Página 1 dos resultados de 20033 itens digitais encontrados em 0.052 segundos

Polypharmacy in the elderly: therapy adherence

Pinto, Isabel C.; Ribeiro, Maria Isabel; Geraldo, I.; Novo, S.; Reis, M.; Rocha, D.
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: conferenceobject
Português
Relevância na Pesquisa
36.69%
The elderly population has been growing significantly, leading to an increased prevalence of chronic diseases and consequent taking medication. Polypharmacy is the chronic and simultaneous use of different drugs by the same individual, and the elderly are the more susceptible. The complex therapies of elderly can lead to therapy non-adherence, increasing several health risks. This study aimed to estimate the prevalence of polymedicated elderly, evaluate therapy adherence and associated factors, and check the differences among non-institutionalized elderly and users of day centers. This cross-sectional study was based on a questionnaire, validated for the Portuguese population based on the Morisky scale, applied to 200 non-institutionalized elderly and 68 under day centers, of interior and coastal counties of northern Portugal. It was considered as polymedicated seniors taking ?4 drugs. To assess therapy adherence, those whose average adherence levels were ?3.5, were called adherent. The sample was predominantly polymedicated (59%) and shows high therapy adherence (95%), the average number of different drugs daily ingested was about seven. Elderly of coastal, show superiors levels of therapy adherence than those of interior county (p=0.007). Only the economic difficulties are related to non-adherence (p=0.022). No statistically significant differences were found between non-institutionalized elderly and users of day centers. This study shows that a large proportion of elderly were polymedicated...

Epidemiology and predictors of a poor outcome in elderly patients with candidemia

Guimaraes, Thais; Nucci, Marcio; Mendonca, Joao S.; Martinez, Roberto; Brito, Ligia R.; Silva, Nivia; Moretti, Maria Luiza; Salomao, Reinaldo; Colombo, Arnaldo L.
Fonte: ELSEVIER SCI LTD; OXFORD Publicador: ELSEVIER SCI LTD; OXFORD
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
36.67%
Background: Candidemia affects patient populations from neonates to the elderly. Despite this, little information is available about the epidemiology of candidemia in elderly patients. Methods: We performed a retrospective analysis of 987 episodes of candidemia in adults (>14 years of age) from the databases of three laboratory-based surveys of candidemia performed at 14 tertiary care hospitals. Patients aged >= 60 years were considered elderly (group 1, n = 455, 46%) and were compared to younger patients (group 2, n = 532, 54%) regarding demographics, underlying diseases, comorbidities, exposure to medical procedures, species, treatment, and outcome. Results: The median APACHE II score was significantly higher in the elderly patients (19 vs. 15, p = 0.03). Variables that were observed significantly more frequently in elderly patients included admission to an intensive care unit, diabetes mellitus, renal failure, cardiac disease, lung disease, receipt of antibiotics or H2 blockers, insertion of a central venous catheter, mechanical ventilation, and candidemia due to Candida tropicalis. The 30-day mortality of elderly patients was significantly higher than that of younger patients (70% vs. 45%, p < 0.001). Factors associated with higher mortality by multivariate analysis included APACHE II score and being in group 1 (elderly). Factors associated with mortality in elderly patients were lung disease and the receipt of mechanical ventilation. Conclusions: Elderly patients account for a substantial proportion of patients with candidemia and have a higher mortality compared to younger patients. (C) 2012 International Society for Infectious Diseases. Published by Elsevier Ltd. All rights reserved.

Determinantes do consumo de famílias com idosos e sem idosos com base na pesquisa de orçamentos familiares de 1995/96.; Determinants of consumption from families with and without elderly basead on a household budget survey 1995/96.

Almeida, Alexandre Nunes de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 28/10/2002 Português
Relevância na Pesquisa
36.72%
Com o aumento no número de pessoas idosas devido ao aumento da expectativa de vida e diminuição das taxas de natalidade, esse trabalho partiu da hipótese de que o idoso, além de apresentar uma forte demanda por cuidados médicos, também têm uma demanda crescente por outros tipos de bens e serviços, como, por exemplo, cosméticos e viagens. Ademais, a importância desse grupo, com sua renda mais estável oriunda dos benefícios da seguridade social e uso de ativos ou bens acumulados, altera de forma significativa a estrutura de consumo da família na qual pertence, criando uma forte relação de interdependência com os filhos e netos. O objetivo principal do presente trabalho foi analisar, através de alguns determinantes sócio-econômicos, o comportamento de consumo das famílias com idosos chefes e famílias que não apresentavam nenhum indivíduo com mais de 60 anos, nas principais áreas metropolitanas brasileiras, Distrito Federal e Goiânia. A base de dados utilizada corresponde a Pesquisa de Orçamentos Familiares 1995/96 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Inicialmente, na revisão de literatura, foram mencionados os principais aspectos demográficos que estão causando o envelhecimento populacional...

Afetividade e funções executivas em idosos: estudo normativo com Wisconsin Card Sorting Test e Pfister; Affectivity and executive functions in elderly: estudo normativo com Wisconsin Card Sorting Test e Pfister.

Formighieri, Mariana de Siqueira Bastos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 31/08/2007 Português
Relevância na Pesquisa
36.67%
BASTOS-FORMIGHIERI, M. S. Afetividade e funções executivas em idosos: estudo normativo com Wisconsin Card Sorting Test e Pfister. 2007. 143 f. Dissertação (Mestrado). Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2007. A avaliação psicológica no Brasil tem recebido grandes estímulos para seu desenvolvimento, advindos das necessidades práticas, bem como das diretrizes atuais do Conselho Federal de Psicologia, buscando-se parâmetros técnicos adequados às características da população brasileira. Paralelamente, o significativo crescimento dos idosos no mundo e também no Brasil tem justificado investimentos científicos voltados à investigação das características psicológicas do envelhecimento, muitas vezes recorrendo aos recursos da avaliação psicológica como estratégia de acesso informativo. Dentro desta realidade, o presente estudo objetivou desenvolver padrões normativos do desempenho de idosos para o Teste de Pirâmides Coloridas de Pfister e para o Wisconsin Card Sorting Test (WCST), almejando também conhecer características da afetividade e das funções executivas na velhice. Foram estudados 100 voluntários de 60 a 75 anos de idade, distribuídos entre os sexos...

Arranjo domiciliar e apoio dos familiares aos idosos mais velhos; Domestic organization and Family Support to older Elderly.

Pedrazzi, Elizandra Cristina
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 05/09/2008 Português
Relevância na Pesquisa
36.73%
O contexto do envelhecimento dos idosos mais velhos necessita ser considerado em decorrência dos fatores socioeconômicos, políticos e demográficos do país, além do processo de redefinição da família como instituição social. Dessa forma, a pesquisa relacionada aos arranjos domiciliares e a rede de suporte social, vem de encontro com as questões relacionadas ao cuidado do idoso no domicilio, principalmente dos idosos mais velhos. Tratase de um estudo epidemiológico, transversal, que teve por objetivo caracterizar o arranjo domiciliar e a rede de suporte social dos idosos mais velhos residentes na comunidade de Ribeirão Preto, SP, além da sua funcionalidade. A amostra constituiu-se de 147 idosos. Os dados foram coletados em entrevistas domiciliares, utilizando-se identificação e perfil social, o Mapa Mínimo de Relações do Idoso (MMRI) para investigar a rede de suporte, a Medida de Independência Funcional (MIF) e questões sobre os arranjos domiciliares. A idade média das idosas foi de 84,4 anos e dos idosos de 84,1 anos, sendo 63,3% na faixa etária de 80-84 anos, 27,2% na de 85-89 anos e 9,5% na de 90 anos ou mais. Há maior número de idosas viúvas, 91,3% e analfabetas, 83,3%. Do total dos idosos, 41,5% recebem aposentadoria...

Conhecimento de idosos sobre seus direitos; Elderly peoples knowledge of their rights

Martins, Maristela Santini
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 15/12/2008 Português
Relevância na Pesquisa
36.69%
Este estudo objetivou identificar o conhecimento dos idosos a respeito dos seus direitos; conhecer, sob a perspectiva dos idosos, a influência da legislação/Estatuto do Idoso no seu cotidiano e descrever as sugestões dos idosos para o respeito aos seus direitos. Trata-se de uma pesquisa exploratória, descritiva, de abordagem quantitativa e com coleta de dados prospectiva, através de entrevista. A amostra é probabilística, aleatória e estratificada por sexo e idade. Foi composta por 63 indivíduos com idade igual ou superior a 60 anos, freqüentadores de três Núcleos de Convivência de Idosos (NCI). As variáveis foram analisadas descritivamente, permitindo a verificação da freqüência absoluta e relativa das respostas. Para a comparação entre variáveis foi utilizada a análise de variância a um fator e o teste não-paramétrico de Kruskal-Wallis, com nível de significância de 5%. Do total de entrevistados, a maioria é do sexo feminino (95,2%), brasileira (95,2%), viúva (50,8%), aposentada (54,0%) e atendida na rede pública de saúde (57,1%). Os participantes, ainda, possuem idade média de 73,56 ± 6,72 anos, renda média de R$ 857,05 ± R$ 657,36 e freqüentaram a escola em média 4,19 ± 3,67 anos. Além disso...

Associação do estado nutricional com capacidade cognitiva, sexo e idade em idosos residentes na cidade de Maringá/PR; Association of nutritional status with cognitive ability, gender and age in elderly residents in the city of Maringá / PR

Bennemann, Rose Mari
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 19/06/2009 Português
Relevância na Pesquisa
36.73%
Introdução - Estudos de avaliação do estado nutricional mostram que indivíduos idosos apresentam risco nutricional, que pode estar associado à capacidade cognitiva, sexo e idade. Objetivo - Verificar a associação do estado nutricional com capacidade cognitiva, sexo e idade em idosos residentes na cidade de Maringá/PR. Métodos - O estudo foi de associação, transversal, de base domiciliar, com coleta de dados primários, desenvolvido com idosos ( 60 anos ou mais) da Pastoral da Pessoa Idosa (PPI) da paróquia Santo Antônio de Pádua da cidade de Maringá/PR. As variáveis analisadas foram: capacidade cognitiva, estado nutricional, sexo e idade. A capacidade cognitiva foi avaliada por meio do miniexame do estado mental (MEEM) e o estado nutricional, segundo o indicador nutricional área muscular do braço (AMB). Para verificar a associação entre os agrupamentos foi utilizado o teste qui-quadrado (2) e o teste exato de Fisher. A diferença entre as variáveis e os agrupamentos foi verificada por meio dos testes de Wilcoxon-Mann-Whitney e Kruskal-Wallis. Resultados - Participaram da pesquisa 214 idosos (69,2 por cento mulheres). Quanto ao estado nutricional, 48,6 por cento apresentaram estado nutricional adequado. As mulheres e o grupo etário dos idosos 80 anos apresentaram maior proporção de idosos com estado nutricional adequado (52...

Estudo de utilização de medicamentos em idosos atendidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS); Drug utilization study in elderly people attends by Unique Health System (SUS)

Baldoni, André de Oliveira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 06/08/2010 Português
Relevância na Pesquisa
36.68%
O Brasil está passando por uma transformação demográfica, com o grupo etário dos idosos crescendo rapidamente no país, e a demanda deste grupo por recursos de saúde é intensa, tanto no que se refere à utilização de serviços de saúde quanto no que diz respeito ao uso de medicamentos. Os medicamentos em idosos se comportam de maneira diferente devido às alterações na farmacocinética e na farmacodinâmica, portanto as reações adversas dos medicamentos (RAM) nesses pacientes podem ocorrer de maneira mais proeminente. A discussão sobre a qualidade da farmacoterapia nesses indivíduos é um tema importante relacionado com a atenção, tendo em vista que o medicamento é considerado um instrumento de recuperação e manutenção da saúde dos indivíduos. Diante disso este projeto de pesquisa tem por objetivo estudar a utilização de medicamentos por usuários idosos do SUS. Para coleta de dados utilizou-se um formulário, previamente padronizado e aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa do Centro de Saúde Escola da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo (CEP-CSE-FMRP-USP). Com este instrumento entrevistou-se 1000 idosos no período de novembro de 2008 a maio de 2009, os dados relativos a esses pacientes foram lançados no programa estatístico...

O cuidado de saúde no contexto relacional enfermeiro e mulher idosa: o olhar dos sujeitos envolvidos; The health care in the relational context between nurse and elderly woman: people involved view

Caldeira, Sebastião
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 20/04/2012 Português
Relevância na Pesquisa
36.7%
Introdução: o aumento da expectativa de vida no Brasil e no mundo, com destaque para o gênero feminino, reflete a necessidade de estudos que se dediquem a investigar o cuidado à mulher idosa pelo enfermeiro, considerando a perspectiva dos sujeitos envolvidos nessa relação de cuidado. Objetivo: compreender o cuidado à saúde na perspectiva das mulheres idosas e dos enfermeiros. Metodologia: estudo fundamentado na Fenomenologia Social de Alfred Schütz realizado no município de Cascavel, Paraná-Brasil, em nove Unidades de Saúde, sendo sete Unidades Básicas e duas pertencentes à Estratégia Saúde da Família. Participaram dez enfermeiros que atuam no cuidado à saúde das mulheres idosas e oito idosas cuidadas por enfermeiros. Os depoimentos foram obtidos no período de setembro de 2010 a janeiro de 2011 por meio de entrevista aberta, com as seguintes questões norteadoras para as mulheres idosas: conte para mim sobre as suas necessidades de cuidado à saúde neste momento de sua vida. Como é para a senhora ser cuidada pelo(a) enfermeiro(a). O que a senhora espera em relação ao cuidado à saúde? Para os enfermeiros: como você percebe as necessidades de cuidado à saúde da mulher idosa? Como você cuida dessa mulher? O que você espera de suas ações de cuidado à saúde a esse tipo de clientela? Resultados: as idosas referem necessidades físicas e psicossociais de cuidado...

O idoso vivendo com HIV/AIDS: a sexualidade, as vulnerabilidades e os enfrentamentos na atenção básica; The elderly living with HIV/Aids: sexuality, vulnerability and challenges in primary health care

Alencar, Rúbia de Aguiar
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 02/10/2012 Português
Relevância na Pesquisa
36.69%
O estudo teve como objetivo analisar as vulnerabilidades e os enfrentamentos dos idosos vivendo com HIV/Aids na atenção básica de saúde. Para realização da pesquisa, utilizou-se a abordagem qualitativa, tendo como referencial teórico a abordagem psicossocial e emancipatória, segundo o conceito de vulnerabilidade baseada nos direitos humanos. O estudo foi realizado no município de Botucatu, em todas as unidades de saúde que adotam a Estratégia Saúde da Família e no Hospital-dia HIV/Aids, da Faculdade de Medicina de Botucatu da Universidade Estadual Paulista. Participaram do estudo 11 idosos vivendo com HIV que descobriram a doença após os 60 anos, 12 médicos e 11 enfermeiros que atuam na Estratégia Saúde da Família. Os dados foram obtidos por meio de entrevistas semiestruturadas analisadas de acordo com o referencial da Análise de Conteúdo de Bardin, mais especificamente, a Análise Temática. Buscando entender as razões que levaram os idosos a estarem em situação vulnerável à infecção pelo HIV, foram adotadas para análise as seguintes categorias: vulnerabilidade individual, vulnerabilidade social e vulnerabilidade programática. Foram encontradas como categorias empíricas: - Infecção e formas de contágio do HIV; - Enfrentando a soro positividade: o cotidiano dos idosos vivendo com HIV; - Acesso do idoso aos serviços de saúde x solicitação da sorologia para HIV; - Marcos da relação entre o profissional de saúde e o idoso; - Planejamento...

Qualidade de vida da pessoa idosa: comparação Brasil - Portugal; Life quality of elderly people: comparison Brazil - Portugal

Ermel, Regina Celia
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 19/12/2012 Português
Relevância na Pesquisa
36.71%
Avaliar a qualidade de vida vem assumindo importância cada vez mais relevante nos últimos anos, particularmente no que diz respeito a sua mensuração, quer individual quer coletivamente. Quando constatamos que a população idosa no mundo está aumentando significativamente, assim como as políticas públicas internacionais construídas para atender às necessidades de saúde dessa população, fica evidente a importância de se realizarem estudos sobre a saúde e a qualidade de vida dos idosos, que envolvam diferentes países e, mais ainda, do ponto de vista deles próprios. Nesse contexto, esta investigação teve como objetivo avaliar e comparar a qualidade de vida dos idosos brasileiros e portugueses. Trata-se de um estudo quantitativo, exploratório, descritivo, comparativo e com delineamento transversal, em dois diferentes cenários: o município de Marília (Brasil) e o município do Porto (Portugal). Foram sujeitos deste estudo 349 idosos brasileiros e 100 idosos portugueses, usuários do serviço público de atenção básica, com autonomia física e psicológica e com idade igual ou superior a 60 anos. A coleta de dados foi realizada por meio de entrevistas, com os instrumentos de qualidade de vida denominados WHOQOL-BREF e WHOQOL-OLD da Organização Mundial da Saúde. A qualidade de vida geral...

Cognição e exercício físico em idosos de um município paulista; Cognition and physical exercise with the elderly in a city at São Paulo State.

Janoni, Sandra Aparecida
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 01/03/2010 Português
Relevância na Pesquisa
36.7%
O envelhecimento populacional é, hoje, fenômeno mundial consequente a um crescimento mais elevado da população idosa com relação aos demais grupos etários. O declínio da habilidade física e mental freqüentemente associado ao envelhecimento tem implicações sociais, econômicas e com a saúde pública. O presente estudo realizado com idosos residentes no município de Batatais-SP, objetivou estudar algumas características dos idosos, a prática de exercício físico e a cognição. Pesquisou-se 400 idosos de ambos os sexos, com idade igual ou superior a 60 anos, utilizando-se um questionário estruturado;o Questionário de Atividade Física Internacional (IPAQ)-versão curta e para a avaliação cognitiva o mini-exame do estado mental (MEEM). Os dados receberam tratamento estatístico para observações de associações de variáveis através de regressão logística utilizando o procedimento PROC SURVEYLOGISTIC do programa SAS versão 9. Os resultados mostraram que 161 (40,2%) eram do sexo masculino e 239 (59,8%) do feminino. A idade média encontrada foi de 72 anos (DP= 8,3). A maioria, 62,7% dos idosos possuía baixa escolaridade com até 4 anos de estudo. Dos idosos 224(56%) morava com companheiros, sendo maior este percentual entre os homens (72...

Incapacidade funcional em idosos: análise do conceito; Functional disability in the elderly: a concept analysis

Talmelli-Ruy, Luana Flávia da Silva
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 05/02/2014 Português
Relevância na Pesquisa
36.68%
O cenário nacional aponta maior proporção de idosos e consequente aumento de expectativa de vida na população. Assim, o objetivo da atenção à saúde dos idosos é de manter sua funcionalidade, autonomia e independência por um maior tempo possível. Neste contexto, que surge a preocupação em se desenvolverem pesquisas que avaliem a funcionalidade desta população. O objetivo deste estudo foi de analisar o conceito de Incapacidade Funcional em idosos, utilizando o Modelo Híbrido de Desenvolvimento de Conceito, que consta de três fases: a Fase Teórica, a Fase de Campo e a Fase Analítica Final. A Fase Teórica foi desenvolvida por meio da Revisão Integrativa da Literatura; a busca dos estudos primários ocorreu nas bases de dados LILACS, MEDLINE E CINAHL, com a utilização de descritores controlados e não controlados delimitados de acordo com a especificidade de cada base de dados. Foram pré-selecionados 1.113 trabalhos, porém 58 foram elegíveis após aplicação dos critérios de inclusão. A Fase de Campo se deu em duas etapas: a primeira consistiu em aplicar uma entrevista semiestruturada no domicílio para identificar os idosos elegíveis para a segunda etapa, na qual se utilizou a técnica de realização de grupos focais. Foram realizados quatro grupos sendo dois de idosos com idades entre 60 e 79 anos...

Estilo de vida e sua associação com a longevidade de idosos muito velhos de Aracaju, SE; Lifestyle and its association to longevity of very old elderly of Aracaju, SE

Lima, Wilma Resende
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 25/04/2014 Português
Relevância na Pesquisa
36.69%
A longevidade é um processo inevitável, irreversível e de extrema importância para a civilização. A população de idosos de 80 anos ou mais tem aumentado, demandando atenção e compromisso por parte dos profissionais de saúde. Conhecer o processo de envelhecimento envolve o estudo de vários fatores, dentre eles, o estilo de vida que pode estar relacionado a maior longevidade desses idosos muito velhos. Portanto, o objetivo geral deste estudo foi avaliar o estilo de vida e sua associação com a longevidade de idosos muito velhos do município de Aracaju-SE. Metodologia: estudo descritivo-exploratório, transversal, com abordagem quantitativa. O cenário de estudo foi o município de Aracaju, uma das capitais do nordeste que apresentou crescimento acelerado do número de idosos nos últimos 40 anos. Os critérios de inclusão para a população foram: idosos cadastrados nas Unidades de Saúde da Família, de ambos os sexos, com 80 anos ou mais, que deveriam atingir o mínimo de 19 pontos no Mini-Exame do Estado Mental (MEEM). Foram realizadas entrevistas estruturadas por meio de três formulários: um com dados do MEEM; outro com dados socioeconômico e demográfico, de saúde, de nutrição e de longevidade e o terceiro com dados do Perfil do Estilo de Vida Individual (PEVI)-Pentáculo do Bem-Estar. Para a análise dos dados...

Perfil dos cuidadores de idosos em instituições de longa permanência de Bauru: conhecimento e práticas em saúde bucal; Elderly caregivers profile in long-stay institutions of Bauru: knowledge and practices in oral health

Pinto, Edu Cassiano Hugo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 28/05/2014 Português
Relevância na Pesquisa
36.69%
A população idosa está aumentando em todo o mundo, no Brasil, este processo de envelhecimento populacional ou transição demográfica vem seguido por consequências que interferem na sociedade. A dependência social, fatores econômicos, baixo valor das aposentadorias, ausência de familiares ou a incapacidade destes em cuidar do idoso são apontados como principais causas que poderiam levar a internação de um idoso numa Instituição de Longa Permanência (ILP). O objetivo desta pesquisa foi caracterizar o perfil dos cuidadores de idosos em práticas e conhecimento de saúde bucal em instituições de longa permanência de Bauru. As Instituições Filantrópicas (IF) quanto as Instituições Privadas (IP) foram selecionadas de acordo com lista fornecida pela Promotoria de Justiça do Idoso de Bauru. Foram utilizados como instrumento na coleta de dados uma ficha com um roteiro estruturado e um questionário a ser entregue aos cuidadores. A partir dos resultados concluiu-se que: O sexo feminino entre os cuidadores foi predominantemente maior com idade entre 40 e 50 anos de idade; Metade dos cuidadores de ambas as Instituições são casados; Nas IF é maior o número de cuidadores que ganham até dois salários mínimos; O percentual de profissionais com curso Técnico em Enfermagem é maior nas IF e maior com formação em cuidador de idosos; Nas IF é maior o número de profissionais que atuam como cuidadores e menor em número que atuam como auxiliar de enfermagem; Nas IP os profissionais possuem mais experiências do que nas Filantrópicas. A satisfação em cuidar de idosos foi maior para os profissionais das IF; Atividades de cuidados com higiene bucal nos idosos...

Papel da atividade física regular realizada durante vários anos na função imune do idoso; Role of regular practice of physical activity over several years on immune function in the elderly

Arai, Milton Hideaki
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 12/11/2004 Português
Relevância na Pesquisa
36.68%
A proposta principal deste estudo foi de avaliar o efeito da prática regular de atividade física por longos anos na imunossenescência, isto é, nas alterações que o sistema imune sofre com o envelhecimento. Para tal, comparou-se os resultados dos exames imunológicos de 20 idosos praticantes de corrida (idade média = 67 anos) aos de 20 idosos sedentários (idade média = 66 anos) e 10 jovens sedentários (idade média = 26 anos). Os idosos corredores eram praticantes da modalidade em média nos últimos 23 anos e vinham percorrendo uma distância semanal média de 39 quilômetros. O consumo máximo de oxigênio (VO2 max) deles foi 52% maior do que o dos idosos sedentários, atingindo valores similares aos dos jovens. Os parâmetros imunológicos analisados foram: contagem de linfócitos e seus subtipos, resposta proliferativa dos linfócitos T a mitógenos, atividade citotóxica das células natural killer e produção de citocinas (interleucinas 2, 3, 4, 6, 10 e 12). A dosagem das mesmas citocinas no soro também foi realizada, porém somente nos dois grupos de idosos. Os idosos corredores apresentaram resposta proliferativa dos linfócitos T a OKT-3 e produção de interleucina-2 significativamente maiores do que as dos idosos sedentários. Eles apresentaram também uma produção de interleucina-3 significativamente menor do que a dos seus pares sedentários. Por outro lado...

Equivalência de estímulos e responder por exclusão em idosos com e sem comprometimento cognitivo; Stimulus equivalence and responding by exclusion in elderly subjects with and without cognitive impairment

Almeida, Mariana Ducatti
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 05/09/2014 Português
Relevância na Pesquisa
36.69%
O processo de envelhecimento pode gerar perdas cognitivas que, se agravadas, podem acarretar o diagnóstico de demência, sendo a Demência de Alzheimer (DA) a mais comum. A DA é uma doença neurodegenerativas que afeta principalmente a memória e a linguagem. Procedimentos de ensino baseados no paradigma de equivalência de estímulos e no ensino por exclusão, apesar de testados com sucesso em diferentes populações com problemas de desenvolvimento, têm gerado poucas pesquisas com idosos com perdas cognitivas. Esta pesquisa apresenta três estudos, com objetivos distintos, mas complementares. O Estudo 1 teve como objetivo avaliar se idosos institucionalizados sem DA formariam classes de estímulos equivalente a partir de um procedimento de ensino de relações condicionais entre palavras ditadas, fotos, nomes impressos de profissões e de graus de parentesco; adicionalmente, pretendia-se verificar que essas relações se mantinham ao longo de um mês, em três testes de manutenção. Cinco idosos institucionalizados passaram pelo ensino de relações arbitrárias, em uma estrutura de treino linear com ensino de novas relações por exclusão. Testes de equivalência foram conduzidos em seguida à Fase de Ensino, e após cinco...

(Re)internação de idosos em um hospital privado: vulnerabilidades, fragilidades e enfrentamentos; (Re)admission of elderly in a private hospital: vulnerabilities, fraily and confrontation

Francisco, Célia Maria
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 14/04/2015 Português
Relevância na Pesquisa
36.68%
Introdução: As (re) internações entre idosos vem aumentando no decorrer dos últimos anos, principalmente entre aqueles em idade mais avançada que levam a alta demanda da atenção terciária. Conhecer as vulnerabilidades, as fragilidades e os diagnósticos que os idosos estão sujeitos, balizados pela lista brasileira de internações por condições sensíveis à atenção primária (ICSAP), podem orientar mudanças no cenário do cuidado. Objetivo: Analisar as vulnerabilidades, as fragilidades e o enfrentamento da doença em idosos internados num hospital privado. Método: Pesquisa prospectiva, quantitativa e qualitativa, realizada na Clínica Médica de um Hospital Privado do Município de São Paulo, entre fevereiro à dezembro de 2014. A coleta de dados foi desenvolvida em duas etapas, a primeira através de um questionário e a aplicação da Escala de Avaliação de Fragilidade de Fabricio-Wehbe, em pacientes clínicos idosos (acima de 60 anos) por amostra de conveniência, a segunda, realizada por amostra intencional, selecionados dentre os participantes da primeira etapa e com diagnóstico de ICSAP, por entrevista no domicílio, a partir de agendamentos por telefone, após a alta. Atendendo a Resolução 466/12, o estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Escola de Enfermagem da USP e da Instituição Privada e os participantes assinaram o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido. Foram utilizados o teste ANOVA e o teste exato de Fisher (significativo para p 0...

O ensino de língua inglesa e o imaginário sobre o idoso; English language teaching and imagery on elderly

Mara Regina Silveira
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 27/08/2010 Português
Relevância na Pesquisa
36.68%
As mudanças demográficas apresentam o Brasil como um país em processo de envelhecimento, a discussão sobre o envelhecimento populacional começa a emergir em várias ciências, justificando o desenvolvimento de pesquisas como a que propomos, objetivando explorar a constituição e o uso do imaginário do idoso veiculados pela mídia. De forma mais específica, buscamos identificar a imagem do idoso na propaganda, por ser a comunicação publicitária utilizada como indicador, produto e reflexo dos valores culturais da sociedade. Este trabalho propõe a investigação sobre a constituição do idoso hoje como subsídio para o ensino de inglês como língua estrangeira (LE) a este público, pois ainda são escassas as oportunidades de estudar uma LE em um ambiente voltado às necessidades das pessoas nesta faixa etária. O corpus recorta a imagem do idoso em alguns anúncios publicitários veiculados pela mídia impressa, observando os mecanismos discursivos acionados em tais textos, com apoio da Análise de Discurso Materialista, representados aqui pelos pensamentos de Michel Pêcheux e Jacqueline Authier-Revuz, na França, e Eni Orlandi, no Brasil, buscando investigar as representações do idoso presentes no imaginário de nossa sociedade e expressas em propagandas publicadas em veículos de mídia de grande circulação nacional. Além disso...

A cross-sectional study on physical and sedentary activity and health-related quality of life in institutionalized vs. non-institutionalized elderly

Tomas-Carus, Pablo; Biehl-Printes, Clarissa; Raimundo, Armando; Laranjo, Luis; Pereira, Catarina; Terra, Newton; Sousa, Paulo; Fernandes, Jorge
Fonte: Pan American Journal of Aging Research Publicador: Pan American Journal of Aging Research
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
36.68%
Aims: to compare the physical activity, sedentary activity and health-related quality of life (HRQoL) in institutionalized vs. non-institutionalized elderly, and to establish a pattern of relationship and prediction of physical and sedentary activity with physical and mental components of HRQoL. Methods: the sample consisted of 383 elderly with ? 75 years old (n=187 institutionalized and n=196 non-institutionalized). Were administered the International Physical Activity Questionnaire (IPAQ) and Short Form 36 Health Survey (SF-36) for evaluated the physical and sedentary activity and HRQoL. Also was used the Mini Mental State Examination (MMSE) as exclusion criteria for cognitive problems in the elderly. Results: differences between institutionalized and non-institutionalized elderly were found in moderate-intensity activities and walking, a favour of non-institutionalized. The institutionalized elderly remain more minutes in sedentary activity. Also, were observed differences between both groups in physical component of HRQoL, a favour of non-institutionalized elderly. The mental component remained unchanged. The multivariate regression analyses showed that physical activity predicted the physical (8 to 12%) and mental (5 to 8%) components of HRQoL for institutionalized and non-institutionalized elderly. Conclusions: non-institutionalized elderly were more physically active...