Página 1 dos resultados de 521 itens digitais encontrados em 0.020 segundos

Visión de jóvenes Costarricenses, de zonas rurales, en un programa de rehabilitación, sobre el consumo de drogas; Visão de jovens costarriquenhos da zona rural, em programa de reabilitação, sobre o consumo de drogas; The view of adolescents from the rural area of Costa Rica in rehabilitation programs about drug consumption

MURILLO-CASTRO, Ligia; MIASSO, Adriana Inocenti
Fonte: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo Publicador: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
57.17%
Este estudio cualitativo tuvo como objetivo investigar la visión de jóvenes Costarricenses, institucionalizados en dos organizaciones no gubernamentales de Costa Rica, sobre el consumo de drogas ilícitas. Se aplicó la técnica de grupo focal para que los adolescentes expresasen sus sentimientos y sus vivencias acerca del consumo de drogas ilícitas. Entre los resultados se obtuvo que la percepción de los adolescentes sobre sí mismo tiene como enfoque un proceso de cambio y de desarrollo de la identidad y experimentación que los hace tomar decisiones negativas, como es el consumo de drogas. También, se encontró que las relaciones que tienen con sus padres son conflictivas debido a que provienen de hogares disfuncionales y de comunidades marginales. Los amigos representan el apoyo a sus vicisitudes y la inducción del consumo. Se concluye que es necesario que Costa Rica modifique y cree nuevas políticas públicas para mejorar la calidad de vida de este grupo poblacional.; Trata-se de estudo qualitativo que teve como objetivo investigar a visão de jovens costarriquenhos, institucionalizados em duas organizações não-governamentais de Costa Rica, sobre o consumo de drogas ilícitas. A técnica de grupo focal foi aplicada para que os adolescentes expressassem seus sentimentos e suas vivências sobre o processo de consumo de drogas ilícitas. Entre os resultados...

Caracterización de estudiantes de la carrera de enfermería sobre consumo de drogas lícitas e ilícitas; Caracterização de estudantes do curso de enfermagem sobre o consumo de drogas lícitas e ilícitas; Characterization of the students of a nursing course regarding the consumption of licit and illicit drugs

LEIVA DIAZ, Viriam; VASTERS, Gabriela Pereira; COSTA JR., Moacyr Lobo da
Fonte: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo Publicador: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
57.25%
Se trata de un estudio cuantitativo, descriptivo y transversal que buscó caracterizar el uso de drogas entre estudiantes del segundo año de la carrera de Licenciatura en Enfermería. Se aplicó un cuestionario autoadministrado a 119 estudiantes, el que se dividió en información: general, sociodemográfica, económica, personal, familiar, sociocultural y, sobre el consumo de drogas. El estudio evidenció que los estudiantes poseen factores protectores para la prevención del consumo o el avance del uso problemático de drogas; pero, por otro lado poseen también factores de riesgo importantes que deben ser tomados en cuenta en programas de prevención, por ejemplo: estilos de vida no saludables, consumo de drogas de personas cercanas a ellos (familiares, amigos o compañeros). A pesar de que el alcohol y tabaco ocupan el primer lugar de consumo, tanto en el entorno inmediato del grupo de estudiantes seleccionados como en el ámbito nacional, ellos no lo consideran un problema tan grande si comparado con las drogas ilícitas.; Trata-se de estudo quantitativo, descritivo e transversal que buscou caracterizar o uso de drogas entre estudantes de segundo ano de Licenciatura de Enfermagem. Aplicou-se questionário autoadministrado a 119 estudantes...

Illicit drug use in seven Latin American countries: critical perspectives of families and familiars; El uso de drogas ilícitas en siete países latinoamericanos: una perspectiva crítica de familiares y personas cercanas; Uso de drogas ilícitas em sete países da América Latina: perspectivas críticas de familiares e pessoas próximas

SILVA, Jaqueline da; VENTURA, Carla Aparecida Arena; VARGENS, Octavio Muniz da Costa; LOYOLA, Cristina Maria Douat; ESLAVA ALBARRACÍN, Daniel Gonzalo; DIAZ, Jorge; RODRÍGUEZ FUNES, Gladys Magdalena; GRANADOS HERNÁNDEZ, Mabell; GALLEGOS TORRES, Ruth Mag
Fonte: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo Publicador: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
67.34%
This cross-sectional multi-centre study explored how family members and friends of illicit drug users perceived protective and risk factors, treatment facilities and policies and laws regarding illicit drug use. Family members and friends of illicit drug users were recruited in 10 urban health care outpatient units in 7 Latin American countries (Brazil, Colombia, Costa Rica, Ecuador, Guatemala, Honduras and Mexico) to complete a questionnaire. The majority of the respondents chose psycho-social factors over genetic or biological explanations as causes of drug problems. Respondents felt that families and governments were responsible for preventing drug problems. Church/religious institutions were most often mentioned in the context of accessible treatment. When asked about access to treatment facilities, the majority said that there were not enough. Shame about drug use, cost, and limited treatment options were most often cited as barriers to treatment.; Este estudio transversal multicéntrico exploró como los familiares y personas cercanas de usuarios de drogas ilícitas perciben los factores de protección y los de riesgo, las facilidades de tratamiento, las iniciativas de prevención y la legislación relativa a las drogas ilícitas. Los familiares y personas cercanas de los usuarios de drogas ilícitas fueron reclutados en 10 unidades urbanas de atención de salud en ambulatorios...

Influence of depression and early adverse experiences on illicit drug dependence : a case-control study; Influência de depressão e experiências adversas na dependência de drogas ilícitas : um estudo de caso-controle

Ferigolo, Maristela; Stein, Airton Tetelbom; Fuchs, Flávio Danni; Barros, Helena Maria Tannhauser
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
67.26%
Objetivo: O objetivo do presente estudo foi investigar a associação entre depressão e dependência de drogas ilícitas entre a população Latino-Americana. Método: Indivíduos dependentes de drogas ilícitas (n = 137) e controles (n = 274) foram entrevistados pela Entrevista Diagnóstica para Estudos Genéticos para investigar desordem depressiva corrente, ou durante sua vida, e dependência de drogas ilícitas (cocaína, maconha ou inalantes). Análise de regressão logística foi usada para estimar a razão de chances para dependência de drogas levando em conta o diagnóstico de depressão. Resultados: O diagnóstico de depressão durante sua vida (p = 0,001; OR = 4,9; 95% CI, 1,9-12,7) prediz a dependência de drogas ilícitas. Os dados sociodemográficos sexo masculino (p < 0,001; OR = 36,8; 95% CI, 11,8-114) e situação ocupacional (p = 0,002; OR = 5,0; 95% CI, 1,8-13), e a dependência de álcool (p = 0,01; OR = 3,4; 95% CI, 1,3-8,7) influenciam significativamente a depressão e a dependência de drogas. Ainda, outros fatores importantes que influenciam são ter pais (p = 0,006; OR = 18,9; 95% CI, 2,3-158) ou amigos (p < 0,001; OR = 64,4; 95% CI, 6,5-636) dependentes de drogas ilícitas. Conclusão: O delineamento utilizado não possibilitou evidenciar a seqüência de eventos no processo de causalidade. No entanto...

Cooperação sul-americana no combate ao tráfico de drogas

Dias, Michelle Gallera
Tipo: trabalho de conclusão de graduação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
57.22%
Este trabalho tem como objeto de estudo a cooperação internacional entre os países sul-americanos no enfrentamento do problema das drogas ilícitas. As consequências da produção, tráfico e uso de drogas afetam as esferas política, econômica, social, judicial e de saúde nos âmbitos interno e internacional. Este estudo se justifica pela complexidade da questão e pela necessidade de fomentar o debate para melhor compreender e tratar o tema das drogas. A partir do final da Guerra Fria, a ampliação da agenda de segurança sul-americana identificou o tráfico internacional de drogas como uma “nova ameaça” e como um assunto securitizado na região. Por meio de um enfoque institucional, o trabalho se propõe a explicar por que os Estados da América do Sul têm dificuldades em agir de forma coordenada e conjunta no combate ao problema das drogas ilícitas. Assim, foram verificados os avanços na cooperação em matéria jurídica internacional, diplomática, de segurança e de defesa sobre o tráfico internacional de entorpecentes e substâncias psicotrópicas. O progresso na cooperação foi identificado através do levantamento de instituições e mecanismos multilaterais e bilaterais que pretendem enfrentar conjuntamente a questão dos entorpecentes na região. A pesquisa conclui que a baixa institucionalização da cooperação interestatal no combate ao tráfico internacional de drogas na América do Sul é o principal desafio para o desenvolvimento de um espaço de coordenação de ações conjuntas no subcontinente.; Este trabajo tiene como objeto de estudio la cooperación internacional entre los países sur-americanos en el afrontamiento al problema de las drogas ilícitas. Las consecuencias de la producción...

Influência do uso de drogas ilícitas na análise seminal e hormonal

Daroz, Gisela Alessandra
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 67 f.
Português
Relevância na Pesquisa
57.1%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Ginecologia, Obstetrícia e Mastologia - FMB; O objetivo do presente trabalho foi o de avaliar parâmetros seminais e hormonais de homens usuários de drogas ilícitas e compará-los a indivíduos comprovadamente férteis, não usuários destas drogas. No período de outubro de 2006 a dezembro de 2007, 20 homens usuários de drogas ilícitas (maconha e/ou cocaína e/ou crack) e 20 indivíduos férteis não usuários destas drogas foram comparados por meio de análises seminais de acordo com critérios da Organização Mundial de Saúde (1999), e morfologia de Kruger (1986). Foram realizadas dosagens de estradiol, hormônio folículo estimulante, hormônio luteinizante, prolactina, globulina carreadora dos hormônios sexuais (SHBG) e testosterona total por quimioluminescência e calculados os valores do índice androgênico livre (IAL). Os testes t de Student e Mann-Whitney foram utilizados na análise estatística (p0,05). A mediana do tempo de uso da drogas foi de 11 anos variando de um a 24 anos. Os usuários de drogas ilícitas comparados aos indivíduos férteis apresentaram uma redução significativa (p; The objective of this study was to evaluate the seminal and hormonal parameters of male users of illicit drugs and compare them to another group...

Avaliação da presença de antibióticos e drogas ilícitas na bacia do Rio Atibaia; Assessment of antibiotics and illicit drugs in the Atibaia River watershed

Marco Antonio Fernandes Locatelli
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 06/05/2011 Português
Relevância na Pesquisa
67.16%
Nesse trabalho foram desenvolvidos métodos e gerados os primeiros resultados sobre a presença de antibióticos e drogas ilícitas na bacia do Rio Atibaia. Foram desenvolvidos dois métodos analíticos, um para a quantificação dos oito antibióticos mais consumidos no Brasil e outro para a quantificação de sete drogas ilícitas e três metabólitos. Os métodos analíticos empregaram extração em fase sólida (SPE) e determinação por cromatografia líquida acoplada a espectrometria de massas in tandem. Para os antibióticos, o método apresentou recuperações superiores a 65%, com exceção dos compostos b-lactâmicos, linearidade, repetibilidade e limites de quantificação (LQ) na ordem de pg L. Para as drogas ilícitas, o método analítico apresentou recuperações acima de 80% para seis dos 10 analitos em pH 2,5, linearidade e repetibilidade e LQ na ordem de pg L. Os antibióticos com maiores concentrações nas águas do Rio Atibaia foram cefalexina e amoxicilina. O ponto com maior concentração de antibióticos no Rio Atibaia está localizado ao lado da estação de captação de água em Campinas no período de seca e na cidade de Atibaia, no período de chuvas. A aplicação de polímeros de impressão molecular como sorvente de SPE mostrou resultados que evidenciam o impacto do aporte de esgoto nos ribeirões Anhumas e Pinheiros devido às elevadas concentrações observadas das fluoroquinolonas. Com relação às drogas ilícitas...

O dedo em baioneta e o uso de drogas ilícitas

Borini,Paulo
Fonte: Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO Publicador: Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2001 Português
Relevância na Pesquisa
67.16%
A prevalência do "dedo em baioneta", sinal semiológico do distúrbio de déficit de atenção e hiperatividade (DHDA), foi determinada em pacientes do sexo masculino usuários de drogas ilícitas, internados em hospital psiquiátrico. Grupo controle, pareado quanto ao sexo, idade e classe social, foi selecionado da população geral. O sinal foi observado em 165/345 (47,8%) dos usuários de drogas e 13/50 (26%) dos controles, a diferença sendo estatisticamente significativa. Os portadores da anormalidade têm risco estimado de 2,61, risco relativo de 1,84 e probabilidade de 92,7% de usarem drogas ilícitas. As observações sugerem que, para homens: (1) o DHDA e síndromes correlatas estariam presentes em aproximadamente metade dos casos de usuários de drogas ilícitas e representariam fator de vulnerabilidade para o uso de tais drogas; (2) indivíduos portadores de "dedo em baioneta", especialmente adolescentes, deveriam merecer especial atenção para prevenção de uso de drogas.

Fatores associados ao consumo de álcool e drogas entre estudantes universitários

Silva,Leonardo V E Rueda; Malbergier,André; Stempliuk,Vladimir de Andrade; Andrade,Arthur Guerra de
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2006 Português
Relevância na Pesquisa
57.14%
OBJETIVO: Estudos recentes mostram o uso preocupante de álcool e drogas entre universitários. O objetivo do trabalho foi verificar o grau de associação entre o estilo de vida e situação socioeconômica e o uso de álcool, tabaco, medicamentos e "drogas ilícitas" nos últimos 12 meses entre universitários. MÉTODOS: A amostra compreendeu 926 alunos da área de Ciências Biológicas de uma universidade do Município de São Paulo, os quais responderam a questionário anônimo e de auto-preenchimento em 2000 e 2001. Foram utilizados os testes de análise de variância e qui-quadrado para verificar a correlação entre o uso de substâncias e as variáveis estudadas. RESULTADOS: Entre os alunos com alguma religião, o consumo de álcool foi de 83,1%, o de tabaco, 20,7% e o de "drogas ilícitas", 24,6%, nesse período. Entre os alunos que não possuíam religião, o consumo nas três categorias foi superior nos últimos 12 meses: álcool (89,3%), tabaco (27,7%) e "drogas ilícitas" (37,7%). A renda familiar mensal mostrou-se relacionada ao uso de álcool e "drogas ilícitas" (p

Uso de drogas ilícitas por gestantes infectadas pelo HIV

Melo,Victor Hugo; Botelho,Ana Paula Machado; Maia,Marcelle Marie Martins; Correa Júnior,Mário Dias; Pinto,Jorge Andrade
Fonte: Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia Publicador: Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2014 Português
Relevância na Pesquisa
57.16%
OBJETIVO: Determinar se o uso de drogas ilícitas aumenta a transmissão vertical do HIV, identificar os fatores de risco envolvidos na saúde materno-infantil e a prevalência do uso de drogas entre essas gestantes. MÉTODOS: Entre 845 gestantes da região metropolitana de Belo Horizonte, Minas Gerais, atendidas no serviço entre outubro de 1997 e fevereiro de 2012, 64 (7,6%) afirmaram usar drogas ilícitas. Os casos são as gestantes HIV positivas usuárias de drogas ilícitas (n=64) e os controles as não usuárias (n=192). Para cada caso foram selecionados três controles. Consideraram-se as diferentes exposições/condições no grupo controle como: tabagismo; etilismo; uso de tabaco e álcool; idade materna; escolaridade; etnia; e estado civil. Foram investigadas também intercorrências no pré-natal, parto e puerpério, taxa de transmissão vertical e resultados neonatais. RESULTADOS: As variáveis com significância estatística na análise univariada foram: idade materna; uso de tabaco; número de consultas de pré-natal; tipo de terapia antirretroviral; forma de contágio e carga viral na época do parto. A regressão logística mostrou como significantes: idade materna (menores de 25 anos), uso de tabaco e o número de consultas de pré-natal (menos de 6). A transmissão vertical entre usuárias foi de 4...

Efeitos do uso do álcool e das drogas ilícitas no comportamento de adolescentes de risco: uma revisão das publicações científicas entre 1997 e 2007

Heim,Joanna; Andrade,Arthur Guerra de
Fonte: Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2008 Português
Relevância na Pesquisa
66.91%
CONTEXTO: Pesquisas internacionais apontam para fatores de risco relacionados à prática infracional, entre eles, a forte associação entre abuso de substâncias e delinqüência juvenil. Contudo, poucos estudos brasileiros foram publicados com intuito de se verificar essa relação. OBJETIVOS: Realizar uma revisão sobre pesquisas que têm como foco o tema álcool, drogas e delinqüência, verificando a relação entre o uso de substâncias psicoativas e a delinqüência juvenil. MÉTODOS: A revisão abrangeu artigos científicos publicados entre 1997 e 2007, sendo efetuada a pesquisa com base nos seguintes descritores: adolescence, alcohol, drugs, delinquency. CONCLUSÕES: Estudos apontam que o uso de álcool e drogas ilícitas entre indivíduos que estão em situação de risco é alto e precoce em relação a adolescentes que não estão em situação de risco, demonstrando que é uma parte do problema da delinqüência.

Auto-eficácia para abstinência e tentação para uso de drogas ilícitas: uma revisão sistemática

Freire,Suzana Dias; Oliveira,Margareth da Silva
Fonte: Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília Publicador: Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2011 Português
Relevância na Pesquisa
67.03%
Estudos sobre o processo de mudança nos comportamentos aditivos abordam a auto-eficácia para abstinência e a tentação para o uso de substâncias como aspectos centrais ao entendimento das adições. Este estudo buscou a revisão sistemática de artigos que avaliaram a auto-eficácia (AE) para abstinência e a tentação para uso de drogas ilícitas. Nas bases de dados PubMed, PsychInfo e LILACS, foram utilizados termos: abstinence, self-efficacy, temptation e scale na busca de publicações que relacionassem os descritores a drogas ilícitas. Dos 13 artigos selecionados, cinco aplicaram o mesmo instrumento, três adaptaram medidas e os demais, diferentes escalas. Grande parte dessas ferramentas apresenta situações para serem avaliadas quanto à tentação para o uso ou auto-eficácia para abstinência de drogas em geral.

Perspectiva crítica de la familia y de personas cercanas sobre factores de riesgo familiares y comunitarios en el uso de drogas ilícitas en San José, Costa Rica

Granados Hernández,Mabell; Brands,Bruna; Adlaf,Edward; Giesbrecht,Norman; Simich,Laura; Wright,Maria da Gloria Miotto
Fonte: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo Publicador: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2009 Português
Relevância na Pesquisa
67.12%
En este estudio se presentan los resultados de una investigación cuantitativa, parte de un estudio multicéntrico, cuyo objetivo fue describir las perspectivas que tienen la familia y las personas cercanas a usuarios de drogas ilícitas, cuestionándose sobre cuáles serían los factores de riesgo familiar y comunitario que contribuyen a la adicción de drogas ilícitas. Se encuestó a 100 sujetos mayores de 18 años, familiares o personas cercanas a sujetos que han estado usado drogas ilícitas. Se encontró que la mayoría eran hombres, con edad promedio de 27.3 años. Los factores de riesgo provenientes de la familia identificados fueron: ser rechazado 99%, sentirse no amado 98%, falta de comunicación 95%, conflictos y violencia familiar 95%. Los factores sociales o comunitarios fueron: 99% tener amigos que usan drogas, 99% presión de los amigos, 93% vivir en un área insegura y 94% experimentar un evento estresante. Se concluyó, según su perspectiva crítica, que se debe trabajar más sobre las estrategias de prevención de factores de riesgo tanto en la familia como en la comunidad.

Uso de drogas ilícitas e perspectivas críticas de familiares e pessoas próximas, na cidade do Rio de Janeiro, Zona Norte, Brasil

Vargens,Octavio Muniz da Costa; Brands,Bruna; Adlaf,Edward; Giesbrecht,Norman; Simich,Laura; Wright,Maria da Gloria Miotto
Fonte: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo Publicador: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2009 Português
Relevância na Pesquisa
67.14%
Este artigo apresenta resultados parciais quantitativos da cidade do Rio de Janeiro, Zona Norte, Brasil, de estudo multicêntrico envolvendo sete países latino-americanos e Canadá. O objetivo foi descrever a perspectiva de familiares/pessoas próximas a usuários de drogas ilícitas sobre fatores protetores e de risco, iniciativas de prevenção, serviços de tratamento e aspectos legais relacionados às drogas ilícitas. Foram entrevistados 99 indivíduos autodeclarados pessoalmente afetados por terem um familiar/pessoa próxima usuário de drogas ilícitas, abordando sua perspectiva quanto aos domínios chave. Os informantes eram principalmente mulheres (73,7%); os familiares usuários de drogas eram principalmente homens (78,2%); a droga mais usada era a maconha (77,8%). Como fator protetor destacou-se a existência na comunidade de atividades recreativo-esportivas (88,9%) e, como fator de risco, a curiosidade por novas experiências (94,4%). Os principais serviços de tratamento eram de grupos de igrejas (51,5%) e as leis deveriam ser mais punitivas (82,8%). Conclui-se que essas informações são essenciais na luta contra o uso/abuso de drogas, indicando a necessidade de ações que valorizem perspectivas diversas em diferentes níveis.

Familiares e pessoas conhecidas de usuários de drogas ilícitas: recorte de opiniões sobre leis e políticas públicas de uma comunidade da Zona Oeste do Rio de Janeiro, Brasil

Silva,Jaqueline da; Brands,Bruna; Adlaf,Edward; Giesbrecht,Norman; Simich,Laura; Wright,Maria da Gloria Miotto
Fonte: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo Publicador: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2009 Português
Relevância na Pesquisa
67.09%
Este artigo é parte do estudo "Uso de drogas ilícitas em sete países latino-americanos e Canadá: perspectivas críticas de familiares e pessoas conhecidas" (7LACC) que investigou quatro domínios: fatores protetores e de risco, iniciativas de prevenção, unidades de tratamento e leis e políticas. Apresenta uma seção dos resultados baseados em quatro itens do domínio leis e políticas - como percebidas por familiares e pessoas conhecidas de usuários de drogas ilícitas, residentes na comunidade, recrutados em unidades urbanas de cuidados primários à saúde, localizadas na zona oeste da cidade do Rio de Janeiro. Trata-se de estudo corte temporal, multimétodos que entrevistou 100 adultos maiores de 18 anos, cognitivamente saudáveis. Resultados e conclusões chave foram o não atendimento dos princípios fundamentais da legislação do Sistema Único de Saúde (SUS)/Lei 8.080/90 e a equivocada aplicação das leis e políticas públicas sobre drogas ilícitas.

Uso de drogas ilícitas e perspectivas críticas de familiares e pessoas próximas na cidade do Rio de Janeiro - Zona Norte, Brasil

Loyola,Cristina Maria Douat; Brands,Bruna; Adlaf,Edward; Giesbrecht,Norman; Simich,Laura; Wright,Maria da Gloria Miotto
Fonte: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo Publicador: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2009 Português
Relevância na Pesquisa
66.99%
O trabalho apresenta resultados quantitativos do Brasil, recorte centro da cidade do Rio de Janeiro (n=108), de uma pesquisa multicêntrica, multimétodos e corte temporal, envolvendo sete países latino-americanos e Canadá. A pergunta central da pesquisa foi "como familiares e pessoas próximas a usuários de drogas ilícitas descrevem fatores de proteção e de risco, iniciativas de prevenção, serviços de tratamento, leis e políticas sobre as drogas ilícitas". Os dados quantitativos foram coletados por meio de instrumento com perguntas fechadas, aplicados em 108 jovens adultos >18anos que se identificaram como pessoalmente afetados pela droga sem serem usuários. Para 104 entrevistados (96%), a dinâmica familiar que mais expõe à droga é a negligência e, para 106 (98%), a que mais protege é a relação de apoio com os pais. A política, a polícia e o sistema criminal não têm diminuído o consumo e não protegem o usuário.

Factores de protección relacionado al uso de drogas ilícitas: perspectiva crítica de familiares y personas cercanas a los usuarios de drogas, en la Ciudad de Guayaquil, Ecuador

Oviedo Rodriguez,Ruth Jakeline; Brands,Bruna; Adlaf,Edward; Gierbrecht,Norman; Simich,Laura; Wright,Maria da Gloria Miotto
Fonte: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo Publicador: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2009 Português
Relevância na Pesquisa
67.14%
La finalidad de este estudio fue determinar la perspectiva crítica que los familiares tienen sobre los factores de protección, en el uso de drogas ilícitas en un centro de salud de Guayaquil. Se trata de un estudio descriptivo y transversal, en el que se utilizó un cuestionario para entrevistar a 100 informantes. Se obtuvieron datos de personas que tienen un familiar o amigo que usa drogas ilícitas. Los resultados demostraron que las características personales y familiares que protegen al usuario de drogas ilícitas fueron: 97% tener sólidos principios morales; 96% expresar sentimientos y emociones; 98% tiempo que la familia dedica a estar reunidos, 95% relación de apoyo por parte de uno los padres, 100% existencia de un gobierno que considere a las drogas como prioridad, 99% una fuerza policial más honesta, 99% crear programas e instituciones dedicadas a la prevención. Se concluye que se deben desarrollar estrategias de prevención para el individuo, la familia y la comunidad.

Cooperação internacional para o combate às drogas ilícitas em Moçambique

Buvana,Flávia; Ventura,Carla Aparecida Arena
Fonte: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo Publicador: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2011 Português
Relevância na Pesquisa
67.1%
Os países da África Austral se uniram para formar a Comunidade para o Desenvolvimento da África Austral (SADC), com o intuito de estimular ações comuns em diversas áreas, dentre elas o combate às drogas ilícitas. Nesse contexto, este estudo qualitativo apresentou como objetivo identificar informações e percepções sobre a cooperação implementada entre Moçambique e os países membros da SADC, no combate às drogas ilícitas. Para a coleta de dados, foram realizadas entrevistas semiestruturadas com pessoas exercendo funções públicas, ligadas à implementação do Protocolo de Combate às Drogas da SADC. Depois de transcritas, as entrevistas foram analisadas por meio de análise de conteúdo, resultando nas categorias: Moçambique como corredor de drogas, iniciativas de cooperação entre os Estados Africanos na área de drogas, dificuldades para cooperação na África, implementação insatisfatória do protocolo e dificuldades para implementação da política de controle. Constata-se, portanto, a necessidade de se rever e atualizar as políticas e estratégias na área das drogas, uma vez que estão descontextualizadas à realidade atual moçambicana.

Manifestações cutâneas decorrentes do uso de drogas ilícitas

Gontijo,Bernardo; Bittencourt,Flávia Vasques; Lourenço,Lívia Flávia Sebe
Fonte: Sociedade Brasileira de Dermatologia Publicador: Sociedade Brasileira de Dermatologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2006 Português
Relevância na Pesquisa
67.18%
O uso e abuso de drogas ilícitas é um problema significativo e de abrangência mundial. A Organização das Nações Unidas estima que 5% da população mundial entre os 15 e 64 anos fazem uso de drogas pelo menos uma vez por ano (prevalência anual), sendo que metade destes usam regularmente, isto é, pelo menos uma vez por mês. Muitos dos eventos adversos das drogas ilícitas surgem na pele, o que torna fundamental que o dermatologista esteja familiarizado com essas alterações.

Indicadores de risco associados ao consumo de drogas ilícitas em escolares de uma comunidade do sul do Brasil

Backes,Dirce Stein; Zanatta,Fabrício Batistin; Costenaro,Regina Santini; Rangel,Rosiane Filipin; Vidal,Janice; Kruel,Cristina Saling; Mattos,Karen Mallo de
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2014 Português
Relevância na Pesquisa
67.23%
Objetivou-se identificar os indicadores de risco associados ao consumo de drogas ilícitas em escolares provenientes de escolas públicas de uma comunidade do sul do Brasil. Trata-se de uma pesquisa transversal não experimental, realizada com 535 estudantes do ensino fundamental e médio, representativos de seis escolas públicas. Os dados foram coletados por meio de um questionário, entre outubro/2011 e março/2012. Os resultados foram apresentados por distribuição de frequência simples e relativa e razões de chance (OR) e os intervalos de confiança 95% foram calculados para verificar associação entre as variáveis dependentes e independentes. Ainda, uma análise multivariada foi conduzida para o desfecho "você já usou drogas ilícitas?" A análise univariada demonstrou associação entre as variáveis: renda familiar, cor, turno em que estuda, reprovação escolar, utilização de métodos de prevenção, hábito de fumar e se conhece alguém que utiliza drogas, as quais se mostraram associadas ao desfecho já ter experimentado drogas ilícitas. Após a análise multivariadao hábito de fumar foi o único indicador significativamente associado sobre já ter utilizado drogas ilícitas. Os resultados permitem afirmar que o hábito de fumar é um importante indicador de risco preditivo para o uso de drogas ilícitas.