Página 1 dos resultados de 19 itens digitais encontrados em 0.048 segundos

Organização e gestão de um programa de exercício físico multicomponente : efeitos no custo com medicação, aptidão física, imunidade, perfil metabólico, estado de humor e qualidade de vida em idosos

Marques, Jorge Manuel
Tipo: masterthesis
Português
Relevância na Pesquisa
26.06%
A nível demográfico, verifica-se a transição de níveis de elevada mortalidade e elevada fecundidade para níveis de baixa mortalidade e baixa fecundidade na generalidade dos países desenvolvidos o que se repercute na inversão das pirâmides demográficas. A prática regular de actividade física proporciona efeitos positivos sobre o sistema músculo-esquelético, cardiovascular, respiratório, bem-estar, qualidade de vida e redução da morbilidade e da mortalidade, especialmente entre as populações de idade avançada. Desta forma, o objectivo do presente estudo consistiu em analisar os efeitos de exercício físico multicomponente na aptidão física funcional, variáveis imunitárias, estados de humor, qualidade de vida e custo com consumo de medicamentos em idosos. A amostra foi composta por 47 idosos voluntários (idade 71±7 anos, 41 mulheres e 6 homens), dos quais 26 encontravam-se no grupo experimental, ou seja, praticantes de sessões de exercício físico multicomponente (idade 70±7 anos) e os restantes 21 no grupo de controlo (idade 73±8 anos), ou seja, sedentários. Foi avaliada a aptidão física funcional com os seguintes testes: levantar e sentar na cadeira, flexão do antebraço, seis minutos a andar, sentar e alcançar...

O treinamento físico aeróbio inibe a sinalização apoptótica muscular esquelética mediada por VEGF-VEGR2 em ratos espontaneamente hipertensos; Aerobic exercise training inhibits skeletal muscular apoptotic signaling mediated by VEGF-VEGR2 in spontaneously hypertesive rats

Fernandes, Tiago; Magalhães, Flávio de Castro; Carmo, Everton Crivoi do; Oliveira, Edilamar Menezes de
Fonte: Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte Publicador: Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
36.06%
O treinamento físico aeróbio (TF) tem sido utilizado como um importante tratamento não farmacológico da hipertensão arterial (HA), uma vez que ele corrige a rarefação microvascular e reduz a pressão arterial. Estudos mostram que as anormalidades microvasculares estão diretamente associadas às alterações do fator de crescimento vascular endotelial (VEGF) e do VEGF receptor 2 (VEGFR2), bem como a um desequilíbrio da sinalização apoptótica na HA. Entretanto, pouco se conhece sobre os efeitos do TF sobre estes parâmetros na HA. Nós hipotetizamos que o TF recupere os fatores angiogênicos e promova um equilíbrio entre as proteínas anti e pró-apoptóticas da família Bcl-2 potencialmente, contribuindo para a revascularização e regressão da doença. Ratos espontaneamente hipertensos (SHR, n = 14) e Wistar Kyoto (WKY, n = 14) com 12 semanas de vida e divididos em quatro grupos: SHR, SHR treinado (SHR-T), WKY e WKY treinado (WKY-T) foram estudados. Como esperado, 10 semanas de TF foram efetivas em reduzir a pressão arterial em SHR-T. Além disso, o TF promoveu bradicardia de repouso nos grupos de animais treinados (WKY-T e SHR-T), sendo considerado como um importante marcador de TF aeróbio. O TF também corrigiu a rarefação capilar em SHR-T e esta resposta se deve em grande parte por uma recuperação dos níveis periféricos de VEGF e um aumento na expressão de VEGFR2. Em paralelo...

Alterações do tubo digestório de cães da raça Golden Retriever afetados pela distrofia muscular; Alterations of digestory tube in the Golden Retriever dogs affecteds by muscular dystrophy

Catelli, Alida Abatemarco
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 28/08/2006 Português
Relevância na Pesquisa
26.26%
O modelo experimental canino Golden Retriever portador da Distrofia Muscular (GRMD) é o melhor substituto entre os modelos animais para estudar a Distrofia Muscular de Duchenne. Os principais sinais clínicos observados no cão afetado são disfagia, hipertrofia da língua, emagrecimento progressivo, fraqueza muscular, desvio de eixo dos membros e contraturas. A doença é determinada pela ausência da distrofina, uma proteína da membrana muscular, que tem papel vital na manutenção da estrutura e função da célula muscular. A GRMD não afeta apenas a musculatura estriada esquelética, podendo afetar inclusive o funcionamento do trato digestório, já que o músculo liso é o elemento primário dos órgãos tubulares. Objetivou-se neste trabalho, através do estudo morfológico, verificar se a distrofia muscular afeta a arquitetura geral do trato digestório e como está disposta sua estrutura muscular. Foram realizadas avaliações descritivas macroscópicas e microscópicas ópticas com colorações de Hematoxilina-Eosina, Tricrômio de Masson e Picrosirius. Em conjunto, nove cães GRMD afetados foram submetidos à avaliação da implantação de um novo manejo alimentar, num período de um ano, direcionado à correção dos problemas envolvidos na disfagia do cão distrófico. O esôfago e o estômago apresentaram-se como as porções mais afetadas do tubo digestório. Suas fibras musculares apresentavam-se com diâmetros variados e estavam entremeadas com abundante deposição de tecido conjuntivo...

Efetividade de um programa de treino de equilíbrio no estado funcional e na freqüência de quedas em mulheres idosas com osteoporose: estudo randomizado e controlado; Effectiveness of a balance training program on functional status and falling frequency in elderly women with osteoporosis: a randomized controlled study

Madureira, Melisa Moreira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 28/02/2007 Português
Relevância na Pesquisa
56.3%
INTRODUÇÃO: O propósito deste estudo foi investigar a efetividade de um programa de treino de equilíbrio na mobilidade, no equilíbrio funcional e estático, e nas quedas em mulheres com osteoporose. MÉTODOS: foram selecionadas consecutivamente 66 mulheres idosas do Ambulatório de Doenças Osteometabólicas e randomizadas em 2 grupos: Intervenção - composto de 34 pacientes submetidas ao treino de equilíbrio, e Controle - composto de 32 pacientes sem intervenção. O equilíbrio funcional e estático, a mobilidade e as quedas foram avaliados antes e após 12 meses da intervenção utilizando-se: Berg Balance Scale (BBS), Clinical Test Sensory Interaction Balance (CTSIB) e Timed "Up and Go" Test (TUGT). A intervenção utilizou técnicas para melhorar o equilíbrio e a mobilidade, consistindo de 1 hora sessão/semana, e um programa de exercícios em casa. RESULTADOS: Sessenta mulheres completaram o estudo e foram analisadas. Uma diferença no escore da BBS foi significativamente maior no grupo Intervenção comparada ao Controle (5,5 ± 5,67 vs. -0,5 ± 4,88 e P; INTRODUCTION: The purpose of this study was to investigate the effect of a 12-month Balance Training Program on balance, mobility and falling frequency in women with osteoporosis. METHODS: Sixty-six consecutive elderly women were selected from the Osteometabolic Disease Outpatient Clinic and randomized into 2 groups: the Intervention Group...

Expressão do Coativador-1 do Peroxisome Proliferator-Activated Receptor- (PGC-1) em fígado e músculos esqueléticos soleus e plantaris de ratos machos Wistar submetidos ao exercício físico voluntário crônico; Peroxisome Proliferator-Activated Receptor- - Coactivator-1 ( PGC-1 ) expression in the liver and skeletal muscles soleus and plantaris of male Wistar rats subjected to chronic voluntary exercise

Matiello, Renata
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 28/05/2009 Português
Relevância na Pesquisa
36.43%
INTRODUÇÃO: A Peroxisome Proliferator Activated Receptor- - Coactivator 1 ( PGC-1 e ) é proteína responsável pela conexão entre estímulos ambientais e resposta metabólica celular. Sua presença é importante em tecidos adiposo, hepático e muscular esquelético e, em animais, em tecido adiposo marrom. Interage com receptores nucleares modulando a biogênese mitocondrial e mantendo o equilíbrio termo energético celular com o meio ambiente. A redução da expressão de PGC-1 e da oxidação fosforilativa tem sido associada à resistência à insulina em doenças como Diabetes Mellitus tipo 2 e Síndrome Metabólica. OBJETIVOS: Avaliar o efeito do exercício na expressão da PGC-1 em tecidos alvos da insulina, como o fígado e músculos esquléticos soleus ( SOL ) e plantaris ( PLA ) de ratos machos Wistar e correlacioná-lo com a sensibilidade à insulina. METODOLOGIA: Ratos machos Wistar 190±15 g, n = 24, randomizados em 2 grupos: Ex ( exercício físico ) e Sd ( sedentário ) colocados respectivamente, em roda de atividade ou gaiolas comuns durante cinco semanas. Ao final do período, após jejum de quatro horas, foi colhido sangue para dosagens de glicose ( GLI ), insulina ( INS ) e ácidos graxos livres ( AGL ) e, em seguida...

Análise morfofuncional do músculo sóleo e do nervo ciático de ratos submetidos ao treinamento de equilíbrio e coordenação após lesão por esmagamento do nervo ciático

Bonetti, Leandro Viçosa
Tipo: dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
46.55%
Diversas formas de exercício físico estão sendo empregadas em estudos experimentais com o intuito de relacionar o exercício a uma regeneração nervosa periférica mais rápida e eficiente após uma lesão nervosa; entretanto, estas pesquisas não avaliam os efeitos de um protocolo de treinamento proprioceptivo ou treinamento de equilíbrio e coordenação específico sobre estes parâmetros. Neste trabalho, um programa de treinamento de equilíbrio e coordenação, e um programa motor controle foram utilizados após a lesão do nervo ciático por esmagamento em ratos, durante 4 semanas, para verificar a influência destas atividades sobre os parâmetros morfométricos do nervo lesionado (área média das fibras de mielina, área média da bainha de mielina, diâmetro médio das fibras de mielina, diâmetro médio axonal e g ratio) e do músculo sóleo (área média das fibras); além de verificar sua influência sobre parâmetros sensoriomotores. Os resultados demonstram que o treinamento de equilíbrio e coordenação melhora a regeneração nervosa, pois estes animais tiveram uma melhor maturação das fibras mielínicas do nervo lesionado, que possibilitou reverter/evitar a atrofia do músculo sóleo e melhorar a performance nos testes sensoriomotores após 4 semanas de treinamento. Entretanto...

Células satélite e regeneração muscular

Montezel, Maíra de Souza
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: info:eu-repo/semantics/bachelorthesis Formato: 36 f.
Português
Relevância na Pesquisa
26.47%
Embora os núcleos das fibras musculares esqueléticas não se dividam, o músculo tem uma pequena capacidade de reconstituição. As células satélites são as responsáveis pela regeneração do músculo esquelético e ajustes induzidos pelo exercício. Células satélites são pequenas células miogênicas mononucleadas, fusiformes, dispostas paralelamente às fibras musculares dentro da lâmina basal que envolve as fibras e só podem ser identificadas no microscópio eletrônico. Essas células contribuem para o crescimento do músculo no embrião e no período pósnatal e são quiescentes no adulto. Têm potencial para, quando ativadas, se diferenciarem em mioblastos, se duplicarem ou migrarem para região lesionada e fundirem-se às células musculares acelerando o processo regenerativo. Vários são os fatores que estimulam essas funções (IGF-I, FGF, citocinas, etc.), sendo que o exercício pode potencializar a produção deles. A regeneração é uma adaptação que ocorre no músculo esquelético em resposta ao traumatismo. Este processo tem sido descrito desde o final do século XIX, mas somente nos últimos trinta anos foi realmente compreendida a capacidade regenerativa das fibras musculares esqueléticas. O reparo tecidual é comum a todos os tecidos do organismo e envolve ações integradas entre células...

Ação do mastoparano Polybia-MPII nas fibras musculares e na junção neuromuscular : um estudo morfologico, imunohistoquimico e biofisico; Mastoparan Polybia-MPII action on muscle fibres and neuromuscular junction a morphological, immunohistochemical and biophysical study

Thalita Rocha
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 31/07/2008 Português
Relevância na Pesquisa
26.19%
Venenos e toxinas de animais peçonhentos são importantes ferramentas farmacológicas para o estudo de fenômenos biológicos. Os venenos produzidos por insetos sociais da ordem Hymenoptera têm chamado a atenção de bioquímicos, imunologistas, farmacologistas e neurologistas, tanto do ponto de vista clínico como biotecnológico. Neste trabalho o mastoparano (MP) Polybia-MPII (INWLKLGKMVIDAL-NH2), do veneno da vespa Polybia paulista, serviu de ferramenta para avaliar se o peptídeo tem ação miotóxica e neurotóxica, bem como determinar a natureza dessa ação em biomembranas. A ação miotóxica foi avaliada pela análise morfológica ao microscópio de luz e eletrônico e morfometria durante as fases degenerativa (3 e 24 horas) e regenerativa (3, 7 e 21 dias) após a injeção intramuscular de 0,25 mg/ml do peptídeo. Com o objetivo de identificar os eventos celulares e moleculares que acompanham essas alterações nos diferentes períodos analisados, foi avaliada a expressão das citocinas pró-inflamatórias, o fator de necrose tumoral (TNF-a) e o interferon gama (IFN-g). Em geral, na avaliação da ação local de venenos e toxinas, tem sido dado ênfase à capacidade de induzir mionecrose e tem-se negligenciado a capacidade de induzir apoptose por parte dessas substâncias. No presente trabalho...

Avaliação das interações entre a suplementação antioxidante com o óleo de pequi (caryocar brasiliense camb.) e os polimorfismos nos genes da ?-actinina-3 (ACTN-3), eritropoetina (EPO) e seu receptor (EPOR) nos resultados do hemograma, marcadores bioquímicos e peroxidação lipídica, em corredores de rua

Ribeiro, Ieler Ferreira
Tipo: dissertação / dissertation
Português
Relevância na Pesquisa
26.06%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Medicina, Programa de Pós-Graduação em Patologia Molecular, 2013.; O exercício físico, por aumentar o consumo de oxigênio, pode produzir um desequilíbrio entre a geração de espécies reativas de oxigênio (ERO) e a capacidade de defesa antioxidante do organismo, levando ao estresse oxidativo. Esta sobrecarga oxidativa pode acarretar dano celular e graves lesões musculares com consequente processo inflamatório. Neste contexto, muitos atletas consomem suplementos antioxidantes para evitar os danos oxidativos, a inflamação e o consequente comprometimento do desempenho. O pequi (Caryocar brasiliense Camb.), um fruto típico do cerrado brasileiro, contém diversos componentes antioxidantes, importantes para reduzir ERO produzidas durante a atividade física. Visto que nutrientes presentes na alimentação podem interagir com o genoma humano para influenciar a saúde e a doença, e variabilidade genética também pode influenciar a resposta à dieta, estudos que avaliem esta interação podem contribuir para futuras intervenções dietéticas baseadas no conhecimento do requerimento nutricional, do estado nutricional e do genótipo. Alguns polimorfismos já foram descritos na literatura como agentes interferentes do desempenho atlético em determinadas categorias de esportes. Entre eles...

Desempenho locomotor de camundongos com infecção chagásica experimental.

Goes, Bruno Teixeira
Fonte: Centro de Pesquisas Gonçalo Moniz Publicador: Centro de Pesquisas Gonçalo Moniz
Tipo: dissertation
Português
Relevância na Pesquisa
16.36%
A doença de Chagas é responsável por cerca de 15.000 óbitos por ano, principalmente nas Américas do Sul e Central, onde 7-8 milhões de pessoas encontram-se em risco de contrair a doença. A combinação de inflamação muscular e desnervação podem ocorrer durante o curso desta patologia podendo limitar a ativação neuromuscular durante a inflamação e após reparo ou remodelamento da lesão devido a uma complexa reorganização das unidades neuromotoras. Desta forma, faz-se necessário investigar o desempenho locomotor de camundongos com infecção chagásica experimental aguda. Camundongos suíços foram alocados em dois grupos portadores de infecção (cepa Y e Colombiana) e comparados ao grupo controle (sem infecção) quanto ao desempenho locomotor no teste do Campo Aberto, na Escala Basso de avaliação locomotora murina (BMS) e Rota-Rod. Avaliações histopatológicas do músculo cardíaco, esquelético (isquiotibiais e tríceps sural) e nervo isquiático foram realizadas. A infecção pela cepa Y e Colombiana provocou piora do desempenho locomotor a partir do 7º dia de infecção com redução significativa dos quadrados percorridos no teste do campo aberto. A qualidade da marcha foi prejudicada a partir do 9º dia para o grupo cepa Y e 23º dia para o grupo cepa Colombiana sendo caracterizada pela incapacidade de sustentação da cauda e instabilidade moderada ou grave do tronco. Modificação na coordenação e equilíbrio foi observada apenas no grupo cepa Y a partir do 11º dia de infecção quando os animais estavam impossibilitados de realizar o teste. Os resultados do desempenho locomotor estiveram associados a alterações histopatológicas no músculo cardíaco e esquelético e todos os dados deste estudo corroboram com os achados histológicos e com outros modelos de avaliação locomotora encontrados na literatura. O modelo de avaliação proposto neste trabalho possibilitou a caracterização de um padrão nas modificações do desempenho locomotor no modelo experimental de infecção aguda pela cepa Y e Colombiana do Trypanosoma cruzi.

Efeitos da prática da actividade física sobre a aptidão física de adultos idosos

Botelho, Rui Manuel Marques
Fonte: Universidade do Porto. Reitoria Publicador: Universidade do Porto. Reitoria
Tipo: dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
26.06%
A importância da actividade física para os adultos idosos é hoje inquestionável. Esta prática regular de actividade física proporciona efeitos positivos sobre o sistema músculo-esquelético, cardiovascular, respiratório e endócrino. Além disso, acarreta efeitos positivos na melhoria do bem-estar e na redução da morbilidade e mortalidade, especialmente entre as populações de idade avançada.O objectivo do presente estudo foi analisar os efeitos da prática de um programa de actividades física sobre a aptidão física de adultos idosos, durante um período de 18 meses.A amostra foi composta por 60 indivíduos voluntários, dos quais 14 eram homens (idade 72,07±5,12 anos) e 46 eram mulheres (idade 68,52±5,05 anos). Foi utilizada a Sénior Fitness Test desenvolvida por Rikli e Jones (2001), para avaliar os parâmetros da aptidão física: força de membros inferiores (levantar e sentar na cadeira) e superiores (flexão do antebraço), resistência cardiovascular (step 2 minutos), flexibilidade dos membros inferiores (sentar e alcançar) e superiores (alcançar atrás das costas), velocidade, agilidade e equilíbrio dinâmico (sentado, caminhar 2,44 metros e voltar a sentar) e composição corporal (estatura e peso). Para comparar os resultados encontrados pela aplicação da Senior Fitness Test...

Relação entre o equilíbrio e o medo de cair em idosos

Chainho, L.; Cordeiro, J.; Barbosa, M.; Santos, T.; Fernandes, Beatriz
Tipo: info:eu-repo/semantics/conferenceobject
Publicado em /05/2014 Português
Relevância na Pesquisa
46.22%
O equilíbrio corporal constitui uma das funções mais importantes do organismo, estando por isso diretamente associado à qualidade de vida do indivíduo. Algumas das alterações decorrentes do processo de envelhecimento, nomeadamente a nível músculo-esquelético, neuromuscular e sensorial, influenciam a mobilidade funcional e a capacidade para manter a estabilidade em indivíduos idosos1. As manifestações de desequilíbrio levam a uma maior predisposição para quedas e suas consequências diretas como fraturas, imobilidade e medo de cair, levando a uma redução da autonomia pessoal e social e a uma limitação das atividades da vida diária (AVD’s), interferindo na qualidade de vida e podendo, nalguns casos, conduzir à morte.

Influência da massa magra no desenvolvimento esquelético : estudo comparativo entre atletas e não atletas de ambos os géneros

Belfort, Dilson Rodrigues
Tipo: info:eu-repo/semantics/masterthesis
Publicado em 16/02/2009 Português
Relevância na Pesquisa
36.06%
Mestrado em Exercício e Saúde; Propósito: Comparar o conteúdo mineral ósseo (CMO), área óssea (AO),CMO e AO para massa magra (MM), e CMO e AO para altura corporal, em atletas e não atletas de ambos os géneros. Métodos: A amostra foi constituída por 260 atletas, 120 raparigas (18,3±4,0 anos; 21,7±2,2 kg/m2), e 140 rapazes (18,8±3,9 anos; 22,8±2,2 kg/m2), e 458 não atletas, 272 raparigas (17,7±6,0 anos; 22,8±4,3 kg/m2), e 186 rapazes (17,19±4,8 anos; 23,1±4,3 kg/m2), com faixa etária de 10-33 anos. CMO, AO e MM corporal total foram avaliados através de DXA. Altura corporal foi medida em um estadiómetro. ANCOVA foi usada para analisar os principais efeitos e interacções de condição (atleta vs. não atletas) e género (rapazes vs. raparigas) em CMO, AO, CMO/MM, AO/MM, CMO/altura corporal e AO/altura corporal. Análise de CMO e AO foram ajustadas para peso e altura corporal; CMO/MM e AO/MM foram ajustados para altura corporal; e CMO/altura corporal e AO/altura corporal foram ajustados para o peso corporal. Resultados: Foi observado um efeito principal na condição, com atletas demonstrando maiores valores que não atletas no CMO, AO, CMO/altura corporal, e AO/altura corporal. Um efeito principal no género também foi observado...

Interacção de oligómeros de vanadato com miosina de músculo esquelético

Tiago, Teresa
Tipo: info:eu-repo/semantics/bachelorthesis
Publicado em //2000 Português
Relevância na Pesquisa
36.06%
Relatório de estágio de licenciatura, Bioquímica, Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade do Algarve, 2000; Grande parte da importância biológica que se atribui ao vanádio, está associada à sua forma pentavalente (vanadato), que por virtude de ser um análogo estrutural do ortofosfato, tem efeitos inibitórios, estimulatórios e regulatórios em processos bioquímicos que, em muitos casos se devem à formação de complexos enzima-vanadato via substrato. Um exemplo disso, é o da inibição da actividade ATPásica da miosina pelo vanadato, a qual se deve à formação de um complexo ternário estável M-ADP-Vi no sítio activo da proteína. Contudo, nas soluções de vanádio (+5), Vi pode coexistir em equilíbrio com diferentes espécies oligoméricas (i =1 - 10), tais como a monomérica (V1), dimérica (V2), tetramérica (V4) e decamérica (V10). Por este motivo, a contribuição de diferentes espécies oligoméricas de vanadato na inibição da actividade ATPásica da miosina foi estudada, combinando-se estudos de cinética enzimática com espectroscopia de 51V-RMN. Os estudos cinéticos indicaram que a solução de “decavanadato” contendo essencialmente duas espécies de vanadato, V1 e V10, tem um poder inibitório muito superior à solução de “metavanadato” contendo uma mistura de pelo menos quatro espécies de vanadato diferentes (V1...

O treinamento físico aeróbio inibe a sinalização apoptótica muscular esquelética mediada por VEGF-VEGR2 em ratos espontaneamente hipertensos

Fernandes,Tiago; Magalhães,Flávio de Castro; Carmo,Everton Crivoi do; Oliveira,Edilamar Menezes de
Fonte: Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte Publicador: Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2012 Português
Relevância na Pesquisa
36.06%
O treinamento físico aeróbio (TF) tem sido utilizado como um importante tratamento não farmacológico da hipertensão arterial (HA), uma vez que ele corrige a rarefação microvascular e reduz a pressão arterial. Estudos mostram que as anormalidades microvasculares estão diretamente associadas às alterações do fator de crescimento vascular endotelial (VEGF) e do VEGF receptor 2 (VEGFR2), bem como a um desequilíbrio da sinalização apoptótica na HA. Entretanto, pouco se conhece sobre os efeitos do TF sobre estes parâmetros na HA. Nós hipotetizamos que o TF recupere os fatores angiogênicos e promova um equilíbrio entre as proteínas anti e pró-apoptóticas da família Bcl-2 potencialmente, contribuindo para a revascularização e regressão da doença. Ratos espontaneamente hipertensos (SHR, n = 14) e Wistar Kyoto (WKY, n = 14) com 12 semanas de vida e divididos em quatro grupos: SHR, SHR treinado (SHR-T), WKY e WKY treinado (WKY-T) foram estudados. Como esperado, 10 semanas de TF foram efetivas em reduzir a pressão arterial em SHR-T. Além disso, o TF promoveu bradicardia de repouso nos grupos de animais treinados (WKY-T e SHR-T), sendo considerado como um importante marcador de TF aeróbio. O TF também corrigiu a rarefação capilar em SHR-T e esta resposta se deve em grande parte por uma recuperação dos níveis periféricos de VEGF e um aumento na expressão de VEGFR2. Em paralelo...

Equilíbrio dinâmico, estilo de vida e estados emocionais em adultos jovens

Cruz,Ivana Beatrice Manica da; Barreto,Daniele Coronel Mena; Fronza,Andressa Boer; Jung,Ivo Emilio da Cruz; Krewer,Cristina Costa; Rocha,Maria Izabel de Ugalde Marques da; Silveira,Aron Ferreira da
Fonte: Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cervicofacial Publicador: Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cervicofacial
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2010 Português
Relevância na Pesquisa
56.27%
Uma hipótese para explicar algumas desordens periféricas vestibulares seria sua correlação com variáveis do estilo de vida. Assim, a realização de estudos populacionais sobre o tema em adultos jovens é relevante. OBJETIVOS: Analisar a prevalência de indicação de alterações no equilíbrio dinâmico em adultos jovens e sua possível associação com variáveis do estilo de vida, saúde e estados emocionais negativos (pois podem intervir nos resultados). MATERIAL E MÉTODO: Foi realizado um estudo epidemiológico transversal, não-probabilístico, retrospectivo-clínico, em adultos jovens (18-32 anos) de uma comunidade universitária com 751 indivíduos, com média de 22.45± 3.32 anos. Variáveis do estilo de vida, saúde e estados emocionais negativos (EEN), que são depressão, ansiedade e estresse, foram coletadas via entrevista. Teste de Unterberger foi aplicado para averiguar indicação de alteração no equilíbrio dinâmico. Indivíduos com equilíbrio dinâmico alterado (EDA) foram então comparados com os sem alteração (controle). RESULTADOS: Da amostra 642 (83.6%) desviaram menos que 45º enquanto que 109 (14.2%) apresentaram um desvio maior que 45º sendo então considerados o grupo EDA. O grupo EDA apresentou maior prevalência de tabagismo...

Desequilíbrios musculares entre flexores dorsais e plantares do tornozelo após tratamento conservador e acelerado da ruptura do tendão calcâneo

Mayer,Alexandre; Frasson,Viviane Bortoluzzi; Ott,Rafael; Fortuna,Rafael de Oliveira; Vaz,Marco Aurélio
Fonte: Universidade de São Paulo Publicador: Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2010 Português
Relevância na Pesquisa
36.06%
A ruptura do tendão calcâneo (TC) reduz a sobrecarga mecânica dos flexores plantares (FP) do tornozelo. Essa alteração muda o equilíbrio natural entre os FP e flexores dorsais (FD) do tornozelo. O objetivo do estudo foi avaliar as razões isocinéticas concêntricas convencionais de torque de pacientes submetidos a tratamento cirúrgico de ruptura aguda do TC após dois protocolos diferentes de reabilitação. Após procedimento cirúrgico para reconstrução do TC, a amostra foi dividida de forma intencional em dois grupos: conservador (GC, 11 homens, 41,3±7,9 anos) e grupo acelerado (GA, 13 homens, 43,5±13,7 anos). O GC permaneceu com imobilização gessada no tornozelo por seis semanas (tratamento tradicional), enquanto o GA usou uma órtese robofoot em posição neutra e, após duas semanas, iniciou mobilização e apoio precoce do tornozelo, com reabilitação por seis semanas. Após 3 meses de pós-operatório, a razão do torque concêntrico máximo dos FD pelos FP do tornozelo foi avaliada por dinamômetro isocinético. As razões de torque do lado operado se mantiveram superiores às do lado saudável mesmo após 3 meses de pós-operatório (p

Avaliação da influência dos estímulos sensoriais envolvidos na manutenção do equilíbrio corporal em mulheres idosas

Teixeira,Clarissa Stefani; Dorneles,Patrícia Paludette; Lemos,Luiz Fernando Cuozzo; Pranke,Gabriel Ivan; Rossi,Angela Garcia; Mota,Carlos Bolli
Fonte: Universidade do Estado do Rio Janeiro Publicador: Universidade do Estado do Rio Janeiro
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2011 Português
Relevância na Pesquisa
56.27%
Com o envelhecimento, algumas habilidades são comprometidas, como as áreas que processam os sinais dos sistemas vestibular, visual e proprioceptivo. O objetivo deste estudo foi avaliar o equilíbrio corporal de idosas durante a manipulação dos sistemas sensoriais. Participaram do estudo 39 idosas praticantes de hidroginástica. Uma plataforma de força AMTI foi utilizada para avaliar as variáveis referentes ao equilíbrio corporal na direção antero-posterior e médio-lateral. O conflito sensorial foi realizado em seis testes de organização sensorial (TOS) por meio da posturografia dinâmica validada por Castagno (1994). Os resultados mostraram que, na direção ântero-posterior, não houve diferença estatisticamente significativa apenas nas comparações do TOS 2 com o TOS 1, TOS 3 e TOS 4; TOS 3 com o TOS 4; e TOS 5 com o TOS 6. Com relação à direção médio-lateral, não foram encontradas diferenças estatisticamente significativas comparando o TOS 1 com o TOS 2 e 3; o TOS 2 comparado ao TOS 3; e quando o TOS 5 foi comparado com o TOS 4 e 6. Durante o TOS, seis idosas apresentaram maior média da amplitude do deslocamento do COP em ambas as direções, o que indica maior instabilidade na manipulação das aferências proprioceptivas e vestibulares. Concluiu-se que quanto mais sistemas sensoriais forem manipulados ou suprimidos...

Avalição da Biomecânica muscular esquelética e da habilidades motoras de escolares em risco de desnutrição

das Graças Paiva, Maria; Manhães de Castro, Raul (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: other
Português
Relevância na Pesquisa
26.41%
A presente tese investigou o impacto do estado nutricional sobre as propriedades mecânicas do músculo esquelético e o desempenho das habilidades motoras em escolares pré-adolescentes da zona da mata de Pernambuco. Para isso, o ergômetro de tornozelo transportável foi utilizado, permitindo a caracterização dos músculos flexores plantares em termos das propriedades contráteis e elásticas. A habilidade motora foi avaliada pelo uso de uma escala de desenvolvimento motor, já validada em crianças brasileiras. A apresentação da tese foi feita uma revisão de literatura , seguida de 4 artigos originais. O primeiro artigo descreveu um estudo de reprodutibilidade da resistência músculo-tendinosa , avaliado pelo método quick-release. O segundo artigo foi um estudo de validação em pré-adolescentes eutróficos (7-9 anos de idade) no Nordeste do Brasil. Este estudo mostrou a evolução relacionada à idade das propriedades contráteis e elásticas do grupo muscular tríceps sural (TS), mostrando notadamente um aumento no torque e uma diminuição da resistência músculo-tendinosa com a idade. Esta evolução tinha sido já relatada em pré-adolescentes franceses. O resultado deste estudo servirá como referência para a população da região metropolitana. O terceiro artigo avaliou as propriedades mecânicas do TS em escolares pré-adolescentes de 9 anos que sofreram risco de desnutrição pregressa. Um grupo controle eutrófico da mesma idade foi testado também. Este estudo foi conduzido na zona da mata de Pernambuco. Os resultados indicaram que o risco de desnutrição pregressa pode modificar as propriedades do grupo muscular TS...