Página 1 dos resultados de 18697 itens digitais encontrados em 0.022 segundos

Descrição de algumas das dimensões que compõem o perfil do corpo docente dos Departamentos de Estatística do Brasil; Describing some of the dimensions that comprise the profile of the faculty staff of Statistics Departments in Brazil

Souza, Anderson Luiz Ara; Louzada, Francisco
Fonte: UNESP - Universidade Estadual Paulista, Pró-Reitoria de PesquisaPrograma de Pós-Graduação em Educação Matemática Publicador: UNESP - Universidade Estadual Paulista, Pró-Reitoria de PesquisaPrograma de Pós-Graduação em Educação Matemática
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
36.65%
O ensino da ciência estatística é obrigatório em praticamente todos os cursos de graduação das universidades brasileiras. Além disso, vários são cursos de Graduação em Estatística, distribuídos pelas várias universidades nacionais. Entretanto, apesar da importância desta ciência, não existem, na literatura nacional, estudos sistemáticos direcionados à caracterização dos docentes responsáveis pelo ensino da ciência estatística no país. Neste contexto, apresentamos, neste artigo, uma descrição de tais docentes, particularmente, no que tange aos cursos de Graduação em Estatística Esta descrição foi realizada por meio de um levantamento amostral descritivo, relacionado aos aspectos de sua formação e produção científica, sendo finalizada com a apresentação da previsão de demanda de Doutores em Estatística necessários para suprir as vagas em aberto a partir das ocorrências das aposentadorias dos docentes das Graduações em Estatística no país.

O ensino de estatística e a busca do equilíbrio entre os aspectos determinísticos e aleatórios da realidade; The teaching of statistics and the search for the equilibrium between deterministic and random aspects of reality

Ara, Amilton Braio
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 26/10/2006 Português
Relevância na Pesquisa
36.67%
Em nossa prática docente no ensino da Estatística para os cursos de engenharia temos constatado a dificuldade dos alunos no entendimento dos conceitos envolvidos nos métodos estatísticos, tendo como conseqüência a falta de motivação para a sua aprendizagem e, em geral, um elevado índice de reprovação. Passamos, então, a refletir sobre as causas dessa dificuldade e os meios de eliminá-las. Verificamos que o caráter problemático do ensino da Estatística decorre de uma equivocada visão da realidade, conseqüência da pouca familiaridade dos alunos com os fenômenos aleatórios que, embora estejam presentes em seu cotidiano, devido ao caráter excessivamente determinista dos currículos escolares, em geral, não são estudados no ensino fundamental e médio. Os objetivos do presente trabalho consistem em: (1) explicitar uma concepção da realidade em que o equilíbrio determinístico/aleatório seja restaurado; (2) repensar o ensino da Probabilidade e da Estatística nos diversos níveis tendo em vista tal equilíbrio e, a partir dele; (3) propor uma nova organização da disciplina Estatística nos cursos de graduação em Engenharia. Fomos buscar no pensamento filosófico e na evolução das idéias da ciência física a concepção predominante sobre os aspectos determinísticos e aleatórios dos fenômenos naturais...

Estatística gradiente e refinamento de métodos assintóticos no modelo de regressão Birnbaum-Saunders; Gradient statistic and asymptotic inference in the Birnbaum-Saunders regression model

Lemonte, Artur Jose
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 05/02/2010 Português
Relevância na Pesquisa
36.73%
Rieck & Nedelman (1991) propuseram um modelo de regressão log-linear tendo como base a distribuição Birnbaum-Saunders (Birnbaum & Saunders, 1969a). O modelo proposto pelos autores vem sendo bastante explorado e tem se mostrado uma ótima alternativa a outros modelos propostos na literatura, como por exemplo, os modelos de regressão Weibull, gama e lognormal. No entanto, até o presente momento, não existe nenhum estudo tratando de refinamentos para as estatísticas da razão de verossimilhanças e escore nesta classe de modelos de regressão. Assim, um dos objetivos desta tese é obter um fator de correção de Bartlett para a estatística da razão de verossimilhanças e um fator de correção tipo-Bartlett para a estatística escore nesse modelo. Estes ajustes melhoram a aproximação da distribuição nula destas estatísticas pela distribuição qui-quadrado de referência. Adicionalmente, objetiva-se obter ajustes para a estatística da razão de verossimilhanças sinalizada. Tais ajustes melhoram a aproximação desta estatística pela distribuição normal padrão. Recentemente, uma nova estatística de teste foi proposta por Terrell (2002), a qual o autor denomina estatística gradiente. Esta estatística foi derivada a partir da estatística escore e da estatística de Wald modificada (Hayakawa & Puri...

Atitude e motivação em relação ao desempenho acadêmico de alunos do curso de graduação em administração em disciplinas de estatística; Attitude and motivation in relation to the academic performance of undergraduate students in management courses in statistics

Viana, Gustavo Salomão
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 31/10/2012 Português
Relevância na Pesquisa
36.7%
Em uma sociedade que apresenta ênfase no conhecimento, torna-se importante analisar uma quantidade significativa de informações contidas nos bancos de dados, objetivando transformá-las em conhecimentos utilizáveis, tanto para fins comerciais, quanto científicos. A Administração surge como uma área em que uma grande multiplicidade de aplicações estatísticas é possível, indo ao encontro das próprias competências e habilidades focadas no processo decisório do administrador. Neste sentido, a Estatística torna-se importante ferramenta na área financeira, de marketing, de produção e de recursos humanos. Porém, uma questão de grande relevância reside na formação Estatística dos profissionais da Administração, considerando as problemáticas envolvidas com o ensino de tal conteúdo nos cursos de graduação. Observando, portanto, a problemática envolvida no ensino de Estatística para o curso de graduação em Administração e levando em consideração a existência de alternativas para mensuração da atitude perante a Estatística, bem como da motivação acadêmica, surgiu como possibilidade de pesquisa a investigação do modo como se dá a interação da atitude perante a Estatística e da motivação acadêmica com o desempenho acadêmico do aluno nas disciplinas de Estatística. Para a consecução do objetivo do presente trabalho...

O ensino de estatística na ESALQ/USP: personagens, abordagens e problemáticas (1936 - 1959)

Sampaio, Luana Oliveira
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 238 p. : il.
Português
Relevância na Pesquisa
36.65%
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq); Pós-graduação em Educação Matemática - IGCE; When someone mentions Statistics in the Agriculture College Luiz de Queiroz, called ESALQ, in Sao Paulo University (USP), Brazil, the first name that is remembered is Frederico Pimentel Gomes. He assumed the Mathematics? Cathedra in 1959 and, since then, worked in Statistic. Frederico has published Statistics books that were widely referenced making him essential for this field. In this study we investigated and analyzed the Statistics Teaching in ESALQ, prior to the arrival of professor Frederico Pimentel Gomes. In order to construct this history, we had access to some testimonials and documents, such as Class Diaries, Course Programs, Handouts, books and a Student?s Notebook. After analyzing these sources, we identified the importance of others people, such as: Edgard do Amaral Graner (Genetics Cathedra and subsequently Agriculture Cathedra), Friedrich Gustav Brieger (Genetics Cathedra) and Carlos Teixeira Mendes (Agriculture Cathedra). Starting from the participation of these people we wrote a history on the Statistics Teaching at ESALQ. We also discussed approaches and problematics encountered in Statistics Teaching at that period; Quando se fala em Estatística na Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ/USP)...

Trabalho de projetos : possibilidades e desafios na formação estatistica do pedagogo

Jefferson Biajone
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 15/03/2006 Português
Relevância na Pesquisa
36.65%
Esta pesquisa consiste em um estudo de intervenção que analisa as potencialidades e possibilidades didático-pedagógicas da abordagem do trabalho de projetos na formação estatística do Pedagogo administrador escolar. Os sujeitos da pesquisa são trinta e um alunos matriculados na disciplina de Estatística Aplicada à Educação do segundo ano do curso de Pedagogia de uma Instituição de Ensino Superior particular no interior do Estado de São Paulo. Desejoso em melhorar a sua própria prática pedagógica e ajudar a transformar as práticas educativas no ensino da Estatística em cursos de Pedagogia, o professor desta disciplina e também pesquisador direciona a intencionalidade de sua ação no sentido de (re)significar a aprendizagem estatística dos sujeitos, bem como instigá-los para uma reflexão do papel que irão exercer enquanto profissionais da educação e consumidores de informações. O material de análise originou-se de várias fontes: o diário de campo do professor pesquisador, os trinta e um diários dos alunos, as tarefas realizadas pelos grupos, questionários e entrevistas semi-estruturadas, além de registros em áudio e vídeo de alguns dos encontros e atividades realizados em sala de aula. A análise das informações produzidas configurou-se a partir de dois eixos: (1) O trabalho de projetos e o aluno da Pedagogia (2) O trabalho de projetos e o professor Jefferson. No primeiro eixo foram contemplados aspectos relativos à contribuição didático-pedagógica do trabalho de projetos e os saberes estatísticos adquiridos pelo aluno da Pedagogia. Já o segundo eixo se dedicou aos aspectos relativos à mudança da prática...

Inferência estatística e a prática econômica no Brasil : os (ab)usos dos testes de significância

Cinelli, Carlos Leonardo Kulnig
Tipo: dissertação / dissertation
Português
Relevância na Pesquisa
36.65%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Programa de Pós-Graduação em Economia, 2012.; Esta dissertação trata da confusão entre significância estatística e significância econômica nos trabalhos econométricos aplicados. O capítulo teórico resgata alguns tópicos pertinentes ao entendimento da confusão entre significância estatística e significância econômica, expondo as principais diferenças entre os métodos de Fisher, Neyman-Pearson e Bayesianos para testes de hipótese. Além disso, discute-se a ideia do p-valor como medida de evidência e trabalham-se, por fim, as noções de erro real e erro amostral, bem como a distinção entre diferença estatística e diferença substantiva. O capítulo empírico resgata a literatura acerca do tema especificamente para a área da economia, com as evidências verificadas em outros países, como para os Estados Unidos – McCloskey e Ziliak (1996), Ziliak e McCloskey (2004a, 2008a) – ou a Alemanha – Kramer (2011): 70 a 79% dos artigos da American Economic Review nos anos 80 e 90, respectivamente, bem como entre 56 a 85% dos artigos da German Economic Review confundiram significância estatística com significância econômica. Em seguida, quantificamos o problema no Brasil...

Ensino e aprendizagem da estatística : realidades e desafios

Fernandes, José António
Fonte: Sociedade Portuguesa de Ciências da Educação. Secção de Educação Matemática Publicador: Sociedade Portuguesa de Ciências da Educação. Secção de Educação Matemática
Tipo: info:eu-repo/semantics/conferenceobject
Publicado em /05/2009 Português
Relevância na Pesquisa
36.69%
A influência da Estatística na vida das pessoas e nas instituições tem-se tornado cada mais visível, o que implica que todos os cidadãos devam ter conhecimentos de Estatística para se poderem integra na sociedade actual. Ora, esta relevância da Estatística na sociedade tem-se repercutido no incremento do seu ensino nas escolas, o qual não mais deixou de se desenvolver e aprofundar desde a sua introdução no ensino secundário na década de sessenta, do século passado. Tendo por base literatura publicada, sobretudo em Portugal, nesta conferência são abordados quatro aspectos do ensino e da aprendizagem da Estatística: o tratamento do tema nos programas de Matemática do ensino básico e secundário; a aprendizagem da Estatística; o seu ensino; e, finalmente, alguns desafios para futuras investigações. O estudo destas dimensões da Educação Estatística a partir de alguns estudos realizados em Portugal assume-se como uma contextualização a ter em conta e que melhor reflectirá a nossa realidade, permitindo, ao mesmo tempo, a partir de estudos realizados noutros países, estabelecer desafios para o futuro.

Actas do II encontro de probabilidades e estatística na escola

Fernandes, José António; Viseu, Floriano; Martinho, Maria Helena; Correia, Paulo Ferreira
Fonte: Edições CIEd Publicador: Edições CIEd
Tipo: info:eu-repo/semantics/book
Publicado em //2009 Português
Relevância na Pesquisa
36.65%
A investigação em Educação Estatística (incluindo os temas de Probabilidades, Estatística e Combinatória), tendo-se iniciado mais tarde do que a investigação educacional em outros ramos da matemática (e.g., números, álgebra e geometria), actualmente tem-se desenvolvido consideravelmente, consequência da integração das suas temáticas nos planos curriculares do ensino não superior, da criação de comunidades profissionais e científicas especialmente interessadas no ensino da Estatística, de que é exemplo paradigmático a International Association for Statistical Education (IASE), integrada no International Statistical Institute (ISI), e de muitas conferências, entre as quais se destaca a International Conference on Teaching Statistics (ICOTS), encontros e publicações no seu âmbito. O crescente desenvolvimento da Estatística e da sua presença na sociedade e na vida das pessoas faz prever que também o interesse pela investigação em Educação Estatística aumentará certamente no futuro. A este respeito, por vezes, o século XX é referido como tendo sido o século da Estatística e que o século XXI será o século da Educação Estatística.; Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT)

Atitudes face à estatística em diferentes grupos de profissionais de saúde em formação

Pimenta, Rui; Pereira, Ilídio; Costa, Elísio; Vieira, Margarida
Fonte: International lnstitute of Informatics and Systemics Publicador: International lnstitute of Informatics and Systemics
Tipo: info:eu-repo/semantics/conferenceobject
Publicado em //2010 Português
Relevância na Pesquisa
36.67%
Uma grande parte das decisões que os profissionais de saúde tomam no seu dia-a-dia tem suporte estatistico num modelo que integre a prática clínica baseada na evidência. A atitude que estes profissionais têm face à estatística pode condicionar o exercício da competência estatística na sua prática clínica e o correcto desenvolvimento da intuição estatística. Neste trabalho, analisámos as diferentes componentes das atitudes face à estatística de estudantes e profissionais em formação, em distintas áreas de formação clínica e em distintos ciclos formativos, através das suas respostas ao Inquérito Atitudes Face à Estatística (SA TS 28). Pretendemos, em primeiro lugar, avaliar a e analisar a relação entre as componentes das atitudes na nossa amostra. De seguida, recorremos a técnicas de visualização radial para verificar que componentes das atitudes permitem explicar melhor a variação das respostas dos estudantes. Por último, pretendemos comparar as atítudes face à estatística em diferentes grupos de profissionais em formação tomando em linha de conta a sua situação face à graduação. Recorremos a uma análise de variância a dois factores para estudar a interacção entre os factores área de formação e situação face à graduação e comparar os resultados obtidos nos diferentes grupos que decorrem desta análise. Os nossos resultados mostram que os estudantes das ciências da saúde têm...

Apontamentos de Introdução às Probabilidades e à Estatística. Volume I

Afonso, Anabela; Nunes, Carla
Fonte: Área Departamental de Ciências Exactas Publicador: Área Departamental de Ciências Exactas
Tipo: book Formato: 17261 bytes; application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
36.65%
Este trabalho nasceu com a necessidade real de responder a uma dificuldade que alguns docentes da área de Estatística do Departamento de Matemática, da Universidade de Évora, sentiram na organização e conjugação das diferentes disciplinas: tal como existe muita literatura publicada nesta área, também existem diferentes notações, definições e conceitos. Pretende-se aqui apresentar uma sólida proposta de base de trabalho, homogeneizando e clarificando as notações e os conceitos utilizados. Existem diversas disciplinas nesta Universidade da área de introdução às Probabilidades e à Estatística, leccionadas a muitas licenciaturas de áreas completamente distintas: Matemática, Engenharias (Informática, Mecatrónica, Civil, Ambiente,...) Economia, Gestão, Arquitectura Paisagística, Biologia, Geografia, Ciências Sociais e Humanas (Psicologia e Sociologia), entre outras. Estes alunos têm bases matemáticas completamente distintas, o que dificulta uma generalização do grau de aprofundamento dos conceitos teóricos e possíveis aplicações. Não é intenção das autoras apresentar e aprofundar os diversos conceitos de Probabilidades e Estatística nestes diferentes cursos de igual forma, mas sim constituir uma base de trabalho que consiga...

Apontamentos de Introdução às Probabilidades e à Estatística. Volume II

Afonso, Anabela; Nunes, Carla
Fonte: Área Departamental de Ciências Exactas Publicador: Área Departamental de Ciências Exactas
Tipo: book Formato: 13709 bytes; application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
36.65%
Este trabalho nasceu com a necessidade real de responder a uma dificuldade que alguns docentes da área de Estatística do Departamento de Matemática, da Universidade de Évora, sentiram na organização e conjugação das diferentes disciplinas: tal como existe muita literatura publicada nesta área, também existem diferentes notações, definições e conceitos. Pretende-se aqui apresentar uma sólida proposta de base de trabalho, homogeneizando e clarificando as notações e os conceitos utilizados. Existem diversas disciplinas nesta Universidade da área de introdução às Probabilidades e à Estatística, leccionadas a muitas licenciaturas de áreas completamente distintas: Matemática, Engenharias (Informática, Mecatrónica, Civil, Ambiente,...) Economia, Gestão, Arquitectura Paisagística, Biologia, Geografia, Ciências Sociais e Humanas (Psicologia e Sociologia), entre outras. Estes alunos têm bases matemáticas completamente distintas, o que dificulta uma generalização do grau de aprofundamento dos conceitos teóricos e possíveis aplicações. Não é intenção das autoras apresentar e aprofundar os diversos conceitos de Probabilidades e Estatística nestes diferentes cursos de igual forma, mas sim constituir uma base de trabalho que consiga...

O conhecimento da estatística e da sua didática de futuros professores e educadores de infância.

Santos, Raquel
Fonte: Escola Superior de Educação. Instituto Politécnico de Santarém Publicador: Escola Superior de Educação. Instituto Politécnico de Santarém
Tipo: info:eu-repo/semantics/conferenceobject
Publicado em 09/02/2012 Português
Relevância na Pesquisa
36.69%
Esta comunicação pretende apresentar uma tese de doutoramento em curso na área de especialização de Didática de Matemática, cuja investigação se enquadra na formação inicial de professores no campo do ensino e a aprendizagem da Estatística. Com a elaboração do novo programa de Matemática do Ensino Básico (ME, 2007), tornou-se ainda mais importante que os professores, mesmo os dos primeiros anos, tenham um bom conhecimento de Estatística, e também sobre o ensino e a aprendizagem deste tema. Assim, é necessário prestar especial atenção à formação inicial de professores nesta área, de modo a que, no futuro, possam contribuir para formar cidadãos críticos da informação que os rodeia. Este estudo visa compreender os conhecimentos e capacidades que os futuros professores e educadores possuem sobre Estatística e a sua didática após terem frequentado as unidades curriculares sobre a área na ESES, sendo esse conhecimento analisado a partir do seu discurso e da sua ação. Scheaffer (2000) critica o ensino da Estatística perspetivado “como uma série de técnicas mais do que um processo de pensar acerca do mundo” (p. 158) e, apesar de reconhecer a utilidade dos procedimentos técnicos, como ponto de partida...

A estatística e as probabilidades no ensino secundário: análise dos programas de Matemática A e B na perspectiva do professor e dos alunos

Sara, Cristina Baião Caldeira
Tipo: info:eu-repo/semantics/masterthesis
Publicado em //2009 Português
Relevância na Pesquisa
36.67%
Tese de mestrado, Probabilidades e Estatística, Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências, 2009; Este trabalho de investigação está centrado em dois objectivos. O primeiro consiste em analisar as unidades de Estatística, de Probabilidades e Combinatória e de Modelos de Probabilidade nos programas de Matemática A e B do Ensino Secundário. O segundo objectivo pretende analisar a opinião dos alunos do 3.ºCiclo e do Ensino Secundário relativamente aos programas de Matemática, aos conteúdos de Estatística e de Probabilidades, bem como à forma como estes foram abordados nas aulas. Para desenvolver a primeira parte do trabalho foram utilizados diversos documentos, entre eles os programas de Matemática A e B do Ensino Secundário e as brochuras de Estatística e de Probabilidades e Combinatória que são sugeridas como guias de apoio ao professor na leccionação destas componentes. Em relação à segunda parte do trabalho, foram elaborados inquéritos como instrumento de recolha de dados. Esta parte do estudo contou com a participação de 1144 alunos do 3.ºCiclo e do Ensino Secundário de diversas escolas da região de Lisboa e Vale do Tejo. O estudo realizado permitiu concluir que é necessário efectuar uma revisão das temáticas de Estatística e de Probabilidades nos programas de Matemática A e B do Ensino Secundário...

Estudo das atitudes em relação à estatística dos professores do 1º ciclo e dos professores de Matemática do 2º ciclo do ensino básico

Martins, José Alexandre dos Santos Vaz
Tipo: Tese de Doutorado
Português
Relevância na Pesquisa
36.72%
Tese de Doutoramento em Didática de Ciências e Tecnologia, Especialização em Didática de Ciências Matemáticas; Para se atingir o sucesso na educação estatística, e em especial num período de mudanças do ensino da Estatística no ensino básico, reconhece-se a necessidade de conhecer as atitudes dos professores em relação à Estatística. Deste modo podem aumentar-se as possibilidades de haver predisposição, vontade e comprometimento dos professores para com as mudanças necessárias no processo de ensino-aprendizagem e na sua formação. Assim, este estudo centra-se na medição e caracterização das atitudes em relação à Estatística dos docentes do 1º e do 2º ciclo do ensino básico português usando uma escala já testada e com boas características psicométricas, Escala de Actitudes hacia la Estadística de Estrada – EAEE – (Estrada, 2002). Neste âmbito pretende-se, ainda, analisar as componentes das atitudes, verificar o efeito de algumas variáveis sobre essas atitudes, bem como comparar as atitudes dos professores em relação à Estatística em Portugal e em Espanha e Peru. Além disso, procuram perceber-se algumas das justificações das atitudes dos professores através de uma abordagem qualitativa. Finalmente...

Escala de Atitudes em relação à Estatística: Estudo de validação.

Campos, Juliana Alvares Duarte Bonini; Dovigo, Lívia Nordi; Bonafé, Fernanda Salloumé Sampaio; Maroco, João
Fonte: Associação Brasileira de Estatística Publicador: Associação Brasileira de Estatística
Tipo: info:eu-repo/semantics/conferenceobject
Publicado em //2010 Português
Relevância na Pesquisa
46.51%
O objetivo do estudo foi estimar a confiabilidade e a validade da Escala de atitudes em relação à Estatística (EAE). A amostra, composta por 355 alunos do curso de Ciências Farmacêuticas, foi subdividida em 2 partes iguais: a primeira foi utilizada para explorar a estrutura fatorial da EAE e a segunda para confirmá-la. A Escala foi aplicada a 40 alunos em dois momentos distintos para verificar sua reprodutibilidade. Aplicou-se o Teste de esfericidade de Bartlett e o índice Kaiser-Meyer-Olkin (KMO). A extração dos fatores foi realizada pela Análise de Componentes Principais. Realizou-se rotação ortogonal Varimax. Foram calculados o Coeficiente alfa de Cronbach e o Coeficiente de Correlação Intraclasse. Para verificar o grau com que as dimensões satisfazem a estrutura esperada realizou-se análise fatorial confirmatória. O teste de esfericidade de Bartlett e o índice KMO foram excelentes (?2= 2057,973, p=0,000; KMO=0,929). A maior parte dos itens apresentou fração de variância explicada pelos fatores comuns superiores a 0,50. Na distribuição dos itens verificou-se dois fatores com autovalores acima de 1 (?=9,099; ? =2,789) explicando 59,44% da variância total. A questão 2 saturou-se em mais que um fator. Observou-se excelente consistência interna e reprodutibilidade da EAE. Todos os itens da escala apresentaram pesos fatoriais (? ?0...

Avaliação da satisfação do utilizador da informação estatística oficial – análise da metodologia adoptada pelo Instituto Nacional de Estatística de Moçambique

Chaquisse, Marta Francisco Mabote
Tipo: info:eu-repo/semantics/masterthesis
Publicado em 14/07/2011 Português
Relevância na Pesquisa
36.7%
Dissertação apresentada como requisito parcial para obtenção do grau de Mestre em Estatística e Gestão de Informação; O presente trabalho, apresenta os resultados da análise da metodologia utilizada pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) para avaliar a satisfação dos utilizadores da informação estatística oficial. A informação para a análise foi obtida através de uma entrevista aos funcionários do INE que participam directamente no processo da realização do inquérito de opinião sobre a satisfação dos utilizadores da informação estatística oficial e através da análise do questionário utilizado pelo INE no mesmo inquérito. Da análise feita conclui-se que a metodologia adoptada pelo INE para avaliação do grau de satisfação do utilizador é de natureza tradicional, baseada na descrição das respostas obtidas num inquérito aos utilizadores da informação estatística. Sugere-se como proposta de melhoria a utilização de uma abordagem estrutural para avaliação do grau de satisfação. Na abordagem estrutural, os indicadores de satisfação são obtidos através da estimação de um modelo de satisfação do cliente e não derivados directamente dos dados dos inquéritos aos utilizadores. É a estimação do modelo que fornece os índices...

Avaliação da satisfação de um serviço prestado por um instituto público no âmbito da literacia estatística

Ribeiro, Magda Fernanda Martins
Tipo: info:eu-repo/semantics/masterthesis
Publicado em 10/04/2013 Português
Relevância na Pesquisa
36.69%
Dissertação apresentada como requisito parcial para obtenção do grau de Mestre em Estatística e Gestão de Informação; Na atual era da informação, a utilização de informação estatística tornou-se uma necessidade para qualquer cidadão no desempenho das suas atividades profissionais e pessoais, sendo indispensável para o seu envolvimento e participação ativa em Sociedade. O reconhecimento da importância do incremento da literacia estatística tem conduzido ao desenvolvimento de várias investigações e ao desenvolvimento de diversos projetos por diferentes entidades, entre as quais se destacam os Institutos Nacionais de Estatística, no sentido de proporcionarem o seu contributo neste domínio. Paralelamente tem também sido reconhecido o papel determinante que o ensino deve ter no contexto do desenvolvimento de Sociedades com uma forte cultura estatística. Com esta dissertação pretendeu-se analisar a perspetiva dos participantes num dos serviços que o Instituto Nacional de Estatística (INE) proporciona no contexto da promoção da literacia estatística. O Serviço escolhido refere-se à realização de visitas de estudo ao INE, dirigidas sobretudo ao ensino, com o objetivo de estabelecer uma ponte entre o contexto escolar e a atividade de produção estatística em contexto real. Os resultados obtidos através do estudo estatístico realizado neste domínio permitiram evidenciar que a satisfação dos participantes pode ser medida em função de três aspetos distintos de satisfação...

Uso da estatística na Educação Física: análise das publicações nacionais entre os anos de 2009 e 2011

TEIXEIRA,Inaian Pignatti; SMIRMAUL,Bruno Paula Caraça; LUCHINI,Paulo Eduardo Hartung; GOBBI,Ronaldo Bucken; MOURA,Leandro Pereira; FERNANDES,Rômulo Araújo
Fonte: Escola de Educação Física e Esporte da Universidade de São Paulo Publicador: Escola de Educação Física e Esporte da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2015 Português
Relevância na Pesquisa
36.69%
O objetivo do presente estudo foi verificar o padrão de uso da estatística em artigos científicos publicados em periódicos nacionais da área da Educação Física. Para tal, foram analisados todos os artigos publicados no triênio 2009-2011 de periódicos da área de Educação Física com estratificação B2 ou superior no QUALIS CAPES (Área 21) vigente. No levantamento bibliográfico foram encontrados 872 artigos nas cinco revistas pesquisadas, que foram classificados em sem estatística, estatística descritiva e estatística analítica. Para as análises, utilizou-se a estatística descritiva e o intervalo de confiança de 95% para comparar a diferença entre as proporções e, quando necessário, o teste qui-quadrado e regressão logística. Observou-se uma menor proporção de trabalhos com análise descritiva (7,1%; IC95% = 5,4%-8,8%) quando comparados com os artigos sem estatística (46,3%; IC95% = 42,9%-49,6%) e com estatística analítica (46,6%; IC95% = 43,2%-49,9%). O padrão de uso de procedimentos estatísticos variou entre as cinco revistas científicas e entre as áreas de concentração (Saúde, Esporte, Lazer, Educação e Outras). A proporção dos artigos que não atenderam aos pressupostos básicos para a utilização de testes paramétricos foi de 43...

Contrato didático na disciplina estatística 2 oferecida no curso de psicologia da UFPE: especificidades e elementos que compõem o processo ensino-aprendizagem

Magalhães Moreno Nobrega, Giselda; Tarcisio da Rocha Falcão, Jorge (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: other
Português
Relevância na Pesquisa
36.7%
Para Brousseau as situações didáticas referem-se ao conjunto de relações que envolvem o professor, o(s) aluno(s) e o saber a ser ensinado-aprendido. Desse sistema de relações emergiu a noção teórica de contrato didático, fenômeno instituído no contexto de sala de aula e aqui entendido como uma lente através da qual é possível observar elementos que permeiam o funcionamento da mesma, interferindo no processo ensino-aprendizagem. Esse estudo teve por objetivo geral investigar a dinâmica de funcionamento da sala de aula da disciplina Estatística 2 oferecida aos alunos do curso de graduação em Psicologia da Universidade Federal de Pernambuco, o que caracteriza uma situação peculiar e referida na literatura como problemática visto que o conhecimento a ser trabalhado nessa disciplina é oriundo de uma área de conhecimento para além do foco tradicional do curso. Especificamente, essa pesquisa objetivou encontrar respostas para as seguintes perguntas: 1. Quais as características do contrato didático na sala de aula da disciplina Estatística 2 oferecida a alunos do curso de Psicologia? 2. Quais as características do contrato didático estabelecido em uma disciplina típica do curso de Psicologia oferecida a alunos deste Departamento? 3. Em que medida tais características diferem entre si? 4. Que aspectos do contrato didático na disciplina Estatística 2 poderiam ajudar a entender eventuais dificuldades pedagógicas dos alunos de Psicologia ao cursarem tal disciplina? Foi solicitado a alunos do curso de Psicologia que elegessem uma disciplina que eles considerassem típica do seu curso. Foi eleita pelos alunos e...