Página 1 dos resultados de 39 itens digitais encontrados em 0.060 segundos

Modelo de Acreditação Integrada para Agrupamentos de Centros de Saúde

Silva, Sónia Cristina Duarte
Fonte: [s.n.] Publicador: [s.n.]
Tipo: info:eu-repo/semantics/masterthesis
Publicado em //2014 Português
Relevância na Pesquisa
46.23%
Dissertação apresentada à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para a obtenção do grau de Mestre em Gestão da Qualidade; A implementação, monitorização e melhoria da qualidade são encaradas pelas unidades de saúde, tal como por qualquer outra organização, como uma prioridade. É através desta ferramenta que as instituições de saúde procuram garantir que estão a prestar de forma eficaz e, sobretudo eficiente, os cuidados de saúde aos utentes, indo ao encontro das suas reais necessidade e expectativas. À luz da Estratégia Nacional para a Qualidade em Saúde (ENQS), já não basta às instituições de saúde demonstrar que se preocupam em implementar, monitorizar e melhorar a qualidade dos cuidados prestados, tornando-se necessário que seja possível quantificar o nível de qualidade atingido, por comparação com um padrão – acreditação. Existe já, no nosso pais, um Modelo Nacional para a Acreditação de Unidades de Saúde, que tem vindo a ser gradualmente implementado. No entanto, este modelo não é facilmente nem diretamente aplicável aos Agrupamentos de Centros de Saúde (ACeS), organizações que dirigem os cuidados de saúde primários, uma vez que estes são constituídos não só por unidades de gestão clínica...

Mecanismos de governação: estratégias alternativas de coordenação nos governos locais em Portugal

Rodrigues, Miguel
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Tese de Doutorado
Português
Relevância na Pesquisa
36.27%
Actualmente, devido ao seu grau de proximidade e ao incremento de transferências de competências, os Governos Locais são responsáveis por grande parte dos serviços consumidos pelos cidadãos. As suas competências estão a crescer e hoje são tão variadas que vão desde o abastecimento de água, a promoção do desenvolvimento regional, o tratamento dos resíduos sólidos, gestão de emergências, saúde, educação, serviços sociais, entre muitos outros. Para enfrentar todos estes desafios, os Governos Locais mudaram a sua configuração organizacional, de uma única organização para uma organização complexa assente numa rede de relações com outros organismos públicos, agentes privados, e organizações sem fins lucrativos. Na realidade, os Governos Locais em Portugal deixam de assumir de forma isolada, a produção de todos os serviços públicos, passando a combinar competências com diferentes organizações de maneira a melhorar a eficiência no serviço público. A opção, em exclusividade, pela tradicional produção interna de serviços públicos há muito deixou de existir. Hoje, podemos identificar três diferentes mecanismos de governação: hierarquia, mercado e networks. O caminho da evolução começou com a simples organização hierárquica composta pelos serviços municipais para...

Pluriemprego médico em Portugal : motivações, valores, conflitos de interesses e mecanismos de regulação

Ribeiro, Carlos Luís Neves Gante
Fonte: FEUC Publicador: FEUC
Tipo: masterthesis
Português
Relevância na Pesquisa
36.05%
O exercício da medicina em regime acumulação de funções públicas e privadas é uma prática comum na maior parte dos países. A relevância do tema advém da relação positiva e negativa que as consequências do pluriemprego têm sobre a eficiência, a equidade e a qualidade na prestação dos cuidados de saúde e no desempenho global dos sistemas de saúde. Este estudo tem dois objectivos correlacionados: o primeiro, entender a partir da percepção dos profissionais que exercem medicina em regime de pluriemprego, a motivação, os valores e os interesses presentes neste fenómeno, bem como a eventual presença de efeitos adversos ou benéficos para o sistema de saúde nacional. O segundo, construir um conjunto de medidas de regulação, a fim de contribuir para a minimização dos eventuais efeitos adversos, e testar a sua necessidade, exequibilidade e eficácia. Para a prossecução do primeiro objectivo foi construído um inquérito e posteriormente distribuído a 278 médicos que acumulavam funções públicas e privadas num grande hospital universitário português. Para a realização do segundo objectivo foi construído outro inquérito, dirigido a um painel de 28 peritos que desempenham um papel importante na governação do sistema de saúde português. A taxa de resposta efectiva foi...

Atitudes e crenças de gestores e clínicos na governação dos hospitais : um estudo exploratório em três hospitais portugueses

Espírito Santo, Zita Cristina da Costa do
Tipo: masterthesis
Português
Relevância na Pesquisa
66.4%
O presente trabalho tem como objectivo principal analisar as percepções, atitudes e crenças de clínicos e gestores face às reformas recentemente ocorridas nos hospitais públicos portugueses, nomeadamente a alocação dos recursos, a implementação efectiva da governação clínica, a variabilidade da prática clínica, as crenças dos profissionais de saúde face às relações sociais no seio das organizações, entre outros. A importância deste trabalho prende-se com o facto de actualmente serem colocados aos hospitais desafios ao nível da concepção e implementação de um modelo de organização e gestão dos hospitais que aposte na articulação, integração, continuidade e proximidade de cuidados, centrado no cidadão, suportado por um sistema efectivo de governação clínica promotor da sua efectividade, da qualidade em saúde e da implementação de uma cultura efectiva de responsabilização/prestação de contas de forma a acautelar a eficiência que a todos cabe: políticos, gestores, prestadores e cidadãos. Assim, desenvolveu-se um estudo exploratório que integrou três hospitais públicos portugueses, onde foi aplicado um questionário fechado a gestores (administradores/gestores, médicos com funções de direcção e enfermeiros-chefes) e a clínicos (médicos e enfermeiros). Os resultados obtidos...

Análise dos fatores da não adesão ao tratamento nos doentes com sindrome de apneia obstrutiva do sono (SAOS)

Lopes, Maria Goreti Almeida.
Fonte: FEUC Publicador: FEUC
Tipo: masterthesis
Português
Relevância na Pesquisa
36.05%
A Síndrome de Apneia Obstrutiva do Sono (SAOS) é um distúrbio respiratório muito prevalente correndo entre 2 a 4% na população adulta com importantes repercussões na saúde e na qualidade de vida. Esta doença representa em saúde elevados custos indiretos decorrentes da diminuição do desempenho profissional com co morbilidades. Apesar da sua cronicidade e morbilidade esta doença é tratável com ventilação por pressão positiva contínua das vias aéreas (CPAP). Objetivos: o principal objetivo desta dissertação foi o de avaliar a taxa de não adesão a longo termo de doentes com SAOS em tratamento com ventilação por pressão positiva após alta da consulta hospitalar e análise de eventuais fatores de não-adesão. Métodos: Foram selecionados aleatoriamente 350 com SAOS e em tratamento com ventilação que tivessem tido alta do Centro de Medicina do Sono aderentes há mais de um ano. A adesão foi definida como utilização de mais de 70% dos dias, mais de 4h por noite. Do registo clínico foram extraídos todos os dados clínicos considerados relevantes para o estudo. Segundo os dados os doentes foram incluídos em dois grupos: aderentes e não aderentes. Foi distribuído a todos os doentes dois questionários para auto preenchimento. Um questionário elaborado para o efeito que incluiu possíveis preditores de adesão e não adesão como (educação...

Traduzindo o desenvolvimento responsável da nanotecnologia: Reflexões sociotécnicas a partir de casos no Brasil e em Portugal

Fonseca, Paulo de Freitas Castro
Tipo: Tese de Doutorado
Português
Relevância na Pesquisa
36.29%
A nanotecnologia tem sido, nos últimos anos, um dos principais alvos de interesse e atuação de investigadores, empresas e elaboradores de políticas de Ciência e Tecnologia. A capacidade de compreensão e manipulação da matéria em dimensões nanométricas, e as inovações tecnológicas resultantes, têm sido vistas, por um lado, como uma potencial fonte de melhoria generalizada das condições de vida, de desenvolvimento econômico ou para superar grandes desafios sociotécnicos como a transição para sistemas energéticos sustentáveis. Por outro lado, a nanotecnologia tem sido um campo de reiteradas preocupações em relação aos possíveis impactos negativos associados ao seu desenvolvimento. As questões relativas à segurança das aplicações nanotecnológicas para a saúde e para o meio ambiente, bem como os inerentes aspectos éticos, legais e sociais têm suscitado a demanda, no meio acadêmico e político, por um desenvolvimento responsável da nanotecnologia. O objetivo desta tese é de apontar e discutir as presenças, as ausências e as possíveis emergências de práticas de desenvolvimento responsável da nanotecnologia no contexto de instituições de investigação e desenvolvimento (I&D) em dois países semiperiféricos: Brasil e Portugal. A abordagem teórica está fundamentada nos Estudos Sociais da Ciência e Tecnologia e na razão cosmopolita proposta por Boaventura de Sousa Santos. Adota-se uma racionalidade que reconhece não apenas a indissociabilidade entre as dimensões técnicas e sociais nos processos de coprodução tecnocientífica...

A contratualização nos cuidados de saúde primários como ferramenta de gestão nas Unidades de Saúde Familiar (USF)

Cabral, Sofia Cordeiro
Fonte: FEUC Publicador: FEUC
Tipo: masterthesis
Português
Relevância na Pesquisa
56.07%
Os Cuidados de Saúde Primários (CSP) foram marcados por várias reformas, sobretudo a partir de 2005, abrindo lugar a um processo de crescimento, maturação e inovação no funcionamento dos cuidados de saúde, no sentido da flexibilização organizativa e de gestão, do trabalho em equipa, da autonomia, da responsabilização, da melhoria contínua da qualidade, da contratualização e da sustentabilidade, tendo como especto mais saliente a implementação das Unidades de Saúde Familiar (USF). Estas alterações e a criação das USF têm suscitado interesse, quer em Portugal quer no estrangeiro, fomentando a capacidade da sociedade, das comunidades e das organizações para a auto-organização e implementação de rotinas de avaliação, de revisão e de aprendizagem permanente. Neste contexto, sob a influência da teoria da Nova Gestão Pública (NGP), a contratualização surge como um novo instrumento de governação em saúde. As relações entre financiadores e prestadores são agora suportadas por contratos que associam um orçamento a resultados esperados, contribuindo para uma melhor afetação de recursos e desempenho. A contratualização de serviços de saúde surgiu como um meio de melhorar a capacidade de resposta aos cidadãos e de aumentar a eficiência através da minimização dos custos associados à prestação de cuidados de saúde. Anualmente...

O envolvimento do cidadão-cliente para a qualidade hospitalar

Líbano, Maria Aldina Tavares Figueiredo
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: masterthesis
Português
Relevância na Pesquisa
36.17%
Assistimos a mudanças a nível da Administração Pública cujo paradigma dominante se centra na Governação em que o cidadão é o foco pretendendo-se que tenha legitimidade na escolha e na tomada de decisões passando a ter um papel ativo na qualidade dos serviços públicos. É neste sentido que o cidadão-cliente pode desempenhar um papel fundamental para a melhoria da qualidade dos serviços hospitalares. O objetivo deste estudo é analisar como é que o cidadão-cliente dos serviços de saúde é envolvido na sua avaliação e qual é o seu contributo para a melhoria da qualidade dos serviços hospitalares. Este estudo é de carácter exploratório, de natureza qualitativa e enquadra-se no estudo de caso como método de pesquisa O estudo centra-se nos hospitais públicos do Distrito de Aveiro. O trabalho empírico consistiu na recolha de dados a partir de entrevistas aos gestores hospitalares e por meio de focus groups a cidadãos-clientes tendo-se igualmente procedido a uma análise aprofundada de relatórios públicos. Encontraram-se diferentes realidades na forma como o cidadão-cliente é auscultado. Os hospitais efetuam estudos de avaliação de satisfação mas de forma aleatória, os estudos sistematizados são efetuados pelo Ministério da Saúde. As dimensões de qualidade mais valorizadas pelo cidadão-cliente vão ao encontro dos estudos de âmbito nacional...

Da depressão da crise para a governação prospectiva da saúde. Relatório de Primavera 2011

Escoval, Ana; Lopes, M. J.; Ferreira, P. L.
Fonte: Observatório Português dos Sistemas de Saúde Publicador: Observatório Português dos Sistemas de Saúde
Tipo: book
Português
Relevância na Pesquisa
76.56%
Principais conclusões 1. Saúde e crise: a crise financeira, económica e social, particularmente o desemprego e o empobrecimento, têm um impacte negativo sobre a saúde (páginas 42 a 50). A resposta à crise – restrições para conseguir os recursos necessários para fazer face ao endividamento público e privado, acrescentam novas dificuldades; o estatuto de “país intervencionado” por instituições internacionais desafia a auto-estima dos portugueses. Não basta cumprir as “obrigações internacionais” – é necessário superá-las, fazendo da crise uma oportunidade, mobilizando o melhor do país para esse efeito; 2. Antecedentes imediatos (2010-11): a acção do Ministério da Saúde durante os últimos 17 meses foi altamente condicionada pelo agravamento da situação financeira do país, que se manifestou por uma diminuição de cerca de 13% no orçamento da saúde para 2011. Adoptaram-se um amplo conjunto de medidas de poupança (muitas das quais anteciparam o que consta do “memorando de entendimento” (páginas 79 a 80) ao mesmo tempo que se procuraram manter as reformas em curso – nomeadamente as dos cuidados de saúde primários e continuados. No entanto, o pouco investimento feito na qualidade da governação da saúde limitou os progressos possíveis: nas boas práticas em saúde (antibióticos e infecção hospitalar – páginas 20 a 27)...

O controlo social e a experiência dos Conselhos de Saúde: inovações institucionais na governação em saúde

Nunes, João Arriscado; Neves, Daniel; Matias, Marisa; Matos, Ana Raquel
Fonte: Instituto Politécnico de Lisboa Publicador: Instituto Politécnico de Lisboa
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /04/2010 Português
Relevância na Pesquisa
56.04%
Os Conselhos de Saúde, criados no Brasil no âmbito do processo de reforma sanitária e de construção do Sistema Único de Saúde (SUS) constituem uma das inovações mais interessantes no campo da saúde e do envolvimento dos cidadãos na definição das políticas de saúde. Estes surgem como instituições híbridas que associam mecanismos de democracia directa com os da democracia representativa. A sua compreensão enquanto espaços institucionais de participação cidadã será tanto mais abrangente e eficaz se forem tomados em consideração 3 pilares distintos que enformam a sua existência: um pilar político, que tomou forma com o movimento sanitarista brasileiro; um pilar de conhecimento e de produção de saberes, que corresponde à emergência de um novo paradigma no domínio da saúde pública e que dá pelo nome de Saúde Colectiva; e, finalmente, um pilar institucional, ligado à própria criação do Sistema Único de Saúde (SUS) brasileiro. É, aliás, ao SUS que os conselhos de saúde se encontram vinculados.

Diagnóstico e análise das tendências e condições para a implementação dum modelo de qualidade num serviço de imagiologia hospitalar: o caso da radiologia convencional

Boeiro, Maria Helena
Fonte: Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa Publicador: Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa
Tipo: info:eu-repo/semantics/masterthesis
Publicado em /12/2011 Português
Relevância na Pesquisa
46.03%
Mestrado em Intervenção Sócio-Organizacional na Saúde - Área de especialização: Políticas de Administração e Gestão de Serviços de Saúde.; O presente trabalho tem por objectivo elaborar um estudo prospectivo e estratégico com a finalidade de desenvolver posteriormente orientações estratégicas para a implementação do modelo de excelência da European Foundation for Quality Management (EFQM), num Serviço de Imagiologia de uma instituição hospitalar, nomeadamente ao nível da radiologia convencional. A partir dos conceitos de qualidade e de análise prospectiva pretendeu-se ao longo deste estudo aplicar a opção metodológica de prospectiva estratégica, designadamente, a adaptação do método de cenários de Michel Godet para a análise das condições de implementação dum sistema de qualidade na área da imagiologia hospitalar. Os resultados obtidos permitiram uma visão geral dos actores e objectivos mais implicados no sistema em estudo, possibilitando, assim, a elaboração de recomendações estratégicas. ABSTRACT - This work aims to perform a prospective and strategic study with the finality of develop strategic orientations for the implementation of the European Foundation for Quality Management (EFQM) model of excellence...

Reabilitação no internamento hospitalar: prospectiva na dinâmica de actores - Implementação da governação clínica num hospital E.P.E.

Revez, Silvana Cardoso
Fonte: Universidade de Évora Publicador: Universidade de Évora
Tipo: info:eu-repo/semantics/masterthesis
Publicado em /03/2011 Português
Relevância na Pesquisa
46.27%
Mestrado em Intervenção Sócio-Organizacional na Saúde - Área de especialização: Políticas de Administração e Gestão de Serviços de Saúde.; O presente estudo apresenta uma visão de prospectiva estratégica, numa adaptação ao Modelo de cenários, centrado na imagem futura da implementação de medidas estratégicas, segundo o modelo de Governação Clínica, para a prática da equipa de Reabilitação num contexto de internamento hospitalar com o utente de AVC. Da análise sócio-organizacional efectuada, com vista ao caminho da qualidade organizacional, construiu-se uma lógica relacional de actores onde as chefias intermédias assumem o papel central no jogo de poderes. Os cenários obtidos mostram que os actores visualizam a sua actuação futura de acordo com os pilares de Foco no Doente, em termos de qualidade de cuidados, segurança e participação activa. Contudo, a matriz relacional de actores apresenta um carácter instável, onde as raízes das suas convicções e acções são essencialmente mutáveis. Daí que, como proposta de plano de intervenção, sugere-se um modelo de desenvolvimento da eficácia colectiva baseado no conceito dos Seminários Prospectivos, com o intuito de encontrar uma qualidade interna que crie um sentimento de pertença...

Avaliação da cultura de segurança do doente e propostas de melhoria

Pimenta, Lara Cristina
Fonte: Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa Publicador: Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa
Tipo: info:eu-repo/semantics/masterthesis
Publicado em //2013 Português
Relevância na Pesquisa
56.32%
Mestrado em Gestão e Avaliação de Tecnologias em Saúde; A segurança do doente (SD) é um problema global que afeta países em todos os níveis de desenvolvimento. Embora seja difícil quantificar o problema, estima-se que, por ano, milhões de doentes em todo o mundo sofrem danos, lesões ou morte devido à prestação cuidados de saúde inseguros. A World Health Organization (WHO) publicou em 2009 o relatório Global Priorities for Patient Safety Research, em que estabelece quais as áreas mais deficitárias de investigação constando, entre outras, a deficiente implementação da cultura de segurança nos serviços de saúde e a existência de uma abordagem culpabilizante nos processos. A crescente complexidade dos sistemas de saúde, onde interagem fatores pessoais, profissionais, organizacionais, clínicos e tecnológicos potencialmente perigosos, ainda que eficazes, fazem da SD, um imperativo global. Esta apresenta-se como uma componente estruturante e uma variável incontornável da qualidade em saúde. Ter a segurança como principal aspeto da qualidade, combinando as suas técnicas, integrando-as numa só cultura, deve ser uma estratégia global das organizações de saúde. No relatório de um grupo de trabalho da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT) para o Ministério da Saúde (MS)...

O modelo de governação dos hospitais EPE: estudo de caso comparado

Pêcego, Luis Manuel Gomes de Sousa
Fonte: Instituto Superior de Economia e Gestão Publicador: Instituto Superior de Economia e Gestão
Tipo: info:eu-repo/semantics/masterthesis
Publicado em /06/2010 Português
Relevância na Pesquisa
36.33%
Mestrado em Economia e Políticas Públicas; O presente estudo tem por objectivo analisar e perceber em que medida as novas relações contratuais estabelecidas entre o Ministério da Saúde e os hospitais empresarializados contribuem para alinhar os interesses de ambas as partes, no quadro de um novo modelo de governação, através de um sistema de incentivos. O exposto enquadra-se, do ponto de vista teórico, na denominada Nova Gestão Pública bem como na problemática da teoria da agência, na análise económica dos contratos e nos modelos de governação. Procedeu-se, ainda, a uma breve caracterização do financiamento do sistema de saúde no nosso país, factor impulsionador, na nossa opinião, da mudança entretanto ocorrida no referido sector. Em termos empíricos, efectuou-se um estudo de caso comparado entre dois hospitais EPE, utilizando dados das suas demonstrações financeiras e dos seus contratos programa celebrados com o Ministério da Saúde. Os resultados obtidos permitiram concluir um conjunto de aspectos positivos que são visíveis nesta nova relação contratual e no modelo de governação, mas também um conjunto de limitações que sugerem recomendações concretas para o futuro.; The aim of the present work is to analyze and understand to which point the new contractual relationships established between the Health Ministry and the Hospitals -company contributes to align interests of both parts in light of the new government model...

A governação dos pacientes adequados no acesso à Procriação Medicamente Assistida em Portugal

Silva, Susana; Machado, Helena
Fonte: Mundos Sociais Publicador: Mundos Sociais
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2010 Português
Relevância na Pesquisa
36.12%
Neste texto pretende-se problematizar os factores que delimitam a possibilidade de uma mulher e/ou de um homem recorrerem a tecnologias de procriação medicamente assistida em Portugal e reflectir sobre a possibilidade de esses elementos potenciarem a (re)produção de múltiplas desigualdades no acesso à saúde reprodutiva. Tal discussão tem como base empírica a análise da governação jurídico-política e médica dos pacientes adequados a partir de entrevistas a juristas e médicos. Conclui-se que as principais restrições no acesso a estas tecnologias estão associadas a uma construção hierárquica das prioridades políticas e sociais que reflecte as mundividências ideológicas dominantes, nomeadamente nos seguintes aspectos: privatização e individualização da saúde reprodutiva; imposição cultural da heterossexualidade; e celebrização da eficácia da tecnomedicina.; This text seeks to problematise the criteria that delimit a man and/or woman’s ability to take advantage of medically assisted proceation in Portugal; it also seeks to reflect on the possibility that these elements boost the (re)production of inequalities in access to reproductive health. The empirical basis of this discussion is an analysis of the legal/political and medical governance of appropriate patients...

Pagamento em função do desempenho nos cuidados de saúde primários : três serviços nacionais de saúde, três experiências

Sousa, Elisabete Maria de Jesus Teixeira de
Fonte: Universidade Nova de Lisboa. Escola Nacional de Saúde Pública Publicador: Universidade Nova de Lisboa. Escola Nacional de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/masterthesis
Publicado em //2011 Português
Relevância na Pesquisa
56.1%
RESUMO – A atribuição de incentivos financeiros em função do desempenho e do alcance de metas de qualidade, aos prestadores e especificamente aos médicos constitui um dos principais paradigmas das reformas dos Cuidados de Saúde Primários (CSP) que ocorrem em diversos países. O pay for performance (P4P) - pagamento em função do desempenho tem sido considerado, a nível internacional, como uma estratégia capaz de imputar mais qualidade, eficiência, acessibilidade e equidade aos CSP, pilares fundamentais na prossecução dos objectivos dos sistemas de saúde. Recompensar financeiramente os prestadores de cuidados pelos resultados em saúde e pela concretização de metas específicas, que reflectem prioridades assistenciais é uma forma de promover a satisfação profissional e estimular o envolvimento no processo de cuidados e nas novas formas de governação clínica. O interesse em desenvolver uma comparação internacional e em particular, através de três sistemas de saúde com serviço nacional de saúde (SNS) no âmbito da caracterização do impacto da implementação do P4P nos CSP prende-se com a importância atribuída aos contributos das experiências do P4P decorridas em diferentes países, onde os mesmos objectivos foram procurados de formas diferentes e obtiveram resultados diferentes. A implementação de programas de P4P no Reino Unido...

Atividade física e Saúde Pública : políticas e estratégias de ação intersectorial na promoção de health-enhancing physical activity (HEPA) em Portugal

Gomes, João Gregório
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública. Universidade Nova de Lisboa Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública. Universidade Nova de Lisboa
Tipo: info:eu-repo/semantics/masterthesis
Publicado em //2013 Português
Relevância na Pesquisa
46.09%
RESUMO - INTRODUÇÃO: A promoção de health-enhancing physical activity (HEPA), entendida como atividade física para a saúde, revela-se um dos aspectos fulcrais do trabalho de ação intersectorial da saúde pública e um dos principais desafios atuais no combate a esta pandemia da inatividade física de consequências na saúde, económicas, ambientais e sociais. A inatividade física está identificada como sendo um dos fatores de risco que contribui largamente para a mortalidade global. Análises às abordagens políticas de promoção da atividade física para a saúde são importantes instrumentos de sistematização da informação relacionada com o estudo deste problema. OBJETIVOS: É objetivo deste estudo analisar políticas e estratégias de ação intersectorial na promoção da atividade física para a saúde em Portugal. Em específico, elencar e analisar: 1) principais políticas e estratégias atuais dos diferentes sectores; 2) consideração de qual é o papel do sector da saúde no assunto; 3) fatores-chave e critérios de sucesso para a implementação de políticas de promoção de HEPA. METODOLOGIA: Estudo qualitativo, descritivo e transversal, por meio de entrevistas semiestruturadas e abertas pelos sectores da saúde...

Caraterização da tomada de decisão em organizações hospitalares : impacto do estatuto jurídico

Lopes, João Pedro Andrade
Tipo: info:eu-repo/semantics/masterthesis
Publicado em //2014 Português
Relevância na Pesquisa
36.13%
RESUMO - O decisor hospitalar tem como função decidir os recursos de uma organização de saúde, sejam estes financeiros, materiais ou humanos, sendo decisivo o conhecimento e informação que o apoiem na aplicabilidade nas tomadas de decisão e na solução dos problemas. As tomadas de decisão suportam-se em modelos reproduzidos pelos decisores, em processos, modelos, e em princípios, que podem ou não assumir intuição, objetividade, racionalidade e ética, bem como de técnicas várias que podem ser limitativas ou condicionadas, por força de fatores vários, como: a falta de informação inerente de uma multidisciplinaridade do processo; de condicionalismos organizacionais, internos ou externos, associados à envolvente e cultura organizacional e influências políticas e macroeconómicas; ao fator tempo; a tecnologia; a estrutura e desenho organizacional; a autoridade/poder e a autonomia para decidir; a liderança, e do estatuto jurídico que o hospital possui. Este último ponto será esmiuçado, mais profundamente, neste estudo. Iremos, através do estudo, compreender se os elementos componentes das decisões tomadas nos hospitais, são ou não adaptadas em consonância com diferentes políticas de governação hospitalar...

Para bem formar uma personalidade normal. Discursos sobre como educar as crianças em revistas de Educação Familiar (1945-1958)

Vilhena, Carla Cardoso; Ferreira, António Gomes
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2014 Português
Relevância na Pesquisa
36.04%
Este artigo tem como objeto de análise os discursos acerca do desenvolvimento socioemocional, veiculados por meio das revistas de ‘educação familiar’ publicadas em Portugal, entre 1945 e 1958, período em que se assiste a uma maior preocupação, por parte de médicos e educadores, com a preservação da saúde mental da criança. A análise realizada permitiu compreender que o desenvolvimento socioemocional é construído, pelos colaboradores das revistas, como algo problemático, cuja normalidade é constantemente ameaçada pelas ações incorretas dos pais. Tal constitui um poderoso argumento para uma crescente intervenção dos peritos psi na vida familiar, que se vão constituir, durante a segunda metade do século XX, em elementos centrais do processo de governação da parentalidade e da infância.

Reforma na atenção primária à saúde e implicações na cultura organizacional dos Agrupamentos dos Centros de Saúde em Portugal

Leone,Claudia; Dussault,Gilles; Lapão,Luís Velez
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2014 Português
Relevância na Pesquisa
56.09%
A crescente complexidade dos desafios do setor da saúde implica um aumento das responsabilidades para aqueles que nela assumem funções de gestão. Há consenso que a qualidade da força de trabalho em saúde é um fator crítico para o sucesso de qualquer reforma no setor. O objetivo desta investigação é estudar e analisar a alteração induzida por uma intervenção de formação-ação intensiva na cultura organizacional de 73 diretores executivos dos Agrupamentos dos Centros de Saúde (ACES) em Portugal durante a reforma na atenção primária à saúde. Os dados foram coletados e analisados em dois períodos temporais, antes e depois da intervenção do Programa Avançado em Gestão, Governação Clínica e Liderança para os ACES, o qual teve um ano de duração. O modelo Competing Values Framework permitiu observar que, depois da intervenção de formação-ação, as percepções dos diretores executivos sobre a sua cultura organizacional se encontram mais alinhadas com a reforma da atenção primária à saúde, valorizando o tipo de práticas e valores que esta defende. É necessário continuar a monitorizar os resultados em vários períodos temporais para elaborar conclusões a esse respeito.