Página 1 dos resultados de 14493 itens digitais encontrados em 0.036 segundos

Lifecycle assessment of fuel ethanol from sugarcane in Brazil

OMETTO, Aldo Roberto; HAUSCHILD, Michael Zwicky; ROMA, Woodrow Nelson Lopes
Fonte: SPRINGER HEIDELBERG Publicador: SPRINGER HEIDELBERG
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
36.82%
This paper presents the lifecycle assessment (LCA) of fuel ethanol, as 100% of the vehicle fuel, from sugarcane in Brazil. The functional unit is 10,000 km run in an urban area by a car with a 1,600-cm(3) engine running on fuel hydrated ethanol, and the resulting reference flow is 1,000 kg of ethanol. The product system includes agricultural and industrial activities, distribution, cogeneration of electricity and steam, ethanol use during car driving, and industrial by-products recycling to irrigate sugarcane fields. The use of sugarcane by the ethanol agribusiness is one of the foremost financial resources for the economy of the Brazilian rural area, which occupies extensive areas and provides far-reaching potentials for renewable fuel production. But, there are environmental impacts during the fuel ethanol lifecycle, which this paper intents to analyze, including addressing the main activities responsible for such impacts and indicating some suggestions to minimize the impacts. This study is classified as an applied quantitative research, and the technical procedure to achieve the exploratory goal is based on bibliographic revision, documental research, primary data collection, and study cases at sugarcane farms and fuel ethanol industries in the northeast of SA o pound Paulo State...

Competitiveness of Brazilian sugarcane ethanol compared to US corn ethanol

CRAGO, Christine L.; KHANNA, Madhu; BARTON, Jason; GIULIANI, Eduardo; AMARAL, Weber
Fonte: ELSEVIER SCI LTD Publicador: ELSEVIER SCI LTD
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
36.82%
Corn ethanol produced in the US and sugarcane ethanol produced in Brazil are the world`s leading sources of biofuel. Current US biofuel policies create both incentives and constraints for the import of ethanol from Brazil and together with the cost competitiveness and greenhouse gas intensity of sugarcane ethanol compared to corn ethanol will determine the extent of these imports. This study analyzes the supply-side determinants of cost competitiveness and compares the greenhouse gas intensity of corn ethanol and sugarcane ethanol delivered to US ports. We find that while the cost of sugarcane ethanol production in Brazil is lower than that of corn ethanol in the US, the inclusion of transportation costs for the former and co-product credits for the latter changes their relative competitiveness. We also find that the relative cost of ethanol in the US and Brazil is highly sensitive to the prevailing exchange rate and prices of feedstocks. At an exchange rate of US$1=R$2.15 the cost of corn ethanol is 15% lower than the delivered cost of sugarcane ethanol at a US port. Sugarcane ethanol has lower GHG emissions than corn ethanol but a price of over $113 per ton of CO(2) is needed to affect competitiveness. (C) 2010 Elsevier Ltd. All rights reserved.; Energy Biosciences Institute...

Gender-specific vascular effects elicited by chronic ethanol consumption in rats: a role for inducible nitric oxide synthase

TIRAPELLI, C. R.; FUKADA, S. Y.; YOGI, A.; CHIGNALIA, A. Z.; TOSTES, R. C.; BONAVENTURA, D.; LANCHOTE, V. L.; CUNHA, F. Q.; OLIVEIRA, A. M. de
Fonte: NATURE PUBLISHING GROUP Publicador: NATURE PUBLISHING GROUP
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
36.79%
Background and purpose: Epidemiological data suggest that the risk of ethanol-associated cardiovascular disease is greater in men than in women. This study investigates the mechanisms underlying gender-specific vascular effects elicited by chronic ethanol consumption in rats. Experimental approach: Vascular reactivity experiments using standard muscle bath procedures were performed on isolated thoracic aortae from rats. mRNA and protein for inducible NO synthase (iNOS) and for endothelial NOS (eNOS) was assessed by RT-PCR or western blotting, respectively. Key results: In male rats, chronic ethanol consumption enhanced phenylephrine-induced contraction in both endothelium-intact and denuded aortic rings. However, in female rats, chronic ethanol consumption enhanced phenylephrine-induced contraction only in endothelium denuded aortic rings. After pre-incubation of endothelium-intact rings with L-NAME, both male and female ethanol-treated rats showed larger phenylephrine-induced contractions in aortic rings, compared to the control group. Acetylcholine-induced relaxation was not affected by ethanol consumption. The effects of ethanol on responses to phenylephrine were similar in ovariectomized (OVX) and intact (non-OVX) female rats. In the presence of aminoguanidine...

Ethanol-induced sensitization depends preferentially on D(1) rather than D(2) dopamine receptors

CAMARINI, Rosana; MARCOURAKIS, Tania; TEODOROV, Elizabeth; YONAMINE, Mauricio; CALIL, Helena Maria
Fonte: PERGAMON-ELSEVIER SCIENCE LTD Publicador: PERGAMON-ELSEVIER SCIENCE LTD
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
36.8%
Behavioral sensitization, defined as a progressive increase in the locomotor stimulant effects elicited by repeated exposure to drugs of abuse, has been used as an animal model for drug craving in humans. The mesoaccumbens dopaminergic system has been proposed to be critically involved in this phenomenon; however, few studies have been designed to systematically investigate the effects of dopaminergic antagonists on development and expression of behavioral sensitization to ethanol in Swiss mice. We first tested the effects of D(1) antagonist SCH-23390 (0-0.03 mg/kg) or D(2) antagonist Sulpiride (0-30 mg/kg) on the locomotor responses to an acute injection of ethanol (2.0 g/kg). Results showed that all tested doses of the antagonists were effective in blocking ethanol`s stimulant effects. In another set of experiments, mice were pretreated intraperitoneally with SCH-23390 (0.01 mg/kg) or Sulpiride (10 mg/kg) 30 min before saline or ethanol injection, for 21 days. Locomotor activity was measured weekly for 20 min. Four days following this pretreatment, all mice were challenged with ethanol. Both antagonists attenuated the development of ethanol sensitization, but only SCH-23390 blocked the expression of ethanol sensitization according to this protocol. When we tested a single dose (30 min before tests) of either antagonist in mice treated chronically with ethanol...

Acute ethanol intake induces superoxide anion generation and mitogen-activated protein kinase phosphorylation in rat aorta: A role for angiotensin type 1 receptor

Yogi, Alvaro; Callera, Gláucia Elena; Mecawi, Andre S.; Batalhão, Marcelo Eduardo; Carnio, Evelin Capellari; Rodrigues, Jose Antunes; Queiroz, Regina Helena Costa; Touyz, Rhian M.; Tirapelli, Carlos Renato
Fonte: ACADEMIC PRESS INC ELSEVIER SCIENCE; SAN DIEGO Publicador: ACADEMIC PRESS INC ELSEVIER SCIENCE; SAN DIEGO
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
36.8%
Ethanol intake is associated with increase in blood pressure, through unknown mechanisms. We hypothesized that acute ethanol intake enhances vascular oxidative stress and induces vascular dysfunction through renin-angiotensin system (RAS) activation. Ethanol (1 g/kg; p.o. gavage) effects were assessed within 30 min in male Wistar rats. The transient decrease in blood pressure induced by ethanol was not affected by the previous administration of losartan (10 mg/kg; p.o. gavage), a selective ATI receptor antagonist. Acute ethanol intake increased plasma renin activity (PRA), angiotensin converting enzyme (ACE) activity, plasma angiotensin I (ANG I) and angiotensin II (ANG II) levels. Ethanol induced systemic and vascular oxidative stress, evidenced by increased plasma thiobarbituric acid-reacting substances (TBARS) levels, NAD(P) H oxidase-mediated vascular generation of superoxide anion and p47phox translocation (cytosol to membrane). These effects were prevented by losartan. Isolated aortas from ethanol-treated rats displayed increased p38MAPK and SAPK/JNK phosphorylation. Losartan inhibited ethanol-induced increase in the phosphorylation of these kinases. Ethanol intake decreased acetylcholine-induced relaxation and increased phenylephrine-induced contraction in endothelium-intact aortas. Ethanol significantly decreased plasma and aortic nitrate levels. These changes in vascular reactivity and in the end product of endogenous nitric oxide metabolism were not affected by losartan. Our study provides novel evidence that acute ethanol intake stimulates RAS activity and induces vascular oxidative stress and redox-signaling activation through AT(1)-dependent mechanisms. These findings highlight the importance of RAS in acute ethanol-induced oxidative damage. (c) 2012 Elsevier Inc. All rights reserved.; Canadian Institutes of Health Research; Canadian Institutes of Health Research; Conselho Nacional de Desenvolvimento Cientifico e Tecnologico; Conselho Nacional de Desenvolvimento Cientifico e Tecnologico [470556/2010-2]; Fundacao de Amparo a Pesquisa do Estado de Sao Paulo [2010/05815-4]; Fundacao de Amparo a Pesquisa do Estado de Sao Paulo

GABA(B) receptor agonist only reduces ethanol drinking in light-drinking mice

Villas Boas, Gustavo Roberto; Zamboni, Camila Gadens; Peretti, Murilo Calvo; Correia, Diego; Rueda, André Veloso Lima; Camarini, Rosana; Brunialti-Godard, Ana Lucia; Boerngen-Lacerda, Roseli
Fonte: PERGAMON-ELSEVIER SCIENCE LTD; OXFORD Publicador: PERGAMON-ELSEVIER SCIENCE LTD; OXFORD
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
36.8%
Baclofen, a GABA(B) agonist, reduces ethanol intake in animals and humans, but the contrary or no effect was also reported. Our previous study demonstrated that mice characterized as "loss of control over ethanol intake" had different Gabbr1 and Gabbr2 transcription levels, which express, respectively, the GABA(B1) and GABA(B2) subunits in brain areas related to addictive behavior. In the present study, we tested baclofen on ethanol intake in mice exposed to the free-choice paradigm. Adult male Swiss mice, individually housed, had free access to three bottles: ethanol (5% and 10%) and water. The protocol had four phases: acquisition (AC, 10 weeks), withdrawal (W, 4 cycles during 2 weeks of 2 day-free-choice and 2 day-only-water), reexposure (RE, 2 weeks), and adulteration of ethanol solutions with quinine (AD, 2 weeks). Mice characterized as "loss of control" (A, n = 11, preference for ethanol in AC and maintenance of ethanol intake levels in AD), heavy (H, n = 11, preference for ethanol in AC and reduction of ethanol intake levels in AD), and light (L n = 16, preference for water in all phases) drinkers were randomly distributed into two subgroups receiving either intraperitoneal injections of all doses of baclofen (1.25, 2.5, and 5.0 mg/kg...

Avaliação das alternativas de transporte de etanol para exportação na região Centro-Sul; Assessment of ethanol transportation alternatives to export in the Center-South region

Rodrigues, Sérgio Bezerra de Menezes
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 11/12/2007 Português
Relevância na Pesquisa
36.81%
O etanol, produto proveniente da indústria sucroalcooleira, um dos setores mais importantes da economia brasileira, atrai a atenção dos países desenvolvidos. O aumento de sua demanda em todo o mundo, motivado por razões econômicas e ambientais, impulsiona sua exportação. O volume exportado passou de 750 milhões de litros em 2003 para 3,5 bilhões de litros em 2006 e os produtores estimam que em cinco anos este volume alcance 6,5 bilhões de litros. Diante da perspectiva de acréscimo nas exportações, e do fato de quase 90% da produção brasileira concentra-se no Centro-Sul, esta dissertação tem por objetivo analisar as alternativas de transporte de etanol para exportação no médio prazo, baseado no plano de investimentos proposto pelo projeto do corredor de exportação de etanol da Transpetro, um dos investimentos propostos para melhorar a eficiência logística do transporte de etanol. Tais investimentos pretendem atender a demanda instalada pelo mercado internacional de forma satisfatória, garantindo o suprimento do combustível e prevenindo o surgimento de gargalos logísticos motivados por falta de infra-estrutura suficiente para o escoamento da produção. Foram avaliadas três alternativas de transporte que representam a movimentação de etanol das unidades produtoras aos portos: alternativa rodoviária...

Localização de tanques de armazenagem de álcool combustível no Brasil: aplicação de um modelo matemático de otimização; Ethanol storage tanks location in Brazil: a mixed integer program model application

Xavier, Carlos Eduardo Osório
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 15/04/2008 Português
Relevância na Pesquisa
36.8%
O objetivo principal deste trabalho foi criar um modelo matemático para determinar, em nível estratégico, os locais no Brasil mais apropriados à instalação de tanques de álcool combustível (anidro e hidratado) e seus respectivos volumes. O modelo de programação inteira-mista desenvolvido baseou-se na organização do sistema de distribuição de álcool, enfocando sua logística, e considerando questões de oferta, demanda, infra-estrutura de transporte e armazenagem, além de custos de transporte, armazenagem e investimentos em tanques. O modelo foi formulado considerando o horizonte temporal dos meses do ano-safra canavieiro de 2006/2007. Essa formulação reflete as sazonalidades de produção, demanda e estoques do álcool. O modelo de transporte foi enfatizado na minimização dos custos logísticos da cadeia distribuição de álcool combustível dos produtores aos consumidores. Dois cenários e a análise de sensibilidade de suas respostas abordaram a questão estocástica do problema. O primeiro analisou o panorama atual do mercado de álcool, logo não considerou a possibilidade de criação de novos tanques. A idéia desse cenário foi apresentar a consistência da modelagem e ressaltar as condições de infra-estrutura existente de transporte e armazenagem para álcool combustível. Foi feita uma análise de sensibilidade em relação a custos de transporte e restrições de armazenagem para checagem das respostas e para a comparação das práticas atuais de mercado. No segundo cenário...

Formação do preço de etanol hidratado no Estado de São Paulo e sua relação com os mercados de açúcar e de gasolina; Price formation of hydrated ethanol in the State of São Paulo and its relationship with sugar and gasoline markets

Diehl, Daiane
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 31/07/2012 Português
Relevância na Pesquisa
36.82%
O principal objetivo deste estudo foi estimar um modelo analítico que explicasse a relação entre os mercados de etanol hidratado e de gasolina C, incluindo, também, efeitos de outros fatores, como o preço de açúcar nos mercados doméstico e internacional e a renda. Por sua capacidade de captar efeitos dinâmicos, utilizou-se o Modelo de Auto-Regressão Vetorial com Correção de Erro VEC. A análise das funções de demanda dos combustíveis mostrou que o consumo de etanol responde de forma expressiva a variações contemporâneas no próprio preço e no preço da gasolina, produto substituto nesse segmento de mercado. Já com relação à demanda de gasolina C, verifica-se que suas vendas respondem menos tanto ao próprio preço como ao do etanol. De maneira geral, a análise das funções de respostas a impulsos permite verificar que os efeitos dos choques não antecipados sobre as variáveis do modelo são de curta duração, desaparecendo, na maior parte das vezes, após o terceiro mês. A renda mostrou-se importante variável explicativa tanto para o consumo de etanol hidratado quanto de gasolina C. Um choque exógeno no preço internacional de açúcar resulta em um efeito elevado no preço do produto no mercado doméstico. De outro lado...

Seleção de leveduras para a fermentação com alto teor alcoólico a partir da biodiversidade encontrada em destilarias brasileiras; Yeast selection from the biodiversity of Brazilian distilleries for high ethanol content fermentation

Furlan, Renata Maria Christofoleti
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 04/07/2012 Português
Relevância na Pesquisa
36.8%
O Brasil é o segundo maior produtor e um dos maiores exportadores de etanol no mundo e tal biocombustível tem grande impacto na economia do país. A expectativa é de grande demanda por tal produto, quer pelo crescente consumo interno, como também em decorrência do fim do protecionismo nos Estados Unidos. Portanto, o Brasil deverá produzir mais etanol e a um custo mais reduzido para manter a competitividade frente aos combustíveis fósseis. Dentre as inovações tecnológicas estaria a fermentação com alto teor alcoólico. Contudo, um dos fatores limitantes para a implantação desta tecnologia é a ausência de leveduras apropriadas para tolerar as condições severas impostas por este tipo de fermentação, onde múltiplos estresses são impostos simultaneamente às leveduras. Assim, este trabalho se propôs a selecionar, da biodiversidade de leveduras encontradas nas destilarias brasileiras, linhagens de Saccharomyces cerevisiae com capacidade de conduzir fermentações com alto teor alcoólico e em condições de reciclo celular. A estratégia de seleção consistiu na busca de linhagens com tolerâncias múltiplas, frentes aos estresses etanólico, osmótico, ácido e térmico. Para tal, um total de 525 linhagens, obtidas de diferentes destilarias...

Investigação da oxidação eletroquímica de etanol por espectrometria de massas on-line sobre nanoestruturas metálicas; Ethanol electro-oxidation investigated by on-line mass spectrometry on metallic nanostructures

Cantane, Daniel Augusto
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 01/03/2013 Português
Relevância na Pesquisa
36.8%
Etanol é um combustível químico promissor como uma fonte de geração de energia in situ para a aplicação em células a combustível de baixa temperatura (25 °C). Entretanto, o desenvolvimento das células a combustível utilizando etanol no ânodo têm sido prejudicado devido à baixa eficiência na oxidação eletroquímica do etanol para dióxido de carbono. Com isso, esta tese tem como objetivo sintetizar novos eletrocatalisadores nanoestruturados e investigar a sua atividade catalítica para a eletro-oxidação do etanol; além de avançar no conhecimento do mecanismo reacional envolvido. Para o estudo em eletrólito ácido, os eletrocatalisadores foram formados por nanoestruturas do tipo casca-núcleo, core-shell, constituída de uma casca de Pt sobre núcleos de Rh, Cu e Ni, e de nanoestruturas de Pt com núcleo oco, hollow. Para o eletrólito alcalino, os catalisadores foram formados por eletrodos policristalinos de Pt, Pd e Rh. Os produtos reacionais formados durante a eletro-oxidação do etanol nos diferentes eletrocatalisadores foram monitorados por medidas de espectrometria de massas on-line, Differential Electrochemical Mass Spectrometry - DEMS. Os resultados de DEMS on-line revelaram que o catalisador constituído de uma nanoestrutura de Pt depositada sobre um núcleo de Rh/C...

Consequências do consumo crônico de etanol sobre a reatividade e expressão dos componentes do sistema endotelinérgico em corpo cavernoso de rato; Consequences of chronic ethanol consumption on the reactivity and expression of components of the endothelinergic system in the rat corpus cavernosum.

Leite, Letícia Nogueira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 15/02/2013 Português
Relevância na Pesquisa
36.85%
A endotelina-1 (ET-1) é um peptídeo vasoconstritor que exerce um papel importante no controle do tônus do corpo cavernoso. No entanto, tem sido demonstrado que esse peptídeo também está envolvido na disfunção erétil (DE) associada ao diabetes mellitus e hipertensão. O consumo de etanol aumenta os níveis plasmáticos de ET-1 e a resposta contrátil a esse peptídeo em tecidos vasculares. Os objetivos deste trabalho foram o de estudar as consequências funcionais e celulares do consumo crônico de etanol sobre o sistema endotelinérgico no corpo cavernoso e identificar os mediadores envolvidos nessa resposta. Ratos Wistar foram divididos em dois grupos, os quais receberam água (controle) ou solução de etanol a 20% (vol./vol.) por seis semanas. Nossos resultados mostram que em tiras de tecido cavernoso, não houve alteração da resposta de relaxamento induzida pela adrenomedulina e nitroprussiato de sódio após tratamento com etanol. Com relação à acetilcolina, o consumo crônico de etanol reduziu o relaxamento induzido pelo referido agonista. Além disso, observou-se redução dos níveis plasmáticos e teciduais de nitrato no grupo etanol. Em conjunto, esses resultados sugerem que o tratamento crônico com etanol reduz a síntese/liberação do NO tecidual sem prejuízo em sua via de sinalização. O tratamento com etanol aumentou os níveis plasmáticos de ET-1 e a resposta contrátil induzida por esse peptídeo em corpo cavernoso de ratos. A contração induzida pela fenilefrina ou KCl 120 mmol/L não foi afetada pelo tratamento com etanol...

Estudo da participação da angiotensina II nas disfunções cardiovasculares induzidas pelo consumo crônico de etanol; Study of participation of angiotensin II in cardiovascular dysfunction induced by chronic ethanol consumption

Passaglia, Patrícia
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 11/03/2014 Português
Relevância na Pesquisa
36.84%
A disfunção cardiovascular induzida pelo consumo crônico de etanol esta associada à formação de espécies reativas de oxigênio (ERO). A angiotensina II, via receptores AT1, é um importante formador de ERO no sistema cardiovascular. O objetivo foi avaliar a participação dos receptores AT1 nas disfunções cardiovasculares induzidas pelo consumo crônico de etanol. Ratos Wistar foram divididos em quatro grupos: Controle: recebeu água "ad libitum"; Etanol: recebeu solução de etanol 20% (vol./vol.); Controle+Losartan: recebeu água "ad libitum" e losartan (10 mg/kg) diariamente por gavagem; Etanol+Losartan: recebeu solução de etanol 20% e losartan. Foram realizadas aferições semanais da pressão arterial e freqüência cardíaca dos animais. Foram realizadas as dosagens para determinar: o nível de etanol no sangue; os níveis plasmáticos e teciduais (aorta e leito arterial mesentérico) de angiotensina I (ANG I) e ANG II; a atividade plasmática da renina; atividade plasmática e tecidual da enzima conversora de angiotensina (ECA); níveis plasmáticos de aldosterona; níveis plasmáticos do peptídeo natriurético atrial (ANP), vasopressina (AVP) e ocitocina (OT); a osmolaridade e o sódio plasmático; nitrato plasmático e tecidual; espécies reativas ao ácido tiobarbitútico (TBARS); a formação tecidual de ânion superóxido; a capacidade antioxidante total; além de verificar a expressão gênica e protéica (aorta) da via das MAPKs...

Ansiedade, memória espacial e memória de reconhecimento após o consumo de etanol em ratos; Anxiety, spatial memory and recognition memory after consumption of ethanol in rats

Silva, Kelly da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 24/04/2015 Português
Relevância na Pesquisa
36.84%
Introdução: O etilismo é uma doença crônica e progressiva que tem um impacto significante nos valores sociais e econômicos da sociedade. A interrupção abrupta do consumo crônico de etanol pode levar à Síndrome de Abstinência alcoólica (SAA) com repercussões na saúde do indivíduo. Atualmente, muita atenção também tem sido dada ao consumo espaçado de etanol em doses elevadas, caracterizado como binge. Dentre as várias consequências do consumo agudo e/ou crônico do etanol, podem-se destacar os déficits em teste de aprendizagem e de memória. Objetivos: verificar se a abstinência ao etanol após o consumo involuntário ou semivoluntário de etanol (crônico ou agudo) é capaz de interferir na aprendizagem, na memória e na ansiedade de ratos adultos. Materiais e Métodos: Foram utilizados 196 ratos albinos, Wistar e machos, com 21 dias de vida. Inicialmente os animais foram divididos em dois grandes grupos para compor o Estudo 1 ou o estudo 2. No estudo 1 a via de administração foi semivoluntária (etanol a 6%) e no estudo 2 foi involuntária (por gavagem intragástrica- 1g etanol/kg). Em ambos os estudos os animais foram divididos novamente em relação ao tipo de bebida que receberiam (água ou etanol) e tempo de consumo (agudo- 2 horas ou crônico- 21 dias...

Brazil and the USA : rethinking the future of ethanol for stronger mutual wns

Schnurr, Tatiana Angela Cabral
Tipo: dissertation
Português
Relevância na Pesquisa
36.85%
A produção de etanol e a dominação da indústria, historicamente, tem sido uma fonte de discórdia para seus dois principais produtores. Os EUA com seu etanol de milho e o Brasil com sua etanol de cana, são os dois maiores produtores mundiais de etanol (1º EUA; 2º Brasil) e tem competido pela participação de mercado mundial há décadas. A partir de Dezembro de 2011, os EUA levantaram as tarifas e os subsídios que foram instalados para proteger sua indústria de etanol, o que muda o campo de jogo da produção mundial de etanol para o futuro. Atualmente em todo o mundo, o etanol é usado em uma proporção muito menor comparativamente a outros combustíveis. Esta pesquisa analisa o nível potencial de colaboração entre os EUA e o Brasil, facilitando um diálogo entre os stakeholders em etanol. A pesquisa consiste principalmente de conversas e entrevistas, com base em um conjunto de perguntas destinadas a inspirar conversas detalhadas e expansivas sobre os temas de relações Brasil-EUA e etanol. Esta pesquisa mostra que o etanol celulósico, que é também conhecido como etanol de segunda geração, oferece mais oportunidades de parceria entre os EUA e o Brasil, como há mais oportunidades para pesquisa e desenvolvimento em conjunto e transferência de tecnologia nesta área. Enquanto o etanol de cana no Brasil ainda é uma indústria próspera e crescente...

Ethanol tolerance of thermotolerant yeasts cultivated on mixtures of sucrose and ethanol

Peres, Maristela Freitas Sanches; Laluce, Cecilia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 388-397
Português
Relevância na Pesquisa
36.89%
The final levels of ethanol (levels of ethanol produced plus that added initially to the media) reached by the thermotolerant yeasts were highest (16.5-20.3%, v/v) at 8% initial ethanol. The thermotolerant yeasts were found to have the following characteristics: constant levels of ethanol formation (10.5-12.3%, v/v), fog additions of external ethanol within the range 2-8% (v/v) of initial ethanol; constant values of product coefficients when initial ethanol was in the range of 2-6%, which increased or decreased, depending on the strain, when initial ethanol exceeded 6%; growth activity was inhibited at different levels of addition of external ethanol when final biomass and specific rate of growth were compared; significant differences among the yeast strains in the amount of external ethanol capable of reducing biomass formation by one half. In addition, the viability of the strains (early stationary phase) varied with the amount of external ethanol, the lowest viabilities occurring at concentrations of initial ethanol ranging from 4 to 7% and the highest in the range of 7 to 8% (v/v). The relative levels of trehalose (with/without 7% ethanol added initially) in the yeast strains (the stationary phase) ranged from 1.03 to 1.75, suggesting that the effect of produced ethanol on trehalose accumulation was stronger than that of external ethanol. The levels of final ethanol shown by the yeast strains were also correlated with the cellular levels of glycerol-3-phosphate dehydrogenase (increase in enzyme levels with decrease in final ethanol) for cells harvested at the stationary phase.; The final levels of ethanol (levels of ethanol produced plus that added initially to the media) reached by the thermotolerant yeasts were highest (16.5-20.3%...

Endothelial AT(1) and AT(2) pathways in aortic responses to angiotensin II after stress and ethanol consumption in rats

Ferreira Baptista, Rafaela de Fatima; Chies, Agnaldo Bruno; Taipeiro, Elane de Fatima; Cordellini, Sandra
Fonte: Informa Healthcare Publicador: Informa Healthcare
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 512-519
Português
Relevância na Pesquisa
36.82%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Stress and ethanol are important cardiovascular risk factors. Their vascular and blood pressure (BP) effects were evaluated alone and in combination. Adult male Wistar rats (8-10 per group) were separated into control, ethanol (ethanol 20% in drinking water for 6 weeks), stress (restraint 1 h/d 5 d/week for 6 weeks), and ethanol/stress (in combination) groups. Systolic BP was evaluated weekly. Concentration-response curves for contractile responses to angiotensin II in the absence and the presence of losartan (AT(1)-blocker), PD123-319 (AT(2)-blocker), L-NAME (nitric oxide synthase inhibitor), or indomethacin (cyclooxygenase inhibitor) were obtained in isolated intact and endothelium-denuded aortas. Effective concentration 50% (EC50) and maximum response (MR) were compared among groups using MANOVA/Tukey tests. Stress and stress plus ethanol increased BP. Ethanol and stress, alone and in combination, did not alter angiotensin responses of intact aortas. PD123-319 decreased MR to angiotensin II in intact aortas from the ethanol and ethanol/stress groups relative to control in the presence of PD123-319. Losartan increased MR to angiotensin II in intact aortas from the stress and ethanol/stress groups relative to control in the presence of losartan. None of the protocols altered angiotensin responses of denuded aortas. Neither indomethacin nor L-NAME altered angiotensin responses of intact aortas from the experimental groups. Thus ethanol and ethanol plus stress may alter endothelial signaling via AT(1)-receptors...

Identificação de genes e uso de promotores modulados por etanol em cana-de-açucar; Identification of genes and use of promoters regulated by ethanol in sugarcane

Sandra Rodrigues de Camargo
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 23/08/2007 Português
Relevância na Pesquisa
36.8%
A cana-de-açúcar é uma cultura de grande importância social e econômica para o Brasil. Além da produção de açúcar, que coloca o país como o maior produtor mundial, a cana-de-açúcar tem alcançado grande destaque na produção de energia renovável e pouco poluente, o etanol. Devido ao rápido crescimento das áreas cultivadas e do aumento no número de indústrias processadoras da cana-de-açúcar, milhares de novos empregos têm sido gerados no Brasil. Por se tratar de uma cultura tão importante para a sociedade e economia brasileira, a cana-de-açúcar vem ganhando cada vez mais destaque e atenção das instituições de pesquisa públicas e privadas. Grande parte da pesquisa e experimentação desenvolvida atualmente para esta cultura visa o desenvolvimento de variedades mais adaptadas às condições edafoclimáticas do Brasil e mais resistentes e tolerantes contra pragas e doenças. Outro importante campo de estudo que tem sido bastante focado no momento é a compreensão dos mecanismos bioquímicos da síntese de sacarose com a finalidade de aumentar a produção deste açúcar e conseqüentemente de etanol. O desenvolvimento de um sistema genético capaz de modificar o metabolismo da planta, através de um estímulo artificial...

Retinol, ácido retinóico e seus receptores e o índice de proliferação celular e de apoptose no lobo dorsolateral da próstata de ratos adultos UCh (bebedores voluntários de etanol a 10%); Retinol, retinoic acid and its receptors and the rate of cell proliferation/apoptosis in the dorsolateral prostate lobe of adult UCh rats (10% (v/v) ethanol voluntary drinkers)

Beatriz Aparecida Fioruci
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 25/03/2011 Português
Relevância na Pesquisa
36.82%
A exposição ao etanol altera a concentração do retinol e do all-trans-ácido retinóico (atAR) em vários tecidos. Os retinóides, retinol e atAR, são importantes para a diferenciação e manutenção das células epiteliais da próstata. O atAR se liga aos receptores de ácido retinóico (RAR?, ? e ?) e a interação receptor/ligante com a sequência responsiva ao retinóide no DNA, levam à transcrição de genes alvos. Assim, o atAR exerce efeitos no crescimento celular, diferenciação e apoptose, sendo essencial no desenvolvimento e diferenciação de órgãos e tecidos. Nosso objetivo foi analisar o retinol, o ácido retinóico e seus receptores, bem como, o índice de proliferação celular e de apoptose no lobo dorsolateral da próstata de ratos adultos UCh. Os animais foram divididos em quatro grupos experimentais (n=10/grupo): UChA (ingestão voluntária de etanol a 10% (v/v); UChACo (controle - ausência de etanol); UChB (ingestão voluntária de etanol a 10% (v/v) e UChBCo (controle - ausência de etanol). Após 150 dias de experimentação, os animais foram eutanasiados por decapitação e o sangue do tronco e os lobos dorsolaterais das próstatas foram coletados e processados: (1) para análises da concentração do retinol e do atAR no plasma e na próstata por meio de HPLC; (2) e análises de microscopia de luz para a proliferação celular (Ki-67)...

Análise e otimização do processo de obtenção de etanol anidro, empregando líquidos iônicos; Analysis and optimization of anhydrous ethanol production using ionic liquids

Jaiver Efren Jaimes Figueroa
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 22/06/2011 Português
Relevância na Pesquisa
36.81%
A produção de etanol a partir da cana de açúcar é uma tecnologia dominada completamente pelo Brasil porém, encontra-se na etapa de intensificação, otimização e inovação. O etanol pode ser produzido como hidratado ou anidro, sendo necessário, para produção deste último, um processo posterior de desidratação. Existem inúmeros processos de desidratação, dentre dos quais a destilação extrativa é um dos mais simples de realizar. A destilação extrativa usa um solvente para modificar o equilíbrio líquido-vapor, permitindo quebrar o azeótropo etanol/água que impede que a desidratação seja feita por destilação convencional. O solvente de extração é de grande importância, dele depende a facilidade com que vai ser feita a separação, a quantidade a ser utilizada e o requerimento energético do processo. Nesse contexto, aparecem os líquidos iônicos, que são apresentados como ótimos solventes potenciais de extração; um líquido iônico (LI) é um sal composto por um cátion orgânico com pelo menos uma carga deslocada e um ânion inorgânico; sua estrutura evita que se forme uma rede cristalina estável, resultando em solventes líquidos altamente iônicos com temperaturas de fusão inferiores a 100 °C e com insignificante pressão de vapor. Os LI são principalmente usados em substituição aos solventes convencionais...