Página 1 dos resultados de 12271 itens digitais encontrados em 0.071 segundos

Potencialidades e limitações do uso da fotografia na pesquisa qualitativa de enfermagem; Photography in nursing qualitative research: potentials and limitations

Sartorio, Natalia de Araujo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 06/06/2011 Português
Relevância na Pesquisa
66.28%
A tradição do uso da fotografia na pesquisa social remonta ao século XIX, com os primeiros trabalhos da Antropologia que usaram-na para registrar costumes e tradições de povos considerados exóticos. A seguir, a Sociologia, a História e a Psicologia, dentre outras disciplinas se interessaram pelo uso da foto para o registro do real e, também, como auxiliar na obtenção de dados subjetivos. Os objetivos do presente trabalho foram identificar o uso que vem sendo feito da fotografia na pesquisa qualitativa na enfermagem e sintetizar as potencialidades e limites desse uso. Procedeu-se a uma Revisão Sistemática de Literatura e Metassíntese de estudos primários que fossem pesquisas qualitativas, feitas por enfermeiras ou que tivessem a Enfermagem como objeto e que registrassem o uso da fotografia em algum momento de seu método. Os termos para a busca foram: Fotografia, Pesquisa Qualitativa e Enfermagem. As bases de dados pesquisadas incluíram: PubMed, CINAHL, EMBASE, PsycInfo, Scopus, ISI, BVS, Scielo. Não houve limite de tempo de publicação. A amostra final incluiu 31 artigos. Os resultados apontaram o uso da fotografia nos métodos: Photovoice, Foto-Elicitação, Etnografias e Mistos. As potencialidades foram: Emancipação dos sujeitos; Dar voz a grupos vulneráveis; Melhor compreensão da situação do sujeito; Registro detalhado do real...

Validade e reflexividade na pesquisa qualitativa; Validity and reflexivity in qualitative research

Rocha-de-Oliveira, Sidinei; Piccinini, Valmiria Carolina
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
66.23%
Ainda hoje, a busca pela precisão numérica capaz de ser validada, confirmada e replicada representa a principal forma de construção de conhecimento em diversas áreas das ciências sociais. A pesquisa qualitativa, embora tenha ampliado seu espaço e ganhado destaque, ainda é questionada por alguns pesquisadores, os quais acreditam que esta não possui o mesmo rigor de coleta e de análise de dados da pesquisa quantitativa, bem como não tem a força da generalização dos resultados encontrados. Neste breve ensaio, busca-se discutir dois elementos de rigor da pesquisa qualitativa: a validade e a reflexividade. Primeiramente, é realizada uma apresentação teórica buscando definir e discutir o conceito de validade, como destacar ainda diferentes interpretações que podem ser dadas para o termo em diferentes correntes epistemológicas. Já com o conceito de reflexividade se destaca a importância da análise crítica da própria ciência, com ênfase no posicionamento e na atuação do pesquisador ao conduzir seus trabalhos e a relação que estabelece com os sujeitos de sua pesquisa. Para finalizar, são apresentadas algumas considerações sobre a construção de conhecimento no campo científico e a atuação do pesquisador.; Until today...

Pesquisa qualitativa e desenvolvimento humano : aspectos históricos e tendências atuais; Qualitative inquiry and human development : historical aspects and contemporary trends

Souza, Tatiana Yokoy de; Branco, Angela Uchôa; Oliveira, Maria Claudia Santos Lopes de
Tipo: artigo / article
Português
Relevância na Pesquisa
66.23%
Este trabalho constitui uma revisão da construção histórica da psicologia do desenvolvimento até chegar à epistemologia qualitativa, para verificar a relação historicamente constituída entre princípios epistemológicos e orientação metodológica. Discute-se o papel da entrevista narrativa na pesquisa qualitativa do desenvolvimento e apresenta-se um trecho de uma entrevista de pesquisa, a fim de expressar uma linha de análise do desenvolvimento por meio da interpretação de pequenas estórias. A epistemologia qualitativa resgatou a dimensão cultural nas pesquisas psicológicas, valorizando a mediação semiótica na construção do conhecimento e considerando as práticas discursivas como importantes ferramentas de interpretação dos fenômenos subjetivos. _______________________________________________________________________________ ABSTRACT; This paper reviews the historical construction of developmental psychology up to the moment when a qualitative epistemology re-emerged and discusses the historical links between epistemological principles and methodological guidelines. The role of narrative interviews, taking a qualitative approach in human development, is discussed and an excerpt from a research interview is presented to exemplify the analytical possibilities of the method designated as interpretation of small stories. The qualitative epistemology re-introduced culture in psychological research...

Por que investir em pesquisa qualitativa?

Ribeiro, Ormezinda Maria
Fonte: Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacinais Anísio Teixeira - INEP Publicador: Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacinais Anísio Teixeira - INEP
Tipo: artigo / article
Português
Relevância na Pesquisa
66.25%
Apresenta uma reflexão sobre a importância da pesquisa na e para a universidade, dando ênfase à necessidade de se implementar, nos centros universitários, a pesquisa qualitativa. Atentando para o fato de que esse tipo de pesquisa nem sempre é reconhecido como legítimo, procura, numa rápida abordagem sobre as funções da universidade no decorrer de sua história, alertar para a premente necessidade de se adotar a pesquisa, sobretudo a qualitativa, como eixo norteador das demais atividades acadêmicas, colocando-a como diferenciador de universidade e colégios superiores. __________________________________________________________________________________________________________________ ABSTRACT; In this text, a reflection on the importance of the research in and for the university is made, giving emphasis on the necessity of implementing, in the university centers, the qualitative research. Being attentive by the fact that this type of research is not always recognized as legitimate, it tries, as an approach on the functions of the university during its history, to alert for the pressing necessity of adopting the research, specially the qualitative one, as an axle of other academic activities, placing it in the position of university differentiator and upper colleges.

Questões sobre pesquisa qualitativa e pesquisa fenomenológica

Holanda, Adriano; Instituto de Gestalt-Terapia de Brasília
Fonte: ISPA - Instituto Universitário Publicador: ISPA - Instituto Universitário
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedversion Formato: application/pdf
Publicado em 23/11/2012 Português
Relevância na Pesquisa
66.23%
Neste texto, pretendemos discutir questões relativas ao método de pesquisa em Psicologia, partindo de uma perspectiva geral da Pesquisa Qualitativa e, em particular, da Pesquisa Fenomenológica. Nosso objetivo é empreender uma discussão em torno da diversidade dos métodos qualitativos de pesquisa em Psicologia, com especial destaque para o método fenomenológico, como um modelo compreensivo que apresenta significativa relação com o fenômeno psicológico. Para tal, o artigo traça um panorama dos métodos qualitativos, discutindo alguns modelos, tais como o modelo etnográfico, a pesquisa heurística, a hermenêutica, a grounded-theory, a pesquisa historiográfica, o estudo de caso, a pesquisa biográfica, para por fim, destacar a pesquisa fenomenológica.

A abordagem sócio-histórica como orientadora da pesquisa qualitativa

Freitas,Maria Teresa de Assunção
Fonte: Fundação Carlos Chagas Publicador: Fundação Carlos Chagas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/07/2002 Português
Relevância na Pesquisa
66.27%
O artigo analisa as perspectivas abertas pela abordagem sócio-histórica para a investigação qualitativa no âmbito das ciências humanas, apoiando-se nas idéias de Vygotsky, Luria e Bakhtin. Aponta que uma forma outra de fazer ciência, envolvendo a arte da descrição complementada pela explicação, pode ser encontrada na pesquisa qualitativa desenvolvida a partir de uma orientação sócio-histórica. Enfatiza nessa abordagem a compreensão dos fenômenos a partir de seu acontecer histórico no qual o particular é considerado uma instância da totalidade social. A pesquisa é vista como uma relação entre sujeitos, portanto dialógica, na qual o pesquisador é uma parte integrante do processo investigativo. Essas idéias têm implicações nas características processuais e éticas do fazer pesquisa em Ciências Humanas que se refletem na relação pesquisador-pesquisado, nos próprios instrumentos utilizados e na análise de dados. Apresenta um relato descritivo do processo metodológico desenvolvido em uma pesquisa qualitativa de cunho sócio-histórico.

Pesquisa qualitativa versus pesquisa quantitativa: esta é a questão?

Günther,Hartmut
Fonte: Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília Publicador: Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2006 Português
Relevância na Pesquisa
66.34%
Diante da falta de diálogo entre pesquisadores qualitativos e quantitativos, este artigo adota uma posição "ecumênica". Argumenta que ambas as abordagens têm suas vantagens, desvantagens, pontos positivos e pontos negativos, considerando que o método escolhido deve se adequar à pergunta de uma determinada pesquisa. O trabalho apresenta algumas diferenciações entre a pesquisa qualitativa e a pesquisa quantitativa. Em seguida, aponta a complexidade da pesquisa qualitativa em termos de pressupostos, coleta, transcrição e análise de dados. Discutimos, também, critérios de qualidade para a pesquisa qualitativa. Concluimos com considerações sobre as conseqüências para a pesquisa, ao se optar pela pesquisa qualitativa e/ou pela pesquisa quantitativa.

Apontamentos sobre pesquisa qualitativa e pesquisa empírico-fenomenológica

Andrade,Celana Cardoso; Holanda,Adriano Furtado
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Pontifícia Universidade Católica de Campinas Publicador: Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Pontifícia Universidade Católica de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2010 Português
Relevância na Pesquisa
66.27%
Este estudo visa apresentar, numa perspectiva teórica, a pesquisa qualitativa e o método fenomenológico, tomando por base o modelo empírico-compreensivo de Amedeo Giorgi. Na busca por minimizar as dificuldades encontradas na aplicação do método fenomenológico, no que concerne à grande variedade de interpretações, e explicitar como se constituem os resultados dessa prática de pesquisa, foi necessário esclarecer a natureza qualitativa da realidade investigada, o modelo de relação entre investigador-investigado e o modo como se obtiveram o conhecimento do problema e os aspectos intrinsecamente relacionados. Com o intuito de abranger esse conteúdo, o artigo dividiu-se em três partes. Foi feita, inicialmente, uma introdução sobre a pesquisa qualitativa; posteriormente, propôs-se discutir a fenomenologia e seus principais conceitos, e, na terceira parte deste artigo, foi estudado o método fenomenológico, em especial o modelo desenvolvido por Giorgi.

Pesquisa Qualitativa: rigor metodológico no tratamento da teoria dos custos de transação em artigos apresentados nos congressos da Sober (2007-2011)

Augusto,Cleiciele Albuquerque; Souza,José Paulo de; Dellagnelo,Eloise Helena Livramento; Cario,Silvio Antonio Ferraz
Fonte: Sociedade Brasileira de Economia e Sociologia Rural Publicador: Sociedade Brasileira de Economia e Sociologia Rural
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2013 Português
Relevância na Pesquisa
66.23%
O objetivo deste artigo foi analisar como são construídas as pesquisas de natureza qualitativa em artigos sobre a Teoria dos Custos de Transação (TCT), considerando as publicações dos anais da Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural (Sober), de 2007 a 2011. Foram focados aspectos metodológicos relacionados aos tipos de pesquisa, recorte temporal, métodos de coleta, tipos de dados e métodos de análise utilizados. Para tanto, realizou-se uma pesquisa qualitativa, do tipo descritiva e exploratória, com abordagem teórica, recorte transversal com perspectiva longitudinal e fundamentada em dados secundários. Os resultados demonstraram que grande parte dos artigos analisados é de natureza qualitativa, do tipo exploratório, com recorte transversal, sendo o questionário, seguido por entrevistas estruturadas, os métodos de coleta predominantes. Os dados primários em conjunto com os secundários foram os mais utilizados. Os métodos de análise não se apresentaram de forma clara nos artigos selecionados, sendo observadas três situações: a) não são citados; b) são citados, mas não são explicados e observados no momento da análise; c) são citados e explicados, mas não são adotados na análise. Concluiu-se que a ausência de rigor metodológico...

Sobre a Pesquisa Qualitativa na Modelagem Matemática em Educação Matemática

Klüber,Tiago Emanuel; Burak,Dionísio
Fonte: UNESP - Universidade Estadual Paulista, Pró-Reitoria de Pesquisa; Programa de Pós-Graduação em Educação Matemática Publicador: UNESP - Universidade Estadual Paulista, Pró-Reitoria de Pesquisa; Programa de Pós-Graduação em Educação Matemática
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2012 Português
Relevância na Pesquisa
76.33%
As pesquisas em Modelagem Matemática na Educação Matemática são realizadas há mais de três décadas no Brasil. Nesse período, é possível afirmar que há predominância da abordagem da pesquisa qualitativa. Nesse contexto, explicitamos alguns significados da pesquisa qualitativa em Modelagem Matemática na Educação Matemática no Brasil. Tais significados são descortinados sob uma abordagem fenomenológica de pesquisa, sobre a questão: como se mostra a pesquisa qualitativa em Modelagem Matemática na Educação Matemática? O solo para o qual a interrogação se direciona são os trabalhos publicados no III Seminário Internacional de Pesquisa em Educação Matemática SIPEM, realizado em 2006. As interpretações indicam fragilidades acerca do uso da abordagem qualitativa, principalmente, quanto à descrição detalhada dos procedimentos de análise, carecendo, portanto, de debates mais amplos para o avanço da pesquisa em Modelagem Matemática na Educação Matemática.

Pesquisa qualitativa em Educação Matemática a distância: aspectos importantes do uso do Role Playing Game como procedimento metodológico de pesquisa

Rosa,Maurício
Fonte: Setor de Educação da Universidade Federal do Paraná Publicador: Setor de Educação da Universidade Federal do Paraná
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2012 Português
Relevância na Pesquisa
66.27%
Este artigo evidencia aspectos do Role Playing Game (RPG), jogo de representação de personagens, que o tornam um importante procedimento de investigação em termos de Pesquisa Qualitativa em Educação (no caso, Educação Matemática) a Distância. Esse jogo foi adotado em uma pesquisa (ROSA, 2008) que estudou as relações estabelecidas entre a construção de identidades online e o ensino e a aprendizagem do conceito de Integral Definida (conceito do Cálculo Diferencial e Integral) em um curso a distância. Assim, a partir dessa investigação que utilizou o RPG jogado a distância, via chat, como procedimento de coleta de dados, discutimos a inserção desse jogo como procedimento metodológico de pesquisa em Educação Matemática a Distância e caracterizamos como esse processo liga-se a questões referentes à Pesquisa Qualitativa nesse novo cenário: o ciberespaço. Logo, assumimos que adotar o RPG como procedimento de pesquisa favorece tanto o pesquisador, quanto os sujeitos investigados, em termos de mostrarem-se como "diferentes" mesmo sendo "os mesmos" (ROSA, 2008) e isso potencializa a produção do conhecimento matemático, bem como a análise das ações e possibilidades educacionais vislumbradas pelo ser online que se apresenta no ambiente natural apresentado. Também apontamos a adoção do RPG como fator que impele e amplia a concepção pós-estruturalista de Educação que...

Boys in white: um clássico da pesquisa qualitativa completa cinquenta anos

Nunes,Everardo Duarte; Barros,Nelson Filice de
Fonte: Casa de Oswaldo Cruz, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Casa de Oswaldo Cruz, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2014 Português
Relevância na Pesquisa
66.25%
O artigo analisa o livro Boys in white: student culture in medical school, de Howard S. Becker, Blanche Geer, Everett C. Hughes e Anselm Strauss, considerado um dos modelos de pesquisa qualitativa em sociologia. A análise aborda as trajetórias dos autores, do livro, da pesquisa qualitativa e dos estudantes de medicina, enfatizando sua importância nas origens da sociologia médica e da sociologia da educação médica. Na trajetória dos autores são apresentados aspectos biobibliográficos; na da pesquisa qualitativa, o modo como essa metodologia de investigação atravessa a construção do trabalho de campo; e na dos estudantes, sua forma de atravessar os primeiros anos da escola médica e construir sua própria “cultura do estudante”.

O uso dos grupos focais on-line síncronos em pesquisa qualitativa

Bordini,Gabriela Sagebin; Sperb,Tania Mara
Fonte: Departamento de Psicologia - Universidade Estadual de Maringá Publicador: Departamento de Psicologia - Universidade Estadual de Maringá
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2011 Português
Relevância na Pesquisa
66.27%
No Brasil, ainda hoje são pouco comuns os trabalhos que utilizam o computador e a Internet para coletar dados na pesquisa qualitativa em psicologia. Poucos são os estudos, por exemplo, que trabalham com grupos focais realizados via Internet, ao invés de utilizarem o clássico formato presencial. A técnica dos grupos focais on-line síncronos, contudo, não consiste na mera transposição dos tradicionais grupos focais para o ambiente virtual. Essa nova ferramenta, ao ser introduzida no conjunto dos procedimentos de pesquisa, carrega consigo suas especificidades, modificando o método qualitativo. Cabe, então, divulgar o uso de tal técnica mostrando suas particularidades para, assim, contribuir para o avanço da pesquisa qualitativa em psicologia. Neste trabalho, descreve-se o uso que foi feito dos grupos focais on-line síncronos em uma pesquisa qualitativa, para recuperar as etapas realizadas e relatar as especificidades encontradas.

A eticidade na pesquisa qualitativa em saúde: o dito e o não dito nas produções científicas

Ramos,Flávia Regina Souza; Finkler,Mirelle; Gonçalves,Evelise Ribeiro; Caetano,João Carlos
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2010 Português
Relevância na Pesquisa
66.25%
Esta pesquisa bibliográfica analisou o tema da eticidade em pesquisa qualitativa. Os dados foram coletados em artigos científicos de uma revista brasileira de saúde coletiva de acesso eletrônico. Foram analisados 117 artigos, correspondentes às pesquisas qualitativas e a 23,49% das publicações entre 01/1998 a 03/2007. O corpo de dados foi organizado em torno de questões referentes à identificação, à temática/objeto, ao referencial teórico, à metodologia e aos aspectos éticos envolvidos. A análise propôs questões e indicou relevâncias a partir do que os pesquisadores expressam acerca da ética em seus relatos de pesquisa qualitativa, referentemente a dois tipos de relações - do pesquisador com o "sujeito pesquisado" e com "seus pares". Concluiu-se que há muito a ser problematizado acerca do cotidiano da pesquisa, o que exige exposição e abertura à crítica. É preciso conhecer o próprio discurso sobre o tema e pensar no que "o dito" e o "não dito" podem revelar sob o aparente resguardo da obediência às normas, reconhecendo que os desafios para a qualificação remetem ao amadurecimento e à consistência teórica de seus investigadores, especialmente no que se refere à dimensão ética do ofício de pesquisar. Grande parte de tais desafios incidem diretamente sobre as instituições que assumem a responsabilidade na formação de pesquisadores.

Pesquisando na interface: problemas e desafios a partir da pesquisa qualitativa em saúde

Gonçalves,Helen; Menasche,Renata
Fonte: UNESP Publicador: UNESP
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2014 Português
Relevância na Pesquisa
66.25%
Há crescente interesse e emprego de procedimentos metodológicos característicos da pesquisa qualitativa por diversas áreas do conhecimento que tradicionalmente não eram comuns. Na área da saúde, é reconhecida a importância da pesquisa qualitativa para a compreensão dos processos saúde-doença. Sua credibilidade tem sido questionada em vários âmbitos e relacionada a usos negligentes da abordagem qualitativa, como reduzir a relevância teórico-metodológica à aplicação de técnicas. O mau uso é mais frequentemente notado nas publicações quando a abordagem qualitativa é utilizada enquanto um kit de ferramentas. Simultaneamente, o “produtivismo” exigido pelas instituições tem obrigado os pesquisadores a rever objetivos mais amplos de análise/escrita. O olhar sobre um grupo/contexto requer um aparato teórico-metodológico, de modo a possibilitar inferir algo e propor rupturas teóricas e/ou evidenciar novos pontos sobre um tema conhecido.

A expansão das Ciências Sociais na Saúde Coletiva: usos e abusos da pesquisa qualitativa

Knauth,Daniela Riva; Leal,Andréa Fachel
Fonte: UNESP Publicador: UNESP
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2014 Português
Relevância na Pesquisa
66.25%
A expansão e consolidação da área das Ciências Sociais em Saúde possibilitaram a valorização e difusão da pesquisa qualitativa. O crescente número de artigos submetidos a revistas científicas da área da Saúde Coletiva, bem como de dissertações e teses, que utilizam a metodologia qualitativa em suas pesquisas tem chamado a atenção dos cientistas sociais. O presente artigo se propõe a levantar alguns elementos no sentido de aprofundar a reflexão sobre as implicações da expansão das Ciências Sociais em Saúde, particularmente no que concerne à pesquisa qualitativa. Nossa experiência na avaliação de trabalhos da área indica a baixa incorporação da perspectiva epistemológica da metodologia qualitativa e do referencial teórico das Ciências Sociais nas pesquisas em Saúde Coletiva, resultando em estudos sem consistência teórico-metodológica, empíricos e que pouco contribuem para a compreensão dos fenômenos da área da Saúde Coletiva.

Pesquisando na interface: problemas e desafios a partir da pesquisa qualitativa em saúde

Gonçalves,Helen; Menasche,Renata
Fonte: UNESP Publicador: UNESP
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2014 Português
Relevância na Pesquisa
66.25%
Há crescente interesse e emprego de procedimentos metodológicos característicos da pesquisa qualitativa por diversas áreas do conhecimento que tradicionalmente não eram comuns. Na área da saúde, é reconhecida a importância da pesquisa qualitativa para a compreensão dos processos saúde-doença. Sua credibilidade tem sido questionada em vários âmbitos e relacionada a usos negligentes da abordagem qualitativa, como reduzir a relevância teórico-metodológica à aplicação de técnicas. O mau uso é mais frequentemente notado nas publicações quando a abordagem qualitativa é utilizada enquanto um kit de ferramentas. Simultaneamente, o “produtivismo” exigido pelas instituições tem obrigado os pesquisadores a rever objetivos mais amplos de análise/escrita. O olhar sobre um grupo/contexto requer um aparato teórico-metodológico, de modo a possibilitar inferir algo e propor rupturas teóricas e/ou evidenciar novos pontos sobre um tema conhecido.

A expansão das Ciências Sociais na Saúde Coletiva: usos e abusos da pesquisa qualitativa

Knauth,Daniela Riva; Leal,Andréa Fachel
Fonte: UNESP Publicador: UNESP
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2014 Português
Relevância na Pesquisa
66.25%
A expansão e consolidação da área das Ciências Sociais em Saúde possibilitaram a valorização e difusão da pesquisa qualitativa. O crescente número de artigos submetidos a revistas científicas da área da Saúde Coletiva, bem como de dissertações e teses, que utilizam a metodologia qualitativa em suas pesquisas tem chamado a atenção dos cientistas sociais. O presente artigo se propõe a levantar alguns elementos no sentido de aprofundar a reflexão sobre as implicações da expansão das Ciências Sociais em Saúde, particularmente no que concerne à pesquisa qualitativa. Nossa experiência na avaliação de trabalhos da área indica a baixa incorporação da perspectiva epistemológica da metodologia qualitativa e do referencial teórico das Ciências Sociais nas pesquisas em Saúde Coletiva, resultando em estudos sem consistência teórico-metodológica, empíricos e que pouco contribuem para a compreensão dos fenômenos da área da Saúde Coletiva.

Validade e reflexividade na pesquisa qualitativa

Oliveira,Sidinei Rocha de; Piccinini,Valmiria Carolina
Fonte: Fundação Getulio Vargas, Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas Publicador: Fundação Getulio Vargas, Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2009 Português
Relevância na Pesquisa
66.23%
Ainda hoje, a busca pela precisão numérica capaz de ser validada, confirmada e replicada representa a principal forma de construção de conhecimento em diversas áreas das ciências sociais. A pesquisa qualitativa, embora tenha ampliado seu espaço e ganhado destaque, ainda é questionada por alguns pesquisadores, os quais acreditam que esta não possui o mesmo rigor de coleta e de análise de dados da pesquisa quantitativa, bem como não tem a força da generalização dos resultados encontrados. Neste breve ensaio, busca-se discutir dois elementos de rigor da pesquisa qualitativa: a validade e a reflexividade. Primeiramente, é realizada uma apresentação teórica buscando definir e discutir o conceito de validade, como destacar ainda diferentes interpretações que podem ser dadas para o termo em diferentes correntes epistemológicas. Já com o conceito de reflexividade se destaca a importância da análise crítica da própria ciência, com ênfase no posicionamento e na atuação do pesquisador ao conduzir seus trabalhos e a relação que estabelece com os sujeitos de sua pesquisa. Para finalizar, são apresentadas algumas considerações sobre a construção de conhecimento no campo científico e a atuação do pesquisador.

"Os resultados desta pesquisa (qualitativa) não podem ser generalizados": pondo os pingos nos is de tal ressalva

Mattos,Pedro Lincoln C. L. de
Fonte: Fundação Getulio Vargas, Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas Publicador: Fundação Getulio Vargas, Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/07/2011 Português
Relevância na Pesquisa
66.25%
Em artigos, dissertações e teses em administração que desenvolvem estudos de caso e análises segundo a tradição "pesquisa qualitativa" ocorre os autores advertirem o leitor que suas conclusões são restritas e que não podem ser generalizadas, autoridade que lhes seria, ao contrário, conferida por métodos estatísticos de análise. Entende-se por "generalização" a inferência de qualidades de casos ou unidades singulares de análise para outros ou conjuntos deles que, de fato, não foram objeto de observação e análise. O objetivo deste ensaio é esclarecer criticamente o sentido da ressalva-título, supondo-se aí implícita uma ampla questão metodológica. Definida a discussão (Introdução), examinam-se alguns de seus pressupostos, sobretudo a força paradigmática do positivismo. Na sequência, visita-se perspectiva de pesquisa bem diversa, a de Max Weber, a fim de experimentar salutar deslocamento epistêmico em relação à prática metodológica anterior. Volta-se à questão da generalização e examinam-se certas variações mais elaboradas dela, segundo a tradição "qualitativa", que acabam por confundir o processo lógico em questão. Pondo, finalmente, "os pingos nos is" da ressalva, conclui-se pelo caráter puramente valorativo desta e toma-se posição sobre generalização indutiva e pesquisa qualitativa...