Página 1 dos resultados de 6234 itens digitais encontrados em 0.038 segundos

"Stress e coping entre enfermeiros de centro cirúrgico e recuperação anestésica"; "Stress and coping among nurses in operating room and recovery room"

Guido, Laura de Azevedo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 30/07/2003 Português
Relevância na Pesquisa
36.96%
O presente estudo tem como finalidade o conhecimento dos estressores, na atuação dos enfermeiros de centro cirúrgico e recuperação anestésica (CC/RA), assim como as estratégias de coping usadas. A população foi composta por todos os enfermeiros de CC/RA da cidade de Santa Maria, no Rio Grande do Sul. Foram dezessete entrevistados, sendo cinco atuando em hospital privado (29,41%) e doze em hospital público (70,59). Na coleta de dados foram utilizados dois instrumentos: formulário para levantamento de atividades diárias, e inventário de estratégias de coping. Os resultados foram tabulados e analisados usando-se testes não paramétricos. Obteve-se pela avaliação subjetiva e individual dos enfermeiros que 70,59% dos entrevistados percebem-se estressados ao atuar em CC/RA. Pela identificação dos estressores no desempenho das atividades diárias dos enfermeiros, concluiu-se que as condições de trabalho em CC correspondem à área de maior stress para 41,18% dos enfermeiros independentemente do cargo ocupado. Quanto às estratégias de coping mais utilizadas pelos enfermeiros, destaca-se a resolução de problemas. Detectou-se uma diferença significativa entre: stress total e stress percebido por meio da avaliação individual e subjetiva; stress total e o stress decorrente de possuir curso de pós-graduação; stress total e o stress referente ao relacionamento com equipe médica e de enfermagem; ao relacionamento com serviços diretamente ligados à assistência do paciente durante o ato anestésico cirúrgico; atividades relacionadas à administração de pessoal; e condições de trabalho para o desempenho das atividades do enfermeiro de CC. O enfermeiro de CC/RA é estressado...

"Qualidade de vida e satisfação profissional de enfermeiras de Unidades de Terapia Intensiva"; Quality of life and job satisfaction of intensive care nurses

Lino, Margarete Marques
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 07/04/2004 Português
Relevância na Pesquisa
36.9%
Este estudo objetivou investigar a qualidade de vida e a satisfação profissional de enfermeiras de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) e examinar suas relações. A amostra consistiu de 190 enfermeiras de 19 UTIs. Foi utilizado um questionário auto-aplicável para coletar os dados sociodemográficos, ocupacionais, de saúde, percepções e estados em relação à vida e ao trabalho. A versão genérica do Índice de Qualidade de Vida (IQV) foi utilizada para medir tanto a satisfação quanto a importância de quatro domínios da vida: saúde e funcionamento, psicológico e espiritual, social e econômico, e família. A qualidade de vida total também foi medida. O nível de satisfação profissional em relação a seis componentes do trabalho (autonomia, status profissional, remuneração, interação, requisitos do trabalho e normas organizacionais) foi medido através do Índice de Satisfação Profissional (ISP). Os dados foram analisados através da análise de conteúdo, Coeficiente de Correlação de Pearson, Qui-quadrado, Teste de Fisher, análise da variância, análise de agrupamentos e análise de componentes principais. Os resultados mostraram que as enfermeiras obtiveram escores mais elevados nos domínios família...

Stress entre enfermeiros brasileiros que atuam em pronto socorro.; Stress among brazilian nurses who work at emergency department.

Menzani, Graziele
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 30/05/2006 Português
Relevância na Pesquisa
36.96%
A enfermagem é considerada uma profissão que sofre o impacto do stress, que advém do cuidado constante com pessoas doentes e situações imprevisíveis, principalmente na unidade de pronto socorro. A finalidade deste estudo foi de levantar os estressores dos enfermeiros atuantes em unidades de pronto socorro nas cinco regiões brasileiras. A população do estudo constituiu-se de uma amostra de 143 enfermeiros atuantes em unidades de pronto socorro das regiões brasileiras e que estavam inseridos em instituições de alta complexidade de assistência prestada. Os dados foram coletados utilizando-se a Escala Bianchi de Stress, constituída por caracterização sócio-demográfica e por 51 itens, que versavam sobre as atividades desempenhadas pelos enfermeiros. A análise estatística dói descritiva e inferencial, usando análise de variância ANOVA. Com a finalidade de promover a comparação e estudo dos dados, foi realizado o escore de stress, em seis domínios, englobando o relacionamento(A), funcionamento da unidade(B), administração de pessoal(C), assistência de enfermagem(D), coordenação da unidade(E) e condições de trabalho(F). Os níveis obtidos foram classificados em baixo (até 3,0), médio (de 3,1 a 4,0) alerta (de 4...

O estágio curricular segundo a percepção dos enfermeiros assistenciais de um hospital de ensino.; The training hospital nurses perception about curriculum period of training.

Ito, Elaine Emi
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 26/07/2005 Português
Relevância na Pesquisa
37.02%
O estudo tem como tema a percepção dos enfermeiros assistenciais sobre os Estágios Curriculares do curso de graduação em Enfermagem desenvolvidos nas unidades de trabalho de um hospital de ensino. O objetivo geral da pesquisa foi conhecer as percepções do enfermeiro assistencial em relação ao Estágio Curricular desenvolvido em sua unidade de trabalho e os objetivos específicos foram: conhecer a percepção dos enfermeiros assistenciais em relação ao seu papel na formação dos alunos em Estágio Curricular; conhecer a influência que os alunos trazem para a unidade de trabalho onde se realiza o referido estágio; identificar os fatores que facilitam e dificultam nas atividades diárias do enfermeiro com a presença dos alunos em estágio; conhecer a percepção dos enfermeiros em relação a estrutura do estágio e sugestões de aprimoramento para o desenvolvimento desta disciplina em ambiente hospitalar e contribuir para o aprimoramento no desenvolvimento de estágios realizados em instituições de saúde. No estudo, denominamos o ?Estágio Curricular? como a última disciplina que o aluno desenvolve no curso de graduação em Enfermagem, oferecida no último semestre do curso, possui uma carga horária abrangente e tem o acompanhamento e a supervisão indireta do docente responsável pela disciplina e o aluno fica em contato direto e constante com o enfermeiro assistencial da unidade a qual realiza o estágio. Com relação ao delineamento metodológico...

A relação trabalho-saúde dos enfermeiros do PSF da região de Vila Prudente - Sapopemba: um estudo de caso; Nurses job-health relation in the Family Health Program in Vila Prudente - Sapopemba sub prefecture: a case study

Santos, Viviane Camargo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 28/05/2007 Português
Relevância na Pesquisa
36.98%
O objeto deste estudo é a relação trabalho/saúde dos enfermeiros do Programa Saúde da Família (PSF), recortado diante do quadro teórico da Saúde do Trabalhador. O objetivo geral foi compreender as características do trabalho dos enfermeiros do PSF da subprefeitura de Vila Prudente ? Sapopemba e a relação entre os processos de fortalecimento e de desgaste que neles se expressam. A coleta de dados se realizou através de entrevistas individuais com 16 enfermeiros das Unidades Básicas de Saúde dessa subprefeitura que contam com o PSF. As formas de trabalhar dos enfermeiros entrevistados foram analisadas de acordo com cinco categorias: processo de trabalho, exploração da subjetividade, polivalência, desgaste e fortalecimento, verificando-se, em cada uma delas, os potenciais de fortalecimento e de desgaste gerados. Os resultados são: os enfermeiros reconhecem o espaço territorial ocupado pela população adscrita e enfatizam a precariedade das condições de moradia, configurando-se o objeto de trabalho como uma população carente; o modelo assistencial tem como eixo orientador o planejamento por resultados, voltado à racionalização do trabalho da equipe; o médico é o profissional principal, o trabalho é organizado segundo os preceitos da divisão social e técnica do trabalho de tipo taylorista; os enfermeiros estão intensamente envolvidos com o trabalho...

Enfermeiras francesas na capital do Brasil (1890-1895); French nurses in the Brazil capital (1890-1895)

Espírito Santo, Tiago Braga do
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 12/11/2007 Português
Relevância na Pesquisa
36.9%
O presente estudo aborda o início da profissionalização da enfermagem brasileira através da vinda de enfermeiras francesas, de 1890 a 1895, para o Hospício Nacional de Alienados (HNA), no Rio de Janeiro, capital do recém instalado governo republicano. O contrato, de 1890 que proporcionou a vinda dessas profissionais foi uma das medidas do governo para sanar a crise institucional acarretada pela saída das Irmãs de Caridade desse hospício, onde elas exerciam cuidados de enfermagem. São objetivos do estudo: identificar as possíveis circunstâncias que culminaram em um contrato, firmado entre os governos do Brasil e da França, que promoveu a vinda de enfermeiras francesas para o Hospício Nacional de Alienados, no Rio de Janeiro, em 1891; Descrever o processo de laicização nos hospitais e da profissionalização da enfermagem francesa definindo o perfil das enfermeiras formadas pela Escola de Salpêtrière; analisar a trajetória da vinda dessas profissionais ao Brasil, no contexto histórico do início da Primeira República; levantar as possíveis atividades que enfermeiras francesas teriam desempenhado no Hospício Nacional de Alienados. A fundamentação teórico-metodológica foi feita com base na proposta da História Nova...

Vivência de enfermeiros no cuidado do idoso moribundo hospitalizado -a perspectiva fenomenológica; The experience of nurses caring for hospitalized elderly dying patients - a phenomenological perspective

Ojeda Vargas, Ma Guadalupe
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 19/12/2007 Português
Relevância na Pesquisa
37%
As inquietações por estudar esta temática apreendendo quais significados atribuem os enfermeiros ao cuidar do paciente idoso, hospitalizado, em fase terminal, surgiu a partir de experiências pessoais. Minha inquietação aumentou com a prática profissional, notando que, o pessoal que atendia aos idosos, em fase terminal, em sua maioria, era auxiliar de enfermagem, sem nenhuma formação específca para este cuidado. Assim, ao surgir a oportunidade de ingressar no doutorado em enfermagem, emergiu, novamente, a inquietação que há muitos anos vinha se instalando: O quê significa para a enfermeira o cuidado do idoso, em seu encontro com a morte, no mundo hospitalar? Desta forma, a proposta foi possibilitar que suas experiências, manifestadas por meio do discurso verbal e não verbal, pudessem aproximar-me do mundo que elas habitam nos hospitais e saber quais significados atribuem a esta experiência para propor um novo pensar sobre este cuidado. Tratou-se de um estudo conduzido segundo uma abordagem qualitativa, pertinente às questões muito particulares de um objeto cuja natureza não pode ser quantificada. A investigação foi desenvolvida com enfermeiros que trabalham nos hospitais públicos, na cidade de Celaya, Guanajuato...

Dando visibilidade à atuação do enfermeiro pela internet: um estudo de sua influência sobre as representações sociais do adolescente; Giving visibility to the work of nurses through the internet: a study on its influence on adolescents' social representations

Fahl, Ligia Gomes
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 18/12/2007 Português
Relevância na Pesquisa
37.05%
Alunos do ensino médio são influenciados pela imagem e pelo conhecimento que têm de determinada profissão ao fazerem sua escolha profissional. Este estudo objetivou avaliar se a exposição a uma mediação pela internet que explorasse papéis e campos de atuação do enfermeiro no Brasil hoje poderia influenciar na construção da representação social que estudantes do ensino médio têm do enfermeiro e da Enfermagem. Metodologia: Estudo tipo survey exploratório com abordagem qualitativa utilizando referencial teórico das Representações Sociais de Moscovici, tendo como sujeitos alunos do terceiro ano do ensino médio, desenvolvido em três etapas principais: 1- Análise da representação social de 19 alunos quanto à imagem do enfermeiro e da Enfermagem; 2- Elaboração e construção de um site explorando os campos de atuação do enfermeiro hoje no Brasil; 3- Análise das representações de 10 alunos após a navegação no site, utilizando o Discurso do Sujeito Coletivo como referencial metodológico nas Fases I e III. Resultados da Fase I: Identificaram-se duas grandes categorias: Atributos do Enfermeiro e Atributos da Profissão de Enfermagem. O enfermeiro é associado a pessoa com qualidades valorosas, que faz vigilância diuturna...

Prazer e sofrimento no trabalho do enfermeiro em unidades de terapia intensiva: estratégias defensivas; Satisfaction and suffering in the work of nurses in Intensive Care Units: defensive strategies.

Martins, Julia Trevisan
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 27/08/2008 Português
Relevância na Pesquisa
36.9%
Pesquisa qualitativa que teve como objetivos descrever as características do trabalho de enfermeiros de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), identificar os sentimentos de prazer e sofrimento vivenciados por eles e verificar as estratégias defensivas que utilizam para enfrentar os sentimentos de sofrimento advindos do trabalho nestas unidades. Contou com a participação de oito enfermeiros de um hospital universitário localizado no Norte do Paraná. A coleta de dados ocorreu de dezembro de 2006 a fevereiro de 2007, realizada por meio da técnica de entrevista semi-estruturada com questões norteadoras, cujo conteúdo foi registrado mediante uso de gravador e transcritos posteriormente. Para analisar os dados foi utilizado o método de análise de conteúdo com respaldo teórico nas contribuições da Psicodinâmica do Trabalho. Das entrevistas foram desveladas quatro categorias analíticas: a gerência do trabalho, o sofrimento no trabalho, as estratégias defensivas por eles utilizadas e o prazer no trabalho. Estas categorias agregam às subcategorias temáticas. Ser gerente da UTI para os sujeitos significa prestar cuidados aos pacientes, administrar a assistência, a equipe de enfermagem e de saúde e os equipamentos e recursos materiais. As vivências de sofrimento estão relacionadas com o cuidar do paciente em estado crítico...

Reforma psiquiátrica na região oeste do Paraná: o discurso dos enfermeiros e suas práticas; The nurses participation in the process of the psychiatric reform in the West region of Paraná State

Dias, Terezinha Alves
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 14/11/2008 Português
Relevância na Pesquisa
36.96%
A Reforma Psiquiátrica é um processo de transformações que vem inquietando os profissionais da área da Saúde e alguns seguimentos da sociedade. Isto porque, as transformações paradigmáticas que estão ocorrendo no campo da saúde mental pressupõem a presença de profissionais com uma postura inovadora e criativa para desenvolverem no cotidiano práticas que concretizem a proposta de desinstitucionalização. No Paraná, continua sendo um desafio: para as universidades, o desafio é a formação de profissionais com uma concepção do novo paradigma que se comprometam com o processo; para os gestores, o entendimento do processo priorizando ações de assistência à saúde mental e, para os profissionais, a tenacidade em insistir na efetivação, apesar das adversidades. Na região oeste do Estado, a mobilização para implantar a reforma intensificou-se nos últimos cinco anos com o fechamento de um dos hospitais da região e a criação de novos dispositivos de atenção à saúde mental. Nesse contexto, os enfermeiros deparam-se com o desafio de refletir sobre seus conceitos e sua atuação profissional. O presente estudo buscou conhecer a concepção dos enfermeiros sobre o processo da Reforma Psiquiátrica e o seu cotidiano nesses serviços. Ao ser considerada a complexidade do momento...

Estratégia para redução do stress e Burnout entre enfermeiros hospitalares; A strategy to reduce stress and burnout among hospital nurses

Grazziano, Eliane da Silva
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 02/02/2009 Português
Relevância na Pesquisa
36.96%
Este estudo teve como objetivo apresentar uma estratégia para redução do burnout entre enfermeiros hospitalares em dois hospitais na cidade de São Paulo, Brasil, antes e após a aplicação de um treinamento cognitivo-comportamental, utilizando a técnica de inoculação de stress. Trata-se de um estudo descritivo, correlacional com abordagem quantitativa. Na coleta de dados foram utilizados: Maslach Burnout Inventory (MIB), instrumento de percepção e sinais e sintomas de stress, caracterização sócio-demográfica dos participantes e convite para participação no treinamento. Dos 145 questionários entregues 114 (78,62%) foram devolvidos; destes 111 (97,36%) enfermeiros indicaram interesse em participar do treinamento, entretanto somente 32 (28,82%) participaram. O treinamento foi ministrado com carga horária total de 12 horas abordando conceitos de stress, burnout, coping e comunicação interpessoal nas próprias instituições e dentro dos horários de trabalho dos enfermeiros. A análise dos resultados permitiu concluir que o nível de burnout foi considerado entre baixo / moderado para a amostra total (n=111). Para grupo não participante do treinamento (n=79) o maior número de associações positivas e significantes foram nos domínios desgaste emocional e despersonalização. Os níveis de burnout pré e pós-treinamento não sofreram alteração significativa para o grupo treinamento (n=32) e as associações foram positivas e significantes para o domínio incompetência profissional. A maioria dos participantes (21 65...

Prática profissional dos enfermeiros da estratégia Saúde da Família nos grupos de caminhada de São Paulo; Professional practice of nurses in family health strategy in the walking groups in São Paulo

Marques, Vitor Hugo Amendola
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 17/06/2010 Português
Relevância na Pesquisa
36.98%
Introdução: No Brasil, o Ministério da Saúde desenvolve estratégias para intervir nos condicionantes das doenças crônicas não transmissíveis por meio da incorporação das Práticas Complementares e Integrativas em Saúde no SUS. Dentre estas práticas, se destacam os grupos de caminhada (GC) por seguirem os preceitos da Promoção da Saúde, contemplando, sobretudo, a autonomia dos profissionais e população. Estas práticas visam complementar as ações clínicas das Equipes de Saúde da Família (ESF) e os enfermeiros têm grande potencial para incorporar esta ação à sua prática profissional. Objetivo: Caracterizar a inserção e a prática dos enfermeiros nos grupos de caminhada (GC) das Unidades com ESF de São Paulo. Metodologia: Foram entrevistados 27 enfermeiros que participavam dos GC, utilizando-se instrumentos de caracterização do GC, da prática profissional do enfermeiro no GC e para avaliação do nível de conhecimento sobre Atividade Física para Promoção da Saúde (AF/PS) com o instrumento padronizado do Programa Agita São Paulo. O tratamento estatístico dos dados foi realizado utilizando-se os programas Excel® e SPSS. Resultados: Dentre as Unidades com ESF, 95 tinham GC, sendo que 38 eram organizados por enfermeiros. Na média...

Atitudes de enfermeiros frente ao álcool, ao alcoolismo e ao alcoolista: comparativo entre enfermeiros de serviços especializados e de outros serviços de saúde; Attitudes of nurses towards alcohol, alcoholism and alcoholics: A comparative study between nurses from specialized services and other health services

Bittencourt, Marina Nolli
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 13/02/2012 Português
Relevância na Pesquisa
36.93%
O alcoolismo acarreta problemas sociais, econômicos e de saúde, e as repercussões do uso abusivo de álcool na saúde do indivíduo acabam tornando a sua presença comum nos diversos serviços de saúde. Os enfermeiros, portanto, estão trabalhando cada vez mais junto a este paciente. O objetivo do presente trabalho foi identificar e comparar as atitudes de enfermeiros de serviços especializados em álcool e outras drogas e enfermeiros de outros serviços de saúde (Serviços de atenção básica à saúde, Hospitais gerais e Serviços de saúde mental) frente ao alcool, ao alcoolismo e ao alcoolista. Os dados foram coletados por meio da Escala de Atitudes Frente ao Álcool, ao Alcoolismo e ao Alcoolista EAFAAA. Foram feitas uma análise descritiva das informações sociodemográficas da população estudada e uma análise dos dados obtidos com a aplicação da EAFAAA. Com intuito de verificar se a atitude do enfermeiro é afetada por variáveis, como tipo de serviço (especializado ou não), experiência clínica com dependentes de álcool e demais variáveis sociodemográficas, foram feitos os testes não paramétricos de Mann-Whitney e Kruskal-Wallis. A amostra do estudo foi composta por 526 enfermeiros, 44 oriundos de Serviços especializados em álcool e drogas...

Práticas de enfermeiras da USF Jardim Boa Vista: em pauta a participação social; Nurses practices at the Jd. Boa Vista family health unit: addressing social participation

Silva, Barbara Ribeiro Buffette
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 19/12/2012 Português
Relevância na Pesquisa
37.05%
O objeto deste estudo são as práticas que favorecem a participação social, realizadas por enfermeiros na Atenção Básica, em Unidade de Saúde da Família (USF). As práticas dos enfermeiros na Atenção Básica têm sido orientadas pelas diretrizes das políticas públicas de saúde, por isso devem adotar a concepção do processo-saúde doença sancionada no Sistema de Saúde brasileiro, a de que esse processo tem determinantes e condicionantes associados às formas de vida dos indivíduos e grupos sociais. Portanto, as práticas devem ser planejadas para responder necessidades de saúde ampliadas. Contudo, os protocolos que orientam práticas de enfermeiros privilegiam o enfoque da clínica médica, limitando o objeto dessas práticas a agravos e doenças. A literatura registra a descrição de práticas preponderantemente ancoradas nos saberes da clínica médica, centradas em agravos, doenças, processos característicos de determinadas fases da vida; ou seja, práticas que respondem principalmente necessidades de preservação da vida. Defende-se que a inclusão da participação social como uma das finalidades das práticas de saúde permite respostas a necessidades de saúde ampliadas, considerando-se que essa participação está nas raízes das necessidades de saúde...

Carga horária de trabalho dos enfermeiros de emergência e sua relação com estresse e cortisol salivar; Workload emergency nurses and relationship with stress and cortisol salivary

Dalri, Rita de Cássia de Marchi Barcellos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 04/10/2013 Português
Relevância na Pesquisa
36.96%
Objetivo: Analisar a existência de correlações entre carga horária de trabalho com níveis de estresse ocupacional, reações fisiológicas do estresse e níveis de cortisol salivar, entre enfermeiros atuantes em unidade de emergência hospitalar. Metodos: Estudo descritivo, correlacional, transversal, de abordagem quantitativa, realizado na Unidade de Emergência do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, sendo a coleta de dados realizada no segundo semestre de 2011 e no primeiro de 2012, por meio de um questionário para caracterização amostral, Inventário de Estresse em Enfermeiros, Inventário das Reações Fisiológicas do Estresse e dispositivo Sallivette?. Houve aprovação de um Comitê de Ética em Pesquisa e compuseram a amostra 95 enfermeiros atuantes no período matutino. Utilizaram-se os Testes de Correlação de Spearmann e Pearson e o nível de significância considerado foi ?= 0,05. Para verificar a associação entre variáveis categorizadas, utilizou-se o Teste Exato de Fisher; a quantificação desta associação foi mensurada por meio de modelos de regressão logística em que se calculou odds ratio bruto com seus respectivos intervalos de confiança de 95%. Valores de p menores que 0...

Capacidade para o trabalho de enfermeiros de um hospital universitário : interface entre o pessoal, o laboral e a promoção da saúde; Work ability of nurses from a university hospital: interface amongst the personal, the work and the health promotion; Capacidad de trabajo de las enfermeras de un hospital universitario: interfaz de personal es la promoción del trabajo y la salud

Hilleshein, Eunice Fabiani
Tipo: dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
36.9%
Trata-se de uma pesquisa quantitativa, com delineamento transversal a partir do levantamento de dados survey, que objetivou avaliar a capacidade para o trabalho de enfermeiros do Hospital de Clínicas de Porto Alegre RS e suas características laborais, hábitos de vida e as medidas de promoção da capacidade para o trabalho. Definiu-se como população do estudo enfermeiros em atividade no hospital. A amostra foi composta por 195 enfermeiros selecionados aleatoriamente. Foi utilizado o instrumento Índice de Capacidade para o Trabalho, validado no Brasil. A leitura dos dados foi realizada pelo Software Sphinx, sendo os mesmos convertidos para o SPSS, V.15 para análises estatísticas. Foram realizadas análises estatísticas descritivas e analíticas; utilizou-se confiança de 95%, a significância de 5%. Os dados mostram que 94,5% dos enfermeiros do hospital são do sexo feminino; com idade média de 42,6 anos (dp=8,5); 66,5% casados ou com companheiros; 76,7% possuem pós – graduação; 92,8% atuam diretamente na assistência. Quanto ao turno de trabalho 36,0% são da noite; 28,4% da manhã e 20,8% da tarde. Trabalham no hospital em média há 14,0 anos (dp=9,4), e no turno atual, em média, há 9,4 anos (dp=8,7), 87,4% dizem sentir-se satisfeitos freqüentemente...

Estresse e o ciclo vigilia-sono do enfermeiro que atua em diferentes setores do ambiente hospitalar; Stress and the nurses sleep-wake cycle who work on different hospital departments

Maria Cecilia Pires da Rocha
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 26/05/2008 Português
Relevância na Pesquisa
37%
O presente estudo analisou o estresse do enfermeiro e sua relação com diferentes setores do hospital e estabeleceu um vínculo com o ciclo vigília-sono dos indivíduos. Os objetivos foram analisar a relação entre estresse e as características do sono de enfermeiros que atuam em diferentes setores dos turnos matutino, vespertino e noturno; verificar o nível de estresse dos enfermeiros que atuam em Pronto Socorro, Unidade de Terapia Intensiva, Centro Cirúrgico, Central de Material e Enfermarias; caracterizar os estressores dos diferentes setores; comparar o nível de estresse e a pontuação global de sono com variáveis sociodemográficas; descrever as características do ciclo vigília-sono e correlacioná-las com o sono e estresse de acordo. Este estudo foi quantitativo, transversal, descritivo e comparativo, realizado numa instituição hospitalar da cidade de Campinas, São Paulo, Brasil. Utilizamos para a coleta de dados: uma ficha de identificação; escala Bianchi de estresse modificada (EBEm) e o índice de qualidade do sono de Pittsburgh (PSQI). A população estudada foi constituída de 203 sujeitos do turno da manhã, tarde e noite. 88,2% eram do sexo feminino. A média de idade dos sujeitos foi de 39,6 anos e 17...

Sleep, stress and compensatory behaviors in Australian nurses and midwives

Dorrian,Jillian; Paterson,Jessica; Dawson,Drew; Pincombe,Jan; Grech,Carol; Rogers,Ann E
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2011 Português
Relevância na Pesquisa
36.9%
OBJECTIVE: To describe sleep, stress and compensatory behaviors in nurses and midwives. METHODS: The study included 41 midwives and 21 nurses working in Australian hospitals between 2005 and 2009. Participation was voluntary. All participants recorded on a daily basis their work and sleep hours, levels of stress and exhaustion, caffeine intake and use of sleep aids for a month (1,736 days, 1,002 work shifts). RESULTS: Participants reported moderate to high levels of stress and exhaustion on 20-40% of work days; experienced sleep disruption on more than 50% of work days; struggled to remain awake on 27% of work days; and suffered extreme drowsiness or experienced a near accident while travelling home on 9% of workdays. Age, perceived sleep duration and work hours were significant predictors of caffeine intake. About 60% of participants reported using sleep aids (about 20% reported taking prescription medications and 44% of nurses and 9% of midwives reported alcohol use as a sleep aid at least once during the study). Stress and workdays were significant predictors of sedative use. Overall, 22% reported being indifferent or mildly dissatisfied with their job. CONCLUSIONS: Sleep problems, high levels of stress and exhaustion and low job satisfaction are prevalent among nurses and midwives. The use of alcohol and sleeping pills as sleep aids...

Preliminary study about occupational stress of physicians and nurses in pediatric and neonatal intensive care units: the balance between effort and reward

Fogaça,Monalisa de Cássia; Carvalho,Werther Brunow de; Cítero,Vanessa de Albuquerque; Nogueira-Martins,Luiz Antonio
Fonte: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo Publicador: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto / Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2010 Português
Relevância na Pesquisa
36.93%
This study compared the balance between effort (E) and reward (R) among physicians and nurses working in pediatric (PED) and neonatal (NEO) Intensive Care Units. This descriptive cross-sectional study was carried out with 37 physicians and 20 nurses. The Effort-Reward Imbalance Questionnaire was used. Statistically significant differences were not found among physicians (p>0.05) or nurses from PED and NEO in relation to E and R (p>0.05). No statistically significant differences were found between physicians and nurses in PED in the several studied variables. Comparison between the professionals working in NEO revealed that physicians presented more over-commitment than nurses (p=0.01). The organizational setting of NEO proved to be more demanding for physicians, exacting a greater commitment to their work, while demands presented in both units seemed to be the same for nurses.

Rural Clinician Scarcity and Job Preferences of Doctors and Nurses in India: A Discrete Choice Experiment

Rao, Krishna D.; Ryan, Mandy; Shroff, Zubin; Vujicic, Marko; Ramani, Sudha; Berman, Peter
Fonte: Public Library of Science Publicador: Public Library of Science
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
36.93%
The scarcity of rural doctors has undermined the ability of health systems in low and middle-income countries like India to provide quality services to rural populations. This study examines job preferences of doctors and nurses to inform what works in terms of rural recruitment strategies. Job acceptance of different strategies was compared to identify policy options for increasing the availability of clinical providers in rural areas. In 2010 a Discrete Choice Experiment was conducted in India. The study sample included final year medical and nursing students, and in-service doctors and nurses serving at Primary Health Centers. Eight job attributes were identified and a D-efficient fractional factorial design was used to construct pairs of job choices. Respondent acceptance of job choices was analyzed using multi-level logistic regression. Location mattered; jobs in areas offering urban amenities had a high likelihood of being accepted. Higher salary had small effect on doctor, but large effect on nurse, acceptance of rural jobs. At five times current salary levels, 13% (31%) of medical students (doctors) were willing to accept rural jobs. At half this level, 61% (52%) of nursing students (nurses) accepted a rural job. The strategy of reserving seats for specialist training in exchange for rural service had a large effect on job acceptance among doctors...