Página 1 dos resultados de 669 itens digitais encontrados em 0.029 segundos

Teorias curriculares, perspectivas teóricas em educação física escolar e implicações para a formação docente; Curriculum theories, theoretical perspectives in physical education and implications for school teacher training; Teorías curriculares, perspectivas teóricas en educación física y las implicaciones con la formación docente

Ferraz, Osvaldo Luiz; Correia, Walter Roberto
Fonte: Escola de Educação Física e Esporte da Universidade de São Paulo Publicador: Escola de Educação Física e Esporte da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
86.08%
A função do professor de educação física escolar pode ser definida pela elaboração, implantação e avaliação de programas que tematizam, do ponto de vista didático-pedagógico, jogos, esportes, lutas, ginásticas, danças, exercícios físicos, entre outros; com a intenção de influenciar a formação dos alunos para a participação democrática na vida em sociedade. Todavia, este consenso se dilui quando aplicado ao campo do currículo e da formação docente. No campo do currículo, apesar do reconhecimento de que a tematização didático-pedagógica se faz a partir de sentidos culturais e das potencialidades de estimulação do organismo humano que se apresentam nas manifestações da cultura de movimento; a intencionalidade, a organização curricular e a sistematização do conhecimento podem divergir consideravelmente modificando o papel do componente curricular na educação básica. Sendo assim, este texto analisa aspectos do desenvolvimento das teorias curriculares, relacionando-as às perspectivas teóricas em Educação Física. Em seguida, implicações deste debate são relacionadas à formação docente.

Contribuições dos programas de pos-graduação stricto sensu na formação e atuação dos docentes de ensino superior : o caso da educação fisica; Contributions of the after-graduation programs stricto sensu in the formation and performance of the professors of superior education : the case of the physical education

Evandro Carlos Moreira
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 13/09/2007 Português
Relevância na Pesquisa
66.24%
Mestres e Doutores em Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação Física no Brasil contribui para atuação dos docentes de Ensino Superior nos cursos de formação de professores de Educação Física de forma que os mesmos possam interferir na preparação específica para essa atuação profissional e, por conseqüência, contribuam para a formação de profissionais que pensem, discutam, reflitam e atuem na sociedade a partir do entendimento do ser humano numa dimensão holística, integralizada e não fragmentada. Para tanto, em um primeiro momento, ocorreu nesta pesquisa descritiva, uma revisão literária sobre os modelos de Universidade existentes e como os mesmos se caracterizam e interferem na compreensão da concepção de ser humano e de sociedade que os profissionais adquirem, bem como o surgimento da Universidade no Brasil, possibilitando o entendimento do estágio de desenvolvimento existente em nosso país, procurando situar como surgiram as primeiras manifestações de Formação Profissional em Educação Física. Discute-se ainda a problemática da especialização e fragmentação do conhecimento na atualidade expressas no Ensino Superior brasileiro e as crises que derivam dessa questão. São apresentados os pressupostos de organização e administração do Ensino Superior e o compromisso das Instituições Superiores com a preparação de profissionais para o mercado de trabalho...

Educação física e saúde : necessidades e desafios nos currículos de formação profissional; Physical education and health : needs and challenges in professional training curricula

Carolina Santos Barroso de Pinho
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 28/02/2011 Português
Relevância na Pesquisa
66.29%
Esta pesquisa se insere na temática geral da Formação de Professores e na luta política pela qualidade dessa formação, especialmente no campo da Educação Física. Neste trabalho, delimitamos como objetivo principal identificar e analisar os fundamentos teórico-metodológicos que sustentam os currículos para formação de professores de Educação Física, particularmente no trato com o conhecimento da relação educação física/saúde. Este estudo se justifica pela necessidade de superar o "colonialismo epistemológico" que determina historicamente a dependência da área de conhecimentos oriundos de outros campos do saber, caracterizando a Educação Física como um campo de ciências aplicadas, dificultando sua autonomia e desenvolvimento epistemológico. A construção de uma nova proposição teórica já vem acontecendo quando abordamos com prioridade os problemas concretos da prática profissional e as necessidades do desenvolvimento educacional e social da realidade brasileira. Espera-se contribuir com a reconceptualização dos currículos dos cursos de formação de professores de Educação Física, especialmente acerca da relação educação física/saúde. Tomamos como referência a proposição elaborada pelo grupo conhecido como "Coletivo de Autores" fundamentada na teoria crítico superadora. Os projetos de formação de professores de educação física são entendidos como a expressão da luta de perspectivas diferenciadas no campo da educação e...

A Dimensão da educação ambiental na teoria e prática pedagógica da formação de professores em educação física

Domingues, Soraya Corrêa
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 318 p.| il., grafs., tabs.
Português
Relevância na Pesquisa
66.28%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Desportos, Programa de Pós-Gradução em Educação Física, Florianópolis, 2011; Este trabalho está entre os que estudam Educação Ambiental e Formação em Educação Física. Reconhecendo que há problemas ambientais entre a relação ser humano e natureza na sociedade atual e que a Educação Física, pela sua especificidade, contribui com os atuais problemas ambientais, buscamos compreender a atual realidade do processo de Formação em Educação Física para indicar na prática e na teoria possibilidades para organização pedagógica na dimensão da Educação Ambiental. Para conduzir o estudo foram analisados relatórios de uma experiência interdisciplinar acadêmica na área da Formação em Educação Física, documentos que envolvem questões ambientais e a revisão de literatura sobre os conceitos específicos a partir das seguintes fontes: livros sobre Educação Ambiental, Natureza, Ensino da Educação Física, Formação de Professores, Movimentos Sociais, legislação e documentos oficiais de fóruns e encontros sobre questões ambientais no Brasil. Os resultados são: a compreensão de natureza como um conceito que associa o ser humano a sociedade; caracterização da atual sociedade industrial e como parte dela...

A Educação Física da Universidade de Brasília e a formação de professores : aspectos epistemológicos; Physical Education and teacher education at the University of Brasilia : epistemological aspects; A Educación Física de la Universidade de Brasília y la formación de profesores : aspectos epistemológicos

Suassuna, Dulce Maria Filgueira de Almeida; Gaspar, Fábio de Assis; Sampaio, Juarez Oliveira
Tipo: artigo / article
Português
Relevância na Pesquisa
66.21%
Este trabalho apresenta resultados parciais de pesquisa iniciada em 2004, na Facul¬dade de Educação Física da Universidade de Brasília, tendo como um dos objetivos identificar os paradigmas norteadores do Curso de Licenciatura em Educação Física da Universidade de Brasília e suas respectivas influências na formação do corpo do¬cente. O referencial teórico transita pela teoria do conhecimento e a pesquisa segue abordagem qualitativa. Conclui-se que o curso de Licenciatura em Educação Física apresenta disputa de campos entre as áreas da Atividade Física e Desempenho Humano e Educação Física, Esporte e Sociedade. A disputa entre estas áreas se constitui em um jogo de linguagens e pode contribuir para legitimar a área de Educação Física, Esporte e Sociedade. __________________________________________________________________________________ ABSTRACT; This work presents partial results of a research work started in 2004 at the Physical Education College (FEF) of the University of Brasilia (UnB), having as one of its goals the identification of the guiding paradigms of the Physical Education BA course at the University of Brasilia and its respective influences in the professional education of FEF/UnB’s faculty. Theoretical references were based on knowledge theories and research was conducted according to the qualitative approach. The conclusion reached is that the Physical Education BA course program presents a battle of ideas between the areas of Physical Activity and Human Performance and Physical Education...

Educação física na Europa : várias conceções

Bonança, Mário; Regino, João; Martinho, João; Carreira, Ricardo; Marques, Adilson
Fonte: Sociedade Portuguesa de Educação Física Publicador: Sociedade Portuguesa de Educação Física
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2014 Português
Relevância na Pesquisa
86.07%
Artigo de Revista; Uma conceção pode ser definida como uma estrutura de referência que guia a ação do professor nas suas decisões curriculares. O presente trabalho procura sistematizar as diferentes conceções de Educação Física, considerando a sua evolução histórica. Foram consultados artigos redigidos a partir de 1990 e que sintetizassem a evolução das conceções de Educação Física do passado até ao presente. A grande diversidade de conceções surge de um conjunto de diferenças ideológicas resultantes da herança cultural de cada país ou região, bem como dos valores e crenças de cada professor, resultantes do seu processo de profissionalização. Por outro lado, a escolha de determinada conceção tem como base dar resposta às tendências sociais, repensando, desta forma, a função da disciplina no currículo escolar. Assim, atualmente, a atenção da Educação Física começa a direcionar-se para a valorização do “bem -estar” e “promoção de estilos de vida ativos”.; ABSTRACT: A conception can be defined as a reference structure that guides the action of the teacher in his curricular decisions. Thus, the present work looks for systemize the different conceptions of Physical Education, considering its historical evolution...

Estudo comparativo do perfil pró-aterosclerótico de estudantes de Medicina e de Educação Física

Resende,Marcelo de Aquino; Resende,Roberta Barreto Vasconcelos; Tavares,Rodrigo da Silveira; Santos,Carlos Roberto Rodrigues; Barreto-Filho,José Augusto Soares
Fonte: Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC Publicador: Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/07/2010 Português
Relevância na Pesquisa
76.11%
FUNDAMENTO: Estudos recentes indicam forte associação entre inatividade física, baixo nível de condicionamento cardiorrespiratório e presença de fatores de risco cardiovascular. OBJETIVO: Comparar o nível de atividade física, o nível de condicionamento cardiorrespiratório e o risco cardiovascular entre estudantes de medicina e de educação física. MÉTODOS: Em uma primeira etapa aplicou-se o International Physical Activity Questionnaire (IPAQ) para quantificar a atividade física em 126 alunos dos 7os e 8os períodos dos cursos de educação física e medicina. Em uma segunda etapa, selecionou-se, por intermédio de randomização, 40 alunos, 20 de cada curso, para avaliação de fatores de risco cardiovascular e avaliação do condicionamento cardiorrespiratório. Foram mensurados: 1) pressão arterial; 2) índice de massa corpórea (IMC); 3) percentual de gordura (bioimpedância elétrica); 4) circunferência de cintura (CC); 5) testes bioquímicos laboratoriais; e 6) condicionamento cardiorrespiratório (Teste de Kline). RESULTADOS: Comparando estudantes de medicina a estudantes de educação física, respectivamente, foi observada maior frequência de indivíduos apresentando: baixo nível de atividade física (55% vs 15...

Estudo comparativo do perfil pró-aterosclerótico de estudantes de Medicina e de Educação Física

Resende,Marcelo de Aquino; Resende,Roberta Barreto Vasconcelos; Tavares,Rodrigo da Silveira; Santos,Carlos Roberto Rodrigues; Barreto-Filho,José Augusto Soares
Fonte: Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC Publicador: Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/07/2010 Português
Relevância na Pesquisa
76.11%
FUNDAMENTO: Estudos recentes indicam forte associação entre inatividade física, baixo nível de condicionamento cardiorrespiratório e presença de fatores de risco cardiovascular. OBJETIVO: Comparar o nível de atividade física, o nível de condicionamento cardiorrespiratório e o risco cardiovascular entre estudantes de medicina e de educação física. MÉTODOS: Em uma primeira etapa aplicou-se o International Physical Activity Questionnaire (IPAQ) para quantificar a atividade física em 126 alunos dos 7os e 8os períodos dos cursos de educação física e medicina. Em uma segunda etapa, selecionou-se, por intermédio de randomização, 40 alunos, 20 de cada curso, para avaliação de fatores de risco cardiovascular e avaliação do condicionamento cardiorrespiratório. Foram mensurados: 1) pressão arterial; 2) índice de massa corpórea (IMC); 3) percentual de gordura (bioimpedância elétrica); 4) circunferência de cintura (CC); 5) testes bioquímicos laboratoriais; e 6) condicionamento cardiorrespiratório (Teste de Kline). RESULTADOS: Comparando estudantes de medicina a estudantes de educação física, respectivamente, foi observada maior frequência de indivíduos apresentando: baixo nível de atividade física (55% vs 15...

Início e fim do século XX: maneiras de fazer educação física na escola

Vago,Tarcísio Mauro
Fonte: Centro de Estudos Educação e Sociedade Publicador: Centro de Estudos Educação e Sociedade
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/1999 Português
Relevância na Pesquisa
76.16%
Neste texto problematiza-se o enraizamento escolar da educação física, cotejando-se dois momentos históricos importantes da educação: um em Minas Gerais (a reforma do ensino de 1906) e o outro no Brasil (os novos ordenamentos legais). Ancorado em procedimentos da história cultural da educação, indica-se que a educação física, no princípio do século XX, foi inicialmente representada como recurso de regeneração da raça e de preparação para o trabalho, contribuindo para o projeto social republicano. Ao final do século, novas maneiras de representar a educação e a sociedade colocam desafios para a permanência da educação física nas práticas escolares, e neste artigo defende-se sua inserção como área do conhecimento responsável pela escolarização da cultura corporal de movimento.

Meninos e meninas: expectativas corporais e implicações na educação física escolar

Sousa,Eustáquia Salvadora de; Altmann,Helena
Fonte: Centro de Estudos Educação e Sociedade Publicador: Centro de Estudos Educação e Sociedade
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/1999 Português
Relevância na Pesquisa
75.97%
Neste texto discute-se o gênero como construção social que uma dada cultura estabelece em relação a homens e mulheres, mostrando que essa construção é relacional, tanto no que se refere ao outro sexo quanto a outras categorias, tais como raça, idade, classe social e habilidades motoras. Analisa as expectativas corporais em relação a meninos e meninas e suas manifestações na cultura escolar, o esporte como conteúdo genereficado da educação física e as possibilidades de intervenção docente na construção das relações entre meninos e meninas.

A constituição das teorias pedagógicas da educação física

Bracht,Valter
Fonte: Centro de Estudos Educação e Sociedade Publicador: Centro de Estudos Educação e Sociedade
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/1999 Português
Relevância na Pesquisa
76.18%
O presente ensaio analisa o processo de construção das teorias pedagógicas da educação física no Brasil, buscando demonstrar como elas refletem a concepção e o significado humano de corpo engendrados na e pela sociedade moderna. O texto apresenta as teorias pedagógicas que no âmbito da educação física se colocam numa perspectiva crítica em relação aos usos e aos significados atribuídos pela sociedade capitalista às práticas corporais. E, finalmente, problematiza a possibilidade de estarmos diante de uma ruptura da visão moderna de corpo, refletindo sobre os desafios que essa transição coloca para a educação/educação física.

Educação física escolar: formação ou pseudoformação?

Oliveira,Marcus Aurelio Taborda de
Fonte: Setor de Educação da Universidade Federal do Paraná Publicador: Setor de Educação da Universidade Federal do Paraná
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2000 Português
Relevância na Pesquisa
76.06%
Neste trabalho procuro discutir a permanência das práticas competitivas no interior das aulas de Educação Física na escola básica. Partindo do referencial da Teoria Crítica, proponho uma reflexão sobre os limites formativos das práticas corporais de caráter competitivo. Antes de afirmar uma possibilidade de formação emancipatória essas práticas concorrerem para perpetuar a reificação dos indivíduos e de suas relações com a sociedade e com os demais indivíduos, uma vez que as práticas competitivas são, por definição, seletivas e, portanto, excludentes. Reivindicando para a Educação Física escolar um papel preponderante na formação humana, recorro aos trabalhos de Herbert Marcuse, Max Horkheimer e Theodor Adorno para reafirmar o potencial de resistência e crítica à cultura reificada impresso nas práticas corporais escolares.

Da instrução à educação do corpo: o caráter público da educação física e a luta pela modernização do Brasil no século XIX (1880-1915)

Herold Junior,Carlos
Fonte: Setor de Educação da Universidade Federal do Paraná Publicador: Setor de Educação da Universidade Federal do Paraná
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2005 Português
Relevância na Pesquisa
76.11%
O objetivo deste trabalho é analisar os debates sobre a criação da disciplina escolar de educação física no Brasil, fomentada publicamente e com caráter obrigatório. O estudo deteve-se em obras produzidas entre 1880 e 1915. Tendo como pressuposto a íntima relação entre as especificidades do debate brasileiro com as questões mais amplas do capitalismo mundial, buscou-se entender como elas condicionaram e foram condicionadas pelos debates educativos em relação à educação física. Essa dialética relação entre geral e específico foi posta neste estudo para tematizar o pensamento educacional referente a dois aspectos: a consideração da educação física em sua relevância social e as preocupações metodológicas que a possibilitassem exercer esse papel. Pôde-se notar como a educação física fora debatida enquanto um dos pontos principais para a solvência das crises oriundas das reordenações da sociedade brasileira no período. Verificou-se, também, uma intensa preocupação dos professores e defensores dessa modalidade educativa em atribuir às suas atividades um caráter educativo bem mais amplo do que o mero corolário anátomo-fisiológico. Por fim, foi interessante observar que, apesar dessas idéias terem sua base na realidade histórica brasileira e mundial do século XIX e XX...

Atuação ambulatorial do profissional de educação física no atendimento a crianças e adolescentes obesos

Barbosa,Vera Lúcia Perino; Cézar,Cláudia; Vítolo,Márcia Regina; Lopez,Fábio Ancona
Fonte: Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte Publicador: Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/1999 Português
Relevância na Pesquisa
76.08%
A freqüência da obesidade na infância e adolescência aumentou nos últimos anos. Essa situação tem preocupado a área da saúde, não só pelas conseqüências promovidas pela obesidade na população em geral, mas pela imposição de prejuízos biopsicossociais, ainda na infância. O tratamento é bastante complexo, pois sua causa é multifatorial, exigindo atenção interdisciplinar. O presente trabalho teve como objetivo relatar o papel do professor de educação física na equipe de atendimento ambulatorial de crianças e adolescentes obesos. A atividade física, depois da taxa metabólica basal, é considerada o segundo maior componente do gasto energético diário. Diversos estudos demonstraram que a atividade física associada ao controle alimentar leva a melhores resultados do que essas ações isoladas. O aumento da atividade física é muito benéfico no tratamento de crianças e adolescentes obesos, pois permite maior ingestão alimentar e auxilia a preservar a massa magra. Entretanto, o exercício físico deve ser adaptado às condições de excesso de peso e de crescimento ósseo. Além desses cuidados, o profissional depara-se com a dificuldade de manter crianças e adolescentes em programa de exercício regular. Desse modo...

Prevalência do uso e conhecimento de esteroides anabolizantes androgênicos por estudantes e professores de educação física que atuam em academias de ginástica

Abrahin,Odilon Salim Costa; Souza,Naicha Stefanie Félix; Sousa,Evitom Corrêa de; Moreira,Josiana Kely Rodrigues; Nascimento,Vanderson Cunha do
Fonte: Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte Publicador: Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2013 Português
Relevância na Pesquisa
76%
INTRODUÇÃO: Os esteroides anabólicos androgênicos (EAA) são substâncias, quimicamente semelhantes à testosterona, utilizadas para o tratamento/controle de diversas doenças. Contudo, tais substâncias estão sendo empregadas de forma não terapêutica e indiscriminada com finalidades de melhora da performance esportiva e principalmente estética. OBJETIVO: analisar a prevalência do uso e o conhecimento de EAA por estudantes e professores de educação física que atuam em academias de ginástica de Belém, PA. Utilizou-se para a coleta de dados um questionário fechado e anônimo, aplicado a 117 pesquisados. A comparação da prevalência do uso e o grau de conhecimento dos pesquisados sobre EAA foi realizada através de estatística não paramétrica, prova de X² (Qui-quadrado), considerando o intervalo de confiança de 95% e p < 0,05. A média de idade dos participantes da pesquisa foi de 28,0 ± 6,3 anos e a prevalência do uso de EAA foi de 31,6% do total de sujeitos pesquisados. A prevalência maior foi entre os profissionais especialistas (39,3%), tendo como principal motivação para o uso de EAA a estética com 75,6%. Em relação ao conhecimento, verificou-se que as drogas classificadas como EAA foram: Durateston®...

O perfil dos ingressantes de um programa de educação física para idosos e os motivos da adesão inicial

Pereira,João Raimundo Peixoto; Okuma,Silene Sumire
Fonte: Escola de Educação Física e Esporte da Universidade de São Paulo Publicador: Escola de Educação Física e Esporte da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2009 Português
Relevância na Pesquisa
86.06%
Numa sociedade em pleno envelhecimento, a Educação Física deverá desempenhar um importante papel. A cada ano, cresce a procura por programas supervisionados, como é o caso do Programa Autonomia para Atividade Física do Idoso - PAAF. Conhecer o idoso é fundamental para orientar as ações pedagógicas e atender suas expectativas. Assim, este trabalho destina-se a conhecer o perfil sócio-demográfico, a atividade física pregressa, verificar a saúde percebida e entender quais foram os motivos de adesão ao programa. Participaram desse estudo 54 pessoas (14 homens e 40 mulheres), com idade acima de 60 anos (66,45 ± 5,176 anos de idade), que ingressaram no PAAF-2002. Foram utilizados questionários, em que foram consideradas as seguintes variáveis: gênero, idade, nível de escolaridade, estado civil; saúde percebida do ingressante; a atividade profissional e a atividade física pregressa e o nível sócio-econômico. Para verificar os motivos da adesão inicial utilizamos tabela tipo Liekert e aplicamos o Índice de Consistência Interna de Liekert. Utilizamos o Coeficiente de Concordância de Kendall (W) e o Teste de Friedman (Xr²), com nível de significância (p = 0,05). A maioria dos alunos tinha entre 60 a 70 anos de idade...

Um pouco de história, desenvolvimentos recentes e perspectivas para a pesquisa em atividade física e saúde no Brasil

Nahas,Markus Vinicius; Garcia,Leandro Martin Totaro
Fonte: Escola de Educação Física e Esporte da Universidade de São Paulo Publicador: Escola de Educação Física e Esporte da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2010 Português
Relevância na Pesquisa
76.06%
As grandes transformações mundiais das últimas décadas provocaram mudanças sociais e na saúde, individual e coletiva, jamais imaginadas. O perfil dos problemas de saúde atuais faz com que a promoção de estilos de vida saudáveis (e ativos fisicamente) seja valorizada e colocada como uma das prioridades em saúde pública no planeta. A Educação Física Brasileira está atenta a essas evoluções nas ciências e nas práticas que envolvem a atividade física relacionada à saúde, e precisa responder aos anseios da sociedade em termos de formação profissional competente e produção científica de qualidade nesta área. Este artigo discute desenvolvimentos recentes e perspectivas na pesquisa em atividade física e saúde, com repercussões para a Educação Física no Brasil.

O esporte e o ensino médio: a visão dos professores de educação física da rede pública

Marco Aurélio Gonçalves Nóbrega dos Santos,; Nista-Piccolo,Vilma Lení
Fonte: Escola de Educação Física e Esporte da Universidade de São Paulo Publicador: Escola de Educação Física e Esporte da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2011 Português
Relevância na Pesquisa
86.08%
O presente trabalho investigou a visão que o professor de Educação Física, que atua no Ensino Médio, tem sobre a aplicação do esporte em suas aulas na escola. Buscamos identificar qual a concepção atribuída ao esporte e à competição, bem como verificar qual o sentido da prática esportiva nesse contexto. Numa pesquisa do tipo qualitativa foram coletadas informações a partir de uma ficha diagnóstica das escolas, além de uma entrevista semiestruturada com esses profissionais. Uma pergunta geradora norteava a investigação: Como você vê a relação Esporte/Educação Física? As respostas obtidas foram interpretadas por meio da técnica de análise de conteúdo, BARDIN (2004). O estudo consta de duas etapas, na primeira está uma revisão bibliográfica sobre as questões que permeiam a prática esportiva na Educação Física escolar no Ensino Médio e, na segunda, o desenvolvimento metodológico dessa pesquisa. Os resultados apresentados apontam o esporte relacionado aos seguintes temas: esporte e educação, que declara uma falta de compromisso por parte dos docentes; esporte e saúde, que se configura com equívocos conceituais; esporte e competição, que demonstra uma ênfase na prática seletiva; esporte como um aspecto cultural...

Teorias curriculares, perspectivas teóricas em Educação Física Escolar e implicações para a formação docente

Ferraz,Osvaldo Luiz; Correia,Walter Roberto
Fonte: Escola de Educação Física e Esporte da Universidade de São Paulo Publicador: Escola de Educação Física e Esporte da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2012 Português
Relevância na Pesquisa
86.06%
A função do professor de educação física escolar pode ser definida pela elaboração, implantação e avaliação de programas que tematizam, do ponto de vista didático-pedagógico, jogos, esportes, lutas, ginásticas, danças, exercícios físicos, entre outros; com a intenção de influenciar a formação dos alunos para a participação democrática na vida em sociedade. Todavia, este consenso se dilui quando aplicado ao campo do currículo e da formação docente. No campo do currículo, apesar do reconhecimento de que a tematização didático-pedagógica se faz a partir de sentidos culturais e das potencialidades de estimulação do organismo humano que se apresentam nas manifestações da cultura de movimento; a intencionalidade, a organização curricular e a sistematização do conhecimento podem divergir consideravelmente modificando o papel do componente curricular na educação básica. Sendo assim, este texto analisa aspectos do desenvolvimento das teorias curriculares, relacionando-as às perspectivas teóricas em Educação Física. Em seguida, implicações deste debate são relacionadas à formação docente.

O discurso médico e a Educação Física nas escolas (Brasil, século XIX)

Costa,Luciene Henrique da; Santos,Marysol de Souza; Góis Junior,Edivaldo
Fonte: Escola de Educação Física e Esporte da Universidade de São Paulo Publicador: Escola de Educação Física e Esporte da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2014 Português
Relevância na Pesquisa
86.02%
Para os médicos, a reforma da sociedade não residia apenas nas ruas, nas avenidas, nas construções, enfim, em uma urbanização com base em preceitos da saúde. Era impreterível incutir uma reforma dos corpos, que ocorria primeiro no núcleo familiar através da educação higiênica na infância. É neste campo específico da Higiene que os exercícios físicos tornaram-se foco de interesse dos médicos. O objetivo deste estudo é descrever o contexto de escolarização da Educação Física mediante o discurso médico do século XIX. Para isto, realizou-se uma pesquisa histórica e documental que teve como fontes: as teses para a obtenção do título de doutor da Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro e Bahia. Conclui-se que a mentalidade higienista colaborou para a lenta difusão dos exercícios físicos no contexto educacional do século XIX. Contudo a relevância da ginástica era secundária no projeto higienista.