Página 1 dos resultados de 123 itens digitais encontrados em 0.101 segundos

Ética e espiritualidade: contributos para o exercício competente da liderança e eficácia das organizações educativas

Carvalho, Sílvia Margarida Figueiredo Neves de
Tipo: info:eu-repo/semantics/masterthesis
Publicado em 03/04/2013 Português
Relevância na Pesquisa
46.14%
A vivência da pós-modernidade, caracterizada por imprevisibilidades, descontinuidade e ritmo acelerado, tem conduzido o homem globalizado a sentimentos de desajustamento e inadequação permanentes com repercussões a nível existencial. Perante um espaço e tempo histórico onde impera um individualismo narcísico próprio de uma sociedade consumista, egoísta e alheia à noção de Bem Comum, assiste-se a um (re)pensar e (re)valorizar as questões da ética e da espiritualidade que, em oposição às noções de produtividade e competitividade, emergem como garante de uma acção humana que se pretende autêntica e, por isso mesmo, eficaz e repleta de sentido e significação. Tratando-se de uma temática profundamente rica e abrangente, assistida por um crescendo inegável do interesse da comunidade científica nacional e internacional, o presente trabalho investigativo pretende assumir-se como um contributo efectivo para a compreensão das representações que têm as lideranças escolares acerca da ética e da espiritualidade e das relações/implicações que essas mesmas representações assumem no exercício da liderança competente e na eficácia das organizações educativas. A pertinência do estudo, de natureza qualitativa...

A espiritualidade no local de trabalho e a performance em contexto organizacional português : um estudo empírico

Gonçalves, Maria Joel Lopes
Fonte: FEUC Publicador: FEUC
Tipo: masterthesis
Português
Relevância na Pesquisa
66.26%
Este estudo tem como objectivo contribuir para a conquista de uma definição académica do conceito espiritualidade no local de trabalho (nas organizações públicas e privadas). Esta investigação insere-se no contexto “a vida no trabalho” e as novas modalidades de cultura organizacional necessárias para melhorar a experiência humana promovendo a estabilidade e crescimento das organizações que mais do que nunca é imperativo nas economias nacional e internacional. O propósito deste estudo insere-se na revisão literária sobre o conceito da espiritualidade inserido no contexto organizacional português analisando práticas que possam promover o bem-estar e a performance ao nível individual e organizacional que foram definidas e testadas. Através dos modelos satisfação, comprometimento afectivo organizacional e desempenho foi feita a análise do reflexo das percepções da espiritualidade organizacional sobre os comportamentos e atitudes. Foram constatados baixos níveis de penetração da espiritualidade nas organizações, mas um impacto inegável no bem-estar, na produtividade e no desempenho.; Dissertação de mestrado em Gestão, apresentada à Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra, sob a orientação de Arnaldo Coelho.

A espiritualidade no manejo da doença crônica do idoso; Spirituality in the self-management of the elderly chronic disease

Rocha, Ana Carolina Albiero Leandro da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 17/11/2011 Português
Relevância na Pesquisa
56.15%
Considerando a espiritualidade como parte do conceito de saúde do indivíduo e suas repercussões no viver a doença crônica, realizou-se o presente estudo. Trata-se de um estudo exploratório, com metodologia quanti-qualitativa que teve como objetivo principal identificar e compreender o papel da espiritualidade no manejo da doença crônica do idoso. Procurou-se ainda conhecer o perfil dos idosos participantes do estudo, as mudanças de vida ocasionadas pelo diagnóstico da doença crônica e a compreensão de como a religião/espiritualidade/fé interfere neste processo. O método da análise de conteúdo de Bardin foi escolhido para interpretação dos discursos. O estudo foi realizado com 20 idosos portadores de doença crônica atendidos no Instituto Paulista de Geriatria e Gerontologia José Ermírio de Moraes (IPGG), instituição que tem como missão promover o envelhecimento saudável e a integração social do idoso. A coleta de dados foi realizada em outubro de 2010, através de entrevistas semiestruturadas. Os idosos possuíam entre 60 e 81 anos, sendo 65% mulheres e 35% homens, 65% casados, 20% viúvos e 15% divorciados. Quanto à ocupação, 80% são aposentados, 10% do lar/donas de casa, 10% estão ativos no mercado de trabalho. Com relação às condições de moradia...

Contexto de vida e trabalho de mulheres cortadoras de cana-de-açúcar; Work and life context of female sugar cane cutters

Caran, Vânia Cláudia Spoti
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 11/05/2012 Português
Relevância na Pesquisa
45.93%
A história de vida e trabalho das cortadoras de cana foi tema do presente estudo, tendo como sujeito as mulheres conveniadas ao sindicato de Guariba, interior de São Paulo na região de Ribeirão Preto. O objetivo geral foi evidenciar o contexto de vida e trabalho das mulheres cortadoras de cana-de-açúcar. O estudo foi de natureza qualitativa, utilizando-se o método da História Oral de Vida como recurso para a coleta de dados, que foi obtida em 2011. Constituíram-se sujeitos dez trabalhadoras; foram identificadas duas categorias que emergiram das suas falas: Contexto de Vida e Contexto do Trabalho na Vida. Na categoria Contexto de Vida emergiram as sub-categorias: Migração, Relacionamento Familiar, Sofrimento, Prazer, Estratégias Defensivas e Perspectivas Futuras. Na categoria Contexto do Trabalho na Vida emergiram as sub-categorias: Trabalho Infantil e do Adolescente; Gravidez e Trabalho, Ambiente de Trabalho e Alterações à Saúde, Relacionamentos no Trabalho, Desconhecimento e Aprendizagem no Trabalho, Sofrimento no trabalho e Prazer no Trabalho. A maior parte das trabalhadoras é parda, com ensino fundamental incompleto, casada, com dois e três filhos respectivamente. Suas condições de vida evidenciaram que a maioria procede da região sudeste do Brasil e que possui relacionamentos familiares agressivos e violentos. As condições de trabalho mostraram que a maioria trabalhou enquanto era criança e/ou adolescente; durante a gravidez cortava a cana-de-açúcar...

Diálogos sobre espiritualidade no processo de cuidar de si e do outro para a enfermagem em terapia intensiva

Dezorzi, Luciana Winterkorn
Tipo: dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
56.2%
Este estudo teve por objetivo compreender como a espiritualidade permeia o processo de cuidar de si e do outro no mundo da terapia intensiva, sob o olhar das cuidadoras de enfermagem. A pesquisa caracterizou-se por uma abordagem qualitativa do método criativo-sensível de Cabral, que guiou a produção e a análise das informações, seguindo as etapas de codificação, decodificação e recodificação ou aliança de saberes. Contou-se com a participação de nove cuidadoras de enfermagem, duas enfermeiras e sete técnicas de enfermagem, do Centro de Tratamento Intensivo (CTI) de um hospital universitário. Para a produção das informações, foram realizadas nove oficinas de arte e de experiências, sendo que a última destinou-se à validação da análise das informações. Nesse percurso, emergiram os seguintes temas: os significados de espiritualidade; a espiritualidade no cuidado de si e a espiritualidade no cuidado do outro. O primeiro tema exprimiu os significados de espiritualidade como propósito de vida, como conexão com uma Força Superior e com o Cosmo e como autoconhecimento. O segundo tema evidenciou que a espiritualidade no cuidado de si estava nas práticas cotidianas que aconteciam por meio da oração, do contato íntimo com a natureza...

Spirituality in self-care for intensive care nursing professionals; La espiritualidad en el cuidado de si para profesionales de enfermería en terapia intensiva; A espiritualidade no cuidado de si para profissionais de enfermagem em terapia intensiva

Dezorzi, Luciana Winterkorn; Crossetti, Maria da Graça Oliveira
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
56.06%
Este estudo teve por objetivo compreender como a espiritualidade permeia o processo de cuidar de si e do outro, no mundo da terapia intensiva, sob o olhar das profissionais de enfermagem. A pesquisa caracterizouse por abordagem qualitativa do método criativo-sensível de Cabral, que guiou a produção e a análise das informações em nove oficinas de arte e experiências. Participaram do estudo nove cuidadoras de enfermagem do Centro de Tratamento Intensivo (CTI) de um hospital universitário. Este texto apresenta um dos temas emergidos na pesquisa: a espiritualidade no cuidado de si, que foi evidenciada nas práticas cotidianas que aconteciam por meio da oração, do contato íntimo com a natureza, assim como do senso de conexão com uma Força Superior que propiciava tranqüilidade, bem-estar e fortalecimento à vida e ao trabalho das cuidadoras no CTI. O autoconhecimento revelou-se como prática essencial no cuidado de si para também melhor cuidar do outro.; Este estudio tuvo por objetivo comprender como la espiritualidad envuelve al proceso de cuidar de sí mismo y de otros, en el mundo de la terapia intensiva, bajo la perspectiva de los profesionales de enfermería. La investigación se caracterizó por un abordaje cualitativo del método creativo sensible de Cabral...

Espiritualidade no divã : do tabu à universidade

Braga, Gisele Pandolfo
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
56.18%
A partir do advento da Modernidade, a racionalidade extrema imposta pelo paradigma cartesiano fez com que a espiritualidade passasse a ser desacreditada e praticamente expulsa da realidade do homem ocidental. Porém, percebe-se que, aos poucos, ela vem retomando seu espaço e conquistando o respeito de diversos pesquisadores. Esta tese tem por objetivo investigar a espiritualidade como fenômeno em ascensão na sociedade brasileira atual. Para tanto, aborda a valorização da dimensão espiritual do ser humano a partir da atuação de núcleos de espiritualidade inseridos em universidades publicas brasileiras. Dentro de uma abordagem fenomenológico-hermenêutica, a partir de unidades significativas que emergiram dos depoimentos de pessoas vinculadas a esses núcleos, investiga a sua criação, suas dificuldades e seu campo de atuação a fim de compreender como se dá o atravessamento da espiritualidade no meio acadêmico. Paralelamente a esta investigação, esta tese estabelece um diálogo com a filosofia de Platão, Descartes e Spinoza a fim de ilustrar pontos determinantes da trajetória histórica da espiritualidade e resgatar alguns conceitos importantes para a discussão do tema. Também recorre à teoria psicanalítica de Freud e Lacan...

Qualidade de vida relacionada a saude de trabalhadores

Alvarez, Barbara Regina
Tipo: dissertação (mestrado) Formato: iv, 117f.| il., + anexo
Português
Relevância na Pesquisa
45.83%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnologico; O termo qualidade de vida implica na inter-relação mais ou menos harmoniosa dos vários fatores que moldam e diferenciam o cotidiano do ser humano e resulta numa rede de fenômenos, pessoas e situações. Muitos fatores de natureza biológica, psicológica e sócio cultural, tais como: saúde fisica, saúde mental, longevidade, satisfação no trabalho, relações familiares, disposição, produtividade, dignidade e até mesmo espiritualidade estão associados ao termo qualidade de vida. A sociedade moderna tem tornado a vida cada vez mais estressante. Neste contexto a qualidade de vida e a saúde do trabalhador tornam-se comprometidas, por isso é necessário alcançar um nível de excelência em relação à produtividade e a qualidade do trabalho prestado. O objetivo principal deste estudo foi traçar um perfil da qualidade de vida relacionada à saúde dos trabalhadores de uma empresa segundo sexo e idade. Para tanto, foi aplicado um questionário visando levantar os hábitos de saúde, queixas principais, histórico de doenças cardiorrespiratórias, prontidão para a prática de exercício físico, bem como a realização de medidas antropométricas...

O estresse como indicador de qualidade de vida em professores do curso de fisioterapia

Bahia, Patrícia Harder do Nascimento
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: dissertação (mestrado) Formato: 202 f.| il., grafs.
Português
Relevância na Pesquisa
45.81%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção.; O termo qualidade de vida implica na inter-relação harmoniosa de vários fatores que moldam e diferenciam o cotidiano do ser humano e resulta numa rede de fenômenos, pessoas e situações. Muitos fatores de natureza biológica, psicológica e sócio cultural, tais como: saúde física, saúde mental, longevidade, satisfação no trabalho, relações familiares, disposição, produtividade, dignidade e até mesmo espiritualidade estão associados ao termo qualidade de vida. A sociedade moderna tem tornado a vida cada vez mais estressante. Neste contexto a qualidade de vida e a saúde do trabalhador, neste caso do professor universitário, tornaram-se comprometidas, por isso é necessário alcançar um nível de excelência em relação à produtividade e a qualidade do trabalho prestado. O ser humano cada vez mais se vê diante de inúmeras situações às quais precisa adaptar-se. A vulnerabilidade individual e a capacidade de adaptação são muito importantes na ocorrência e na gravidade das reações ao processo de estresse. O objetivo principal desta pesquisa foi identificar a qualidade de vida dos professores do curso de graduação de fisioterapia da Universidade Tuiuti do Paraná...

A influência da religiosidade do cliente no trabalho clínico, na perspectiva dos psicólogos

Henning, Martha Caroline
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: dissertação (mestrado)
Português
Relevância na Pesquisa
46.1%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Florianópolis, 2009.; A pesquisa teve como objetivo caracterizar a influência da religiosidade dos clientes no trabalho clínico, na perspectiva dos Psicólogos. O estudo de natureza exploratório-descritivo se desenvolveu sob a perspectiva da metodologia qualitativa e realizou-se com 13 psicólogos clínicos, sendo a coleta de dados efetuada através de entrevista semi-estruturada em seus ambientes de trabalho. Utilizou-se o modelo de análise categorial temática de conteúdo, proposta por Bardin (1977), e os critérios de homogeneidade, recorrência e exaustividade. Os resultados da análise foram sistematizados em 04 categorias, as quais representam as regularidades e aspectos diferenciais presentes nos dados, e que tentaram abarcar a dinâmica e complexidade da prática profissional dos participantes, no que diz respeito à influência da religiosidade de seus clientes nos processos de psicoterapia e análise. Constatou-se que embora com informações escassas ou imprecisas obtidas em suas formações acadêmicas, esses profissionais apresentam-se atualmente com concepções formadas sobre o tema...

A ESPIRITUALIDADE NAS INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR E SEU IMPACTO NA QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO

Rodrigues, Sonia Terezinha; Araujo, Fatima Soares de
Fonte: INPEAU Publicador: INPEAU
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
46.06%
Centenas de artigos documentam as implicações da espiritualidade na saúde de forma científica. É plenamente reconhecido que a saúde de indivíduos é determinada pela interação de fatores físicos, mentais, sociais e espirituais. Espiritualidade pode ser definida como um sistema de crenças que enfoca elementos intangíveis, que transmite vitalidade e significado a eventos da vida e, o tema qualidade de vida de maneira discreta tem aparecido na literatura nacional acadêmica e profissional como solução para o aumento de produtividade, porém com sentido para o trabalhador. O presente artigo apresenta revisão de literatura sobre qualidade de vida e espiritualidade citando alguns dos trabalhos mais relevantes sobre o assunto, pretendendo provocar maiores reflexões sobre o tema, pois há indícios consistentes de associação entre qualidade de vida e espiritualidade/religiosidade. As publicações encontradas sobre o tema são suficientes para fornecer pistas de reflexão enquanto lacunas conceituais a serem mais bem exploradas, para que possamos nos aprofundar cientificamente para análise e criação de estratégias de pesquisas. Ao mesmo tempo em que este tema é simples, é complexo e vasto encontramos informações diferentes que ora nos remete a religião...

Religiosidade e espiritualidade em oncologia : um estudo sobre as concepções de profissionais de saúde

Gobatto, Caroline Amado
Tipo: dissertação / dissertation
Português
Relevância na Pesquisa
46.15%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Programa de Pós-Graduação em Processos de Desenvolvimento Humano e Saúde, 2012.; É crescente o interesse em investigar a influência da religiosidade e da espiritualidade no manejo do estresse em geral e de outras condições adversas, como doenças crônicas e seus respectivos tratamentos. Especificamente, denomina-se como enfrentamento religioso/espiritual a adoção de estratégias cognitivas ou comportamentais que utilizam religião e/ou fé. Em Oncologia, muitos trabalhos apontam correlações com apoio social, bem-estar e estratégias adaptativas dos pacientes. Todavia, ainda que em menor proporção, estudos têm relacionado piores índices de qualidade de vida ao maior uso de estratégias avaliadas como prejudiciais. Sendo assim, realizou-se uma pesquisa exploratória com o objetivo de conhecer as concepções de profissionais de saúde da área oncológica acerca da associação entre saúde, religiosidade e espiritualidade. Na primeira etapa, participaram 85 profissionais da saúde, das seguintes categorias: assistente social (n = 1); biólogo (n = 1); enfermeiros (n = 2); fisioterapeutas (n = 3); fonoaudiólogos (n = 2); médicos (n = 17); nutricionistas (n = 16); odontólogo (n = 1)...

De um novo paradigma na gestão dos enfermeiros: a espiritualidade no local de trabalho

Caldeira, Sílvia; Gomes, Ana Calapez; Frederico, Manuela
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2011 Português
Relevância na Pesquisa
56.27%
Contexto: A espiritualidade no local de trabalho é um tema emergente na área da gestão de recursos humanos, porém, com uma evidente escassez em enfermagem. Os enfermeiros trabalham em ambientes que favorecem a vivência espiritual e, também por isso, deverão ser cuidados pelos seus gestores como seres espirituais. Objectivos: Explorar e compreender a percepção dos enfermeiros acerca da espiritualidade no local de trabalho. Método: Aplicou-se um questionário contendo uma escala de avaliação da espiritualidade no local de trabalho (Rego, Cunha e Souto, 2007a). A amostra foi constituída por 40 enfermeiros a frequentar o curso de complemento de formação. Resultados: A espiritualidade no local de trabalho é percepcionada como “moderada” nas dimensões: sentido de comunidade na equipa, alinhamento do indivíduo com os valores da organização, alegria no trabalho e oportunidades para a vida interior, sendo “alta” na dimensão relacionada com “o sentido de préstimo à comunidade”. Conclusões: Embora de natureza exploratória, este estudo permitiu conhecer que este fenómeno é percebido pelos enfermeiros e, como tal, deverá ser atendido pelos gestores. A liderança espiritual poderá trazer mais criatividade...

Espiritualidade no local de trabalho : da liderança ao empenhamento na Cybermap, Lda

Machado, Ricardo Manuel Melo
Tipo: info:eu-repo/semantics/masterthesis
Publicado em 02/09/2014 Português
Relevância na Pesquisa
66.2%
Dissertação de Mestrado em Gestão de Empresas/MBA; Com o presente estudo pretende-se aferir a presença de Espiritualidade no Local de Trabalho e sua influência nas componentes Afetiva, Normativa e Instrumental de Empenhamento Organizacional, bem como verificar a influência da Liderança Espiritual e Capital Pessoal no constructo central deste trabalho. Procedeu-se à análise de conteúdo de 21 Entrevistas, Observações Etnográficas e Documentação, recolhidas numa organização Açoriana, com posterior triangulação junto dos participantes. Verificou-se que a predominância da componente Afetiva e consequente comportamento de Cidadania Organizacional resultou sobretudo da satisfação da necessidade por pertença e apreço (Sentido de Comunidade) e da congruência entre autoconceito e função/trabalho desempenhado (Vida Interior). Tanto o Sentido de Comunidade como a Vida Interior foram predominantemente influenciados pela Liderança Espiritual através da Fé/Esperança demonstrada na Visão e colaboradores e prática de valores de Amor Altruísta. Em termos de Capital Pessoal, a Sociabilidade influenciou, acima de tudo, o Sentido de Comunidade e a apetência natural pelo desafio a expressão de Vida Interior. Estes resultados salientam elementos que podem ser usados pela liderança nas atividades de gestão...

A espiritualidade no desempenho dos centros de saúde e das unidades de saúde familiar

Albuquerque, Isabel Garcia da Fonseca e Faro de
Tipo: info:eu-repo/semantics/masterthesis
Publicado em //2009 Português
Relevância na Pesquisa
86.33%
Mestrado em Gestão dos Serviços de Saúde / Classificações do JEL Classification System: M10 (Business Administration: General), M29 (Business Economics: Other), I1 (Health), I19 (Other).; Sabe-se que a espiritualidade no trabalho pode influenciar o desempenho percebido pelos profissionais. Este princípio foi aplicado a um estudo na área dos cuidados de saúde primários, tendo sido comparados centros de saúde clássicos com unidades de saúde familiar. Os objectivos deste trabalho contemplam (1) verificar se existem diferenças na espiritualidade entre os profissionais das USF e dos CS (2) verificar se existem diferenças no desempenho percebido entre os profissionais das USF e dos CS e (3) verificar que dimensões da espiritualidade são preditivas do total do desempenho percebido. A amostra engloba 267 profissionais de saúde (médicos, enfermeiros e administrativos). Para medir o desempenho percebido foi usado um conjunto de seis indicadores (just-in-time, GQT, capacitação, desenvolvimento de competências, trabalho em equipa e satisfação percebida) que permitiram obter um olhar mais profundo do posicionamento da percepção actual dos profissionais destas unidades e comparar as diferenças de opiniões entre os dois modelos de organização...

Espiritualidade nas organizações, positividade e desempenho

Rego, Arménio; Souto, Solange; Cunha, Miguel Pina e
Fonte: Instituto Superior de Psicologia Aplicada Publicador: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2007 Português
Relevância na Pesquisa
46.24%
O artigo parte de duas premissas: (1) a espiritualidade é uma vertente da psicologia positiva e do comportamento organizacional positivo; (2) em organizações espiritualmente ricas, os indivíduos colocam as “energias” e forças ao serviço da organização e do auto-desenvolvimento. O foco da investigação é o desta segunda premissa. A amostra engloba 254 colaboradores de organizações operando no Brasil. O estudo mostra como as percepções dos indivíduos em torno de cinco dimensões de espiritualidade organizacional (sentido de comunidade; alinhamento do indivíduo com os valores da organização; sentido de préstimo à comunidade; alegria no trabalho; oportunidades para a vida interior) explicam o seu empenhamento organizacional e a sua produtividade. Os resultados sugerem que os indivíduos denotam maior empenhamento afectivo e normativo, maior produtividade e menor empenhamento instrumental quando experimentam um sentido de comunidade de trabalho, sentem que os seus valores e os da organização estão alinhados, consideram que realizam trabalho útil para a comunidade e sentem alegria no trabalho. O texto discute a relevância desta evidência num contexto de escassez de estudos empíricos sobre a espiritualidade nas organizações. E aponta dois argumentos: (1) a espiritualidade nas organizações pode resultar das forças positivas (e.g....

Pensando a espiritualidade no ensino de graduação

Benko,Maria Antonieta; Silva,Maria Júlia Paes da
Fonte: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo Publicador: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/1996 Português
Relevância na Pesquisa
45.99%
O presente trabalho teve como objetivo verificar a opinião dos docentes de enfermagem sobre a espiritualidade e a assistência espiritual no ensino de graduação, identificando sua presença no ensino atual e propondo aspectos para a sua abordagem junto aos alunos. Foram entrevistados 24 docentes durante o mês de novembro de 1994 e 95,8% responderam considerar o homem um ser espiritual, citando diferentes maneiras de como essa dimensão altera e influencia seu dia-a-dia; 66,6% referiram ser importante o ensino da assistência espiritual na graduação. Frente a diversidade dos conceitos e respostas ficou evidenciada a necessidade de reflexão conjunta.

Espiritualidade, religião e trabalho no contexto organizacional

Silva,Rogério Rodrigues da; Siqueira,Deis
Fonte: Departamento de Psicologia - Universidade Estadual de Maringá Publicador: Departamento de Psicologia - Universidade Estadual de Maringá
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2009 Português
Relevância na Pesquisa
46.18%
O artigo tem como objetivo discutir a vivência da religião, da religiosidade e, sobretudo, da espiritualidade, no contexto organizacional. Ancorado em uma análise do papel dessas variáveis em contextos de organizações religiosas e não religiosas, o texto reflete sobre até que ponto a espiritualidade no contexto do trabalho pode contribuir, sobretudo, para um maior sentido e prazer na atividade, e sobre os motivos que explicam a tendência de negar os vínculos da espiritualidade com a religiosidade e com a religião naquele contexto. Além disso, o artigo sugere algumas leituras críticas à proposta de utilização dessas variáveis no contexto organizacional, tal como o movimento de recuperação de valores clássicos das religiões, agora rebatizados para o coletivo de trabalho, atualizando velhas estratégias de obtenção de lucros por parte das empresas.

Espiritualidade e religião no trabalho: possíveis implicações para o contexto organizacional

Silva,Rogério Rodrigues da
Fonte: Conselho Federal de Psicologia Publicador: Conselho Federal de Psicologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2008 Português
Relevância na Pesquisa
56.24%
O artigo tem como objetivo discutir a vivência da religião e da espiritualidade no contexto organizacional. O texto apresenta uma diferenciação conceitual entre religião e espiritualidade, a partir da qual será discutida a aplicação desses conceitos em organizações religiosas e não religiosas. Além disso, serão evidenciados os principais ganhos dos trabalhadores e das organizações com a vivência desses conceitos no trabalho. De maneira geral, os exemplos discutidos revelam que tanto a religião quanto a espiritualidade, no contexto do trabalho, remetem a uma perspectiva mais humanizada das organizações e à promoção de um ambiente de trabalho baseado em relacionamentos mais próximos, no aprofundamento do significado do trabalho, no sentimento de participação na organização e, principalmente, na liberdade de se vivenciar, na organização, os valores individuais.

Espiritualidade nas organizações e comprometimento organizacional

Regos,Arménio; Cunha,Miguel Pinha e; Souto,Solange
Fonte: Fundação Getulio Vargas/Escola de Administração de Empresas de São Paulo Publicador: Fundação Getulio Vargas/Escola de Administração de Empresas de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2007 Português
Relevância na Pesquisa
56.22%
A espiritualidade nas organizações está representada nas oportunidades para realizar trabalho com significado, no contexto de uma comunidade, com um sentido de alegria e de respeito pela vida interior. A literatura sobre o tópico é prolixa, mas a evidência empírica é ainda escassa. Neste artigo, procuramos contribuir para mitigar essa escassez. Mostramos como cinco dimensões de espiritualidade nas organizações (sentido de comunidade; alinhamento do indivíduo com os valores da organização; sentido de préstimo à comunidade; alegria no trabalho; oportunidades para a vida interior) explicam o comprometimento organizacional. A amostra abrange 361 indivíduos de 154 organizações. As dimensões de espiritualidade explicam 48%, 16% e 7% de variância, respectivamente, do comprometimento afetivo, do normativo e do instrumental. Os resultados sugerem que as pessoas denotam mais elevados laços afetivo e normativo, e mais fraco laço instrumental, quando experimentam mais forte sentido de espiritualidade no trabalho.