Página 1 dos resultados de 89 itens digitais encontrados em 0.029 segundos

Adaptação transcultural e validação do instrumento Bowel Function in the Community, para a língua portuguesa; Validation and transcultural adaptation to the portuguese language of the Bowel Function in the Community instrument

Domansky, Rita de Cassia
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 30/09/2004 Português
Relevância na Pesquisa
46.65%
Os estudos internacionais sobre o hábito intestinal em populações aparentemente saudáveis, embora amplos e curiosos, revelam que aproximadamente 95% da população apresentam entre três evacuações por dia e três evacuações por semana. No Brasil, estudos semelhantes, considerando cultura, hábitos de vida e hábitos alimentares, entre outros, ainda são inexistentes. O objetivo deste estudo é realizar a adaptação transcultural do instrumento "Bowel Function in the Community" para a língua portuguesa e testar suas propriedades de medida, na versão traduzida para o português. Trata-se de um instrumento elaborado por Reilly e cols. (2000), composto de 70 questões agrupadas não em domínios mas em agrupamentos específicos: hábito intestinal geral; presença de incontinência anal: sintomas urinários; história de doenças anorretais e histórico cirúrgico; uso de serviços médicos e fatores de risco que podem contribuir para o desenvolvimento da incontinência anal. O processo de adaptação transcultural baseou-se preconizado por Beaton e cols (2002) e envolveu duas etapas: a tradução do instrumento para a língua portuguesa e a validação de suas propriedades de medida validade de conteúdo, confiabilidade inter-observadores e confiabilidade teste-reteste. A primeira etapa incluiu a tradução e a retro-tradução do instrumento - realizadas por profissionais de língua inglesa; a avaliação das versões original...

Avaliação de adolescentes em conflito com a lei: adaptação transcultural do Inventário de Personalidade de Jesness; Assessment of juvenile delinquents: cross-cultural adaptation of Jesness Personality Inventory

Oliveira, Alana Batistuta Manzi de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 03/08/2012 Português
Relevância na Pesquisa
36.68%
No Sistema de Justiça Juvenil, aferir o nível de envolvimento dos adolescentes com a prática de atos infracionais é um aspecto crucial às tomadas de decisão judicial e ao direcionamento das intervenções socioeducativas. Nesse contexto, a avaliação de aspectos da personalidade ajuda a verificar o quanto a atividade infracional remete a déficits desenvolvimentais. O Inventário de Personalidade de Jesness (IPJ) é um instrumento que permite a avaliação de adolescentes em conflito com a lei, a partir de suas características dominantes de personalidade. Desenvolvido no contexto norte-americano, especialmente para adolescentes que cometem atos infracionais, o IPJ é composto por 160 itens agrupados em 13 escalas: dez remetem a traços de personalidade, duas são de classificação baseadas em critérios do DSM-IV e há uma escala final denominada Índice de Associabilidade. O presente estudo integra os esforços de verificação da aplicabilidade do inventário ao contexto brasileiro, tendo como objetivo realizar a adaptação transcultural da versão revisada do IPJ para adolescentes brasileiros, do sexo masculino, com idade entre 14 e 18 anos. A adaptação transcultural do instrumento envolveu procedimentos de tradução...

Adaptação transcultural do instrumento Atenció Sanitària de Les Demències: la visió de L' Atenció Primarià; Cross-cultural adaptation of the instrument Atenció Sanitària de Les Demències: la visió de L' Atenció Primarià

Costa, Gislaine Desani da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 29/07/2014 Português
Relevância na Pesquisa
46.45%
Introdução: no Brasil e em vários países do mundo, observa-se o aumento progressivo do número de idosos, como resultado da melhoria das condições de vida das populações e dos avanços tecnológicos na área da saúde. Esse processo tem ocasionado alterações nos perfis de morbimortalidade, com aumento de doenças crônico-degenerativas, dentre elas, as demências. Cuidar de pessoas com demência representa uma sobrecarga para as famílias. O reconhecimento dos sintomas da doença pode diminuir a tensão decorrente do cuidado e contribuir para a qualidade de vida do paciente e seus familiares. Desde 2006, a avaliação para rastreamento de demência faz parte do Caderno de Atenção Básica a Saúde do Idoso: Envelhecimento e Saúde da Pessoa Idosa. No entanto, raramente é realizada na Atenção Básica. Muitos profissionais referem que não se sentem preparados e que não receberam formação ou treinamento para tal. Objetivo: disponibilizar para o Brasil o instrumento adaptado Atenció Sanitària de Les Demències: la visió de L' Atenció Primarià nas versões para médicos e enfermeiros para a avaliação das necessidades de qualificação desses profissionais no atendimento a idosos com demência na Atenção Básica. Método: utilizou-se um protocolo de adaptação transcultural composto por seis etapas: tradução inicial feita por dois tradutores bilíngues do catalão para o português; síntese das traduções com aval dos dois tradutores; retrotradução feita por dois tradutores do português para o catalão; revisão por um comitê de juízes composto por médicos e enfermeiros especialistas no assunto; pré-teste com a aplicação do instrumento a 35 médicos e 35 enfermeiros atuantes em Unidades Básicas de Saúde com Estratégia Saúde da Família da região Sul do município de São Paulo...

Adaptation for Brazilian Portuguese of a scale to measure willingness to wear condoms; Adaptação para o português de uma escala para medir intenção de utilizar preservativos

Meyer, Elisabeth; Carvalhal, Adriana; Pechansky, Flavio
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
36.45%
Introdução: Descrevemos o processo de tradução e adaptação para a língua portuguesa da “Stages of Change for Condom Use Scale” – Escala Estágios de Mudança para o Uso do Preservativo - desenvolvida na Universidade de Rhode Island, EUA. A escala tem como foco avaliar a prontidão para o uso de preservativos baseado nos estágios de mudança. O objetivo foi traduzir, realizar as adaptações necessárias e avaliar a aplicabilidade da escala em português. Método: Uma primeira versão em português da escala, seguindo os critérios internacionalmente aceitos para adaptação transcultural de instrumentos, foi aplicada em 15 indivíduos que se diferenciavam quanto às variáveis sociodemográficas. Resultados: Houve necessidade de ajustes para viabilizar a adaptação, o que permitiu a obtenção da versão final da escala Estágios de Mudança para o Uso do Preservativo. Os sujeitos desta amostra demonstraram boa aceitação e compreensão dos itens apresentados através da escala. Conclusão: A utilização da escala com indivíduos de diferentes extratos sociodemográficos possibilitou fazer as necessárias adequações à realidade sociocultural brasileira e ao nível de compreensão de qualquer pessoa.; Introduction: We describe the process of translation and adaptation into Brazilian Portuguese of the Stages of Change for Condom Use...

Estudo transcultural de avaliação da sintomatologia depressiva em pacientes hospitalizados

Fleck, Marcelo Pio de Almeida
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
46.6%
Introdução- Os estudos transculturais permanecem uma estratégia importante para examinar a validade dos sintomas e dos diagnósticos em Psiquiatria. No Brasil, não há trabalhos que comparem de forma não-impressionistica a sintomatologia depressiva observada com a de outras culturas. A presente tese consiste num estudo transversal que compara a sintomatologia depressiva de pacientes deprimidos internados em dois serviços Universitários da França e em um do Brasil. Métodos- Foram avaliados de forma consecutiva 130 pacientes internados por uma síndrome depressiva, sendo 60 em serviços Universitários de Paris (França) e 70 em Porto Alegre (Brasil), respeitando critérios de inclusão e exclusão bem definidos. Todos os pacientes foram examinados através de uma entrevista semi-estruturada que permitia que fossem obtidos dados para o preenchimento de 4 escalas de depressão: Escala de Hamilton para depressão (17 itens), Escala de Montgomery-Asberg, Escala de lentificação depressiva e uma Escala Complementar de sintomatologia depressiva adaptada para este estudo. Todos os pacientes foram avaliados por um mesmo entrevistador bilíngüe (nos dois países). O diagnóstico foi estabelecido segundo os critérios do DSM e da CID-10 através do Composite International Diagnostic Interview (CIDI). A amostra obtida foi semelhante em relação ao sexo...

Translation and cross-cultural adaptation into Brazilian Portuguese of the Measure of Parental Style (MOPS) - a self-reported scale - according to the International Society for Pharmacoeconomics and Outcomes Research (ISPOR) recommendations; Tradução e adaptação transcultural para o português brasileiro do instrumento autoaplicável Measure of Parental Style (MOPS) utilizando as recomendações da International Society for Pharmacoeconomics and Outcomes Research (ISPOR)

Baeza, Fernanda Lucia Capitanio; Caldieraro, Marco Antonio Knob; Pinheiro, Diesa Oliveira; Fleck, Marcelo Pio de Almeida
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
46.45%
Objetivo: Descrever a metodologia de tradução e adaptação do Measure of Parental Style, instrumento autoaplicável desenvolvido originalmente em inglês, segundo as recomendações da International Society for Pharmacoeconomics and Outcomes Research, analisando-a criticamente em relação a outras metodologias utilizadas para o mesmo fim. Método: Foram utilizadas as diretrizes do Translation and Cultural Adaptation group, vinculado à International Society for Pharmacoeconomics and Outcomes Research, seguindo os passos: preparação; primeira tradução; reconciliação; retrotradução; revisão da retrotradução; harmonização; estudo piloto; revisão dos resultados do estudo piloto; revisão sintática e ortográfica; relato final. Conclusão: Uma tradução e adaptação transcultural criteriosa e de qualidade contribui para que o instrumento possa medir o que se propõe em diversas culturas. Apresentar este processo, assim como seu produto final, possibilita a utilização desta experiência na adaptação de outros instrumentos.; Objective: To describe the translation and adaptation methodology for the Measure of Parental Style, a self-report instrument developed originally in English, following the International Society for Pharmacoeconomics and Outcomes Research guidelines...

Adaptação transcultural e validação da Self-Care of Heart Failure Index versão 6.2 para uso no Brasil

Ávila, Christiane Wahast
Tipo: dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
36.53%
Estudos ao longo dos últimos anos têm enfatizado a importância da educação sobre o autocuidado na insuficiência cardíaca (IC), assim como a avaliação da efetividade de sua implementação por meio de instrumentos validados. Pesquisadores americanos desenvolveram uma escala denominada Self-Care of Heart Failure Index version 6.2 (SCHFI v 6.2) que permite a avaliação do autocuidado nas etapas de manutenção, manejo e confiança possibilitando identificar em que etapa o autocuidado está prejudicado. No Brasil, não existem escalas validadas que avaliem o autocuidado em pacientes com IC contemplando essas etapas. Este estudo teve como objetivo adaptar transculturalmente e validar a versão em português da SCHFI v 6.2. Realizou-se um estudo metodológico desenvolvido no Ambulatório de Insuficiência Cardíaca do Hospital de Clínicas de Porto Alegre. A SCHFI v 6.2 apresenta 22 itens divididos em três subescalas (Manutenção do Autocuidado, Manejo do Autocuidado e Confiança do Autocuidado) que podem ser aplicadas separadamente, com escores máximos de 100 pontos (escores acima de 70 pontos indicam um autocuidado adequado). A versão adaptada e validada para o Brasil foi denominada de Escala de Autocuidado para Pacientes com Insuficiência Cardíaca (EAC-IC).As propriedades psicométricas testadas foram a validade de face e de conteúdo (comitê de juízes)...

Adaptação cultural do instrumento Work Role Functioning Questionnaire; The cross-cultural adaptation of the Work Role Functioning Questionnaire in Brazilian Portuguese

Cristiane Helena Gallasch
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 14/02/2007 Português
Relevância na Pesquisa
46.6%
Afecções osteomusculares representam um sério problema de saúde pública, causando absenteísmo, afastamentos e incapacidade funcional nas diversas categorias de trabalhadores. Questionários são considerados úteis para investigar os sintomas osteomusculares, sendo possível identificar fatores do ambiente trabalho associados com o desenvolvimento desses distúrbios. Os objetivos deste estudo foram traduzir e adaptar culturalmente o instrumento Work Role Functioning Questionnaire para o português falado no Brasil, assim como avaliar sua confiabilidade para aplicação em indivíduos com distúrbios osteomusculares. A adaptação cultural foi realizada conforme as recomendações da literatura internacional, obedecendo as etapas de tradução, retro-tradução, e revisão por um comitê de especialistas. Foi realizado pré-teste com a participação de 30 indivíduos com sintomas osteomusculares. As propriedades psicométricas foram avaliadas após a participação de 105 sujeitos portadores de sintomas osteomusculares e 105 indivíduos sem sintomas. A confiabilidade foi avaliada por meio da consistência interna e estabilidade, com resultados satisfatórios para o instrumento como um todo (alfa de Cronbach = 0,95). Na avaliação de cada sub-escala...

Adaptação cultural e linguística e validação do instrumento QOL-AD para Portugal

Bárrios, Helena Sofia Garrido, 1970-
Tipo: info:eu-repo/semantics/masterthesis
Publicado em //2012 Português
Relevância na Pesquisa
36.58%
Tese de mestrado, Cuidados Paliativos, Faculdade de Medicina, Universidade de Lisboa, 2013; Objectivos: Tradução, adaptação transcultural e validação da escala QOL-AD para Portugal. Métodos: Após um processo de tradução e adaptação transcultural de acordo com as recomendações internacionais, a escala foi aplicada a uma amostra de 104 díades doente/cuidador. Os doentes foram recrutados em contexto ambulatório (n=55) e de internamento em Unidade de Demência/Cuidados Continuados (n=49). Foram incluídos doentes com Défice Cognitivo Ligeiro (DCL) (n=35) e demência ligeira a moderada (MMSE?10) (n=69), por doença de Alzheimer ou demência vascular. Foram estudadas a aceitabilidade, fiabilidade, validade de critério concorrente e discriminativa das escalas. Resultados: A versão portuguesa da QOL-AD revelou boa consistência interna (?- Cronbach para a versão do doente (QOL-ADd) e cuidador (QOL-ADc) de 0,867 e 0,858 respectivamente), e estabilidade teste-reteste com duas semanas de intervalo (Coeficiente de Correlação Intraclasse (CCI): QOL-ADd=0,916, p; Objectives: Translation and transcultural adaptation of the QOL-AD to European Portuguese language and culture, and assessment of the psychometric properties of the instrument. Methods: After a process of translation and transcultural adaptation of the QOL-AD scale...

Validação transcultural da escala de felicidade subjectiva de Lyubomirsky e Lepper

Ribeiro, José Luís Pais
Fonte: Sociedade Portuguesa de Psicologia da Saúde Publicador: Sociedade Portuguesa de Psicologia da Saúde
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2012 Português
Relevância na Pesquisa
36.45%
Felicidade é um construto semelhante ao bem-estar subjectivo e tornou-se uma variável importante para a psicologia: é um construto complementar da saúde mental. Lyubomirsky e Lepper, desenvolveram uma medida de felicidade subjectiva com quatro itens. O objectivo do presente estudo é fazer uma validação transcultural desta medida. Os participantes constituem uma amostra de conveniência de 516 indivíduos, 54,3 % mulheres, idade média de 35,18 anos. O material utilizado são a escala de felicidade subjectiva, e ara a validade concorrente e discriminante, um item para a avaliação da satisfação global com a vida, a escala de bem-estar geral, a escala de bem-estar pessoal, o inventário de saúde mental com cinco itens, mais um item para avaliar a percepção de saúde e outro para a percepção de qualidade de vida. O teste para a hipótese de os quatro itens constituírem um único factor foi realizado através da análise factorial confirmatória, e mostra um bom ajustamento (CFI =0,97 e SRMR=0,03). A consistência interna e a validade convergente e discriminante mostram valores apropriados. A média é semelhante à das diferentes amostras utilizadas no estudo original. Como conclusão podemos afirmar que a versão portuguesa da escala de felicidade subjectiva mostra propriedades psicométricas idênticas às da versão original e que pode ser utilizada para comparação na investigação trans-cultural.; Abstract: Happiness is similar to subjective well-being and is becoming an important variable for psychology: it is a complementary construct for mental health. Lyubomirsky and Lepper...

Adaptação transcultural da tradução para o português de termos incluídos na CIPE® e identificados no projeto CIPESC

Nóbrega,Maria Miriam Lima da; Garcia,Teima Ribeiro
Fonte: Associação Brasileira de Enfermagem Publicador: Associação Brasileira de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2002 Português
Relevância na Pesquisa
36.6%
Os sistemas de classificação em enfermagem têm contribuído para delimitar nosso campo de atuação, identificando conceitos que fazem parte de nossa linguagem profissional e promovendo o conhecimento acerca de seus ignificados. Neste trabalho, relata-se o processo de adaptação transcultural de 145 termos identificados no projeto CIPESC e já incluídos no eixo Foco da prática da Classificação de Fenômenos de Enfermagem da CIPE® - versão Beta, através da comparação entre a tradução destes termos para o português do Brasil e sua tradução realizada para o português de Portugal, tendo o texto original em inglês como base de comparação.

Operacionalização de adaptação transcultural de instrumentos de aferição usados em epidemiologia

Reichenheim,Michael Eduardo; Moraes,Claudia Leite
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2007 Português
Relevância na Pesquisa
46.53%
O objetivo do artigo foi propor uma sistemática operativa para avaliar o processo de adaptação transcultural de instrumentos desenvolvidos em outros contextos lingüístico sócio-culturais. São feitas considerações sobre a necessidade do uso de instrumentos de aferição robustos; a importância de instrumentos "universais" que permitam sintonias transculturais; e a necessidade de partir para adaptação em contraposição ao desenvolvimento de um instrumento novo. Aborda-se a existência de controvérsias e diferentes propostas processuais na literatura e apresenta-se um modelo de adaptação. Essa síntese envolve os passos operativos dos processos de avaliação de equivalência conceitual, de itens, semântica e operacional, e apresenta um roteiro de análise psicométrica que alicerça a avaliação de equivalência de mensuração. Finalmente, reforça-se a necessidade de cuidar da qualidade da informação em estudos epidemiológicos, incluindo meticulosos processos de adaptação transcultural nas agendas de pesquisas.

Operacionalização de adaptação transcultural de instrumentos de aferição usados em epidemiologia

Reichenheim,Michael Eduardo; Moraes,Claudia Leite
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2007 Português
Relevância na Pesquisa
46.53%
O objetivo do artigo foi propor uma sistemática operativa para avaliar o processo de adaptação transcultural de instrumentos desenvolvidos em outros contextos lingüístico sócio-culturais. São feitas considerações sobre a necessidade do uso de instrumentos de aferição robustos; a importância de instrumentos "universais" que permitam sintonias transculturais; e a necessidade de partir para adaptação em contraposição ao desenvolvimento de um instrumento novo. Aborda-se a existência de controvérsias e diferentes propostas processuais na literatura e apresenta-se um modelo de adaptação. Essa síntese envolve os passos operativos dos processos de avaliação de equivalência conceitual, de itens, semântica e operacional, e apresenta um roteiro de análise psicométrica que alicerça a avaliação de equivalência de mensuração. Finalmente, reforça-se a necessidade de cuidar da qualidade da informação em estudos epidemiológicos, incluindo meticulosos processos de adaptação transcultural nas agendas de pesquisas.

Escala de avaliação de comportamento sexual de risco para adultos: tradução e adaptação transcultural para o português brasileiro

Pinto,Diana de Souza; Veloso Filho,Carlos Linhares; Wainberg,Milton L.; Mattos,Paulo Eduardo Luís de; Meyer-Bahlburg,Heino F. L.
Fonte: Sociedade de Psiquiatria do Rio Grande do Sul Publicador: Sociedade de Psiquiatria do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2007 Português
Relevância na Pesquisa
46.47%
INTRODUÇÃO: A investigação sistemática e detalhada dos comportamentos sexuais de risco constitui um dos principais alicerces para o desenvolvimento de pesquisas que visam à criação de intervenções eficazes para a prevenção do HIV. OBJETIVO: Descrever e discutir as etapas do processo de adaptação lingüístico-cultural das versões masculina e feminina da Escala de Avaliação de Comportamento Sexual de Risco para pacientes psiquiátricos para o português brasileiro pelo Projeto Interdisciplinar em Sexualidade, Saúde Mental e AIDS. MÉTODOS: Treinamento dos investigadores brasileiros no instrumento original, comparação da tradução e da retrotradução, seguida de adaptação lingüístico-cultural à luz da fase formativa do projeto, resultando em uma versão utilizada no treinamento dos entrevistadores brasileiros em entrevistas com pacientes psiquiátricos. Verificação lingüística, confiabilidade qualitativa do instrumento e confiabilidade entre entrevistadores constituíram as etapas complementares para a versão final do questionário. RESULTADOS: Exclusão e adição de seções e itens da escala, tanto nos aspectos conceituais quanto estruturais, foram realizadas, bem como a incorporação de achados resultantes da fase formativa do piloto da pesquisa e mudanças lingüísticas relativas ao registro empregado.

Adaptação transcultural de índices de qualidade de vida relacionada à saúde bucal

Castro,Rodolfo de Almeida Lima; Portela,Margareth C.; Leão,Anna Thereza
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2007 Português
Relevância na Pesquisa
46.45%
O objetivo do presente trabalho foi avaliar criticamente o processo de adaptação transcultural dos principais instrumentos de qualidade de vida relacionados à saúde bucal. Foram realizadas buscas nas bases de dados bibliográficos LILACS e MEDLINE, com o intuito de encontrar estudos que se propuseram a adaptar instrumentos para mensuração de qualidade de vida relacionada à saúde bucal para culturas diferentes daquela em que o instrumento original foi desenvolvido. Vinte e nove artigos foram avaliados. Foi verificada grande disparidade nos métodos empregados para adaptar instrumentos de mensuração de qualidade de vida relacionada à saúde bucal, o que limita a futura utilização dos indicadores não adaptados corretamente, uma vez que eles podem não representar uma medida correta da saúde dessa população.

Equivalência semântica, de itens e conceitual da versão brasileira do Neighborhood Environment Walkability Scale for Youth (NEWS-Y)

Lima,Alex Vieira; Rech,Cassiano Ricardo; Reis,Rodrigo Siqueira
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2013 Português
Relevância na Pesquisa
36.45%
O objetivo deste estudo foi descrever o processo de tradução e adaptação transcultural da versão brasileira do questionário Neighborhood Environment Walkability Scale for Youth (NEWS-Y). Foram realizadas traduções independentes para o português da versão original do NEWS-Y e respectivas retrotraduções para o inglês. A análise da adaptação semântica e conceitual foi realizada por um grupo de especialistas. A versão traduzida do NEWS-Y foi aplicada em amostra de oito adolescentes de ambos os sexos e apresentou fácil compreensão. Após discretas modificações apontadas nos processos de tradução, o grupo de especialistas considerou que a versão para o idioma português do NEWS-Y apresentou equivalências semântica e conceitual. A versão traduzida do NEWS-Y necessitou de poucos ajustes para garantir a adaptação conceitual, de itens e semântica. Sugere-se que estudos complementares sejam realizados para analisar as outras etapas da adaptação transcultural da versão do NEWS-Y em português no contexto brasileiro.

Equivalência conceitual, de itens, semântica e operacional da versão brasileira do s-EMBU para aferição de práticas educativas parentais em adolescentes

Sampaio,Paula Florence; Moraes,Claudia Leite; Reichenheim,Michael
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2014 Português
Relevância na Pesquisa
36.45%
O processo de educação de crianças e adolescentes por seus pais tem sido pouco valorizado em pesquisas que embasam ações de promoção de saúde e bem-estar infantil. Esta nota apresenta a primeira fase do processo de adaptação transcultural da versão brasileira para adolescentes do instrumento s-EMBU, que pretende aferir as práticas educativas parentais. Baseado no modelo universalista, este estudo focaliza as quatro primeiras etapas desse processo: avaliação das equivalências conceitual, de itens, semântica e operacional. Para tal, foram feitas revisão da literatura, discussão com especialistas, tradução e retrotradução dos itens. Entretanto, pré-teste realizado com dez adolescentes revelou que alguns itens ainda não captavam os construtos subjacentes pretendidos. Após mudanças em sua redação, esses foram compreendidos corretamente, conforme proposto pelo instrumento original. Os achados apresentados indicam que essa versão brasileira do s-EMBU para adolescentes parece promissora, devendo ser realizados estudos psicométricos futuros a fim de complementar seu processo de adaptação transcultural.

A sexualidade no processo do envelhecimento: novas perspectivas - comparação transcultural

Vasconcellos,Doris; Novo,Rosa Ferreira; Castro,Odair Perugini de; Vion-Dury,Kim; Ruschel,Ângela; Couto,Maria Clara Pinheiro de Paula; Colomby,Patrick de; Giami,Alain
Fonte: Programa de Pós-graduação em Psicologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte Publicador: Programa de Pós-graduação em Psicologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2004 Português
Relevância na Pesquisa
56.6%
As terapias de reposição hormonal assim como as novas moléculas (sildenafil, tadalafil) que lutam contra as disfunções da ereção revelaram a demanda crescente na área da saúde sexual na segunda metade da vida. Entretanto, o lugar da sexualidade no processo de envelhecimento constitui um assunto particularmente contaminado por preconceitos. A complementaridade entre a teoria sociológica e a teoria psicanalítica permite esclarecer a dupla natureza deste fenômeno, em que o recalcamento intrapsíquico é fruto, em primeiro lugar, dos ideais culturais interiorizados. Com o propósito de uma comparação transcultural, procedeu-se à aplicação de um questionário amplo a duas amostras, uma brasileira e outra portuguesa, de maneira a caracterizar conhecimentos, atitudes, crenças e práticas sobre a vivência do corpo e da sexualidade de 187 pessoas entre 52 e 90 anos gozando de boa saúde física e mental.

Adaptação transcultural do questionário HIV/AIDS-Target Quality of Life para avaliação da qualidade de vida em pacientes com HIV/aids

Moser,Ana Maria Martins; Traebert,Jefferson
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2011 Português
Relevância na Pesquisa
46.53%
O objetivo desse estudo foi realizar a adaptação transcultural do questionário HIV/AIDS-Target Quality of Life Instrument para o português e avaliar suas propriedades psicométricas. Foram realizadas traduções, síntese das traduções, retrotradução, análise por comitê de especialistas, teste da versão pré-final, estudos de validade e confiabilidade. As propriedades psicométricas foram avaliadas pela administração da versão brasileira em cinquenta pacientes consecutivos soropositivos atendidos no Ambulatório de DST/HIV/aids de São Miguel do Oeste (SC). Observou-se a consistência interna através do a-Cronbach. A confiabilidade foi estimada pelo coeficiente de correlação intraclasses e diagrama de Bland-Altmann. A validade foi observada comparando os escores do instrumento com o WHOQOL-HIV-Bref por meio do coeficiente de correlação por postos de Spearman. Os resultados apontaram para um a-Cronbach de 0,893. A correlação inter-entrevistador foi de 0,934 e intra-entrevistador de 0,977. A correlação com WHOQOL-HIV-Bref foi de 0,824. Pôde-se concluir que o processo de adaptação transcultural obteve sucesso e o instrumento adaptado demonstrou boas propriedades psicométricas.

Tradução e adaptação transcultural do Northwestern Dysphagia Patient Check Sheet para o português brasileiro

Magalhães Junior,Hipólito Virgílio; Pernambuco,Leandro de Araújo; Souza,Lourdes Bernadete Rocha de; Ferreira,Maria Angela Fernandes; Lima,Kenio Costa de
Fonte: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia Publicador: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2013 Português
Relevância na Pesquisa
46.6%
OBJETIVO: Apresentar a tradução e adaptação transcultural do protocolo Northwestern Dysphagia Patient Check Sheet (NDPCS) para o português brasileiro. MÉTODOS: A etapa de tradução foi realizada por dois fonoaudiólogos bilíngues, seguida da retrotradução por uma nativa bilíngue da língua materna e, posteriormente, pela comparação das três versões por um comitê formado por três fonoaudiólogos. A versão final do NDPCS foi inicialmente aplicada em 35 voluntários na faixa etária entre 62 e 92 anos (74,77±7,08), sem diagnóstico clínico de demência ou queixa de disfagia. Após os ajustes, foi aplicado em outros 27 voluntários na faixa etária entre 60 e 87 anos (76,56±7,07) com o mesmo perfil da etapa anterior. RESULTADOS: Houve discordância de equivalência semântica em relação a um item, modificado na versão traduzida. As tarefas solicitadas para observação durante a deglutição foram adaptadas em relação ao alimento oferecido na textura sólida e aos volumes utilizados nas consistências pastosa e líquida. O instrumento manteve a mesma estrutura da versão original, com cinco categorias incluindo 28 itens, três variáveis resumidas e quatro desfechos. CONCLUSÃO: O protocolo NDPCS, traduzido e adaptado para o português brasileiro...