Página 1 dos resultados de 2966 itens digitais encontrados em 0.082 segundos

The professionalization of Brazilian nursing in the written media of the end of the nineteenth century: a gender analysis; A profissionalização da enfermagem brasileira na mídia escrita no final do século XIX: uma análise de gênero; La profesionalización de la enfermería brasileña en los medios de comunicación escritos de final del siglo XIX: un análisis de género

SANTO, Tiago Braga do Espírito; OGUISSO, Taka; FONSECA, Rosa Maria Godoy Serpa da
Fonte: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo Publicador: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
75.95%
The object is the relationship between the professionalization of Brazilian nursing and women, in the broadcasting of news about the creation of the Professional School of Nurses, in the light of gender. Aims: to discuss the linkage of women to the beginning of the professionalization of Brazilian nursing following the circumstances and evidence of the creation of the Professional School of Nurses analyzed from the perspective of gender. The news articles were analyzed from the viewpoint of Cultural History, founded in the gender concept of Joan Scott and in the History of Women. The creation of the School and the priority given in the media to women consolidate the vocational ideal of the woman for nursing in a profession subjugated to the physician but also representing the conquest of a space in the world of education and work, reconfiguring the social position of nursing and of woman in Brazil.; O objeto é a relação entre a profissionalização da enfermagem brasileira e as mulheres, na veiculação de notícias sobre a criação da Escola Profissional de Enfermeiros e Enfermeiras, à luz de gênero. O objetivo desta pesquisa foi discutir a vinculação das mulheres no início da profissionalização da enfermagem brasileira...

"Criança calçada, criança sadia!': sobre os uniformes escolares no período de expansão da escola pública paulista (1950/1970); "Footwear children, healtjy children!": about school uniforms in the boom of paulista public school (1950/1970)

Silva, Katiene Nogueira da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 07/04/2006 Português
Relevância na Pesquisa
85.88%
Como a prática de uso dos uniformes escolares se configurou nas escolas públicas do estado de São Paulo entre os anos de 1950 a 1970? Este trabalho procura contribuir para a compreensão do modo pelo qual os uniformes escolares foram retratados pela imprensa educacional, seja mediante artigos assinados por autores prestigiados pelo campo, seja pelas propagandas que intercalavam os textos em questão. Pretende ainda examinar a percepção dos alunos acerca dos uniformes escolares por meio do estudo do jornal escolar e as prescrições relacionadas ao uso deste vestuário nos manuais pedagógicos. Além disso, a legislação educacional vigente no período estudado complementa a análise. O período estudado compreende a época de expansão da escola pública no estado de São Paulo, quando as oportunidades de educação pública passaram a estender-se a significativas parcelas da população que antes estavam à margem deste processo. Busca-se com esta pesquisa identificar como a obrigatoriedade material de uso dos uniformes acompanhou a oferta de vagas à população mais carente de recursos. Ainda foi necessário buscar compreender um quadro geral acerca da história da educação no Brasil no período, de modo a conhecer os eventos que marcaram a história nacional e acabaram por influenciar as políticas públicas educacionais. O trabalho está dividido em três partes: a primeira parte é composta pela "Apresentação"...

História da Escola de Aplicação da FEUSP (1976-1986): a contribuição de José Mário Pires Azanha para a cultura escolar; History of FEUSP School of Application: The Contribution of Dr. José Mário Pires Azanha to Educational Culture

Gordo, Nivia
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 07/10/2010 Português
Relevância na Pesquisa
85.91%
Este trabalho visa descrever a história da Escola de Aplicação (EA) da Faculdade de Educação da USP no período de 1976 a 1986, durante o qual exerci as funções de coordenadora pedagógica e diretora. Nesse período, a EA contou com a participação do professor José Mário Azanha que, como Representante da FEUSP, orientou as atividades de organização e funcionamento do Ensino fundamental, com o objetivo de que a Escola de Aplicação pudesse contribuir com algumas ideias para a melhoria da escola pública do Estado de São Paulo. Neste estudo procuraremos reconstituir, numa perspectiva histórica, aspectos teóricos e práticos do trabalho realizado no referido período.; This study aims at describing the history of the Escola de Aplicação (EA), at the School of Education of the University of São Paulo (USP) during the period of 1976-1986, when I was both the pedagogical coordinator and the director. During this period, Professor José Mário Azanha, as a Representative of the School of Education of USP, headed the organization and functioning activities of the Elementary school, with the goal that the Escola de Aplicação (EA) could contribute with some ideas for improving the public school system of the State of São Paulo. This study seeks to reconstruct...

Tradição e modernidade: desanexação da Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo (EEUSP); Tradition and Modernity: detaching the School of Nursing from the University of São Paulo (EEUSP)

Santiago, Emiliane Silva
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 27/01/2011 Português
Relevância na Pesquisa
76%
O presente estudo teve o objetivo de analisar o processo histórico da desanexação da Escola de Enfermagem de São Paulo - EEUSP - da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo FMUSP. Para tanto, pretendeu-se apontar alguns antecedentes assim como descrever sumariamente a conjuntura da enfermagem no país e a fundação dessa Escola. Este estudo qualitativo descritivo tem como interesse a garantia da memória da profissão de enfermagem e da EEUSP, incentivando a concretização da identidade desta profissão, através da análise de diversas fontes encontradas sobre o processo de desanexação da EEUSP. Entre essas, o Boletim do SESP, imagens fotográficas, cartas de Miss Tennant e Sr. Sopper da Fundação Rockefeller, edições da Revista Médico-Social, documentos e relatórios da fundação Rockefeller sobre a criação da Escola de Enfermagem de São Paulo, as Atas do Conselho Técnico e Administrativo Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP) e da Congregação da mesma instituição, assim como também as Atas da Associação Brasileira de Enfermagem, Seção de São Paulo (ABEn - SP), Conselho Técnico Acadêmico da Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo (EEUSP) e no arquivo da Reitoria...

Do controle das paixões à maestria de si: um estudo acerca das práticas e das representações de moralização na escola pública paulista (1948-1978); The control of the passions to the mastery of self: a study about practices and representations of moralizing in public school in São Paulo (1948-1978)

Silva, Katiene Nogueira da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 09/05/2011 Português
Relevância na Pesquisa
85.93%
Este trabalho busca compreender mediante a perspectiva sócio-histórica como foram configuradas e mobilizadas as práticas e as representações de moralização na escola pública paulista em um período que compreende a democratização das oportunidades de educação e que alterou o modelo de escola que era mantido desde a época republicana. O termo moralização é entendido como a moral destinada a ser incorporada pelos indivíduos. A idéia do poder sobre si mesmo exercido a partir do interior é especialmente fértil para a compreensão das práticas e das representações de moralização na escola pública paulista durante o período investigado. Além da diversidade em relação à clientela que passou a ocupar o espaço escolar, a origem social dos professores primários também mudou. Para governar as massas e gerir a diversidade no interior das instituições escolares durante a expansão do ensino, foi importante levar cada um a governar a si próprio, o que consistiu num elemento necessário à própria existência da democratização do acesso à educação pública. A escolha do ano de 1948 como marco inicial para o estudo deve-se a ser este o ano de início da Campanha de Defesa da Escola Pública. Trata-se um movimento cívico importante na história da escola pública brasileira e que culminou...

Ler, Escrever, Contar e se Comportar: a Escola Primária como Rito do Século XIX Português (1820-1910); Read, write, count and behave: the primary school as a nineteenth century Portuguese rite (1820-1910)

Boto, Carlota Josefina Malta Cardozo dos Reis
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 08/09/1997 Português
Relevância na Pesquisa
75.97%
Tendo por objetivo o estudo da escola portuguesa no período compreendido entre 1820 e 1910, procuramos a identificação de aspectos concernentes à interface entre as práticas escolares e o debate social sobre as mesmas. Por essa trilha metodológica, propusemo-nos a historiar o cotidiano, pressupondo nele uma história dos atores que vivem a escola; que agenciam o dia-a-dia escolar. Além disso, tínhamos a intenção de entrelaçar esse ensaio da escola que passou com as representações postas no imaginário pedagógico da sociedade portuguesa na referida época. Por ser assim, pretendíamos verificar a intersecção entre os modos como a sociedade percebia o fenômeno da instrução e os procedimentos realmente adotados para o ensino, com a finalidade de reconstruir pela escrita alguns aspectos que pontuaram o universo simbólico acerca da educação em Portugal de um século atrás. A escola primária era, em Portugal do século XIX (1820-1910), um ritual entre gerações. À infância, era suposto o reconhecimento escolar da tradição do povo e do passado do país. À infância seria também entregue o futuro. Cabia, portanto, à escola a projeção desse futuro, a exemplo do passado. Compreender a sociedade portuguesa do período exigiria então o reconhecimento desse intervalo entre passado e futuro; essa mudança de temporalidade representada pelos anos de escola. A escola era uma forma...

Egressas japonesas da Escola de Enfermagem da USP: memória histórica da década de 1970; Grads Japanese students at University of Sao Paulo School of Nursing: historical memory of the 1970s

Silva, Barbara Felix Fragazi da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 25/11/2013 Português
Relevância na Pesquisa
85.93%
INTRODUÇÃO: Desde o início de suas atividades como instituição de ensino, o grande contingente de alunas orientais na Escola de Enfermagem da USP (EEUSP) é evidente, sendo ratificados pelos registros existentes no Serviço de Graduação da Escola, a presença expressiva de alunos dessa descendência, mais especificamente de japonesas. A década de 191970 caracterizou-se pelo maior número, além de ter sido um período de transição do sistema de internato para o sistema aberto, em que alunas e professoras deixaram de morar na Escola. O presente estudo teve como objeto o conhecimento sobre as experiências das ex-alunas japonesas (nikkeis e nisseis), egressas desta Escola, bem como suas vivências acadêmicas. OBJETIVOS: Descrever as vivências de alunas descendentes de japonesas egressas da Graduação na EEUSP na década de 191970; Conhecer como eram as normas estabelecidas pela Escola e pelos docentes e o dia a dia na Universidade, analisando essas questões sob a óptica do referencial teórico de Pierre Bourdieu. REFERENCIAL TEÓRICO-METODOLÓGICO: Trata-se de estudo descritivo, qualitativo, exploratório e de natureza histórico-social que utilizou a ferramenta da História Oral temática para a coleta dos dados. Optou-se pelo referencial teórico de Pierre Bourdieu para análise dos dados...

O ginásio da morada do sol: história e memória da Escola Estadual Bento de Abreu de Araraquara

Souza, Rosa Fátima de; Valdemarin, Vera Teresa; Zancul, Maria Cristina de Senzi; Oliveira, Rosilene Batista de; Ancelmo, Muriel Carmo Lameira; Fiscarelli, Sílvio Henrique; Antonio, Mara Rúbia dos Santos; Silva, Marilda da; Perez, Maria Isabel; Mortatti
Fonte: Editora Unesp Publicador: Editora Unesp
Tipo: info:eu-repo/semantics/book Formato: 409 p.
Português
Relevância na Pesquisa
75.94%
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq); Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Pós-graduação em Educação Escolar - FCLAR; O livro - uma coletânea de onze artigos escritos por vários autores - reconstitui a história da Escola Estadual Bento de Abreu, da cidade de Araraquara, interior de São Paulo, abordando as transformações nela ocorridas ao longo do tempo e a contribuição da instituição para o sistema de educação da região, a formação de professores e a democratização do ensino. A importância da escola - conhecida como "Ginásio Morada do Sol" - reside no fato de ter sido uma das primeiras de nível médio implantadas pelo governo paulista, que até então privilegiava a educação primária, deixando a cargo da iniciativa confessional, laica e municipal a oferta da educação secundária. No caso de Araraquara, o ginásio oficial correspondia, na verdade, à estadualização do Ginásio Municipal Mackenzie de Araraquara, que já vinha funcionando desde 1914. Fruto de ampla pesquisa documental, o livro examina principalmente o lugar social e cultural representado por essa escola na cidade de Araraquara, destacando a articulação do poder municipal com a iniciativa privada na criação e manutenção da instituição nos seus primeiros anos de funcionamento (1914-1932) e as representações em torno da oficialização do ginásio...

Na transição rural-urbana : a passagem da Escola Mista do bairro Felipão na história da educação púlica campineira; In the transition from rural to urban : the existence of the mixed school in Felipão neighborhood in Campinas public education history

Eliana Nunes da Silva
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 01/11/2012 Português
Relevância na Pesquisa
86%
Esta pesquisa, desencadeada pelos depoimentos de ex-alunos, de uma ex-professora e referenciada por fontes documentais diversas, tem como objeto de estudo a história da Escola Mista que existiu no bairro Felipão, no município de Campinas (Estado de São Paulo), entre as décadas de 1920 e 1960. Tal narrativa é interpretada pela via principal da cultura escolar e das tensões existentes entre os processos instituídos pelas reformas educativas, no decorrer dos embates entre projetos políticos e pedagógicos no contexto republicano. Justificativas, inspiradas na ampla revisão bibliográfica, apontaram que são raros os estudos sobre a história da educação rural no Brasil e que a diversidade de escolas públicas primárias paulistas é tema ainda insuficientemente investigado pela História da Educação Brasileira. Com aportes teórico-metodológicos inspirados principalmente em Viñao Frago (2001), Portelli (1997), Souza & Faria Filho (2006), Demartini (1989), Schwartzman et. al. (2000), pautou-se na seleção e na análise de fontes documentais imagéticas, escritas (em especial do arquivo da instituição escolar) e na história oral, ou seja, em depoimentos dos entrevistados. Os objetivos principais foram o de narrar a história de uma comunidade de imigrantes italianos; caracterizar a cultura escolar da Escola Mista; analisar a expansão do ensino paulista; e organizar as fontes documentais para o arquivo da escola. Buscou-se problematizar a Escola Mista no movimento mais amplo das reformas educacionais conduzidas pelo governo republicano paulista e suas promessas democráticas de escolarização pública...

Orientações da Reforma Orestes Guimarães para a Matemática Escolar na Escola Normal Catharinense

Silveira, Rosangela Kirst da
Tipo: master thesis
Português
Relevância na Pesquisa
75.96%
Dissertação submetida ao Programa de Pós Graduação em Educação Científica e Tecnológica da Universidade Federal de Santa Catarina para a obtenção do Grau de mestre em Educação Científica e Tecnológica. Orientadora: Prof.ª Dr.ª Cláudia Regina Flores Coorientador: Prof. Dr. David Antonio da Costa 140p., SC,. 2013.; Esta dissertação trata das principais orientações dadas para o ensino da matemática na formação do professor do ensino primário na Escola Normal Cathatrinense pela reforma de Instrução Pública de 1911 em Santa Catarina. Tendo como objeto de pesquisa a escola formadora dos professores que iriam lecionar no ensino primário, buscou-se em documentos escritos encontrados nos arquivos públicos do estado, constituir um texto que materializa as representações, interpretações, leituras e imaginações que construímos da Escola Normal Catharinense com relação à formação em Matemática. As diretrizes teórico-metodológicas para esta pesquisa são dadas a partir da história, vista como uma produção, uma operação específica sob um objeto de pesquisa que se utiliza de um sistema de referências para a análise dos documentos, conforme Michel de Certeau. Também fazem parte deste sistema de referência de análise do objeto os conceitos de cultura escolar de Dominique Julia e de história glocal de Roger Chartier...

História da fisioterapia em Portugal: da origem a 1966

Fonseca, João Pedro da
Tipo: info:eu-repo/semantics/masterthesis
Publicado em //2012 Português
Relevância na Pesquisa
85.71%
Mestrado em Fisioterapia.; Em 1851, Gleich usa pela primeira vez o termo de Fisioterapia. Surge num momento em que a arte de curar o campo médico, procurava corresponder à necessidade que a sociedade tinha de cuidados de saúde mais eficazes. A área médica procurou a exclusividade da ginástica, da aplicação da mecanoterapia, da electroterapia, da massagem e da hidroterapia. O termo Fisioterapeuta surge em Portugal em 1918 e Serviço de Fisioterapia em 1917 num Instituto da Casa Pia de Lisboa e em 1918 no Hospital de São José. O movimento Higienista do fim do seculo XIX reconheceu a qualidade de agente terapêutico à fisioterapia conferindo-lhe estatuto, através do desenvolvimento de um saber teórico, contudo abstracto próprio da Universidade. O percurso histórico da Fisioterapia em Portugal é analisado até 1966, data da criação oficial da Escola de Saúde de Alcoitão; dá-se também ênfase ao Laboratório de São José e ao contexto do seu aparecimento. O desenvolvimento da Fisioterapia em Portugal ocorre em períodos históricos semelhantes a diversos países da Europa.; ABSTRACT - In 1851, Gleich employs for the first time the word Physiotherapy it appears in moment in which the medical field, search to answer the needs of the society for more efficient care. In this way...

Didática da história : estratégias para a aprendizagem da história no 1º ciclo do ensino básico

Santos, Cristina Isabel da Silva
Fonte: Instituto Politécnico de Viseu. Escola Superior de Educação de Viseu Publicador: Instituto Politécnico de Viseu. Escola Superior de Educação de Viseu
Tipo: info:eu-repo/semantics/masterthesis
Publicado em /01/2014 Português
Relevância na Pesquisa
75.95%
No âmbito do Mestrado em Educação Pré-Escolar e Ensino do 1º Ciclo do Ensino Básico, foi realizado o seguinte trabalho, no qual se efetua uma investigação acerca das estratégias utilizadas para a aprendizagem da História no 1º Ciclo do Ensino Básico. Com vista à recolha de informação, foram realizadas entrevistas a alunos do 1º Ciclo, de uma escola do concelho de Viseu e foram feitos questionários para Professores do 1º Ciclo do Ensino Básico. Estas ferramentas de trabalho permitiram analisar os dados para dar resposta à questão problema. Foi muito importante refletir sobre o papel do Professor, o ensino da História, bem como as estratégias utilizadas. Para além disso, foi crucial descobrir como se ensina História no passado, para estabelecer comparações com aquela que é ensinada atualmente. Assim, o Capítulo I, intitula-se “Reflexão crítica das práticas em contexto” e carateriza os dois contextos de estágio, analisa as práticas que foram concretizadas na PES II e III e ainda analisa as competências e conhecimentos profissionais que foram sendo desenvolvidos. O Capítulo II, designa-se “Trabalho de Investigação” e através da revisão da literatura aprofunda o conhecimento Histórico...

Fotografias escolares: a leitura de imagens na história da escola primária

Souza,Rosa Fátima de
Fonte: Setor de Educação da Universidade Federal do Paraná Publicador: Setor de Educação da Universidade Federal do Paraná
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2001 Português
Relevância na Pesquisa
95.85%
Este estudo compreende a leitura de fotografias, especificamente, fotografias escolares referentes ao ensino primário na cidade de Campinas, no período de 1897 a 1950. Com base em um acervo constituído de 55 imagens, analisa quatro categorias de fotografias: arquitetura escolar, classes de alunos, corpo docente e atividades escolares; assinalando o discurso sobre a escola, os contextos humanos e as relações sociais reveladas pelas imagens. O texto destaca, também, a relevância da documentação iconográfica para o estudo da História da Educação, em especial, o estudo das instituições educativas.

Cultura material da escola: entram em cena as carteiras

Castro,Raquel Xavier de Souza; Silva,Vera Lucia Gaspar da
Fonte: Setor de Educação da Universidade Federal do Paraná Publicador: Setor de Educação da Universidade Federal do Paraná
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2011 Português
Relevância na Pesquisa
85.86%
Carteiras escolares: objeto de pesquisa sobre a história da cultura material da escola catarinense. A intenção deste artigo é apresentar alguns resultados referentes a essa pesquisa. Com o trabalho, busca-se identificar aspectos que caracterizem este mobiliário no início da organização das escolas primárias em Santa Catarina. Fontes da pesquisa: legislação, pareceres de professores, relatórios de inspetores, receitas de compras da então Província, além de ícones da época. O advento do ensino da escrita como tarefa escolar é um divisor de águas na configuração material do espaço escolar. A reflexão é balizada por referências a métodos de ensino, considerados articuladores da presença ou alteração de determinado mobiliário no interior das salas de aula. Em termos teóricos, tem se mobilizado um repertório que incide particularmente na história da educação, na cultura material da escola e em referências aos inícios da escolarização, principalmente na Europa e nos Estados Unidos.

A arquitetura escolar como objeto de pesquisa em História da Educação

Dórea,Célia Rosângela Dantas
Fonte: Setor de Educação da Universidade Federal do Paraná Publicador: Setor de Educação da Universidade Federal do Paraná
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2013 Português
Relevância na Pesquisa
85.88%
Uma das ideias norteadoras desta pesquisa consiste em encarar a organização do espaço na escola como um dos movimentos que permitem recuperar a história dos estabelecimentos de ensino, possibilitando uma nova leitura dessa ambiência escolar, leitura em que se procura identificar os fatores - políticos, sociais, culturais e econômicos - que interferem na formulação e na execução das políticas educacionais que deram origem aos atuais espaços escolares. No rastro de uma trajetória acadêmica marcada pela intimidade com as questões relacionadas ao espaço escolar, discute-se o papel da organização do espaço na história da escola, destacando a atuação do educador Anísio Teixeira, em três momentos distintos, onde teve a oportunidade de implementar reformas e medidas educacionais que valorizavam o planejamento das edificações escolares: na Bahia (1924-1928), no Distrito Federal (Rio de Janeiro, 1931-1935) e como Secretário de Educação e Saúde do Estado da Bahia (1947-1951). Em síntese, eleger o espaço escolar como objeto de estudo configura-se como uma possibilidade de diálogo entre a Arquitetura e a Educação, ambas responsáveis pela organização e ocupação do espaço físico da escola, bem como com a sua utilização...

Emblemas e rituais: reconstruindo a história da Escola de Enfermagem Hermantina Beraldo

Toledo,Josefar Reis de; Santos,Tânia Cristina Franco; Araújo,Maria Aparecida de; Almeida Filho,Antônio José de
Fonte: Universidade Federal do Rio de Janeiro Publicador: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2008 Português
Relevância na Pesquisa
75.97%
Estudo histórico-social. Objeto: emblemas e rituais instituídos pela Escola de Enfermagem Hermantina Beraldo no período de 1947 a 1950. Objetivos: caracterizar a escola; enumerar os emblemas e rituais por ela utilizados e comentar as implicações da utilização desses emblemas e rituais. As fontes primárias foram documentos escritos e fotográficos pertencentes ao acervo da escola e ao acervo pessoal da professora Maria Aparecida Araújo. As fontes secundárias focalizam a História da Enfermagem Brasileira, a História do Brasil e a história da própria escola. A análise dos dados, feita com base em estudos relativos à temática do estudo, evidenciou que os emblemas e rituais, de inspiração religiosa e militar, instituídos pela escola, apontavam modelos a serem seguidos, inculcando atributos como hierarquia e disciplina, de modo a favorecer a construção da identidade da enfermeira diplomada pela Escola de Enfermagem Hermantina Beraldo.

A história da Educação Física na educação profissional: entrada, saída e retorno à Escola Federal de Porto Alegre

Silva,Eduardo Marczwski da; Fraga,Alex Branco
Fonte: Escola de Educação Física e Esporte da Universidade de São Paulo Publicador: Escola de Educação Física e Esporte da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2014 Português
Relevância na Pesquisa
75.96%
Esse artigo se propõe a contar a história da disciplina de Educação Física no currículo da mais antiga Escola Profissionalizante de Porto Alegre. O texto foi construído a partir da análise de documentos relativos ao ensino ministrado nesta instituição de ensino entre os anos de 1966 e 2012. Após a análise, a história foi contada em três categorias temáticas, às quais representam a entrada da Educação Física nos currículos da Escola; o desaparecimento da Educação Física dos currículos da Escola; e, o retorno da disciplina aos currículos da mais antiga Escola Profissionalizante de Porto Alegre. O recente retorno da Educação Física aos currículos dessa Escola ocorre em uma nova modalidade de ensino de nível médio (curso técnico integrado ao ensino médio) e indica uma mudança nos conteúdos historicamente desenvolvidos pela disciplina nessa Escola Profissionalizante.

O Estudo e sua materialidade: revista das alunas-mestras da escola complementar/normal de Porto Alegre/RS (1922-1931)

Fraga,Andréa Silva de
Fonte: Associação Sul-Rio-Grandense de Pesquisadores em História da Educação Publicador: Associação Sul-Rio-Grandense de Pesquisadores em História da Educação
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2013 Português
Relevância na Pesquisa
85.86%
A revista O Estudo foi um impresso estudantil publicado pelas alunas do Grêmio de Estudantes da Escola Complementar/Normal de Porto Alegre/RS, entre os anos de 1922 a 1931. Na perspectiva da História da Educação e dos pressupostos da história da cultura escrita, o artigo tem como propósito apresentar a descrição de sua materialidade, isto é, do seu suporte e dos diferentes aspectos que caracterizam O Estudo como objeto impresso, de modo a compreender sua composição e especificidades.

Apropriações dos saberes pedagógicos no início da formação: manuais e provas da Escola Normal de São Paulo (década de 1870)

Silva,Vivian Batista da; Perez,Tatiane Tanaka
Fonte: Associação Sul-Rio-Grandense de Pesquisadores em História da Educação Publicador: Associação Sul-Rio-Grandense de Pesquisadores em História da Educação
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2014 Português
Relevância na Pesquisa
85.77%
O artigo que aqui se apresenta examina manuais e provas feitas pelos estudantes da Escola Normal de São Paulo nos anos de 1870. Isso significa perguntar quais temas, conteúdos e referências eram ensinados no início da docência e como esses saberes eram lidos, interpretados, citados, enfim, de que modo eram apropriados. Os livros e exames analisados são indícios exemplares do que se ensinava e do que se aprendia num curso ainda em consolidação. Os livros e as provas em pauta foram, em suma, produtos e produtores de uma institucionalização e formalização dos saberes do início do magistério, revestindo-se dos temas previstos para estudo na Escola Normal, dos modos como foram desenvolvidos e da maneira como foram selecionadas e mobilizadas as referências do curso.

A liturgia da escola moderna: saberes, valores, atitudes e exemplos

Boto,Carlota
Fonte: Associação Sul-Rio-Grandense de Pesquisadores em História da Educação Publicador: Associação Sul-Rio-Grandense de Pesquisadores em História da Educação
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2014 Português
Relevância na Pesquisa
85.86%
A escola compõe, por seus fazeres e haveres, uma forma de liturgia. A compreensão da escola como um rito requer a observação dos movimentos internos constitutivos do cotidiano escolar, bem como a compreensão dos protocolos de ações projetadas para serem inseridas em práticas institucionais. Nesse sentido, as crianças em fila, a organização do espaço em classes seriadas, a construção de horários para abrigar as diferentes matérias e disciplinas do currículo, as interações do professor e dos alunos no espaço da sala de aula, as carteiras enfileiradas, o ponto registrado no quadro negro, tudo isso indicia ações e movimentos contidos no que compreendemos por vida escolar. Esta investigação debruça-se sobre alguns exemplos de modos de constituição da liturgia escolar, mediante o trabalho com fontes primárias consideradas oportunas para averiguar aspectos do cotidiano escolar: códigos de instrução pública, compêndios escolares de formação de professores, livros de leitura das escolas primárias, revistas de ensino e relatórios de inspeção. O período a que se circunscreve a documentação situa-se na segunda metade do século 19 e nos primeiros decênios do século 20. Procuramos recorrer a vestígios capazes de...