Página 1 dos resultados de 7 itens digitais encontrados em 0.040 segundos

Problemas de comportamento externalizantes na inf??ncia: a viol??ncia em foco

Pesce, Renata Pires
Tipo: thesis
Português
Relevância na Pesquisa
26.33%
No presente estudo o enfoque ?? dado ?? viol??ncia ocorrida no ambiente familiar, na escola e na comunidade e a sua associa????o com problemas de comportamento externalizantes na inf??ncia e adolesc??ncia, fases da vida que requerem prote????o, aten????o e cuidado, j?? que constituem alicerces importantes para todo o desenvolvimento. Contudo, apesar dos avan??os em importantes ??reasdo conhecimento como a psicologia do desenvolvimento e a psiquiatria infantil ede conquistas sociais como as leis de prote????o ?? popula????o infanto-juvenil hoje existentes, ainda se constata uma situa????o mundial de neglig??ncia aos direitos infanto-juvenis.Objetivo: Investigar, atrav??s da t??cnica da an??lise de correspond??ncia m??ltipla e an??lise de cluster, a rela????o entre comportamentos externalizantes na inf??ncia, a presen??a / aus??ncia de viol??ncias vividas na fam??lia, na escola e na comunidade e g??nero.

Influência da escola na homogeneização de padrões e comportamentos de saúde nas populações infanto-juvenis de meio rural e meio urbano

Gonçalves, Artur; Carvalho, Graça Simões de
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: info:eu-repo/semantics/conferenceobject
Publicado em //2010 Português
Relevância na Pesquisa
46.67%
A partir de 1948, com a criação da Organização Mundial de Saúde (OMS), o Homem passa a ser considerado na sua dimensão bio-psico-social, ou seja, numa nova concepção holística da saúde. A concretização do direito fundamental à saúde implica o assumir de responsabilidades a nível societal, governamental e individual, para que todos os cidadãos tenham acesso à escola e assim possam desenvolver capacitação e literacia em saúde. Procurando verificar em que medida a escola influencia a homogeneização dos padrões e dos comportamentos em saúde nas populações infanto-juvenis de meio rural (Boticas) e meio urbano (Braga), foi constituída uma amostra de 800 alunos, sendo 400 de meio rural e outros 400 de meio urbano. Na recolha de dados utilizou-se um questionário composto por 10 eixos de investigação onde se abordam várias dimensões relacionadas com a construção da saúde. Os dados obtidos mostram claramente que a acção educativa constitui um poderoso meio de homogeneização dos padrões de comportamentos de saúde em jovens de meio rural e de meio urbano, já que no início da escolaridade (1º ano) apresentavam concepções substancialmente diferentes, as quais se foram esbatendo progressivamente ao longo da escolaridade...

Efeito da escolarização na convergência de modelos e de comportamentos de saúde em jovens estudantes portugueses de meio rural e meio urbano; Schooling effect on the convergence of models and health behaviours in young rural and urban Portuguese students

Carvalho, Graça Simões de; Gonçalves, Artur
Fonte: ABRAPEC Publicador: ABRAPEC
Tipo: info:eu-repo/semantics/conferenceobject
Publicado em /09/2012 Português
Relevância na Pesquisa
46.35%
A concretização do direito fundamental à saúde implica assumir responsabilidades a nível societal, governamental e individual, para que todos os cidadãos tenham acesso à escola e assim possam desenvolver capacitação e literacia em saúde. Procurando verificar em que medida a escola influencia a homogeneização dos padrões e dos comportamentos em saúde nas populações infanto-juvenis de meio rural (Boticas) e meio urbano (Braga), foi constituída uma amostra de 800 alunos, 400 de meio rural e 400 de meio urbano. Na recolha de dados aplicou-se um questionário com 10 eixos de investigação abordando várias dimensões de saúde. No início da escolaridade (1º ano) as crianças de meio rural e de meio urbano apresentavam conceções substancialmente diferentes, que se foram esbatendo progressivamente ao longo da escolaridade, para, no final do ensino básico (9º ano), tenderem a convergir para valores aproximados em todas as dimensões analisadas, mostrando assim o efeito homogeneizador da ação educativa.; The realization of the fundamental rights to health involves responsibilities at societal, governmental and individual levels, so that all citizens have access to school and so they can develop skills and health literacy. In order to estimate to what extent the school influences the homogenization of standards and health behaviours in children and young people of rural (Boticas) and urban (Braga) areas...

Literacia, comunicação e cidadania: a televisão como parte da solução, o caso do canal K SIC

Lopes, Maria da Conceição de Oliveira; Pereira, Hugo
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: conferenceobject
Português
Relevância na Pesquisa
26.42%
A comunicação que se apresenta coloca em destaque a natureza consequencial da literacia e da cidadania. Defende-se que, tal como a comunicação Humana, estes dois fenómenos partilham da condição de Ser do Humano que cada sujeito manifesta, no seu estar situado no mundo, através dos mundos da experiência, numa pluralidade de efeitos. Literacia, cidadania e comunicação são condições da natureza humana, pré-existentes a qualquer uma das suas manifestações e consequentes efeitos, comuns à Hominidade, formando um todo indivisível. Esta perspectiva contrapõe-se, por um lado, à visão de manifestação da literacia confinada ao entendimento da aquisição de determinadas competências e, por outro lado, ao entendimento da cidadania como exercício ou participação no poder e na governação das instituições. Deste modo, a literacia e a cidadania compartilham com a comunicação a mesma necessidade de serem promovidas e desenvolvidas. Contudo, a sua análise não poderá ficar restrita às dimensões de manifestação e de efeitos, esquecendo a condição de natureza que as precede e as torna possíveis. Partindo-se da premissa de que a televisão e os conteúdos da programação televisiva infanto-juvenil continuam a atrair as crianças...

Comportamentos de saúde infanto-juvenis: perspetivas e realidades

Albuquerque, Carlos; Pereira, Anabela; Oliveira, António; Nave, Filipe; Leal, Isabel; Duarte, João; Bonito, Jorge; Rodrigues, Manuel; Ferreira, Manuela; Costa, Maria da Graça; Nunes, Maria Madalena; Nelas, Paula; Franco, Vítor; Rodrigues, Vítor
Fonte: Escola Superior de Saúde do Instituto Politécnico de Viseu Publicador: Escola Superior de Saúde do Instituto Politécnico de Viseu
Tipo: book
Português
Relevância na Pesquisa
66.81%
A Saúde Pública Nova, em plena era do conhecimento, não ignora a importância dos problemas equacionados. Como se sabe, o objetivo central é prolongar a vida dos cidadãos, numa ótica de envelhecimento ativo, que abrange todo o ciclo de vida. Isto é, do nascimento ao final da vida. É neste contexto que os comportamentos de crianças em idade escolar são especialmente importantes. A transmissão de mais informação aos cidadãos, na perspetiva de conduzir a maior aquisição de conhecimentos, tem em vista a adoção consciente de comportamentos saudáveis. É este o princípio que constitui a base daquele objetivo. Pedagogos, psicólogos, especialistas em ciências sociais, enfermeiros e médicos reconhecem a imensa complexidade da análise dos comportamentos em adolescentes. Temas tão oportunos como a educação sexual ou os padrões alimentares e, ainda, o perfil comportamental associado ao risco de acidentes ou, também, a obesidade ou o tabagismo, contam, com esta edição, com o apoio de textos reunidos ao estilo de coletânea de utilidade indiscutível. São, hoje, bem conhecidas as relações causa-efeito entre certos fatores de risco e a incidência de doenças, tantas vezes evitáveis pelo próprio comportamento. Este binómio entre...

A finalidade educativa das narrativas infanto-juvenis portuguesas actuais

Balça, Ângela Maria Franco Martins Coelho de Paiva
Fonte: Universidade de Évora Publicador: Universidade de Évora
Tipo: Tese de Doutorado
Português
Relevância na Pesquisa
66.77%
Dada a importância da leitura na sociedade contemporânea e a urgência da formação de crianças e jovens leitores, que tenham o gosto pela leitura e que tenham adquirido, desde cedo, hábitos de leitura, pareceu-nos pertinente e actual estudar os textos literários, que estão à disposição dos mais novos e que foram criados a pensar neles, ou seja, os textos de literatura infanto-juvenil. A literatura infanto-juvenil é sobretudo divulgada na escola e está presente na sala de aula, através dos documentos programáticos, designadamente de Língua Portuguesa, através dos manuais escolares e através dos livros que os próprios alunos trazem para dentro da escola e da sala de aula. Assim, pensámos que seria relevante conhecer e compreender quais as propostas de leitura, que eram sugeridas às crianças, através da literatura infanto-juvenil, designadamente através das narrativas, tentando compreender que comportamentos, que paradigmas e que valores estas narrativas transmitem aos leitores mais novos e que, certamente, contribuem para a sua formação global. Neste sentido, seleccionámos um coreus para estudo, constituído por narrativas infanto-juvenis portuguesas actuais, que foi analisado através de uma ficha de análise...

A comunicação dos treinadores de futebol de equipes infanto-juvenis amadores e profissionais durante a competição

Santos,Fernando Jorge Lourenço dos; Sequeira,Pedro Jorge Richheimer Marta de; Rodrigues,José de Jesus Fernandes
Fonte: Universidade Estadual Paulista Publicador: Universidade Estadual Paulista
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2012 Português
Relevância na Pesquisa
46.75%
No futebol, a comunicação durante a competição é a forma que o treinador utiliza para transmitir informação com o objetivo de otimizar o rendimento dos jogadores. Pretendemos caracterizar e comparar os comportamentos de instrução dos treinadores de times de jogadores infanto-juvenis e adultos. Foram filmados dez treinadores (cinco de equipes infanto-juvenis e cinco de equipes de adultos) em dezenove jogos. O sistema de observação para recolha de dados relativos ao comportamento de instrução foi o SAIC. Os resultados obtidos demonstram a existência de diferenças entre os treinadores de equipes infanto-juvenis e de adultos no que diz respeito à instrução, à atenção e ao comportamento motor reativo.