Página 1 dos resultados de 56366 itens digitais encontrados em 0.040 segundos

Qualidade da consulta de Medicina Geral e Familiar: conseguem os médicos julgar corretamente a qualidade sentida pelos doentes?; The Quality of General Prectice and Family Consultation: are doctors prepared to correctly evaluate how the patients feel about?

Santos, Tiago; Rosendo, Inês; Pimenta, Gonçalo; Martins, Dina; Francisco, Maria Prazeres; Neto, Maria da Glória; Santiago, Luiz Miguel
Fonte: Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade Publicador: Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
46.27%
A valorização da atividade médica em Medicina Geral e Familiar (MGF), conhecida no Brasil como Medicina de Família e Comunidade, depende, entre outros fatores, do resultado de um encontro médico/doente. O especialista em MGF, ao ter de gerir a sua atividade com base nos pilares fundamentais do contexto, da ciência e da atitude, deve ponderar que a qualidade é algo que depende também da interface que ele contata. Objetivos: verificar a satisfação dos pacientes com a consulta médica de Clínica Geral. Averiguar a capacidade de os médicos avaliarem corretamente a satisfação dos pacientes na consulta. Foi feito um estudo observacional, transversal, com intenção analítica. O material utilizado consistiu em: três médicos de Medicina Geral e Familiar de um Centro de Saúde, questionário validado e usuários da consulta em dois dias distintos de trabalho. Métodos: em dois dias de atividade, apenas sabidos no início de período laboral, foram entregues pelos médicos o questionário com 11 afirmações. No final da cada consulta os médicos preenchiam questionário sobre os mesmos pontos, mas, na sua óptica e após a saída do paciente. Critérios de inclusão: maiores de 16 anos, capacidade de leitura e escrita e aceitação para participar. Análise estatística descritiva e inferencial ( 2 e t de student). Análise de diferenças na resposta às afirmações do questionário...

Benchmarking na gestão de unidades de saúde: Relevância, aplicabilidade e construção de um modelo de Benchmarking para o serviço de Fisioterapia de Medicina Física e Reabilitação do Hospital de Braga

Silva e Couto, HM
Fonte: Serviço de Medicina Física e Reabilitação, Hospital de Braga Publicador: Serviço de Medicina Física e Reabilitação, Hospital de Braga
Tipo: info:eu-repo/semantics/masterthesis
Publicado em //2013 Português
Relevância na Pesquisa
46.27%
O trabalho realizado aborda a temática do Benchmarking em Gestão de Unidades de Saúde, a criação de um modelo de Benchmarking e indicadores não clínicos para a Fisioterapia do serviço de Medicina Física e Reabilitação do Hospital de Braga. Um modelo de Benchmarking adota várias fases que integram passos específicos que estruturam o processo, tornando-o uma ferramenta poderosa na análise comparativa e de melhoria continua. De acordo com a proposta apresentada, foi construído um modelo de Benchmarking específico para o serviço, focando os esforços na análise de indicadores e medidas para possibilitar a medição do sucesso dos processos determinados pela gestão inerentes ao funcionamento do serviço. Esta abordagem premiou a análise do impacto dos processos determinados pela gestão do serviço no Acesso e Equidade do utente do SNS no serviço de Fisioterapia de Medicina Física e Reabilitação do Hospital de Braga. Os indicadores foram submetidos a aprovação por parte dos Fisiatras e Fisioterapeutas do serviço de Medicina Física e Reabilitação, sendo validados e apresentados para futuras considerações Realizou-se uma análise do investimento na implementação do modelo construído. Como conclusão a ferramenta do Benchmarking na saúde poderá abordar indicadores de processo não clínicos. Existe potencial para a recolha de dados e utilidade dos indicadores...

Medicina física de reabilitação em animais de companhia e sua aplicação a três casos clínicos

Leiria, Vera Lúcia de Jesus
Fonte: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária Publicador: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Tipo: info:eu-repo/semantics/bachelorthesis
Publicado em 02/05/2008 Português
Relevância na Pesquisa
46.22%
Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária; Esta dissertação foi realizada após estágio curricular no Centro Veterinário de Albufeira. Em termos gerais verificou-se uma maior frequência de cães relativamente à espécie felina, a Ortopedia foi a área clínica mais procurada com 16,2% do total de consultas assistidas e na Patologia Cirúrgica observou-se uma maior frequência de pacientes na área da Cirurgia de Tecidos Moles, tanto nos cães como nos gatos. As sessões de Fisioterapia, com uma frequência de 12,7%, foram registadas maioritariamente na espécie canina com apenas um caso na espécie equina. Esta elevada frequência evidencia a importância dada, nesta clínica, a esta área da Medicina Veterinária e contribuiu para a escolha deste tema para a escrita da tese. Assim, é descrito como deve ser realizado um correcto exame clínico ao paciente para fisioterapia evidenciando-se a importância do mesmo e são explicados, de um modo sucinto, os métodos terapêuticos disponíveis e os parâmetros de avaliação de sucesso ou insucesso, registando a evolução do paciente ao longo do tratamento. São avaliadas características mais subjectivas como a opinião e análise do dono por meio de questionários...

Rinotraqueíte Infecciosa Bovina num efectivo de bovinos de carne: uma análise multifactorial na perspectiva da Medicina de Grupo

Ribeiro, Helena Isabel Canejo Lalanda
Fonte: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária Publicador: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Tipo: info:eu-repo/semantics/bachelorthesis
Publicado em 18/05/2010 Português
Relevância na Pesquisa
46.22%
Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária; A produção tradicional Ribatejana de bovinos de carne em regime extensivo baseia-se em pastos naturais, dependentes das condições climáticas mediterrânicas, e na distribuição sazonal de suplementação alimentar (Verão e Inverno). Na realidade agropecuária de Portugal, a abordagem técnica e científica à bovinicultura de carne extensiva é ainda incipiente, não se encontrando muitas publicações científicas subordinadas a este tema. Os serviços médico-veterinários são uma ferramenta essencial no fomento da produtividade, sendo exigido um perfil multivalente ao médico veterinário, que se estende para além da formação veterinária básica. Só assim poderá prestar um bom serviço aos produtores, apoiando-os na tomada de decisões fundamentadas em análises multifactoriais do desempenho dos animais e do ambiente que os rodeia. Na perspectiva de melhorar o conhecimento acerca desta temática, pretendeu-se demonstrar, com um estudo de caso, que se podem aplicar fundamentos técnico-científicos na produção de bovinos de carne em extensivo. A partir de uma suspeita de Rinotraqueíte Infecciosa Bovina (IBR), descreve-se a abordagem a um problema reprodutivo num efectivo...

Implementação de um sistema de triagem no hospital escolar da Faculdade de Medicina Veterinária

Esteves, Ana Luísa Roque de Andrade
Fonte: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária Publicador: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Tipo: info:eu-repo/semantics/bachelorthesis
Publicado em 03/12/2010 Português
Relevância na Pesquisa
46.32%
Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária; A triagem surgiu associada à actividade militar, com o principal objectivo de salvar o maior número de soldados, de forma a manter o poderio militar. No final da década de 1980 surgiu o 1º sistema de triagem civil, o Ipswich Triage Scale, com boas indicações de performance e de aceitação pela comunidade de emergência médica. Assim, durante as décadas de 1990 e 2000 surgiram outros sistemas de triagem: o Canadian Triage and Acuity Scale, o Manchester Triage System, o Emergency Severity Index e o Cape Triage Score. A triagem está, actualmente, distribuída um pouco por todo o mundo ocidental, sendo um tema bastante comum e com o qual a maioria da população está familiarizada, incluindo Portugal. No campo veterinário, a triagem aparece ligada aos casos de pacientes politraumatizados, apesar de não existir um verdadeiro sistema de triagem padronizado, como ocorre na medicina humana. A presente dissertação de mestrado procurou testar o efeito da implementação de um sistema de triagem no Hospital Escolar da Faculdade de Medicina Veterinária da Universidade Técnica de Lisboa (HEFMV), à semelhança dos que foram desenvolvidos para aplicação nos serviços de urgência dos hospitais civis. Para tal...

Segurança de fármacos citotóxicos em medicina veterinária versus medicina humana

Palminha, Joana Isabel Mariano
Fonte: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária Publicador: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Tipo: info:eu-repo/semantics/bachelorthesis
Publicado em 30/09/2010 Português
Relevância na Pesquisa
46.39%
Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária; A utilização de fármacos citotóxicos em Medicina Humana iniciou-se na década de 40, e desde então tem vindo a evoluir, tornando-se numa prática corrente na terapêutica oncológica. A exposição a estes fármacos representa um risco de saúde ocupacional, documentado em diversos estudos. Por esta razão, em Medicina Humana, as regras de segurança para a manipulação destes fármacos constituem um assunto muito discutido, existindo um grande número de entidades e organizações que elaboram documentos, contendo as normas orientadoras para um contacto seguro com os fármacos citotóxicos. Apesar da sua extrema importância, a segurança na manipulação dos fármacos citotóxicos continua a ser um tema pouco abordado em Medicina Veterinária, existindo um número muito reduzido de documentos que referem as normas orientadoras para uma manipulação segura. Foi objectivo, do presente trabalho, comparar estas duas realidades distintas, Medicina Veterinária vs Medicina Humana, no que respeita ao contacto com os fármacos citotóxicos, de forma a contribuir para uma maximização da protecção dos profissionais de Medicina Veterinária, bem como a do próprio paciente e a do ambiente. Assim...

Medicina dentária em equinos de desporto

Dias, Ana Margarida Simões Soares
Fonte: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária Publicador: Universidade Técnica de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Tipo: info:eu-repo/semantics/masterthesis
Publicado em 05/07/2013 Português
Relevância na Pesquisa
46.22%
Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária; A Medicina Dentária em equinos de desporto é ainda uma área com pouca expressão em Portugal, apesar da grande relevancia que representa para a saúde e bem-estar do cavalo, influenciando tanto a condição corporal como a performance desportiva do animal. Esta dissertação tem como objectivo avaliar o aparecimento destes problemas em cavalos de desporto, bem como discutir o respetivo diagnóstico e tratamento.; ABSTRACT - Dentistry in Portuguese Sport Horses - The equine dentistry in sport horses is still an area with little expression in Portugal, despite the great importance it represents to the health and welfare of the horse, influencing body condition as well as the performance of the animal. This thesis aims to evaluate the appearance of these problems in sport horses, as well as discuss its diagnosis and treatment

Medicina e cirurgia da hérnia perineal : descrição de um caso clínico em Felis catus

Féré, Sarah Henriques
Fonte: Universidade de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária Publicador: Universidade de Lisboa. Faculdade de Medicina Veterinária
Tipo: info:eu-repo/semantics/masterthesis
Publicado em 13/05/2015 Português
Relevância na Pesquisa
46.22%
Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária; A hérnia perineal é uma entidade clínica comum em cães machos inteiros com mais de 7 anos de idade, mas rara em gatos. Ainda não totalmente esclarecida quanto à sua etiologia, a hérnia perineal no gato está geralmente associada a outras condições como o megacólon. O seu diagnóstico é feito com base na história clínica e no exame físico do doente onde o recurso ao toque retal assume um papel preponderante. A utilização de exames complementares como a radiologia, ecografia ou as serologias, entre outros, tem por objetivo identificar quais as estruturas anatómicas envolvidas no processo, assim como a sua etiologia. A terapêutica da hérnia perineal considera sempre o recurso a protocolos médicos e cirúrgicos, apresentando a maioria dos doentes um prognóstico favorável. O presente trabalho foi realizado no Centro Hospitalar Universitário Veterinário d’Alfort (CHUVA) e teve por objetivos: 1) apresentar uma revisão atualizada da medicina e cirurgia da hérnia perineal, enfatizando as suas particularidades na espécie Felis catus, e 2) a ilustração de um caso clínico real acompanhado no CHUVA.; ABSTRACT - Medicine and surgery of perineal hernia: case report in Felis catus - Perineal hernia is a common disease among older male dogs...

Doenças Hepáticas num Serviço de Medicina Interna

Colaço, MI; Melo, M; Coelho, M; Ribeiro, L; Barros Veloso, AJ
Fonte: Sociedade Portuguesa de Medicina Interna Publicador: Sociedade Portuguesa de Medicina Interna
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //1998 Português
Relevância na Pesquisa
46.22%
As doenças hepáticas constituem uma das causas frequentes de internamentos em serviços de Medicina Interna. Os autores fizeram um trabalho de revisão de cinco anos dos internamentos num Serviço de Medicina Interna cujos diagnósticos foram de doença hepática crónica, hepatite aguda e carcinoma hepatocelular. Concluíram que houve uma diminuição de internamentos por doença hepática crónica ao longo dos anos e um crescente aumento de hepatites agudas, a maioria delas associada a doentes toxicodependentes e com SIDA.

Toxicodependentes Internados numa Enfermaria de Medicina Interna: Relato de uma Experiência

Pereira, JG; Bentes de Jesus, M
Fonte: Sociedade Portuguesa de Medicina Interna Publicador: Sociedade Portuguesa de Medicina Interna
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2004 Português
Relevância na Pesquisa
46.22%
Contexto: Nos últimos anos tem-se verificado um aumento da patologia médica associada à toxicodependência, em particular infecciosa, condicionando internamento hospitalar. O próprio internamento, por seu lado, é muitas vezes complicado por problemas directamente associados ao estado de dependência física e psíquica, nomeadamente síndrome de abstinência, comportamento indisciplinado e alta precoce por abandono. Os autores pretenderam caracterizar o impacto desta população numa enfermaria de Medicina Interna durante um ano (1998). Métodos: Foram revistos todos os processos dos doentes internados durante o ano de 1998 numa enfermaria de Medicina Interna. Foram identificados dois grupos: o primeiro constituído por todos os toxicodependentes (definido como doentes com consumo activo de substâncias ilícitas na altura da admissão hospitalar - grupo TD); o segundo pela restante população internada (grupo controlo). Foram identificados para todos os doentes: motivos do internamento, duração do mesmo, e mortalidade; dados demográficos (sexo e idade); todos os episódios infecciosos (na admissão e nosocomiais) e serologias positivas para os vírus da imunodeficiência humana, hepatite B e hepatite C. No grupo TD foram ainda caracterizados os hábitos de consumo e as complicações do mesmo em internamento (em particular síndrome de privação). Resultados: Foram identificados 80 toxicodependentes(5...

A Medicina Pós-Moderna

Barros Veloso, AJ
Fonte: Sociedade Portuguesa de Medicina Interna Publicador: Sociedade Portuguesa de Medicina Interna
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //1996 Português
Relevância na Pesquisa
46.22%
O autor depois de se referir ao modernismo e ao pós-modernismo como os grandes universos culturais que preencheram o século XX, tenta demonstrar que é legítimo falar também de uma Medicina moderna a que se seguiu uma Medicina pós-moderna. A primeira nasceu com a descoberta da penicilina e das sulfamidas e caracteriza-se por um certo optimismo, pelo crescimento de uma poderosa indústria farmacêutica, pelo apogeu da Cirurgia e pela criação do Estado-Providência. A segunda é marcada por um certo desencanto, pela invasão das novas tecnologias, pela redução do espaço ocupado pela Cirurgia tradicional e pelo colapso do Estado-Providência.

Uso de substâncias psicoativas entre estudantes de Medicina de Salvador (BA)

Lemos,Kleuber Moreira; Neves,Nedy Maria Branco Cerqueira; Kuwano,André Yoichi; Tedesqui,Gustavo; Bitencourt,Almir Galvão Vieira; Neves,Flávia Branco Cerqueira Serra; Guimarães,Andréia Nunes; Rebello,Andrea; Bacellar,Fernanda; Lima,Mônica Motta
Fonte: Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2007 Português
Relevância na Pesquisa
46.27%
CONTEXTO: Estudos indicam que estudantes de Medicina, apesar do seu dedutível conhecimento sobre os efeitos das substâncias psicoativas, consomem-nas em proporção semelhante à dos jovens de mesma idade na população geral. OBJETIVO: Analisar o padrão local do consumo dessas substâncias entre graduandos de Medicina e contribuir na formulação de atividades preventivas. MÉTODOS: Aplicação de questionário semi-estruturado no qual foi avaliada a freqüência de uso das substâncias psicoativas entre os estudantes, assim como as principais razões apontadas para o consumo. Foram analisados 404 questionários obtidos entre alunos dos seis anos de curso das duas maiores escolas médicas de Salvador. RESULTADOS: As drogas mais utilizadas no critério uso na vida foram álcool (92,8%) e lança-perfume (46,2%). O uso de álcool apresentou-se constante nos seis anos de curso. Entretanto, o uso de tabaco, lança-perfume e tranqüilizantes aumentou significativamente para os alunos dos últimos anos (p < 0,05). Há um maior consumo de drogas pelo gênero masculino. Diversão foi apontada como razão mais importante para o uso dessas substâncias (58,7% das respostas válidas). CONCLUSÃO: O consumo de substâncias psicoativas entre estudantes de Medicina de Salvador é considerado alto...

Avaliação das atitudes dos estudantes de medicina frente ao abuso de drogas por colegas do meio acadêmico

Mesquita,Elisa Maria de; Nunes,Alice Jaruche; Cohen,Cláudio
Fonte: Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2008 Português
Relevância na Pesquisa
46.3%
CONTEXTO: A prevalência do uso de drogas tem aumentado entre os jovens universitários, trazendo preocupação adicional aos estudantes de medicina que irão se deparar com as conseqüências desse problema durante o período de formação e na prática clínica. OBJETIVOS: Avaliar as atitudes dos estudantes de medicina diante do abuso de drogas por colegas do meio acadêmico, comparando-as quanto às diferentes drogas envolvidas (ilícitas, lícitas e exclusivamente álcool). MÉTODOS: Três versões de um questionário de auto-administração, aprovado pela Comissão de Ética para Análise de Projetos de Pesquisa, foram distribuídas em igual número para diferentes grupos de estudantes de medicina da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP), sendo o enfoque de cada um deles as drogas lícitas, as ilícitas e o álcool. RESULTADOS: Os resultados mostraram que existe diferença na atitude intervencionista dos estudantes diante do abuso de diferentes drogas. Também houve diferença ao considerarem a participação dos colegas, familiares e profissionais na abordagem do problema e quanto ao plano de tratamento nos casos de abuso. CONCLUSÕES: Os estudantes são mais tolerantes e consideram-se menos vulneráveis ao abuso do álcool...

Iatrogenia em Medicina Intensiva

Canineu,Rafael; Guimarães,Hélio Penna; Lopes,Renato Delascio; Vendrame,Letícia Sandre; Fonseca Júnior,Max Artur da; Lopes,Antonio Carlos
Fonte: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB Publicador: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2006 Português
Relevância na Pesquisa
46.27%
JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Define-se iatrogenia ou afecções iatrogênicas como decorrentes da intervenção médica, correta ou não e justificada ou não, da qual resultam conseqüências prejudiciais ao paciente. Os cuidados em Medicina Intensiva apresentam desafios substanciais com relação à segurança do paciente. O objetivo deste artigo foi apresentar uma breve revisão da literatura sobre a iatrogenia em seus conceitos e termos básicos e suas taxas de prevalência em Medicina Intensiva. CONTEÚDO: A Medicina Intensiva fornece subsídios que melhoram a morbidade e a mortalidade, mas que também se associam a riscos significativos de eventos adversos e erros graves; as iatrogenias podem ser diminuídos com monitoração adequada ou podem ser rotuladas como agravante esperado, idiopatia e se perpetuarem no anonimato CONCLUSÕES: É fundamental reconhecer a necessidade do constante aprendizado, reciclagem e consciência da susceptibilidade ao erro; neste contexto, o respeito pelo ser humano deve nortear a conduta profissional.

Sedação em medicina intensiva: uso de remifentanil na prática clínica

Leal,Patrícia Helena da Rocha; Guimarães,Hélio Penna; Ivo,Ricardo
Fonte: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB Publicador: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2006 Português
Relevância na Pesquisa
46.3%
JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Os pacientes em terapia intensiva freqüentemente necessitam receber sedação e analgesia para diversos procedimentos como parte fundamental do tratamento. A Medicina intensiva tem como desafio escolher o melhor fármaco analgésico para o paciente, produzindo poucos efeitos colaterais. O objetivo deste estudo foi descrever os principais fundamentos para o uso do remifentanil na prática clínica das UTI. CONTEÚDO: O remifentanil é um opióide de curta duração, relativamente novo e ainda pouco utilizado em Medicina intensiva. Com o surgimento de novos fármacos anestésicos outros esquemas terapêuticos têm sido considerados. Vários estudos já demonstraram benefícios e segurança do remifentanil em relação ao seu uso em Medicina Intensiva, mas ainda se faz necessário maior número de estudos, particularmente em relação aos pacientes sépticos. CONCLUSÕES: Por se tratar de um fármaco relativamente novo, ele ainda não faz parte da rotina de fármacos mais utilizados para sedação em Medicina Intensiva, apesar de evidências sólidas que suportam a segurança e a eficácia de seu uso em UTI.

Avaliação do conhecimento de estudantes de medicina sobre morte encefálica

Bitencourt,Almir Galvão Vieira; Neves,Flávia Branco Cerqueira Serra; Durães,Larissa; Nascimento,Diego Teixeira; Neves,Nedy Maria Branco Cerqueira; Torreão,Lara de Araújo; Agareno,Sydney
Fonte: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB Publicador: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2007 Português
Relevância na Pesquisa
46.3%
JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Por ser um conceito relativamente novo e pouco divulgado na sociedade, o diagnóstico de morte encefálica (ME) ainda não é bem aceito pela população em geral, inclusive entre médicos e estudantes de Medicina. O objetivo deste estudo foi avaliar o conhecimento de uma amostra de estudantes de Medicina sobre o protocolo diagnóstico de ME. MÉTODO: Estudo descritivo de corte transversal, avaliando acadêmicos de duas faculdades de Medicina de Salvador-BA. Foi distribuído um questionário auto-aplicável composto por questões referentes à conhecimento, técnico e ético, contidos na Resolução nº 1.480/97 do Conselho Federal de Medicina, que dispõe sobre os critérios para caracterização de ME. RESULTADOS: Foram avaliados 115 estudantes. A média de acertos nas 14 questões sobre o conhecimento dos critérios da ME foi de 6,7 ± 1,8; sendo maior entre os estudantes que haviam assistido alguma apresentação sobre ME. A maioria dos estudantes (87,4%) soube identificar os pacientes candidatos ao protocolo de ME. No entanto, apenas 5,2% e 16,1% dos estudantes acertaram, respectivamente, os testes clínicos e complementares que devem ser realizados durante o protocolo. Frente a um paciente não-doador com diagnóstico confirmado de ME...

Medicina intensiva na graduação médica: perspectiva do estudante

Almeida,Alessandro de Moura; Albuquerque,Ligia Carvalho; Bitencourt,Almir Galvão Vieira; Rolim,Carlos Eduardo Cerqueira; Godinho,Tiana Mascarenhas; Liberato,Maurício Valverde; Oliveira Filho,Fernando Cezar Cabral; Azevedo,Ana Bárbara Galvão de; Neves,
Fonte: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB Publicador: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2007 Português
Relevância na Pesquisa
46.3%
JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Acredita-se que existe uma deficiência no ensino de Medicina Intensiva (MI) na graduação da maioria das escolas médicas, levando a um prejuízo na formação acadêmica de futuros médicos. O objetivo deste estudo foi analisar o ensino e o grau de interesse em MI por estudantes de Medicina de Salvador-BA. MÉTODO: Estudo transversal realizado em 2005 entre estudantes do 6º ao 12º semestres de duas escolas médicas baianas. Utilizou-se um questionário auto-aplicável composto de questões objetivas sobre interesse, habilidades e conhecimentos dos estudantes sobre MI, bem como a sua opinião sobre o ensino dessa especialidade em sua faculdade. RESULTADOS: Foram entrevistados 570 estudantes. A maioria (57,5%) nunca realizou estágio em unidades de terapia intensiva (UTI). Contudo, a utilidade deste para o futuro profissional de um médico foi classificada como alta (média de 4,14 ± 1,05, numa escala de 1 a 5) pelos entrevistados. O interesse em MI foi considerado alto ou muito alto por 53,7% da amostra. Quase todos os alunos (97%) acreditam que tópicos de MI devam ser mais explorados em seus currículos. Apenas 42,1% sentiam-se seguros em avaliar um paciente gravemente enfermo, sendo essa segurança maior entre aqueles que já realizaram estágios em UTI (p < 0...

Inquérito nacional sobre as ligas acadêmicas de Medicina Intensiva

Neves,Flávia Branco Cerqueira Serra; Vieira,Patrícia Sena; Cravo,Elaine Andrade; Dias,Maria; Bitencourt,Almir; Guimarães,Hélio Penna; Feitosa-Filho,Gilson Soares; Orlando,José Maria da Costa
Fonte: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB Publicador: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2008 Português
Relevância na Pesquisa
46.32%
JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A Associação de Medicina Intensiva Brasileira (AMIB) tem estimulado a criação de ligas acadêmicas de Medicina Intensiva (MI), considerando-as instrumento útil no preenchimento de lacunas na formação profissional. O objetivo deste trabalho foi avaliar as atividades desenvolvidas pelas ligas acadêmicas de MI de todo o Brasil. MÉTODO: Foi realizada análise das informações obtidas pela resposta a um questionário padrão. O contato foi feito por e-mail ou telefone com os representantes das Ligas constantes de lista fornecida pelo Comitê das Ligas Acadêmicas (LIGAMI-AMIB) em setembro de 2007. Na época existiam 33 ligas associadas ao LIGAMI, das quais quatro não mais estão ativas, 17 responderam ao questionário enviado. As 12 restantes não responderam ao questionário ou não foi obtido contato. RESULTADOS: A maioria das ligas foi fundada a partir de 2005, coincidindo com a criação do Comitê LIGAMI-AMIB, e são vinculadas a uma ou mais faculdades de Medicina. Dentre as atividades realizadas destaca-se a realização de aulas teóricas (100%), geralmente ministradas pelos professores orientadores ou médicos convidados (69%). Outras atividades incluem práticas em unidade de terapia intensiva (UTI) (88%)...

Morte encefalica e transplante de orgaos e tecidos: o entendimento dos alunos do curso de medicina

Reis,Flavio Pola dos; Gomes,Bruno Henrique Pinto; Pimenta,Lucas Lopes; Etzel,Arnaldo
Fonte: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB Publicador: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2013 Português
Relevância na Pesquisa
46.27%
Objetivo: Avaliar o nível de conhecimento dos acadêmicos de Medicina sobre transplante e morte encefálica. Métodos: Questionário autoaplicado não identificado respondido pelos alunos do curso de Medicina do primeiro ao sexto ano, com base em informações da Associação Brasileira de Transplante de Órgãos e Tecidos, Registro Brasileiro de Transplantes e pela resolução que define os critérios para morte encefálica. Resultados: Dos 677 alunos do curso de Medicina, 310 (45,8%) concordaram em responder. Foram excluídos 22 (7,0%) pacientes. Dos que participaram, 41,3% informaram que já assistiram à aula sobre transplante de órgãos e 33% sobre morte encefálica; 9,7% se sentiram aptos a diagnosticar morte encefálica (p

Ética e medicina preditiva

Astoni Júnior,Ítalo Márcio Batista; Ianotti,Giovano de Castro
Fonte: Instituto de Medicina Integral Prof. Fernando Figueira Publicador: Instituto de Medicina Integral Prof. Fernando Figueira
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2010 Português
Relevância na Pesquisa
46.27%
A evolução tecnológica dos tempos modernos penetrou o domínio da genética e atingiu o campo da medicina, constituindo-se na chamada medicina preditiva ou pré-sintomática. A medicina preditiva, utilizando-se de testes genéticos, é a competência prognóstica quanto à possibilidade de um indivíduo vir a desenvolver, no futuro, alguma doença ligada aos genes, objetivando prevenila e remediá-la. Entretanto, como qualquer conhecimento, a ciência do diagnóstico pré-sintomático, capaz de manipular a vida alterando a essência mesma do ser, pode produzir tanto "benefícios" quanto "malefícios", o que torna necessário problematizá-la eticamente. O presente artigo, de natureza conceitual, foi escrito almejando este fim.