Para isso utilizamos diversas fontes impressas, com especial destaque para a documentação produzida pelos Congresos Panamericanos del Niño, como os seus Anais, Boletins de organização, além de livros de época, conformando um denso corpo documental. Através dessas fontes identificamos o relevante número de sujeitos e instituições envolvidos, direta ou indiretamente, com o tema da infância; o processo de constituição de especialidades profissionais, como médicos, juristas, assistentes sociais, pedagogos, publicistas, filantropos, políticos, os quais procuravam problematizar a vida infantil nos aspectos econômico, político, demográfico, social, racial, biológico, civilizacional, científico, e propunham inúmeras formas e políticas sociais para reformar...

Avanços e retrocessos na oferta da educação infantil no Brasil: análise financeiro-orçamentária dos recursos destinados a essa etapa da educação 2001 - 2010; Advances and setbacks in the provision of early childhood education in Brazil: analysis of financial-budgetary resources to this stage of education 2001-2010.

Nascimento, Ana Paula Santiago do
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 17/05/2012 Português
Relevância na Pesquisa
36.58%
Este trabalho analisa as políticas de financiamento da educação promovida no âmbito da União, dos Estados e municípios, no período de 2001-2010 e o quanto essas políticas colaboraram para a garantia do direito à educação das crianças de 0 a 6 anos de idade na educação infantil. Teve-se como objetivo analisar os avanços e retrocessos da oferta da educação infantil no Brasil e o investimento financeiro dos entes federados para atingir as metas do Plano Nacional de Educação 2001-2010 referente a essa etapa da educação básica. Esse estudo parte do princípio que sem tais recursos dificilmente se atingirá uma educação infantil de qualidade em quantidade suficiente para todas as crianças. Como forma de contextualizar o objeto de pesquisa, realizou-se uma análise histórica da legislação nacional que transformou a educação infantil em um direito de todos os cidadãos, assim como os aspectos históricos do financiamento da educação no Brasil: as receitas que o compõe e as destinações realizadas pelos diferentes entes federados. Através da descrição e análise de políticas e programas, dos montantes financeiros arrecadados e das destinações realizadas pelos diferentes entes federados, dos dados de atendimento e da situação das instituições de educação infantil...

Sobre infância e poder: o que diz a produção acadêmica de periódicos cinetíficos da educação de 2000 a 2010?; About childhood and power: what does the academic production of scientific journals of education say from 2000 to 2010?

Alboz, Lilian
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 20/06/2012 Português
Relevância na Pesquisa
36.63%
Este trabalho dedica-se a observar quais contornos a produção acadêmica da educação de orientação pós-crítica sobre a infância, especialmente os trabalhos inspirados na obra do filósofo francês Michel Foucault, tem adquirido nos últimos anos, analisando em que medida coloca em xeque as relações de poder/saber que envolvem a infância e em que medida têm sido fiéis aos questionamentos pós-críticos. Para tanto, selecionamos artigos de periódicos científicos da educação publicados no período de 2000 a 2010, observando se os artigos possuíam referencial bibliográfico foucaultiano, se suas temáticas envolviam crianças ou a infância, se nos resumos havia referências a conceitos desenvolvidos por Michel Foucault. Na análise que procedemos, verificamos que a abordagem pós-crítica utilizada nos textos contribui para a desnaturalização de visões românticas e essencializadas a respeito da infância e das crianças e põe em evidência o caráter inventado tanto da própria infância, quanto das práticas e saberes que a ela se destinam, não havendo lugar para saberes e conhecimentos universais sobre a infância, mas para a multiplicidade de perspectivas, para a contingência dos saberes e visões sobre ela; que a escola e a pedagogia funcionaram e continuam operando como potentes máquinas na fabricação da infância e em seu governo e que os trabalhos elucidam mecanismos de poder-saber...

A articulação da educação infantil com o ensino fundamental I: a voz das crianças, dos professores e da família em relação ao ingresso no 1º ano; The articulation of early childhood education and elementary education (Y1-Y5): the voice of children, teachers and family in relation to admission to the 1st school year.

Rabinovich, Shelly Blecher
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 13/08/2012 Português
Relevância na Pesquisa
36.63%
O objetivo desta pesquisa consiste em conhecer as expectativas das crianças, dos pais, dos professores e da gestão em relação ao processo de implantação do Ensino Fundamental de 9 anos e verificar como as escolas estão se organizando para receber as crianças de seis anos. Essa pesquisa foi motivada, portanto, pela necessidade de buscar respostas a um problema que presenciamos enquanto professora de Educação Infantil e Ensino Fundamental I da rede pública e particular da cidade de São Paulo: a falta de articulação entre o último ano do infantil e o primeiro ano do Ensino Fundamental, após à aprovação da lei que altera o Ensino Fundamental de oito para nove anos (lei nº 11.114/05 e lei nº 11.274/06). Para cumprir os objetivos do estudo, realizamos primeiramente a coleta dos dados numa Escola Municipal de Educação Infantil (EMEI), localizada no bairro da Bela Vista, na cidade de São Paulo, durante o período de junho 2008 a dezembro de 2008 e, num segundo momento acompanhamos algumas das crianças que frequentaram o 3º estágio da Educação Infantil para uma escola Estadual de Ensino Fundamental I, localizada no bairro da Bela Vista, na cidade de São Paulo, durante o período de fevereiro de 2009 a julho de 2009. Trata-se de uma pesquisa de natureza qualitativa...

O essencial no ser e a poesia dos sentidos e dos significados: reflexões sobre arte e educação em contextos destinados à primeira infância; The essential being and the poetry of the senses and meanings: reflections on art and education in early childhood contexts

Pires, Carolina Teixeira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 25/10/2012 Português
Relevância na Pesquisa
36.61%
O universo da arte e da educação, em contextos destinados à primeira infância, constituiu o foco de estudo desta pesquisa de mestrado, que se realizou através de um íntimo dialogo entre teoria e prática. Através de entrevistas com educadores, arte-educadores e pesquisadores da infância, representantes de uma diversidade de propostas autorais, concretas, contemporâneas e significativas para a educação infantil, tanto no âmbito público como privado; colhi depoimentos que abrangeram os temas: primeira infância: memórias, características e necessidades; os educadores: sua formação e seu papel; o tempo e o espaço em contextos destinados à primeira infância; e as experiências lúdico-poéticas das crianças pequenas. Temas compreendidos como eixos estruturadores da prática cotidiana dos educadores que trabalham com a primeira infância. A documentação destes relatos, não apenas de suas experiências, mas também dos saberes construídos a partir das mesmas, teve como objetivo organizar um material de estudo que possa nutrir reflexões e proposições sobre os temas tratados, expandindo os horizontes desta área de conhecimento, ainda recente e com grande demanda de pesquisa; podendo colaborar para a qualificação das experiências vividas por crianças e educadores nas instituições de educação infantil.; The universe of art and education in contexts for early childhood...

Tramas e grades: inventários sobre a criança na educação infantil; Threads and curricula: child inventories in childhood education

Ferreira, Patricia Helena
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 13/06/2013 Português
Relevância na Pesquisa
36.64%
A presente pesquisa buscou esboçar uma cartografia de forças a viger no governo da população infantil: tensionar fios da trama infância-educação. Numa espécie de arrastão discursivo, na tentativa de expor tal discursividade à exaustão, intentou-se não abarcar sua totalidade ou capturar a verdade da infância ou da pedagogia, mas expor as estratégias e táticas de governo da conduta, que na sua abundância, inflação, redundância e repetição vão constituindo um terreno sedimentado a produzir efeitos de sujeito/verdade; expor modos de veridicção que fazem o poder funcionar em nós; fazê-los, os discursos, rangerem naquilo que constituem consensos acerca da educação e do infantil suas supostas naturalidade, necessidade, forma, essência e seus sentidos produzidos, por meio de um inventariado de discursos que definem o que é o infantil e sua educação. Dar a ver constructos de verdade a dispor formas de governo, pois, constituem uma vocação primeira deste estudo. Subtrair desses discursos, deles evidenciar as regras, lógicas, noções que fazem funcionar determinada moral e articulam dados modos de ser infantil capturar na sua positividade, as (in)variâncias, regularidades, tensões, enfim. Tomouse a ideia de infância...

Ser adulto sobrevivente de câncer infantil: uma compreensão fenomenológica; Be-adult-survivor-of-childhood-cancer: a fenomenologic comprehension

Rocha, Shirley Santos Teles
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 23/09/2009 Português
Relevância na Pesquisa
36.61%
O presente estudo tem o objetivo de compreender o que é ser adulto sobrevivente de câncer infantil. O método utilizado foi o fenomenológico-existencial e foi desenvolvido no Ambulatório de Curados do Serviço de Oncologia Pediátrica do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto Universidade de São Paulo e contou com a colaboração de sete adultos que tiveram câncer na infância. Foi realizada uma entrevista a partir da questão norteadora: Conte-me como está a sua vida. A análise das entrevistas foi construída à luz de algumas idéias de Martin Heidegger em Ser e Tempo (2005). Ser-adulto-sobrevivente-de- câncer-infantil se desvelou como um ser que se lança e que já está lançado e se projetando, resgata o vigor de ter sido, que se atualiza a cada instante. Assim, a vivência do adulto sobrevivente de câncer infantil desvela-se na temporalidade: vigor de ter sido, atualidade e porvir. Dessa forma, ter vivenciado câncer na infância constitui o existir do adulto, ainda que não se queira lembrar, podendo esta vivência ser impulsionadora do existir. Dessa forma, ser-sobrevivente-de-câncer-infantil-no-mundo-com-os-outros é ser projeto, é porvir, é lançar-se, é existir na fluidez da existência...

Infância, didática, salvacionismo: implicações em torno da arte de ensinar em Comenius; Childhood, didactic, salvationism: implications around the art of teaching in Comenius

Chiquito, Ricardo Santos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 09/10/2014 Português
Relevância na Pesquisa
36.64%
Esta tese trata da infância e de uma didática, aquela formulada por Comenius no entrelaçamento de A escola da infância, O labirinto do mundo e o paraíso do coração e Didática Magna, endereçada, de uma forma ou de outra, à infância. Por isso, pensa a didática no âmbito de um dispositivo de infantilidade, uma vez que ali se conjugam um tipo de saber, uma forma de poder e um modo de produzir o sujeito infantil. Daí a pergunta: de que modo a didática comeniana aquela arte didática, arte de ensinar produz a infância e seus modos de conhecê-la, conduzi-la e governá-la? O objetivo desta pesquisa é justamente inventariar e, de alguma maneira, problematizar, por meio das ideias foucaultianas em torno do poder pastoral e da governamentalidade, a produtividade da arte didática comeniana a partir das suas forças de criação: 1. a infantilização da infância; 2. o governo da infância (e de si) e 3. a escrita didática como um trabalho ético, estético e político, uma forma de pensar e de escrever em educação. Parece haver toda uma tecnologia da salvação em operação na didática da infância comeniana: conhecer, formar, conduzir, governar. Tecnologia do poder pastoral que se destina a todos e a cada um. Aos outros e a si mesmo...

Dossiês publicados em periódicos educacionais entre 1980-2010: uma construção social da infância?; Dossiers published in educational journals from 1980-2010: could they be considered a social construction of childhood?

Dias, Sabrina da Costa
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 10/11/2014 Português
Relevância na Pesquisa
36.67%
A presente pesquisa, com aporte teórico na Sociologia da Infância, visa identificar as concepções de infância que embasaram as discussões acadêmicas sobre esse objeto no campo educacional, no período de 1980 a 2010, a partir da publicação de dossiês sobre a infância. Definiram-se os periódicos acadêmicos como objeto de pesquisa a partir da hipótese de que eles representam importantes veículos de comunicação acadêmica, interrogando em que medida tais publicações apresentariam as alterações nas concepções de infância e problemáticas a ela relacionadas. Considerando a noção de campo, do sociólogo Pierre Bourdieu (1983, 2004), a pesquisa pretende refletir sobre a relação entre a publicação do dossiê e seu contexto social, buscando indícios para a compreensão dos aspectos acadêmicos e sociais que motivaram a publicação de tais dossiês sobre a infância. O levantamento dos periódicos educacionais utilizou como critério os conceitos A1 e A2 definidos pelo Qualis. Para a seleção das edições temáticas sobre a infância foram realizadas buscas na base de dados SciELO Scientific Electronic Library Online (Biblioteca Científica Eletrônica em Linha) e na biblioteca virtual Educ@. Para aqueles periódicos cuja produção não era divulgada em meio eletrônico ou cuja produção não abrangia o período definido por essa investigação...

Contrariando a idade : condição infantil e relações etarias entre crianças pequenas da educação infantil; Opposing age : childhood condition and age relationships between small children of early childhood education

Patricia Dias Prado
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 14/12/2006 Português
Relevância na Pesquisa
36.61%
Esta pesquisa tem como objetivo investigar e compreender a condição infantil através das relações de idade e da produção das culturas infantis entre crianças pequenas em contexto educativo, buscando trazer para o debate novas questões de um tema ainda incipiente que começa a ser pensado. Para tanto, esta pesquisa buscou, através do estudo etnográfico, observar, descrever e analisar o cotidiano de crianças pequenas (especialmente de 3 a 6 anos de idade) em uma instituição de Educação Infantil pública da cidade de Campinas/SP. O centro das preocupações nesta investigação, portanto, refere-se à necessidade de ampliação do conceito de infância para além das concepções teóricas da psicologia do desenvolvimento infantil, no campo do conhecimento das Ciências Sociais, em especial, na Antropologia, articulada às produções brasileiras e italianas no campo da Educação Infantil, para além de um recorte etário, em espaços privilegiados de relações diversas (de classe, de etnia, de gênero, etc.) entre crianças da mesma idade e de idades diferentes e suas implicações na construção de uma Pedagogia da Educação Infantil que conheça quem são as crianças e o que elas estão produzindo para além das determinações etapistas e delimitações cronológicas impostas...

Percursos para a construção de indicadores da qualidade da educação infantil; Paths for the establishiment of early childhood education quality indicators

Andrea Patapoff Dal Coleto
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 18/02/2014 Português
Relevância na Pesquisa
36.64%
Pensar a educação para a primeira infância é reconhecer este período notável para o desenvolvimento infantil. Todos os bebês e crianças pequenas precisam, de experiências de vida de qualidade que promovam avanços em todos os aspectos: afetivo, social, intelectual e físico em um clima relacional de confiança e afeto. Neste contexto, é imperativo discutir os critérios de qualidade do ambiente educativo que é oferecido às crianças. A presente pesquisa consiste em um estudo da avaliação da qualidade da Educação Infantil com atendimento de 0 a 3 anos. Para tanto, discutiu-se as concepções de infância, a Educação Infantil como direito, as políticas públicas que regem este segmento de ensino, avaliação institucional, suas dimensões e modelos de avaliação da qualidade da Educação Infantil em diversos países nesse contexto de ensino. Trata-se de uma pesquisa qualitativa de natureza exploratória-descritiva estruturada em duas partes. A primeira parte se constituiu em um levantamento amostral (survey), com escala Likert que teve como objetivo conhecer as concepções e o grau de satisfação dos dirigentes, professores, educadores e pais de alunos no que se refere à qualidade da educação nessa modalidade de ensino por meio de um instrumento construído para este fim. A segunda parte...

History of childhood abuse in portuguese parents

Figueiredo, Bárbara; Bifulco, A.; Paiva, Carla; Maia, Ângela; Fernandes, Eugénia M.; Matos, Raquel
Fonte: Elsevier Publicador: Elsevier
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2004 Português
Relevância na Pesquisa
36.58%
Objective: The study examines the self-reported prevalence of childhood physical and sexual abuse in a large sample of Portuguese parents. Method: Nearly 1,000 parents (506 mothers and 426 fathers) were selected through public primary schools from the Northern area of Portugal. All completed the Portuguese version of the Childhood History Questionnaire (CHQ) [Journal of Family Violence 5 (1990) 15]. Results: Results show that the prevalence of abuse was 73%, but more severe physical abuse involving seque- lae/injury was reported by 9.5%. Most physical abuses began prior to age 13, with half continuing after age 13. No gender differences were found for rates of physical abuse. However, among the milder physical abuse without sequelae/injury, those women who experienced “whipping” or “slapping/kicking” were more likely to do so from their mothers than fathers. Among men who were “slapped/kicked” this was more likely to be from their fathers. Low rates of sexual abuse were found at 2.6% with no gender or age differences. Lack of a supportive adult in childhood related to the more severe abuses, but only in adolescence. Portuguese rates of abuse were consistently lower than those reported in USA and Spanish studies using the CHQ. Conclusions: This is the first retrospective...

Antecedentes, dinâmica e consequentes do desenvolvimento vocacional na infância; Antecedents, dynamics and consequents of vocational development in childhood

Araújo, Alexandra Maria Dantas de Castro
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em 03/12/2009 Português
Relevância na Pesquisa
36.61%
Tese de doutoramento em Psicologia (área de especialização em Psicologia Vocacional); Actualmente, o desenvolvimento vocacional é caracterizado como um processo de ciclo-vital, influenciado por factores pessoais e contextuais. Não obstante ser evidente que as bases da exploração e da aprendizagem vocacional se formam durante a infância, são escassos os estudos que focam os primeiros anos de vida naquele domínio, comparativamente com o que é verificado para a adolescência e vida adulta. Esta investigação pretende contribuir para o aprofundamento das questões do desenvolvimento vocacional na infância, procurando colmatar algumas lacunas encontradas ao nível da teoria e da investigação a este respeito. Assim, no capítulo do enquadramento conceptual, analisam-se criticamente as teorias que contribuem para descrever e explicar indicadores de desenvolvimento vocacional na infância, oferecendo-se igualmente uma sistematização dos resultados da investigação associada. Além disso, apresenta-se o potencial da perspectiva contextualista desenvolvimentista para a integração de ideias, conceitos e resultados neste domínio, bem como para a orientação e definição de planos de estudo, focando os primeiros anos de vida. No segundo capítulo...

Family childhood experiences reports in depressed patients : comparison between 2 time points

Monteiro, Ivandro Soares; Maia, Ângela
Fonte: Elsevier Publicador: Elsevier
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2010 Português
Relevância na Pesquisa
36.63%
Research has shown some discrepancies in the reports of experiences from childhood when an individual is depressed, because a depressed mood may have biasing effects on autobiographical memory. The present study sought to clarify this issue by examining whether there is temporal stability in the report of childhood experiences in depressed subjects, or rather, if these experiences are influenced by the mood at the time of report. The study therefore carries implications for the credibility of childhood reports of depressed adults, for the validity of the questionnaire used – Family Background Questionnaire (FBQ), adapted from Melchert (1991) – and for the conclusions it might yield. We hypothesized that the report of the same childhood family experiences across the year would not be influenced by the mood disorder. To test this prediction, we solicited reports of family experiences in 25 depressed subjects (76% women and 24% men) across the course of one year . The diagnosis of Major Depressive Episode at the outset of the study was confirmed in all subjects with the use of Structured Clinical Interview for DSM-IV Axis I and the Beck Depression Inventory (BDI) to quantify level of depressive mood (M = 19.80, SD = 10.68). The report of childhood and family experiences was collected with the FBQ (Melchert...

The training of early childhood teachers through research with children: an orientation for the reflection on the early childhood teachers training.

Pedro, A.; Libório, O.
Fonte: Université Cadi Ayyad Publicador: Université Cadi Ayyad
Tipo: conferenceobject
Português
Relevância na Pesquisa
36.58%
In this article, we present some reflections on great challenges that are currently placed to the training of early childhood teachers and teachers in general. In order to do so, we shall use the theoretical referentials which use the principle of reflection on practice as the strutucturing axis of the training and that defend that research can frame and guide that reflection. The great challenges of education enunciated by Morin, by the humanistic focus that they have, gather some consensus and appeal to the necessity of professionals able to think in contents and in educational processes bearing in mind notions such as: complexity, contextualization, interdisciplinarity, uncertainty, identity, understanding, autonomy, participation and citizenship. All of these notions lead us towards a professional identity which cannot be built if framed into technical rationality paradigms. On the other hand, the recognition of the individual and collective agency of the children (Corsaro) puts in evidence their competence and reveals the need to deconstruct ideas and representations (conceptions) that work as truth regimes (Foucault) in Early Childhood Education, thus defying the training to find strategies that support the personal exercise of deconstruction. The experience of research-action-training that we are presenting...

Relationship between adult social phobia and childhood anxiety

Manfro,Gisele Gus; Isolan,Luciano; Blaya,Carolina; Maltz,Sandra; Heldt,Elizeth; Pollack,Mark H
Fonte: Associação Brasileira de Psiquiatria - ABP Publicador: Associação Brasileira de Psiquiatria - ABP
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2003 Português
Relevância na Pesquisa
36.58%
OBJECTIVE: The aim of this study was to evaluate the prevalence of traumas and the presence of childhood anxiety disorders in adult patients with social phobia and investigate their influence on the presentation of the disorder. METHODS: Twenty-four adult patients with social phobia were asked about the presence of trauma before the age of 16. The K-SADS-E and the DICA-P interviews were used to assess these patients regarding childhood anxiety disorders. RESULTS: Twelve (50%) patients reported a history of trauma before the age of 16. The presence of trauma did not influence the presentation of the disorder. Seventy-five percent of patients had a history of anxiety disorders in childhood. Patients with a history of at least 2 childhood anxiety disorders had an increased lifetime prevalence of major depression (10 vs. 3; p=.04) and family history of psychiatric disorders (13 vs. 6; p=.02). CONCLUSION: Anxiety disorder in childhood is associated with family history of psychiatric disorders. The presence of more than one diagnosis of anxiety disorder in childhood can be considered a risk factor for the development of depression in adult patients with social phobia.

Serum interleukin-17 levels are associated with nephritis in childhood-onset systemic lupus erythematosus

Peliçari,Karina de Oliveira; Postal,Mariana; Sinicato,Nailú Angelica; Peres,Fernando Augusto; Fernandes,Paula Teixeira; Marini,Roberto; Costallat,Lilian Tereza Lavras; Appenzeller,Simone
Fonte: Faculdade de Medicina / USP Publicador: Faculdade de Medicina / USP
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/05/2015 Português
Relevância na Pesquisa
36.58%
OBJECTIVES: To determine the serum interleukin-17 (IL-17) levels in childhood-onset systemic lupus erythematosus patients and to evaluate the association between IL-17 and clinical manifestations, disease activity, laboratory findings and treatment. METHODS: We included 67 consecutive childhood-onset systemic lupus erythematosus patients [61 women; median age 18 years (range 11-31)], 55 first-degree relatives [50 women; median age 40 years (range 29-52)] and 47 age- and sex-matched healthy controls [42 women; median age 19 years (range 6-30)]. The childhood-onset systemic lupus erythematosus patients were assessed for clinical and laboratory systemic lupus erythematosus manifestations, disease activity [Systemic Lupus Erythematosus Disease Activity Index (SLEDAI)], cumulative damage [Systemic Lupus International Collaborating Clinics/American College of Rheumatology (ACR) Damage Index] and current drug use. Serum IL-17 levels were measured by an enzyme-linked immunosorbent assay using commercial kits. RESULTS: The median serum IL-17 level was 36.3 (range 17.36-105.92) pg/mL in childhood-onset systemic lupus erythematosus patients and 29.47 (15.16-62.17) pg/mL in healthy controls (p=0.009). We observed an association between serum IL-17 levels and active nephritis (p=0.01) and migraines (p=0.03). Serum IL-17 levels were not associated with disease activity (p=0.32)...

Childhood maltreatment and coping in bipolar disorder

Daruy-Filho,Ledo; Brietzke,Elisa; Kluwe-Schiavon,Bruno; Fabres,Cristiane da Silva; Grassi-Oliveira,Rodrigo
Fonte: Pontificia Universidade Católica do Rio de Janeiro; Universidade de Brasília; Universidade de São Paulo Publicador: Pontificia Universidade Católica do Rio de Janeiro; Universidade de Brasília; Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2013 Português
Relevância na Pesquisa
36.58%
A personal history of childhood maltreatment has been associated with unfavorable outcomes in bipolar disorder (BD). The impact of early life stressors on the course of BD may be influenced by individual differences in coping skills. The coping construct relies on neurocognitive mechanisms that are usually influenced by childhood maltreatment. The objective of the present study was to verify the association between childhood maltreatment and coping skills in individuals with BD Type 1. Thirty female euthymic outpatients with BD Type 1 were evaluated using the Childhood Trauma Questionnaire and two additional instruments to measure their coping preferences: Ways of Coping Questionnaire (coping strategies) and Brief COPE (coping styles). Reports of physical abuse (B = .64, p < .01) and emotional abuse (B = .44, p = .01) were associated with the use of maladaptive strategies that focused on emotional control. Adaptive strategies and styles of coping, such as focusing on the problem, were chosen less frequently by women who had experienced emotional neglect (B = .53, p < .01) and physical abuse (B = -.48, p < .01) in childhood. The small sample size in the present study prevented subgroup analyses. The sample did not include male BD participants. Our results indicate that early traumatic events may have a long-lasting deleterious influence on coping abilities in female BD patients. Future prospective studies may investigate whether the negative impact of childhood maltreatment over the course of BD is mediated by individual differences in coping abilities.