Página 1 dos resultados de 360 itens digitais encontrados em 0.021 segundos

Impacto da eutrofização nas comunidades macrobentónicas do braço sul do estuário do Mondego (Portugal)

Pardal, Miguel Ângelo do Carmo
Tipo: Tese de Doutorado
Português
Relevância na Pesquisa
27.52%
Os processos de eutrofização são comuns em sistemas costeiros e, também em Portugal, têm vindo a aumentar no decorrer da última década. O estuário do Mondego é um dos casos mais representativos deste fenómeno. Admite-se, que o processo de eutrofização em curso no Braço Sul do estuário seja uma consequência da descarga excessiva de nutrientes no sistema, proveniente de actividades humanas. Este fenómeno poderá alterar a estrutura das comunidades bentónicas e originar mudanças quer quantitativas, as quais se reflectem nos processos produtivos, quer, frequentemente, qualitativas, envolvendo alterações da composição específica das comunidades e da própria estrutura da cadeia trófica, em função da substituição dos produtores primários. Os resultados obtidos no decorrer do presente trabalho permitiram : a) calcular a quantidade de nutrientes descarregada no Braço Sul, considerada como causa directa do processo de eutrofização que tem vindo a verificar-se ; b) demonstrar que os factores físico-químicos e biológicos dominantes nos bancos de Zostera noltii e nas zonas mais interiores do Braço Sul, onde ocorrem "blooms" macroalgais, são claramente diferentes ; c) Que os bancos de Zostera noltii constituem comunidades altamente produtivas e com uma riqueza específica mais elevada...

Transporte de fósforo na enxurrada superficial em função do tipo de fonte de P e intensidade das chuvas: Relevância à gerência ambiental em sistemas de produção brasileiros; Phosphorus transport in surface runoff as a function of P source type and rainfall intensity: Relevance to environmental management of Brazilian production systems

Shigaki, Francirose
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 01/09/2006 Português
Relevância na Pesquisa
27.23%
Estima-se que a água potável no futuro será limitada devido a: (1) problemas ambientais, (2) aumento na demanda (a população mundial deve atingir 10,5 bilhões de habitantes em 2050); e (3) 60% do consumo mundial é baseado em recursos não renováveis. Conseqüentemente, é imperativo que os recursos de águas doces sejam cuidadosamente manejados para assegurar seu uso para as gerações futuras. Um dos principais problemas ambientais que limita o uso da água é a eutrofização, que pode ser acelerada por entradas de nitrogênio (N) e fósforo (P). Como resultado, a minimização das perdas de P para as águas é essencial para diminuição da incidência e severidade da eutrofização. Entretanto, suplementos adequados de P são necessários para produção de culturas de interesse econômico na maioria das vezes dependentes de suplementação adequada de P do solo. Sendo assim, o P é adicionado rotineiramente para melhores rendimentos de todas as culturas. A maioria dos fertilizantes fosfatados utilizados na agricultura são altamente solúveis em água, afim de fornecer P prontamente disponível para absorção das plantas. Entretanto, uma alta proporção desse fósforo aplicado torna-se indisponível devido as reações químicas dos constituintes do solo (fixação). Fertilizantes fosfatados com alta solubilidade em água tendem a dissolver-se rapidamente...

Avaliação da qualidade da água do rio Corumbataí (SP) por meio de variáveis bióticas e abióticas; Assessment of water quality of the Corumbataí River (SP) through biotic and abiotic variables

Maranho, Lucineide Aparecida
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 02/05/2012 Português
Relevância na Pesquisa
27.23%
A poluição das águas tem sido um problema para a sociedade. Atualmente as bacias hidrográficas são áreas geográficas de grande preocupação para os setores públicos e privados e as degradações antrópicas, se refletem no âmbito social e econômico. A preferência pelo rio Corumbataí neste estudo se deu pela grande diversidade de impactos sobre a qualidade da água, pois o mesmo abastece a região de Piracicaba. Neste trabalho foi avaliada a água do rio em seis pontos de amostragem, com freqüência mensal, que se estenderam pelo período de um ano. Além disso, foram realizadas coletas de fauna bentônica por seis meses, na época de seca e chuvas sendo três meses de cada. Para todos os pontos foram verificados o pH, oxigênio dissolvido e temperatura da água que se apresentaram satisfatórios, salvo a condutividade que aumentou no sentido da montante para a jusante. Também foram realizados testes de toxicidade crônica com Ceriodaphnia dubia, e na maioria das amostras a reprodução foi menor em relação ao controle. Os metais detectados com maior freqüência, das maiores para as menores concentrações foram: Zn, Pb, Cd e Ni. O processo de eutrofização foi avaliado por meio das análises de Clorofila a e fósforo total. O rio Corumbataí se encontra no início de um processo de eutrofização...

Contribuição da cidade de Botucatu - SP com nutrientes (fósforo e nitrogênio) na eutrofização da represa de Barra Bonita

VALENTE, José Pedro Serra; PADILHA, Pedro Magalhães; SILVA, Assunta Maria Marques da
Fonte: Editora Unesp Publicador: Editora Unesp
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 31-48
Português
Relevância na Pesquisa
37.23%
As concentrações de nutrientes (fósforo e nitrogênio) na nascente, cidade e foz do ribeirão Lavapés/ Botucatu-SP foram avaliadas e comparadas com as do rio Capivara. O rio Capivara como o ribeirão Lavapés, possui nascente no alto da cuesta e desemboca suas águas na represa de Barra Bonita/ rio Tietê (Figura 1). O rio Capivara possui uma das nascentes próxima a uma do ribeirão Lavapés e, ambos possuem a foz próxima uma da outra na represa de Barra Bonita. O uso e tipo de solo nas margens de ambos cursos d´águas são bastante parecidos, o que implica em uma poluição rural semelhante, assim a grande diferença que afeta a qualidade da água, entre os dois cursos d´águas é a poluição urbana, na cidade de Botucatu (ribeirão Lavapés). Deste modo procurou-se avaliar a contribuição de nutrientes (fósforo e nitrogênio) do ribeirão Lavapés e rio Capivara na represa de Barra Bonita , e estimar a carga retida no lodo do ribeirão Lavapés e a despejada na represa em função dos lançamentos de esgotos sanitários no mesmo, na cidade de Botucatu. O trabalho foi realizado em um período de seca, sem alagamentos, o que permitiu medir as vazões próximas da foz e avaliar a carga diária, no período, de nutrientes lançados na represa. Foram avaliados também...

Aplicações do modelo presa-predador ao estudo da influência da dinâmica populacional de espécies de sardinha, cavala e atum e sobre o processo de eutrofização marinha

Gonzalez, Ana Paula Nigro
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: info:eu-repo/semantics/bachelorthesis Formato: 43 f.
Português
Relevância na Pesquisa
27.4%
A discussion concerning marine eutrophication, possible generated from an imbalance of fish population is presented. Simulations through a code in FORCE 2.0 considering a predator-prey model have been made and the numerical results for a three different fish species were plot in ORIGIN code. The populations considered in this study were: Sardines being prey and both mackerel and tuna being the sardine’s predators. Some hipotheses concerning to the marine eutrophication have being made according to the stages of the dynamics of the system. For situations were the prey’s populationis very low, the quality of the water experiences a strong depreciation leading to a possible eutrophication of the water.; O presente trabalho visa apresentar um estudo sobre a eutrofização marinha, proveniente de um possível desequilíbrio na população de peixes. Para as análise do sistema, foi utilizado o modelo predador-presa, o qual foi implementado em linguagem de programação FORTRAN, empregando-se o software FORCE 2.0. Com a utilização do ORIGIN, puderam ser gerados gráficos referente a dinâmica populacional entre as populações de três espécies de peixes integrantes entre si. As populações estudadas foram de uma presa, no caso a Sardinha e dois predadores...

Modelo sistemico para compreender o processo de eutrofização em um reservatorio de agua; Sistêmico model to understand the process of eutrofização in a water reservoir.

Elmer Alberto Ccopa Rivera
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em //2003 Português
Relevância na Pesquisa
37.6%
O estudo da qualidade da água em reservatórios naturais ou artificiais constituise de suma importância para impedir a eutrofização cultural e desenvolver projetos para usos múltiplos. Segundo Kent e Odum (2000) a compreensão da eutrofização cultural é um problema importante no desenvolvimento da interface entre civilização e meio ambiente. Através do conhecimento dos diagramas de fluxo de funcionamento do reservatório e da hierarquia dos fatores que atuam no mesmo, pode-se propor sistemas de manejo com o objetivo de manter a qualidade da água. A energia é o fator limitante mais relevante para um ecossistema, e o conceito de fluxo de energia proporciona não somente meios para comparar diversos ecossistemas, mas também possibilita uma avaliação relativa de cada componente do sistema. Assim, no presente trabalho, utilizando a linguagem de fluxos de energia desenvolvida por Odum (1983), propõe-se representar um reservatório como um sistema. Este sistema fornece uma visão geral da sua estrutura e suas funções, além de organizar dados e conceitos para a compreensão da eutrofização. Dois modelos foram avaliados e simulados no tempo para considerar questões relacionadas ao processo continuo de entrada de fósforo no sistema a longo prazo e o metabolismo diário do reservatório. Os modelos foram testados com base nos dados observados no Reservatório do Lobo. Verificase a partir do trabalho...

Influência da hidrodinâmica em sistemas estuarinos sujeitos a eutrofização

Duarte, António A. L. Sampaio
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em 21/07/2006 Português
Relevância na Pesquisa
37.6%
Tese de doutoramento em Engenharia Civil; Os estuários são sistemas hídricos que desde sempre favoreceram o desenvolvimento de aglomerados urbanos importantes, por propiciarem actividades com grande impacto sócio-económico, nomeadamente a portuária, a piscatória e as de lazer. As águas estuarinas, resultantes da confluência de águas fluviais e marinhas, com regimes hidrodinâmicos peculiares, revelam-se favoráveis à retenção de nutrientes tornando-se muito vulneráveis a factores de stress ambiental, que podem por em causa o equilíbrio destes ecossistemas aquáticos. Os processos de eutrofização podem originar florescências algais, alterando a biodiversidade e a estrutura trófica dos sistemas hídricos, provocando a depleção do oxigénio dissolvido até níveis que podem comprometer a utilização dessas águas para os seus diferentes usos. Tendo-se constatado, através da análise dos dados recolhidos na última década no estuário do rio Mondego, que as condições hidrodinâmicas influenciam decisivamente a ocorrência de episódios de proliferação intensa de macroalgas infestantes nesse sistema, procedeu-se neste trabalho ao desenvolvimento de uma metodologia hidroinformática para o estudo integrado das interacções entre o comportamento hidrodinâmico dos sistemas estuarinos e as alterações da sua qualidade ecológica...

Influência da hidrodinâmica em estuários sujeitos a eutrofização

Duarte, António A. L. Sampaio
Tipo: info:eu-repo/semantics/conferenceobject
Publicado em /07/2006 Português
Relevância na Pesquisa
37.52%
Apresentação efectuada na apresentação pública da Hidronet-Pt (rede portuguesa para a reflexão, articulação de posições e cooperação nos domínios da Hidráulica e Meios Hídricos), realizada na Sede da Ordem dos Engenheiros, Lisboa, Julho 2006.; As águas estuarinas, resultantes da confluência de águas fluviais e marinhas, revelam-se favoráveis à retenção de nutrientes tornando-se muito vulneráveis a factores de stress ambiental comprometendo o equilíbrio destes ecossistemas aquáticos. Tendo-se constatado que as condições hidrodinâmicas influenciam decisivamente a ocorrência de florescências macroalgais nesse sistema, este trabalho teve como objectivo principal o desenvolvimento dum ambiente hidroinformático (modelo MONDEST) para o estudo integrado das interacções entre a hidrodinâmica dos sistemas estuarinos e as alterações da sua qualidade ecológica, visando a mitigação dos processos de eutrofização. Para isso, procedeu-se ao aprofundamento do conceito de tempo de residência em estuários e à avaliação do efeito de diferentes factores determinantes da variação espácio-temporal de duas grandezas – salinidade e tempo de residência – com influência directa na produção primária e...

Influência das características das descargas no processo de eutrofização de sistemas estuarinos

Duarte, António A. L. Sampaio; Vieira, J. M. Pereira
Fonte: APESB - Associação Portuguesa de Engenharia Sanitária e Ambiental Publicador: APESB - Associação Portuguesa de Engenharia Sanitária e Ambiental
Tipo: info:eu-repo/semantics/conferenceobject
Publicado em /10/2004 Português
Relevância na Pesquisa
37.23%
O elevado desenvolvimento urbanístico das regiões litorais e consequente crescimento demográfico tem originado frequentemente a diminuição da qualidade ambiental dos sistemas estuarinos, incrementando a complexidade de gestão dos recursos hídricos dessas regiões. As actividades antropogénicas tornam os meios hídricos eutróficos, facto que, além de provocar uma elevada cor, turvação e redução da concentração de oxigénio dissolvido, favorece o aparecimento de microrganismos e algas libertadores de substâncias tóxicas, pondo em risco a utilização dessas águas para consumo humano e o próprio funcionamento das Estações de Tratamento de Água (ETA’s). Neste trabalho referem-se os procedimentos relativos à modelação hidrodinâmica (2D-H) deste sistema e apresentam-se alguns dos resultados da análise de sensibilidade da variação do tempo de residência com as características das descargas, visando não só a identificação das mais relevantes, mas também a validação da metodologia adoptada neste estudo, através da confirmação do gradiente de eutrofização que se verifica no braço sul deste estuário, de modo a contribuir, no futuro, para uma selecção das práticas mais adequadas à gestão integrada deste ecossistema estuarino.

Factores determinantes na avaliação de tempos de residência em estuários e sua influência em processos de eutrofização

Duarte, António A. L. Sampaio; Vieira, J. M. Pereira
Fonte: ABES – Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental Publicador: ABES – Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental
Tipo: info:eu-repo/semantics/conferenceobject
Publicado em //2004 Português
Relevância na Pesquisa
37.23%
Tendo-se constatado, através da análise dos dados recolhidos na última década no estuário do rio Mondego, que as condições hidrodinâmicas influenciam decisivamente a ocorrência de episódios de proliferação intensa de macroalgas infestantes nesse sistema, entendeu-se que o tempo de residência no estuário poderá constituir um parâmetro–chave para caracterizar a vulnerabilidade deste sistema à eutrofização. Neste trabalho referem-se os procedimentos relativos à modelação hidrodinâmica (2D-H) deste sistema, e procura-se evidenciar que a adopção de um tempo de residência único para os estuários constitui uma simplificação grosseira, ao negligenciar a sua variabilidade espacio-temporal, originada pela variação dos caudais fluviais, das características da maré, das cinéticas associadas a substâncias não-consevativas e à especificidade de cada descarga (local, carga poluente, duração e período do ciclo de maré em que ela ocorre). Apresentam-se alguns dos resultados da análise de sensibilidade da variação do tempo de residência com esses factores, visando a identificação dos mais relevantes, de modo a contribuir, no futuro, para uma selecção das práticas mais adequadas à gestão integrada deste ecossistema estuarino.

Eutrofização de sistemas dulçaquícolas : desenvolvimento de uma actividade prática para o 12º ano

Patronilho, Margarida Maria Pinho de Miranda
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: masterthesis
Português
Relevância na Pesquisa
37.4%
A eutrofização de sistemas aquáticos deve-se não só a causas naturais mas também e, principalmente, a actividades antropogénicas, como sejam, as descargas de efluentes domésticos e industriais, a lixiviação e a escorrência de pesticidas e fertilizantes em terrenos agrícolas. As actividades antropogénicas promovem o enriquecimento em nutrientes dos ecossistemas aquáticos, o que favorece o desenvolvimento de organismos fotoautotróficos, como algas verdes, cianobactérias e plantas aquáticas e conduz à deterioração da qualidade das águas. Com este trabalho pretende-se apresentar uma actividade prática, destinada a alunos do Ensino Secundário que frequentem a disciplina de Biologia do 12º ano de escolaridade. Esta actividade, de metodologia simples e perfeitamente aplicável à realidade material e orçamental das nossas escolas, permite simular, em contexto de sala de aula, o processo de eutrofização de um recurso de água doce, provocado pelos resíduos resultantes das actividades agrícolas. Finalmente, esta actividade pretende promover o desenvolvimento da literacia ambiental. Desta forma será facilitada a aprendizagem activa dos conhecimentos científicos, a tomada de consciência colectiva sobre o impacto de contaminantes agrícolas na qualidade das águas e reforçar-se-á a necessidade de promover a gestão equilibrada dos recursos e adoptar padrões de produção e de consumo ecologicamente sustentáveis. ABSTRACT: The eutrophication of freshwater systems is due not only to natural causes...

Combined use of chemical data and biomarkers in aquatic key spicies : an ecotoxicological study in Óbidos lagoon

Kowalski, Patrícia Pereira
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Tese de Doutorado
Português
Relevância na Pesquisa
27.4%
As lagoas costeiras têm sido sujeitas a fortes pressões antrópicas capazes de causarem stresse nos organismos residentes. Neste contexto, o presente trabalho constitui um estudo de biomonitorização investigativa na Lagoa de Óbidos (Portugal) dado que este sistema representa um paradigma de lagoa costeira com sintomas de eutrofização e de contaminação moderada por metais. Foi adoptada uma abordagem ampla que combinou a avaliação dos níveis de exposição externa com marcadores de bioacumulação e efeitos bioquímicos em três espécies-alvo – Ulva sp. (alface do mar), Carcinus maenas (caranguejo verde) e Liza aurata (taínha-garrento). Foi investigado em que medida estas espécies-alvo reflectem a contaminação ambiental, tendo sido consideradas três áreas de amostragem: braço da Barrosa e braço do Bom-Sucesso, ambos localizados em áreas confinadas na porção superior da Lagoa, e ainda uma área seleccionada como referência, situada mais próximo da embocadura, na porção central/inferior da Lagoa. Foram quantificados, sazonalmente e numa escala dia-noite, parâmetros de qualidade da água, nomeadamente oxigénio dissolvido, nutrientes e metais na coluna de água. Determinaram-se igualmente as concentrações de metais nos sedimentos superficiais das referidas áreas da Lagoa. As espécies-alvo foram amostradas sazonalmente (Ulva sp....

Nitrogen and metals as multiple stressors affecting the auto-remediation role of salt marshes : consequences to the ecosystem services

Sousa, Ana Isabel Francisco, 1980-
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2010 Português
Relevância na Pesquisa
27.79%
Tese de doutoramento, Biologia (Ecologia), Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências, 2010; The fast increase of human population and activities during the 20th century led to an increment in the loading of both land-derived nitrogen from anthropogenic diffuse sources and metal industrial discharges to coastal and transitional waters. Thus, estuaries were subdued to large discharges of nitrogen and metals, which may lead to eutrophication and historical contamination. Salt marshes provide crucial ecosystem functions, such as nitrogen cycling and sequestration, as well as phytoremediation. Therefore, this thesis focuses on a better understanding of nitrogen cycling in warm-temperate salt marshes, metal compartmentalization in salt marsh plants and effects of multiple stressors (nitrogen enrichment and metal historical contamination) on the ability to auto-remediate estuarine systems. Nitrogen sequestration and cycling in salt marshes, namely through nitrogen incorporation in biomass and organic nitrogen burial, is species-specific (Sarcocornia fruticosa, Sarcocornia perennis, Halimione portulacoides, Scirpus maritimus and Spartina maritima) and greatly depends on the maturity of the salt marsh (S. maritima), rather than on the estuary. Denitrification occurring in S. maritima salt marshes is also an important remediation process for nitrogen...

Estudo sobre a precipitação química de fósforo como forma de remediação do estado trófico da Lagoa das Furnas, S. Miguel - Açores

Rasões, Marília Alexandra Almeida
Fonte: FCT - UNL Publicador: FCT - UNL
Tipo: info:eu-repo/semantics/masterthesis
Publicado em //2008 Português
Relevância na Pesquisa
27.4%
O presente trabalho teve por objectivo estudar a possibilidade de remoção de fósforo da água da Lagoa das Furnas – S. Miguel (Açores) por precipitação química do mesmo, como forma de remediação para reverter o estado trófico em que aquela massa de água se encontra. A eutrofização, como um processo de enriquecimento de nutrientes, conduz a alterações da qualidade da água e da estrutura e função das comunidades existentes em meios aquáticos. Considera-se o aumento do afluxo de fósforo aos meios aquáticos como o principal responsável pela eutrofização dos mesmos, apesar da influência de outros nutrientes, como o azoto, não poder ser menosprezada para o controlo do estado trófico das massas hídricas [19]. A Lagoa das Furnas apresenta já há algum tempo características de meio eutrofizado por estar a receber cargas de azoto e fósforo que são, respectivamente, 5,7 e 4,3 vezes superiores às cargas com perigo de eutrofização. Esta situação, diagnosticada pela primeira vez em 1988/89, tem vindo a ser acompanhada desde então [14]. Para prossecução do objectivo definido procedeu-se inicialmente à caracterização da qualidade da água da Lagoa das Furnas, seguindo-se a realização de diversos ensaios laboratoriais de “Jar-Test” com diferentes tipos e doses de coagulante...

Caracterização trófica e modelação da Lagoa do Fogo - S. Miguel, Açores

Ideias, Ana Sofia Nunes
Fonte: Faculdade de Ciências e Tecnologia Publicador: Faculdade de Ciências e Tecnologia
Tipo: info:eu-repo/semantics/masterthesis
Publicado em //2012 Português
Relevância na Pesquisa
27.4%
Dissertação apresentada na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa para obtenção do grau de Mestre em Engenharia do Ambiente, perfil de Engenharia Sanitária; A Lagoa do Fogo, uma das maiores lagoas dos Açores, encontra-se classificada, ao abrigo da legislação nacional, como Área Protegida - Reserva Natural da Lagoa do Fogo – e Sítio de Interesse Comunitário – Rede Natura 2000. Esta lagoa, importante foco de atracção turística, tem sido caracterizada por apresentar uma massa de água límpida e de boa qualidade. No entanto, a detecção de alguns sinais de possível degradação dessa qualidade relacionados com teores de fósforo total encontrados em algumas análises efectuadas à sua água, despertou o interesse das entidades regionais responsáveis pelos recursos hídricos açoreanos. Neste âmbito, surge o presente estudo com o intuito de contribuir para uma análise e conhecimento mais aprofundado da situação desta lagoa. A presente dissertação procura caracterizar o estado trófico da Lagoa do Fogo e, através da aplicação de um modelo matemático de qualidade da água, estimar as cargas afluentes responsáveis pela presente degradação, bem como prever a possível evolução do sistema. Este trabalho teve também como objectivo...

Contribuição da cidade de Botucatu - SP com nutrientes (fósforo e nitrogênio) na eutrofização da represa de Barra Bonita

VALENTE,José Pedro Serra; PADILHA,Pedro Magalhães; SILVA,Assunta Maria Marques da
Fonte: Fundação Editora da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP Publicador: Fundação Editora da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/1997 Português
Relevância na Pesquisa
37.23%
As concentrações de nutrientes (fósforo e nitrogênio) na nascente, cidade e foz do ribeirão Lavapés/ Botucatu-SP foram avaliadas e comparadas com as do rio Capivara. O rio Capivara como o ribeirão Lavapés, possui nascente no alto da cuesta e desemboca suas águas na represa de Barra Bonita/ rio Tietê (Figura 1). O rio Capivara possui uma das nascentes próxima a uma do ribeirão Lavapés e, ambos possuem a foz próxima uma da outra na represa de Barra Bonita. O uso e tipo de solo nas margens de ambos cursos d´águas são bastante parecidos, o que implica em uma poluição rural semelhante, assim a grande diferença que afeta a qualidade da água, entre os dois cursos d´águas é a poluição urbana, na cidade de Botucatu (ribeirão Lavapés). Deste modo procurou-se avaliar a contribuição de nutrientes (fósforo e nitrogênio) do ribeirão Lavapés e rio Capivara na represa de Barra Bonita , e estimar a carga retida no lodo do ribeirão Lavapés e a despejada na represa em função dos lançamentos de esgotos sanitários no mesmo, na cidade de Botucatu. O trabalho foi realizado em um período de seca, sem alagamentos, o que permitiu medir as vazões próximas da foz e avaliar a carga diária, no período, de nutrientes lançados na represa. Foram avaliados também...

Avaliação da vulnerabilidade ambiental de reservatórios à eutrofização

Figueirêdo,Maria Cléa Brito de; Teixeira,Adunias S.; Araújo,Lúcia de Fátima Pereira; Rosa,Morsyleide Freitas; Paulino,Walt Disney; Mota,Suetônio; Araújo,José Carlos
Fonte: Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental - ABES Publicador: Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental - ABES
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2007 Português
Relevância na Pesquisa
37.52%
Esse trabalho apresenta uma ferramenta de análise da vulnerabilidade de reservatórios à eutrofização, visando subsidiar ações de controle e remediação desse processo. Foram analisadas três subbacias de açudes - Araras, Edson Queiroz e Jaibaras, da bacia do Acaraú, CE, Brasil. A análise multiatributo usada na definição de indicadores ambientais de vulnerabilidade dos açudes à eutrofização, considerou sua sensibilidade e fatores de pressão nas suas sub-bacias que acarretam o transporte de sedimentos e nutrientes para os reservatórios. Foi utilizado um Sistema de Informações Geográficas (SIG) com a ferramenta álgebra de mapas para manipular dados de uso e ocupação do solo, declividade do terreno e erodibilidade do solo. Foi identificada alta vulnerabilidade à eutrofização nos três açudes pelas susceptibilidades à erosão, alta carga poluidora principalmente pela pecuária extensiva na região e baixa profundidade relativa dos reservatórios.

Eutrofização em reservatórios – Estudo de caso: reservatório de Rio Bonito (ES)

Trindade,Priscilla Basilio Cardoso Barros; Mendonça,Antônio Sérgio Ferreira
Fonte: Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental - ABES Publicador: Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental - ABES
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2014 Português
Relevância na Pesquisa
37.23%
O reservatório da Pequena Central Hidrelétrica de Rio Bonito, localizado na bacia do Rio Santa Maria da Vitória, no Estado do Espírito Santo, Brasil, é um dos principais mananciais de abastecimento da região metropolitana da Grande Vitória e recebe aporte de nutrientes provenientes de esgotos domésticos, cultivos agrícolas e granjas. O presente estudo tem como objetivo analisar as condições do referido corpo de água, quanto a aspectos relacionados com a eutrofização, para o ano hidrológico outubro de 2008 a setembro de 2009, a partir de resultados de monitoramento bimestral de qualidade de água realizado em pontos situados no seu interior, a montante e a jusante. Além disto, procurou-se verificar a influência de precipitações pluviométricas e sazonalidade sobre a classificação relativa a estados tróficos. Foi realizada classificação das águas do reservatório, quanto ao estado trófico, de acordo com diferentes modelos matemáticos e Índices de Estado Trófico (IET), incluindo modelos de Salas e Martino e da OECD, além de IETs de Carlson e de Lamparelli. Concluiu-se que diferentes modelos podem resultar em diferentes classes de níveis de trofia e que precipitações pluviométricas e sazonalidade apresentam grande influência na classificação. Dessa forma...

Resposta da macrofauna bêntica estuarina a distúrbios : experimentos de eutrofização e recolonização no Canal de Santa Cruz-PE

Lúcia Botter-Carvalho, Mônica; Jorge Parreira dos Santos, Paulo (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: other
Português
Relevância na Pesquisa
37.4%
O aporte excessivo de nutrientes tem intensificado e expandido o fenômeno da eutrofização que, atualmente, é a maior causa global de degradação ambiental. A condição mais extrema da eutrofização é a drástica desoxigenação das águas, culminando com a hipoxia ou anoxia, e conseqüente defaunação da fauna bêntica. Através de dois experimentos de campo foram estudados (1) os efeitos do enriquecimento inorgânico sobre a macrofauna bêntica e (2) os padrões de recolonização do macrobentos e o tempo requerido para sua recuperação após defaunação por hipoxia/anoxia. Os estudos foram realizados em uma planície de maré lamosa no Canal de Santa Cruz (Itamaracá-PE), no período de abril de 2005 a janeiro de 2006. Em ambos os experimentos, a distribuição vertical da macrofauna foi investigada ao longo de 4 estratos: 0-2, 2-5, 5-10 e 10-20cm de profundidade no sedimento. No primeiro experimento duas dosagens distintas de nutrientes (NPK) (Alta Dose e Baixa Dose) foram aplicadas semanalmente, ao longo de 4 meses. As respostas da macrofauna variaram com as dosagens de nutrientes assim como com sua distribuição vertical. Ambas as dosagens provocaram um aumento na biomassa microalgal bêntica apenas na fase inicial do experimento. Apenas o poliqueto Capitella spp respondeu positivamente ao enriquecimento...

Experimentos observacionais sobre o efeito da eutrofização na biologia do caranguejo Uca leptodactyla Rathbun, 1898 em áreas estuarinas do litoral de Pernambuco

Silva, Fred Brainer; Parreira dos Santos, Paulo Jorge (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: dissertacao
Português
Relevância na Pesquisa
37.6%
Esse trabalho tem por objetivo classificar seis áreas estuarinas de Pernambuco, nordeste do Brasil, em diferentes níveis de eutrofização baseando-se, principalmente, em alguns parâmetros biogeoquímicos do sedimento, assim como avaliar a resposta do caranguejo chama-maré Uca leptodactyla, quanto aos parâmetros populacionais e reprodutivos, aos diferentes níveis de eutrofização. As coletas foram realizadas de Agosto/2011 até Julho/2012 nos estuários do rio Paripe, Timbó, Ipojuca-Merepe, Maracaípe, Mamucabas e Bacia do Pina. Em cada área, foram coletadas amostras do sedimento para estimar concentrações totais do microfitobentos, proteínas, carboidratos e matéria orgânica total e cinco amostras da população de caranguejos. Os indivíduos coletados foram sexados, mensurada a largura da carapaça, e liberados ainda em campo (exceto fêmeas ovígeras). Concentrações de clorofila-a e feopigmentos não foram bons indicadores de eutrofização, ao passo que a razão proteínas/carboidratos mostrou resultados mais consistentes na avaliação do estado trófico das áreas estudadas. Em áreas eutrofizadas o tamanho de maturidade sexual das fêmeas foi maior em relação às áreas controle. A fecundidade também foi maior em áreas eutrofizadas...