Página 1 dos resultados de 1088 itens digitais encontrados em 0.018 segundos

Direito à saúde e integralidade: uma discussão sobre os desafios e caminhos para sua efetivação; Right to healthcare and comprehensiveness: a discussion on the challenges and paths towards its implementation; Derecho a la salud e integridad: una discusión sobre los desafíos y los caminos para su realización

Silva, Keila Silene de Brito e; Bezerra, Adriana Falangola Benjamin; Tanaka, Oswaldo Yoshimi
Fonte: UNESP Publicador: UNESP
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
37.31%
O presente artigo discute aspectos que interferem na garantia do direito à saúde e sua relação com o princípio da integralidade. Para tanto, são descritas questões históricas e culturais que contextualizam esta realidade. Também são apontados os limites e as possibilidades para garantia da integralidade como parte do direito à saúde, com foco no SUS. A abrangência do conteúdo do direito à saúde e a limitação daquilo que é efetivamente alcançado demonstram a dificuldade para sua garantia plena, aspecto igualmente observado em outros países. O direito compartimentado vivenciado na prática do SUS é antagônico ao princípio da integralidade em seus diferentes sentidos. Apesar dos desafios para efetivação da integralidade, diversas iniciativas foram identificadas e têm sido utilizadas na perspectiva de superar as dificuldades e alcançar o direito à saúde em sua plenitude.

A integralidade na saúde da mulher: possibilidades de atenção à mulher com câncer de colo uterino nos serviços de saúde; The integrality in the woman's health: possibilities in the attention to the woman with cancer of uterine of the services of health

Soares, Marilú Correa
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 15/10/2007 Português
Relevância na Pesquisa
37.48%
Este estudo teve como objetivo geral compreender como os serviços de saúde do Sistema Único de Saúde - SUS estão organizados, de modo a contemplar a integralidade da assistência à mulher, quando pensamos os processos de produção de cuidado no controle do câncer de colo uterino, a partir da experiência das mulheres acometidas por esse agravo, identificando e analisando o percurso assistencial dessas mulheres, apontando as dificuldades por elas enfrentadas, na perspectiva da integralidade da atenção. A pesquisa teve como suporte teórico a integralidade da atenção, em suas distintas apreensões, desde sua compreensão, não só como um princípio do SUS, mas também como exercício de boas práticas de produção de cuidado e de referência para políticas governamentais. Estudo de abordagem qualitativa, realizado junto a mulheres com diagnóstico de câncer de colo uterino, no período de 2003-2005, em um município do sul do Brasil. Os dados foram coletados de julho a dezembro de 2006, utilizando-se a observação participante da atenção dispensada às mulheres, nos serviços de saúde, e a entrevista semi-estruturada, para captação do empírico. Para os procedimentos analíticos, optou-se pela análise temática...

A integralidade numa rede de proteção social ao adolescente, um olhar fenomenológico; The integrality of the Adolescent and Child Social Protection: phenomenology knowledge

Vieira, Sandro da Rocha
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 28/03/2008 Português
Relevância na Pesquisa
37.31%
A investigação procurou compreender a noção de integralidade na Rede de Proteção Social à Criança e ao Adolescente, na Cidade de Suzano/SP, acerca da qual deriva parte importante da prática de agentes sociais e de saúde. Para tanto procedeu-se a uma exploração empírica dos elementos discursivos desses atores. As experiências colhidas em campo permitiram a compreensão e reflexão da noção de integralidade no campo de conhecimento da Saúde Pública. Os objetivos da pesquisa tiveram por prioridade: caracterizar e problematizar o lugar da integralidade no interior dessa rede de proteção; descrevendo as experiências e refletindo sobre a atenção integral na articulação de ações no interior da rede de serviços. A fenomenologia foi escolhida como referencial metodológico compondo-se por dois momentos articulados entre si: observação participante e entrevistas semi-estruturadas. Os sujeitos de pesquisa foram os membros do Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente na qualidade de articuladores da política municipal de atenção ao adolescente. A pesquisa foi capaz de compreender a noção de integralidade como idéia/referência, conceito que emergiu no discurso dos agentes sociais pesquisados...

A (re)construção do SUS no município de São Paulo (SP): uma avaliação sobre a incorporação da integralidade na política municipal de saúde; The reconstruction of the SUS into the County of São Paul (SP): an appraisal above the embodies from integralidade on policy municipal of health

Pinto, Nicanor Rodrigues da Silva
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 17/03/2009 Português
Relevância na Pesquisa
37.31%
Antecedentes. Alguns princípios e diretrizes organizativas do Sistema Único de Saúde (SUS) têm sido mais freqüentemente avaliados como a descentralização da gestão, a participação e controle sociais e a extensão de cobertura. A integralidade da atenção à saúde se destaca como um de seus princípios pouco estudado, particularmente no que se refere à sua dimensão sistêmica como a incorporação desse princípio na política e na gestão da saúde no âmbito municipal. Objetivo. Esta pesquisa foi desenvolvida com o objetivo de avaliar se e como a integralidade na assistência à saúde foi incorporada nas políticas de saúde priorizadas e implementadas no processo de (re)construção do SUS no Município de São Paulo (SP), no período de 2001 a 2008. Métodos. A estratégia metodológica utilizada foi a do estudo de caso, utilizando-se como dados e informações coletadas junto a distintas fontes de evidência: (a) atores sociais privilegiados, envolvidos no processo de gestão (informantes-chaves), por meio de entrevistas; (b) documentos de gestão (leis, decretos, portarias, normas técnicas, relatórios de gestão, atas de reunião); e (c) observação participante, desenvolvida em espaços institucionais e instâncias político-administrativas do SUS no município. A análise da incorporação da integralidade da assistência à saúde foi realizada prioritariamente nas dimensões da política de saúde e da gestão do sistema de saúde. Resultados. São apresentados três artigos formatados com recortes temáticos dos resultados da pesquisa e que pudessem ter consistência e densidade suficientes para serem submetidos a periódicos do campo da Saúde Pública/Coletiva. Os artigos elaborados são: (1) Política de saúde e gestão no processo de (re)construção do SUS em município de grande porte: um estudo de caso de São Paulo...

Desafios para implementar a integralidade da assistência à saúde no SUS: estudo de caso no município de São Paulo (SP); Challenges to implementing the entire health care SUS: a case study in São Paulo, SP

Spedo, Sandra Maria
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 16/03/2009 Português
Relevância na Pesquisa
37.41%
Introdução. O Sistema Único de Saúde (SUS) apresentou avanços significativos durante as duas décadas de sua existência. Contudo, a integralidade se destaca como o princípio que, ainda, não foi efetivamente incorporado na organização dos serviços e no cotidiano da atenção. Para realização desta pesquisa, e considerando a polissemia do termo, definiu-se um conceito operacional de integralidade, circunscrito a um de seus múltiplos sentidos, relacionado ao modo de organizar os serviços de saúde. Assim, denominou-se integralidade da assistência à dimensão relacionada com a continuidade do cuidado em saúde, garantida pelo acesso a serviços que incorporam distintas densidades tecnológicas, distribuídos em todos os níveis de complexidade do sistema de saúde. Objetivo. Avaliar a incorporação do princípio da integralidade na gestão e organização dos serviços de saúde em um território selecionado do município de São Paulo, SP. Métodos. A pesquisa foi desenvolvida utilizando a estratégia metodológica do estudo de caso, a partir das seguintes fontes de evidência: (a) documentos de gestão (leis, decretos, portarias, planos, normas técnicas, relatórios de gestão, atas de reunião); b) entrevistas não-estruturadas com informantes-chaves selecionados entre os gestores do SUS no município; c) grupo focal com usuários de uma Unidade Básica de Saúde do território selecionado; d) observação participante...

Avaliação da atenção básica em saúde destacando satisfação e insatisfação na perspectiva dos usuários, com ênfase na integralidade da atenção; Assessment of primary healthcare from a user satisfaction and dissatisfaction perspective, with emphasis on care comprehensiveness.

Curvo, Patrícia Abrahão
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 08/02/2011 Português
Relevância na Pesquisa
37.48%
Esta investigação de caráter avaliativo da Atenção Básica à Saúde - ABS pretende produzir subsídios para decisões que fortaleçam a ABS, pautados na integralidade da atenção. Pesquisas de avaliação permitem verificar o modo como os direitos individuais e de cidadania são observados no acesso e utilização do sistema de saúde, considerando a assertiva das percepções dos usuários em relação às suas expectativas, valores e desejos. Na literatura, identificamos que a avaliação para decisão deve considerar metodologias de apreensão da realidade que possam ressignificar as práticas, envolvendo a participação de todos os atores responsáveis pela produção da saúde e impactando na qualidade dos serviços. Indagamos: sob o ponto de vista do usuário, o processo de implantação da ABS tem favorecido a produção de ações na perspectiva da integralidade? Partimos do pressuposto de que a integralidade agrega e articula diversos princípios da ABS, tendo maior potencialidade de revelar a expectativa do usuário e assim assinalar aspectos da satisfação e da insatisfação. Objetivamos avaliar a satisfação e a insatisfação manifestadas por usuários de unidades da rede de ABS do Distrito Oeste de Saúde, do município de Ribeirão Preto-SP...

Sentidos de integralidade produzidos com trabalhadores de saúde em relações grupais; Integrality senses produced with health workers in group relations

Bernardes, Elexandra Helena
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 03/10/2011 Português
Relevância na Pesquisa
37.48%
Dentro da proposta de estruturação da política nacional de saúde as contribuições da integralidade na produção de serviços e ações de saúde de qualidade, resolutivos e satisfatórios ainda têm gerado grandes desafios. Assim, acreditando que a orientação de novas maneiras de entender e de produzir saúde, norteadas pela integralidade emergem de sentidos produzidos sobre esse termo, em contextos relacionais e dialógicos específicos, esse estudo teve por objetivo descrever os sentidos de integralidade produzidos com os trabalhadores de equipes de Saúde da Família (SF), relativos ao cotidiano de suas práticas de atenção à saúde, em uma cidade mineira. Utilizamos o discurso Construcionismo Social como uma ferramenta metodológica para produzirmos e analisarmos as informações. Essa produção ocorreu por meio de registros de diário de campo e três encontros grupais, áudio graváveis. Seguidamente as informações foram transcritas, editadas e analisadas, produzindo duas tematizações, com dois subtemas cada: 1) Quando os participantes recorrem ao discurso vinculado às práticas dos trabalhadores: Pressupõe em o trabalhador se integrar com a vida, às necessidades do paciente lá fora, que não são somente biológicas...

Integralidade da atenção à saúde: suas expressões na organização tecnológica do trabalho em serviços locais de saúde; Integrality (comprehensiveness) of health attention: its expressions in the technological organization of the work in health service sites

Kehrig, Ruth Terezinha
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 10/12/2001 Português
Relevância na Pesquisa
37.54%
Objetivo. A integralidade das ações, diretriz finalística do Sistema Único de Saúde brasileiro, é mnuito referenciada no plano discursivo, mas pouco estudada. Este trabalho buscou apreender teórica e empiricamente princípios, mecanismos e desenhos organizacionais que possam contribuir para operacionalização dessa diretriz, à luz de proposições de modelos de atenção inseridos em práticas municipais. Essa apreensão se faz nas dimensões política ético-normativa, tecnológica, e sobretudo no plano organizacional-gerencial implicado. A tese defende o espaço organizacional enquanto dimensão privilegiada da condução do processo de transformar as diretrizes políticas do modelo de atenção em conjuntos de processos de trabalho com ações de saúde informadas pela integralidade da atenção. Recuperação Bibliogrática. Foi realizada uma revisão em publicações especializadas sobre o uso da expressão integralidade em saúde ou equivalente (integração assistencial, medicina integral, ações integradas em saúde, atenção integral à saúde, integração sanitária, e similares). Discriminou-se como suas principais modalidades conceituais: dimensão coletiva do objeto de trabalho em saúde; integralidade dos cuidados ao indivíduo; integração sanitária...

O cuidado colaborativo como dispositivo de promoção da integralidade da atenção à saúde; Collaborative Care as an approach to boosting health care comprehensiveness

Santana, Ricardo Matos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 12/12/2014 Português
Relevância na Pesquisa
37.31%
A complexidade da atenção à saúde, como um reflexo da influência de uma diversidade de fatores sobre o processo saúde-doenças das pessoas, requer uma combinação de saberes e fazeres, com as devidas competências técnicas e relações peculiares a cada profissão de saúde, com o estabelecimento de habilidades interpessoais para a produção de relações colaborativas entre os profissionais, os usuários e as organizações de saúde. Nesse contexto, emerge o Cuidado Colaborativo que acontece quando, em uma ação coordenada na tentativa de buscar atingir maior aproximação com a integralidade da atenção de que um usuário precisa, profissionais de vários núcleos de competência e responsabilidade da saúde, diversas organizações de saúde, incluindo os usuários, trabalham juntos cotidianamente para conseguir um benefício compartilhado e obter um objetivo comum. Esse estudo teve como objetivo analisar o processo de organização para implantar o cuidado colaborativo integrante do processo de enfermagem, à adolescente com condições ginecobstétricas, a partir da atenção hospitalar, como dispositivo na contribuição da promoção da integralidade da atenção na rede de serviços do sistema de saúde. Foi desencadeada a realização de uma pesquisa-ação...

Desafios da integralidade no cuidado em hemodiálise : a ótica da equipe de saúde e dos usuários

Fujii, Cinthia Dalasta Caetano
Tipo: dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
37.31%
A Insuficiência Renal Crônica (IRC) está entre as doenças e agravos não transmissíveis com significativa prevalência na população brasileira. Estima-se que, no Brasil, mais de 70.000 pessoas já dependem de Terapia Renal Substitutiva (TRS), sendo que 90,7% dos indivíduos em tratamento fazem hemodiálise (SOCIEDADE BRASILEIRA DE NEFROLOGIA, 2006). De modo geral, é de forma abrupta que as pessoas se vêem diagnosticadas com IRC, precisando de terapia renal substitutiva. Isso faz com essas tenham que reorganizar suas vidas em vários aspectos. O serviço de hemodiálise é o serviço de saúde que atende regularmente as pessoas que necessitam de tratamento hemodialítico. Nesse contexto de assistência, a máquina de hemodiálise é a intermediadora no processo de cuidado, garantindo a manutenção da vida. Um dos pressupostos desse estudo é de que os serviços de hemodiálise devem extrapolar o investimento na sobrevida, promovendo o resgate da qualidade de vida dos usuários. Entendendo que o cuidado aos usuários de uma unidade de hemodiálise deva seguir uma perspectiva de atenção ampliada que contemple suas necessidades de saúde, desenvolveu-se o projeto de pesquisa acerca das possibilidades de integralidade nesse serviço de saúde sob a ótica da equipe de saúde e dos usuários. A pesquisa consistiu de um estudo exploratório-descritivo...

Educação popular, integralidade e formação em enfermagem no cenário da extensão universitária

Rosa, Isaquiel Macedo da
Tipo: dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
37.37%
Atualmente assistimos à ineficiência das escolas formadoras em preparar os estudantes para os desafios do trabalho em saúde. O movimento de mudança na formação dos profissionais de saúde no Brasil e as alterações curriculares ainda não foram capazes de provocar efeitos profundos e convergentes para a prática da integralidade e da defesa do Sistema Único de Saúde. Na enfermagem, apesar do seu trabalho presumir relações dialógicas e de o cuidado ser um elemento marcante, o modelo biomédico ainda é predominante. Perguntamos: a educação popular, no cenário da extensão universitária, pode ser uma das saídas para a situação vigente e aproximar a formação em enfermagem da integralidade? A presente pesquisa teve como objetivo analisar o modo como a educação popular, no cenário da extensão universitária, pode contribuir com o fortalecimento da integralidade na formação em enfermagem. Partimos das seguintes questões de pesquisa: Que conhecimentos relacionados com os sentidos da integralidade foram vivenciados no cenário em estudo? Que situações e sujeitos possibilitaram essas vivências? Que processos epistemológicos e políticos orientados pela educação popular contribuíram para a formação em enfermagem? Trata-se de um estudo qualitativo...

Consulta de enfermagem ampliada : possibilidades de formação para a prática da integralidade em saúde

Machado, Maria Luiza Paz
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
37.37%
Estudo qualitativo, do tipo participante, desenvolvido com oito alunos matriculados na disciplina Enfermagem no Cuidado ao Adulo II do currículo do Curso de Enfermagem da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. As informações foram coletadas por meio de grupo focal, diários de campo e análise documental. Abordam-se os limites que o ambulatório hospitalar apresenta para o ensino/prática da consulta de enfermagem (CE) na perspectiva da integralidade em saúde. Tais limites são de ordem temporal, ambiental e protocolar e estão relacionados aos modos como a instituição, cenário do estudo, se organiza para ofertar o cuidado em saúde. A metodologia propôs a diversificação do cenário de ensino/cuidado da CE tradicional, aí incluindo os espaços de vida dos usuários, denominando esta intervenção de consulta de enfermagem ampliada. A ampliação teve a finalidade de buscar superar os limites do contexto hospitalar, possibilitando exercícios de praxis com base no cotidiano dos usuários. O estudo objetivou “analisar o potencial da consulta de enfermagem para a formação de enfermeiros para a prática da integralidade em saúde, considerando as experiências discentes em um cenário ampliado de cuidado”. A análise evidenciou que os participantes percebem na formação vigente limites para o aprendizado da integralidade...

Integralidade: sentido, constru????o e aplica????o para os t??cnicos de enfermagem

Barbosa, Marta de F??tima Lima
Tipo: dissertation
Português
Relevância na Pesquisa
37.54%
A Integralidade constitui-se como um dos princ??pios doutrin??rios do Sistema ??nico de Sa??de (SUS) e que no cotidiano da pr??tica profissional e da gest??o dos servi??os encontra desafios para ser plenamente efetivado. Apresenta um conceito que n??o ??un??voco, podendo ser percebidos v??rios sentidos relacionados ao tema que implicam na necessidade de mudan??as nos paradigmas que norteiam a forma????o e o processo de trabalho. A pesquisa tem como foco principal a integralidade no cotidiano do trabalho em sa??de do t??cnico de enfermagem considerando os seguintes questionamentos: Qual o conhecimento dos t??cnicos de enfermagem acerca do principio da integralidade?; De que forma este princ??pio se aplica na sua pr??tica profissional?; Como apreenderam este princ??pio na sua forma????o?; Que estrat??gias de interven????o podem ser pensadas na forma????o de modo a favorecer a efetiva????o do principio da integralidade no seu processo de trabalho? A realiza????o deste estudo adquire relev??ncia e justificativa ao ser constru??do na perspectiva de contemplar as seguintes finalidades: Intensificar o di??logo fundamentado nos princ??pios doutrin??rios do SUS em busca de uma pr??tica integralizadora no atendimento das necessidades de sa??de; Direcionar o olhar para os t??cnicos de enfermagem considerando-os sujeitos protagonistas de aten????o integral inseridos na equipe de sa??de; Contribuir na forma????o dos mesmos...

Representações sociais das enfermeiras sobre a integralidade na assistência à saúde da mulher na rede básica

Reis,Cássia Barbosa; Andrade,Sônia Maria Oliveira de
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2008 Português
Relevância na Pesquisa
37.37%
A Lei Orgânica de Saúde apresenta o princípio da integralidade nas dimensões da articulação entre serviços e das práticas profissionais onde acrescentamos a dimensão da configuração das políticas públicas. Elegemos a enfermeira como sujeito da pesquisa por ser primeiro contato com a mulher e porque acreditamos que tenha uma visão geral da integralidade na assistência das diversas fases da vida desta população. O objetivo deste trabalho é conhecer as representações sociais das enfermeiras sobre a integralidade na assistência prestada à mulher na rede básica de saúde. Para tanto, foram realizadas entrevistas com dez enfermeiras da região sul de Mato Grosso do Sul, com enfoque qualitativo. A análise dos dados foi feita através do discurso do sujeito coletivo (DSC), baseado na teoria das representações sociais. Os resultados são apresentados em sete DSC que descrevem as idéias centrais identificadas nas entrevistas. Conclui-se que a enfermeira tem uma visão fragmentada da assistência à saúde da mulher, ainda pautada nas queixas físicas; não consegue definir o que seja integralidade, repetindo o discurso do atendimento holístico, sem entender direito o que isso realmente significa; trabalha de forma individualizada entendendo que o serviço não está organizado para atingir a integralidade na assistência.

Racionalidades médicas e integralidade

Tesser,Charles Dalcanale; Luz,Madel Therezinha
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2008 Português
Relevância na Pesquisa
37.41%
O objetivo deste artigo é discutir aspectos da "integralidade", princípio normativo do SUS, a partir de pesquisas organizadas ao redor da categoria "racionalidade médica" e da epistemologia de Ludwik Fleck. O artigo discute a categoria integralidade, defendendo que a mesma tem distintos significados para doentes e curadores especializados; tem maior relevância e significa uma missão permanente para estes últimos; vincula-se ao relacionamento curador-doente e à eficácia da ação terapêutica. A integralidade constitui um grave problema para a biomedicina, cujo saber esquartejou o doente e centrou sua ação nas "doenças biomédicas". Aí, a integralidade está tanto mais bloqueada quanto mais especializado o ambiente. A atenuação desses bloqueios passa pela periferia dos círculos especializados e pelo trabalho em equipes multidisciplinares, traduzidos no SUS, acertadamente, como prioridade para a atenção primária ou básica. Inversamente, outras racionalidades, como a homeopatia e a medicina tradicional chinesa, comportam um saber/prática facilitador da integralidade nos seus círculos esotéricos e seu desafio, além de sua presença incipiente no SUS, é levar ao mundo de suas práticas, a integralidade de seus círculos esotéricos originais.

Integralidade do cuidado: concepções e práticas de docentes de graduação em enfermagem do Estado de Goiás

Santana,Fabiana Ribeiro; Nakatani,Adélia Yaeko Kyosen; Freitas,Raquel Aparecida Marra da Madeira; Souza,Adenícia Custódia Silva; Bachion,Maria Márcia
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2010 Português
Relevância na Pesquisa
37.48%
A integralidade tem sido defendida como o eixo condutor dos processos de mudanças na formação do enfermeiro. Inserido nesta problemática, realizou-se um estudo descritivo-exploratório, objetivando analisar as concepções de integralidade do cuidado presentes nos discursos dos docentes e as estratégias utilizadas para a apreensão da integralidade pelos discentes. A pesquisa envolveu três instituições de ensino superior (IES). Os dados foram coletados por meio de entrevistas com docentes e análise documental de planos de ensino. O material foi submetido à análise de conteúdo segundo Bardin¹. Emergiram três categorias: Integralidade do cuidado - do singular ao global; Integralidade do cuidado - os caminhos para o SUS e Integralidade do cuidado - estratégias para a ensinagem. Revelam-se sentidos do cuidado ao ser humano na sua realidade social, com as especificidades e subjetividades; idéia de redes de cuidado e sociais nas práticas de cuidado; estratégias para a ensinagem do cuidado incorporando o aprender a aprender, fazer, ser e viver junto. Esperamos que os resultados possam contribuir para a reflexão dos docentes acerca dos sentidos da integralidade do cuidado, assim como reorientar o processo de formação, potencializando os recursos humanos e estratégias já utilizadas...

Integralidade e cuidado a grávidas adolescentes na Atenção Básica

Melo,Mônica Cecília Pimentel de; Coelho,Edméia de Almeida Cardoso
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/05/2011 Português
Relevância na Pesquisa
37.31%
O pré-natal em adolescentes tem se caracterizado por ações técnicas buscando-se na atualidade qualificar o cuidado na perspectiva da integralidade. O Programa de Agentes Comunitários de Saúde/Programa Saúde da Família (PACS/PSF) constitui estratégia para avançar nas mudanças requeridas, o que motivou esta investigação científica, que teve como objetivos conhecer o processo de cuidado pré-natal a adolescentes grávidas por profissionais de saúde do PACS/PSF e analisá-lo na perspectiva da integralidade. É um estudo qualitativo, tendo a integralidade como enfoque teórico. Foi desenvolvido em unidades de PACS/PSF em um município da Bahia, sendo sujeitos do estudo profissionais que cuidam de gestantes adolescentes. O material empírico foi produzido por meio de entrevista semiestruturada e observação não participante, em consultas e visitas domiciliárias e analisado pela técnica de análise de discurso. A análise revelou que o cuidado pré-natal à adolescente se concretiza sob o modelo biomédico, e o cumprimento de rotinas e protocolos institucionais sobrepõe-se à singularidade da adolescente. Assim, distancia-se da integralidade, na medida em que as práticas são orientadas por sujeições ideológicas a um modelo que nega às adolescentes grávidas a oportunidade de serem sujeitos.

Dilemas da Integralidade: o olhar sobre um serviço especializado na assistência em diabetes

da Silva Oliveira, Mônica; Maria de Mendonça de Morais, Heloísa (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: other
Português
Relevância na Pesquisa
37.5%
Introdução: A integralidade na atenção à saúde deve ser entendida a partir dos sentidos que lhe são conferidos no contexto do sistema de saúde. Configura-se enquanto um valor que apenas se realiza no interior de uma rede de serviços planejada e articulada para responder às demandas dos cidadãos e resulta de ações integradas no espaço dos serviços (integralidade focalizada) e articuladas sob uma lógica de redes (integralidade ampliada). A assistência integral ao portador de diabetes requer uma abordagem multidimensional, logo, a organização e os processos gerenciais em um serviço especializado devem ser conduzidos nessa direção. Objetivo: Analisar a relação existente entre a organização e os processos gerenciais em um serviço especializado na assistência de portadores de diabetes da cidade do Recife (CMSJEM) e o desenvolvimento de práticas coerentes com a integralidade da atenção à saúde. Metodologia: pesquisa qualitativa de natureza descritiva e analítica cuja abordagem do objeto investigado se deu através de um estudo de campo. O material empírico foi obtido através de entrevistas semiestruturadas, pela técnica do grupo focal e por análise documental. A análise foi realizada a partir do método de condensação de significados...

O Princípio da integralidade na política de saúde

Severo, Renata Ramos; Arcoverde, Ana Cristina Brito (Orientadora)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: dissertacao
Português
Relevância na Pesquisa
37.48%
A presente dissertação analisa a apropriação do princípio da integralidade na Política de Saúde. A integralidade ao lado da universalidade e equidade constituem-se como princípios doutrinários que norteiam a política e se referem ao sistema de saúde que se deseja conformar. Um ideal a ser alcançado. No plano teórico a integralidade vincula-se ao contexto sócio histórico da política de saúde e de sua interface com as demais políticas setoriais, estando relacionado à multiplicidade de fatores determinantes e condicionantes do processo saúde-doença. Para empreender nossa análise partimos do entendimento do princípio como um dos pilares da política de saúde no âmbito do conjunto das políticas sociais – constituídas no Estado capitalista como resposta as demandas da população a partir da relação contraditória estabelecida entre Estado e sociedade. Discutimos a saúde como expressão da questão social e apontamos os desafios que se colocam para a efetivação da integralidade. Aproximamo-nos da definição do princípio no marco jurídico brasileiro e dos diferentes aspectos dos usos e dimensões de integralidade – objeto de reflexão teórico conceitual de estudiosos do tema. Utilizamos a metodologia qualitativa e a análise de conteúdo para analisar a apropriação do princípio nos documentos. Escolhemos documentos representativos da política quais sejam: os relatórios da 12ª e 13ª Conferência Nacional de Saúde...

Educação e integralidade: o conceito de integralidade no pensamento pedagógico de Edgar Morin, Paulo Freire e Leonardo Boff

Freire, Patrocínio Solon; Röhr, Ferdinand (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: thesis
Português
Relevância na Pesquisa
37.5%
Os diferentes reducionismos e a recente concepção técnico-científica fizeram do conhecimento o elemento central da atividade pedagógica e reduziram os elementos da educação a uma mera formulação didática acerca da formação do ser humano. Os saberes foram compartimentados e a tarefa pedagógica instrumentalizada, gerando o descaso para com a formação integral. Investigar como se dá a relação entre os educadores, os educandos e a tarefa educacional, é a missão de inúmeras pesquisas e debates desenvolvidos nos estudos acadêmicos. A Educação Espiritual assume essa discussão movida pelo sentido mais profundo que o processo educacional incute na vida do ser humano. Assumir o ser humano na inteireza das suas dimensões imanentes é ajudá-lo a realizar o sentido da própria vida, encontrado de forma plena na dimensão mais sutil que é transcendente. Por isso, a pesquisa que agora apresentamos tem o objetivo de investigar as visões de integralidade presentes no pensamento pedagógico de Edgar Morin, Paulo Freire e Leonardo Boff, percebendo em que medida essas visões de integralidade incluem a Transcendência na elaboração de uma educação espiritual capaz de nortear o processo educativo como itinerário contínuo de humanização. Trata-se de três pensadores que traduzem em categorias pedagógicas as suas sistematizações acerca da Complexidade...