Página 1 dos resultados de 45486 itens digitais encontrados em 0.032 segundos

Pesquisas com temáticas arquivísticas na Ciência da Informação : mapeamento das principais tendências; Researches with archival themes in Information Science in Brazil : mapping of main trends

Marques, Angélica Alves da Cunha
Fonte: Departamento de Ciência da Informação e Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação - CED/UFSC Publicador: Departamento de Ciência da Informação e Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação - CED/UFSC
Tipo: artigo / article
Português
Relevância na Pesquisa
46.36%
Este trabalho apresenta parte dos resultados de uma pesquisa de doutoramento, cujo objetivo é identificar as interlocuções entre a Arquivologia mundial e a nacional a partir das tendências internacionais presentes no desenvolvimento da área no Brasil. Nesse sentido, mapeia, nas dissertações e teses com temáticas arquivísticas produzidas nos vários programas de pós-graduação em Ciência da Informação, as referências bibliográficas arquivísticas, os autores e as obras de interesse direto da área, os países, períodos e idiomas de publicação. O universo da pesquisa aqui apresentado contempla cinquenta dissertações e teses desenvolvidas em oito programas de pós-graduação em Ciência da Informação de universidades brasileiras identificadas no Banco de Teses da CAPES. A partir da análise das referências bibliográficas arquivísticas dessas pesquisas, observa-se: a sua concentração nos programas de pós-graduação em Ciência da Informação da UFMG e UnB; a predominância da sua publicação no Brasil nos anos 1990 e em português (inclusive traduções). Há uma aproximação entre o número total de autores internacionais e nacionais mapeados, embora esses últimos sutilmente se destaquem. As trinta maiores frequências de referências arquivísticas por autor corroboram esse resultado...

A pesquisa em Ciência da Informação na América Latina; Research in Information Science in Latin America

Suaiden, Emir José
Fonte: Associação dos Bibliotecários do Distrito Federal (ABDF) com a colaboração do Departamento de Ciência da Informação e Documentação da Faculdade de Estudos Sociais Aplicados da Universidade de Brasília (CID/UNB) a partir de 1995. Publicador: Associação dos Bibliotecários do Distrito Federal (ABDF) com a colaboração do Departamento de Ciência da Informação e Documentação da Faculdade de Estudos Sociais Aplicados da Universidade de Brasília (CID/UNB) a partir de 1995.
Tipo: artigo / article
Português
Relevância na Pesquisa
46.36%
A edição do artigo foi feito em colaboração com Departamento de Ciência da Informação e Documentação da Faculdade de Estudos Sociais Aplicados da Universidade de Brasília (CID/UNB), que atualmente possui o título de Faculdade de Ciência da Informação/ UnB.; Faz uma descrição da biblioteca no Brasil e na América Latina: seus investimentos, a diferença entre as bibliotecas públicas, as escolares, infantis e universitárias. Mostra que a pesquisa em Ciência da Informação pode ser o elo de ligação entre desinformação e a sociedade da informação. ______________________________________________________________________________________________ ABSTRACT; Make a description of the library in Brazil and Latin America: their investments, the difference between public libraries, schools, children and university. Shows that research in information science may be the link between disinformation and information society.

Ciência da informação: temática, histórias e fundamentos

Freire,Gustavo Henrique
Fonte: Escola de Ciência da Informação da UFMG Publicador: Escola de Ciência da Informação da UFMG
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2006 Português
Relevância na Pesquisa
46.42%
Trata dos fundamentos históricos e teóricos do campo científico da informação. Parte da hipótese de que as bases da ciência da informação surgem a partir da emergência do paradigma do conhecimento científico apoiado na invenção da imprensa que se institucionaliza com a criação das primeiras associações científicas, e sua expansão está ligada ao desenvolvimento da ciência em todos os segmentos da sociedade contemporânea. Discorre sobre as raízes históricas deste campo científico desde a utopia planetária de Otlet e La Fontaine, sobre as abordagens social e tecnológica na ciência da informação, os caminhos no presente e as perspectivas no futuro. Defende que o objeto de estudo da ciência da informação, a informação, é um fenômeno que está relacionado a todos os campos do conhecimento científico, moldando-se aos interesses de cada uma delas. Apresenta um modelo das áreas de interesse pertinentes à ciência da informação, bem como suas inter-relações e possibilidades de intervenção na sociedade. Argumenta que, para superar dificuldades conceituais advindas das múltiplas facetas próprias ao seu objeto de estudo, a ciência da informação deve buscar a construção de uma rede conceitual...

A ciência da informação na visão dos professores da ECI/UFMG

Araujo,Carlos Alberto Ávila; Sima,Aline Michelle; Guedes,Roger Miranda; Resende,Karine Souza
Fonte: Escola de Ciência da Informação da UFMG Publicador: Escola de Ciência da Informação da UFMG
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2007 Português
Relevância na Pesquisa
46.46%
Este texto apresenta os resultados de uma pesquisa realizada com os professores da Escola de Ciência da Informação da UFMG sobre os seguintes assuntos: a ciência da informação como uma ciência social; a ciência da informação como uma ciência interdisciplinar; a ciência da informação como uma ciência pós-moderna; a natureza da relação entre a ciência da informação e a biblioteconomia. A cada entrevistado solicitou-se, ainda, que indicasse dez autores e dez obras da área de ciência da informação que ele julgasse relevantes.

Ferramenta ontoKEM: uma contribuição à Ciência da Informação para o desenvolvimento de ontologias

Rautenberg,Sandro; Gomes Filho,Antonio Costa; Todesco,José Leomar; Ostuni-Gauthier,Fernando Álvaro
Fonte: Escola de Ciência da Informação da UFMG Publicador: Escola de Ciência da Informação da UFMG
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2010 Português
Relevância na Pesquisa
46.36%
No campo da Ciência da Informação, ontologias tem sido desenvolvidas e aplicadas para organizar o conhecimento. Neste contexto, munir-se de metodologias e ferramentas adequadas em trabalhos de desenvolvimento de ontologias é pertinente. Este artigo trata da ferramenta para o desenvolvimento de ontologias ontoKEM, na perspectiva de sua contribuição à Ciência da Informação. Conclui-se que, mediante um processo metodológico incorporado, os artefatos de documentação e exemplos de aplicação da ontoKEM tem sua utilidade perante outros estudos na Ciência da Informação.

A teoria e a prática da interdisciplinaridade em Ciência da Informação

Bicalho,Lucinéia; Oliveira,Marlene de
Fonte: Escola de Ciência da Informação da UFMG Publicador: Escola de Ciência da Informação da UFMG
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2011 Português
Relevância na Pesquisa
46.38%
A produção do conhecimento científico tem sido realizada por meio de experiências que privilegiam a contribuição de saberes, provenientes de diferentes áreas. O presente artigo tem como finalidade apresentar as principais modalidades de interação que ocorrem na prática da pesquisa científica - multidisciplinaridade, interdisciplinaridade e transdisciplinaridade -, tendo, como referência, a literatura produzida no âmbito da ciência da informação. Pesquisadores contemporâneos de outras áreas contribuem para embasar essas teorias, cuja evolução provocou grandes mudanças nos significados desses termos. A pesquisa completa, da qual este artigo é parte, analisou a produção científica da ciência da informação no Brasil, traçando um perfil da pesquisa na área, relativamente à utilização dessas abordagens, concluindo-se que diferentes formas e níveis de interações são encontrados nas pesquisas desenvolvidas na Ciência da Informação, sendo a multidisciplinaridade a mais comum. Conclui-se, ainda, que a situação terminológica atual requer uma atualização desses conceitos, principalmente no âmbito da Ciência da Informação, para uma maior conscientização das implicações de ser uma ciência contemporânea...

Análise dos quinze anos do periódico Perspectivas em Ciência da Informação

Araújo,Carlos Alberto Ávila; Melo,Marlene Oliveira Teixeira de
Fonte: Escola de Ciência da Informação da UFMG Publicador: Escola de Ciência da Informação da UFMG
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2011 Português
Relevância na Pesquisa
46.36%
O artigo apresenta os resultados de um estudo bibliométrico sobre os volumes que compõem os primeiros quinze anos do periódico Perspectivas em Ciência da Informação, editado pela Escola de Ciência da Informação da UFMG. Foram analisados dados dos autores dos artigos (freqüência e vinculação institucional), das palavras-chave dos artigos e das referências dos artigos (autores citados, periódicos citados, tipologia, idioma e idade da literatura citada). Entre os principais resultados encontrados destacam-se que foram identificados 424 autores, com uma fraca concentração da produção (os 20 mais produtivos respondem por 85 artigos, um pouco menos de um sexto do total). Os autores que mais publicaram foram ou são vinculados à UFMG. Sobre as 4965 referências encontradas, verificou-se que os autores mais citados foram Eco, Choo, Lancaster, Mueller, Drucker e Capurro. O idioma mais freqüente das referências é o português, a tipologia mais encontrada é o livro e o periódico mais citado é a revista Ciência da Informação. Alguns dos resultados encontrados foram confrontados com aqueles relativos a um estudo semelhante sobre a extinta Revista de Escola de Biblioteconomia da UFMG, que veio a ser substituída pelo periódico Perspectivas em Ciência da Informação.

Da possibilidade de uma Teoria Pura da Ciência da Informação: reflexões iniciais entre a Ciência da Informação e a Ciência do Direito

Mattos,Max Cirino de; Matos,Andityas Soares de Moura Costa
Fonte: Escola de Ciência da Informação da UFMG Publicador: Escola de Ciência da Informação da UFMG
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2012 Português
Relevância na Pesquisa
46.4%
O artigo discute a fragilidade epistemológica da Ciência da Informação, a partir da adoção de um termo polissêmico, como objeto científico, e a similaridade dessa situação com o contexto da criação da Teoria Pura do Direito de Hans Kelsen. Após a apresentação de algumas definições sobre o objeto da Ciência da Informação, discutem-se alguns reflexos relacionados à identidade científica e à fundamentação teórica derivadas de um objeto polissêmico. Apresenta-se uma breve introdução à Teoria Pura do Direito e algumas reflexões sobre a possibilidade de uma Teoria Pura da Ciência da Informação.

Ciência da informação: histórico, delimitação do campo e a sua perspectiva sobre a área da Comunicação

Carvalho,Larissa Akabochi de; Crippa,Giulia
Fonte: Escola de Ciência da Informação da UFMG Publicador: Escola de Ciência da Informação da UFMG
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2013 Português
Relevância na Pesquisa
46.38%
A partir de Saracevic, que aponta a Comunicação como um dos campos interdisciplinares da Ciência da Informação (C.I), este artigo procura estabelecer algumas relações entre essas duas áreas do conhecimento. Primeiramente, reflete sobre o histórico da Ciência da Informação e os três paradigmas (físico, cognitivo e social) que contribuíram para a delimitação do campo. Em seguida, discute a respeito das diferenças entre uma ciência moderna e uma ciência pós-moderna, assinalando que as duas se relacionam com a Ciência da Informação. Por fim, questiona a interdisciplinaridade da C.I e faz algumas considerações sobre os pontos que a separam e a aproximam da Comunicação, enquanto disciplina.

Uma abordagem integrada sobre ontologias: Ciência da Informação, Ciência da Computação e Filosofia

Almeida,Maurício Barcellos
Fonte: Escola de Ciência da Informação da UFMG Publicador: Escola de Ciência da Informação da UFMG
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2014 Português
Relevância na Pesquisa
46.36%
Ontologias têm sido propostas como uma alternativa para a criação de representações da realidade adequadas a computadores. Ao buscar pelo termo "ontologia" em um mecanismo de busca, abordagens bastante diferenciadas são encontradas. De fato, o termo "ontologia" tem sido empregado na Filosofia, Ciência da Computação e Ciência da Informação com diferentes particularidades. Para fazer bom uso do que as teorias ontológicas têm a oferecer é preciso entender o que tais teorias abordam e quais as suas origens. Esse artigo busca esclarecer o que significa estudar ontologias e quais as conexões o assunto pode fomentar entre diferentes campos de pesquisa. Inicia-se revisitando o sentido do termo no campo de pesquisa onde ele foi criado, a Filosofia, para em seguida buscar entender o seu uso atual em outros campos. Propõe-se então que o estudo de ontologias é um assunto genuíno e relevante de pesquisa em Ciência da Informação. Finalmente, conclui-se oferecendo uma visão sobre as oportunidades de pesquisa interdisciplinar no assunto.

A História da Ciência iluminando o ensino de visão

Barros,Marcelo Alves; Carvalho,Anna Maria Pessoa de
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências, campus de Bauru. Publicador: Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências, campus de Bauru.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/1998 Português
Relevância na Pesquisa
46.36%
Nosso objetivo neste artigo é discutir as contribuições da História da Ciência para o ensino de Física. Apontaremos duas maneiras de se utilizar a História da Ciência em sala de aula: por uma lado, servindo de instrumento para auxiliar o professor a compreender as dificuldades dos estudantes e, por outro, promover uma reflexão sobre a própria natureza da Ciência.

Problema, teoria e observação em ciência: para uma reorientação epistemológica da educação em ciência

Praia,João Felix; Cachapuz,António Francisco Carrelhas; Gil-Pérez,Daniel
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências, campus de Bauru. Publicador: Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências, campus de Bauru.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2002 Português
Relevância na Pesquisa
46.42%
Trabalhos recentes de investigação sugerem que freqüentemente os professores de ciências constroem imagens de ciência marcadas por visões de índole empirista/indutivista. O presente artigo desenvolve-se em torno de contributos da epistemologia, numa perspectiva de transposição para o campo da Educação em Ciência, isto é, centra a nossa atenção na busca e apropriação crítica de elementos fundamentadores de uma teorização para a Educação em Ciência, por sua vez, também ela capaz de orientar práticas educacionais. É com naturais limitações, decorrentes ainda do actual estatuto epistemológico da Educação em Ciência que procuramos desenvolver um conjunto de idéias sobre aspectos tão importantes como o problema, a teoria e a observação em Ciência, capazes de contribuir para que os professores se sintam mais informados e, por via disso, sejam mais capazes de fundamentar as suas opções educacionais e didácticas em relação à ciência que ensinam.

Da educação em ciência às orientações para o ensino das ciências: um repensar epistemológico

Cachapuz,António; Praia,João; Jorge,Manuela
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências, campus de Bauru. Publicador: Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências, campus de Bauru.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2004 Português
Relevância na Pesquisa
46.38%
No presente artigo, discute-se a construção epistemológica da Educação em Ciência como área interdisciplinar que integra, por apropriações e transposições educacionais, campos relevantes do saber, nomeadamente a Filosofia da Ciência, a História da Ciência, a Sociologia da Ciência e a Psicologia Educacional. Desenvolvem-se, em seguida, argumentos de natureza curricular e de política educativa4 que procuram clarificar, afinal, para quê e para quem a Educação em Ciência. Debruçamo-nos, necessariamente, por fim, sobre o ensino das Ciências e suas orientações preferenciais e que se perfilam como as mais congruentes com os referenciais teóricos enunciados. Note-se que esse percurso de pesquisa/teoria/prática exige reflexão, tempo, maturação de idéias, cumplicidade com a inovação e empenho na ação.

O Museu de Ciência: espaço da história da ciência

Valente,Maria Esther Alvarez
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências, campus de Bauru. Publicador: Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências, campus de Bauru.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2005 Português
Relevância na Pesquisa
46.4%
O artigo apresenta uma reflexão sobre o Museu de Ciência a partir de sua dimensão educativa. O que está em discussão é a abordagem sobre os temas científicos e a exploração dos objetos museológicos apresentados no sentido de facilitar o entendimento público da Ciência. Principalmente a partir da segunda metada do século XX, a comunicação nestes espaços, voltada para o público leigo, opta por estratégias que priorizam, quase exclusivamente, a apresentação de fenômenos científicos, construindo desta maneira saberes a-históricos. Com base na perspectiva da História da Ciência o esforço, hoje, é o de ampliar a interpretação dos temas e objetos, revelando a intangibilidade ligada a eles, e que compreendem o ato de criação científico, os processos de conhecimento da ciência e sua relação com o homem e a sociedade. Trata-se de uma abordagem que auxilia os indivíduos a dar significado aos conteúdos científicos.

História da Ciência: objetos, métodos e problemas

Martins,Lilian Al-Chueyr Pereira
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências, campus de Bauru. Publicador: Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências, campus de Bauru.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2005 Português
Relevância na Pesquisa
46.38%
O objetivo deste artigo é auxiliar o trabalho de pessoas que estão se iniciando na pesquisa de História da Ciência, especialmente em relação a um determinado tipo de trabalho a que nos dedicamos. Este tratará da escolha de um tema adequado de pesquisa, dos tipos de fontes encontradas em História da Ciência e de alguns problemas encontrados em trabalhos de História da Ciência. Este estudo levou à conclusão de que só se apreende a fazer pesquisa em História da Ciência a partir da prática e que um bom historiador da ciência se constrói a longo prazo.

A ciência nos meios de comunicação de massa: divulgação de conhecimento ou reforço do imaginário social?

Pechula,Márcia Reami
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências, campus de Bauru. Publicador: Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências, campus de Bauru.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2007 Português
Relevância na Pesquisa
46.36%
O texto descreve a crise teórico-metodológica da ciência moderna instaurada no século XX, contraposta ao imaginário social presente na recepção da ciência divulgada pelos meios de comunicação de massa. A descrição demonstra que há um paradoxo entre a produção do conhecimento científico, forjado nos centros e instituições científicas, e a visão geral daqueles que recebem as informações científicas via meios de comunicação de massa. Para tanto, o trabalho estrutura-se em quatro etapas: 1º) descreve o processo da crise teórico-metodológica da ciência no século XX, no âmbito acadêmico; 2º) analisa a formação dos elementos constitutivos do imaginário social, sob a perspectiva sociológica; 3º) analisa as condições da ciência como informação nos meios de comunicação de massa; 4º) demonstra a veiculação das informações científicas dos meios de comunicação de massa, exemplificada pela leitura da revista Superinteressante.

O ensino de história da química: contribuindo para a compreensão da natureza da ciência

Oki,Maria da Conceição Marinho; Moradillo,Edílson Fortuna de
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências, campus de Bauru. Publicador: Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências, campus de Bauru.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2008 Português
Relevância na Pesquisa
46.38%
Relata-se um estudo de caso que teve como objetivo explorar as potencialidades de aproximação entre História e Filosofia da Ciência da educação científica mediante utilização do ensino de História da Química. Visou-se auxiliar os alunos na compreensão da natureza da ciência e no aprendizado de conceitos químicos. O estudo envolveu a intervenção de uma professora/investigadora numa disciplina de História da Química e teve caráter exploratório, com abordagem de pesquisa qualitativa. A análise dos resultados utilizou o modelo misto, com categorias analíticas definidas a priori, que nortearam as dimensões epistemológicas de análise e a identificação de categorias emergentes, construídas a partir das respostas dos alunos a questionários abertos. Os resultados obtidos confirmaram a importância do espaço dessa disciplina para os alunos conhecerem a natureza da ciência, adquirindo concepções menos simplistas e mais contextualizadas sobre a ciência, apesar de alguma dificuldade na superação de concepções realistas ingênuas fortemente enraizadas em suas visões epistemológicas.

El descenso de las actitudes hacia la ciencia de chicos y chicas en la educación obligatoria

Vázquez-Alonso,Ângel; Manassero-Mas,María Antonia
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências, campus de Bauru. Publicador: Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências, campus de Bauru.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2011 Português
Relevância na Pesquisa
46.4%
Este estudio analiza empíricamente las actitudes relacionadas con la ciencia a través de tres dimensiones (imagen de la ciencia y la tecnología, ciencia escolar y preservación del medio ambiente), por sexo y edad, en una muestra de estudiantes españoles desde cuarto grado en adelante. La evolución de las actitudes hacia la ciencia escolar con el tiempo exhiben un perfil común de fuerte descenso global (son más positivas en los primeros grados de la escuela y van disminuyendo al aumentar la edad). Las actitudes hacia la ciencia escolar exhiben un gran descenso con la edad, mientras la imagen de la ciencia o el medio ambiente no están tan deterioradas; según el sexo, chicos y chicas exhiben patrones de descenso diferenciados. Se discuten algunas implicaciones de los resultados para la educación científica en la escuela y las vocaciones científicas, así como las limitaciones del estudio.

Resistência e criação de uma gaia ciência em tempos líquidos

Henning,Paula
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências, campus de Bauru. Publicador: Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências, campus de Bauru.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2012 Português
Relevância na Pesquisa
46.4%
O presente artigo busca problematizar o campo da ciência a partir do Paradigma Moderno. Provocando o saber científico, pretendo anunciar as marcas do paradigma que constituiu a ciência como a grande e única forma legítima de produzir conhecimento válido. Anunciando um novo tempo contemporâneo, o estudo traz, para discussão, o conceito de Zygmund Bauman sobre Modernidade Líquida. A partir dessas modificações e rachaduras no projeto mais duro de Modernidade, trago o filósofo Friedrich Nietzsche para pensar uma Gaia Ciência, como estratégia de resistência e criação de outras formas de fazer e pensar o campo da ciência na atualidade. Falo de uma ciência do contrassenso, que alia o riso e sabedoria. Um saber alegre que dá as costas à pretensiosa intenção do homem moderno: a obtenção do saber profundo.

Las imágenes inadecuadas de ciencia y de científico como foco de la naturaleza de la ciencia: estado del arte y cuestiones pendientes

Patricio Pujalte,Alejandro; Bonan,Leonor; Porro,Silvia; Adúriz-Bravo,Agustín
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências, campus de Bauru. Publicador: Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências, campus de Bauru.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2014 Português
Relevância na Pesquisa
46.4%
La presente reseña pretende dar cuenta del estado del arte en la línea de investigación didáctica denominada naturaleza de la ciencia, en particular en lo referente a las imágenes de ciencia y de científico sustentadas por diferentes audiencias. Entre los insumos tenidos en cuenta para esta elaboración se cuenta con las aportaciones surgidas de un curso de posgrado, en el sentido de haber permitido la apropiación de herramientas metadisciplinares destinadas a la redefinición y redimensionamiento del objeto de estudio en el proceso de investigación doctoral. La intención del proyecto es indagar cómo las ideas del profesorado de ciencias acerca de la ciencia y su enseñanza pueden ser obstáculos a la hora de conseguir buenos aprendizajes en estudiantes que acceden a la escuela con desventaja en términos de capital cultural. En este sentido, cobra importancia el grado de profundidad en la comprensión de la naturaleza de la ciencia que posee el profesorado.