Página 1 dos resultados de 5116 itens digitais encontrados em 0.056 segundos

Pode a atividade física materna modular a programação fetal induzida pela nutrição?; Can maternal physical activity modulate the nutrition-induced fetal programming?

LEANDRO, Carol Góis; AMORIM, Marco Fidalgo; HIRABARA, Sandro Massao; Curi, Rui; CASTRO, Raul Manhães de
Fonte: Pontifícia Universidade Católica de Campinas Publicador: Pontifícia Universidade Católica de Campinas
Tipo: article; note; publishedversion
Português
Relevância na Pesquisa
46.15%
Existe considerável evidência para a indução de diferentes fenótipos em reposta às variações no ambiente fetal e neonatal. O aporte inadequado de nutrientes no período crítico do desenvolvimento está associado ao risco alto de doenças metabólicas na vida adulta, este fenômeno biológico é chamado de programação. A atividade física durante a gestação resulta em adaptações fisiológicas da mãe e no aumento da disponibilidade de nutrientes e oxigênio no espaço feto-placentário. Este trabalho tem como objetivo discutir os mecanismos da indução de programação fetal pela nutrição e o provável efeito modulador da atividade física durante a gestação. Foram utilizadas as bases de dados do Medline Pubmed, Lilacs e Bireme, com publicações entre 1990 até 2008. Os termos de indexação utilizados foram: nutrition, fetal programming, gestation, physical activity, physical exercise, metabolism. Em conclusão, o aporte inadequado de nutrientes programa o aparecimento de doenças metabólicas na vida adulta, enquanto que a atividade física durante a gestação aumenta a disponibilidade de nutrientes e oxigênio, repercutindo positivamente no crescimento fetal e no peso ao nascer.; There is considerable evidence for the induction of different phenotypes by variations in fetal and neonatal environment. Undernutrition during this critical development period is associated with risk of metabolic disease in adult life; this biological phenomenon is termed programming. Physical activity during gestation results in maternal physiological adaptations and increased oxygen and nutrients in the fetoplacental compartment. The main goal of this work is to discuss the mechanisms of fetal programming induced by nutrition and the probable modulating effect of physical activity during gestation. Papers published between 1990 and 2008 listed in the Medline Pubmed...

Biometria ultra-sonográfica da tireóide fetal: curvas de normalidade; Sonographic biometry of fetal thyroid gland: nomograms

Bernardes, Lisandra Stein
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 04/10/2006 Português
Relevância na Pesquisa
46.11%
INTRODUÇÂO: O funcionamento da tireóide fetal se inicia em torno de dez semanas de vida embrionária, e está intimamente relacionado ao funcionamento tireoidiano materno. Em gestantes com doenças tireodianas (principalmente hipertireoidismo), a passagem de anticorpos e medicações maternas pode provocar o mau funcionamento da tireóide fetal, acarretando bócio fetal. Além disso, algumas doenças fetais podem cursar com bócio antenatal. O funcionamento inadequado da tireóide fetal pode ter conseqüências severas (restrição de crescimento intra-uterino, craniosinostose, alterações na produção de líquido intra-âmniótico, insuficiência cardíaca ou até óbito fetal). Além disso, o bócio fetal avançado pode funcionar como obstrução à via de parto, podendo acarretar problemas na evolução do parto. A ultra-sonografia da tireóide fetal vem sendo descrita como um bom método para avaliação de tireóide fetal, porém existem poucas curvas de normalidade da tireóide fetal descritas atualmente, nenhuma em população brasileira. O objetivo desse estudo é construir curvas de normalidade do perímetro, área e diâmetro transverso da tireóide fetal em população brasileira através da utilização da ultra-sonografia bidimensional. MÉTODOS: Foram avaliadas 239 gestantes sem doenças sistêmicas e sem história de doença tireoidiana do pré-natal do Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo. Todas as gestantes realizaram dosagem de TSH durante a gestação para descartar doença tireoidiana. A idade gestacional foi calculada pela data da última menstruação...

Efeitos da deleção do gene Cx43 sobre o desenvolvimento fetal de camundongos de diferentes backgrounds genéticos: ênfase na osteogênese; Effects of Cx43 gene deletion on mouse fetal development in different genetics backgrounds: Emphasis in osteogenesis

Chaible, Lucas Martins
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 03/04/2009 Português
Relevância na Pesquisa
66.18%
Conexinas são proteínas que compõem as junções comunicantes do tipo gap, e a diminuição na sua expressão tem sido relacionada com diversas alterações fisiológicas, entre elas algumas síndromes, malformações genéticas, o aumento da proliferação celular e a carcinogênese. Dentre as isoformas das conexinas presentes nos tecidos animais, a Cx43 é a mais abundante e a mais estudada, tendo a sua importância relatada in vivo em camundongos que tiveram um dos alelos de Cx43 deletado (Cx43+/-), devido a morte desses animais logo após o nascimento devido a malformações cardíacas. Considerando o fato de esse gene ser expresso em dezenas de tipos celulares, tivemos como objetivo avaliar os outros tecidos em busca de anomalias ocorridas durante o desenvolvimento, e a possível interferência do background gentético. Para isso acompanhamos dia-a-dia o último terço gestacional de camundongos de background C57BL/6 e CD1, avaliando histologica e morfologicamente os fetos em busca de anomalias nos animais Cx43+/- e Cx43-/- em relação aos animais Cx43+/+. Exceto pelo tecido ósseo, não encontramos alterações nos órgãos que expressam esse gene, bem como alterações causadas pelo refluxo de sangue causado pela malformação da válvula tricúspide. Durante a osteogênese...

Desenvolvimento e aplicação de método analítico para determinação de ésteres etílicos de ácidos graxos (bioindicadores do etanol) em amostras de mecônio; Development and application of an analytical method for the determination of fatty acid ethyl esters (biomarkers of ethanol) in meconium samples

Roehsig, Marli
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 28/08/2009 Português
Relevância na Pesquisa
46.12%
O álcool é uma das substâncias psicoativas mais consumidas mundialmente e seu uso por mulheres em idade reprodutiva, em particular, tem representado grande preocupação por parte de especialistas e da sociedade em geral. Apesar dos efeitos adversos associados ao ato de ingerir bebidas alcoólicas durante a gestação ser bastante documentados e conhecidos, sabe-se que uma parcela de mulheres grávidas tem dificuldades em abandonar o hábito. O consumo excessivo de álcool durante a gravidez tem sido associado com a síndrome fetal pelo álcool (FAS), caracterizada por crianças com dificuldades comportamentais e de aprendizado. Entretanto, devido ao sentimento de culpa e medo de ações punitivas, mulheres raramente admitem terem utilizado álcool durante a gestação. Como resultado, uma série de marcadores biológicos tem sido estudada para se diagnosticar a exposição fetal ao etanol. Dentre os marcadores utilizados estão os ésteres etílicos de ácidos graxos (FAEE), que podem ser detectados em amostras de mecônio de recém-nascidos. No presente trabalho, um método analítico foi desenvolvido visando a detecção de oito FAEEs em amostras de mecônio e aplicada em amostras coletadas de recém-nascidos cujas mães admitiram ou não o uso de etanol durante a gestação. A microextração em fase sólida por Headspace (HS-SPME)...

Estudo estereológico do efeito da exposição gestacional à poluição ambiental de São Paulo sobre o desenvolvimento renal em camundongos; Stereological study of the effect of gestational exposure to environmental pollution in São Paulo on kidney development in mice

Rodrigues, Nilsa Regina Damaceno
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 14/12/2012 Português
Relevância na Pesquisa
46.09%
A poluição atmosférica é um importante fator de risco à saúde humana, com maior vulnerabilidade em pessoas com doenças pré-existentes, idosos, crianças e fetos. A teoria da origem desenvolvimentista da saúde e doença se baseia em evidências que alterações no desenvolvimento fetal que podem levar a prematuridade, baixo peso ao nascer e predispor ao surgimento de síndrome metabólica, hipertensão e doenças renais na idade adulta. Há evidências também que alterações do ambiente intrauterino na gestação afetam o número de néfrons ao nascimento, o que predispõe à hipertensão na idade adulta. Estudos experimentais prévios comprovam que o ar de São Paulo apresenta uma concentração de poluentes capaz de desencadear, além de lesões cardio-respiratórias, alterações reprodutivas como baixo peso ao nascer e prematuridade. O objetivo deste estudo foi avaliar de maneira objetiva se a exposição aos níveis ambientais de poluição atmosférica no período gestacional tem o potencial de promover alterações de volume renal e número de glomérulos ao nascimento, o que, com base na teoria da origem fetal das doenças, poderia ser um fator predisponente para doenças renais e hipertensão no adulto. Para tanto...

Diagnosis of human fetal age based on the development of the normal kidney; Diagnóstico da idade fetal humana baseado no desenvolvimento normal do rim

Daudt, Helena Maria Lizardo; Edelweiss, Maria Isabel Albano; Santos, Fernanda Teixeira dos; Schumacher, Rita de Cássia Alves
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
46.27%
Introdução e objetivos: O diagnóstico da idade fetal humana é usualmente estimado com base em medidas de tamanho e peso do feto. No entanto, esta estimativa não é totalmente acurada, e muitas vezes é necessário combinar outros dados para determinar a idade fetal. A análise do desenvolvimento embriológico normal do rim pode auxiliar nesta determinação. A histologia deste processo, apesar de bem descrita, apresenta uma documentação fotográfica escassa. Pretende-se preencher esta lacuna fornecendo a histologistas e patologistas, especialmente aos inexperientes, informações sobre o desenvolvimento renal no período pré-natal através de microfotografias. O objetivo do presente estudo foi conceder maior acurácia ao diagnóstico da idade fetal humana através da classificação proposta e da documentação apresentada. Material e métodos: Necropsias de fetos humanos de 6 a 40 semanas de gestação foram estudadas através de microscopia óptica. O tecido renal foi analisado segundo a ocorrência de glomérulos e túbulos rudimentares, em diferenciação e maduros; distribuição espacial dos glomérulos no parênquima; presença de tecido nefrogênico; e diferenciação corticomedular. Foram analisados no mínimo cinco exames diferentes para cada semana de desenvolvimento...

Effect of grazing system on fetal development in Nellore cattle

Bergamaschi, MACM; Vicente, WRR; Barbosa, R. T.; Marques, J. A.; Freitas, A. R.
Fonte: Elsevier B.V. Publicador: Elsevier B.V.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 1237-1245
Português
Relevância na Pesquisa
56.16%
Intensive grazing systems for beef females, based on abundant availability of high quality forages and supplementary concentrates, may affect fetal development. The objective of this study was to determine the effect of grazing system on length of gestation, fetal development, and characteristics of the calf at birth. Twenty-four pregnant (bred to Nellore bulls) Nellore females were allocated into two groups. The control group (G1) grazed Brachiaria decumbens (signal grass) in a traditional (extensive) grazing system and the second group (G2) were managed on Panicum maximumcv. Tanzania 1 (Tanzania grass) in an intensive grazing system. Fetal development was evaluated by ultrasonography on days 31, 45, 59, 94, 122, 220, and 255 of gestation. The diameter of the amniotic and allantoic cavities, crown-rump length, circumference, and diameter of the head and ocular orbit were determined. At birth, calves were weighed and height, length, thoracic circumference, and ocular orbit and bi-parietal diameters were measured. There were no differences (P > 0.05) in fetal development. The G1 cows had a longer gestation period (4.5 days; P < 0.05) and their calves had greater (P < 0.05) weight, height, length, and thoracic circumference at birth. In conclusion...

Heat shock protein production and immunity and altered fetal development in diabetic pregnant rats

Saito, Felipe Hiroshi; Damasceno, Débora Cristina; Dallaqua, Bruna; Linhares, Iara Moreno; Rudge, Marilza Vieira Cunha; De Mattos Paranhos Calderon, Iracema; Witkin, Steven S.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 25-33
Português
Relevância na Pesquisa
66.12%
We evaluated associations between the concentrations of heat shock proteins (hsp60 and hsp70) and their respective antibodies, alterations in maternal reproductive performance, and fetal malformations in pregnant rats with hyperglycemia. Mild diabetes (MD) or severe diabetes (SD) was induced in Sprague-Dawley rats prior to mating; non-treated non-diabetic rats (ND) served as controls. On day 21 of pregnancy, maternal blood was analyzed for hsp60 and hsp70 and their antibodies; and fetuses were weighed and analyzed for congenital malformations. Hsp and anti-hsp levels were correlated with blood glucose levels during gestation. There was a positive correlation between hsp60 and hsp70 levels and the total number of malformations (R?=?0.5908, P?=?0.0024; R?=?0.4877, P?=?0.0134, respectively) and the number of malformations per fetus (R?=?0.6103, P?=?0.0015; R?=?0.4875, P?=?0.0134, respectively). The anti-hsp60 IgG concentration was correlated with the number of malformations per fetus (R?=?0.3887, P?=?0.0451) and the anti-hsp70 IgG level correlated with the total number of malformations (R?=?0.3999, P?=?0.0387). Moreover, both hsp and anti-hsp antibodies showed negative correlations with fetal weight. The results suggest that there is a relationship between hsp60 and hsp70 levels and their respective antibodies and alterations in maternal reproductive performance and impaired fetal development and growth in pregnancies associated with diabetes. © 2012 Cell Stress Society International.

Relação entre o diabete materno e o desenvolvimento sexual da prole masculina de ratos; Relationship between the maternal diabetes and the sexual development of the male rat offspring

Elaine Manoela Porto Amorim
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 15/02/2007 Português
Relevância na Pesquisa
46.25%
Diabetes mellitus é um grupo de desordens metabólicas de etiologia múltipla, caracterizado por defeitos na secreção e/ou ação da insulina. As causas da doença podem ser genéticas e/ou ambientais. O diabete é uma das complicações metabólicas mais comuns durante a gestação, associado a um aumento nos riscos maternos e morbidade neonatal. Estudos epidemiológicos e experimentais têm demonstrado que um meio intra-uterino anormal durante a vida fetal pode afetar o desenvolvimento, causando prejuízo do crescimento fetal, e aumentar a susceptibilidade da prole em desenvolver doenças crônicas na vida adulta. A hipótese da ?programação fetal? sugere que as adaptações que ocorrem durante o desenvolvimento do embrião, em resposta a um meio adverso, provocam alterações permanentes na estrutura e fisiologia do organismo. Já foi demonstrado que o diabete materno e a hiperglicemia induzida experimentalmente causam anormalidades no crescimento fetal, o que está associado com o desenvolvimento de doenças cardiovasculares e diabete tipo 2 na vida adulta. Neste contexto, o objetivo do presente trabalho foi investigar as conseqüências do meio intra-uterino anormal, decorrente do diabete materno, no desenvolvimento e função reprodutiva na pré-puberdade...

Estimativa do peso do recem-nascido po meio de medidas ultrassonograficas bidimensionais e do volume da coxa fetal; Birth weight precition by two-dimensional ultrasound measurements and fetal thigh volume

João Renato Bennini Junior
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 24/08/2009 Português
Relevância na Pesquisa
46.1%
Introdução: Alguns estudos demonstram que a predição do peso fetal usando a volumetria dos membros fetais é mais precisa do que quando se usam medidas bidimensionais (2D). Até hoje, somente o método multiplanar foi utilizado para a volumetria dos membros fetais. Desta forma, a utilidade do método rotacional (VOCAL®) para este fim nunca foi testada. Objetivos: Avaliar as variabilidades intra e interobservadores e a concordância entre as medidas do volume da coxa fetal realizadas com os métodos multiplanar e VOCAL®. Comparar as acurácias das fórmulas com medidas do volume da coxa fetal com as acurácias das fórmulas com medidas 2D. Comparar as acurácias das fórmulas deste estudo com as acurácias das fórmulas já publicadas. Métodos: 210 pacientes foram avaliadas, formando um grupo para gerar as fórmulas (n = 150) e um grupo para validá-las (n = 60). Os pacientes utilizados para gerar as fórmulas também foram utilizados para avaliar as variabilidades intra e interobservadores e a concordância entre as medidas realizadas pelos métodos multiplanar e VOCAL®. Foram utilizadas análises de regressão polinomial para criar uma equação com medidas 2D, uma com o volume da coxa fetal medido pelo método multiplanar (CoxaM) e uma com o volume da coxa fetal medido pelo método VOCAL® (CoxaV). Utilizaram-se testes t de Student pareados para comparar as acurácias das equações deste estudo com as acurácias das fórmulas já publicadas. Foram utilizadas análises proporcionais de Bland e Altman para avaliar as variabilidades intra e interobservadores e a concordância entre as medidas realizadas pelos métodos multiplanar e VOCAL®. Resultados: A diferença média percentual entre as medidas pelos métodos multiplanar e VOCAL® foi de -0...

Desenvolvimento e mensuração do diâmetro transversal do cerebelo fetal por ressonância magnética

Farinha, Cristina; Tavares, Oscar
Fonte: Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa Publicador: Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /06/2014 Português
Relevância na Pesquisa
46.21%
A ressonância magnética fetal é um método eficaz na avaliação pré-natal da morfologia normal do cérebro e no diagnóstico de patologias do sistema nervoso central, sendo um importante complemento clínico à ecografia. O cerebelo é uma das estruturas menos afetadas em casos de restrição de crescimento fetal, tornando-se um bom indicador na avaliação do desenvolvimento fetal e da idade gestacional. Deste modo, a avaliação biométrica fetal é fundamental no diagnóstico pré-natal do desenvolvimento cerebral. Objetivo – Avaliação do diâmetro transversal do cerebelo (estrutura anatómica de referência do sistema nervoso central) do feto e posterior comparação com um estudo internacional reconhecido nesta matéria. Material e métodos – A amostra foi constituída por 84 gestantes que realizaram ressonância magnética fetal numa clínica de imagiologia médica da região Centro. A medição considerada para a avaliação do desenvolvimento fetal foi o diâmetro transversal do cerebelo. Resultados – Os resultados obtidos para o diâmetro transversal do cerebelo por ressonância magnética fetal vieram a demonstrar a ausência de diferenças médias estatisticamente significativas (p>0,05) em função do número de semanas de gestação...

Fetal development of regulatory mechanisms for body fluid homeostasis

Guan,J.; Mao,C.; Feng,X.; Zhang,H.; Xu,F.; Geng,C.; Zhu,L.; Wang,A.; Xu,Z.
Fonte: Associação Brasileira de Divulgação Científica Publicador: Associação Brasileira de Divulgação Científica
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2008 Português
Relevância na Pesquisa
46.23%
The balance of body fluids is critical to health and the development of diseases. Although quite a few review papers have shown that several mechanisms, including hormonal and behavioral regulation, play an important role in body fluid homeostasis in adults, there is limited information on the development of regulatory mechanisms for fetal body fluid balance. Hormonal, renal, and behavioral control of body fluids function to some extent in utero. Hormonal mechanisms including the renin-angiotensin system, aldosterone, and vasopressin are involved in modifying fetal renal excretion, reabsorption of sodium and water, and regulation of vascular volume. In utero behavioral changes, such as fetal swallowing, have been suggested to be early functional development in response to dipsogens. Since diseases, such as hypertension, can be traced to fetal origin, it is important to understand the development of fetal regulatory mechanisms for body fluid homeostasis in this early stage of life. This review focuses on fetal hormonal, behavioral, and renal development related to regulation of body fluids in utero.

Fetal development of regulatory mechanisms for body fluid homeostasis

Guan,J.; Mao,C.; Feng,X.; Zhang,H.; Xu,F.; Geng,C.; Zhu,L.; Wang,A.; Xu,Z.
Fonte: Associação Brasileira de Divulgação Científica Publicador: Associação Brasileira de Divulgação Científica
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2008 Português
Relevância na Pesquisa
46.23%
The balance of body fluids is critical to health and the development of diseases. Although quite a few review papers have shown that several mechanisms, including hormonal and behavioral regulation, play an important role in body fluid homeostasis in adults, there is limited information on the development of regulatory mechanisms for fetal body fluid balance. Hormonal, renal, and behavioral control of body fluids function to some extent in utero. Hormonal mechanisms including the renin-angiotensin system, aldosterone, and vasopressin are involved in modifying fetal renal excretion, reabsorption of sodium and water, and regulation of vascular volume. In utero behavioral changes, such as fetal swallowing, have been suggested to be early functional development in response to dipsogens. Since diseases, such as hypertension, can be traced to fetal origin, it is important to understand the development of fetal regulatory mechanisms for body fluid homeostasis in this early stage of life. This review focuses on fetal hormonal, behavioral, and renal development related to regulation of body fluids in utero.

Expression of ?-catenin and c-myc during human common bile duct development: a possible role in the morphogenesis of the common bile duct

Guo,W.L.; Zhang,Q.; Wang,J.
Fonte: Associação Brasileira de Divulgação Científica Publicador: Associação Brasileira de Divulgação Científica
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/07/2014 Português
Relevância na Pesquisa
56.05%
?-catenin and c-myc play important roles in the development of tissues and organs. However, little is known about their expression patterns during the development of the human common bile duct. Immunohistochemistry was used to detect ?-catenin and c-myc expression in common bile duct samples from postmortem tissues of 14 premature infants and 6 spontaneously aborted fetuses. The expression of ?-catenin and c-myc was also analyzed by Western blot. The samples were divided into four groups based on the stage of human fetal development: 12, 13-27, 28-37, and >37 weeks. The Image-Pro Plus v. 6.0 image analysis software was used to calculate the mean qualifying score (MQS). At fetal stages 12, 13-27, 28-37, and >37 weeks, MQS of ?-catenin were 612.52±262.13, 818.38±311.73, 706.33±157.19, and 350.69±110.19, respectively. There was a significant difference in MQS among the four groups (ANOVA, P=0.0155) and between the scores at >37 and 13-27 weeks (Student-Newman-Keuls, P37 weeks, the MQS of c-myc were 1376.64±330.04, 1224.18±171.66, 1270.24±320.75, and 741.04±219.19, respectively. There was a significant difference in MQS among the four groups (ANOVA, P=0.0087) and between the scores at >37 and 12 weeks, >37 and 13-27 weeks, and >37 and 28-37 weeks (all P

Expression of ?-catenin and c-myc during human common bile duct development: a possible role in the morphogenesis of the common bile duct

Guo,W.L.; Zhang,Q.; Wang,J.
Fonte: Associação Brasileira de Divulgação Científica Publicador: Associação Brasileira de Divulgação Científica
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/07/2014 Português
Relevância na Pesquisa
56.05%
?-catenin and c-myc play important roles in the development of tissues and organs. However, little is known about their expression patterns during the development of the human common bile duct. Immunohistochemistry was used to detect ?-catenin and c-myc expression in common bile duct samples from postmortem tissues of 14 premature infants and 6 spontaneously aborted fetuses. The expression of ?-catenin and c-myc was also analyzed by Western blot. The samples were divided into four groups based on the stage of human fetal development: 12, 13-27, 28-37, and >37 weeks. The Image-Pro Plus v. 6.0 image analysis software was used to calculate the mean qualifying score (MQS). At fetal stages 12, 13-27, 28-37, and >37 weeks, MQS of ?-catenin were 612.52±262.13, 818.38±311.73, 706.33±157.19, and 350.69±110.19, respectively. There was a significant difference in MQS among the four groups (ANOVA, P=0.0155) and between the scores at >37 and 13-27 weeks (Student-Newman-Keuls, P37 weeks, the MQS of c-myc were 1376.64±330.04, 1224.18±171.66, 1270.24±320.75, and 741.04±219.19, respectively. There was a significant difference in MQS among the four groups (ANOVA, P=0.0087) and between the scores at >37 and 12 weeks, >37 and 13-27 weeks, and >37 and 28-37 weeks (all P

Differential densities of nitric oxide synthesizing nerves in the sphincteric and non-sphincteric smooth muscles of human gut during fetal development

Brandt,Carlos Teixeira; Graham,Andrew; Tam,Paul Kwong Hang
Fonte: Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia Publicador: Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/1997 Português
Relevância na Pesquisa
66.05%
Nitric oxide (NO) is involved in the inhibitory neurotransmission in the sphincteric and non-sphincteric smooth muscles. However, the relative contribution of nitric oxide synthesizing innervation to these functionally diverse parts of the gut, particularly during development, is unknown. Gastrointestinal sphincters and adjoining non-sphincteric bowel segments were obtained from 14 human fetuses with gestational ages between 12 and 23 weeks. NO synthesizing nerves were examined by nicotinamide adenine deoxinucleotide phosphate (NADPH) diaphorase histochemistry. The densities of NADPH positive nerves in the smooth muscle were quantified using a computerized image analyzing system on random sections. The NO synthesizing nerve density in intestinal smooth muscles decreased during fetal development as a result of increased interspacing between myenteric ganglia and a disproportionately larger increase in smooth muscle area than neuronal area. Similarly, the nerve densities were lower in sphincteric regions than adjoining non-sphincteric regions at the same gestational ages. There is a relative reduction of the density of NO synthesizing nerves in intestinal smooth muscle particularly in sphincteric regions during development. These findings may have relevance to the occurrence of congenital dysmotility disorders of the sphincteric regions.

Diagnosis of the human fetal age based on the development of the normal kidney

Lizardo-Daudt,Helena Maria; Edelweiss,Maria Isabel Albano; Santos,Fernanda Teixeira dos; Schumacher,Rita de Cassia Alves
Fonte: Sociedade Brasileira de Patologia Clínica; Sociedade Brasileira de Patologia; Sociedade Brasileira de Citopatologia Publicador: Sociedade Brasileira de Patologia Clínica; Sociedade Brasileira de Patologia; Sociedade Brasileira de Citopatologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2002 Português
Relevância na Pesquisa
46.23%
Background and aims: The diagnosis of human fetal age is usually estimated based on the measurement of crown-rump length or crown-heel length and the weight of the fetus. However, this estimate is not totally accurate and sometimes is necessary to combine other data to determine the fetal age. An analysis of the normal embryological development of the kidney may assist in this determination. The histology of this process, although well described, lacks photographic documentation. We intend to fill this gap by providing histologists and pathologists, especially inexperienced ones, with information about the staging of the renal development through microphotography. The objective of the present study was to achieve greater accuracy for the diagnosis of human fetal age through the proposed classification and the photographic documentation presented. Material and methods: Normal embryological development of the human kidney was studied by light microscopy. The fetal period from 6 to 40 weeks of gestation was observed according the stage of maturity of glomeruli and tubules; localization of glomeruli, occurrence of nephrogenic tissue and cortico-medullary differentiation. At least 5 different exams were observed from each week of development. Two hundred four exams were analyzed in the whole study. The histological characteristics were quantified and the process was documented by microphotography. Results and final considerations: The fetal development of the kidney was divided into 8 stages...

Influence of Infection During Pregnancy on Fetal Development

Adams Waldorf, Kristina M.; McAdams, Ryan M.
Tipo: text
Português
Relevância na Pesquisa
46.22%
Infection by bacteria, viruses and parasites may lead to fetal death, organ injury or limited sequelae depending on the pathogen. Here we consider the role of infection during pregnancy on fetal development including placental development and function, which can lead to fetal growth restriction. The classic group of teratogenic pathogens are referred to as “TORCH” (Toxoplasma gondii, Others like Treponema pallidum, Rubella virus, Cytomegalovirus, Herpes simplex virus), but should include a much broader group of pathogens including Parvovirus B19, Varicella zoster virus, and Plasmodium falciparum to name a few. In this review, we describe the influence of different infections in utero on fetal development and the short- and long-term outcomes for the neonate. In some cases, the mechanisms used by these pathogens to disrupt fetal development are well known. Bacterial infection of the developing fetal lungs and brain begins with inflammatory cascade resulting in cytokine injury and oxidative stress. For some pathogens like P. falciparum, the mechanisms involve oxidative stress and apoptosis to disrupt placental and fetal growth. An in utero infection may also impact the long-term health of the infant; in many cases, a viral infection in utero increases the risk of developing Type 1 diabetes in childhood. Understanding the varied mechanisms employed by these pathogens may enable therapies to attenuate changes in fetal development...

Tracking fetal development through molecular analysis of maternal biofluids?

Edlow, Andrea G.; Bianchi, Diana W.
Tipo: text
Português
Relevância na Pesquisa
46.18%
Current monitoring of fetal development includes fetal ultrasonography, chorionic villus sampling or amniocentesis for chromosome analysis, and maternal serum biochemical screening for analytes associated with aneuploidy and open neural tube defects. Over the last 15 years, significant advances in noninvasive prenatal diagnosis (NIPD) via cell-free fetal (cff) nucleic acids in maternal plasma have resulted in the ability to determine fetal sex, RhD genotype, and aneuploidy. Cff nucleic acids in the maternal circulation originate primarily from the placenta. This contrasts with cff nucleic acids in amniotic fluid, which derive from the fetus, and are present in significantly higher concentrations than in maternal blood. The fetal origin of cff nucleic acids in the amniotic fluid permits the acquisition of real-time information about fetal development and gene expression. This review seeks to provide a comprehensive summary of the molecular analysis of cff nucleic acids in maternal biofluids to elucidate mechanisms of fetal development, physiology, and pathology. This article is part of a Special Issue entitled: Molecular Genetics of Human Reproductive Failure.

p600 Plays Essential Roles in Fetal Development

Nakaya, Takeo; Ishiguro, Kei-ichiro; Belzil, Camille; Rietsch, Anna M.; Yu, Qunyan; Mizuno, Shin-ichi; Bronson, Roderick T.; Geng, Yan; Nguyen, Minh Dang; Akashi, Koichi; Sicinski, Piotr; Nakatani, Yoshihiro
Fonte: Public Library of Science Publicador: Public Library of Science
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
56%
p600 is a multifunctional protein implicated in cytoskeletal organization, integrin-mediated survival signaling, calcium-calmodulin signaling and the N-end rule pathway of ubiquitin-proteasome-mediated proteolysis. While push, the Drosophila counterpart of p600, is dispensable for development up to adult stage, the role of p600 has not been studied during mouse development. Here we generated p600 knockout mice to investigate the in vivo functions of p600. Interestingly, we found that homozygous deletion of p600 results in lethality between embryonic days 11.5 and 13.5 with severe defects in both embryo and placenta. Since p600 is required for placental development, we performed conditional disruption of p600, which deletes selectively p600 in the embryo but not in the placenta. The conditional mutant embryos survive longer than knockout embryos but ultimately die before embryonic day 14.5. The mutant embryos display severe cardiac problems characterized by ventricular septal defects and thin ventricular walls. These anomalies are associated with reduced activation of FAK and decreased expression of MEF2, which is regulated by FAK and plays a crucial role in cardiac development. Moreover, we observed pleiotropic defects in the liver and brain. In sum...