Página 1 dos resultados de 4843 itens digitais encontrados em 0.088 segundos

Emoções e promoção da saúde

Batista, V.; Martins, D.; Martins, P.; Rodrigues, M.; Veiga-Branco, Augusta
Fonte: Ministério da Saúde - Direcção - Geral da Saúde Publicador: Ministério da Saúde - Direcção - Geral da Saúde
Tipo: conferenceobject
Português
Relevância na Pesquisa
85.97%
Ser capaz de gerir os próprios afectos bem como as relações inter-sociais ao longo do tempo, são a proposta do estudo que a seguir se apresenta. Parte-se do pressuposto que uma das formas mais profundas de assegurar a Promoção da Saúde intra e interpessoal, é aprender a tornar-se emocionalmente competente (Veiga Branco, 2004; 2007). Ser emocionalmente competente é ser capaz de encontrar soluções, a partir de recursos internos que emergem das emoções, e substancialmente da gestão das emoções e da automotivação que os sujeitos podem encontrar. Este conjunto de destrezas parece potencializar a percepção de uma vida psicoafectiva à qual parecem estar ligados o êxito social, individual, sucesso profissional e felicidade conjugal (Goleman, 1995; 2000). A Promoção e Educação para a Saúde insere o bem-estar da pessoa como um todo, o que envolve: o homem é razão, mas também emoção. Métodos Estudo exploratório, quantitativo e transversal. Utiliza o instrumento desenvolvido para estudos anteriores “Escala Veiga de Competência Emocional” (EVCE), (Veiga Branco, 2004, a),b) e 2007), cujas respostas – submetidas à Análise de Componentes Principais e analisadas por Alpha de Cronbach – foram tratadas através do programa SPSS 13.0. A amostra do estudo é constituída por 183 sujeitos...

A (re)construção do SUS no município de São Paulo (SP): uma avaliação sobre a incorporação da integralidade na política municipal de saúde; The reconstruction of the SUS into the County of São Paul (SP): an appraisal above the embodies from integralidade on policy municipal of health

Pinto, Nicanor Rodrigues da Silva
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 17/03/2009 Português
Relevância na Pesquisa
86.12%
Antecedentes. Alguns princípios e diretrizes organizativas do Sistema Único de Saúde (SUS) têm sido mais freqüentemente avaliados como a descentralização da gestão, a participação e controle sociais e a extensão de cobertura. A integralidade da atenção à saúde se destaca como um de seus princípios pouco estudado, particularmente no que se refere à sua dimensão sistêmica como a incorporação desse princípio na política e na gestão da saúde no âmbito municipal. Objetivo. Esta pesquisa foi desenvolvida com o objetivo de avaliar se e como a integralidade na assistência à saúde foi incorporada nas políticas de saúde priorizadas e implementadas no processo de (re)construção do SUS no Município de São Paulo (SP), no período de 2001 a 2008. Métodos. A estratégia metodológica utilizada foi a do estudo de caso, utilizando-se como dados e informações coletadas junto a distintas fontes de evidência: (a) atores sociais privilegiados, envolvidos no processo de gestão (informantes-chaves), por meio de entrevistas; (b) documentos de gestão (leis, decretos, portarias, normas técnicas, relatórios de gestão, atas de reunião); e (c) observação participante, desenvolvida em espaços institucionais e instâncias político-administrativas do SUS no município. A análise da incorporação da integralidade da assistência à saúde foi realizada prioritariamente nas dimensões da política de saúde e da gestão do sistema de saúde. Resultados. São apresentados três artigos formatados com recortes temáticos dos resultados da pesquisa e que pudessem ter consistência e densidade suficientes para serem submetidos a periódicos do campo da Saúde Pública/Coletiva. Os artigos elaborados são: (1) Política de saúde e gestão no processo de (re)construção do SUS em município de grande porte: um estudo de caso de São Paulo...

O Conselho Municipal de Saúde de Rio Branco como espaço de participação social e promoção da saúde; The Municipal Health Council of White River as a space for social participation and health promotion

Rocha, Danúzia da Silva
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 03/06/2014 Português
Relevância na Pesquisa
85.98%
No presente estudo, objetivou-se a compreensão da forma como a participação social se desenvolve no Conselho Municipal de Saúde, do município de Rio Branco, assim como a identificação da sua influência nas ações de promoção à saúde. Para tal, foi utilizada uma abordagem qualitativa e a metodologia de estudo de caso. A investigação foi realizada em etapas, sendo elas: acompanhamento das reuniões do referido órgão, com a utilização da técnica conhecida como observação sistemática; a segunda consistiu na análise documental das atas das reuniões dos órgãos colegiados, relatórios de gestão, entre outros; e realização de entrevistas com todos os conselheiros. Apesar do órgão estudado já ter sido criado há mais de duas décadas, a participação social somente tem-se desenvolvido muito paulatinamente apenas nos últimos quatros anos. Este conselho apresenta como entraves a sua efetivação e real democratização da gestão das políticas públicas de saúde, os mesmos obstáculos identificados em outros conselhos estudados no país. São eles: relações assimétricas de poder; dificuldades de representação, principalmente no segmento dos usuários; capacitações insuficientes para o pleno exercício do mandato de conselheiro...

O uso dos sistemas de informação como ferramenta para a tomada de decisão pela gestão da saúde em municípios do sul da Bahia; The use of information systems in the decision making for the health management from several cities in South of Bahia

Pinheiro, Alba Lúcia Santos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 08/12/2014 Português
Relevância na Pesquisa
96.11%
As informações em saúde constituem recursos primordiais para o desenvolvimento do conhecimento e para a inovação em saúde, sendo essenciais para guiar as políticas, o planejamento, a avaliação e subsidiar o processo decisório. O objetivo geral do estudo foi analisar a utilização dos Sistemas de Informação em Saúde (SIS) no processo de tomada de decisão pela gestão da saúde em municípios do sul da Bahia. Utilizou-se como referencial teórico a Gestão do Conhecimento, que possui como foco a estruturação de pessoas, processos e tecnologia para o alcance dos objetivos organizacionais. Trata-se de um estudo qualitativo, cujos sujeitos foram 16 secretários de saúde. Os dados foram coletados através de entrevista semi-estruturada e de formulário com roteiro aplicado a documentos, ambos submetidos à técnica de análise de conteúdo, modalidade temática. Dois temas emergiram das análises: "A Gestão em Saúde: um olhar na perspectiva do uso dos SIS", dividido em três subtemas inerentes às dimensões Pessoa, Processo e Tecnologia. A segunda unidade temática, "O uso dos SIS pela gestão da saúde: o contexto de documentos", concentrou-se na análise de documentos e foi dividida em duas subcategorias: "A potência do uso dos SIS para nortear as análises da situação de saúde: desafios para a gestão" e "Os distintos atores estão empoderados pelas Informações para a priorização de problemas e para a tomada de decisão?". Os principais resultados das subcategorias foram os seguintes: a dimensão pessoa apontou que os gestores não utilizam todo potencial dos SIS; há o envolvimento de diversos atores na decisão e...

Gestão da saúde e segurança do trabalho na indústria petroquímica : um estudo de caso

Weber, Tiago
Tipo: dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
96.06%
A presente pesquisa identifica fatores protetores e não-protetores de trabalhadores petroquímicos, tendo como base o modelo de gestão praticado por uma empresa petroquímica – multinacional brasileira situada no Polo de Triunfo-RS – e seus reflexos na gestão da Saúde e Segurança do Trabalho. Para atender a esse propósito, o trabalho fundamenta sua teoria em: 1) sociedade líquido-moderna, 2) trabalho imaterial e a gestão, 3) governança corporativa e 4) gestão da saúde e segurança do trabalho. O método adotado é um estudo de caso único, de cunho qualitativo e de natureza exploratório – descritiva. Utiliza-se a triangulação de dados para o desenvolvimento desta pesquisa, baseada em sete entrevistas semiestruturadas, dados da empresa e outras fontes. Como resultado deste estudo, evidencia-se que a organização adota a governança corporativa como modelo de gestão, implicando na diminuição da hierarquia e na responsabilização de cada trabalhador pelo alcance das metas. Nesta condição, identificam-se elementos contraditórios que servem tanto para proteção quanto para não proteção os trabalhadores. Como fator protetor, a autonomia e a cooperação surgem, oportunamente, no poros do trabalho prescrito para aproximar os trabalhadores. Assim como a gestão da saúde e segurança do trabalho...

A Gestão da qualidade e o redesenho de processos como modelo de desenvolvimento organizacional em hospitais publicos universitarios : o caso do Hospital de Clinicas da Unicamp; The quality management and the redesign of process as an organizational development model in university public hospitals : the case of UNICAMP Clinics Hospital

Maria Bernadete Barros Piazzon Barbosa Lima
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 18/12/2006 Português
Relevância na Pesquisa
86%
A qualidade na área de saúde pública ainda é um movimento incipiente no Brasil. Insuficiência de recursos para investimentos e melhorias, mas também falta de eficácia e efetividade, frágil acolhimento dos usuários, baixo impacto das ações de saúde sobre os problemas da população, se constituem ainda problemas evidentes. Torna-se extremamente necessário e urgente apontar possibilidades de intervenção nesta realidade. Não basta melhorar o financiamento na saúde, é preciso corrigir os procedimentos organizacionais para reduzir custos, eliminar desperdícios, retrabalho, e reduzir a variabilidade nos processos de trabalho. O que deve mover a administração pública é a boa utilização do orçamento, e não o aumento de lucro. Sendo assim, a área de saúde pública é um ambiente único e desafiador para implantar mudanças na forma de Gestão. Esta dissertação tem a finalidade de retratar como a Gestão da Qualidade e o método de Redesenho de Processos pode ser uma estratégia para o Desenvolvimento Organizacional nos Hospitais Públicos Universitários, através do relato da experiência no Hospital de Clínicas da UNICAMP. A realidade encontrada pelo redesenho nos processos do HC-UNICAMP foi uma grande quantidade de mudanças fáceis de implantar nos processos vigentes. Os trabalhos permitiram avançar nas interfaces entre as áreas...

Programação de ações e metas nos serviços da rede municipal de saúde de Campinas-SP visando integração de instrumentos de planejamento; Schedule of action and targets in the services of municipal health network of Campinas-SP aiming at integration of planning tools

Edison Martins da Silveira
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 20/07/2011 Português
Relevância na Pesquisa
86.06%
Este estudo teve como objetivo apresentar o processo de integração do planejamento da Secretaria Municipal de Saúde de Campinas, que utilizou ações e metas para a atenção básica, elaboradas a partir do cruzamento de alguns indicadores do Pacto pela Saúde, do Relatório Anual de Gestão 2010 e da Programação Anual de Saúde. Um grupo composto por 02 gestores do Departamento de Gestão e Desenvolvimento (DGDO) e 02 gestores do Departamento de Saúde (DS) da Secretaria Municipal de Saúde definiram os principais indicadores e ações em uma planilha informatizada, que foi encaminhada às coordenações das áreas programáticas e aos serviços da atenção básica, via correio eletrônico. Após preenchimento e devolução, foram feitas pactuações com alguns gestores do nível central da secretaria e dos Distritos de Saúde. Foram elaboradas para a atenção básica 85 ações, qualitativas e quantitativas, nas várias áreas de atenção e vigilância em saúde, com adesão de 95% de toda a rede municipal. O processo permitiu uma boa integração de todo o planejamento em saúde da Secretaria, uma efetiva capilarização dos instrumentos de planejamento nos vários níveis da gestão e a possibilidade de elaboração de um contrato de gestão da Secretaria de Saúde com toda a rede municipal; This study aims to present the integration process of the planning of the Municipal Secretary of Health...

PROJETO VIDA DE ESTUDANTE: UMA EXPERIÊNCIA INOVADORA EM GESTÃO DE SÁUDE

Silva, Nádia Filomena Ribeiro da; Santos, Maria Aparecida dos
Fonte: INPEAU Publicador: INPEAU
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
86%
Este artigo tem como objetivo apresentar um modelo inovador de gestão da saúde do estudante universitário, o qual está em processo de implantação em uma das mais tradicionais instituições federais de ensino superior no Brasil. O projeto institucional que ora ocupa o arquétipo supracitado intitula-se projeto Vida de Estudante, já sugerindo em sua denominação o seu objetivo central, qual seja, o cuidado com o cotidiano da vida do estudante em sua experiência universitária. Este trabalho de pesquisa e análise está articulado aos seguintes aspectos institucionais: a) a implicação de uma gestão co-participativa no serviço público federal e b) os efeitos da introdução de práticas de cuidados para com os estudantes inovadores no campo da saúde na universidade pública; introdução respaldada, por sua vez, nas recentes conquistas das reformas sanitária e psiquiátrica brasileiras. A “pesquisa-intervenção”, referenciada na Análise Institucional — importante referencial teórico de pesquisa do campo atual da Psicologia Social Institucional no Brasil — é o dispositivo metodológico empregado neste trabalho. Nesta vertente, na medida em que nossas investigações, observações e análises procuram dar visibilidade às condições de saúde e a qualidade de vida do estudante universitário...

Contributos para a implementação dum modelo de gestão da qualidade num serviço de tomografia computorizada: uma análise prospectiva

Campos, Joana Dulce
Fonte: Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa Publicador: Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa
Tipo: info:eu-repo/semantics/masterthesis
Publicado em /12/2011 Português
Relevância na Pesquisa
86.04%
Mestrado em Intervenção Sócio-Organizacional na Saúde - Área de especialização: Políticas de Administração e Gestão de Serviços de Saúde.; Este estudo pretende abordar uma visão da Prospectiva Estratégica, adaptando o Modelo de Cenários, para uma futura implementação do modelo de qualidade da European Foudation for Quality Management (EFQM), num serviço de Tomografia Computorizada. Foram analisados os actores intervenientes nesta análise sócio–organizacional, em que as chefias intermédias são as mais intervenientes deste processo. A análise dos objectivos verifica a importância do papel do Coordenador Técnico e ressalva a importância das competências dos profissionais de saúde deste serviço, assumindo a importância da gestão do risco e da necessidade de estabelecer parcerias. Como proposta de um possível Plano de Intervenção sugere-se um modelo de gestão do risco definido através de Seminários Prospectivos, com o objectivo de criar um sentido de trabalho em equipa, em que os objectivos individuais sirvam os da instituição, num ambiente organizacional motivado e dinâmico, em que a mudança seja um factor impulsionador da organização. ABSTRACT - This study purposes to address a vision of the Strategic Foresight...

Gestão da qualidade num serviço de pneumologia

Henriques, Ana Cristina Coutinho de Carvalho
Fonte: Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa Publicador: Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa
Tipo: info:eu-repo/semantics/masterthesis
Publicado em //2013 Português
Relevância na Pesquisa
86.12%
Mestrado em Gestão e Avaliação de Tecnologias em Saúde; A falta de qualidade ou falhas na prestação de cuidados de qualidade afetam diretamente os doentes e seus familiares, os profissionais de cuidados de saúde, a comunidade e as entidades de financiamento. Nos últimos anos as organizações prestadoras de cuidados de saúde e os seus profissionais têm-se envolvido em questões de melhoria da qualidade, através da implementação de métodos de gestão da qualidade, para ir ao encontro dos requisitos do doente e aumentar a satisfação dos mesmos. A melhoria contínua da qualidade reduz os custos, pois proporciona um melhor serviço. A projeção da qualidade na saúde torna-se cada vez maior com os crescentes custos associados ao sistema de saúde. Os avanços tecnológicos e a disseminação de informações em constante atualização acarretam custos elevados para o sistema de saúde. Um dos objetivos da melhoria da qualidade nos serviços de saúde está associado à identificação de oportunidades de redução de despesas, otimizando o consumo de recursos, e ao mesmo tempo, garantindo o acesso às novas tenologias e atingindo a satisfação do doente. No fundo, o desafio das organizações prestadoras de cuidados de saúde no novo milénio é a busca da melhoria contínua da qualidade ao menor custo. Um dos objetivos e finalidades primordiais do Mestrado em Gestão e Avaliação de Tecnologias em Saúde (GATS) é desenvolver competências profissionais no sentido da promoção e otimização da gestão dos recursos de saúde...

Gestão da segurança e saúde no trabalho em trabalhos de beneficiação rodoviária: perfil de autoestrada e a aplicação dos princípios gerais da prevenção à fase de execução da obra

Levy, Oscar Benedito Lotário Soares
Fonte: Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa Publicador: Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa
Tipo: info:eu-repo/semantics/masterthesis
Publicado em //2014 Português
Relevância na Pesquisa
86%
Mestrado em Segurança e Higiene no Trabalho; O presente projeto de investigação aborda o tema da Gestão da Segurança e Saúde no Trabalho, nomeadamente em trabalhos de beneficiação rodoviária com perfil de autoestrada, visando a verificação da aplicação efetiva dos Princípios Gerais de Prevenção, à fase da execução da obra. A escolha do sector da construção esteve relacionada com o facto de este ser, um dos sectores de atividade que maior taxa de sinistralidade laboral apresenta. Verificando-se que os trabalhadores deste sector enfrentam diariamente, no seu local de trabalho, diversos riscos que colocam em causa a sua integridade física e psicológica. Assim cabe à entidade empregadora avaliar essa exposição, procurando eliminar ou minimizar esses riscos através da aplicação dos Princípios Gerais da Prevenção. O objetivo principal deste projeto de investigação será de conhecer a influência da aplicação dos princípios gerais de prevenção na mitigação de riscos de acidentes de trabalho, recorrendo às ferramentas operacionais de gestão da SHST. Nesse sentido foi necessário aplicar uma lista de verificação, cuja posterior análise permitiu obter algumas recomendações relevantes sobre esta temática - mais concretamente quais os Princípios Gerais da Prevenção menos observados...

Satisfação profissional dos profissionais de saúde: comparação entre serviços com e sem sistema de gestão da qualidade

Brum, Lisa Madruga
Fonte: Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa Publicador: Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa
Tipo: info:eu-repo/semantics/masterthesis
Publicado em //2013 Português
Relevância na Pesquisa
86.06%
Mestrado em Gestão e Avaliação de Tecnologias da Saúde; A Satisfação Profissional (SP) é um importante indicador do clima e desempenho organizacional e da qualidade dos cuidados prestados na área da saúde. A gestão da qualidade potencia o envolvimento do trabalhador com a organização, reconhecendo a sua importância para o desempenho e produtividade da mesma, o que significa que, teoricamente, leva a uma maior SP. Neste estudo pretende-se averiguar a SP dos profissionais de saúde, comparando os que trabalham em serviços com e sem Sistemas de Gestão da Qualidade (SGQ), para verificar se a gestão pela qualidade promove, efectivamente, a SP. Utilizou-se um questionário que permitiu medir a SP global e específica para cada dimensão, assim como verificar a importância motivacional das mesmas. O estudo é de carácter observacional, transversal e do tipo descritivo com uma abordagem quantitativa e a amostra probabilística é constituída por 158 profissionais. A SP global dos inquiridos é elevada. Quanto às dimensões, estes estão mais satisfeitos com a Relação Profissional/Utente e menos satisfeitos com a Remuneração. Em relação à importância motivacional, a Realização Pessoal e Profissional & Desempenho Organizacional é considerada a mais importante...

A relação entre a cultura organizacional e o uso de práticas de gestão da qualidade: uma investigação empírica no sector hospitalar

Sousa, Sérgio Nuno da Silva de
Fonte: Instituto Superior de Economia e Gestão Publicador: Instituto Superior de Economia e Gestão
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em /04/2011 Português
Relevância na Pesquisa
86.11%
Doutoramento em Gestão; A importância da cultura organizacional nos sistemas de gestão da qualidade é extensamente referida na literatura. No entanto, tem sido realizada pouca investigação sobre a cultura organizacional e a gestão da qualidade na área da saúde, a nível internacional e particularmente em Portugal, o que torna a temática potencialmente relevante enquanto geradora de valor para Académicos e Profissionais. A investigação na área da saúde revela-se de especial importância enquanto geradora de contributo para o desenvolvimento da melhoria da prestação dos cuidados aos pacientes e à sociedade no geral. Paralelamente, as organizações que actuam na área da saúde, são estruturas complexas, em que a gestão, as tecnologias, os recursos humanos e os cuidados clínicos são elementos que necessitam de interagir de forma contínua. Esta investigação centra-se na exploração e compreensão das dimensões de cultura organizacional e a sua relação com as práticas de gestão da qualidade na área da saúde, em particular no sector hospitalar. O suporte conceptual foi obtido com uma revisão da literatura nas áreas da cultura organizacional e da gestão da qualidade, numa perspectiva individualizada e de integração entre estas. Para alcançar o objectivo deste estudo...

Inteligência emocional como competência na formação do futuro gestor de saúde de instituições de saúde : proposta de uma unidade curricular

Sousa, Ana Sofia Marques de
Fonte: Universidade Nova de Lisboa. Escola Nacional de Saúde Pública Publicador: Universidade Nova de Lisboa. Escola Nacional de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/masterthesis
Publicado em //2011 Português
Relevância na Pesquisa
86.12%
RESUMO - Introdução: A formação de um gestor neste século é um verdadeiro desafio, pois apesar das instituições de ensino superior formarem profissionais com capacidade para actuar na área da Gestão da Saúde, é difícil afirmar que tal formação seja suficiente para produzir os grandes gestores exigidos actualmente para orientarem Instituições de Saúde modernas. Assim, muitos são os estudos que têm mostrado que os gestores de saúde mais eficazes se assemelham num requisito crucial: a Inteligência Emocional (IE). Objectivos: Perceber a importância do ensino das competências emocionais nos Cursos de Mestrado em Gestão da Saúde; analisar de forma descritiva/analítica e crítica o módulo opcional de Emoção, Liderança e Coaching na Gestão da Saúde leccionado no Mestrado em Gestão da Saúde na Escola Nacional de Saúde Pública; e por fim construir uma proposta de Unidade Curricular de Inteligência Emocional. Metodologia: Realizou-se uma revisão da literatura que permitiu desenvolver e adquirir conhecimentos, conceitos e teorias na área da IE. De seguida, procedeu-se a uma análise descritiva/analítica e crítica do módulo opcional de Emoção, Liderança e Coaching na Gestão em Saúde leccionado no Mestrado em Gestão da Saúde na Escola Nacional de Saúde Pública...

Atenção à saúde bucal e a descentralização da saúde no Brasil: estudo de dois casos exemplares no Estado da Bahia

Chaves,Sônia Cristina Lima; Vieira-da-Silva,
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/05/2007 Português
Relevância na Pesquisa
86.04%
Com o objetivo de discutir as relações entre a descentralização da gestão da saúde e as características da atenção à saúde bucal foi realizado um estudo comparado de dois casos exemplares em municípios selecionados do Estado da Bahia, Brasil, em diferentes estágios de descentralização da gestão da saúde. As informações foram obtidas por intermédio de entrevistas semi-estruturadas com informantes-chave, observação das práticas e análise de dados secundários do Sistema de Informação Ambulatorial (SIA-SUS). Os resultados são indicativos da existência de influência de características do governo municipal e da gestão da saúde para a organização da atenção à saúde bucal. Essa influência, contudo, foi inferior ao esperado. O município C, classificado como em estágio avançado da descentralização, apresentou padrão intermediário de implantação das ações de saúde bucal (50%), enquanto o município E, em estágio incipiente em relação à descentralização também se apresentou incipiente no que se refere aos serviços públicos odontológicos, com apenas 11% de implantação. Esse estudo revelou que a descentralização não tem sido acompanhada de melhorias na capacidade de gestão dos serviços odontológicos...

Promoção da saúde: perspectivas avaliativas para a saúde bucal na atenção primária em saúde

Kusma,Solena Ziemer; Moysés,Simone Tetu; Moysés,Samuel Jorge
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2012 Português
Relevância na Pesquisa
85.97%
A avaliação de ações de promoção da saúde é um desafio metodológico e estratégico para a construção de evidências que possam apoiar processos de gestão em saúde. O emprego de métodos adequados de avaliação, baseado na análise participativa de processos e contextos locais, é indispensável ao sucesso das intervenções e formulação e implementação de políticas. A Política de Promoção e Vigilância em Saúde Bucal no Brasil explicita a necessidade de aprimorar estratégias avaliativas de ações de promoção da saúde bucal desenvolvidas no contexto da atenção primária que permitam avaliar não somente seus resultados e impacto, mas também o processo político e social para alcançar os objetivos estabelecidos. Este artigo se propõe a sistematizar a literatura no campo da avaliação da efetividade de estratégias de promoção da saúde, definir um modelo teórico e propor uma matriz de descritores, explorando a base referencial da promoção da saúde e práticas com potencialidade para reduzir situações de fragilidade de grupos populacionais, combater iniquidades e incorporar a participação na gestão da saúde.

Reflexões acerca da gestão em saúde em um município do sul do Brasil

Bedin,Dulce Maria; Scarparo,Helena Beatriz Kochenborger; Martinez,Helena Aspesi; Matos,Izabella Barison
Fonte: Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo.; Associação Paulista de Saúde Pública. Publicador: Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo.; Associação Paulista de Saúde Pública.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2014 Português
Relevância na Pesquisa
86.07%
Este artigo busca aprofundar o conhecimento acerca de conceitos de gestão na saúde coletiva e refletir sobre práticas na área, com base na experiência de Sapucaia do Sul (RS). Considerando a complexidade inerente à proposta do Sistema Único de Saúde (SUS), o texto articula teorias que dão visibilidade para modos de gestão que contemplem ações macro e micropolíticas, fortalecendo a efetivação dos princípios do SUS. Nesse sentido, encontrou-se inspiração no pensamento de Koselleck e Morin como potencializador da análise. A contribuição de Morin se dá por meio de operadores conceituais da Teoria da Complexidade, que apontam movimentos de articulação, interação e transformação. Já Koselleck proporciona as seguintes categorias: espaços de experiência e horizontes de expectativas, favorecendo a reflexão, devido à ênfase sobre a análise da construção dos significados dos conceitos em contexto. Desafios de gestão são apresentados em relação à função de administrar, planejar e otimizar interesses do estado e de consumo da saúde, articulando a dimensão política com a técnico-científica. Nesse sentido, pode ser observado um planejamento em saúde que envolve a implementação do apoio institucional...

Monitoramento do desempenho da gestão da vigilância em saúde: instrumento e estratégias de uso

Costa,Juliana Martins Barbosa da Silva; Felisberto,Eronildo; Bezerra,Luciana Caroline de Albuquerque; Cesse,Eduarda Ângela Pessoa; Samico,Isabella Chagas
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/05/2013 Português
Relevância na Pesquisa
86.02%
Propõe-se um instrumento para monitorar o desempenho da Vigilância em Saúde no âmbito estadual e estratégias para ampliar seu uso. Advoga-se o emprego de metodologias participativas em todas as etapas do monitoramento, desde a elaboração do instrumento até a análise e interpretação dos indicadores, como forma de envolver os interessados e (co)responsabilizá-los nas decisões tomadas, aumentando sua utilização. O instrumento de monitoramento foi construído após o delineamento do modelo lógico da gestão da vigilância em saúde e os indicadores representativos de cada componente da gestão passaram por processo de validação. Além de subsidiar a tomada de decisão, o monitoramento é entendido enquanto prática reflexiva capaz de promover o aprendizado pessoal e institucional, melhoria contínua dos processos de gestão, maior transparência e responsabilização.

A implementação das prioridades da Política Nacional de Promoção da Saúde, um balanço, 2006 a 2014

Malta,Deborah Carvalho; Silva,Marta Maria Alves da; Albuquerque,Geórgia Maria; Lima,Cheila Maria de; Cavalcante,Tania; Jaime,Patrícia Constante; Silva Júnior,Jarbas Barbosa da
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/11/2014 Português
Relevância na Pesquisa
86.01%
O objetivo deste artigo é analisar a Política Nacional de Promoção da Saúde (PNPS) quanto à implementação de eixos prioritários de gestão. Foram consultadas informações contidas em portarias, documentos institucionais, sites, livros e artigos publicados visando analisar as ações implementadas. Houve avanços na gestão como a criação de linha orçamentária específica, a inserção da promoção no Plano Plurianual, monitoramento de indicadores da Promoção da Saúde nos pactos federativos, o financiamento de projetos de Promoção da Saúde em municípios e a criação de programas de Promoção da Saúde. Foram realizadas avaliações de programas de atividade física que apontaram a efetividade dos programas. Ações intersetoriais implementadas foram relevantes, em especial a articulação com os setores de Educação, Justiça, Cidades, Direitos Humanos, Desenvolvimento Social, Esporte e Lazer, dentre outros. Ações regulatórias foram implementadas, como a Lei "Seca" e a lei de ambientes livres de tabaco. Foram observados avanços e pontuamos o fortalecimento da Promoção da Saúde na agenda do setor saúde...

Educação profissional e gestão em saúde: pressupostos teórico-conceituais na formação de profissionais de nível médio

Silva,Ana Lúcia Abrahão da
Fonte: Fundação Oswaldo Cruz, Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio Publicador: Fundação Oswaldo Cruz, Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2005 Português
Relevância na Pesquisa
86.02%
O presente artigo discute os pressupostos teórico-conceituais que norteiam a matriz curricular do curso de Educação Profissional de Gestão em Serviços de Saúde oferecido pela Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio, unidade da Fundação Oswaldo Cruz. Examina a estrutura da administração nos serviços de saúde, buscando identificar os conhecimentos essenciais para a formação do técnico de gestão em serviços de saúde, ao mesmo tempo em que dialoga com a estrutura desenhada para a educação profissional a partir da Lei de Diretrizes e Bases da Educação, de 1996. O texto finaliza com a proposta de um curso seqüencial estruturado em eixos transversais, objetivando formar profissionais autônomos que interajam com as mudanças propostas, principalmente de descentralização, regionalização e de democratização na área de gestão em saúde.