Página 1 dos resultados de 10231 itens digitais encontrados em 0.069 segundos

Conhecimento e atitude de usuários com diabetes mellitus em um serviço de atenção básica à saúde; Knowledge and attitudes of patients with diabetes mellitus in a primary health care system; Conocimiento y actitud de pacientes con diabetes mellitus en un servicio de atención básica de salud

OLIVEIRA, Kelli Cristina Silva de; ZANETTI, Maria Lúcia
Fonte: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
45.99%
Este estudo teve como objetivos caracterizar os usuários com diabetes mellitus tipo 2, segundo variáveis sócio-demográficas e clínicas, e analisar os escores de conhecimento e atitude em relação à doença. Participaram 79 usuários atendidos em um serviço de atenção básica à saúde em 2008. Para a obtenção dos dados, foram utilizados os Questionários de Conhecimento (DKN - A), e de Atitudes Psicológicas do Diabetes (ATT - 19). A população caracterizou-se por adultos e idosos, com idade entre 30 e 80 anos; predominantemente do sexo feminino (63,3%), casada (63,3%) e alfabetizada (96,3%) com obesidade classe II. Quanto ao conhecimento da doença, obtiveram-se escores inferiores a oito, indicando resultado insatisfatório quanto ao autocuidado. Os escores obtidos em relação às atitudes mostram dificuldades para o enfrentamento da doença, apontando os resultados para a necessidade de implantação de Programa de Educação em Diabetes a Unidade de Estudo.; The objective of this study was to characterize patients with type 2 diabetes mellitus, according to sociodemographic and clinical variables, and to analyze scores of knowledge and attitudes regarding the disease. Participants were 79 users who received care in a primary health care service...

Knowledge and practices of medical students to prevent tuberculosis transmission in Rio de Janeiro, Brazil

TEIXEIRA, Eleny Guimaraes; MENZIES, Dick; CUNHA, Antonio Jose Ledo Alves; LUIZ, Ronir Raggio; RUFFINO-NETTO, Antonio; SCARTOZZONI, Marcio Samara; PORTELA, Poliana; TRAJMAN, Anete
Fonte: PAN AMER HEALTH ORGANIZATION Publicador: PAN AMER HEALTH ORGANIZATION
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
56.03%
Objectives. To describe knowledge, practices, and associated factors of medical students to prevent transmission of tuberculosis (TB) in five medical schools. Methods. Cross-sectional survey of undergraduate medical students in preclinical and in early and late clinical years. Information was obtained on sociodemographic profile, previous lectures on TB, knowledge about TB transmission, exposure to patients with active pulmonary TB, and use of respiratory protective masks. Results. Among 1 094 respondents, 575 (52.6%) correctly answered that coughing, speaking, and sneezing can transmit TB. Early [adjusted odds ratio = 4.0 (3.0, 5.5)] and late [adjusted odds ratio = 4.2 (3.1, 5.8)] clinical years were associated with correct answers, but having had previous lectures on TB was not. Among those who had previous lectures on TB, the rate of correct answers increased from 42.1% to 61.6%. Among 332 medical students who reported exposure to TB patients, 194 (58.4%) had not used protective masks. More years of clinical experience was associated with the use of masks [adjusted odds ratio = 2.9 (1.4, 6.1)], while knowledge was inversely associated with the use of masks [adjusted odds ratio = 0.4 (0.2, 0.6)]. Conclusions. Many medical students are not aware of the main routes of TB infection...

Percepção de risco em relaçao à saúde bucal de indivíduos cadastrados em um Núcleo de Saúde da Família de Ribeirão Preto-SP, 2006; Risk Perception related to Oral Health among Persons Registered at a Family Health Center in Ribeirão Preto-SP, 2006

Grigoletto, Jamyle Calencio
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 09/01/2007 Português
Relevância na Pesquisa
46.03%
O objetivo geral desta pesquisa foi conhecer a percepção de risco, relacionada à saúde bucal, de indivíduos cadastrados em um Núcleo de Saúde da Família (NSF), no município de Ribeirão Preto-SP, por meio da identificação das crenças, atitudes e conhecimentos desses indivíduos sobre os fatores de risco relacionados ao tema. Trata-se de uma pesquisa de campo, de caráter descritivo e exploratório, com variáveis quantitativas e qualitativas. A população do estudo foi constituída por 77 cuidadores de famílias cadastradas no NSF-1, da zona oeste do município. Os dados empíricos foram coletados por meio de entrevista semi-estruturada e levantamento documental. A análise e organização dos dados coletados foram divididas em duas etapas. Os dados quantitativos foram apresentados em 4 partes: caracterização socioeconômica e cultural dos sujeitos; conhecimentos relacionados à saúde bucal; crenças/valores relacionados à saúde bucal; e, comportamentos/atitudes relacionados à saúde bucal. Alguns dados qualitativos foram agrupados em categorias de respostas e outros foram analisados pela metodologia do Discurso do Sujeito Coletivo (DSC), sendo subdivididos em 4 unidades temáticas. A maioria dos entrevistados era do sexo feminino (80...

Análise do conhecimento em saúde bucal dos professores de ensino fundamental das escolas públicas de Bauru-SP; Analysis of the oral health knowledge of teachers of public schools at Bauru-SP

Sant'Anna, Rute Moreira de Freitas
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 23/03/2007 Português
Relevância na Pesquisa
66.08%
Os professores da rede pública são referenciais de informações sobre saúde bucal para seus alunos, seja por trazer a responsabilidade dos ensinamentos em saúde, ou por estabelecer, pela convivência periódica, oportunidades de trabalhar questões dos cuidados na prevenção das doenças bucais através de suas atitudes e ensinamentos, na construção dos conceitos de saúde em geral aos escolares. Este trabalho teve como objetivo geral analisar o conhecimento dos professores de ensino fundamental da 1ª à 4ª série da rede pública no município de Bauru-SP sobre saúde bucal. Como objetivo específico, investigar qual a atitude desses profissionais, em relação à educação em saúde e promoção de saúde bucal na sala de aula. Foram realizadas entrevistas individuais por meio da aplicação de um questionário semi-estruturado contendo 20 questões abertas e fechadas, com 307 professores, de 24 escolas estaduais e municipais. Verificou-se, neste estudo, resultados em que se destacam: 92,5 % dos entrevistados relataram falar da importância da saúde bucal para os alunos, 36,0 % receberam treinamento de saúde bucal, 48,0 % citaram prevenção à cárie como função do flúor. Por outro lado, 10,7% desconheciam local de acesso ao flúor...

Staphylococcus aureus e Staphylococcus aureus resistente à meticilina em trabalhadores de um hospital universitário: colonização e crenças em saúde; Staphylococcus aureus and methicillin-resistant Staphylococcus aureus in workers at a university hospital: colonization and beliefs in health.

Cruz, Elaine Drehmer de Almeida
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 20/08/2008 Português
Relevância na Pesquisa
45.99%
O estado de portador de Staphylococcus aureus resistente à meticilina é apontado como preditor de infecção principalmente entre pacientes hospitalizados, bem como fator para a disseminação ambiental e de pessoa a pessoa, incluindo trabalhadores de serviço de saúde, quando colonizados são freqüentemente associados a surtos. A prevenção do risco da colonização profissional está associada ao comportamento e dependente do conhecimento e crenças em saúde. Objetivo: analisar a prevalência de Staphylococcus aureus na saliva de trabalhadores da equipe de enfermagem, médicos, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais e auxiliares de limpeza de hospital universitário de grande porte. Metodologia: estudo epidemiológico longitudinal foi realizado com 486 trabalhadores no período de abril de 2006 a junho de 2008 e compreendeu a coleta de três amostras de saliva e aplicação de instrumento de coleta de dados, com perguntas abertas e fechadas. Staphylococcus aureus foram isolados do espécime clínico e caracterizados fenotipicamente; os resistentes à meticilina foram submetidos à detecção do gene mecA e identificação do cassete cromossômico SCCmec. Os dados quantitativos dos resultados laboratoriais e do instrumento foram organizados e processados no Programa EPI-Info e analisados por meio de estatística descritiva. Os dados relativos às perguntas abertas foram submetidos à análise quantitativa de discurso (BARDIN...

Extração de conhecimento de laudos de radiologia torácica utilizando técnicas de processamento estatístico de linguagem natural.; Knowledge extraction from reports of radiology thoracic using techniques of statistical processing of natural language.

Zerbinatti, Leandro
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 15/04/2010 Português
Relevância na Pesquisa
55.99%
Este trabalho promove um estudo em informática em saúde no qual se analisam laudos de radiologia torácica através de métodos de processamento estatístico de linguagem natural com o intuito de subsidiar a interoperabilidade entre sistemas de saúde. Foram utilizados 2000 laudos de radiologia do tórax para a extração de conhecimento identificando-se as palavras, n-gramas e frases que os compõem. Foi calculado o índice de Zipf e verificou-se que poucas palavras compõem a maioria dos laudos e que a maioria das palavras não tem representatividade estatística A partir dos termos identificados foi realizada a tradução e a comparação da existência desses em um vocabulário médico padronizado com terminologia internacional, o SNOMEDCT. Os termos que tinham uma relação completa e direta com os termos traduzidos foram incorporados nos termos de referência juntamente com a classe à qual o termo pertence e seu identificador. Foram selecionados outros 200 laudos de radiologia de tórax para realizar o experimento de rotulação dos termos em relação à referência. A eficiência obtida neste estágio, que é o percentual de rotulação dos laudos, foi de 45,55%. A partir de então foram incorporados aos termos de referência...

Promoção da saúde em ensino fundamental: ações de teleducação em Fonoaudiologia na inclusão escolar; Health promotion in elementary school: shares of tele-education in school enrollment in speech therapy

Carvalho, José Luiz Brito de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 03/07/2012 Português
Relevância na Pesquisa
46%
No âmbito da intervenção fonoaudiológica, pode-se citar a promoção da saúde em ambientes escolares como uma prática que agrega o conhecimento em saúde na formação educacional priorizando não só a prevenção dos distúrbios da comunicação humana, como também de outras alterações, como por exemplo as de origem genética que estão associadas às áreas de atuação correlatas da fonoaudiologia. Este estudo teve como objetivo avaliar um programa de capacitação em síndromes genéticas para alunos do ensino fundamental, visando à promoção da saúde e a inclusão do portador de necessidade especial no âmbito escolar. O estudo foi realizado em 2 escolas do município de Manaus-AM, sendo uma da rede pública e a outra de rede particular de ensino fundamental. Participaram deste estudo 24 alunos do 9ª ano de ambos os sexos, na faixa etária de 13 à 15 anos. A avaliação do programa de capacitação teve duração em média de 3 meses e foi dividido em 3 etapas, executadas em atividades presenciais I e II e uma atividade à distância com temas de síndrome genética e inclusão social. As atividades presenciais foram realizadas em horários distintos em cada escola participante. Enquanto que a atividade à distância foi realizada em dias pré determinados para o acesso a plataforma de Teleducação...

Obesidade, práticas alimentares e conhecimentos de nutrição em escolares; Obesity, eating habits and nutritional knowledge among school children

Triches, Rozane Márcia; Giugliani, Elsa Regina Justo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
46.04%
Objetivo: Avaliar a associação da obesidade com as práticas alimentares e conhecimentos de nutrição em escolares. Métodos: Peso e estatura foram medidos em 573 crianças de todas as escolas municipais de Dois Irmãos e Morro Reuter, RS. Obesidade foi definida como índice de massa corporal acima do percentil 95, tendo como referência os dados do National Center for Health Statistics. Práticas alimentares e conhecimentos em nutrição foram avaliados por questionário auto-aplicado aos escolares. Foi realizada análise de regressão logística simples e ajustada para verificar associações. Resultados: A obesidade mostrou-se associada com menos conhecimento de nutrição e práticas alimentares menos saudáveis. Crianças com essas características apresentaram cinco vezes mais chances de serem obesas (OR=5,3;1,1-24,9). Conclusões: O nível de conhecimento modifica a relação entre obesidade e práticas alimentares, levantando a suspeita de que as crianças que sabem mais sobre nutrição relatam práticas sabidamente mais saudáveis e não necessariamente as praticadas. As práticas alimentares menos saudáveis, quando considerado o nível de conhecimento em nutrição dos escolares, foram fortemente associadas à obesidade.; Objective: To evaluate the association between obesity and eating habits and nutritional knowledge among schoolchildren. Methods: Weight and height were measured in 573 schoolchildren of public schools in two cities of State of Rio Grande do Sul...

Avaliação das condições de saude bucal, autopercepção e conhecimento de cuidadores de idosos institucionalizados; Evaluation of oral heath conditions, self perception and knowledge of caregivers of institutionalized elderly

Clicia dos Santos Rodrigues de Oliveira
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 02/07/2008 Português
Relevância na Pesquisa
46.03%
O objetivo deste estudo foi avaliar as condições de saúde bucal, a autopercepção e o conhecimento de cuidadores de idosos. A amostra foi constituída por 70 cuidadores de duas instituições geriátricas do município de Piracicaba-SP, Brasil. A prevalência das doenças bucais foi determinada de acordo com as normas da Organização Mundial de Saúde. O índice Oral Health Impact Profile (OHIP-14) foi utilizado para mensurar a autopercepção em saúde bucal. Um questionário abordando aspectos sócio-demográficos, condições de saúde, práticas e conhecimento de saúde bucal foi aplicado. Os dados foram analisados com o uso dos testes Qui-quadrado e Exato de Fischer. A maioria dos cuidadores eram mulheres, com idade média de 41,7 anos, trabalhavam há mais de 7,5 anos com idosos, sendo que 11,4% eram técnicos em enfermagem. O CPO-D encontrado foi alto, sendo o componente perdido responsável por 62%. Uma associação significante foi encontrada na análise bivariada para gênero e idade (p; The aim of this study was to evaluate the oral health status, selfperception and knowledge from elderly caregivers. The sample was constituted by 70 caregivers from two nursing homes of the Piracicaba-SP city, Brazil. The prevalence of oral diseases was determined according to World Health Organization for basic surveys on oral health. The index Oral Health Impact Profile (OHIP-14) was used to measure the oral health self-perception. A questionnaire covering socio-demographic...

Lócus de controle, conhecimento, atitude e prática em relação à pílula anticoncepcional e ao preservativo masculino entre adolescentes de ensino médio = : Locus of control, knowledge, attitude and practice on the contraceptive pill and the male condom among teenagers in high school; Locus of control, knowledge, attitude and practice on the contraceptive pill and the male condom among teenagers in high school

Angela Ferreira Silva Miranda Alves
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 03/07/2012 Português
Relevância na Pesquisa
46.03%
A gravidez na adolescência é um problema de saúde pública, que traz complicações não somente aos adolescentes, mas à criança, à família e a toda a sociedade. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS) a adolescência corresponde como sendo a segunda fase da vida e varia as idades entre 10 e 19 anos. Pesquisadores demógrafos desenvolveram um modelo especial conhecido como estudo CAP (Conhecimento, Atitude e Prática), que pretende medir o conhecimento, atitude e prática de uma população, permitindo fazer um diagnóstico e mostrar o que as pessoas sabem, sentem e como elas se comportam perante determinado tema. Determinadas características de personalidade contribuem para a adesão ou não da anticoncepção na adolescência, e isso é o que a escala de lócus de controle pretende avaliar, ou seja, quem ou o quê é responsável pelo controle de sua própria vida. Pode ser interna, no caso do indivíduo acreditar que mantém o controle sobre sua vida; ou externa, no caso do sujeito atribuir o controle da sua vida a outras pessoas, entidades ou até mesmo sorte ou destino. O presente estudo visa avaliar a relação entre o lócus de controle; conhecimento, atitude e prática na anticoncepção em um grupo de adolescentes do ensino médio de escolas públicas no interior de Minas Gerais...

Oral health knowledge and habits in children with type 1 diabetes mellitus

Alves,Crésio; Brandão,Márcia; Andion,Juliana; Menezes,Rafaela
Fonte: Fundação Odontológica de Ribeirão Preto Publicador: Fundação Odontológica de Ribeirão Preto
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2009 Português
Relevância na Pesquisa
55.9%
This study evaluated the oral health knowledge and habits in Brazilian children with type 1 diabetes mellitus (T1DM). A cross-sectional study was performed between November of 2005 and April of 2006 in a public health university hospital, interviewing 55 diabetic children and 55 non-diabetic control children with a semi-structured questionnaire. As much as 55% of the diabetic children and 35.5% of the non-diabetic children were males with mean age of 11.3 ± 3.7 years and 11.2 ± 3.8 years, respectively. The mean duration of the T1DM was of 4.5 ± 0.8 years. Almost half of the diabetic and non-diabetic children brushed their teeth three times a day. Dental floss was used once a day by 30.9% of diabetics and 18.0% of control subjects. A total of 27% of the diabetics vs. 54.5% of non-diabetics had gingival bleeding. The dentist was aware of the T1DM in 74.5% of the cases. As much as 63.8% of the diabetic subjects had been to the dentist within the previous 12 months. In conclusion, although the diabetic children seemed to have better oral health habits than the control children, there is a need for more information regarding oral hygiene and healthy habits.

Knowledge, attitude and practice related to the pap smear test among users of a primary health unit

Vasconcelos,Camila Teixeira Moreira; Pinheiro,Ana Karina Bezerra; Castelo,Ana Rita Pimentel; Costa,Lillian de Queiroz; Oliveira,Roberta Grangeiro de
Fonte: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo Publicador: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2011 Português
Relevância na Pesquisa
46.01%
This KAP (knowledge, attitude and practice) study, carried out from February to June 2008, aimed to evaluate the knowledge, attitude and practice regarding the Pap smear test among users of a primary health unit (PHU) and to verify any association with sociodemographic variables. The sample was comprised of 250 women. The knowledge, attitude and practice related to the examination were adequate in 40.4%, 28% and 67.6% of respondents, respectively. The results demonstrate higher proportions of adequate knowledge and attitude with schooling (>9 years) and age (>35 years). It is essential to seek specific answers regarding this issue in order to direct integrated actions of health education, thus ensuring greater access, adhesion and return of the women for the examination results.

Impact of "+Contigo" training on the knowledge and attitudes of health care professionals about suicide

Santos,José Carlos; Simões,Rosa Maria Pereira; Erse,Maria Pedro Queiroz de Azevedo; Façanha,Jorge Daniel Neto; Marques,Lúcia Amélia Fernandes Alves
Fonte: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo Publicador: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2014 Português
Relevância na Pesquisa
46.03%
OBJECTIVES: to evaluate the results of "+Contigo" training, developed by nurses and directed at 66 health professionals of integrated school health teams in Primary Health Care. METHOD: quantitative with data collection through the Suicide Behavior Attitude Questionnaire, administered before and after the training. RESULTS: significant increases were observed in suicide prevention knowledge and in changing attitudes of health professionals towards individuals with suicidal behavior. CONCLUSION: these results allow us to affirm that nurses hold scientific and pedagogical knowledge that grant them a privileged position in the health teams, to develop training aimed at health professionals involved in suicide prevention.

Oral Health Knowledge and Behavior among Adults with Diabetes

Yuen, Hon K.; Wolf, Bethany J.; Bandyopadhyay, Dipankar; Magruder, Kathryn M.; Salinas, Carlos F.; London, Steven D.
Tipo: text
Português
Relevância na Pesquisa
46.11%
The purpose of this study was to determine levels of oral health knowledge and factors associated with adequate oral health knowledge in adults with diabetes. A convenience sample of 253 adult US residents with diabetes completed an oral health survey to assess their knowledge. Results showed that only 47% of the participants answered five or more (out of a maximum of seven) oral health knowledge items related to diabetes correctly. Participants who received oral health information related to diabetes have 2.9 times the odds of possessing adequate oral health knowledge (i.e., answered five or more items correctly) compared to participants who did not received that information controlling for education and race (OR = 2.86, 95% CI 1.26–6.24, P = 0.008). Given that oral health information provided by health professionals (dental and/or medical) contributes to improve oral health knowledge among adults with diabetes, health professionals should take the opportunity to educate patients with diabetes about the oral manifestations (e.g., dry mouth) and complications (e.g., periodontitis and oral candidiasis) of diabetes and to promote proper oral health behaviors.

Not as easy as pie: Disentangling the theoretical and applied components of children’s health knowledge

Nguyen, Simone P.; Gordon, Cameron L.; McCullough, Mary Beth
Tipo: text
Português
Relevância na Pesquisa
46%
While there has been substantial research on children’s dietary habits and physical activity level, there has been little work linking children’s understanding of these concepts and how they apply them. This study aims to elucidate the association between two concepts that have not been distinguished in previous work; theoretical and applied health knowledge. Four-year-old children completed measures of theoretical and applied health knowledge regarding vegetables, fatty foods, physical, and sedentary activities. Results indicate that children’s theoretical and applied health knowledge are distinct concepts that are positively associated. That is, children who accurately identify the relative health of foods and activities are more likely to be able to select foods and activities that promote their body’s health.

The effects of school poverty on adolescents’ sexual health knowledge

Atkins, Robert; Sulik, Michael J.; Hart, Daniel; Ayres, Cynthia; Read, Nichole
Tipo: text
Português
Relevância na Pesquisa
46.08%
Using National Longitudinal Study of Adolescent Health data, hierarchical linear modeling was conducted to estimate the association of school poverty concentration to the sexual health knowledge of 6,718 adolescents. Controlling for individual socio-economic status, school poverty had modest negative effects on sexual health knowledge. Although not directly associated with sexual health knowledge, after controlling for demographic characteristics, school poverty interactions showed that sexual health knowledge was associated with higher grade point average (GPA) and age. The combination of low GPA and high-levels of school poverty was especially detrimental for students’ sexual health knowledge. There are differences in the sexual health knowledge of adolescents attending low poverty and high poverty schools that can be attributed to the school environment.

UNDERSTANDING THE ASSOCIATION BETWEEN MATERNAL EDUCATION AND USE OF HEALTH SERVICES IN GHANA: EXPLORING THE ROLE OF HEALTH KNOWLEDGE

GREENAWAY, EMILY SMITH; LEON, JUAN; BAKER, DAVID P.
Tipo: text
Português
Relevância na Pesquisa
46.09%
This paper examines the role of health knowledge in the association between mothers’ education and use of maternal and child health services in Ghana. The study uses data from a nationally representative sample of female respondents to the 2008 Ghana Demographic and Health Survey. Ordered probit regression models evaluate whether women’s health knowledge helps to explain use of three specific maternal and child health services: antenatal care, giving birth with the supervision of a trained professional and complete child vaccination. The analyses reveal that mothers’ years of formal education are strongly associated with health knowledge; health knowledge helps explain the association between maternal education and use of health services; and, net of a set of stringent demographic and socioeconomic controls, mothers’ health knowledge is a key factor associated with use of health services.

Health Knowledge Among the Millennial Generation

Lloyd, Tom; Shaffer, Michele L.; Christy, Stetter; Widome, Mark D.; Repke, John; Weitekamp, Michael R.; Eslinger, Paul J.; Bargainnier, Sandra S.; Paul, Ian M.
Fonte: PAGEPress Publications Publicador: PAGEPress Publications
Tipo: text
Publicado em 22/07/2013 Português
Relevância na Pesquisa
46.03%
The Millennial Generation, also known as Generation Y, is the demographic cohort following Generation X, and is generally regarded to be composed of those individuals born between 1980 and 2000. They are the first to grow up in an environment where health-related information is widely available by internet, TV and other electronic media, yet we know very little about the scope of their health knowledge. This study was undertaken to quantify two domains of clinically relevant health knowledge: factual content and ability to solve health related questions (application) in nine clinically related medical areas. Study subjects correctly answered, on average, 75% of health application questions but only 54% of health content questions. Since students were better able to correctly answer questions dealing with applications compared to those on factual content contemporary US high school students may not use traditional hierarchical learning models in acquisition of their health knowledge.

Leveraging the Power of Knowledge Management to Transform Global Health and Development

Sullivan, Tara M; Limaye, Rupali J; Mitchell, Vanessa; D’Adamo, Margaret; Baquet, Zachary
Fonte: Global Health: Science and Practice Publicador: Global Health: Science and Practice
Tipo: text
Publicado em 27/04/2015 Português
Relevância na Pesquisa
46.02%
Good knowledge is essential to prevent disease and improve health. Knowledge management (KM) provides a systematic process and tools to promote access to and use of knowledge among health and development practitioners to improve health and development outcomes. KM tools range from publications and resources (briefs, articles, job aids) and products and services (websites, eLearning courses, mobile applications), to training and events (workshops, webinars, meetings) and approaches and techniques (peer assists, coaching, after-action reviews, knowledge cafés).

Critical maternal health knowledge gaps in low- and middle-income countries for the post-2015 era

Kendall, Tamil; Langer, Ana
Fonte: BioMed Central Publicador: BioMed Central
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
46.1%
Effective interventions to promote maternal health and address obstetric complications exist, however 800 women die every day during pregnancy and childbirth from largely preventable causes and more than 90 % of these deaths occur in low and middle income countries (LMIC). In 2014, the Maternal Health Task Force consulted 26 global maternal health researchers to identify persistent and critical knowledge gaps to be filled to reduce maternal morbidity and mortality and improve maternal health. The vision of maternal health articulated was comprehensive and priorities for knowledge generation encompassed improving the availability, accessibility, acceptability, and quality of institutional labor and delivery services and other effective interventions, such as contraception and safe abortion services. Respondents emphasized the need for health systems research to identify models that can deliver what is known to be effective to prevent and treat the main causes of maternal death at scale in different contexts and to sustain coverage and quality over time. Researchers also emphasized the development of tools to measure quality of care and promote ongoing quality improvement at the facility, district, and national level. Knowledge generation to improve distribution and retention of healthcare workers...