Página 1 dos resultados de 86 itens digitais encontrados em 0.018 segundos

A produção dos números escolares (1871-1931): contribuições para uma abordagem crítica das fontes estatísticas em História da Educação; The production of school numbers (1871-1931): contributions to a critical approach to statistical sources in History of Education

GIL, Natália de Lacerda
Fonte: Associação Nacional de História - ANPUH Publicador: Associação Nacional de História - ANPUH
Tipo: article; editorial; publishedversion
Português
Relevância na Pesquisa
46.64%
O presente artigo pretende contribuir para a reflexão acerca das estatísticas educacionais como fonte para as pesquisas em História da Educação. Buscou-se aqui, principalmente, desvelar a maneira pela qual foram produzidas, no âmbito central, as estatísticas educacionais referentes ao período de 1871 a 1931. Foram analisados relatórios oficiais - da Diretoria Geral de Estatística - e repertórios estatísticos editados por aquela repartição, onde se buscou localizar as recomendações e definições para a realização dos trabalhos. Pretendeu-se, problematizando as fontes documentais de estatística educacional e suas interpretações mais comuns, diminuir o desconhecimento sobre a origem de números escolares, que, eventualmente, são utilizados em pesquisas atuais sem o conveniente exame crítico.; Abstract This article intends to contribute to the reflection on the Educational Statistics as being source for the researches on History of Education. The main concern was to reveal the way Educational Statistics related to the period from 1871 to 1931 were produced, in central government. Official reports - from the General Statistics Directory - and Statistics yearbooks released by that department were analyzed and, on this analysis...

A dimensão da educação nacional: um estudo sócio-histórico sobre as estatísticas oficiais da escola brasileira; The Dimension of the National Education: a socialhistorical study of the Brazilian school official statistics

Gil, Natália de Lacerda
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 09/04/2007 Português
Relevância na Pesquisa
36.48%
Esta tese é resultado de um estudo sócio-histórico que teve por objetivo compreender como se configuraram as relações entre educação e estatística no Brasil no período de 1871 até a década de 1940. A partir da análise de documentos de Estado - publicados pela Diretoria Geral de Estatística, pelo Ministério da Educação e Saúde, pelo Serviço de Estatística de Educação e Saúde, pelo INEP e pelo IBGE - foi possível identificar como se consolidou a legitimidade que usufruem as estatísticas educacionais para a condução de decisões políticas e de que maneira estas estatísticas colaboraram na formulação de representações sobre a escola primária brasileira. Procedeu-se, inicialmente, ao relato das iniciativas do poder público no sentido de criar e aperfeiçoar um aparato capaz de elaborar informações numéricas consideradas confiáveis. Foi, também, descrita a maneira pela qual eram produzidas as estatísticas educacionais, localizando as fontes de informação e explicando os procedimentos para coleta dos dados. Pretendeu-se, por essa iniciativa, diminuir o desconhecimento acerca da origem de números escolares que, eventualmente, são utilizados em pesquisas atuais sem o conveniente exame crítico. Foram indicadas...

Prevalência de cefaleia relacionada com alguns hábitos de vida em escolares do ensino fundamental e médio de Ribeirão Preto (SP); Prevalence of headache associated with some lifestyle habits in schoolchildren of Ribeirão Preto

Grassi, Luiz Eduardo Vieira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 24/10/2011 Português
Relevância na Pesquisa
36.28%
As cefaleias acometem grande parte da população mundial. Este sintoma afeta a qualidade de vida e a produtividade de quem as têm Crianças e adolescentes com cefaleia também são alvos destas perdas. Objetivos: Estimar a prevalência de cefaleia em uma amostra representativa de alunos dos ensinos fundamental e médio da rede pública. Verificar a relação entre: 1) cefaleias e variáveis físicas (gênero, cor da pele referida, índice massa corporal-IMC e doenças crônicas referidas); 2) cefaleias e alguns hábitos de vida (ingestão de álcool, prática de exercícios físicos regulares, horas diárias de sono noturno, horas semanais gastas em TV, internet e videogame); 3) cefaleia e uso de aparelhos, como os ortodônticos e óculos, e 4) cefaleia e rendimento escolar avaliado por meio das notas referidas. Métodos: Após sorteio de uma escola da rede estadual de ensino de cada região da cidade de Ribeirão Preto (norte, sul, leste, oeste e centro), foram sorteadas as salas de aula, uma de cada ano/série dos cursos fundamental II e médio. Foi aplicado um questionário em 415 alunos com idade mediana de 15 anos, que concordaram em participar do estudo e cujos pais ou responsáveis assinaram o Termo de Livre Consentimento e Esclarecimento. Foram utilizados os testes para análises estatísticas: 1) Teste exato de Fischer através do comando PROC FREQ do Software SAS® 9; 2) Anova através do comando PROC GLM do Software SAS® 9; 3) Regressão logística para calculo do ODDS RATIO...

Crescimento somático, aptidão física relacionada à saúde e estilo de vida de escolares de 10 a 14 anos: um estudo longitudinal

Bergmann, Gabriel Gustavo
Tipo: dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
26.38%
O acompanhamento do crescimento somático, da aptidão física e do estilo de vida de crianças e adolescentes, bem como a interação entre estas variáveis, geram preciosas informações para profissionais que atuam na área da educação física e esportes. Diante disto, o objetivo geral deste trabalho é descrever o desenvolvimento do crescimento somático, da aptidão física relacionada à saúde (ApFRS) e do estilo de vida de escolares acompanhados dos 10 aos 14 anos de idade. Os sujeitos do estudo foram 70 escolares (35 meninos e 35 meninas) acompanhados dos 10 aos 14 anos de idade. A pesquisa se caracteriza como descritiva de desenvolvimento com corte longitudinal. Para o crescimento somático foram analisados a estatura (EST) e a massa corporal (MC). Para a análise da ApFRS foram medidas a aptidão cardiorrespiratória -ApCard- (testes de corrida/caminhada de 9 minutos), a composição corporal (índice de massa corporal -IMC-, somatório de dobras cutâneas tricipital e subescapular -?DC Trí + Sub-, percentual de gordura -%G-, massa gorda -MG- e massa magra -MM-), a força/resistência muscular -F/Rmusc- (número de abdominais em um minuto), e a flexibilidade -FLEX- (sentar e alcançar). Para identificar o estilo de vida foi utilizado o questionário estilo de vida na infância e adolescência (EVIA). Para a análise criterial dos componentes da ApFRS...

Sobrepeso em pré-escolares dos estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina : prevalência e fatores associados; Overweight in preschool children from the states of Rio Grande do Sul and Santa Catarina: prevalence and associated factors

Schuch, Ilaine
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
26.34%
A obesidade na infância está relacionada à obesidade e outras doenças crônicas na adolescência e na vida adulta. O objetivo geral deste trabalho foi estudar a prevalência e os fatores associados ao sobrepeso em pré-escolares matriculados em escolas públicas dos estados do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina. Realizou-se estudo transversal com pré-escolares, com idade entre 4 e 6 anos, matriculados em escolas públicas atendidas pelo PNAE nos estados do RS e SC. O desfecho estudado foi o sobrepeso, definido através do escore Z > 2DP para o Índice de Massa Corporal (IMC)/idade, em comparação com a população de referência da OMS 2006/2007. As medidas antropométricas de massa corporal e altura foram aferidas em duplicata, utilizando-se técnicas padronizadas conforme OMS (WHO, 1995). As variáveis de sexo, idade, massa corporal e altura da criança foram aferidas na escola. A cor da pele foi obtida pela observação e classificada como branca, parda e negra. O peso ao nascimento, a escolaridade materna e o tempo de aleitamento materno total foram obtidos por informação materna. Dados foram duplamente digitados utilizando o software EPI-INFO versão 6.04. As análises estatísticas foram realizadas através do programa STATA versão 12.0. Realizaram-se análises descritivas dos dados...

Padrões motores de escolares de oito a nove anos de idade da cidade de Santa Rosa, RS

Loi, Luiz Serafim de Mello
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: dissertação (mestrado) Formato: xiii, 110 f.| tabs. +
Português
Relevância na Pesquisa
26.43%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Desportos.; O desenvolvimento motor é um assunto que necessita maiores estudos, haja vista a importância cada vez maior do desenvolvimento pleno da criança, desde os primeiros anos de vida. Este estudo utilizando como Marco Referencial Teórico (MRT) o modelo de desenvolvimento motor de Gallahue & Ozmun (1998) teve por objetivo verificar o perfil motor de escolares de oito e nove anos de idade, da cidade de Santa Rosa, RS. O estudo caracterizou-se segundo Cervo & Bervian (1983) e Marconi & Lakatos (1987) como uma pesquisa do tipo descritiva. Os dados foram coletados através de filmagem do desempenho dos sujeitos em tarefas motoras: corrida de 50 metros, arremesso de pelota por cima do ombro e equilíbrio dinâmico sobre a trave baixa, após, analisados e registrados em protocolo de avaliação do desenvolvimento motor de Krug (1993). Para o tratamento estatístico utilizou-se os programas Epi Info, versão 6. 04 b, Excel e Simstat for Windows, versão 1. 21. Na análise dos dados foram utilizados os procedimentos de estatística descritiva: distribuição de freqüência e freqüência percentual. O teste de associação Qui-Quadrado foi empregado para associação das variáveis. Foi considerado um nível de significância de p = 0...

Crescimento, composição corporal e estilo de vida de escolares no município de Florianópolis - SC, Brasil

Pires, Mário Cesar
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: dissertação(mestrado) Formato: xv,120 f.| il.
Português
Relevância na Pesquisa
26.34%
Dissertação(mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Desportos. Programa de Pós-Graduação em Educação Física; Este estudo objetivou analisar, através de abordagem transversal, variáveis de crescimento, da composição corporal e do estilo de vida de escolares com idades entre 11 e 17 anos, no Município de Florianópolis. A amostra compreendeu 2.384 escolares, sendo 1.201 moças (50,4%) e 1.183 rapazes (49,6%), selecionada aleatoriamente por unidade escolar, estratificada por regiões geográficas, redes de ensino (pública e particular) e por conglomerados de classes. A média de idade dos escolares foi de 14,45±1,99, sendo 14,42±2,00 para as moças e 14,48±1,97 para os rapazes. Foram analisados o nível sócio-demográfico, as variáveis de crescimento (massa corporal e estatura), a composição corporal (somatório das dobras cutâneas, percentual de gordura e índice de adiposidade) e o estilo de vida (atividades diárias, níveis de estresse e hábitos alimentares). A coleta de dados foi efetuada através de questionário envolvendo aspectos sócio-demográficos, estilo de vida e medidas antropométricas. Nos procedimentos estatísticos, foram utilizados os recursos do programa Microsoft Excel 97 para a tabulação dos dados...

A prevalência do tabagismo e alguns fatores associados em escolares de Florianópolis, SC

Cordeiro, Elke Annegret Kretzschmar
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: dissertação (mestrado) Formato: 1 v.| il., grafs., tabs.
Português
Relevância na Pesquisa
26.34%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Saúde Pública.; Esta dissertação tem por objetivo estimar a prevalência do tabagismo entre escolares de Florianópolis, no sentido de detectar a idade em que se inicia o hábito de fumar, a razão entre gênero, o nível de conhecimento que apresentam sobre o tema identificando possíveis variáveis associadas à aquisição do hábito de fumar, visando a prevenção. Trata-se de um estudo epidemiológico, descritivo . A população do estudo (n=281) foi obtida através de dados secundários do Inquérito Escolar Fazendo Pesquisa - Vigilância do Tabagismo em Escolares - Vigescola, realizado pelo INCA1 em 2002 e aplicado em escolares de 7ª e 8ª série do Ensino Fundamental e 1ª série do ensino médio, de escolas públicas e privadas de Florianópolis/SC, tendo como entidade envolvida o Centro de Pesquisas Oncológicas de Santa Catarina. As análises estatísticas foram feitas no EpiInfo 6.04,na distribuição das freqüências utilizou-se IC de 95%; o teste estatístico qui-quadrado, para possíveis associações e considerados significativos valores de p

Regimento Interno dos Grupos Escolares, 1916, MT.

Corrêa, Estevão Alves
Tipo: other
Português
Relevância na Pesquisa
26.41%
Este documento se encontra no Arquivo Público de Mato Grosso (APMT) no livro 213 e uma cópia digitada está disponível em http://gem.ufmt.br/gem/sistema/arquivos/19061211555355.pdf; O documento apresenta Regimento Interno para os Grupos Escolares do Estado de Mato Grosso, oficializado em 04 de novembro de 1916 pelo Dr. Estevão Alves Corrêa (Diretor Geral da Instrução Pública de Cuiabá). Este regimento está divido por sete (07) títulos e cada um desses ainda se encontra subdivido em capítulos. De modo geral, os capítulos foram: organização das classes dos Grupos Escolares; do ensino; do material escolar; da biblioteca; do arquivo e da arrecadação; da escritura; do tempo das funções escolares; da chamada dos alunos; da higiene escolar; da disciplina; dos prêmios; do recreio; do exercício militar e da ginástica; dos boletins; das penas; dos alunos dos grupos escolares; da matrícula; dos exames; das promoções; dos diplomas de habilitação; do pessoal docente e administrativo; das estatísticas mensais e semestrais; e, por fim, das disposições gerais. De modo particular, ficou registrado no Art. 4º, referente ao ensino, que as lições sobre as matérias de qualquer curso deverão, de acordo com o programa adaptado...

Dificuldades de alunos do 12º ano nas medidas de tendência centra : O contributo dos manuais escolares

Boaventura, Maria Gracelina Matos de; Fernandes, José António
Tipo: info:eu-repo/semantics/conferenceobject
Publicado em //2004 Português
Relevância na Pesquisa
26.64%
O presente estudo centrou-se na identificação das dificuldades de alunos do 12.º ano nos conceitos estatísticos de média, mediana e moda. Posteriormente, face às situações de dificuldade identificadas, estudou-se em que medida essas situações eram exploradas nos manuais escolares que os alunos tinham usado no 10.º ano. No estudo participaram 181 alunos do 12.º no de três escolas secundárias de uma cidade e, para além dos manuais escolares dos alunos, foi usado um questionário como instrumento de recolha de dados. Em termos de resultados, verificaram-se dificuldades e erros dos alunos em várias situações onde os conceitos de média, mediana e moda estavam envolvidos. O conceito de mediana foi aquele que ofereceu mais dificuldades, seguindo-se a média e, finalmente, a moda. Em relação aos manuais escolares, verificou-se que não eram tratadas ou eram exploradas apenas superficialmente as situações que envolviam o estabelecimento de uma série de dados a partir de estatísticas dadas, a impossibilidade de aplicar as estatísticas a certos atributos, as propriedades da média e da mediana, em conjuntos genéricos de dados, e o significado das estatísticas e a sua loca1ização num gráfico.

Percursos escolares dos estudantes da Universidade de Lisboa : estudo sobre o abandono escolar

Universidade de Lisboa. Reitoria; Machado, Joana; Curado, Ana Paula, 1952-
Fonte: Reitoria da Universidade de Lisboa Publicador: Reitoria da Universidade de Lisboa
Tipo: info:eu-repo/semantics/book
Publicado em //2006 Português
Relevância na Pesquisa
36.28%
Contém: Introdução: enquadramento no estudo Percursos escolares dos estudantes da Universidade de Lisboa. – p. 5; Algumas estatísticas e literatura sobre o insucesso e o abandono. – 7; Questões de terminologia e de investigação. – 12; Metodologia. – 14; Descrição da amostra: caracterização sociográfica dos respondentes. – 15; Regras de transição na Universidade de Lisboa. – 24; Apresentação dos resultados. – 30; Os “abandonos” em discurso directo. – 39; Conclusões e recomendações. – 49; Contributos para uma tipificação das causas dos “abandonos” na Universidade de Lisboa. – 49; Recomendações de melhoria. – 52; Referências. – 55; Anexo – Questionário sobre o Abandono. - 57

Trajectórias escolares e profissionais de jovens com baixas qualificações

Guerreiro, Maria das Dores; Cantante, Frederico; Barroso, Margarida
Fonte: Gabinete de Estatística e Planeamento da Educação (GEPE) Publicador: Gabinete de Estatística e Planeamento da Educação (GEPE)
Tipo: info:eu-repo/semantics/book
Publicado em //2009 Português
Relevância na Pesquisa
26.38%
A versão original deste documento encontra-se disponível em: http://www.gepe.min-edu.pt/np4/?newsId=364&fileName=trajectorias_escolares.pdf; O presente estudo centra-se na análise das trajectórias escolares e profissionais de jovens com baixas qualificações e destina-se a aprofundar e sistematizar o conhecimento sobre esta realidade, nomeadamente: a) perceber com maior detalhe as trajectórias da população jovem de ambos os sexos, que não concluiu ou que não foi além da conclusão do ensino básico; b) conhecer percursos escolares e as razões da não continuação destes, quais as motivações e as estratégias para a entrada no mercado de trabalho; c) identificar possíveis diferenças, ao nível da inserção no mercado de trabalho e dos tipos de trajectórias profissionais observadas, entre i) jovens que tenham abandonado a escola antes do término do 3.° ciclo do ensino básico, ii) jovens que tenham optado pela não prossecução de estudos, uma vez terminado o terceiro ciclo do ensino básico e iii) jovens que tenham frequentado o ensino secundário sem o terem concluído, possuindo formalmente não mais do que o ensino básico; e, por fim, d) conhecer as representações que os jovens têm do sistema de ensino/formação e das políticas de emprego...

"Instrumento II" adicional de avaliação do desenvolvimento de pré-escolares: seu valor na discriminação de grupos etários

Fernandes,José; Gandra,Yaro R.
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/1981 Português
Relevância na Pesquisa
36.34%
O conjunto de teste do "Instrumento de Avaliação do Desenvolvimento de Pré-escolares II" (IADPE-II) visa aumentar a sensibilidade na avaliação psicométrica em crianças de 5 a 6 anos. Com o objetivo de proceder a uma análise inicial das principais características estatísticas do "Instrumento II", foi avaliado seu poder de discriminação entre as idades de 5 a 6 anos e as correlações entre ele e os instrumentos "IADPE-I" e "Escala de Comportamento" usados inicialmente neste projeto. Os dados obtidos revelam que o "IADPE-II" aumenta a sensibilidade da avaliação psicométrica de crianças de 5 a 6 anos. Encontrou-se correlação positiva e altamente significativa com os instrumentos citados. Com base nesses resultados verificou-se que o "IADPE-II" pode ser utilizado como uma avaliação complementar para avaliação psicométrica de pré-escolares de 5 a 6 anos de idade.

Crenças e atitudes educativas dos pais e problemas de saúde mental em escolares

Vitolo,Ymara Lúcia Camargo; Fleitlich-Bilyk,Bacy; Goodman,Robert; Bordin,Isabel Altenfelder Santos
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2005 Português
Relevância na Pesquisa
36.6%
OBJETIVO: Verificar a prevalência e fatores de risco para problemas de saúde mental em escolares e sua possível relação com crenças e atitudes educativas de pais/cuidadores. MÉTODOS: Estudo de corte transversal; com amostra probabilística e estratificada (n=454) de escolares das primeiras três séries do ensino fundamental de escolas públicas e particulares de Taubaté, Estado de São Paulo. Foram aplicados instrumentos padronizados a pais/cuidadores por entrevistadores treinados: questionários de rastreamento de problemas de saúde mental em crianças e pais/cuidadores; questionário de crenças e atitudes educativas; questionário de classificação econômica. As seguintes análises estatísticas foram utilizadas: testes de qui-quadrado e modelos de regressão logística. RESULTADOS: A prevalência dos casos clínicos/limítrofes entre os escolares foi de 35,2%. Pais/cuidadores que acreditavam na punição física como método educativo agrediam fisicamente seus filhos com maior freqüência (64,8%). Modelos de regressão logística revelaram que a atitude de bater com o cinto esteve associada a problemas de conduta e a problemas de saúde mental em geral nos escolares, na presença de outros fatores de risco: sexo da criança (masculino)...

ESTATÍSTICAS DE DESEMPENHO ESCOLAR: O LADO AVESSO

Carvalho,Marília Pinto de
Fonte: Centro de Estudos Educação e Sociedade - Cedes Publicador: Centro de Estudos Educação e Sociedade - Cedes
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2001 Português
Relevância na Pesquisa
46.3%
Algumas das principais políticas para a educação no País, hoje, centram-se sobre a "correção do fluxo escolar", isto é, a diminuição dos índices de evasão e repetência, assim como as diversas práticas de "aceleração". Os resultados dessas políticas são avaliados por meio de estatísticas de desempenho escolar, que vêm sendo alardeadas pelos governos federal e do estado de São Paulo como grandes vitórias. Este artigo pretende olhar o avesso da produção desses dados, isto é, buscar como eles vêm sendo produzidos e utilizados no cotidiano das escolas, suas interações com a cultura escolar e seus efeitos sobre a aprendizagem das crianças. Com esses objetivos, está baseado em dados obtidos em observações, entrevistas e consultas a documentos de uma escola pública de 1ª a 4ª séries do ensino fundamental, de um município da região metropolitana de São Paulo. Essa experiência de pesquisa relatada reforça a importância de nos posicionarmos a favor da permanência das crianças e jovens na escola, mas contra a maquiagem estatística da ignorância e do fracasso do sistema em ensinar.

A produção dos números escolares (1871-1931): contribuições para uma abordagem crítica das fontes estatísticas em História da Educação

Gil,Natália de Lacerda
Fonte: Associação Nacional de História - ANPUH Publicador: Associação Nacional de História - ANPUH
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2009 Português
Relevância na Pesquisa
46.64%
O presente artigo pretende contribuir para a reflexão acerca das estatísticas educacionais como fonte para as pesquisas em História da Educação. Buscou-se aqui, principalmente, desvelar a maneira pela qual foram produzidas, no âmbito central, as estatísticas educacionais referentes ao período de 1871 a 1931. Foram analisados relatórios oficiais - da Diretoria Geral de Estatística - e repertórios estatísticos editados por aquela repartição, onde se buscou localizar as recomendações e definições para a realização dos trabalhos. Pretendeu-se, problematizando as fontes documentais de estatística educacional e suas interpretações mais comuns, diminuir o desconhecimento sobre a origem de números escolares, que, eventualmente, são utilizados em pesquisas atuais sem o conveniente exame crítico.

Quando os dados contrariam as previsões estatísticas: os casos de êxito escolar nas camadas socialmente desfavorecidas

Zago,Nadir
Fonte: Universidade de São Paulo, Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo, Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Ribeirão Preto
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/07/2000 Português
Relevância na Pesquisa
36.2%
Como explicar as situações que apresentam claras evidências de êxito escolar quando a realidade social e cultural do aluno é desfavorável a sua escolarização? Sem pretender dar conta desta questão apresentamos, neste trabalho, alguns dados de pesquisas com famílias de meios populares que vivenciaram situações que demonstram adaptação escolar e maior tempo de permanência de seus filhos no sistema de ensino, se comparadas às estatísticas sobre a realidade educacional brasileira. Contrariando a visão genérica e patologizante de famílias dos meios populares, o trabalho mostra o erro em que incorremos quando nos apoiamos nos padrões das camadas médias para avaliar as práticas observadas nos meios socialmente desfavorecidos.

Campo educacional e campo estatístico: diferentes apropriações dos números do ensino

Gil,Natália de Lacerda
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul - Faculdade de Educação Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul - Faculdade de Educação
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2012 Português
Relevância na Pesquisa
46.48%
O presente artigo analisa os discursos sobre as estatísticas educacionais em publicações que circularam nas décadas de 1930 e 1940. As fontes aqui mobilizadas foram elaboradas no Serviço de Estatística de Educação e Saúde, sob coordenação de Teixeira de Freitas, e no Instituto Nacional de Estudos Pedagógicos, organizadas por Lourenço Filho. O foco deste artigo está na percepção da existência de diferentes apropriações das estatísticas escolares. O que se destaca é que os elementos evocados, os aspectos enfatizados e as interpretações feitas têm considerável vinculação com o que está em jogo nos campos em que cada autor se atrelava originalmente - como se pretende evidenciar pela análise empreendida.

A invisibilidade dos problemas de percurso dos alunos: dos registros escolares à fabricação das estatísticas educacionais oficiais (Minas Gerais, 1907-1917)

Caldeira-Machado,Sandra Maria; Rocha,Fernanda Cristina Campos da
Fonte: Associação Sul-Rio-Grandense de Pesquisadores em História da Educação Publicador: Associação Sul-Rio-Grandense de Pesquisadores em História da Educação
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2015 Português
Relevância na Pesquisa
36.54%
Este artigo objetiva apreender as formas de fabricação dos registros escolares elaborados por um grupo escolar e pela administração pública do governo de Minas Gerais. A análise foi construída acompanhando a trajetória dos modos de produção dos dados desde a documentação escolar até a divulgação nos registros oficiais: relatórios e a revista Vida Escolar. Os registros das publicações oficiais entre 1907 a 1917 pautavam-se em categorias recorrentes como matrícula, frequência, aprovações e conclusões de curso. Os dados do Grupo Escolar Paula Rocha, Sabará/MG, apresentam detalhamentos que revelam aspectos positivos e problemas da escola, como evasão e repetência. Inversamente, os dados oficiais reelaboram estes registros e produzem uma imagem da escolarização como um processo ascendente após a Reforma de 1906.

A repetência e os serviços escolares da capital federal nos anos 1930

Paulilo,André Luiz
Fonte: Associação Sul-Rio-Grandense de Pesquisadores em História da Educação Publicador: Associação Sul-Rio-Grandense de Pesquisadores em História da Educação
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2015 Português
Relevância na Pesquisa
46.54%
Este artigo discute os rumos dos serviços escolares do Departamento de Educação do Distrito Federal entre 1931 e 1935, com base nos resultados estatísticos de rendimento escolar. Assim, aborda-se a produção das estatísticas oficiais para compreender a organização dos serviços de Recenseamento, Matrícula e Frequência, na Divisão de Obrigatoriedade Escolar e Estatística, e de Medida e Eficiência Escolares, na Divisão de Pesquisas Educacionais e, também, as estratégias para conter a evasão e a repetência. A análise da documentação permite concluir que o Departamento de Educação do Distrito Federal se projeta como aparelho estratégico de controle da população escolar.