Página 1 dos resultados de 1185 itens digitais encontrados em 0.224 segundos

Políticas de formação de recursos humanos em saúde e enfermagem; Development policies of health and nursing human resources; Políticas de formación de recursos humanos en salud y enfermería

ALMEIDA, Luciana Pavanelli von Gal de; FERRAZ, Clarice Aparecida
Fonte: Associação Brasileira de Enfermagem Publicador: Associação Brasileira de Enfermagem
Tipo: article; editorial; publishedversion
Português
Relevância na Pesquisa
136.18%
O movimento sanitário trouxe ao cenário da educação demandas de formação em saúde orientada para atenção básica, tendo em vista o descompasso da atuação profissional diante das necessidades de saúde da população. Trata-se de pesquisa documental com objetivo de identificar no marco das Conferências Nacionais e de Recursos Humanos em Saúde, no período de 1986 a 2005, as políticas de formação de recursos humanos. Os resultados revelaram que o debate acerca da formação em enfermagem se inscreve nas seguintes categorias: marcos legais da formação em enfermagem; dimensão curricular na formação em saúde; perspectiva das metodologias de ensino-aprendizagem e capacitação de recursos humanos em saúde. Essa trajetória de debate assinala o caminho a percorrer na atualidade pelas diferentes instâncias de formação.; The sanitary movement brought about, in the educational setting, demands for health training focused on primary care, considering the inconsistency between professional practice and population health needs. This is a documental research with the objective to identify human resources development policies in National and Health Human Resources Conferences, in the period from 1986 to 2005. Results show that the debate concerning nursing education is presented in the following categories: legal landmarks in nursing education; curricular dimension of health education; perspectives of teaching-learning methods; and health human resources training. This course of debate shows the current path that different education instances should trail.; El movimiento sanitario trajo al escenario de la educación demandas de formación en salud orientada para la atención básica...

Formação de profissionais de saúde no Brasil: uma análise no período de 1991 a 2008; Undergraduate programs for health professionals in Brazil: an analysis from 1991 to 2008; Formación de profesionales de salud en Brasil: un análisis en el período de 1991 a 2008

HADDAD, Ana Estela; MORITA, Maria Celeste; PIERANTONI, Célia Regina; BRENELLI, Sigisfredo Luis; PASSARELLA, Teresa; CAMPOS, Francisco Eduardo
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
106.01%
Estudo conduzido com o objetivo de contribuir para o planejamento e implementação de políticas de qualificação profissional no campo da saúde. Foram analisados 14 cursos de graduação da área da saúde: biomedicina, ciências biológicas, educação física, enfermagem, farmácia, fisioterapia, fonoaudiologia, medicina, medicina veterinária, nutrição, odontologia, psicologia, serviço social e terapia ocupacional, no período de 1991 a 2008. Dados sobre número de ingressantes, taxa de ocupação de vagas, distribuição de concluintes por habitante, gênero e renda familiar foram coletados a partir dos bancos do Ministério da Educação. Para o curso de medicina, a relação foi de 40 candidatos por vaga nas instituições públicas contra 10 nas privadas. A maioria dos ingressantes era composta por mulheres. A região Sudeste concentrou 57% dos concluintes, corroborando o desequilíbrio de distribuição regional das oportunidades de formação de profissionais de saúde e indicando a necessidade de políticas de incentivo à redução dessas desigualdades.; Study conducted to support the planning and implementation of public policies on human health resources. Fourteen undergraduate health courses were analyzed: biomedicine...

Política de recursos humanos em saúde: análise de documentos oficiais do ministério da saúde; Health human resource policy: an Analysis of Health Ministry Documents.

Almeida, Luciana Pavanelli Von Gal de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 19/10/2007 Português
Relevância na Pesquisa
106.16%
A reforma do setor saúde no Brasil levou à criação do Sistema Único de Saúde que contemplou a saúde como um direito social. Dessa forma, na atualidade, a saúde é tratada como um bem universal a ser provido para todos os cidadãos, implicando no princípio da equidade, em que cada cidadão tem direito a ações e serviços requeridos para manutenção e recuperação de sua saúde. Esse ideário tem forte implicação com os recursos humanos em saúde, em termos de definições políticas e técnicas relacionadas à gestão do trabalho e à formação profissional. A construção de uma política de recursos humanos, na perspectiva do gestor do sistema de saúde leva em conta a noção de política de governo como processo de escolhas públicas direcionado à razão pública e ao interesse público. Em especial, a política nacional de recursos humanos em saúde tem forte relação com o processo de construção do Sistema Único de Saúde. A capacidade institucional dos sistemas de saúde em gestão de recursos humanos tem sido insuficiente para assegurar as condições institucionais para que o desempenho humano contribua com eficácia, qualidade e produtividade para o alcance dos objetivos dos serviços de saúde e das reformas setoriais. Esse estudo tem como objetivo identificar no marco das Conferências Nacionais de Saúde e de Recursos Humanos em Saúde...

Trajetória profissional na estratégia saúde da família: em foco a contribuição dos cursos de especialização; Professional trajectories in the family health strategy: focusing the contribution of the specialization courses

Silva, Tatiane Aparecida Moreira da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 02/12/2009 Português
Relevância na Pesquisa
106%
A formação de profissionais para atuar na Estratégia Saúde da Família (ESF) é um problema importante para a qualificação da Atenção Básica (AB) no Brasil. O objetivo desta pesquisa foi analisar a trajetória profissional dos egressos dos Cursos de Especialização em Saúde da Família, oferecidos pelo Pólo de Formação, Capacitação e Educação Permanente em Saúde da Família da Região Metropolitana de São Paulo. Trata-se de um estudo de caso, de natureza descritiva e exploratória, com abordagem qualitativa. Foram sujeitos deste estudo 11 egressos dos cursos de especialização ocorridos no período de 2002 a 2004. Os resultados mostraram que os casos estudados representam principalmente a trajetória de mulheres, com mais de 40 anos de idade, nascidas no Estado de São Paulo e graduadas em medicina e enfermagem em escolas privadas há mais de 20 anos. A análise das trajetórias mostrou que seis profissionais não trabalham mais na mesma unidade de saúde na qual trabalhavam no início do curso e que todos possuem experiência em AB. Com relação à capacitação prévia, todos haviam feito o curso introdutório; entretanto, três não fizeram capacitação clínica para os ciclos de vida. A maioria dos sujeitos desta pesquisa relatou baixa identidade com a ESF...

A formação de recursos humanos em odontologia e as exigências do setor público

Lazeris, Andréa Manente
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: dissertação (mestrado)
Português
Relevância na Pesquisa
115.98%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Odontologia; Necessário se faz investigar a estrutura em que se fundamenta a odontologia e o setor público de saúde, analisando suas contradições e compreender as relações entre a prática pública e a formação profissional odontológica. O objetivo geral do presente estudo é avaliar a formação de recursos humanos em odontologia frente às exigências do setor público. Foi realizada pesquisa aplicada, quantitativa e exploratória, sendo classificada como tipicamente de campo, caracterizando-se como um estudo de caso. Foi aplicado um questionário entre os cirurgiões-dentistas que trabalham no Serviço Público de Saúde do município de Itajaí-SC. Foram analisados os procedimentos realizados no município e na instituição formadora, a Universidade Federal de Santa Catarina. A maioria dos profissionais sugere necessidade de alterações no ensino da profissão, afinal, os resultados contrastantes encontrados indicam filosofias de tratamento opostas, revelando um predomínio da visão curativa e reabilitadora em relação à preventiva no exercício público da profissão no município pesquisado.

Processo de Treinamento e Desenvolvimento de Recursos Humanos à Distância de uma Empresa Catarinense

Torre Lara, Carlos Fernando
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: tccgrad Formato: 74 f.
Português
Relevância na Pesquisa
106.05%
TCC (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Sócio Econômico, Curso de Administração.; O presente trabalho objetivou analisar o processo de treinamento e desenvolvimento de recursos humanos a distância de uma empresa catarinense, considerando o período entre o segundo semestre de 2006 e o primeiro semestre de 2007. Visando a consecução do objetivo geral, elaborou-se objetivos específicos tendo como base á descrição do processo de treinamento e desenvolvimento de recursos humanos, a verificação dos aspectos que o processo propõe atender, a identificação de pontos relevantes que compõem o processo e a avaliação do curso de formação de tutores para educação distancia. A metodologia adotada foi elaborada sobre a proposta de Roesch (1999) que sugere uma abordagem sobre método da pesquisa, técnicas de coletas de dados e técnicas de análise, sendo assim, esta pesquisa caracterizou-se como qualitativa (pesquisa descritiva e exploratória) e quantitativa (estudo de caso). A coleta de dados ocorreu por meio de observações durante a execução do curso de formação de tutores para educação a distancia, entrevistas semiestruturadas e não disfarçadas com colaboradores da própria instituição e aplicação de um questionário com a tutora do curso. A análise dos dados foi realizada pela técnica de análise de conteúdos. Para analise do processo de treinamento e desenvolvimento de recursos humanos foi pesquisado as quatro etapas em que o processo subdivide-se como: levantamento de necessidades de treinamento (LNT)...

Formação de profissionais de saúde no Brasil: uma análise no período de 1991 a 2008

HADDAD, Ana Estela; MORITA, Maria Celeste; PIERANTONI, Célia Regina; BRENELLI, Sigisfredo Luis; PASSARELLA, Teresa; CAMPOS, Francisco Eduardo
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
106.01%
Estudo conduzido com o objetivo de contribuir para o planejamento e implementação de políticas de qualificação profissional no campo da saúde. Foram analisados 14 cursos de graduação da área da saúde: biomedicina, ciências biológicas, educação física, enfermagem, farmácia, fisioterapia, fonoaudiologia, medicina, medicina veterinária, nutrição, odontologia, psicologia, serviço social e terapia ocupacional, no período de 1991 a 2008. Dados sobre número de ingressantes, taxa de ocupação de vagas, distribuição de concluintes por habitante, gênero e renda familiar foram coletados a partir dos bancos do Ministério da Educação. Para o curso de medicina, a relação foi de 40 candidatos por vaga nas instituições públicas contra 10 nas privadas. A maioria dos ingressantes era composta por mulheres. A região Sudeste concentrou 57% dos concluintes, corroborando o desequilíbrio de distribuição regional das oportunidades de formação de profissionais de saúde e indicando a necessidade de políticas de incentivo à redução dessas desigualdades.; Study conducted to support the planning and implementation of public policies on human health resources. Fourteen undergraduate health courses were analyzed: biomedicine...

Gestão de recursos humanos no Centro Distrital de Aveiro, ISS, I.P.

Gouveia, Carla Filipa Ferreira
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: masterthesis
Português
Relevância na Pesquisa
106.01%
Este relatório de estágio surge no âmbito do estágio curricular no Núcleo de Recursos Humanos do Centro Distrital da Segurança Social de Aveiro, no contexto curricular do mestrado em Administração e Gestão Pública. Para além da descrição das atividades realizadas em ambientes de estágio, é ainda necessário um enquadramento teórico sobre as práticas de gestão de recursos humanos, principalmente no que se refere à necessidade de formação profissional e a aplicação de sistemas de avaliação de desempenho, procurando compreender o seu contributo para a estratégia organizacional.; This report was produced under my traineeship at the Human Resources Group of the local Social Security Centre of Aveiro, within the curriculum of the master’s degree in Administration and Public Management. Besides the description of the activities executed in training environments, it is also necessary a theoretical framework about the practices of human resources management, particularly with regard to the need for vocational training and the implementation of performance evaluation systems, seeking to understand their contribution to organizational strategy.; Mestrado em Administração e Gestão Pública

Práticas de Gestão de Recursos Humanos nas PME: um estudo multi-caso no concelho de Alcácer do Sal

Felisardo, Alexandra Sofia dos Santos
Fonte: Instituto Politécnico de Setúbal. Escola Superior de Ciências Empresariais Publicador: Instituto Politécnico de Setúbal. Escola Superior de Ciências Empresariais
Tipo: info:eu-repo/semantics/masterthesis
Publicado em /01/2015 Português
Relevância na Pesquisa
105.99%
Dissertação apresentada para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Ciências Empresariais - Ramo gestão de PME; Num contexto cada vez mais competitivo, a gestão de recursos de recursos humanos assume um papel cada vez mais importante na criação de vantagem competitiva sustentável, uma vez que os trabalhadores são a base de qualquer empresa. No entanto, nem todas as empresas, principalmente as pequenas e médias empresas (PME), compreendem a sua importância, ou têm capacidade de implementar as práticas de gestão de recursos humanos mais adequadas ao desenvolvimento da sua força de trabalho. A presente investigação tem como principal objetivo perceber quais são as práticas de gestão de recursos humanos implementadas pelas PME. Desta forma, optamos pela metodologia multi-caso e realizamos 4 entrevistas semidiretivas a responsáveis por empresas de diferentes setores de atividade do concelho de Alcácer do Sal, fundamentalmente para perceber quais as práticas de gestão de recursos humanos implementadas por estas. De acordo com os resultados obtidos nesta investigação, verificamos que as práticas de gestão de recursos humanos mais utilizadas pelas PME são o recrutamento e seleção...

Importância da criação de infra-estruturas e da formação de recursos humanos no desenvolvimento: Os casos de Cabo Verde e São Tomé e Príncipe

Cardoso, Maria Manuela lemos e Castro
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em 18/04/2008 Português
Relevância na Pesquisa
106.07%
Este trabalho procurou ser uma análise da importância das infra-estruturas e da formação de recursos humanos no desenvolvimento dos Pequenos Estados Insulares em Desenvolvimento. Sendo países com especificidades muito próprias que lhes conferem também níveis diferentes de vulnerabilidade, o estudo empírico procurou mostrar que, no caso de Cabo Verde e de São Tomé e Príncipe, o investimento na criação de infra-estruturas, quando associado à prestação de serviços de qualidade, pode ser directamente gerador de valor, induzir outros investimentos ou criar condições sociais para o desenvolvimento. Também a formação de recursos humanos pode, através da implementação de sistemas educativos de qualidade, ser geradora de desenvolvimento ao criar cidadãos social e politicamente activos, potenciadora da atracção de investimentos produtivos ou da prestação de serviços de maior valor acrescentado. Nesta análise, as componentes do IDH serviram de linha orientadora, embora outras de carácter qualitativo tivessem servido para colmatar falhas que uma análise quantitativa sempre apresenta ou para chegar a algumas conclusões quando não foi possível quantificar investimentos ou indicadores de desenvolvimento. Esta análise suportou-se num quadro teórico que não pôde deixar de tocar conceitos de desenvolvimento e de infra-estrutura...

Políticas de formação de recursos humanos em saúde e enfermagem

Almeida,Luciana Pavanelli von Gal de; Ferraz,Clarice Aparecida
Fonte: Associação Brasileira de Enfermagem Publicador: Associação Brasileira de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2008 Português
Relevância na Pesquisa
126.1%
O movimento sanitário trouxe ao cenário da educação demandas de formação em saúde orientada para atenção básica, tendo em vista o descompasso da atuação profissional diante das necessidades de saúde da população. Trata-se de pesquisa documental com objetivo de identificar no marco das Conferências Nacionais e de Recursos Humanos em Saúde, no período de 1986 a 2005, as políticas de formação de recursos humanos. Os resultados revelaram que o debate acerca da formação em enfermagem se inscreve nas seguintes categorias: marcos legais da formação em enfermagem; dimensão curricular na formação em saúde; perspectiva das metodologias de ensino-aprendizagem e capacitação de recursos humanos em saúde. Essa trajetória de debate assinala o caminho a percorrer na atualidade pelas diferentes instâncias de formação.

Algumas reflexões sobre a formação de recursos humanos para a saúde pública

Krausz,Rosa Rosemberg
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/1977 Português
Relevância na Pesquisa
115.97%
São analisadas as funções e relações da Universidade com a sociedade, enfatizando o problema da formação de recursos humanos para a área da Saúde Pública. Focalizando a situação brasileira atual, foram discutidos os aspectos que devem ser considerados pelos serviços de saúde quanto às suas expectativas com relação à quantidade e qualidade dos recursos humanos preparados pela Universidade.

Consumo de álcool e atenção primária no interior da Amazônia: sobre a formação de médicos e enfermeiros para assistência integral

Moretti-Pires,Rodrigo Otávio; Corradi-Webster,Clarissa Mendonça; Furtado,Erikson Felipe
Fonte: Associação Brasileira de Educação Médica Publicador: Associação Brasileira de Educação Médica
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2011 Português
Relevância na Pesquisa
115.9%
O uso problemático de álcool (UPA) é um dos principais problemas de saúde pública na lista de prioridades da Estratégia de Saúde da Família (ESF). Este artigo objetiva investigar a visão de enfermeiros e médicos de Saúde da Família sobre o UPA, focando a compreensão que trazem sobre esta temática e o modo como é trabalhada no dia a dia dos serviços da região amazônica. Trata-se de um estudo qualitativo, com 14 trabalhadores da ESF, médicos e enfermeiros recém-formados de um município do interior do Amazonas. Foram utilizados dois grupos focais. Os dados foram analisados por meio de análise temática, a partir dos princípios do SUS e da formação de recursos humanos em saúde. Os profissionais identificaram os fatores de risco para o UPA, mostraram conhecer as consequências para o indivíduo e para a sociedade, e descreveram os critérios utilizados pelos sistemas de classificação de doenças, mas não sabiam como atuar sobre esta questão, indicando problemas na formação universitária.

O PET-Saúde como ferramenta estratégica de implantação de um curso de medicina em uma universidade pública: relato de uma experiência

Dias,Cristina Maria Ganns Chaves; Siqueira,Marcello Rebello Lignani; Lessa,Leticia Peixoto; Moreira,Tiago Stanley; Freitas,Rafaela Teixeira; Sousa,Bruno Ivanovinsky Costa de; Bernini,Alesson Filipi; Mendonça,Bianca Gazolla; Oliveira,Felipe Alves de; More
Fonte: Associação Brasileira de Educação Médica Publicador: Associação Brasileira de Educação Médica
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2012 Português
Relevância na Pesquisa
115.85%
Como parte do seu projeto de expansão, a Universidade Federal de Viçosa criou um curso de graduação em Medicina que, pautado nas Diretrizes Curriculares Nacionais, busca a inserção precoce dos estudantes na rede de Atenção Básica. A integração da escola ao serviço público, assim como a preocupação com a formação de recursos humanos com senso de responsabilidade social, compromisso com a cidadania e aptos a atender às necessidades concretas da população e operacionalizar o Sistema Único de Saúde estiveram no centro do processo de criação desse curso. A abertura do curso foi autorizada pelo Ministério da Educação e, concomitantemente, foi aprovada a criação de um grupo do Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde (PET-Saúde). Nesse cenário de múltiplos desafios que representa a criação de um novo curso de Medicina em uma universidade pública tradicional, pautado nas DCNs e a partir de um currículo integrado, (re)pensar as experiências iniciais vivenciadas pelos atores sociais protagonistas do PET-Saúde/UFV é o propósito deste relato de experiência.

Formação de recursos humanos em saúde no Brasil: uma revisão integrativa

Vendruscolo,Carine; Prado,Marta Lenise do; Kleba,Maria Elisabeth
Fonte: Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais Publicador: Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2014 Português
Relevância na Pesquisa
136.02%
A Revisão Integrativa da Literatura analisou temáticas de estudos relacionados à formação de profissionais orientada para o Sistema Único de Saúde, de 2001 a 2012. Para a busca, em outubro de 2012, utilizaram-se os descritores: "Formação de Recursos Humanos" and "Sistema Único de Saúde", em consulta ao portal Biblioteca Virtual em Saúde. Foram encontrados 86 trabalhos, e 30 contemplavam os critérios de inclusão, os quais foram analisados, identificando-se as dimensões temáticas: princípios e diretrizes do SUS como orientadores da formação; necessidades do usuário e dos serviços de saúde; e papel dos diferentes sujeitos e organizações na mudança. Confirma a importância da formação como operadora essencial das mudanças na prática dos trabalhadores da saúde. Recomenda-se a realização de pesquisas com vistas ao fortalecimento dos dispositivos de reorientação da formação e ao aprofundamento do debate.

Força de trabalho em saúde mental no Brasil: os desafios da reforma psiquiátrica

Dal Poz,Mario Roberto; Lima,José Carlos de Souza; Perazzi,Sara
Fonte: IMS-UERJ Publicador: IMS-UERJ
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2012 Português
Relevância na Pesquisa
106.04%
O artigo analisa a formação de recursos humanos em saúde mental em uma conjuntura de mudança do modelo assistencial no Brasil, um dos países que mais rapidamente vêm adotando um modelo de atenção comunitária em substituição ao modelo asilar. Os autores argumentam que a preparação dos recursos humanos é um dos pontos mais frágeis no processo de mudança do modelo de atenção à saúde mental no Brasil, apesar de esta dificuldade não ser exclusivamente da área de saúde mental, mas de toda a Reforma Sanitária Brasileira. Segundo os autores, o desafio é planejar de maneira articulada à formação profissional e à política assistencial, articulando saúde e educação. A sustentabilidade da nova política assistencial no longo prazo requer a elaboração de políticas adequadas para os recursos humanos, bem como o enfrentamento da desigualdade distributiva da força de trabalho.

Percepção dos alunos de uma universidade pública sobre o Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde

Pinto,Anna Carolina Martins; Oliveira,Isabela Viana; Santos,Ana Luiza Soares dos; Silva,Luiza Eunice Sá da; Izidoro,Gabriela da Silva Lourelli; Mendonça,Raquel de Deus; Lopes,Aline Cristine Souza
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2013 Português
Relevância na Pesquisa
115.9%
Este estudo objetivou analisar, na perspectiva dos alunos, o Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde (PET-Saúde) de uma universidade pública de Belo Horizonte-MG em seu primeiro ano e seu impacto na formação dos discentes. Estudo de coorte prospectivo com os alunos participantes do PET-Saúde, com dados coletados por questionário estruturado e autoaplicado, aos seis e dez meses do programa, com questões sociodemográficas, de avaliação da metodologia, objetivos e impacto do programa. A maioria relatou que os objetivos propostos foram alcançados, destacando o trabalho interdisciplinar e a produção acadêmica voltada para as necessidades do Sistema Único de Saúde (SUS). O programa também contribuiu para a formação profissional nas áreas de pesquisa, ensino e extensão, sendo que na segunda avaliação, os discentes relataram maior interação com equipamentos sociais. Acredita-se que o PET-Saúde constitui importante estratégia de formação de recursos humanos conforme as necessidades do SUS, por possibilitar o exercício do trabalho em equipe, da comunicação, agilidade e criatividade para lidar com situações adversas, bem como a vivência dos princípios da Atenção Primária integrados à comunidade.

Saberes e práticas fitoterápicas de médicos na estratégia saúde da família

Varela,Danielle Sousa Silva; Azevedo,Dulcian Medeiros de
Fonte: Fundação Oswaldo Cruz, Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio Publicador: Fundação Oswaldo Cruz, Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2014 Português
Relevância na Pesquisa
115.85%
Este artigo analisa o conhecimento e o emprego de fitoterápicos por médicos na Estratégia Saúde da Família de Caicó, Rio Grande do Norte. Tratase de pesquisa descritiva com abordagem qualitativa desenvolvida com nove médicos, em janeiro e fevereiro de 2011, na qual se utilizaram entrevistas semiestruturadas. Os dados foram submetidos à análise temática de conteúdo: perfil dos entrevistados; conhecimento dos médicos sobre fitoterápicos; e emprego de fitoterápicos por médicos. A maioria dos entrevistados (77%) referiu conhecer fitoterápicos e recomendálos aos usuários da Estratégia, no entanto, o saber sobre essa temática era limitado. Foram mencionados 16 fitoterápicos, com maior índice de aplicabilidade para o Ansiopax e o Calman, indicados para problemas de ansiedade e insônia. Evidenciaram-se a importância da abordagem de práticas integrativas e complementares nos cursos de graduação da área da saúde e a necessidade de investimento na formação de recursos humanos, com a oferta de educação permanente em saúde e a garantia de um suporte básico (físico e estrutural) para implantação, manutenção e consolidação da Política Nacional de Plantas Medicinais e Fitoterápicos.

Formação de recursos humanos e os novos tempos.

ALVES, E.; SILVA, R.; FONSECA FILHO, J. P.
Fonte: Revista de Política Agrícola, Brasília, ano 14, n.4, pag. 63-72, out./dez. 2005. Publicador: Revista de Política Agrícola, Brasília, ano 14, n.4, pag. 63-72, out./dez. 2005.
Tipo: artigo em periódico indexado (alice)
Português
Relevância na Pesquisa
115.85%
O propósito do artigo é discutir os paradigmas da política de recursos humanos para preparar os cientistas da Embrapa para os novos tempos. Fala-se muito nas dificuldades orçamentárias da Empresa. Mas, o quadro que se descreverá não diz respeito a este importante assunto. O quadro ainda é pertinente num ambiente orçamentário favorável. Ou, ainda, a Embrapa terá que se ajustar às transformações em curso, qualquer que seja o rumo que o orçamento do governo federal possa tomar. Assim, o artigo não tem como objetivo discutir novas formas de financiar a Embrapa, embora elas, naturalmente, decorrerão das transformações em andamento. Mas, sim, discutir os ajustamentos necessários.; 2005