Página 1 dos resultados de 2714 itens digitais encontrados em 0.012 segundos

Postoperative chest physical therapy prevents respiratory complications in patients undergoing esophagectomy; Fisioterapia respiratória pós-operatória previne complicações respiratórias em pacientes submetidos à esofagectomia

LUNARDI, Adriana C.; CECCONELLO, Ivan; CARVALHO, Celso R. F.
Fonte: Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Fisioterapia Publicador: Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Fisioterapia
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
47.12%
BACKGROUND: Esophagectomy presents the highest rate of postoperative pulmonary complications among all types of upper abdominal surgery. The benefits of chest physical therapy in patients undergoing upper abdominal surgery have been shown by many studies; however, its specific effect in patients receiving esophagectomy has been seldom investigated. OBJECTIVES: This study aimed to compare the frequency of respiratory complications in patients undergoing esophagectomy receiving chest physical therapy compared to no treatment. METHODS: 70 consecutive patients were evaluated retrospectively and allocated to two groups: control group (CG=no physical therapy; n=30) and chest physical therapy group (PTG; n=40). Patients received chest physical therapy which includes lung re-expansion and airway clearance maneuvers. They were not submitted to either noninvasive ventilation or exercises with devices that generate airways positive pressure. All patients were instructed to early mobilization. Information about pre-operative and respiratory complications were collected. Statistic analysis to compare the frequency of respiratory complications was performed by the Z test. The significance level was set to 5%. RESULTS: Patients in the CG and PTG were similar in terms of age...

Por que ir a fisioterapia? um estudo microgenético de expectativas de pacientes e adesão ao tratamento; Why should they attend to Physical Therapy? A microgenetic study of expectations of patients and the adherence to the treatment

Laskovski, Larissa
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 03/09/2012 Português
Relevância na Pesquisa
37.27%
A presente pesquisa situa-se na interface entre áreas de psicologia e fisioterapia e foi construída a partir de reflexões sobre aspectos que interferiam a ida ou não ida de pacientes às sessões de fisioterapia. Muito do sucesso na reabilitação de indivíduos com desordens neurológicas requer, além da participação dos familiares e equipe multidisciplinar, a vontade de melhorar do próprio paciente. Portanto, para o continuado replanejamento do tratamento na busca de efetiva melhora da qualidade de vida dos indivíduos é necessário para o fisioterapeuta conhecer sobre as inquietações, desejos e expectativas desses pacientes. Nesse sentido, os objetivos deste trabalham foram: 1) Investigar as razões que levam o paciente a frequentar a fisioterapia; 2) Compreender o que o fisioterapeuta representa para o paciente em tratamento, bem como o processo de empatia, que se constrói na relação fisioterapeuta-paciente; 3) Investigar as tensões geradas pela ruptura de expectativas do paciente e do fisioterapeuta, 4) Analisar a temporalidade dos processos de relação do paciente consigo e com os outros (o fisioterapeuta aí incluído); 5) Identificar os valores positivos e negativos atribuídos pelos pacientes às experiências consigo mesmo e com os outros (o fisioterapeuta aí incluído). A pesquisa seguiu os pressupostos do Construtivismo Semiótico-Cultural em Psicologia...

Emergência de realidades no ensino superior da saúde : atos e vozes da área de fisioterapia nas diretrizes curriculares nacionais

Oliveira, Gilnara da Costa Corrêa
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
37.36%
Esta tese teve como objeto de estudo a compreensão da emergência de realidades no ensino superior da saúde, segundo a singularidade da área de fisioterapia, mediante seus atos e vozes nas Diretrizes Curriculares Nacionais. Entendi ter-se organizado um movimento social por entre o debate das diretrizes curriculares. No encontro com profissionais da fisioterapia, procurei saber em que momento emergiu para esta profissão a possibilidade de mudança – sob a forma das Diretrizes Curriculares Nacionais – no saber-fazer-ensinar fisioterapêutico. Uso um movimento social por entre o debate das diretrizes curriculares. No encontro com profissionais da fisioterapia, procurei saber em que momento emergiu para esta profissão a possibilidade de mudança – sob a forma das Diretrizes Curriculares Nacionais – no saber-fazer-ensinar fisioterapêutico. Uso da ciência da complexidade e da teoria das realidades emergentes, para propor uma imagem e interpretação da conformação de novidades no ensino superior da fisioterapia, considerados os atos e as vozes de profissionais dessa área que militam pela educação e pelo lugar que a formação deve tomar na invenção de mundos (da técnica, do trabalho, das relações sociais, da ciência...

Influência da fisioterapia complexa descongestiva associada à ingestão de triglicerídeos de cadeia média no tratamento do linfedema de membro superior

Oliveira, J.; César, T. B.
Fonte: Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Fisioterapia Publicador: Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Fisioterapia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 31-36
Português
Relevância na Pesquisa
46.91%
OBJETIVO: Verificar a influência da utilização da fisioterapia complexa descongestiva associada à dietoterapia com triglicerídeos de cadeia média (TCM) como forma de intervenção no linfedema de membro superior (MS). MÉTODOS: Para a avaliação do linfedema, foram utilizadas cirtometria, volumetria, pregas cutâneas e quantidade de água corporal total. A Escala Visual Análoga (EVA) foi utilizada para avaliar as sensações de desconforto, peso e dor no MS. Participaram deste estudo dez mulheres mastectomizadas com linfedema de MS homolateral à cirurgia, com idade média de 65,9 ± 10,4 anos e índice de massa corpórea (IMC) de 26,8 ± 3,0kg/m² que, após avaliação nutricional, foram divididas aleatoriamente em dois grupos: Grupo Controle (n= 5), submetido ao tratamento fisioterapêutico constando da terapia complexa descongestiva (massagem clássica, drenagem linfática manual, bandagem compressiva e cuidados com a pele) três vezes na semana, durante quatro semanas; Grupo TCM (n= 5), submetido ao mesmo protocolo fisioterapêutico somado ao tratamento dietético diário com ingestão de TCM, por quatro semanas. RESULTADOS: Ao final da intervenção, a análise da cirtometria e da volumetria mostraram diferenças significativas entre os grupos (< 0...

Efeitos da fisioterapia respiratória convencional versus aumento do fluxo expiratório na saturação de O2, freqüência cardíaca e freqüência respiratória, em prematuros no período pós-extubação

Antunes, LCO; Silva, EG; Bocardo, P; Daher, DR; Faggiotto, RD; Rugolo, LMSS
Fonte: Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Fisioterapia Publicador: Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Fisioterapia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 97-103
Português
Relevância na Pesquisa
47.07%
INTRODUÇÃO: Recém-nascidos (RN) prematuros apresentam elevada morbidade respiratória e necessidade de ventilação mecânica, assim, a fisioterapia respiratória é parte integrante da assistência neonatal. Objetivo: Comparar os efeitos da fisioterapia respiratória convencional (FRC) versus aumento do fluxo expiratório (AFE), na saturação de O2 (SpO2), freqüência cardíaca (FC) e na freqüência respiratória (FR) em prematuros no período pós-extubação. Método: Ensaio clínico randomizado realizado na UTI Neonatal do Hospital das Clínicas de BotucatuUNESP, comparando duas técnicas fisioterapêuticas, aplicadas em recém-nascidos prematuros, nas primeiras 48 horas pós-extubação. Para a análise estatística foram utilizados o teste t Student, Mann-Whitney, Qui-quadrado e o teste exato de Fisher, com nível de significância em 5%. Resultados: Os dois grupos de estudo: Grupo FRC (n= 20) e grupo AFE (n= 20), não diferiram quanto à idade gestacional (média de 28 semanas) e peso de nascimento (média de 1100 gramas). em ambos os grupos a síndrome do desconforto respiratório (SDR) foi o principal diagnóstico. A mediana da idade no início da fisioterapia foi de sete dias no grupo AFE e 11 dias na FRC. Ambas as técnicas produziram aumento significativo da SpO2 aos 10 e 30 minutos...

Variabilidade da frequência cardíaca como recurso em fisioterapia: análise de periódicos nacionais

Ferreira, Lucas Lima; Souza, Naiara Maria De; Bernardo, Aline Fernanda Barbosa; Vitor, Ana Laura Ricci; Valenti, Vitor Engrácia; Vanderlei, Luiz Carlos Marques
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Paraná Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Paraná
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 25-36
Português
Relevância na Pesquisa
37.29%
INTRODUCTION: The autonomic nervous system (ANS) could be investigated in a noninvasive way by the heart rate variability analysis (HRV) which has contributed to several health areas such as physiotherapy. OBJECTIVE: To gather information regarding the use of HRV on physiotherapy aims at providing an update of the findings for the area on journals of national circulation. MATERIALS AND METHODS: The journals of national circulation classified as greater than B2 or B2 and with free access and complete texts in some internet sites were searched on 21 area WebQualis resulting on selection of Revista Brasileira de Fisioterapia, Fisioterapia e Pesquisa and Fisioterapia em Movimento using the keywords: autonomic nervous system, sympathetic nervous system, physiotherapy and heart rate variability. RESULTS: The search resulted in 19 articles being 17 clinical trials and two case reports. CONCLUSION: The HRV has been used as a resource of interventions evaluation, as pathological conditions common to clinical practice investigation and to physiological conditions interpretation in physiotherapy. The HRV is principally used to the cardiorespiratory specialty of physiotherapy.; INTRODUÇÃO: O sistema nervoso autônomo (SNA) pode ser investigado de forma não invasiva a partir da análise da variabilidade da frequência cardíaca (VFC) e sua utilização para avaliação do SNA tem contribuído com várias áreas da saúde...

Contribuição para a adaptação cultural do Neck Disability Index e caraterização da prática de fisioterapia em pacientes com dor crónica cervical

Pereira, Marta
Fonte: Faculdade de Ciências Médicas. UNL Publicador: Faculdade de Ciências Médicas. UNL
Tipo: info:eu-repo/semantics/masterthesis
Publicado em //2012 Português
Relevância na Pesquisa
37.29%
RESUMO: Objetivo: Este trabalho teve como objetivo contribuir para o processo de adaptação cultural do Neck Disability Index (NDI), através da análise da sua unidimensionalidade e do estudo da sua fiabilidade (consistência interna e fiabilidade teste-reteste), validade de constructo e poder de resposta. De igual forma pretendeu-se caraterizar a intervenção realizada pela fisioterapia e os resultados obtidos em pacientes com Dor Cervical Crónica (DCC). Introdução: A dor cervical é um problema cada vez mais comum nos países industrializados, constituindo uma das três condições mais frequentemente reportadas por queixas de origem músculo-esquelética. A sua incidência é um fenómeno em crescimento, com custos implicados para a sociedade. Desta forma reconhece-se a importância de um instrumento que monitorize a evolução da incapacidade funcional associada à DCC. O NDI é atualmente o instrumento de avaliação mais recomendado para avaliar a incapacidade funcional associada à dor cervical. Foi traduzido e adaptado à língua portuguesa, mas à data não foi realizada nenhuma avaliação das suas propriedades psicométricas. Por outro lado, apesar de a literatura referir que os serviços de Fisioterapia são extremamente procurados por indivíduos com DCC...

Efeitos da fisioterapia respiratória convencional versus aumento do fluxo expiratório na saturação de O2, freqüência cardíaca e freqüência respiratória, em prematuros no período pós-extubação

Antunes,LCO; Silva,EG; Bocardo,P; Daher,DR; Faggiotto,RD; Rugolo,LMSS
Fonte: Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Fisioterapia Publicador: Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Fisioterapia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2006 Português
Relevância na Pesquisa
47.07%
INTRODUÇÃO: Recém-nascidos (RN) prematuros apresentam elevada morbidade respiratória e necessidade de ventilação mecânica, assim, a fisioterapia respiratória é parte integrante da assistência neonatal. Objetivo: Comparar os efeitos da fisioterapia respiratória convencional (FRC) versus aumento do fluxo expiratório (AFE), na saturação de O2 (SpO2), freqüência cardíaca (FC) e na freqüência respiratória (FR) em prematuros no período pós-extubação. Método: Ensaio clínico randomizado realizado na UTI Neonatal do Hospital das Clínicas de BotucatuUNESP, comparando duas técnicas fisioterapêuticas, aplicadas em recém-nascidos prematuros, nas primeiras 48 horas pós-extubação. Para a análise estatística foram utilizados o teste t Student, Mann-Whitney, Qui-quadrado e o teste exato de Fisher, com nível de significância em 5%. Resultados: Os dois grupos de estudo: Grupo FRC (n= 20) e grupo AFE (n= 20), não diferiram quanto à idade gestacional (média de 28 semanas) e peso de nascimento (média de 1100 gramas). Em ambos os grupos a síndrome do desconforto respiratório (SDR) foi o principal diagnóstico. A mediana da idade no início da fisioterapia foi de sete dias no grupo AFE e 11 dias na FRC. Ambas as técnicas produziram aumento significativo da SpO2 aos 10 e 30 minutos...

A profissionalização da fisioterapia em Minas Gerais

Nascimento,MC; Sampaio,RF; Salmela,JH; Mancini,MC; Figueiredo,IM
Fonte: Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Fisioterapia Publicador: Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Fisioterapia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2006 Português
Relevância na Pesquisa
47.12%
OBJETIVO: Com base em estudo qualitativo, utilizando a história oral e a análise de documentos, procurou-se identificar as raízes da fisioterapia em Minas Gerais, a fim de discutir o processo de profissionalização e o desenvolvimento da identidade do fisioterapeuta neste Estado. METODOLOGIA: O foco do estudo foi dirigido principalmente a Belo Horizonte, no período compreendido entre 1950 e 1980. O referencial teórico utilizado foi a sociologia das profissões, e teve como guia os cinco passos de profissionalização descritos por Wilensky¹ que são a necessidade da ocupação tornar-se de dedicação exclusiva, o estabelecimento de procedimentos de instrução e seleção, a formação de uma associação profissional, a regulamentação da profissão e a adoção do código de ética. Na pesquisa de campo, foram utilizadas entrevistas do tipo semi-estruturada para colher depoimentos de pessoas consideradas chave, mediante amostragem em série, e o método escolhido foi a análise de conteúdo. RESULTADOS: Avalia-se que o processo de profissionalização da fisioterapia em Minas Gerais é marcado pela hegemonia médica na saúde e que a indefinição das atribuições e competências foram os fatores que motivaram os conflitos internos e externos. CONCLUSÕES: Conclui-se que...

Influência da fisioterapia complexa descongestiva associada à ingestão de triglicerídeos de cadeia média no tratamento do linfedema de membro superior

Oliveira,J; César,TB
Fonte: Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Fisioterapia Publicador: Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Fisioterapia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2008 Português
Relevância na Pesquisa
46.91%
OBJETIVO: Verificar a influência da utilização da fisioterapia complexa descongestiva associada à dietoterapia com triglicerídeos de cadeia média (TCM) como forma de intervenção no linfedema de membro superior (MS). MÉTODOS: Para a avaliação do linfedema, foram utilizadas cirtometria, volumetria, pregas cutâneas e quantidade de água corporal total. A Escala Visual Análoga (EVA) foi utilizada para avaliar as sensações de desconforto, peso e dor no MS. Participaram deste estudo dez mulheres mastectomizadas com linfedema de MS homolateral à cirurgia, com idade média de 65,9 ± 10,4 anos e índice de massa corpórea (IMC) de 26,8 ± 3,0kg/m² que, após avaliação nutricional, foram divididas aleatoriamente em dois grupos: Grupo Controle (n= 5), submetido ao tratamento fisioterapêutico constando da terapia complexa descongestiva (massagem clássica, drenagem linfática manual, bandagem compressiva e cuidados com a pele) três vezes na semana, durante quatro semanas; Grupo TCM (n= 5), submetido ao mesmo protocolo fisioterapêutico somado ao tratamento dietético diário com ingestão de TCM, por quatro semanas. RESULTADOS: Ao final da intervenção, a análise da cirtometria e da volumetria mostraram diferenças significativas entre os grupos (< 0...

Perfil sociodemográfico e clínico de usuárias de serviço de Fisioterapia Uroginecológica da rede pública

Figueiredo,EM; Lara,JO; Cruz,MC; Quintão,DMG; Monteiro,MVC
Fonte: Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Fisioterapia Publicador: Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Fisioterapia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2008 Português
Relevância na Pesquisa
46.91%
OBJETIVO: Identificar o perfil de mulheres com incontinência urinária (IU) atendidas em um serviço público de Fisioterapia Uroginecológica, em relação a características sociodemográficas e clínicas. MATERIAIS E MÉTODOS: Neste estudo descritivo transversal retrospectivo, por meio de prontuários e fichas de avaliação fisioterapêutica das participantes, os seguintes dados foram levantados: idade, estado civil, grau de instrução, tipo de incontinência, fatores de risco, sinais e sintomas, função perineal (escala de Oxford) e qualidade de vida (IQoL). Estatística descritiva, pela distribuição de freqüência e proporção, foi aplicada. RESULTADOS: Dados de 58 participantes foram considerados. A maioria tinha idade entre 40 e 59 anos (81%), era casada (62%) e possuía grau de instrução fundamental (79%). A IU mista foi prevalente em 63% da amostra e a incontinência urinária de esforço (IUE) em 34%. Gestações (88%) e partos vaginais (76%) se destacaram como fatores de risco e o sintoma mais prevalente foi perda de urina ao esforço (97%). O grau 2 de função perineal foi o mais freqüente (41%) e a distribuição da qualidade de vida das participantes variou entre baixa (10%), moderada (33%), boa (28%) e ótima (24%). CONCLUSÕES: Este estudo oferece dados que contribuem para o conhecimento do perfil das mulheres com IU atendidas em serviços públicos que prestam assistência fisioterapêutica uroginecológica e...

Prevalência da utilização de serviços de fisioterapia entre a população adulta urbana de Lages, Santa Catarina

Moretto,LC; Longo,GZ; Boing,AF; Arruda,MP
Fonte: Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Fisioterapia Publicador: Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Fisioterapia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2009 Português
Relevância na Pesquisa
47.16%
OBJETIVO: Descrever a prevalência da utilização de serviços de fisioterapia entre a população adulta urbana de Lages (Santa Catarina) segundo variáveis demográficas e socioeconômicas. MÉTODOS: Realizou-se um estudo transversal de base populacional com amostra obtida em múltiplos estágios ecomposta por adultos entre 20 e 59 anos (n=2.051). Os dados foram coletados por meio de entrevistas domiciliares em que se obteve a informação por parte dos sujeitos de pesquisa sobre o uso, em algum momento da vida, de serviços de fisioterapia. Foi calculada a prevalência desse desfecho para a população global segundo sexo, idade, escolaridade, autoavaliação em saúde e renda. RESULTADOS: Observou-se que a prevalência da utilização de serviços de fisioterapia foi de 33,5% (IC95% 33,0%-39,8%) entre os homens e de 31,5% (IC95% 28,9%-34,1%) entre as mulheres. Quanto às demais variáveis demográficas investigadas, verificou-se que a prevalência do uso da Fisioterapia aumentou de acordo com a idade dos indivíduos, sendo o maior valor relatado no grupo de 50 a 59 anos (47,2%; IC95% 42,4%-52,0%) e foi maior entre as pessoas que referiram cor amarela (45,9%; IC95% 29,1%-62,7%). Em relação às variáveis socioeconômicas, constatou-se que grupos com melhores indicadores reportaram maior uso do serviço...

Guia para prática clínica: fisioterapia em pacientes com Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC)

Langer,D; Probst,VS; Pitta,F; Burtin,C; Hendriks,E; Schans,CPVD; Paterson,WJ; Verhoef-Dewijk,MCE; Straver,RVM; Klaassen,M; Troosters,T; Decramer,M; Ninane,V; Delguste,P; Muris,J; Gosselink,R
Fonte: Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Fisioterapia Publicador: Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Fisioterapia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2009 Português
Relevância na Pesquisa
47.12%
INTRODUÇÃO: No contexto da colaboração internacional para desenvolvimento de guias práticos (ou guidelines), a Sociedade Real Holandesa de Fisioterapia (Koninklijk Nederlands Genootschap voor Fysiotherapie, KNGF) se propôs a desenvolver um guia para esclarecimento sobre a prática clínica de Fisioterapia em pacientes com Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC), assim como também optou por estimular a sua tradução para outras línguas, a fim de torná-lo acessível para públicos internacionais. OBJETIVOS: O presente guia é a versão em língua portuguesa do Guia para Prática Clínica de Fisioterapia em pacientes com DPOC desenvolvido pela KNGF, que teve como objetivo descrever a Fisioterapia baseada em evidências para pacientes com DPOC que apresentam limitação da função pulmonar, da função muscular respiratória e periférica, da capacidade de exercício, da depuração mucociliar e da qualidade de vida, além de limitações em relação à atividade física na vida diária pela dispneia e/ou intolerância ao exercício. CONCLUSÃO: O guia propõe-se principalmente a prover recomendações terapêuticas práticas que auxiliem o fisioterapeuta a oferecer o melhor tratamento possível para pacientes com DPOC...

Estudo dos volumes pulmonares e da mobilidade toracoabdominal de portadoras de obesidade mórbida, submetidas à cirurgia bariátrica, tratadas com duas diferentes técnicas de fisioterapia

Costa,D; Forti,EMP; Barbalho-Moulim,MC; Rasera-Junior,I
Fonte: Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Fisioterapia Publicador: Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Fisioterapia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2009 Português
Relevância na Pesquisa
46.91%
OBJETIVO: Comparar os efeitos da fisioterapia respiratória convencional (FRC) e FRC associada à estimulação diafragmática elétrica transcutânea (EDET) nos volumes pulmonares e mobilidade toracoabdominal em pacientes submetidas à cirurgia bariátrica. MÉTODOS: Este estudo prospectivo randomizado avaliou 44 mulheres candidatas a cirurgia bariátrica com 37,4±8,1 anos, índice de massa corpórea de 47,4±6,1 Kg/m², no pré-operatório, 15º e 30º dias pós-operatório em relação às medidas do volume de reserva inspiratório (VRI), volume de reserva expiratório (VRE), e capacidade inspiratória (CI) e da mobilidade toracoabdominal por meio da espirometria e da cirtometria, respectivamente. A FRC consistiu de exercícios respiratórios diafragmáticos, inspirações profundas, fracionadas e exercícios respiratórios associados à movimentação dos membros superiores. Foi realizada uma série de 10 repetições cada exercício, duas vezes ao dia, durante a internação. Para a EDET, foram posicionados 2 eletrodos na região paraesternal ao lado do processo xifoide e outros 2, entre o 6º e 7º espaços intercostais, nas linhas axilares anteriores bilateralmente. O teste de Friedman foi utilizado para comparação de amostras repetidas intragrupos e o de Mann-Whitney para a comparação intergrupos. Um valor de p

Atuação da fisioterapia na síndrome de fragilidade: revisão sistemática

Arantes,Paula M. M.; Alencar,Mariana A.; Dias,Rosângela C.; Dias,João Marcos D.; Pereira,Leani S. M.
Fonte: Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Fisioterapia Publicador: Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Fisioterapia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2009 Português
Relevância na Pesquisa
47.07%
OBJETIVO: Revisar sistematicamente a literatura sobre intervenções fisioterapêuticas e seus efeitos em idosos frágeis da comunidade. MÉTODOS: Revisão sistemática de estudos publicados até junho de 2008 nas bases de dados Medline, Embase, PEDro, SciELO, LILACS e Biblioteca Cochrane. Foram excluídos os artigos cuja amostra era constituída de idosos não frágeis, institucionalizados e hospitalizados; aqueles cujas intervenções propostas não foram a fragilidade e não eram específicos de fisioterapia. RESULTADOS: De acordo com os critérios de exclusão, dos 152 artigos encontrados no Medline, apenas 15 foram incluídos para análise; dos 71 artigos encontrados na base de dados PEDro, apenas um, uma vez que os outros 10 artigos encontrados já haviam sido selecionados pelo MEDLINE, e dos 461 artigos encontrados na base de dados Embase, apenas dois que não haviam sido selecionados nas outras bases de dados foram incluídos neste estudo. Foi verificado um total de sete diferentes tipos de intervenções: 1) fortalecimento muscular; 2) exercícios de fortalecimento muscular, equilíbrio, coordenação, flexibilidade, tempo de reação e treinamento aeróbico; 3) treino funcional; 4) fisioterapia; 5) fisioterapia realizada no domicílio; 6) adaptação ambiental e prescrição de dispositivo e 7) exercício na água. Os resultados de alguns estudos foram contraditórios mesmo com intervenções semelhantes. Os estudos analisados utilizaram formas distintas para definir fragilidade...

Prevalência da utilização de serviços de fisioterapia entre a população adulta urbana de Lages, Santa Catarina

Moretto,LC; Longo,GZ; Boing,AF; Arruda,MP
Fonte: Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Fisioterapia Publicador: Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Fisioterapia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2009 Português
Relevância na Pesquisa
47.16%
OBJETIVO: Descrever a prevalência da utilização de serviços de fisioterapia entre a população adulta urbana de Lages (Santa Catarina) segundo variáveis demográficas e socioeconômicas. MÉTODOS: Realizou-se um estudo transversal de base populacional com amostra obtida em múltiplos estágios ecomposta por adultos entre 20 e 59 anos (n=2.051). Os dados foram coletados por meio de entrevistas domiciliares em que se obteve a informação por parte dos sujeitos de pesquisa sobre o uso, em algum momento da vida, de serviços de fisioterapia. Foi calculada a prevalência desse desfecho para a população global segundo sexo, idade, escolaridade, autoavaliação em saúde e renda. RESULTADOS: Observou-se que a prevalência da utilização de serviços de fisioterapia foi de 33,5% (IC95% 33,0%-39,8%) entre os homens e de 31,5% (IC95% 28,9%-34,1%) entre as mulheres. Quanto às demais variáveis demográficas investigadas, verificou-se que a prevalência do uso da Fisioterapia aumentou de acordo com a idade dos indivíduos, sendo o maior valor relatado no grupo de 50 a 59 anos (47,2%; IC95% 42,4%-52,0%) e foi maior entre as pessoas que referiram cor amarela (45,9%; IC95% 29,1%-62,7%). Em relação às variáveis socioeconômicas, constatou-se que grupos com melhores indicadores reportaram maior uso do serviço...

Guia para prática clínica: fisioterapia em pacientes com Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC)

Langer,D; Probst,VS; Pitta,F; Burtin,C; Hendriks,E; Schans,CPVD; Paterson,WJ; Verhoef-Dewijk,MCE; Straver,RVM; Klaassen,M; Troosters,T; Decramer,M; Ninane,V; Delguste,P; Muris,J; Gosselink,R
Fonte: Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Fisioterapia Publicador: Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Fisioterapia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2009 Português
Relevância na Pesquisa
47.12%
INTRODUÇÃO: No contexto da colaboração internacional para desenvolvimento de guias práticos (ou guidelines), a Sociedade Real Holandesa de Fisioterapia (Koninklijk Nederlands Genootschap voor Fysiotherapie, KNGF) se propôs a desenvolver um guia para esclarecimento sobre a prática clínica de Fisioterapia em pacientes com Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC), assim como também optou por estimular a sua tradução para outras línguas, a fim de torná-lo acessível para públicos internacionais. OBJETIVOS: O presente guia é a versão em língua portuguesa do Guia para Prática Clínica de Fisioterapia em pacientes com DPOC desenvolvido pela KNGF, que teve como objetivo descrever a Fisioterapia baseada em evidências para pacientes com DPOC que apresentam limitação da função pulmonar, da função muscular respiratória e periférica, da capacidade de exercício, da depuração mucociliar e da qualidade de vida, além de limitações em relação à atividade física na vida diária pela dispneia e/ou intolerância ao exercício. CONCLUSÃO: O guia propõe-se principalmente a prover recomendações terapêuticas práticas que auxiliem o fisioterapeuta a oferecer o melhor tratamento possível para pacientes com DPOC...

Estudo dos volumes pulmonares e da mobilidade toracoabdominal de portadoras de obesidade mórbida, submetidas à cirurgia bariátrica, tratadas com duas diferentes técnicas de fisioterapia

Costa,D; Forti,EMP; Barbalho-Moulim,MC; Rasera-Junior,I
Fonte: Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Fisioterapia Publicador: Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Fisioterapia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2009 Português
Relevância na Pesquisa
46.91%
OBJETIVO: Comparar os efeitos da fisioterapia respiratória convencional (FRC) e FRC associada à estimulação diafragmática elétrica transcutânea (EDET) nos volumes pulmonares e mobilidade toracoabdominal em pacientes submetidas à cirurgia bariátrica. MÉTODOS: Este estudo prospectivo randomizado avaliou 44 mulheres candidatas a cirurgia bariátrica com 37,4±8,1 anos, índice de massa corpórea de 47,4±6,1 Kg/m², no pré-operatório, 15º e 30º dias pós-operatório em relação às medidas do volume de reserva inspiratório (VRI), volume de reserva expiratório (VRE), e capacidade inspiratória (CI) e da mobilidade toracoabdominal por meio da espirometria e da cirtometria, respectivamente. A FRC consistiu de exercícios respiratórios diafragmáticos, inspirações profundas, fracionadas e exercícios respiratórios associados à movimentação dos membros superiores. Foi realizada uma série de 10 repetições cada exercício, duas vezes ao dia, durante a internação. Para a EDET, foram posicionados 2 eletrodos na região paraesternal ao lado do processo xifoide e outros 2, entre o 6º e 7º espaços intercostais, nas linhas axilares anteriores bilateralmente. O teste de Friedman foi utilizado para comparação de amostras repetidas intragrupos e o de Mann-Whitney para a comparação intergrupos. Um valor de p

Atuação da fisioterapia na síndrome de fragilidade: revisão sistemática

Arantes,Paula M. M.; Alencar,Mariana A.; Dias,Rosângela C.; Dias,João Marcos D.; Pereira,Leani S. M.
Fonte: Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Fisioterapia Publicador: Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Fisioterapia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2009 Português
Relevância na Pesquisa
47.07%
OBJETIVO: Revisar sistematicamente a literatura sobre intervenções fisioterapêuticas e seus efeitos em idosos frágeis da comunidade. MÉTODOS: Revisão sistemática de estudos publicados até junho de 2008 nas bases de dados Medline, Embase, PEDro, SciELO, LILACS e Biblioteca Cochrane. Foram excluídos os artigos cuja amostra era constituída de idosos não frágeis, institucionalizados e hospitalizados; aqueles cujas intervenções propostas não foram a fragilidade e não eram específicos de fisioterapia. RESULTADOS: De acordo com os critérios de exclusão, dos 152 artigos encontrados no Medline, apenas 15 foram incluídos para análise; dos 71 artigos encontrados na base de dados PEDro, apenas um, uma vez que os outros 10 artigos encontrados já haviam sido selecionados pelo MEDLINE, e dos 461 artigos encontrados na base de dados Embase, apenas dois que não haviam sido selecionados nas outras bases de dados foram incluídos neste estudo. Foi verificado um total de sete diferentes tipos de intervenções: 1) fortalecimento muscular; 2) exercícios de fortalecimento muscular, equilíbrio, coordenação, flexibilidade, tempo de reação e treinamento aeróbico; 3) treino funcional; 4) fisioterapia; 5) fisioterapia realizada no domicílio; 6) adaptação ambiental e prescrição de dispositivo e 7) exercício na água. Os resultados de alguns estudos foram contraditórios mesmo com intervenções semelhantes. Os estudos analisados utilizaram formas distintas para definir fragilidade...

Efeitos da fisioterapia aquática na dor e no estado de sono e vigília de recém-nascidos pré-termo estáveis internados em unidade de terapia intensiva neonatal

Vignochi,Carine; Teixeira,Patrícia P.; Nader,Silvana S.
Fonte: Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Fisioterapia Publicador: Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Fisioterapia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2010 Português
Relevância na Pesquisa
47.12%
OBJETIVOS: Avaliar os efeitos da fisioterapia aquática na dor e no ciclo de sono e vigília de bebês prematuros estáveis hospitalizados. MÉTODOS: A pesquisa caracterizou-se como ensaio clínico não controlado de séries temporais. Foram incluídos 12 recém-nascidos clinicamente estáveis com idade gestacional inferior a 36 semanas internados em unidade de terapia intensiva neonatal. Após serem selecionados, os recém-nascidos foram colocados no meio líquido, onde foi iniciada a fisioterapia aquática, com duração de 10 minutos, na qual foram realizados movimentos que estimulam as posturas flexoras e a organização postural. Foram avaliados os ciclos sono e vigília por meio da escala de avaliação do ciclo de sono e vigília adaptada de Brazelton (1973)*, a presença de sinais de dor por meio da escala Sistema de Codificação da Atividade Facial Neonatal (NFCS), além de parâmetros fisiológicos. RESULTADOS: Em relação aos estados de sono e vigília, antes da fisioterapia, os recém-nascidos apresentaram comportamentos que variaram entre totalmente acordados, com movimentos corporais vigorosos e choro. Após a fisioterapia, os estados de sono variaram entre sono leve com olhos fechados e algum movimento corporal. Esses valores apresentaram diferenças estatisticamente significativas (p