Página 1 dos resultados de 911 itens digitais encontrados em 0.125 segundos

A atividade física e o enfrentamento do estresse em idosos; Physical activity and stress coping in the elderly

Andrea, Fernando de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 25/03/2010 Português
Relevância na Pesquisa
106.01%
Introdução: Embora muitos estudos tenham demonstrado diferentes efeitos da prática de Atividade Física por idosos, o relato de melhora das condições psíquicas e emocionais e da capacidade funcional para as atividades cotidianas ainda carece de maiores comprovações. Objetivo: analisar o valor de um programa de atividade física no enfrentamento do estresse em idosos. Métodos: Estudo de intervenção em um grupo de 18 idosos encaminhados do ambulatório do Serviço de Geriatria do HC-FMUSP, aderentes a um programa de atividade física supervisionado e avaliados pelo Perfil da Atividade Humana (PAH) e pelo Questionário de Coping. Resultados: nas escalas de avaliação de coping e de desempenho funcional, foi verificado um incremento da capacidade de enfrentamento do estresse e melhora nas atividades cotidianas após a prática do programa de atividade física . Conclusões: A pratica de atividade física regular e orientada, mesclando trabalho aeróbio, de resistência, de alongamento e respiratórios produz efeitos positivos na capacidade de coping e na de realização das suas atividades cotidianas; Introduction: there are many studies which have demonstrate different effects of the physical activities program on the elderly people fitness...

Construção e avaliação de um programa educativo para a promoção de atividade física junto a Equipes de Saúde da Família; Construction and evaluation of an education program for the promotion of physical activity together with family health teams

Sá, Thiago Hérick de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 19/08/2011 Português
Relevância na Pesquisa
106.12%
INTRODUÇÃO: Promover a atividade física na atenção básica passa por mudar sua representação social, de técnica curativa e reparadora, junto aos profissionais de saúde. Isto se dará, dentre outras ações, pela educação transformadora do ser, a partir da problematização do mundo em que vive, em consonância com a proposta da Política Nacional de Educação Permanente, que rege as ações de formação em saúde na Estratégia de Saúde da Família. OBJETIVO: Construir e avaliar um programa educativo com os profissionais das equipes de saúde da família para a promoção de atividade física. MÉTODOS: Trata-se de um estudo de intervenção com grupo controle, com trabalhadores de saúde de duas Unidades Básicas de Saúde de Ermelino Matarazzo, Município de São Paulo. O programa educativo foi composto de seis encontros de uma hora e meia de duração, entre julho e outubro de 2010. Os referenciais teóricos da construção do programa foram a Teoria Educacional de Paulo Freire e a Educação Permanente. Para o processo de investigação temática, foram realizados dois grupos focais ao início do estudo e para a avaliação do efeito do programa educativo sobre o significado da prática de atividade física e aconselhamento sobre atividade física...

O impacto de um programa de atividade física no tratamento de jogadores patológicos; The impact of a program of physical activity for pathological gamblers in treatment

Angelo, Daniela Lopes
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 18/11/2011 Português
Relevância na Pesquisa
116.05%
O jogo patológico se caracteriza pela perda do controle de apostar em jogos de azar e pelo comportamento persistente apesar dos prejuízos causados. Uma das características centrais do comportamento de jogadores patológicos é a fissura de jogar para evitar estados emocionais desfavoráveis e sintomas de ansiedade e de depressão estão significativamente associados à intensidade da fissura em jogadores patológicos. Assim, é possível que o tratamento da depressão e da ansiedade esteja associado indiretamente à melhora do comportamento de jogar, através da redução da fissura. Sabemos que a saúde mental pode ser influenciada positivamente pela prática de atividade física. Diversos estudos sugerem que a prática de exercícios tem efeito positivo sobre o humor, se associa à redução da ansiedade e da depressão, possibilitando melhor controle do estresse. O objetivo principal deste trabalho foi examinar o impacto de um programa de atividade física sobre a sintomatologia ansiosa e depressiva e sobre a fissura por jogo em uma amostra de 33 jogadores patológicos em início de tratamento ambulatorial. Adicionalmente, analisamos a associação entre a fissura e níveis dos hormônios relacionados ao estresse. O tratamento consistiu em terapia cognitivocomportamental ou psicoterapia psicodinâmica em grupo e tratamento psiquiátrico das comorbidades associadas. O programa de atividade física variou de 4 a 8 semanas e consistiu em 8 sessões de 50 minutos cada de exercícios aeróbios de intensidade moderada (60-75% da freqüência cardíaca máxima). A fissura durante o exercício foi avaliada imediatamente antes e depois de cada sessão de atividade física. Também foi avaliada a fissura por jogo nas 24 horas anteriores e nos 7 dias anteriores. Os pacientes foram investigados no início e ao final do programa de atividade física quanto a comportamento de jogo...

Avaliação da aptidão fisica em diabeticos submetidos a programa de atividade fisica

Frederico Tadeu Deloroso
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 11/05/2004 Português
Relevância na Pesquisa
105.97%
O presente trabalho enfoca a avaliação da Qualidade de Vida e da Aptidão Física através de protocolos específicos, numa população de diabéticos antes e depois de serem submetidos a um programa de exercícios físicos. Conceitos e definições de vários autores possibilitaram uma discussão sobre o tema onde a atividade física aparece como componente principal para obtenção de melhores índices de qualidade de vida nos sujeitos da pesquisa. Como resultados, concluímos que o programa de atividade física aplicado nos diabéticos, promoveu significativa melhora na Qualidade de Vida que foi constatada quando comparamos os coeficientes de fidedignidade de Cronbach, obtidos dos domínios e das facetas do WHOQOL-bref. Finalmente, verificamos que os níveis de aptidão física encontrados depois da introdução do programa de exercícios físicos, constataram um aumento significativo da força muscular dos músculos flexores do cotovelo, extensores do joelho, flexores plantar e extensores da coluna vertebral.; This study focuses on the evaluation of the quality of life and physical aptitude through the use of specific protocols in a population of diabetics, before and after they were submitted to a program physical exercises. The concepts and definitions of several authors made it possible for us to have a discussion on the theme where the physical activity is the main means of obtaining better indexes of quality of life with the population involved. As a result...

Estudo sobre o nivel de participação, num programa de atividade fisica e saude e suas relações com as doenças cronicas não transmissiveis e a qualidade de vida : um estudo de caso

Jose Antonio S. Barbosa
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 13/02/2003 Português
Relevância na Pesquisa
105.87%
A saúde e a doença acompanham o ser humano ao longo da história da humanidade. Ao buscar saúde para não: ser, estar ou ficar doente busca também a qualidade de vida, mas com toda sua complexidade e capacidade de criar, cria também o sedentário e acaba gerando novas doenças que lhe tiram a saúde. Hoje em dia se busca a qualidade de vida para combater o mal criado pelo próprio ser humano. O objetivo deste trabalho foi o de caracterizar os funcionários da Diretoria Geral Administrativa da Universidade Estadual de Campinas com a intenção de implantar um programa de atividade física orientada visando a qualidade de vida. Fizemos também uma investigação sobre as preocupações da educação física em relação ao ser humano, com a saúde, a doença e os diversos programas de saúde que buscaram e buscam a qualidade de vida. Os procedimentos metodológicos utilizados foram à pesquisa da observação direta extensiva quantitativa e a qualitativa, através da pesquisa ação, por apresentar os requisitos necessários a tais procedimentos utilizamos como instrumento de pesquisa dois protocolos com questões abertas e fechadas: uma para a caracterização dos participantes e outro para identificar os motivos da não aderência ao programa oferecido...

Eficácia de um programa de atividade física nos níveis de fadiga em pacientes em tratamento de câncer de mama

Diettrich, Sandra Helena Correia
Tipo: tese / thesis
Português
Relevância na Pesquisa
105.94%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, 2007.; Objetivo: O objetivo deste estudo foi verificar os efeitos de um programa sistematizado, estruturado e supervisionado de exercícios físicos (caminhada) nos níveis de fadiga de pacientes portadoras de câncer de mama sob tratamento quimioterápico adjuvante. Materiais e métodos: As 24 participantes voluntárias (12 no grupo-controle e 12 no grupo de intervenção de um programa de caminhada) eram portadoras de câncer de mama, estádios II e III, que recebiam tratamento de quimioterapia adjuvante. As participantes passaram por duas avaliações, uma antes de iniciarem o programa de exercícios físicos (caminhada) e outra ao final de doze semanas após o início. Três sessões de atividade física foram realizadas por semana, constituídas de 5 minutos de alongamento, 30 minutos de esteira ergométrica com 60% FCmáx nas primeiras duas semanas e 40 minutos de esteira ergométrica com 60% a 80% FCmáx nas semanas seguintes, e 5 minutos de alongamento ao final. Utilizaram-se os seguintes instrumentos de coleta de dados: para avaliar os níveis de fadiga, a escala de fadiga de Piper et al. (1989); para avaliar a capacidade funcional, o teste de VO2máx (protocolo de Balke); para avaliar a força de membros inferiores...

Sexo, renda e escolaridade associados ao nível de atividade física de trabalhadores; Sex, income and level of education associated with physical activity level among workers

Oliveira, Karin Eleonora Savio de; Costa, Teresa Helena Macedo da; Schmitz, Bethsáida de Abreu Soares; Silva, Eduardo Freitas da
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: artigo / article
Português
Relevância na Pesquisa
106%
OBJETIVO: Analisar fatores socioeconômicos e demográfi cos associados ao nível de atividade física de trabalhadores. MÉTODOS: Estudo transversal realizado no Distrito Federal, de 2000 a 2001, com amostra representativa de trabalhadores de ambos os sexos, vinculados ao Programa de Alimentação do Trabalhador, envolvendo 1.044 trabalhadores. Utilizou-se a regressão logística binária para determinação dos possíveis fatores de risco associados ao nível de atividade física e selecionados pelo processo de “backward elimination”. Efeitos interativos das variáveis foram verifi cados no modelo fi nal por meio da razão de chances, para nível de atividade física >1,4. RESULTADOS: O modelo fi nal incluiu o sexo, a renda e a escolaridade. Indivíduos do sexo masculino que cursaram apenas o primeiro grau e ganhavam menos de quatro salários mínimos eram os que tinham mais chances de apresentar nível de atividade física >1,4. A estimativa das razões de chances indicou que os homens tinham cinco vezes mais chances de apresentar nível de atividade física >1,4, níveis inferiores aos das mulheres. Indivíduos que cursaram apenas o primeiro grau e com renda igual ou inferior a quatro salários mínimos tinham duas vezes mais chances de nível de atividade física ?1...

Análise e descrição do nível de atividade física, aptidão física e da composição corporal de alunos de licenciatura e mestrado da Universidade do Minho

Rocha, André Manuel Vilaça da; Alves, Henrique Xavier Magalhães; Silva, Hilário; Fernandes, Marta; Pereira, Beatriz Oliveira; Carvalho, Graça Simões de
Fonte: Universidade do Minho. Centro de Investigação em Estudos da Criança (CIEC) Publicador: Universidade do Minho. Centro de Investigação em Estudos da Criança (CIEC)
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /07/2013 Português
Relevância na Pesquisa
115.91%
Bons níveis de aptidão física estão, geralmente, relacionados com bons níveis de atividade física. Estes fatores associam-se de forma positiva com a saúde, nomeadamente na prevenção de certos tipos de doenças, tais como as relacionadas como doenças hipocinéticas. Outro bem comum aliado à prática assenta num melhor bem-estar físico e psicológico. Assim, o propósito deste projeto assenta na análise e descrição do Nível de Atividade Física (NAF) e da Aptidão Física (ApF) e de dados antropométricos de alunos de Licenciatura e de Mestrado da Universidade do Minho, com idade compreendidas entre os 18 e 25 anos de idade. Proceder-se-á à aplicação de um questionário para conhecer e identificar o NAF nesta amostra; à avaliação antropométrica, determinando o peso, a altura e as pregas de adiposidade subcutânea; e a ApF será avaliada a partir de testes de força, resistência muscular e capacidade aeróbica. Pretende-se verificar se existem diferenças entre os grupos da amostra. Em função dos resultados obtidos será desenhado um programa de atividade física, realçando os seus benefícios para a promoção da saúde, a ser aplicado aos grupos de menor AF com o intuito de melhorar os níveis de aptidão física.; CIEC - Centro de Investigação em Estudos da Criança...

Impacto de um programa de atividade física com a Nintendo Wii na qualidade de vida, depressão e ansiedade em idosos

Domingos, Pedro
Tipo: info:eu-repo/semantics/masterthesis
Publicado em /12/2013 Português
Relevância na Pesquisa
126.02%
Dissertação apresentada com vista à obtenção do grau de Mestre em Psicologia, na especialidade de Psicologia do Desporto e do Exercício. Orientador: Professor Doutor Carlos Silva; Os principais objetivos deste estudo foram: sabendo que a Atividade Física tem influência na melhoria da Qualidade de Vida e na diminuição da Depressão e Ansiedade dos idosos, pretendemos saber se um programa de atividade física na Nintendo Wii tem um efeito de melhoria na Perceção da Qualidade de Vida e melhoria na Perceção da Depressão e Ansiedade, queremos também, saber se existe correlação entre a Perceção de Qualidade de Vida, a Ansiedade e a Depressão. Deste modo, participaram neste estudo 10 idosos (N=10), de ambos os géneros (1 homem e 9 mulheres), com idades superiores a 65 anos, entre os 66 e os 93 anos, (M= 82,90; SD=7,578), utentes da “Fundação Lar de Cegos de Nossa Senhora da Saúde”. Para cumprir os objetivos foram utilizadas as versões portuguesas da “Hospital Anxiety and Depression Scale” (HADS) e da “World Health Organization Quality of Life Group” (WHOQOL-OLD). Os principais resultados revelaram uma diferença significativa entre duas das dimensões da Qualidade de Vida...

Níveis psicológicos e cognitivos em gerontologia: Impacto de um Programa de Atividade Física na Satisfação com a Vida, Depressão e Função Cognitiva em Idosos Ativos

Souto, Simone Valéria Dias
Tipo: Tese de Doutorado
Português
Relevância na Pesquisa
116.12%
Tese de Doutoramento em Ciências do Desporto; É evidente na literatura da especialidade a importância da atividade física na melhoria da qualidade de vida do idoso. No entanto, não existe consenso relativamente ao tipo de programa e nível de atividade física indicado para estas idades. Neste contexto, definimos como objetivo principal deste estudo verificar o impacto do tipo de programa e do nível da atividade física na satisfação com a vida, depressão e função cognitiva em idosos ativos. Esta investigação foi organizada em três estudos: Estudo 1- efeito do tipo de programa; Estudo 2 - efeito do nível de atividade física; e, Estudo 3 – influência das variáveis sociodemográficas e de atividade física. O paradigma que serviu de base à elaboração desse estudo foi o quase-experimental, do tipo longitudinal, utilizando um programa de intervenção com 3 grupos (hidroginástica, caminhada e prática combinada) com duração de um ano e 3 momentos de avaliação (intervalo de 6 meses). Foi utilizada uma amostra de conveniência constituída por 132 idosos com idades compreendidas entre os 65 e os 76 anos, 97 sexo feminino (73,5%) e 35 do sexo masculino (26,5%), residentes na região norte de Portugal (distrito de Vila Real). Para a avaliação das variáveis psicológicas e cognitivas foram utilizados os seguintes questionários: Escala de Satisfação com a Vida...

Adesão a um programa de atividade física em adultos portadores de diabetes

Fechio,Juliane Jellmayer; Malerbi,Fani Eta Korn
Fonte: Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia Publicador: Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2004 Português
Relevância na Pesquisa
116.04%
O objetivo deste estudo foi verificar se um programa de atividade física aumentaria a freqüência de exercitar-se em pacientes sedentários portadores de diabetes. Participaram 12 portadores de diabetes tipo 2, um tipo 1 e um com diabetes secundário. Foram ministradas 40 aulas primeiramente por uma professora de Educação Física e, depois, por algum aluno. Fortaleceu-se o comparecimento às aulas através de um esquema de premiação. Os familiares de seis pacientes foram incentivados a apoiar a prática de atividade física. Fora das aulas, cada aluno registrava diariamente sua atividade física. Avaliações físicas e o exame de hemoglobina glicosilada foram realizados antes do programa, ao final do terceiro mês e no seguimento. Nove alunos concluíram o programa e aumentaram sua atividade física fora das aulas. No final do terceiro mês, os valores da hemoglobina glicosilada daqueles que persistiam no programa diminuíram significativamente. O envolvimento familiar contribuiu para a adesão ao programa.

Análise da intervenção de um programa de atividade física nos hábitos de lazer

Salve,Mariângela Gagliardi Caro; Bankoff,Antonia Dalla Pria
Fonte: Fundação Jorge Duprat Figueiredo de Segurança e Medicina do Trabalho - FUNDACENTRO Publicador: Fundação Jorge Duprat Figueiredo de Segurança e Medicina do Trabalho - FUNDACENTRO
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2003 Português
Relevância na Pesquisa
116.01%
O presente trabalho teve por objetivo analisar a intervenção de um programa de atividade física nos hábitos de lazer, ou seja, investigar quais as atividades físicas, preferidas, executadas por trabalhadores do setor da marcenaria da UNICAMP, nas horas do lazer. Selecionamos 40 voluntários (n=40), do sexo masculino. Elaboramos e aplicamos um programa de atividade física praticada durante o expediente de trabalho, e abordamos questões de como ter hábitos de vida saudáveis, incluindo recomendações sobre a importância prática da atividade física nas horas de lazer. Este teve a duração de 8 meses, com sessões de uma hora, duas vezes por semana. Chamamos de grupo II (n=10) aos que acompanharam o programa até o quinto mês, mas mantivemos contato com esse grupo, orientado-os nas questões acima abordadas até o final do programa. Denominamos grupo III (n=30) os que freqüentaram até terminar o programa.

A influência da atividade física regular sobre o autoconceito

Tamayo,Alvaro; Campos,Ana Paula M. de; Matos,Daniela R.; Mendes,Graciano R.; Santos,Juliana B. dos; Carvalho,Nális T. de
Fonte: Programa de Pós-graduação em Psicologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte Publicador: Programa de Pós-graduação em Psicologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2001 Português
Relevância na Pesquisa
105.89%
Foi objetivo desta pesquisa estudar a influência da atividade física regular de homens e mulheres de mais de 40 anos sobre o seu autoconceito. A Escala Fatorial de Autoconceito foi administrada a 200 sujeitos, metade deles praticando algum tipo de atividade física regular no momento da pesquisa e a outra metade sendo sedentários. A Anova 2X2 revelou efeito principal da atividade física regular e do gênero sobre vários fatores do autoconceito. Os escores foram superiores em autoconfiança, autocontrole e self somático para o grupo experimental e no self ético-moral para as mulheres. Conclui-se que a atividade física regular tem impacto benéfico sobre o autoconceito.

Motivação à prática regular de atividade física: um estudo exploratório

Balbinotti,Marcos Alencar Abaide; Barbosa,Marcus Levi Lopes; Balbinotti,Carlos Adelar Abaide; Saldanha,Ricardo Pedrozo
Fonte: Programa de Pós-graduação em Psicologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte Publicador: Programa de Pós-graduação em Psicologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2011 Português
Relevância na Pesquisa
105.8%
A motivação na perspectiva da Teoria da Autodeterminação (TAD) sugere que uma pessoa pode ser motivada em diferentes níveis. Neste estudo essas diferenças são exploradas através de comparações dos níveis gerais de motivação, observando-se as variáveis "sexo e faixa etária". Uma amostra de 635 praticantes de ambos os sexos e com idades variando de 18 a 55 anos respondeu o "Inventário de Motivação à Prática Regular de Atividade Física e Esportiva" (IMPRAFE-126). Os resultados indicam haver diferença significativa (F(2, 632) = 7,214; p = 0,001) somente quando controlada a faixa etária. As diferenças foram interpretadas conforme preconiza a TAD e com relação aos estados e tarefas do desenvolvimento.

Avaliação da cognição, atividade física e aptidão física de idosos: uma revisão crítica

Diniz,Ariane Brito; Guerra,Elisa Renata Freitas de Menezes; Soares,Ricardo de Medeiros; Mariz,João Vitor Braz; Cattuzzo,Maria Teresa
Fonte: Programa de Pós-graduação em Psicologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte Publicador: Programa de Pós-graduação em Psicologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2013 Português
Relevância na Pesquisa
105.93%
Atividade física e aptidão física aparentemente têm efeito sobre a cognição de idosos, no entanto, os resultados dos estudos podem ser influenciados pelas particularidades dos métodos. O objetivo desta revisão foi identificar estudos sobre cognição, atividade física e aptidão física de idosos e analisar seus métodos. Na maioria dos 35 estudos selecionados, a cognição foi avaliada mediante memória de trabalho e semântica, atenção e função executiva; os instrumentos de medida da atividade física diferem em grau de precisão/validade; as avaliações da aptidão física diferem em razão do componente considerado, sendo o cardiorrespiratório e a força os mais avaliados. Os dados evidenciam que os níveis de atividade física no trabalho, no transporte e nas atividades domésticas não têm sido devidamente avaliados. Uma vez que medidas da cognição sofrem efeito da escolaridade e de fatores sócio-culturais, essas variáveis precisam ser controladas, inclusive na escolha de testes psicológicos que minimizem a sua influência.

Influência de um programa de atividade física de longa duração sobre a força muscular manual e a flexibilidade corporal de mulheres idosas

Rebelatto,JR; Calvo,JI; Orejuela,JR; Portillo,JC
Fonte: Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Fisioterapia Publicador: Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Fisioterapia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2006 Português
Relevância na Pesquisa
105.92%
Objetivo: O presente trabalho examinou a influência de um programa de exercícios físicos prolongados (dois anos) sobre a força muscular e a flexibilidade corporal de mulheres idosas (60-80 anos), não institucionalizadas, da Província de Salamanca (Espanha). Método: Participaram 32 sujeitos, escolhidos dentre os participantes do Programa de Revitalização Geriátrica desenvolvido pela Universidade de Salamanca. Os critérios para escolha dos sujeitos foram: serem do sexo feminino, terem entre 60 e 80 anos e terem participado de pelo menos 74% do programa de atividades físicas. Foram realizadas 174 sessões de atividade física, durante 58 semanas, com freqüência de três vezes por semana e duração de 50 a 55 minutos cada uma. No período do experimento foram realizadas quatro medidas da força muscular manual, por meio de manômetro de pressão, e da flexibilidade corporal, por meio do teste sit and reach. Os dados foram analisados por meio de ANOVA com medidas repetidas. Resultados: Tanto em relação à força muscular, quanto à flexibilidade os dados apontam para a ausência de diferenças significativas (p= 0,005). Conclusões: O programa contribuiu para a manutenção da força de preensão manual no período de dois anos e...

Padrões alimentares e imagem corporal em mulheres frequentadoras de academia de atividade física

Souza,Marcia Cristina Dominguez Fernandes Pinto de; Souza,Laura Vilela e; Barroso,Sabrina Martins; Scorsolini-Comin,Fabio
Fonte: Universidade de São Francisco, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Psicologia Publicador: Universidade de São Francisco, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Psicologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2013 Português
Relevância na Pesquisa
115.92%
Objetivou-se avaliar os padrões alimentares, de atividade física e o grau de insatisfação com a imagem corporal em mulheres frequentadoras de academia de atividade física. 30 mulheres participaram do estudo. Os instrumentos utilizados foram: Teste de Atitudes Alimentares (EAT-26), Teste de Investigação Bulímica de Edimburgo (BITE), Questionário de Imagem Corporal (BSQ), Inventário de Sentimentos sobre Atividade Física (ISAF) e Índice de Massa Corporal (IMC). Quanto aos resultados, 40% das participantes apresentavam alteração no IMC, 9,9% apresentaram comportamento de risco para o desenvolvimento de transtorno alimentar, 57,7% apresentaram alguma distorção na imagem corporal e 30% mostraram atitude positiva com relação à prática de atividade física. Mulheres na faixa de 26 a 33 anos apresentaram mais atitudes alimentares patológicas do que as demais. Sugere-se a realização de estudos complementares com foco nas práticas de promoção da saúde envolvendo frequentadoras de academia de atividade física.

Participação no programa de atividade física de idosos residentes em uma Casa Gerontológica no Rio de Janeiro

Nascimento,Simone Mattos do; Pinheiro,Rejane Sobrino
Fonte: Instituto de Estudos em Saúde Coletiva da Universidade Federal do Rio de Janeiro Publicador: Instituto de Estudos em Saúde Coletiva da Universidade Federal do Rio de Janeiro
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2013 Português
Relevância na Pesquisa
116.01%
OBJETIVO: Analisar os fatores associados à participação dos residentes na Casa Gerontológica de Aeronáutica Brigadeiro Eduardo Gomes (CGABEG) no Programa de Caminhada e Atividade Física da instituição. METODOLOGIA: Foi realizado um estudo transversal com idosos, que, no momento da admissão, receberam avaliação funcional baseada em instrumento desenvolvido pela instituição, abordando aspectos físicos, realização de atividades de vida diárias, instrumentais e sociais. Foi realizado levantamento de comorbidades em prontuário e os idosos foram entrevistados sobre escolaridade e história pregressa e atual da prática de exercício, além da autoavaliação do estado de saúde. Foi elaborado um modelo de regressão logística para analisar a associação entre a prática de exercício e as variáveis do estudo. RESULTADOS: Dentre os 94 residentes selecionados, 53,2% aderiram à prática de atividade física, quase exclusivamente (88%). Um quarto dos idosos sedentários aderiu ao programa após admissão na CGABEG. Foram observadas diferenças, mas não estatisticamente significantes, apontando maior prática para os homens, os com menor grau de dependência, menos agravos e mais escolaridade. Observou-se diferença estatisticamente significante apenas para a autoavaliação do estado de saúde (maior prática para aqueles com melhor autoavaliação). CONCLUSÃO: A incorporação de programa de atividade física orientado ao idoso é uma estratégia que pode potencializar a adesão e a manutenção da prática de atividade física. Embora sem significância estatística...

Efeitos de um programa de orientação de atividade física e nutricional sobre o nível de atividade física de mulheres fisicamente ativas de 50 a 72 anos de idade

Ferreira,Marcela; Matsudo,Sandra; Matsudo,Victor; Braggion,Glaucia
Fonte: Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte Publicador: Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2005 Português
Relevância na Pesquisa
106.06%
A promoção do estilo de vida mais ativo na terceira idade tem sido utilizada como estratégia de desenvolver melhora nos padrões de saúde e na qualidade de vida. O objetivo do presente estudo foi verificar o efeito de um programa de orientação de atividade física (AF) e nutricional sobre o nível de atividade física (NAF) de mulheres fisicamente ativas. A amostra foi composta de 64 senhoras de 50 a 72 anos de idade de São Caetano do Sul que participavam de um programa regular de ginástica. As senhoras foram alocadas em um dos quatro grupos: A) nutrição (n: 17); B) nutrição + atividade física (n: 17); C) atividade física (n: 13); D) controle (n: 15). Para avaliar o NAF foi utilizado o Questionário Internacional de Atividade Física IPAQ. O programa de intervenção foi realizado durante 12 semanas, uma vez por semana, por 5 a 10 minutos após as aulas de ginástica. As orientações nutricionais foram baseadas na nutrição saudável e as de AF fundamentadas na mensagem do Agita São Paulo, que estimula, pelo menos 30 minutos por dia, na maior parte dos dias da semana, de forma contínua ou acumulada, atividades físicas em intensidade moderada, além das aulas de ginástica. Os resultados indicaram aumento na freqüência (vezes/semana) das atividades moderadas (32...

Efeitos de um programa de atividade física sobre os sintomas depressivos e a qualidade de vida de idosos com demência de Alzheimer

Groppo,Heloisa Schievano; Nascimento,Carla Manuela Crispim; Stella,Florindo; Gobbi,Sebastião; Oliani,Mérlyn Mércia
Fonte: Escola de Educação Física e Esporte da Universidade de São Paulo Publicador: Escola de Educação Física e Esporte da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2012 Português
Relevância na Pesquisa
105.87%
O objetivo do estudo foi analisar os efeitos de um programa de exercícios físicos sobre os sintomas depressivos e a percepção da Qualidade de vida (QV) de pacientes com Doença de Alzheimer (DA) e de seus cuidadores. Seis idosas realizaram um programa de exercícios físicos durante seis meses, outras seis compuseram o grupo controle. O Mini-Exame do Estado Mental, a Escala de Qualidade de Vida e a Escala de Depressão em Geriatria foram aplicados para avaliação das variáveis. Os dados foram analisados através de uma ANOVA "two-way" e correlação de Pearson, com nível de significância de 5% (p < 0,05).Os resultados mostraram que o programa proposto pode auxiliar na redução dos sintomas depressivos de pacientes com DA, mas não promoveu melhoras significativas na percepção da QV destes pacientes e nem de seus cuidadores. Entretanto menores comprometimentos da percepção da qualidade de vida foram observados em pacientes e cuidadores que eram fisicamente ativos.