Página 1 dos resultados de 544 itens digitais encontrados em 0.023 segundos

Práticas educativas parentais e desempenho linguístico em crianças vítimas de negligência

Lopes, Rute Patrícia da Silva Dias
Fonte: [s.n.] Publicador: [s.n.]
Tipo: info:eu-repo/semantics/bachelorthesis
Publicado em //2014 Português
Relevância na Pesquisa
37.3%
Projeto de Graduação apresentado à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Licenciada em Terapêutica da Fala; Este trabalho de investigação tem como objectivo relacionar as Práticas Educativas Parentais (PEP) e o Desempenho Linguístico (DL) em crianças negligenciadas (i.e., Grupo Experimental – GE) versus crianças não negligenciadas (i.e., Grupo de Controlo – GC). A amostra total foi constituída por 346 participantes. Foram criados dois grupos distintos de crianças em idade escolar (6-10 anos). Fizeram parte do GE 173 crianças – 97 (56.1%) do género masculino e 76 (43.9%) do género feminino. Estas crianças foram referenciadas como negligenciadas e eram seguidas no Centro Hospitalar do Porto, na Consulta Externa de Pediatria e Nutrição. Fizeram parte do GC 173 crianças não referenciadas como negligenciadas – 101 (58.4%) do género masculino e 72 (41.6%) do género feminino. Estas crianças, frequentavam o 1º. Ciclo do Ensino Básico, na região norte. Nos dois grupos de investigação, foram utilizados os seguintes instrumentos: para a caracterização da amostra – Ficha de Consulta de Crianças e Jovens em Risco (Pires-Lima, et al., 2006); Questionário Sócio-demográfico e a Escala de Avaliação da Negligência Familiar – Versão Técnicos de Intervenção (Lopes...

A influência da confiança organizacional na estratégia comportamental negligência tendo como variável moderadora o comprometimento organizacional

Quaresma, Rafaela Alexandra Viegas Marques
Tipo: masterthesis
Português
Relevância na Pesquisa
37.41%
O problema que se circunscreve no presente estudo é o sistema de relações entre a confiança organizacional, o comprometimento organizacional e a estratégia comportamental negligência. As principais hipóteses são de que o Construto Confiança influencia a estratégia Comportamental Negligência e que esta relação é mediada pelo Comprometimento Organizacional perspetivado no Modelo das Três Componentes de Allen e Meyer (1991). Foi elaborado um questionário com base em três escalas – Escala de Confiança de Robinson (1996), Escala de Comprometimento Organizacional desenvolvida por Allen e Meyer (1997) e validada para a população portuguesa por Nascimento, Lopes e Salgueiro (2008) e a Escala do Modelo EVLN com plataforma de construção em três escalas utilizadas: uma por Rusbult et al (1998), outra por Withey e Cooper (1989) e outra por Hagedoorn et al (1999), que foi aplicado a uma amostra aleatória. A revisão de literatura do presente artigo teve base em artigos e livros da área organizacional. Identificaram-se como principais evidências que a Confiança influencia a Negligência e de que o Comprometimento Afetivo é moderador desta relação.; The problem focused in the present study is the system of the relationship of the Organizational Trust...

Negligência e abandono de crianças e adolescentes: análises dos casos notificados em município do Paraná, Brasil; Neglect and abandonment of children and tenagers: analysis of notified cases in a county in Paraná, Brazil

MARTINS, Christine Baccarat de Godoy; MELLO JORGE, Maria Helena Prado de
Fonte: São Paulo Publicador: São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
37.41%
A negligência e abandono constituem-se uma das formas mais frequentes de maus tratos. No entanto, seu conhecimento ainda está em processo de construção. Objetivo: analisar as características da negligência/abandono contra menores de 15 anos residentes em Londrina, PR, cujo evento foi notificado aos Conselhos Tutelares e serviços de atendimento, em 2006. Método: Estudo transversal e descritivo, cujos dados foram processados pelo programa EPI Info. Resultados: Foram obtidos 308 casos, cuja notificação se deu, principalmente, por profissionais de saúde (67,2 por cento). As vítimas do sexo feminino predominaram (72,7 por cento) e maiores coeficientes foram aos 4 anos (13,8 e 5,0 por 1.000 no sexo feminino e masculino, respectivamente). Os agressores foram mãe (69,5 por cento) e madrasta (22,2 por cento). As quesões da maternidade, ou seja, presença de filho não natural (32,8 por cento) e a pouca idade da mãe (20,8 por cento) foram as características mais associadas. As vítimas sofreram o abuso por 1 a 2 anos antes da notificação (62,7 por cento). Conclusões: O estudo contribui para ampliar o conhecimento acerca da negligência e abandono praticada contra menores. É preciso que os órgãos competentes trabalhem para a detecção precoce...

O efeito da marca na negligência da omissão: uma pesquisa experimental; Brand effect on omission neglect: an experimental research

Lopes, Evandro Luiz; Silva, Dirceu da; Hernandez, Jose Mauro da Costa
Fonte: Associação Nacional dos Programas de Pós-graduação em Administração; Rio de Janeiro Publicador: Associação Nacional dos Programas de Pós-graduação em Administração; Rio de Janeiro
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
37.3%
A negligência da omissão é caracterizada pela falta de sensibilidade a informações ausentes ou desconhecidas. Esse fenômeno é bastante recorrente, haja vista não ser raro um consumidor ter que tomar uma decisão amparada por um julgamento formulado com base em informações incompletas. Pesquisas anteriores indicaram que, frequentemente, as pessoas não conseguem identificar a ausência de informações importantes, fazendo com que fortes convicções sejam formadas com base em evidências pouco consistentes. Com isso, o principal propósito deste trabalho é compreender os efeitos da marca na negligência da omissão. Para tanto, foram realizados três experimentos envolvendo 769 estudantes de administração de empresas. As aplicações empíricas apoiam o entendimento de que indivíduos com baixo nível contextual cognitivo (não experts) são insensíveis à omissão de atributos, além de serem extremamente positivos nas avaliações que efetuam, mesmo quando não há motivo aparente para que isso ocorra. Comparando os achados dos experimentos, pode-se entender que uma marca reconhecida influencia de maneira mais contundente a avaliação dos experts do que a dos não experts. Mesmo que experts ancorem seus julgamentos na avaliação mais estrita dos atributos disponíveis...

Maus-tratos infantis: o impacto da negligência no desenvolvimento psicossocial e acadêmico de crianças em fase inicial de escolarização; Child abuse: the impact of neglect on academic and psychosocial development of children in early schooling

Pasian, Mara Silvia
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 05/04/2012 Português
Relevância na Pesquisa
37.7%
Crianças e adolescentes de todo o mundo são vítimas de maus-tratos domésticos, sendo a negligência, a modalidade mais recorrente e que se apresenta associada a inúmeras consequências negativas para o desenvolvimento infantil. O presente trabalho teve como objetivo estudar o fenômeno da negligência infantil e suas consequências no plano do desenvolvimento psicossocial e acadêmico de crianças em fase inicial de escolarização no contexto brasileiro, bem como os fatores de risco associados. Para isso, foram investigadas características dos cuidadores e das crianças com idade variando entre seis e oito anos, organizados em três grupos. O primeiro grupo (GRUPO 1) foi formado por casos notificados por negligência ao Conselho Tutelar; o GRUPO 2 foi formado por casos suspeitos de negligência, porém não notificados, tendo por base observações de professores no contexto escolar; o GRUPO 3 foi formado também a partir de indicações de professores de crianças sem suspeitas de maus-tratos/negligência (grupo de referência). Cada grupo foi constituído por 30 díades de crianças-cuidadores. Realizados os procedimentos relativos às normas éticas, foi efetuado o contato com o Conselho Tutelar, as escolas e as famílias. Obtidas as devidas autorizações...

Crianças em situação de negligência: a compreensão do fenômeno e o estabelecimento de parâmetros de avaliação; Children in situation of negligence: a comprehension of the phenomena and the establishment of evaluation parameters

Faleiros, Juliana Martins
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 17/05/2011 Português
Relevância na Pesquisa
37.67%
Investigações epidemiológicas apontam que as taxas de incidência e prevalência da negligência são as mais altas em vários países do mundo, bem como no Brasil. No nosso contexto, as investigações sobre o tema são raras e o conhecimento limitado. Buscando contribuir para uma melhor compreensão da negligência no contexto Brasileiro, o presente estudo teve como objetivo estudar a manifestação da negligência em casos notificados ao Conselho Tutelar, tentando apreender os mecanismos de produção subjacentes, de modo a se estabelecer parâmetros com vistas à avaliação dos casos. Para tal, utilizou-se proposições teóricas já estabelecidas pela literatura científica atinentes a critérios relacionados à manifestação do problema e aos mecanismos relacionados à sua produção. O delineamento metodológico foi o de Estudo de Casos Múltiplos, dentro de uma abordagem qualitativa de pesquisa. A coleta de dados ocorreu no contexto de vida das famílias, em um contexto de acompanhamento psicossocial, que teve a duração de 10 meses, utilizando-se de observação participante, entrevistas e utilização de instrumentos padronizados. No total, 12 famílias foram estudadas. As informações, coletadas por meio das diferentes estratégias...

Conceito de negligência familiar para professoras de escolas municipais de educação infantil de uma cidade do interior do Rio Grande do Sul

Boeira, Mônica
Tipo: trabalho de conclusão de especialização Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
37.6%
O presente estudo se propõe a problematizar o conceito de negligência através de falas de professoras de Educação Infantil da rede municipal de uma cidade do interior do Rio Grande do Sul. Participaram dez professoras, cada uma representando uma escola deste tipo que existe na cidade. Elas foram entrevistadas e suas respostas foram examinadas através de análise de conteúdo qualitativa, com base em quatro categorias identificadas: Conceito de negligência familiar, Fatores sociais e psicológicos que influenciam as famílias a serem negligentes, Características de uma família não negligente e Consequências da negligência na infância. Os resultados apresentaram relatos sobre o não cumprimento das obrigações parentais, negligência emocional/social, negligência biológica/ambiental e negação/subestimação das necessidades das crianças, como consequências da sobrecarga parental, ausência de uma rede de apoio social, abuso de substâncias psicoativas e repetição do ciclo de violência. Discute-se a importância da qualificação dos profissionais da educação, visando uma melhor identificação dos casos de negligência e posterior intervenção nas famílias.

A negligência familiar sob o olhar de mães e profissionais da APAE

Vaz, Viviane Cristina Silva
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: info:eu-repo/semantics/masterthesis Formato: 121 f. : il., gráfs., tabs.
Português
Relevância na Pesquisa
37.7%
Pós-graduação em Serviço Social - FCHS; O objetivo deste trabalho é estudar o que pais de crianças com deficiência intelectual associada a outras deficiências e profissionais do ambulatório da APAE-Franca compreendem sobre a negligência familiar. Para elucidar as questões que perpassam esta categoria do estudo buscamos refletir sobre a construção histórica da deficiência, a trajetória das APAEs no atendimento à pessoa com deficiência e a contextualização da família brasileira nas políticas públicas de assistência social, bem como compreender a complexidade da terminologia “negligência familiar”. Para obtenção dos dados utilizamos entrevistas semiestruturadas gravadas após a autorização dos sujeitos, seguindo formulários diferentes para pais e profissionais. O método de análise utilizado é o de análise de conteúdo. Os dados obtidos revelam que famílias compreendem o que é negligência familiar com base em sua experiência pessoal de cuidados, relacionados com as questões objetivas de vida e, que essas famílias não contam com o acesso aos direitos garantidos específicos à pessoa com deficiência. Essa percepção também é demonstrada nas análises dos profissionais envolvidos na pesquisa. Alguns profissionais entrevistados baseiam sua compreensão e atuação profissional tendo como elemento de fundo sua história pessoal de cuidados. Isto nos faz questionar o papel da ciência para estes profissionais envolvidos diretamente com a negligência familiar; El propósito de este trabajo es estudiar lo que padres de niños y niñas con minusvalía intelectual...

Homicídio por negligência em meio rodoviário: caracterização e tipologia de acidentes de viação com vítimas mortais no distrito de Lisboa

Cabral, António Pedro Serrasqueiro Robalo
Fonte: Instituto Superior de Ciências da Saúde Egas Moniz Publicador: Instituto Superior de Ciências da Saúde Egas Moniz
Tipo: info:eu-repo/semantics/masterthesis
Publicado em /10/2013 Português
Relevância na Pesquisa
37.56%
Dissertação para obtenção de grau de Mestre em Psicologia Forense e Criminal; Os acidentes de viação com vítimas mortais são uma das maiores causas de mortes em Portugal. O presente estudo tem como objetivo melhor compreender este fenómeno. Assim, foi feita uma caraterização estatística dos acidentes com vítimas mortais em meio rodoviário no distrito de Lisboa, identificaram-se os fatores associados à condução que podem ser dados como causas prováveis, caraterizaram-se os arguidos do crime de homicídio por negligência em acidentes de viação e explorou-se de que forma os fatores em estudo se relacionam entre si.; A amostra foi constituída por 115 acidentes ocorridos entre 2007 e 2011 no Distrito de Lisboa e investigados pelos NICAV da GNR. Os dados acerca dos acidentes foram recolhidos através da consulta de Relatórios Técnicos de Acidentes de Viação realizados pelos investigadores dos NICAV. Para realizar a caraterização deste tipo de acidentes foram utilizados métodos de análise estatística descritiva e inferencial, bem como o método multivariado Análise de Correspondências Múltiplas (ACM) e o método Análise de Clusters para procurar padrões na forma como os fatores em estudo se relacionam entre si e para a construção de uma tipologia.; Os resultados mais importantes indicam que as causas mais associadas com os acidentes com vítimas mortais são a distração e a velocidade excessiva...

A negligência parental: representações sociais de profissionais de CPCJ na área metropolitana de Lisboa

Centeno, Joana Marques
Fonte: Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas Publicador: Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas
Tipo: info:eu-repo/semantics/masterthesis
Publicado em 24/10/2013 Português
Relevância na Pesquisa
37.56%
Tese de Mestrado em Política Social; A análise da prevalência dos maus-tratos infantis na Europa e nos EUA revela que a negligência parental é a forma de maltrato mais representada nas estatísticas. Os estudos realizados em Portugal sobre maus-tratos infantis e sobre a proteção de crianças e jovens sugerem que a ausência de consenso na interpretação e definição das situações poderá influenciar a representação estatística desta forma de maltrato afetando o planeamento de políticas sociais para a combater e de estratégias de intervenção junto dos pais e/ou de outros cuidadores. Assim se justifica o interesse em compreender de que modo os profissionais de Comissões de Proteção de Crianças e Jovens definem negligência. Propomos neste estudo operacionalizar o conceito de negligência parental partindo da experiência profissional de técnica/os de seis Comissões na área metropolitana de Lisboa - num processo de amostragem por conveniência. Usamos a teoria das representações sociais por permitir apreender fenómenos simbólicos complexos na interação entre significados e práticas profissionais, enquanto comportamento ou ação. Esta pesquisa de caráter qualitativo assume cariz exploratório e assenta na realização de entrevistas individuais a técnica/os das CPCJ. Pretendemos contribuir para a definição teóricoconcetual de negligência parental na sociedade portuguesa e no contexto das CPCJ...

Mau trato e negligência parental: contributos para a definição social dos conceitos

Calheiros, Manuela; Monteiro, Maria Benedicta
Fonte: CIES-ISCTE / CELTA Publicador: CIES-ISCTE / CELTA
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2000 Português
Relevância na Pesquisa
37.41%
Este estudo teve por objectivos: 1) a apreensão dos significados particulares dos conceitos de mau trato e de negligência, a nível do senso comum, a nível técnico e a nível jurídico, 2) a identificação de alguns dos factores responsáveis pela sua variação, e 3) a definição integrada do conceito. Através de uma análise de conteúdo foram analisados os corpus de 123 entrevistas, de 9 relatórios técnicos e do articulado relevante do direito português que integravam ideias e representações sobre mau trato e negligência com crianças. A amostra dos sujeitos da entrevista foi caracterizada em termos socioeconómicos e de experiência profissional com crianças. Da análise do material resultaram 18 subcategorias de mau trato e negligência descritivas das quatro categorias principais em que o tema tem sido abordado na literatura. Uma análise factorial de correspondências mostrou, não só a saliência das dimensões de significado das práticas parentais abusivas, como a importância do estatuto socioeconómico e das pertenças institucionais dos definidores na acentuação diferenciada daquelas dimensões.

Os efeitos dos maus-tratos e da negligência sobre as representações da vinculação em crianças de idade pré-escolar

Benavente, Renata; Justo, João Manuel; Veríssimo, Manuela
Fonte: Instituto Superior de Psicologia Aplicada Publicador: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2009 Português
Relevância na Pesquisa
37.56%
A presente investigação tem como objectivo esclarecer a influência dos maus-tratos e da negligência, ocorridos durante a infância, sobre as representações da vinculação em crianças de idade pré-escolar (3 a 6 anos). Com este trabalho, pretende-se também contribuir para o esclarecimento da influência do género da criança sobre a adopção de estratégias não seguras de vinculação e determinar a importância, na minimização dos efeitos que os maus-tratos ou a negligência (perpetrados pelos cuidadores), que a relação com um adulto significativo não maltratante ou negligente pode ter sobre o sistema de vinculação. As crianças vítimas de maus-tratos (N=20) ou de negligência (N=40) foram identificadas através de Comissões de Protecção de Crianças e Jovens (CPCJ) da periferia de Lisboa. As crianças do grupo “controlo” frequentavam o ensino pré-escolar ou Actividades de Tempos Livres (ATL) em Instituição Particular de Solidariedade Social do concelho de Almada. Procurou-se o emparelhamento das amostras em relação ao nível socio-económico, às competências verbais, ao género e à idade. A distinção, em termos do tipo de abuso sofrido, foi feita com o recurso ao Questionário de Maus-tratos e de Negligência (Calheiros...

Os efeitos dos maus-tratos e da negligência sobre as representações da vinculação em crianças de idade pré-escolar.

Benavente, Renata; FPCE-UL; Justo, João; FPCE-UL; Veríssimo, Manuela; ISPA-IU
Fonte: ISPA - Instituto Universitário Publicador: ISPA - Instituto Universitário
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedversion Formato: application/pdf
Publicado em 23/11/2012 Português
Relevância na Pesquisa
37.56%
A presente investigação tem como objectivo esclarecer a influência dos maus-tratos e da negligência, ocorridos durante a infância, sobre as representações da vinculação em crianças de idade pré-escolar (3 a 6 anos). Com este trabalho, pretende-se também contribuir para o esclarecimento da influência do género da criança sobre a adopção de estratégias não seguras de vinculação e determinar a importância, na minimização dos efeitos que os maus-tratos ou a negligência (perpetrados pelos cuidadores), que a relação com um adulto significativo não maltratante ou negligente pode ter sobre o sistema de vinculação. As crianças vítimas de maus-tratos (N=20) ou de negligência (N=40) foram identificadas através de Comissões de Protecção de Crianças e Jovens (CPCJ) da periferia de Lisboa. As crianças do grupo “controlo” frequentavam o ensino pré-escolar ou Actividades de Tempos Livres (ATL) em Instituição Particular de Solidariedade Social do concelho de Almada. Procurou-se o emparelhamento das amostras em relação ao nível socio-económico, às competências verbais, ao género e à idade. A distinção, em termos do tipo de abuso sofrido, foi feita com o recurso ao Questionário de Maus-tratos e de Negligência (Calheiros...

Relações familiares e práticas maternas de mau trato e de negligência

Calheiros, Maria Manuela; Instituto Superior das Ciências do Trabalho e da Empresa; Monteiro, Maria Benedicta; Instituto Superior das Ciências do Trabalho e da Empresa
Fonte: ISPA - Instituto Universitário Publicador: ISPA - Instituto Universitário
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedversion Formato: application/pdf
Publicado em 23/11/2012 Português
Relevância na Pesquisa
37.3%
Neste artigo analisam-se os efeitos directos de um conjunto de factores exo-sistémicos da família e os efeitos de mediação da violência, coesão e conflito familiar nas práticas maternas abusivas. 102 mães, seleccionadas através do Questionário de Avaliação do Mau Trato e Negligência, responderam a um conjunto de questões sobre a percepção de ambiente familiar (coesão e conflito) e acontecimentos de vida. Os resultados indicam efeitos directos do nível socioeconómico na negligência e da estrutura familiar no mau trato. Os acontecimentos de vida negativos têm um efeito indirecto através da violência doméstica nas diferentes práticas abusivas. Os resultados indicam ainda que o conflito e a coesão, controlados os factores do exossistema, são pouco importantes na explicação das práticas abusivas. A partir dos resultados são discutidas as implicações dos modelos de mediação na compreensão das práticas abusivas, assim como os programas de intervenção com mães que experienciam stress em diferentes domínios de vida familiar.

Serviço Social e avaliações de negligência: debates no campo da ética profissional

Berberian,Thais Peinado
Fonte: Cortez Editora Ltda Publicador: Cortez Editora Ltda
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2015 Português
Relevância na Pesquisa
37.3%
As avaliações realizadas pelos assistentes sociais sobre situações de suspeita de negligência contra criança e adolescente compõem o cerne desta reflexão. A investigação sobre o uso, o próprio conceito utilizado e as implicações quando há a afirmativa de uma situação de negligência são debatidas neste artigo sob a luz da ética profissional.

Abrigo, pobreza e negligência: percursos de judicialização

Nascimento,Maria Livia do
Fonte: Associação Brasileira de Psicologia Social Publicador: Associação Brasileira de Psicologia Social
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2012 Português
Relevância na Pesquisa
37.3%
O trabalho discute a negligência como uma categorização que passa a justificar a intervenção estatal sobre famílias pobres, no que se refere à prática de abrigamento de crianças e adolescentes e como essa prática se instala na lógica de judicialização da vida. Com a emergência do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), fica interditado abrigar por pobreza. Dessa maneira, a falta de recursos materiais perde força como justificativa, e se implanta um novo estatuto de criminalização da pobreza e de judicialização da vida, que se apoia no desrespeito a direitos estabelecidos na legislação: família negligente. Com esse referencial, a negligência passa a ser produzida como um dispositivo de afirmação da sociedade de segurança, tendo como parâmetro a lógica biopolítica de governo da vida.

Negligência infantil a partir do Child Neglect Index aplicado no Brasil

Pasian,Mara Silvia; Bazon,Marina Rezende; Pasian,Sonia Regina; Lacharité,Carl
Fonte: Curso de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Curso de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2015 Português
Relevância na Pesquisa
37.56%
Este estudo objetivou descrever a utilização do Child Neglect Index para identificar casos de crianças negligenciadas por seus pais/cuidadores no contexto brasileiro. Após adaptação inicial à realidade sociocultural brasileira, o instrumento foi aplicado em três grupos de indivíduos, cada qual com 30 díades de crianças/pais, totalizando 90 díades (n=180), assim compostos: G1 (primeiro grupo) = casos oficialmente notificados por negligência infantil; G2 (segundo grupo) = casos suspeitos de negligência não notificados; G3 (terceiro grupo) = casos sem suspeita de negligência ou outra forma de maus-tratos (grupo de comparação); além de um quarto grupo de professoras dessas crianças (n=11). Os resultados apontaram altos escores no índice de negligência em G1 e G2, e baixos escores em G3, sugerindo presença de indicadores de falta de supervisão parental referentes a cuidados com alimentação, vestimenta, higiene, saúde física, saúde mental e educação nos dois primeiros grupos avaliados, comparativamente às crianças sem suspeita de maus-tratos. Os atuais achados empíricos, embora preliminares em termos de adaptação do Child Neglect Index ao contexto do Brasil, foram promissores ao sinalizar potencial do instrumento como recurso para detecção/confirmação da negligência infantil...

Fatores potencialmente associados à negligência doméstica entre idosos atendidos em programa de assistência domiciliar

Queiroz,Zally Pinto Vasconcellos de; Lemos,Naira de Fátima Dutra; Ramos,Luiz Roberto
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2010 Português
Relevância na Pesquisa
37.41%
A violência contra idosos é uma questão social cada vez mais presente em todas as sociedades, até nos países em desenvolvimento. Uma das formas de violência menos conhecidas e denunciadas é a negligência doméstica, especialmente contra idosos que apresentam comprometimento funcional. Este artigo apresenta resultados de um estudo transversal descritivo/analítico realizado com cuidadores familiares de idosos comprometidos atendidos pelo Programa de Assistência Domiciliar a Idosos, da disciplina de geriatria da Escola Paulista de Medicina (Unifesp), com o objetivo de identificar a existência de fatores potencialmente associados à negligência doméstica na situação de cuidados domésticos prestados por familiares. Foram entrevistados quarenta cuidadores, sendo aplicados os questionários de identificação de perfil de idoso e cuidador e o instrumento Caregiver Burden Scale. Os resultados encontrados mostraram a existência de fatores potencialmente associados à negligência doméstica no perfil de idosos e cuidadores e nas correlações significativas entre as variáveis comprometimento funcional do idoso, ações de cuidados e depressão do cuidador, nas dimensões tensão geral e isolamento.

O efeito da marca na negligência da omissão: uma pesquisa experimental

Lopes,Evandro Luiz; Silva,Dirceu da; Hernandez,José Mauro da Costa
Fonte: Associação Nacional dos Programas de Pós-graduação em Administração Publicador: Associação Nacional dos Programas de Pós-graduação em Administração
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2013 Português
Relevância na Pesquisa
37.3%
A negligência da omissão é caracterizada pela falta de sensibilidade a informações ausentes ou desconhecidas. Esse fenômeno é bastante recorrente, haja vista não ser raro um consumidor ter que tomar uma decisão amparada por um julgamento formulado com base em informações incompletas. Pesquisas anteriores indicaram que, frequentemente, as pessoas não conseguem identificar a ausência de informações importantes, fazendo com que fortes convicções sejam formadas com base em evidências pouco consistentes. Com isso, o principal propósito deste trabalho é compreender os efeitos da marca na negligência da omissão. Para tanto, foram realizados três experimentos envolvendo 769 estudantes de administração de empresas. As aplicações empíricas apoiam o entendimento de que indivíduos com baixo nível contextual cognitivo (não experts) são insensíveis à omissão de atributos, além de serem extremamente positivos nas avaliações que efetuam, mesmo quando não há motivo aparente para que isso ocorra. Comparando os achados dos experimentos, pode-se entender que uma marca reconhecida influencia de maneira mais contundente a avaliação dos experts do que a dos não experts. Mesmo que experts ancorem seus julgamentos na avaliação mais estrita dos atributos disponíveis...

Negligência familiar: a compreensão dos profissionais da saúde na emissão dos pareceres

Alves da Silva, Sandra; Salazar Uchôa, Roberta (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: other
Português
Relevância na Pesquisa
37.5%
Esta dissertação trata da negligência doméstica contra crianças e adolescentes, objetivando situá-la no contexto social mais amplo, abordando os aspectos sociais, econômicos, culturais e políticos que permeiam sua ocorrência. Os profissionais de saúde têm um importante papel na detecção, prevenção e no atendimento dos casos de suposta negligência, pois eles participam ativamente no acompanhamento da vida dos seus pacientes. Entretanto, são encontradas várias dificuldades em lidar com o fenômeno, por parte dos profissionais da área, sejam eles assistentes sociais, enfermeiros, psicólogos ou médicos, no que se refere a reconhecer se houve omissão de fato por parte dos pais ou se a suposta omissão ocorreu devido às condições sociais da família. Para tratar dessa questão, foi realizada pesquisa quantitativa e qualitativa em hospital especializado no atendimento a criança e adolescente da cidade de Recife, priorizando a análise de conteúdo de 41 Registros de Casos e seus respectivos pareceres sociais e médicos. A escolha desses documentos deveu-se ao fato de que eles contêm informações privilegiadas para auxiliar a responder o objetivo do trabalho, que foi o de conhecer os conceitos dos profissionais de saúde acerca da negligência contra crianças e adolescentes...