Página 1 dos resultados de 1232 itens digitais encontrados em 0.034 segundos

Cannabis e humor; Cannabis and mood

SANCHES, Rafael Faria; MARQUES, João Mazzoncini de Azevedo
Fonte: Associação Brasileira de Psiquiatria - ABP Publicador: Associação Brasileira de Psiquiatria - ABP
Tipo: article; note; publishedversion
Português
Relevância na Pesquisa
46.29%
OBJETIVO: Avaliar as relações entre o uso agudo e crônico de cannabis e alterações do humor. MÉTODO: Os artigos foram selecionados por meio de busca eletrônica no indexador PubMed. Capítulos de livros e as listas de referências dos artigos selecionados também foram revisados. RESULTADOS: Observam-se elevados índices de comorbidade entre abuso/dependência de cannabis e transtornos afetivos em estudos transversais e em amostras clínicas. Estudos longitudinais indicam que, em longo prazo, o uso mais intenso de cannabis está relacionado com um risco maior de desenvolvimento de doença bipolar e, talvez, depressão maior em indivíduos inicialmente sem quadros afetivos; porém, os mesmos não encontraram maior risco de uso de cannabis entre aqueles com mania ou depressão sem esta comorbidade. Outra importante observação é que o uso de substâncias psicoativas em bipolares pode estar associado a uma série de características negativas, como dificuldade na recuperação dos sintomas afetivos, maior número de internações, piora na adesão ao tratamento, risco aumentado de suicídio, agressividade e a uma pobre resposta ao lítio. Tratamentos psicossociais e farmacológicos são indicados para o manejo da comorbidade entre cannabis e transtornos afetivos. CONCLUSÃO: As relações entre o uso de cannabis e alterações do humor são observadas tanto epidemiologicamente quanto nos contextos clínicos.; OBJECTIVE: Evaluate the relationship between acute and chronic use of cannabis and mood changes. METHOD: Articles were selected by electronic search in PubMed. Chapters in books and reference lists of selected articles were also reviewed. As the research did not involve humans...

A contribuição de estudos transversais na área da linguagem com enfoque em afasia; Contribution of cross-section studies in the language area with focus on aphasia

SITTA, Érica Ibelli; ARAKAWA, Aline Megumi; CALDANA, Magali de Lourdes; PERES, Sílvia Helena de Carvalho Sales
Fonte: CEFAC Saúde e Educação Publicador: CEFAC Saúde e Educação
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
66.46%
TEMA: um dos delineamentos mais empregados na pesquisa epidemiológica consiste no estudo transversal. Este consiste em uma ferramenta de grande utilidade para a descrição de características da população e para a identificação de grupos de risco. Considerando a afasia uma desintegração da linguagem, é necessário compreender as dissociações e comprometimentos pertinentes. OBJETIVO: analisar estudos epidemiológicos de caráter transversal que focam alterações em pacientes afásicos adultos para investigação das suas principais manifestações. CONCLUSÃO: estudos transversais mostram meios de buscar compreender como esta modificação de saúde abrange os sinais e sintomas relacionados. Considerando que a linguagem por ser um meio de comunicação privilegiado, para o afásico, a perda desse instrumento torna-se uma fonte de isolamento e de solidão. Assim, a identificação de indivíduos portadores de afasia pode contribuir ao diagnóstico preciso, corroborando a compreensão dos achados fonoaudiológicos em linguagem e no auxílio à reabilitação. Porém, estas evidências científicas deverão ser efetivadas em conjunto aos estudos longitudinais para dar suporte à criação de novas técnicas e estratégias de recuperação para os lesionados cerebrais favorecendo a melhora da comunicação e consequente interatividade.; BACKGROUND: one of the most widely delineations used in epidemiological research is the cross-sectional study. It consists of a very useful tool for describing characteristics of the population and identifying risk groups. Considering aphasia as a disintegration of language...

Transtorno de déficit de atenção e hiperatividade em superdotados: um estudo de frequência de sintomas e alterações físicas menores; Attention deficit and hyperactivity disorder in intellectually gifted individuals: a study of frequency of symptoms and minor physical alterations

Silva, Daniel Minahim Araujo da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 16/01/2014 Português
Relevância na Pesquisa
46.22%
INTRODUÇÃO: Os dados anteriores sobre a frequência de sintomas de TDAH na população de alto QI ainda são escassos e contraditórios, principalmente no topo da curva. OBJETIVO: Avaliar a frequência e o padrão de sintomas de TDAH em indivíduos superdotados durante dois momentos distintos do ciclo de vida, aplicando escalas padronizadas. Além disso, testamos se uma associação entre anomalias físicas menores e TDAH pode ser encontrada em adultos superdotados. MÉTODOS: Dois estudos transversais foram realizados em indivíduos previamente avaliados para QI com as Matrizes Progressivas de Raven: (1) Mensa: Este estudo incluiu 77 participantes adultos (22% mulheres) recrutados a partir dos registros de membros ativos da Mensa Brasil que vivem em São Paulo. A escala ASRS-18 e uma versão modificada da escala Waldrop para pequenas anomalias físicas foram aplicadas; (2) Colégio Objetivo: Foram incluídas todas as crianças do primeiro ao quinto ano do ensino fundamental (6-11 anos de idade) que estavam acima do percentil 99 para o QI (n = 39). O grupo controle incluiu 39 colegas de classe selecionados aleatoriamente entre aqueles abaixo do percentil 90 para QI pareados por idade e sexo. Os professores avaliaram os participantes usando o MTA-SNAP-IV. RESULTADOS: (1) Mensa: A frequência estimada do TDAH foi de 37...

Aquisição de valores no âmbito das actividades desportivas nos currículos transversais

Martins, Carma Natalina Pires; Pereira, Beatriz Oliveira; Petrica, João Manuel
Fonte: Universidade do Minho. Centro de Investigação em Estudos da Criança (CIEC) Publicador: Universidade do Minho. Centro de Investigação em Estudos da Criança (CIEC)
Tipo: info:eu-repo/semantics/conferenceobject
Publicado em //2013 Português
Relevância na Pesquisa
46.22%
A escola, através dos currículos e modelos curriculares que oferece, adquire inevitavelmente, um papel de relevo, enquanto ambiente privilegiado de promoção de competências sociais, pessoais e de desenvolvimento das capacidades necessárias para a formação dos nossos cidadãos. Partindo do pressuposto de que a escola tem a função de responder às necessidades de aprendizagem desta sociedade, interligando-a com o veloz desenvolvimento das novas tecnologias informáticas e de que o modelo curricular baseado em disciplinas, na fragmentação dos conteúdos e compartimentação do trabalho não corresponde às exigências da sociedade do Séc. XXI, surge a nossa investigação. Um estudo interpretativo que pretende compreender o modelo curricular de uma escola internacional, cuja organização curricular se baseia na PYP (Primary Years Programme) e no MYP (Middle Years Programme), modelo curricular integrado, trabalhado e organizado por temas transdisciplinares e supervisionado pelo International Baccaulareate (IB), que se contrapõe claramente ao modelo educativo tradicional, estruturado de forma linear e disciplinar, onde as disciplinas estão fragmentadas e isoladas uma das outras. Por outro lado, pretendemos perceber quais os valores no desporto em 3 dimensões (Valores Morais...

Prevalência de cárie e CPO-D médio em escolares de doze a treze anos de idade nos anos de 1971 e 1997, região Sul, Brasil

Freysleben,Glória R; Peres,Marco Aurélio A; Marcenes,Wagner
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2000 Português
Relevância na Pesquisa
46.29%
INTRODUÇÃO: Estudos epidemiológicos de cárie dentária, realizados no Brasil na última década, revelam uma significante redução na prevalência e na severidade da cárie dentária. Dúvidas persistem sobre a validade e a confiabilidade desses achados, em razão de diferentes metodologias e de critérios de diagnóstico utilizados. Foi realizado estudo com o objetivo de comparar a prevalência e a severidade da cárie dentária em escolares de 12 e 13 anos de idade entre 1971 e 1997. MÉTODOS: Foram realizados dois estudos transversais de prevalência, nos anos de 1971 e de 1997, em que todos os alunos de 12 e 13 anos de idade, de uma mesma escola de Florianópolis, SC, Brasil, foram examinados, utilizando-se o mesmo protocolo e os critérios de diagnóstico de cárie dentária, estes originalmente propostos por Klein e Palmer. Foram examinados 202 e 175 escolares, em 1971 e 1997, respectivamente. Todos os exames foram conduzidos pela mesma examinadora, que foi previamente treinada por meio de um exercício de calibração. RESULTADOS: A taxa de resposta foi de 100%, sendo a concordância intra-examinadora, medida dente por dente, muito alta (Kappa > 0,86). As prevalências de cárie foram de 98% e 93,7% em 1971 e 1997, respectivamente. O valor do CPO-D médio variou de 9...

Mudanças no âmbito da testagem anti-HIV no Brasil entre 1998 e 2005

França Junior,Ivan; Calazans,Gabriela; Zucchi,Eliana Miura
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2008 Português
Relevância na Pesquisa
46.44%
OBJETIVO: Analisar mudanças na realização de teste anti-HIV, as razões alegadas entre as pessoas que foram ou não testadas e o recebimento de aconselhamento. MÉTODOS: Estudos transversais conduzidos com homens e mulheres de 16 a 65 anos, com amostras representativas do Brasil urbano em 1998 (n=3.600) e 2005 (n=5.040). Características sociodemográficas, sexuais, reprodutivas e de experiências de vida e saúde foram consideradas na análise. A avaliação das possíveis diferenças nas distribuições das variáveis baseou-se nos testes qui-quadrado de Pearson e F design-based (±

Sentimento de discriminação em estudantes: prevalência e fatores associados

Bittencourt,Alex Avelino; Aerts,Denise Rangel Ganzo de Castro; Alves,Gehysa Guimarães; Palazzo,Lílian; Monteiro,Lisiane; Vieira,Patrícia Conzatti; Freddo,Silvia Letícia
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2009 Português
Relevância na Pesquisa
46.22%
OBJETIVO: Estimar a prevalência e fatores associados ao sentimento de discriminação entre estudantes. MÉTODOS: Estudo transversal com amostra representativa de 1.170 escolares de um total de 2.282 matriculados na sétima série do ensino fundamental em escolas municipais de Gravataí (RS), em 2005. Os participantes foram selecionados por amostragem aleatória por conglomerado. Os dados foram obtidos com instrumentos auto-aplicados (Global School-based Student Health Survey, body shape questionnaire, classificação socioeconômica) preenchidos em sala de aula. Foi utilizada a regressão de Cox modificada para estudos transversais, segundo modelo hierarquizado em quatro etapas. RESULTADOS: A prevalência de sentimento de discriminação foi de 21,0%, mais prevalente entre: as meninas (RP=1,93, IC 95% 1,51;2,46); os que apresentaram absenteísmo escolar (RP=1,54, IC 95% 1,21;1,97); os que fizeram uso na vida de tabaco (RP=1,53, IC 95% 1,18;1,98); os preocupados com sua imagem corporal (RP=1,42, IC 95% 1,07;1,88); os com sentimento de solidão (RP=2,50, IC 95% 1,80;3,46) e tristeza (RP=1,29, IC 95% 1,02;1,62); os com dificuldade para dormir (RP:1,41, IC 95% 1,08;1,83); os com ideação suicida (RP=1,45, IC 95% 1,13;1,85) e os que sofreram algum tipo de injúria acidental (RP=1...

Sentimento de discriminação em estudantes: prevalência e fatores associados

Bittencourt,Alex Avelino; Aerts,Denise Rangel Ganzo de Castro; Alves,Gehysa Guimarães; Palazzo,Lílian; Monteiro,Lisiane; Vieira,Patrícia Conzatti; Freddo,Silvia Letícia
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2009 Português
Relevância na Pesquisa
46.22%
OBJETIVO: Estimar a prevalência e fatores associados ao sentimento de discriminação entre estudantes. MÉTODOS: Estudo transversal com amostra representativa de 1.170 escolares de um total de 2.282 matriculados na sétima série do ensino fundamental em escolas municipais de Gravataí (RS), em 2005. Os participantes foram selecionados por amostragem aleatória por conglomerado. Os dados foram obtidos com instrumentos auto-aplicados (Global School-based Student Health Survey, body shape questionnaire, classificação socioeconômica) preenchidos em sala de aula. Foi utilizada a regressão de Cox modificada para estudos transversais, segundo modelo hierarquizado em quatro etapas. RESULTADOS: A prevalência de sentimento de discriminação foi de 21,0%, mais prevalente entre: as meninas (RP=1,93, IC 95% 1,51;2,46); os que apresentaram absenteísmo escolar (RP=1,54, IC 95% 1,21;1,97); os que fizeram uso na vida de tabaco (RP=1,53, IC 95% 1,18;1,98); os preocupados com sua imagem corporal (RP=1,42, IC 95% 1,07;1,88); os com sentimento de solidão (RP=2,50, IC 95% 1,80;3,46) e tristeza (RP=1,29, IC 95% 1,02;1,62); os com dificuldade para dormir (RP:1,41, IC 95% 1,08;1,83); os com ideação suicida (RP=1,45, IC 95% 1,13;1,85) e os que sofreram algum tipo de injúria acidental (RP=1...

Algumas considerações metodológicas sobre os estudos epidemiológicos das Lesões por Esforços Repetitivos (LER)

Santos Filho,Serafim Barbosa; Barreto,Sandhi Maria
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/07/1998 Português
Relevância na Pesquisa
46.13%
As lesões por esforços repetitivos (LER) constituem-se um problema de saúde pública, com repercussões sociais e econômicas. Este artigo apresenta uma revisão crítica dos estudos epidemiológicos das últimas duas décadas. A grande maioria desses estudos foi de corte transversal e exploratório, e os resultados são difíceis de interpretar devido aos problemas metodológicos. Entre os principais problemas notados estão: falta de padronização e rigor na definição e identificação de casos, não diferenciação dos "casos" segundo a especificidade e gravidade clínica, inclusão de "casos" prevalentes e incidentes no mesmo estudo, imprecisão e precariedade na definição e mensuração dos fatores de exposição e de confusão relevantes, além das limitações intrínsecas dos estudos de prevalência para inferir causalidade. Essas limitações resultam em parte da insuficiência de conhecimento científico das lesões de tecidos moles de membros superiores e da falta de métodos diagnósticos confiáveis. Entretanto, tais dificuldades podem ser minimizadas com desenhos mais apropriados e que levem em consideração e estratifiquem casos segundo a especificidade do quadro clínico e grau de certeza do diagnóstico.

A transição nutricional no Brasil: tendências regionais e temporais

Batista Filho,Malaquias; Rissin,Anete
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2003 Português
Relevância na Pesquisa
46.22%
Tendo como principal fonte de informações três estudos transversais realizados nas décadas de 70, 80 e 90, faz-se uma análise da transição nutricional do Brasil, referenciada no rápido declínio da prevalência de desnutrição em crianças e elevação, num ritmo mais acelerado, da prevalência de sobrepeso/obesidade em adultos. A correção dos déficits de estatura foi de 72% em crianças urbanas e de 54,4% no meio rural, enquanto a ocorrência de obesidade duplicou ou triplicou em homens e mulheres adultos nos extremos da série temporal analisada. Com exceção do Nordeste rural, a prevalência de desnutrição em mulheres adultas declinou para taxas aceitáveis (em torno de 5%) a partir de 1989. Inversamente, as anemias continuam com prevalências elevadas e indicações de tendências epidêmicas. Descreve-se a evolução do estado nutricional da população brasileira segundo macrorregiões e distribuição social, analisando-se os prováveis fatores das mudanças ocorridas.

Características reprodutivas e utilização de serviços preventivos em saúde por mulheres em idade fértil: resultados de dois estudos transversais de base populacional no extremo Sul do Brasil

Carlotto,Kharen; Cesar,Juraci A.; Hackenhaar,Arnildo A.; Ribeiro,Paula R. P.
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2008 Português
Relevância na Pesquisa
46.29%
Em 1995 e 2004 foram realizados dois estudos transversais representativos com mulheres de 15 a 49 anos em Rio Grande, Rio Grande do Sul, Brasil, visando avaliar alguns indicadores básicos de saúde. A amostra incluiu 1.339 mulheres em 1995 e 1.311 em 2004. Aplicou-se questionário padronizado no domicílio investigando sobre características demográficas, sócio-econômicas, reprodutivas e utilização de serviços preventivos de saúde. A análise consistiu em comparar estes indicadores nos dois estudos pelo teste do qui-quadrado. Observou-se melhoria nas condições de habitação, saneamento, escolaridade, mas piora da renda familiar. A idade média de início das atividades sexuais diminuiu, a taxa de gravidez na adolescência aumentou em 33% assim como aumentou a realização de exame citopatológico de colo uterino em 48% e mama em 30%. A utilização de métodos contraceptivos diminuiu 3%, enquanto o uso de preservativos masculinos passou de 8% para 21%. Esforços deveriam ser feitos não somente visando incentivar a realização de exames de mama e citopatológico de colo uterino como também de retardar o início das atividades sexuais e de promover o uso de métodos contraceptivos, especialmente de preservativos.

Determinantes da marcha independente na osteogênese imperfeita

Moreira,Carmem Lia Martins; Lima,Maria Angelica de Faria Domingues; Cardoso,Maria Helena Cabral de Almeida; Gomes Junior,Saint Clair dos Santos; Lopes,Paula Bacellar; Llerena Junior,Juan Clinton
Fonte: Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia Publicador: Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2011 Português
Relevância na Pesquisa
46.22%
OBJETIVOS: Investigar o processo de locomoção em pacientes com osteogênese imperfeita (OI) e os fatores que o influenciam, sublinhando pontos clínicos relevantes à reabilitação motora. MÉTODOS: Estudo transversal, retrospectivo, realizado no ambulatório de fisioterapia motora do Instituto Fernandes Figueira. Foram incluídos todos os pacientes com diagnóstico clínico de OI. Foram excluídos os que apresentavam comorbidades e idade inferior a dois anos. Utilizou-se o Epi-Info versão 3.4 para construção do banco de dados e o SPSS versão 15 para análise estatística. Foi calculado risco relativo para mensurar associação de características clínicas com a marcha independente, adotando-se nível de significância de 5% para as análises. RESULTADOS: Foram incluídos 69 pacientes. Dentre eles, 43,5% tinham OI tipo I; 37,7% tipo III e 18,8% tipo IV. 76,8% apresentavam deformidades em ossos longos. Observou-se associação negativa entre hipotonia, número de fraturas e marcha independente e positiva entre marcha independente e OI tipo I. CONCLUSÕES: A clínica fisioterápica, como complementar à ortopédica e à administração de fármacos da família dos bifosfonatos, é de fundamental importância para a reabilitação da capacidade motora dos indivíduos com OI. Nivel de Evidência...

Uso de serviços ambulatoriais nos últimos 15 anos: comparação de dois estudos de base populacional

Bastos,Gisele Alsina Nader; Santos,Iná S.; Costa,Juvenal Soares Dias da; Capilheira,Marcelo Fernandes
Fonte: Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2011 Português
Relevância na Pesquisa
56.29%
Houve profundas mudanças ocorridas no sistema de saúde brasileiro nas últimas décadas. Dados de dois estudos transversais de base populacional, realizados em 1992 (n = 1657) e 2007 (n = 2706), entre indivíduos de 20-69 anos, foram comparados objetivando descrever mudanças na utilização dos serviços de saúde nos últimos quinze anos, em Pelotas, RS. Calcularam-se as frequências percentuais de consulta médicas no ano e nos últimos três meses, estratificadas por sexo. A última consulta foi analisada conforme local e motivo. A utilização no último ano aumentou de 69,8% para 76,2% (p < 0,001) e nos três meses, de 39,5% para 60,6% (p < 0,001). Quanto ao local, houve aumento do uso de planos de saúde, exceto para pretos/pardos, que continuaram usando os serviços públicos (69%, em 1992 e 61,8%, em 2007). Entre homens, as consultas preventivas aumentaram mais de dez vezes. Nos últimos quinze anos, os planos de saúde absorveram grande parte da demanda pública. Essa absorção não foi uniforme, com os pretos/pardos permanecendo no setor público. O maior aumento de consultas preventivas pelo sexo masculino ocorreu na faixa etária de menor risco (20-39 anos).

A contribuição de estudos transversais na área da linguagem com enfoque em afasia

Sitta,Érica Ibelli; Arakawa,Aline Megumi; Caldana,Magali de Lourdes; Peres,Sílvia Helena de Carvalho Sales
Fonte: CEFAC Saúde e Educação Publicador: CEFAC Saúde e Educação
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2010 Português
Relevância na Pesquisa
66.46%
TEMA: um dos delineamentos mais empregados na pesquisa epidemiológica consiste no estudo transversal. Este consiste em uma ferramenta de grande utilidade para a descrição de características da população e para a identificação de grupos de risco. Considerando a afasia uma desintegração da linguagem, é necessário compreender as dissociações e comprometimentos pertinentes. OBJETIVO: analisar estudos epidemiológicos de caráter transversal que focam alterações em pacientes afásicos adultos para investigação das suas principais manifestações. CONCLUSÃO: estudos transversais mostram meios de buscar compreender como esta modificação de saúde abrange os sinais e sintomas relacionados. Considerando que a linguagem por ser um meio de comunicação privilegiado, para o afásico, a perda desse instrumento torna-se uma fonte de isolamento e de solidão. Assim, a identificação de indivíduos portadores de afasia pode contribuir ao diagnóstico preciso, corroborando a compreensão dos achados fonoaudiológicos em linguagem e no auxílio à reabilitação. Porém, estas evidências científicas deverão ser efetivadas em conjunto aos estudos longitudinais para dar suporte à criação de novas técnicas e estratégias de recuperação para os lesionados cerebrais favorecendo a melhora da comunicação e consequente interatividade.

A contribuição de estudos transversais na área da linguagem com enfoque em afasia

Sitta,Érica Ibelli; Arakawa,Aline Megumi; Caldana,Magali de Lourdes; Peres,Sílvia Helena de Carvalho Sales
Fonte: CEFAC Saúde e Educação Publicador: CEFAC Saúde e Educação
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2010 Português
Relevância na Pesquisa
66.46%
TEMA: um dos delineamentos mais empregados na pesquisa epidemiológica consiste no estudo transversal. Este consiste em uma ferramenta de grande utilidade para a descrição de características da população e para a identificação de grupos de risco. Considerando a afasia uma desintegração da linguagem, é necessário compreender as dissociações e comprometimentos pertinentes. OBJETIVO: analisar estudos epidemiológicos de caráter transversal que focam alterações em pacientes afásicos adultos para investigação das suas principais manifestações. CONCLUSÃO: estudos transversais mostram meios de buscar compreender como esta modificação de saúde abrange os sinais e sintomas relacionados. Considerando que a linguagem por ser um meio de comunicação privilegiado, para o afásico, a perda desse instrumento torna-se uma fonte de isolamento e de solidão. Assim, a identificação de indivíduos portadores de afasia pode contribuir ao diagnóstico preciso, corroborando a compreensão dos achados fonoaudiológicos em linguagem e no auxílio à reabilitação. Porém, estas evidências científicas deverão ser efetivadas em conjunto aos estudos longitudinais para dar suporte à criação de novas técnicas e estratégias de recuperação para os lesionados cerebrais favorecendo a melhora da comunicação e consequente interatividade.

Cannabis e humor

Sanches,Rafael Faria; Marques,João Mazzoncini de Azevedo
Fonte: Associação Brasileira de Psiquiatria - ABP Publicador: Associação Brasileira de Psiquiatria - ABP
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2010 Português
Relevância na Pesquisa
46.29%
OBJETIVO: Avaliar as relações entre o uso agudo e crônico de cannabis e alterações do humor. MÉTODO: Os artigos foram selecionados por meio de busca eletrônica no indexador PubMed. Capítulos de livros e as listas de referências dos artigos selecionados também foram revisados. RESULTADOS: Observam-se elevados índices de comorbidade entre abuso/dependência de cannabis e transtornos afetivos em estudos transversais e em amostras clínicas. Estudos longitudinais indicam que, em longo prazo, o uso mais intenso de cannabis está relacionado com um risco maior de desenvolvimento de doença bipolar e, talvez, depressão maior em indivíduos inicialmente sem quadros afetivos; porém, os mesmos não encontraram maior risco de uso de cannabis entre aqueles com mania ou depressão sem esta comorbidade. Outra importante observação é que o uso de substâncias psicoativas em bipolares pode estar associado a uma série de características negativas, como dificuldade na recuperação dos sintomas afetivos, maior número de internações, piora na adesão ao tratamento, risco aumentado de suicídio, agressividade e a uma pobre resposta ao lítio. Tratamentos psicossociais e farmacológicos são indicados para o manejo da comorbidade entre cannabis e transtornos afetivos. CONCLUSÃO: As relações entre o uso de cannabis e alterações do humor são observadas tanto epidemiologicamente quanto nos contextos clínicos.

Aquisição da coda: um estudo comparativo entre dados transversais e longitudinais

Mezzomo,Carolina Lisbôa; Quintas,Victor Gandra; Savoldi,Angélica; Bruno,Leilani Baccin
Fonte: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia Publicador: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2010 Português
Relevância na Pesquisa
46.45%
OBJETIVO: Identificar o perfil de aquisição dos arquifonemas /N, L, S, R/ em posição de coda medial e final no Português Brasileiro em estudo transversal e longitudinal. MÉTODOS: Foram coletadas e analisadas do ponto de vista fonológico, amostras de fala de 170 crianças entre um ano e dois meses e três anos e oito meses de idade (estudo transversal), e de uma criança, G., acompanhada de um ano, um mês e vinte e dois dias até três anos, quatro meses e vinte e sete dias de idade (estudo longitudinal). RESULTADOS: No perfil transversal os dados obtidos mostraram a emergência precoce da sílaba travada (aos um ano e dois meses), com a aquisição completada aos três anos e oito meses. Os fonemas em coda final tenderam a emergir antes dos fonemas em coda medial, com poucas exceções. Os /L/ e o /N/ foram os primeiros sons nessa posição. Em seguida, observou-se a aquisição de /S/ e, por último, a de /R/. No panorama longitudinal a coda também emergiu cedo, coincidentemente ao um ano e dois meses, porém estava adquirida seis meses antes do que foi observado nos dados transversais, aos três anos e oito meses. A sílaba emergente continha o /N/ ao invés do /L/, como nos dados transversais. O /L/ foi o segundo fonema em coda...

Metodologia das Pesquisas Populacionais de Saúde Materno-Infantil: uma série transversal realizada no Estado do Ceará de 1987 a 2007

Correia,Luciano Lima; Silva,Anamaria Cavalcante e; Campos,Jocileide Sales; Andrade,Francisca Maria de Oliveira; Silveira,Dirlene Mafalda Ildefonso da; Machado,Márcia Maria Tavares; Rocha,Hermano Alexandre Lima; Cunha,Antonio José Ledo Alves da
Fonte: Instituto de Medicina Integral Prof. Fernando Figueira Publicador: Instituto de Medicina Integral Prof. Fernando Figueira
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2014 Português
Relevância na Pesquisa
46.32%
Objectivo: descrever os métodos utilizados nas Pesquisas de Saúde Materno-Infantil (PESMIC) no Ceará, durante 20 anos. Métodos: a série de inquéritos realizados no período de 20 anos foi analisada nos seguintes aspectos: a) Estudos transversais em série de base populacional, com amostra representativa de 8000 famílias; b) Utilizou-se questionários e medições antropométricas, estudando-se níveis e causas de mortalidade infantil, prevalência de desnutrição da mãe e da criança, duração da amamentação, cobertura vacinal, prevalência e manejo da diarreia e acesso aos serviços de saúde materno-infantil; c) Obteve-se como resultado as variáveis desfechos (principal mortalidade infantil) e diversos determinantes materno-infantis e socioeconómicos. Resultados: o índice de resposta foi de quase 100% nos cinco inquéritos realizados (1986-2007), e ocorreram importantes mudanças nos indicadores sociodemográficos e de saúde; redução de 81% da taxa de mortalidade infantil, aumento de 43% da taxa de amamentação; índice de imunização de 95%. Observou-se aumento de 243% do índice de sobrepeso. Foram entrevistados no total somado dos cinco estudos: 177.132 residentes, sendo 47.508 mulheres e 13.049 crianças. Conclusões: recomenda-se a continuidade desses estudos utilizando-se a mesma metodologia...

Caracter??sticas reprodutivas e utiliza????o de servi??os preventivos em sa??de por mulheres em idade f??rtil: resultados de dois estudos transversais de base populacional no extremo Sul do Brasil

Carlotto, Kharen; Cesar, Juraci Almeida; Hackenhaar, Arnildo Agostinho; Ribeiro, Paula Regina Pinheiro
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
46.29%
Two surveys were conducted (1995 and 2004) on women 15-49 years of age in Rio Grande, Rio Grande do Sul State, southern Brazil, assess patterns in their use of preventive health services. The sample included 1,339 women in 1995 and 1,311 in 2004. A standardized household questionnaire covered their demographic, socioeconomic, reproductive, and health careutilization characteristics. The chi-square test was used to compare indicators in the two stud- ies. During the study period, housing condi- tions, running water, sanitation, and schooling improved, but family income decreased. Mean age at sexual initiation decreased by one year, teenage pregnancy increased 33%, and clinical breast examination and Pap smears increased 48% and 30%, respectively. Overall use of contraceptive methods declined by 3%, but condom use increased from 8% to 21%. Efforts are needed to improve coverage for breast examination and Pap smears, postpone sexual initiation, and promote the use of contraceptive methods, especially condoms.; Em 1995 e 2004 foram realizados dois estudos transversais representativos com mulheres de 15 a 49 anos em Rio Grande, Rio Grande do Sul, Brasil, visando avaliar alguns indicadores b??sicos de sa??de. A amostra incluiu 1.339 mulheres em 1995 e 1.311 em 2004. Aplicou-se question??rio padronizado no domic??lio investigando sobre caracter??sticas demogr??ficas...

Excesso de peso e alguns fatores associados em escolares do Recife-PE, 2007

Carolina da Silva Pinto, Isabel; da Silva Diniz, Alcides (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: other
Português
Relevância na Pesquisa
46.22%
Esta dissertação de mestrado é apresentada sob a forma de um capítulo de revisão da literatura e dois artigos originais. O capítulo de revisão aborda a prevalência do excesso de peso na infância e adolescência e sua distribuição no Brasil e no Mundo, bem como os aspectos da avaliação e diagnóstico desse distúrbio na adolescência e os principais fatores associados ao excesso de peso nesse grupo etário. Os artigos originais foram estudos transversais com amostra probabilística em múltiplas-etapas incluindo 1405 escolares de 10-14 anos de ambos os sexos da rede pública e privada do Recife-PE realizado em outubro/dezembro de 2007. O primeiro artigo original teve como objetivo estimar a prevalência de excesso de peso e obesidade abdominal nos escolares, segundo parâmetros antropométricos e maturação sexual. Foi avaliado o índice de massa corporal (IMC), a circunferência da cintura (CC) e razão da cintura-estatura (RCEst). A maturação sexual (MS) foi avaliada pela auto-avaliação para identificação do estágio de desenvolvimento da mama e da genitália externa. Definiu-se como MS precoce aquele que apresentasse idade cronológica inferior a mediana de idade para o estágio de MS referido. Foi encontrada uma prevalência de excesso de peso de 20...