Página 1 dos resultados de 46 itens digitais encontrados em 0.064 segundos

Narrativas infantis: estudo da agência da criança no contexto de uma creche universitária; Children´s narratives: a study of child´s agency in the context of a nursery school within a university.

Melo, Ceciana Fonseca Veloso de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 05/08/2010 Português
Relevância na Pesquisa
66.06%
Esta dissertação de mestrado tem por objeto de estudo as narrativas de crianças de 4 anos, de um agrupamento de creche universitária, com Projeto Político Pedagógico que se aproxima de propostas da chamada pedagogia da participação: reconhecendo na ação comunitária (que inclui a agência da criança) a força do processo educativo. Segundo as perspectivas de John Dewey, um dos pioneiros da educação nova ou progressiva, a Filosofia da Experiência é capaz de orientar as práticas pedagógicas não transmissivas, revisando e ressignificando os saberes constituídos. Desde Rousseau, no século XVIII, até os dias atuais, buscam-se novos caminhos para a educação de crianças, reconhecendo sua especificidade e seus direitos à participação em questões que lhes afetam. Para atingir os objetivos de uma educação de qualidade para a primeira infância, deve-se romper com as históricas tendências escolarizantes das propostas pedagógicas e considerar a cultura infantil em sua diversidade, tendo nas brincadeiras simbólicas seu eixo norteador. As teorizações do psicólogo contemporâneo Jerome Bruner, sobre a competência linguísticas das crianças e a capacidade de perceber e construir significados culturais fazem das narrativas infantis uma ferramenta para a pedagogia da participação. Adotou-se a investigação empírica para o registro de narrativas de crianças em instituição de educação infantil...

Subjetivação docente: a singularidade constituída na relação entre o professor e a escola; The teaching subjectivity: the singularity constituted in the relation between the teacher and the school

Souza, Irene Garcia Costa de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 13/06/2012 Português
Relevância na Pesquisa
66.16%
A presente pesquisa tem como objetivo mapear os processos de subjetivação docente na escola de Educação Infantil da Cidade de São Paulo a partir de dois eixos: eu profissional que analisa a trajetória até a docência de Educação Infantil, e, eu na profissão que investiga o exercício profissional docente. A partir do referencial histórico-cultural, entende-se o sujeito em uma perspectiva complexa perpassado pela história e pela cultura, em processo de constituição permanente, cuja atividade profissional também é complexa envolvendo-o intelectual e afetivamente. Assim, a forma como cada professor atua profissionalmente se sustenta com base em conhecimentos e em modos de fazer e ser professor, em processos que, por um lado, são constituídos socialmente, mas, por outro lado, são singulares. A partir deste pressuposto, a Teoria da Subjetividade, desenvolvida por Luís Fernando González Rey, fundamenta o trabalho contribuindo com a explicitação de conceitos como subjetividade, subjetividade individual e subjetividade social, que auxiliam na problematização e análise dos dados. A investigação assumiu três critérios considerados determinantes não só para a compreensão do percurso histórico da Educação Infantil em São Paulo...

Gestão democrática na educação infantil: o compartilhamento da educação da criança pequena ; Democratic management in children education: sharing the little child education

Monção, Maria Aparecida Guedes
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 11/10/2013 Português
Relevância na Pesquisa
76.27%
O trabalho teve como objetivo estudar em que medida pode efetivar-se, nas instituições de educação infantil, uma gestão democrática que possibilite o compartilhamento da educação e do cuidado da criança pequena entre educadores e famílias. Além disso, buscou-se analisar a interação entre família e Centro de Educação Infantil (CEI), com vistas a identificar a especificidade da administração educacional nesse segmento. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, realizada por meio de um estudo de caso de cunho etnográfico. A pesquisa empírica ocorreu em um CEI da rede municipal de São Paulo, instituição pública que atende crianças de 0 a 4 anos. Os procedimentos técnicos para a efetivação do estudo empírico conjugaram a observação participante, a entrevista semiestruturada e a análise documental. Foram entrevistadas professoras, equipe de gestão, equipe de apoio, famílias e supervisora de ensino. A coleta e a organização dos dados pautaram-se em três eixos analíticos: 1) a relação entre professoras e crianças; 2) a relação entre professoras e equipe de gestão; e 3) a relação entre educadores e famílias. Constatou-se, no âmbito do CEI pesquisado, um contexto educacional complexo, envolto em práticas autoritárias e pouco atentas às crianças e a suas necessidades. As tensões nas relações entre professoras e crianças...

Concepções, princípios, práticas e reflexões de coordenadores pedagógicos das escolas municipais de educação infantil de novo hamburgo

Gomes, Regina Gabriela
Tipo: dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
66.07%
Como um grupo de coordenadores pedagógicos das escolas de educação infantil da rede municipal de ensino de Novo Hamburgo organiza a sua ação para acompanhar mais especificamente o aspecto pedagógico do trabalho realizado junto à equipe que está sob a sua coordenação? Quais as concepções e princípios de supervisão que orientam as práticas desses profissionais no exercício da ação supervisora? Essas são as questões orientadoras dessa pesquisa, cujo caminho investigativo considerou as reflexões sobre as práticas profissionais de um grupo de coordenadores pedagógicos, através de uma abordagem metodológica que se utilizou de questionários respondidos individualmente por escrito e de encontros presenciais organizados a partir da metodologia de grupo focal gravados em áudio e vídeo, buscando compreender, por um lado, de que modo esses profissionais vêm se produzindo na coordenação pedagógica em relação às atribuições da função definidas em documento elaborado pela rede municipal de ensino de Novo Hamburgo e, por outro, de que maneira vem produzindo o trabalho de coordenador pedagógico nessa rede pública de ensino. O referencial teórico recobre diversas abordagens sobre a supervisão escolar e está articulado às reflexões produzidas pelos coordenadores pedagógicos sujeitos dessa pesquisa em relação às suas atuações. Faço parceria com autores que compreendem a coordenação como uma função-profissão que...

Trilhas profissionais na educação infantil : os sentidos atribuídos ao lugar de atuação pelas professoras da rede municipal de ensino de Porto Alegre

Gomes, Marta Quintanilha
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
76.21%
Esta tese investiga os sentidos atribuídos ao lugar profissional da professora de educação infantil. Parte da constatação de que um número elevado de professoras que prestou concurso para atuar com crianças desta etapa da educação já não está trabalhando em escolas de educação infantil. A pesquisa buscou compreender, a partir das trajetórias profissionais das professoras da Rede Municipal de Ensino (RME) de Porto Alegre no período da primeira expansão do atendimento à educação infantil na cidade, as marcas de profissionalidade presentes em suas narrativas ao contarem sobre seus percursos. O período de expansão da educação infantil na cidade e no país historicamente se coloca como a fase em que ocorrem os primeiros movimentos de organização do atendimento às crianças no âmbito da educação. É um período de definições e mudanças paradigmáticas na educação infantil, que institui a especificidade do trabalho desenvolvido nessa etapa e, com isso, começa a configurar e delinear o lugar profissional dos professores das crianças. Escolho como interlocutoras as professoras de educação infantil porque considero que o ponto de vista das profissionais pode trazer à cena a perspectiva de quem está protagonizando a aventura de estabelecer esse lugar profissional. A intenção é conhecer...

Educação infantil: percepção de profissionais e familiares sobre inclusão, aprendizagem e desenvolvimento da criança com deficiência, em Maringá/BR e em Guadalajara/ES

Miranda, Maria de Jesus Cano
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 477 p. : il., gráfs., tabs. + 1 cd-rom
Português
Relevância na Pesquisa
66.09%
Pós-graduação em Educação Escolar - FCLAR; Este trabalho teve por objetivo realizar um estudo descritivo e comparativo a respeito das condições necessárias que envolvem o processo de inclusão e identificar/analisar como acontece a aprendizagem e desenvolvimento de 15 crianças com deficiência que frequentam a Educação Infantil do sistema regular de ensino, segundo a percepção de profissionais e familiares, na cidade de Maringá/Brasil e em Guadalajara1/Espanha. Fundamentou-se nos pressupostos teórico-metodológicos da concepção Histórico- Cultural defendida por Lev Semenovictch Vygotski. Para este autor, a inserção da criança com deficiência no meio social e cultural oportuniza-lhe a possibilidade de interação e internalização de conceitos de forma a favorecer o desenvolvimento de suas funções psíquicas superiores. A crença de se reconhecer o potencial das crianças com deficiências deve-se aos resultados dos intensos estudos desenvolvidos pelo autor e seus colaboradores. Vygotski defende ainda que a aprendizagem e desenvolvimento não são sinônimos e nem acontecem paralelamente, mas são processos que se interrelacionam de forma complexa.Trata-se de uma proposta de pesquisa de campo, na modalidade de estudo descritivo e comparativo...

A educação infantil foi para a escola, e agora?: ensaio de uma teoria para a gestão institucional da educação infantil

Tomé, Marta Fresneda
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 298 f. : il. color.
Português
Relevância na Pesquisa
66.16%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Educação - FFC; A partir da LDBEN (1996), o atendimento em creches e pré-escolas passou a ser regulamentado pela legislação educacional concernente à Educação Básica. O que se observou, desde então, foi que a integração desses estabelecimentos aos sistemas de ensino municipais desconsiderou a especificidade do trabalho pedagógico e administrativo dessas instituições educativas. Este estudo buscou verificar a viabilidade de se ensaiar uma teoria para a gestão de creches e pré-escolas públicas brasileiras, a partir da produção legal e científica do pensamento em gestão educacional e educação infantil. A relevância social deste trabalho justificou-se pela necessidade de ampliar o conhecimento para subsidiar a formação específica dos atores sociais envolvidos com a gestão de instituições da educação infantil no país e, além disso, aproximar dois campos teóricos, a gestão escolar e a educação infantil, ainda pouco explorados conjuntamente pela pesquisa educacional. O material analisado nesta pesquisa foi composto por publicações do Ministério da Educação sobre gestão educacional e educação infantil e por artigos científicos que trataram dessas mesmas temáticas...

A educação física na educação infantil e as relações de gênero : educando crianças ou meninos e meninas?; Physical education in the kindergarten and the relations of gender : educating children or boys and girls?

Marina Mariano
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 21/05/2010 Português
Relevância na Pesquisa
76.08%
Esta pesquisa trata das relações de gênero estabelecidas entre professor/a e alunos/as nas aulas de Educação Física dentro de escolas de Educação Infantil. Para a realização de tal, foram feitas observações de aulas de um professor e uma professora, ambos graduados em Educação Física, que lecionam em escolas públicas no município de Vinhedo, interior do estado de São Paulo. Em meio às observações, foi realizada uma entrevista com esses mesmos docentes, a fim de relacioná-la com suas práticas na rotina escolar. Focalizando trechos da aula e da entrevista do e da docente que deixem transparecer aspectos relacionados à categoria gênero, busco analisar de que forma tais situações podem colaborar para reforçar ou romper paradigmas sociais que classificam e hierarquizam homens e mulheres, meninos e meninas. Veremos que dentro da especificidade de cada um, as diferentes formas de trabalho entre a professora e o professor caracterizam expectativas e incentivos distintos para meninos e meninas, apresentam formas variadas de lidar com o sucesso ou o fracasso de um e outro gênero e como outros aspectos tais quais falas e gestos são efetivos na produção de comportamentos. Procuro assim refletir sobre os modos como o professor e a professora interferem e produzem significações nas relações de gênero durante suas aulas. Pensando na escola como o primeiro momento coletivo de educação...

Da educação pré-escolar à educação infantil

Rivero, Andréa Simões
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: dissertação (mestrado)
Português
Relevância na Pesquisa
76.15%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Educação.; Este trabalho investigou a formação dos professores de Educação Infantil a partir das visões de criança, de professor e de educação infantil durante as duas décadas da Habilitação de Educação Infantil do Curso de Pedagogia da UFSC. Os pontos de vista dos alunos e dos professores são as fontes mais significativas na pesquisa realizada. Os anos 80 na habilitação foram marcados por duas vertentes contrárias. Uma defendia concepções assistencialistas, outra, sintonizada com os avanços teóricos do momento, fazia críticas a esse modelo e propunha uma pré-escola com função pedagógica. Surge então uma visão que ressalta "as possibilidades da criança", ao invés de concebê-las como carentes, consolidando uma perspectiva crítica na habilitação. Nos anos 90 há evidências de uma unidade teórica. A busca da especificidade da educação das crianças de 0 a 6 anos marca a formação, produzindo avanços na compreensão do pedagógico, em direção a uma perspectiva integrada do processo educativo (binômio cuidar e educar). Essa investigação permite dizer que a habilitação vem propiciando aos seus alunos uma rica discussão teórica...

Formação continuada

Mezacasa, Adriana Katia Hermes
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: dissertação (mestrado) Formato: 213 f.| il., tabs.
Português
Relevância na Pesquisa
66.13%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação.; O objetivo desta pesquisa foi analisar como o Programa de Desenvolvimento Profissional Continuado - Parâmetros em Ação/Educação Infantil (PDPC/PA-EI) - foi recebido pelas profissionais de educação infantil do município de Concórdia/SC. Este estudo buscou identificar o ponto de vista das profissionais sobre a metodologia e o conteúdo do Programa de Formação Continuada, analisando também sua extensão e repercussão junto ao conjunto dos professores de educação infantil da Rede Municipal de Educação de 0 a 6 anos. No sentido de definir os contornos do contexto da formação continuada no município investigado, foi nosso propósito também nesta pesquisa, analisar a formação continuada que estava sendo oferecida pela Secretaria Municipal de Educação de Concórdia anteriormente e paralelamente ao Programa Oficial do governo federal (PDPC/PA), identificando da mesma forma a metodologia e o conteúdo dessa formação e sua articulação com o PDPC/PA-EI. Para tanto, nos propomos a fazer a análise a partir das vozes das profissionais envolvidas nos programas de formação...

A especificidade da docência na educação infantil no âmbito de documentos oficiais após a LDB 9394/1996

Bonetti, Nilva
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: dissertação (mestrado)
Português
Relevância na Pesquisa
66.36%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa catarina, Centro de Ciências da Educação. Programa de Pós-graduação em Educação.; Estudo sobre a especificidade da docência na educação infantil. Teve como objetivo verificar se a especificidade é reconhecida e como é tratada no âmbito dos documentos que abordam a formação inicial de professores para a educação básica elaborados após a LDB 9394/1996 pelo Ministério da Educação e Cultura (MEC), buscando identificar o reconhecimento e tratamento dado à docência na primeira etapa da educação básica nos documentos Referencial para a Formação de Professores - 1998 (RFP/1998), Proposta de Diretrizes para Formação Inicial de Professores de Educação Básica em Curso de Nível superior (Proposta/2000) e Parecer do Conselho Nacional de Educação N.009/ 2001 (Parecer 009/200). No sentido de melhor explicitar o reconhecimento e o tratamento dado à docência na educação infantil, foram analisados nos conteúdos dos documentos a denominação, a função que lhe são atribuídas e a formação inicial desse profissional, delineando assim seu perfil sob a perspectiva oficial, utilizando-se como instrumento metodológico a análise de conteúdo. Foi possível constatar que a docência na educação infantil foi abordada a partir do modelo da docência para o ensino fundamental. Indica-se no conteúdo dos documentos o reconhecimento de uma especificidade na atuação docente na educação infantil...

Educação (física) infantil

Silva, Eliane Gomes da
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: dissertação (mestrado)
Português
Relevância na Pesquisa
66.17%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Desportos. Programa de Pós-Gradução em Educação Física.; Este trabalho visou construir um arcabouço teórico preliminar que permitisse conceber a Educação Física Infantil como um processo de relações comunicativas efetivada no Se-Movimentar das crianças e do professor, como processo eminentemente dialógico, travado na dimensão mesma da prática pedagógica. O método priorizado foi o abdutivo/indutivo, proposto por Charles Sanders Peirce, por considerar que a principal hipótese de pesquisa não nasceu de teorias a priori, mas de experiência concreta no âmbito da Educação Física Infantil. Assim, o contato com a literatura atualizada da Educação Física e da Pedagogia, da Sociologia da Infância, da Fenomenologia e, principalmente, com a Semiótica/Lógica peirciana conduziu o processo abdutivo/indutivo na busca de fatos que comprovassem ou refutassem as hipóteses iniciais. De fato, o confronto com esses campos teórico-metodológicos exigiu reformulá-las, sistematicamente. Identificou-se, a princípio, que a lógica da Educação Infantil - dicotômica, fragmentada, apriorística e até determinista - desconsidera os desejos e singularidades das crianças no ato da prática pedagógica...

As concepções de formação continuada de professores no âmbito das políticas para a educação infantil a partir da década de 1990

Floriani, Ana Cristina Barreto
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: dissertação (mestrado) Formato: 161 f.| tabs.
Português
Relevância na Pesquisa
66.17%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Educação. Programa de Pós-graduação em Educação.; Esta pesquisa buscou analisar as concepções de formação continuada de professores de Educação Infantil no âmbito de quatro documentos oficiais que abordam a formação de professores para a educação básica e três documentos orientadores para uma política de Educação Infantil a partir dos anos de 1990. Como pano de fundo para a compreensão do objeto investigado, procuraremos dar visibilidade ao contexto histórico da reforma educacional brasileira da década de 1990, em especial a centralidade da formação de professores no conjunto dessas reformas, dentro do panorama de reestruturação produtiva no mundo e sob forte influência e orientações dos Organismos Multilaterais. Com este objetivo, nossa investigação procurou num primeiro momento trazer alguns marcos da produção da área, bem como os referenciais atuais nesta produção, destacando assim, algumas tendências acerca da concepção de formação continuada de professores, tendo como base teórica de apoio a esta discussão os conceitos de conhecimento e práxis. Num segundo momento, partindo do pressuposto de que é necessário compreender para além dos significados imediatos...

O coordenador pedagógico na educação infantil da Rede Municipal de Educação de Florianópolis

Waltrick, Rose Elaine de Liz
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: dissertação (mestrado) Formato: 46 f.| tabs.
Português
Relevância na Pesquisa
76.19%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação.; O presente estudo situa-se na área da Educação Infantil e tem como tema central a coordenação pedagógica. Analisa o surgimento do cargo de Coordenador Pedagógico da Rede Municipal de Educação de Florianópolis entre os anos de 1995 e 1996, período de maior participação dos profissionais da educação na discussão dos rumos educacionais a serem traçados pela administração que assumia. Tenta compreender os motivos do surgimento desse profissional, as atribuições que lhe foram conferidas e, sobretudo, a afirmação de seu caráter distinto do supervisor escolar. Tem como perguntas orientadoras, dentre outras as seguintes: que motivos levaram ao seu surgimento? Quais as causas de seu declínio? O que levou à afirmação do cargo e da função de supervisão escolar nas unidades de educação infantil? Que elementos tensionaram esse processo? Trata-se de uma concepção ou apenas de um cargo ainda em disputa? A pesquisa busca respostas na história da própria rede, onde certamente estão os elementos que tornaram possível o debate sobre a necessidade de um co-ordenador e o surgimento dos documentos que registraram a experiência de atuação desse profissional nas unidades de educação infantil da rede...

Os fundamentos psicológicos da educação infantil e da educação especial na organização da rede municipal de ensino de Florianópolis (2000-2010)

Kuhnen, Roseli Terezinha
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: dissertação (mestrado)
Português
Relevância na Pesquisa
86.16%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação; Neste trabalho apresentamos os resultados de pesquisa cuja temática é a política educacional, com um recorte na interseção entre as áreas de Educação Infantil (EI) e Educação Especial (EE). A pesquisa foi desenvolvida com dois eixos centrais: 1) as formas organizativas da Educação Infantil para atender os sujeitos da Educação Especial e 2) os fundamentos psicológicos da Educação Infantil e da Educação Especial na organização da rede municipal de ensino de Florianópolis (RMF). O recorte temporal do estudo consiste no período 2000-2010. Para tanto, utilizamos como procedimento de pesquisa a análise da documentação representativa das Políticas de EI e de EE no âmbito da RMF. O primeiro eixo permitiu verificar que a organização do trabalho com sujeitos da EE na EI segue os moldes da educação básica e apresenta consonância com as políticas do MEC para as duas áreas: a indicação de diretrizes para uma pedagogia centrada na criança e um olhar acolhedor de diversidades e recursos de acessibilidade. A especificidade da faixa etária em termos de desenvolvimento e aprendizagem e a articulação dos dois campos em um projeto educacional comum não foram contempladas como elementos importantes na organização do atendimento. A centralidade do processo está no professor do atendimento educacional especializado (AEE) e individualmente na criança com deficiência. O diagnóstico clínico dá o fundamento...

Formação docente para educação infantil no Brasil

Albuquerque, Moema Helena Koche de
Tipo: tese [doutorado) Formato: 198 p.| il., grafs., tabs.
Português
Relevância na Pesquisa
66.14%
Tese [doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciencias da Educação, Programa de Pós-graduação em Educação, Florianópolis, 2013; A presente pesquisa, em nível de doutorado, teve como objetivo analisar os currículos dos cursos de Pedagogia das Universidades Públicas Federais no Brasil considerando a promulgação das novas Diretrizes Curriculares Nacionais para os cursos de Pedagogia em 2005. Na etapa de investigação e exploração da quantidade de universidades públicas federais, foi possível contabilizar um total de cinqüenta e sete universidades distribuídas pelas cinco regiões do país. Entre essas universidades quarenta e sete unidades ofereciam o curso de Graduação em Pedagogia e trinta e três delas compuseram o corpus de análise da pesquisa, em função da disponibilidade das informações. O recurso metodológico utilizado para categorização foi a Análise de Conteúdo dos programas de disciplinas e suas respectivas ementas, e, em alguns casos, das bibliografias e distribuição da carga horária no contexto das áreas de conhecimentos presentes na estrutura geral do curso. A organização dos dados se deu a partir do agrupamento das disciplinas de acordo com sua definição semântica e por uma aproximação das ementas. Essa tomada de decisão propiciou a apresentação de um panorama extremamente diversificado e complexo do ponto de vista da organização curricular...

A contribuição dos parques infantis de Mário de Andrade para a construção de uma pedagogia da educação infantil

Faria,Ana Lúcia Goulart de
Fonte: Centro de Estudos Educação e Sociedade - Cedes Publicador: Centro de Estudos Educação e Sociedade - Cedes
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/1999 Português
Relevância na Pesquisa
96.07%
Os Parques Infantis do Departamento de Cultura da Prefeitura Municipal de São Paulo durante os seus três primeiros anos de funcionamento (1935-1938) na gestão de Mário de Andrade integravam projeto governamental de educação não-escolar para as crianças pequenas de família operária, por meio do qual lhes foi garantido o direito à infância. A pesquisa sobre o nosso folclore realizada pelo poeta-educador "300-350" e a diversidade étnica brasileira consistiam o principal fundamento dessa experiência educacional na qual as crianças reviviam as tradições populares e, através da arte e dos jogos tradicionais infantis, tinham a possibilidade de ser criança, de viver a especificidade dessa fase da vida. A planta arquitetônica e o regimento interno dos parques estão aqui destacados revelando entre outras características elementos para a construção de uma pedagogia da educação infantil.

Educação da infância: estar junto sem ser igual. Conflitos e alternativas da relação da educação infantil com o ensino fundamental!

Souza,Gizele de
Fonte: Setor de Educação da Universidade Federal do Paraná Publicador: Setor de Educação da Universidade Federal do Paraná
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2008 Português
Relevância na Pesquisa
126.28%
O texto que ora se apresenta propõe discutir a especificidade da educação infantil na relação com o ensino fundamental, etapas constitutivas da educação básica segundo a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional n. 9394/96 em vigor. O propósito recai na problematização da intricada relação entre educação infantil e ensino fundamental, a partir do olhar de pesquisadora da educação infantil e no intuito de demarcar as particularidades dessa área de pertencimento e identificar um fio condutor, um elo de articulação no trabalho com o ensino fundamental que preserve as peculiaridades, trajetórias e identidade de cada etapa educativa (educação infantil e ensino fundamental). A bibliografia especializada na educação infantil é utilizada como fonte, bem como compõem a base empírica, dados estatísticos fruto de uma pesquisa, em andamento, coordenada pela Universidade Federal do Paraná, com dados de violações de direitos da criança e do adolescente registrados por Conselhos Tutelares de 36 municípios que incluem Curitiba e Região Metropolitana, Vale do Ribeira e Litoral do Paraná. Um dos elos entre a educação infantil e o ensino fundamental defendido no texto é a constituição de um projeto de formação humana...

Identificação dos distúrbios da linguagem na escola

Silva,Lorene Karoline; Labanca,Ludimila; Melo,Eglea Maria da Cunha; Costa-Guarisco,Letícia Pimenta
Fonte: CEFAC Saúde e Educação Publicador: CEFAC Saúde e Educação
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2014 Português
Relevância na Pesquisa
76.11%
OBJETIVO: verificar se os educadores infantis são capazes de identificar as crianças com alteração no desenvolvimento de linguagem. MÉTODOS: tratou-se de um estudo observacional transversal comparativo realizado em escolas carentes de educação infantil. A amostra do estudo foi composta por 14 educadores e 91 alunos regularmente matriculados nas instituições de ensino selecionadas, nas faixas etárias de dois a quatro anos e 11 meses. Os educadores responderam um questionário sobre o desenvolvimento das crianças e aplicou-se a avaliação fonoaudiológica em todas elas. Realizou-se análise da concordância entre a avaliação fonoaudiológica e a do educador por meio do coeficiente Kappa e cálculos de sensibilidade e especificidade, considerando a avaliação fonoaudiológica como referência. RESULTADOS: segundo avaliação fonoaudiológica, o desenvolvimento da linguagem das crianças estava comprometido da seguinte forma: 22% possuíam alteração na recepção, 34,1% na emissão, 35,2% nos aspectos cognitivos e 6,6% nos aspectos motores. Identificou-se baixa concordância entre a avaliação fonoaudiológica e do educador. A avaliação do educador teve sensibilidade que variou entre 0...

Desenvolvimento emocional e relacional na educação infantil: implicações do PATHS e do ACE à formação da criança e do educador

Paula Fernandes da Silveira Mota, Ana; Policarpo Junior, José (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: other
Português
Relevância na Pesquisa
76.04%
Educar para a Formação Humana implica o processo de unificação do indivíduo por meio do desenvolvimento de habilidades que promovam, dentre outros elementos, intimidade consigo mesmo, bem como o estabelecimento de relações positivas através do cultivo de atitudes de respeito e de cuidado com a própria vida, com as de outrem e com o ambiente. O desenvolvimento emocional e relacional é um dos elementos da formação humana, e, assim, deve ser considerado no processo educativo do indivíduo. No âmbito escolar, ocorrências triviais de comportamentos emocionais desequilibrados nas relações intra e interpessoais das crianças, confirmam a carência que os responsáveis por sua formação, escola e família, têm em relação à educação emocional e ao direcionamento produtivo das relações humanas daquelas. Considerando a perspectiva de desenvolver no indivíduo atitudes formativas de sua humanidade, em especificidade, o desenvolvimento emocional e relacional, a pesquisa apresentada nesta dissertação, realizou um estudo sobre duas propostas formativas relacionadas a tal desenvolvimento: o currículo PATHS (Promoting Alternative Thinking Strategies), programa norte-americano que visa a promover a aprendizagem emocional e interrelacional em crianças; e...