Página 1 dos resultados de 125 itens digitais encontrados em 0.045 segundos

Avaliação da qualidade ecológica de rios portugueses (Projecto AQUARIPORT): síntese dos resultados referentes à análise das comunidades de macroinvertebrados bentónicos

Teixeira, Amílcar; Geraldes, Ana Maria; Oliveira, João M.; Bochechas, Jorge; Ferreira, Maria T.
Fonte: Associação Portuguesa de Recursos Hídricos Publicador: Associação Portuguesa de Recursos Hídricos
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
57.38%
O projecto AQUARIPORT serve de base ao Programa Nacional de Monitorização de sistemas aquáticos e tem como objectivos (1) a recolha de informação base de suporte ao ordenamento dos recursos piscícolas nacionais; (2) o desenvolvimento e a implementação de índices bióticos, baseados na ictiofauna e nos macroinvertebrados bentónicos, que permitam a avaliação da qualidade ecológica de rios no enquadramento nos princípios da Directiva Quadro da Água. Neste âmbito, avalia-se, com base nas comunidades de macroinvertebrados, a integridade ecológica de 107 pontos localizados nas bacias hidrográficas dos rios Douro, Minho, Lima, Mondego, Vouga, Tejo, Sado, Mira e Guadiana das Ribeiras do Oeste e do Algarve. Complementarmente às amostragens de macroinvertebrados também se avalia a condição ambiental de cada ponto amostrado (e.g., estrutura da zona ripícola, substrato do leito, largura do rio, perturbações antropogénicas, condutividade, temperatura, oxigénio dissolvido). Com base nas famílias de macroinvertebrados presentes foram determinados para cada ponto os valores do índice biótico IBMWP. Verificou-se que em 62,3% dos pontos amostrados predominam grupos mais intolerantes à degradação ambiental o que indica que estes locais possuem boa qualidade ambiental (Classes I e II). 24...

Spatial and temporal patterns of benthic invertebrates in the Tagus estuary, Portugal: comparison between subtidal and an intertidal mudflat; Pautas de distribución espacio temporales de invertebrados bentónicos en el estuario del Tajo, Portugal: comparación entre marismas intermareales y submareales

França, Susana; Vinagre, Catarina; Pardal, Miguel A.; Cabral, Henrique N.
Fonte: Consejo Superior de Investigaciones Científicas Publicador: Consejo Superior de Investigaciones Científicas
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
57.29%
Intertidal mudflats are a dominant feature in many estuarine systems and may be a significant component of the feeding grounds available for many fish and bird species. Therefore, it is crucial to determine the importance and role that this particular habitat plays for the different estuarine communities. Spatial and temporal dynamics of macrobenthic communities in an intertidal mudflat of the Tagus estuary were assessed in order to determine the role of this habitat in the whole estuarine functioning. Benthic macroinvertebrate communities were sampled monthly in two intertidal areas (upper and lower) and in the adjoining subtidal area for one year. Macroinvertebrate density and biomass in the intertidal mudflat were higher than in the subtidal area, but no clear trends were found between the lower and upper intertidal area. Spatial patterns in the community were more pronounced than seasonal patterns. This benthic community was characterised by high densities of Pygospio elegans, Scrobicularia plana, Cyathura carinata, Hydrobia ulvae and Nereis diversicolor. Abundance and biomass values in this intertidal mudflat were considered low in comparison with other estuarine habitats, namely seagrass beds. Nevertheless, this habitat plays an important role for the main species present in the community...

Utilização de análises limnológicas, bioensaios de toxicidade e macroinvertebrados bentônicos para o diagnóstico ambiental do reservatório de Salto Grande (Americana, SP); Limnological analyses, toxicity bioassay and benthic macroinvertebrates to environmental assessment of Salto Grande reservoir (Americana, SP)

Dornfeld, Carolina Buso
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 06/08/2002 Português
Relevância na Pesquisa
67.59%
O presente estudo teve como objetivo avaliar a qualidade ambiental do reservatório de Salto Grande (Americana, SP), localizado em área de intensa urbanização e atividade industrial. Utilizou-se, para tanto, análises físicas e químicas na água e no sedimento, bioensaios de toxicidade e estrutura (composição e densidade) da fauna de macroinvertebrados bentônicos em quatro períodos (Maio, Agosto, Novembro de 2000 e Fevereiro de 2001). Pela análise de nutrientes na água constatou-se que as concentrações são elevadas, principalmente do íon amônio e do fosfato total, os quais estiveram acima do limite estabelecido pela resolução CONAMA 20/86 e, com base no Índice do Estado Trófico o sistema caracteriza-se como eutrófico ou hipereutrófico, dependendo do período e da localização das estações amostradas, verificando-se a redução na concentração de nutrientes e conseqüentemente, do estado trófico, no sentido do rio para a barragem. A concentração de nutrientes no sedimento também foi elevada quando comparada a outros reservatórios e a análise granulométrica demonstra que as estações centrais do reservatório possuem sedimento silte-argiloso enquanto as estações marginais e o rio Atibaia apresentam sedimentos arenosos. A análise de metais indica que a água e o sedimento do sistema encontram-se contaminados para todos os metais estudados (Cd...

Macroinvertebrados bentônicos como indicadores de poluição na Represa do Guarapiranga - SP; Benthic macroinvertebrates as pollution indicators in Guarapiranga Reservoir, São Paulo, Brazil

Rocha, Solange Martone
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 19/05/1999 Português
Relevância na Pesquisa
67.57%
O presente trabalho foi desenvolvido na Represa do Guarapiranga, situada na Região Metropolitana de São Paulo - RMSP, (23º43?S e 46º32?W); visando a utilização dos macroinvertebrados bentônicos como organismos indicadores de poluição. No período de março/96 a fevereiro/97, foram realizadas coletas mensais em dez estações de amostragem. Obteve-se amostras de água para análise de parâmetros físicos e químicos (superfície, meia profundidade e fundo) e de macroinvertebrados bentônicos. No que se refere aos parâmetros colimétricos os resultados de Números Mais Prováveis de bactérias coliformes fecais e totais em algumas das coletas ultrapassaram o padrão da Resolução CONAMA nº 20/1986 para águas de Classe 2 (1.000 coliformes fecais/100 mL e 5.000 coliformes totais/100 mL). Quanto à comunidade bentônica analisou-se: densidades numéricas, abundâncias relativas, índices de diversidade, eqüitatividade e riqueza. Elaborou-se um dendrograma de agrupamento para as estações de coleta (espacial) com os valores das densidades numéricas dos organismos bentônicos. Para as estações de coleta verificou-se as correlações (por meio do teste não paramétrico de correlação por ?rank? de Spearman entre os dados referentes à comunidade bêntica e às variáveis abióticas e bióticas. A análise da fauna bentônica durante o período de estudo...

Uso de macroinvertebrados bentônicos na avaliação do impacto antropogênico às nascentes do Parque Estadual do Jaraguá, São Paulo, SP; The use of benthic macroinvertebrates for the assessment of anthropogenic impact on streams of Jaraguá State Park, São Paulo, SP

Rinaldi, Silvana Aparecida
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 14/12/2007 Português
Relevância na Pesquisa
57.44%
Devido à importância dos macroinvertebrados bentônicos como bioindicadores da qualidade ambiental e às vantagens de seu emprego como tal, estes organismos foram utilizados para avaliar a possível existência de impacto antropogênico às nascentes localizadas no Parque Estadual do Jaraguá (São Paulo, SP). Para isso, selecionaram-se quatro nascentes, em cada uma das quais foram nas quais foram coletadas amostras de água em cada nascente para a análise de coliformes fecais e das concentrações de nitrogênio e fósforo totais. A coleta de macroinvertebrados bentônicos foi realizada, com o auxílio de um delimitador Surber (área de 0,04m2, malha de 500 ?m), em poções e corredeiras da cada nascente. Este trabalho divide-se em dois capítulos. O primeiro capítulo trata da estrutura da comunidade de invertebrados bentônicos nas nascentes do Parque Estadual do Jaraguá e mostra uma diferenciação entre poções e corredeiras, sendo que as famílias Cyclopidae, Talitridae, Leptoceridae, Psychodidae e Stratiomyidae foram exclusivas de poções, enquanto Perlidae e Simuliidae foram exclusivas de corredeiras, sendo que abundância relativa de Chironomidae foi elevada em ambos os habitats. No segundo capítulo, foram testadas onze métricas para a análise da qualidade ambiental das nascentes do Parque Estadual do Jaraguá (São Paulo...

Estudo da composição taxonômica e da densidade de macroinvertebrados bentônicos no sistema de lagoas naturais do vale do médio Rio Doce (MG), com ênfase na espécie de molusco exótica Melanoides tuberculata (Müller, 1774); Study of the taxonomic composition and of the density of benthic macroinvertebrates in the system of natural lakes in Rio Doce´s middle valey (MG), with emphasis on exotic species of mollusk Melanoides tuberculata (Müller, 1774)

Ramos, Raphael Campitelli
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 26/09/2008 Português
Relevância na Pesquisa
67.59%
No presente estudo foi realizada uma caracterização limnológica comparativa de dezoito lagoas pertencentes ao sistema lacustre do vale do médio Rio Doce e da comunidade de macroinvertebrados bentônicos, analisando-se a composição e a riqueza de espécies. A espécie exótica Melanoides tuberculata invadiu várias regiões do Brasil, e representa uma ameaça para a fauna de moluscos e outros invertebrados nativos das comunidades bentônicas onde se estabelecem. Para isto foram realizadas coletas nos períodos climáticos, chuvoso e seco, amostrando-se em cinco pontos em cada lagoa incluindo a região litorânea e limnética. Foram realizadas medidas físicas e químicas da água e a análise granulométrica, teor de matéria orgânica e classificação textural do sedimento das lagoas. A comunidade bentônica foi amostrada com draga de Van Veen nos diferentes pontos e o material foi lavado em peneiras de 210 'mü'm de abertura de malha, preservado em formol 8% e posteriormente triado e identificado. Os resultados obtidos evidenciaram que a maioria das lagoas estudadas são ambientes de águas levemente ácidas, bem oxigenadas, com baixa concentração de nutrientes na coluna da água, sendo sistemas de baixa trofia (oligotróficos ou mesotróficos). As lagoas diferem quanto à profundidade e transparência da água e aquelas com profundidade superior a 10 metros observou-se estratificação térmica no período chuvoso e isotermia no período seco. A comunidade de macroinvertebrados bentônicos foi bastante diversificada...

Limnologia do rio Uberaba (MG) e a utilização de macroinvertebrados bentônicos como bioindicadores das modificações ambientais; Limnology of Uberaba river and using of benthic macroinvertebrates as bioindicator of environmental changes

Barbosa, Domingos Sávio
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 29/08/2003 Português
Relevância na Pesquisa
67.29%
Os sistemas lóticos são considerados sistemas abertos e de fluxo unidirecional de energia. Nestes sistemas a intensa relação com o meio terrestre adjacente faz com que as condições ecológicas dos rios sejam um reflexo das transformações ocorridas em sua bacia de drenagem. O objetivo do presente estudo foi traçar um perfil dos aspectos ecológicos do rio Uberaba-MG, em função dos usos preponderantes da bacia hidrográfica. Foram avaliadas as características limnológicas, a comunidade de macroinvertebrados bentônicos e o estado de conservação da área de entorno do rio. Procurou-se ainda avaliar a evolução espacial e a variação temporal das variáveis mensuradas à luz de teorias ecológicas de sistemas lóticos. Os resultados mostraram que no rio Uberaba três zonas com impactos preponderantes, diferentes, devem ser avaliadas com maior cautela: a) antes do município de Uberaba existe a predominância de atividades agrícolas, que promovem impactos pela entrada contínua de sedimentos e oferecem riscos pela entrada de agrotóxicos e fertilizantes, b) abaixo do município de Uberaba, a entrada de efluentes gera acentuada degradação da qualidade da água e o conseqüente perecimento das comunidades biológicas, até a região próxima ao município de Veríssimo...

O fenômeno da "decoada" no Pantanal do rio Paraguai, Corumbá/MS: alterações dos parâmetros limnológicos e efeitos sobre os macroinvertebrados bentônicos; The 'decoada' phenomenon in Pantanal of Paraguai river, Corumbá/MS, Brazil: changes in limnological parameters and effects on benthic macroinvertebrates

Andrade, Maria Helena da Silva
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 02/06/2011 Português
Relevância na Pesquisa
57.3%
Este trabalho teve como objetivo investigar a hipótese de que a decoada (alteração dos parâmetros físicos e químicos da água) é um fenômeno natural importante na estruturação da comunidade de invertebrados bentônicos do Pantanal do rio Paraguai, bem como a caracterizar a comunidade de macroinvertebrados bentônicos quanto à composição, abundância de organismos e riqueza em função das alterações ambientais provocadas pela decoada. Além disso, pretendeu-se contribuir para o conhecimento da biota do pantanal de Mato Grosso do Sul com o intuito de subsidiar ações de prevenção e/ou mitigação de possíveis impactos ambientais. Os ambientes escolhidos foram dois corpos de água adjacentes ao rio Paraguai, sendo um com características lênticas (Baía Tuiuiú) e outro, semi-lóticas (Bracinho), Corumbá/MS, ambos sob o efeito do pulso de inundação. O capítulo um realizou uma caracterização limnológica dos dois corpos de água ao longo de um ciclo hidrológico, enfatizando as alterações provocadas pela decoada, por ocasião da subida das águas. O capítulo 2 objetivou estudar a composição e a distribuição da fauna de Chironomidae relacionando-as com as alterações limnológicas ao longo de um ciclo hidrológico (abril/2008 a fevereiro/2009)...

Macroinvertebrados bentônicos como indicadores da integridade de ecossistemas de água doce costeiros. Estudo de caso: lagoas do Parque das Dunas, Salvador, BA; Benthic macroinvertebrates as indicators of the health of coastal freshwater ecosystems. Case study: lakes of Parque das Dunas, Salvador, BA

Schiavone, Daniele Cristina
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 01/09/2014 Português
Relevância na Pesquisa
67.38%
Lagoas costeiras, são corpos de água doce numerosos ao longo da costa brasileira, destacam-se principalmente como habitats para organismos aquáticos. São no entanto acossistemas sujeitos a grandes impactos antrópicos. No presente trabalho foram estudadas quatro lagoas costeiras da Área de Proteção Ambiental Parque das Dunas, em Salvador, Bahia, em dois períodos sazonais, chuvoso e seco, nos quais as lagoas foram comparadas. A comunidade de macroinvertebrados bentônicos foi utilizada como bioindicadora da qualidade ambiental. Dentre os organismos bentônicos, as larvas da família Chironomidae foram as mais frequentes e abundantes, sendo também estudada a dieta das mesmas com o objetivo de conhecer o papel desses organismos na estrutura e dinâmica trófica destas comunidades, através da observação de itens alimentares presentes no conteúdo de seus tubos digestivos. Os resultados da obtidos evidenciaram que as lagoas Vitória, Junco e Camarão tiveram águas com pH ácido, relativamente bem oxigenadas e de condutividade elétrica moderada em ambos os períodos amostrados. A riqueza de táxons foi moderada nas lagoas Vitória e Junco, variando de 13 a 21 táxons, e baixa nas lagoas do Camarão e Negra variando entre 8 e 14 táxons. Em relação à similaridade na composição das comunidades...

Efeito do sedimento fino de origem terrestre sobre a fauna de macroinvertebrados bentônicos em riachos; Effect of Fine sediment on benthic macroinvertebrate in subtropical streams

Vasconcelos, Márlon de Castro
Tipo: dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
57.47%
O aporte de sedimento fino é um dos principais agentes causadores de impactos a ecossistemas aquáticos. Este trabalho teve por finalidade avaliar por experimentalmente o efeito do sedimento fino sobre a fauna de macroinvertebrados bentônicos em um riacho subtropical. O local escolhido foi o rio Forqueta no distrito de Barra do Ouro pertencente ao município de Maquiné, RS. Foi adicionado por tratamento cerca 3138 cm3 de sedimento fino, separado em duas frações: areia fina (0 mm a 0,250mm) e areia grossa (0,25 mm a 1mm), em dois níveis, com e sem sedimento. Os dados foram analisados através por meio de uma Análise de Variância (ANOVA) de dois fatores para abundância total, riqueza e riqueza rarefeita, além de uma Análise de Variância Multivariada (MANOVA) para abundância relativa e composição de espécies e de uma Análise de Correspondência Canônica (pCCA), esta última, para avaliar o quanto eventos de perturbações influenciam a fauna aquática. A interação entre a velocidade do fluxo e os fatores envolvendo sedimentos também foram avaliados. O sedimento fino afetou negativamente a abundância total, a riqueza e a composição de espécies, mas não a riqueza rarefeita e a abundância relativa.O fluxo foi um importante fator para a distribuição da fauna avaliada...

Estrutura da comunidade de macroinvertebrados bentônicos na bacia hidrográfica do Rio Forqueta (RS, BRASIL) em múltiplas escalas espaciais

Strohschoen, Andreia Aparecida Guimarães
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
57.81%
Os macroinvertebrados bentônicos constituem uma importante comunidade em riachos, pois participam do fluxo de energia, sendo um importante recurso alimentar para níveis tróficos adjacentes e superiores. Formam uma fauna bastante diversificada e a estrutura desta comunidade pode ser influenciada por diversos fatores ambientais, os quais variam no tempo, no espaço e na escala analisada. O presente estudo objetivou: a) analisar a estrutura da comunidade de macroinvertebrados bentônicos em uma bacia hidrográfica gaúcha, a saber bacia do rio Forqueta (RS, Brasil) em nível taxonômico e de grupos funcionais; b) investigar a variação sazonal (verão e inverno) e a variação espacial da estrutura da comunidade em função de diferenças espaciais nas características morfo-fisiográficas dos trechos amostrados; c) identificar a variabilidade da comunidade de macroinvertebrados bentônicos em três escalas espaciais (rio, segmento de rio e mesohábitat), enfatizando quais escalas espaciais melhor explicam a estrutura da comunidade nesta bacia; d) investigar quais os descritores ambientais mensurados influenciam na estrutura da comunidade e e) qual a porcentagem da variabilidade na riqueza de organismos pode ser explicada pelos descritores ambientais locais mensurados. Realizou-se amostragens de macroinvertebrados bentônicos e descritores ambientais nos períodos de inverno de 2007 e verão de 2008 em oito sítios de amostragem na bacia do rio Forqueta (RS...

Estrutura da comunidade de macroinvertebrados bentônicos de um riacho de serra em Itatinga, São Paulo, Brasil

Ribeiro, Ludmilla O.; Uieda, Virginia Sanches
Fonte: Sociedade Brasileira de Zoologia Publicador: Sociedade Brasileira de Zoologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 613-618
Português
Relevância na Pesquisa
57.24%
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); A comunidade de macroinvertebrados bentônicos de um riacho de terceira ordem foi analisada em duas estações do ano, chuvosa e seca. Substratos artificiais foram amostrados semanalmente, ao longo de 56 dias para a coleta de macroinvertebrados, nas duas estações do ano. A composição da comunidade foi caracterizada por uma baixa diversidade, ou seja, presença de muitas espécies raras e poucas espécies abundantes nas duas estações do ano. Uma alta dominância de Chironomidae (Diptera) nas duas estações, seguida de Baetidae (Ephemeroptera) e Ancylidae (Mollusca), respectivamente nas estações chuvosa e seca, foi característico. Os resultados obtidos reforçam a grande importância de Chironomidae na comunidade bentônica de riachos e salientam a influência da sazonalidade sobre a estruturação destes organismos.; The benthic macroinvertebrates community of a third order stream was studied during the wet and dry seasons. The community was analyzed using artificial substrates sampled weekly during 56 days in each season. The community composition was characterized by low species diversity...

Influência do regime hidrológico nas variações interanuais das comunidades de macroinvertebrados bentónicos em sistemas lóticos mediterrânicos (sub-bacia das Álcaçovas, bacia hidrográfica do Rio Sado)

Nascimento, Maria Alexandra Revés
Fonte: Universidade de Évora Publicador: Universidade de Évora
Tipo: masterthesis
Português
Relevância na Pesquisa
67.53%
O objectivo deste estudo foi a compreensão da dinâmica de funcionamento de uma sub-bacia de um rio temporário mediterrânico (rio Sado, Sul de Portugal), durante um período de tempo (superior a uma ano), em que se verificou uma acentuada variação climática (3 anos consecutivos de seca, seguidos de uma ano fortemente pluvioso). O estudo incidiu sobre a estrutura taxonómica e funcional das comunidades de macroinvertebrados bentónicos e procurou-se investigar a influência das alterações do regime hidrológico sobre as variações das comunidades. Efectuaram-se colheitas em dez locais de amostragem, entre 1995 e 1996. As comunidades de macroinvertebrados bentónicos amostradas nesses locais, evidenciaram uma importante diversidade faunistica, essencialmente constituída por diferentes ordens de insectos aquáticos (Ephemeroptera, Plecoptera, Heteroptera, Coleoptera e Diptera), com uma clara dominância dos dípteros (Chironomidae e Simul iidae). Os resultados da classificação (Método aglomerativo, UPGMA) e da ordenação (Análise factorial de correspondências, AFC, foram consistentes na determinação de um padrão de variação temporal da estrutura taxonómica das comunidades de macroinvertebrados. Neste padrão foram detectadas duas escalas de variação...

Ecologia e qualidade ecológica de comunidades de macroinvertebrados bentónicos em zonas costeiras e estuarinas:abordagem comparativa

Pinto, Vanessa Caetano
Tipo: info:eu-repo/semantics/masterthesis
Publicado em //2009 Português
Relevância na Pesquisa
57.63%
Tese de mestrado, Biologia (Ecologia Marinha), 2009, Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências; As comunidades de macroinvertebrados bentónicos são extremamente importantes na estrutura e funcionamento dos ecossistemas aquáticos, constituindo a base de diversas cadeias tróficas. Além disso, são igualmente determinantes no estudo dos ecossistemas em que habitam, pela capacidade de integrar e reflectir as condições do meio. Devido a estas características têm sido amplamente utilizadas em monitorização e avaliação de qualidade ambiental. O presente estudo teve como principais objectivos comparar a composição das comunidades de diferentes zonas, em termos temporais e espaciais, e avaliar quais os factores que poderão condicionar essas comunidades. Pretendeu-se ainda avaliar a qualidade ecológica desses locais utilizando diversos índices e inferir sobre qual o melhor índice(s) e época para amostragem a utilizar em avaliação ambiental. Para tal, foram comparadas quatro zonas em Portugal Continental: duas zonas costeiras, Aguçadoura e Frente Atlântica de Almada; e dois estuários, Mondego e Mira. Verificou-se a existência de diferenças significativas nas comunidades de macroinvertebrados bentónicos entre zonas costeiras...

Padrões nas associações de macroinvertebrados bentónicos de diferentes habitats na Ria de Aveiro e no estuário do Mira

Duarte, Marina de Jesus Valentim
Tipo: info:eu-repo/semantics/masterthesis
Publicado em //2011 Português
Relevância na Pesquisa
57.38%
Tese de mestrado. Biologia (Ecologia Marinha). Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências, 2011; Os sistemas costeiros de transição, como os estuários e as lagoas costeiras, estão entre os ecossistemas aquáticos mais produtivos e valiosos do planeta. Uma das características mais importantes destes ambientes é o facto de formarem mosaicos de habitats, que vão desempenhar funções vitais para as espécies que neles habitam e, consequentemente, para a ecologia geral do estuário. As variáveis ambientais têm um papel determinante na definição das características destes ecossistemas e dos seus habitas, pois vão determinar a sobrevivência e a distribuição dos organismos. É o caso da granulometria do sedimento, que influencia a estrutura das comunidades que nele habitam. O objectivo deste trabalho é avaliar as diferenças nas comunidades de macroinvertebrados bentónicos associadas a diferentes habitats estuarinos (zonas de sapal, áreas interdidais e áreas subtidais), permitindo relacionar o uso destes habitats por espécies de outros grupos de organismos, em particular de peixes, com a comunidade bentónica. A amostragem realizou-se na Ria de Aveiro e no estuário do Mira, em Abril de 2009. Foram recolhidas 5 amostras de sedimento em cada habitat (sapal...

Diversidade de habitats físicos e sua relação com macroinvertebrados bentônicos em reservatórios urbanos em Minas Gerais

Molozzi,Joseline; França,Juliana S.; Araujo,Thiago L. A.; Viana,Tales H.; Hughes,Robert M.; Callisto,Marcos
Fonte: Fundação Zoobotânica do Rio Grande do Sul Publicador: Fundação Zoobotânica do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2011 Português
Relevância na Pesquisa
57.38%
Foram avaliados os efeitos da estrutura física de habitats em comunidades de macroinvertebrados bentônicos em três reservatórios: Serra Azul (SA), Vargem das Flores (FV) e Ibirité (IB). Mensurações de variáveis físicas e químicas e comunidade bentônica foram realizadas em 30 estações de amostragem em cada reservatório. Em SA, foram coletados 12 táxons com predomínio de Melanoides tuberculatus Müller, 1774 (15,2%) e Chaoboridae (63,8%). Em VF foram coletados 11 táxons sendo M. tuberculatus (34,2%) e Oligochaeta (33,6%) os dominantes. Em IB foram coletados 7 táxons com domínio de M. tuberculatus (91,2%) e Chaoboridae (6,27%). Em Serra Azul foi observada influência significativa do sub-bosque arbustivo e do ângulo de inclinação do barranco. Nos reservatórios de Ibirité e Vargem das Flores as variáveis significativas foram cobertura do solo, influência humana e macrófitas aquáticas. Concluímos que as ações humanas reduzem a cobertura da vegetação terrestre e a complexidade de habitats físicos na região litorâneos dos reservatórios, levando a uma redução na qualidade de água. Essas mudanças, por sua vez, reduzem a riqueza taxonômica dos macroinvertebrados bentônicos.

Estrutura da comunidade de macroinvertebrados bentônicos de um riacho de serra em Itatinga, São Paulo, Brasil

Ribeiro,Ludmilla O.; Uieda,Virginia S.
Fonte: Sociedade Brasileira de Zoologia Publicador: Sociedade Brasileira de Zoologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2005 Português
Relevância na Pesquisa
57.24%
A comunidade de macroinvertebrados bentônicos de um riacho de terceira ordem foi analisada em duas estações do ano, chuvosa e seca. Substratos artificiais foram amostrados semanalmente, ao longo de 56 dias para a coleta de macroinvertebrados, nas duas estações do ano. A composição da comunidade foi caracterizada por uma baixa diversidade, ou seja, presença de muitas espécies raras e poucas espécies abundantes nas duas estações do ano. Uma alta dominância de Chironomidae (Diptera) nas duas estações, seguida de Baetidae (Ephemeroptera) e Ancylidae (Mollusca), respectivamente nas estações chuvosa e seca, foi característico. Os resultados obtidos reforçam a grande importância de Chironomidae na comunidade bentônica de riachos e salientam a influência da sazonalidade sobre a estruturação destes organismos.

Macroinvertebrados bentônicos como indicadores do impacto ambiental promovido pelos efluentes de áreas orizícolas e pelos de origem urbana/industrial

Colpo,Karine Delevati; Brasil,Marisa Teresinha; Camargo,Bruna Vielmo
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2009 Português
Relevância na Pesquisa
67.59%
Os macroinvertebrados bentônicos têm sido amplamente utilizados como bioindicadores de qualidade ambiental. O objetivo deste estudo foi comparar a qualidade da água que sai de uma área com cultivo de arroz irrigado (água de drenagem) com a água de irrigação, oriunda do Rio Gravataí, em um ponto na grande Porto Alegre. Este estudo de monitoramento foi conduzido na Estação Experimental do Arroz, pertencente ao Instituto Rio Grandense do Arroz (IRGA), em Cachoeirinha, Rio Grande do Sul (RS), ao longo da safra de 2006/2007. Uma camada de 5cm de solo contendo macroinvertebrados bentônicos foi amostrada, utilizando um Corer (78,54cm²), na fonte de irrigação da lavoura (Rio Gravataí e Canal de Irrigação) e no receptor de seus efluentes (Canal de Drenagem). Além disso, o oxigênio dissolvido (O2) na água foi registrado em cada ponto. O material foi filtrado em uma peneira com malha de 0,5mm, fixado, triado e identificado. A abundância, riqueza, biodiversidade e equitabilidade foram avaliadas e comparadas entre os pontos amostrados. Tais parâmetros ecológicos demonstraram uma comunidade mais estruturada e complexa no canal de drenagem que no canal de irrigação e no Rio Gravataí, indicando que a qualidade ambiental é melhor no ponto que recebe a água que passa pela lavoura que nos pontos de entrada da água. Portanto...

Macroinvertebrados bentônicos como indicadores do impacto ambiental promovido pelos efluentes de áreas orizícolas e pelos de origem urbana/industrial

Colpo,Karine Delevati; Brasil,Marisa Teresinha; Camargo,Bruna Vielmo
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2009 Português
Relevância na Pesquisa
67.59%
Os macroinvertebrados bentônicos têm sido amplamente utilizados como bioindicadores de qualidade ambiental. O objetivo deste estudo foi comparar a qualidade da água que sai de uma área com cultivo de arroz irrigado (água de drenagem) com a água de irrigação, oriunda do Rio Gravataí, em um ponto na grande Porto Alegre. Este estudo de monitoramento foi conduzido na Estação Experimental do Arroz, pertencente ao Instituto Rio Grandense do Arroz (IRGA), em Cachoeirinha, Rio Grande do Sul (RS), ao longo da safra de 2006/2007. Uma camada de 5cm de solo contendo macroinvertebrados bentônicos foi amostrada, utilizando um Corer (78,54cm²), na fonte de irrigação da lavoura (Rio Gravataí e Canal de Irrigação) e no receptor de seus efluentes (Canal de Drenagem). Além disso, o oxigênio dissolvido (O2) na água foi registrado em cada ponto. O material foi filtrado em uma peneira com malha de 0,5mm, fixado, triado e identificado. A abundância, riqueza, biodiversidade e equitabilidade foram avaliadas e comparadas entre os pontos amostrados. Tais parâmetros ecológicos demonstraram uma comunidade mais estruturada e complexa no canal de drenagem que no canal de irrigação e no Rio Gravataí, indicando que a qualidade ambiental é melhor no ponto que recebe a água que passa pela lavoura que nos pontos de entrada da água. Portanto...

Colonização de macroinvertebrados bentônicos em detritos foliares em riacho de primeira ordem da reserva biológica de Saltinho – Pernambuco.

Santos, Iris Gabrielly Arruda dos; Rodrigues, Gilberto Gonçalves (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: dissertacao
Português
Relevância na Pesquisa
57.24%
Em sistemas dulcícolas, a perda de biomassa vegetal está relacionada com as características físicas e químicas da água, de tal forma, que podem interferir na atuação dos invertebrados aquáticos que degradam o material foliar. Além das variáveis físicas e químicas da água, características da morfologia e química da folha também são inerentes ao processo de decomposição dos detritos foliares, somados a capacidade de colonização e degradação foliar pela macrofauna bentônica. No entanto, a participação dos invertebrados bentônicos nesse processo é essencial para a aceleração da decomposição. O objetivo desse estudo foi avaliar a colonização de macroinvertebrados bentônicos em detritos foliares Inga ingoides, em experimento de campo. As bolsas de colonização e exclusão foram submersas em três trechos de cursos d’água, similares quanto as propriedades físicas e químicas da água, da Reserva Biológica de Saltinho, Pernambuco, de fevereiro a julho de 2013. Foram utilizadas 270 bolsas de folhiço (30 X 20 cm) em dois tratamentos: 1. Malha grossa (10,0 X 2,0 mm); 2. Malha fina (0,045 mm). As bolsas foram retiradas após 15 dias, 30, 60, 90 e 120 dias, após a perda total de biomassa. O percentual de biomassa remanescente final (%R) foi maior para o tratamento 1 do que para o tratamento 2...