Página 1 dos resultados de 60 itens digitais encontrados em 0.111 segundos

Negros congadeiros e a cidade: costumes e tradições nos lugares e nas redes da congada de Uberlândia-MG; Blacks "congadeiros" and the city: customs and traditions in the places and in the social networks of "congada" in Uberlândia - MG

Kinn, Marli Graniel
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 10/07/2006 Português
Relevância na Pesquisa
66.06%
O trabalho sobre a Congada abordou a cidade e a condição sócio-cultural e espacial das pessoas que fazem a festa. Concentrando-se nos fazeres humanos, decorrentes de práticas sociais que proporcionaram à comunidade conquistas importantes em relação ao direito à cidade, chegamos ao cotidiano e ao modo de vida. Destacamos as formas de organização das pessoas e dos ternos de Congada na cidade, suas estratégias, arranjos, até atingirmos os conteúdos e a substância das manifestações e representações dos negros em Uberlândia - MG. Tratou-se de uma abordagem que foi sendo construída na direção de compreendermos as formas com que os congadeiros haviam estabelecido as condições mínimas para viverem na cidade. Por este caminho consideramos os costumes e as tradições e aos poucos fomos percebendo e analisando as desigualdades e as diferenças sociais. Para poder explicar as realidades dos congadeiros, suas práticas religiosas, políticas e comunitárias, fomos conhecendo as diversas origens sócio-espaciais destas pessoas. Essas realidades são desveladas quando abordamos a sua complexidade, a partir de múltiplas perspectivas. Por exemplo, os congadeiros de Uberlândia têm incluído, em suas manifestações, negociações que se concretizam na ocupação dos espaços públicos da cidade. O trabalho discutiu também as relações mantidas entre o congadeiro e as várias instituições em que o grupo está envolvido. Nesse sentido...

Pessoas em situação de rua na cidade de São Paulo: itinerários e estratégias na construção de redes sociais e identidades; Homeless people in the city of São Paulo: routes and strategies in the construction of social nets and identities

Galvani, Debora
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 01/10/2008 Português
Relevância na Pesquisa
86.13%
Compreende-se que a população em situação de rua, enquanto grupo social, transita entre zonas de vulnerabilidade e desfiliação conforme definidas por Robert Castel, pois está freqüentemente submetida à ausência de emprego ou a trabalhos temporários e a uma trajetória marcada por rupturas. Em muitos casos, a rede de assistência é o elemento fundamental na sua organização cotidiana. A heterogeneidade deste grupo social constitui uma premissa neste estudo. No interior de tal diversidade, foram identificados grupos e pessoas que pareciam proporcionar referência para a discussão de formas endógenas/internas (e de auto-organização) de superação dessa condição. Assim, meu interesse neste estudo esteve voltado para a compreensão dos processos contrários ao movimento de dissociação social, além de abranger o desenvolvimento de estratégias como a criação de redes sociais e o fortalecimento de identidades. Trata-se de pesquisa etnográfica, envolvendo convívio prolongado com o grupo social estudado e aproximação com seus modos de vida. A coleta de dados foi realizada por doze meses em 2006, com observação de campo, entrevistas e coleta de documentos. Foram realizadas entrevistas com cinco colaboradores e visitas aos seus circuitos e "pedaços" pela cidade. Os critérios para inclusão dos colaboradores da pesquisa foram: estar inserido em programa de moradia; participar de organização política (movimentos sociais específicos); integrar redes de relações de caráter religioso; integrar circuitos ligados a arte e cultura; utilizar serviços da rede assistencial como recurso complementar para organização de seu cotidiano; possuir formas de geração de renda. Além destas dimensões...

Jovens entre culturas: itinerários e perspectivas de jovens Guarani entre a aldeia Boa Vista e a cidade de Ubatuba; Youths within cultures: itineraries and perspectives of the young Guarani among the village Boa Vista and the city of Ubatuba

Macedo, Maria Daniela Corrêa de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 29/03/2010 Português
Relevância na Pesquisa
65.96%
O estudo propôs conhecer as relações dos jovens Guarani com a comunidade da aldeia Boa Vista e a cidade de Ubatuba. O trabalho de campo e análises foram realizadas com 12 jovens entre 13 e 29 anos que participaram como colaboradores. As principais temáticas foram no campo da educação e saúde; além dos estudos das histórias de vida compostas nos eixos entre cidade/ aldeia relativos aos itinerários dos jovens, suas redes sociais e perspectivas futuras. Na saúde verificamos as tensões existentes nas relações de poder entre o conhecimento técnico-científico e os procedimentos Guarani de saúde. E na educação, o aprendizado e domínio do português aparecem como essenciais nas relações sociais interculturais, isto é, para o diálogo e negociações com outras culturas; This study intended to deepen the knowledge of the relationship of Guarani youths with the community of Boa Vista village and the city of Ubatuba (SP). Field work and analysis were performed with twelve 13- and 29-year old youngsters, in which they took part as collaborators. The main themes focus in the field of Education, Health and also studies of Composed Life History within the axis of the city-village related to the youths' itineraries, their social nets and of their future perspectives. In the Health issue...

Contribuições da Psicologia Social ao estudo de uma comunidade ribeirinha no Alto Solimões: redes comunitárias e identidades coletivas; Social Psychologys contributions to the study of one riverine village on the Upper Solimões river: community networks and collective identities

Calegare, Marcelo Gustavo Aguilar
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 08/04/2010 Português
Relevância na Pesquisa
66.27%
Um dos modos de compreender a Amazônia é por meio dos povos e comunidades tradicionais que nela habitam, dentre os quais destacamos os caboclos/ribeirinhos. A vida comunitária à beira dos rios amazônicos configura-se segundo uma organização social particular, com aspectos únicos e em comum a cada comunidade ribeirinha. Nessa perspectiva, nosso objetivo foi investigar as redes comunitárias e o processo de construção das identidades coletivas de uma comunidade do Alto Solimões, na zona rural do município de Tabatinga/Amazonas. Para tanto, dividimos este trabalho em três partes. A primeira refere-se ao questionamento dos parâmetros da produção científica e da construção do conhecimento no estudo de comunidades ribeirinhas amazônicas. Localizamos a Psicologia Social entre as ciências sociais e reforçamos o argumento de que questões socioambientais requerem abordagem inter-/transdisciplinar. Desse modo, configuramos nossas estratégias metodológicas como uma pesquisa qualitativa, com inspiração em atitude interdisciplinar haja visto que esta investigação foi realizada junto a equipe interdisciplinar. Foram feitas viagens a campo em períodos-chave ao longo de quatro anos, utilizando-se os seguintes instrumentos de pesquisa: questionário socioeconômico...

Determinantes sociais da saúde: os olhares dos profissionais da atenção básica do município de Marília-SP; Social determinants of health: primary care professionals eyes in the municipal district of Marilia

Vernasque, Juliana Ribeiro da Silva
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 11/02/2011 Português
Relevância na Pesquisa
75.94%
Os Determinantes Sociais da Saúde (DSS) constituem hoje importante objeto de estudo no campo da Saúde Coletiva, pois a compreensão dos mesmos possibilita ações de cuidado e de resposta às necessidades de saúde nos âmbitos de promoção, prevenção, tratamento e recuperação da saúde, além de auxiliar na diminuição das vulnerabilidades, das iniquidades em saúde e concorrer para a promoção da justiça social. O objetivo deste estudo foi identificar quais aspectos dos DSS são reconhecidos pelos profissionais de atenção básica do município de Marília no cotidiano do trabalho em saúde, bem como são apreendidos e manejados como necessidades na produção de cuidados em saúde. Esta pesquisa é de natureza qualitativa, utilizando como método entrevistas semi-estruturadas e observações participantes de tipo etnográfico. Foram entrevistadas cinco profissionais de saúde de uma Unidade Básica de Saúde (UBS) e cinco profissionais de uma unidade de ESF (Estratégia Saúde da Família). Foi realizado tratamento interpretativo-compreensivo do material de campo, baseado nas categorias do modelo de DSS de Dahlgren e Whitehead (1991), no conceito de Cuidado em saúde de Ayres (2009) e no quadro das necessidades de saúde de Schraiber e Mendes Gonçalves (2000) e Cecílio (2001). Para apresentação dos resultados foram agrupados quatro eixos temáticos: 1) Condições de vida e trabalho; 2) O estilo de vida dos indivíduos; 3) Redes sociais e comunitárias e 4) Condições socioeconômicas...

O caráter social do crédito

Mick, Jacques
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Tese de Doutorado
Português
Relevância na Pesquisa
56.14%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Sociologia Política.; Esta pesquisa analisa a expansão do microcrédito no Brasil na segunda metade dos anos 1990 a partir do estudo de caso da Instituição Comunitária de Crédito Portosol, de Porto Alegre. Situa o caso no contexto internacional e na história das experiências microfinanceiras pioneiras no país. Propõe a divisão das teorias sobre o microcrédito em dois paradigmas, liberal e emancipatório, em função de seus projetos de longo prazo quanto ao capitalismo. Apresenta a diversidade institucional das organizações que ofereciam microcrédito em 2002 no Brasil e discute sua relação com o Estado e a esfera pública não-estatal. Propõe e desenvolve uma metodologia de análise baseada em indicadores de desempenho operacional, de impacto econômico e impacto social e político. Conclui que a atuação da Portosol, apesar de socialmente relevante, resta inexplorada em sua potencialidade, diante da ausência de integração com políticas públicas de inclusão e fortalecimento das redes sociais e comunitárias, especialmente para os grupos sociais de baixa renda. O impacto econômico...

ESAG Comunidade: Desenvolvimento Comunitário, Cidadania e Redes Sociais.

Pinheiro, Daniel; Andion, Carolina; Pinheiro, Denise; Kremer, Thaiany; Xavier, Ana Eloane
Português
Relevância na Pesquisa
66.06%
Trabalho apresentado no 31º SEURS - Seminário de Extensão Universitária da Região Sul, realizado em Florianópolis, SC, no período de 04 a 07 de agosto de 2013 - Universidade Federal de Santa Catarina.; O Programa ESAG Comunidade tem por objetivo fortalecer os laços entre a ESAG/UDESC e a comunidade, por meio do apoio a organizações da sociedade civil, do fortalecimento da rede social local e da promoção da cidadania e do desenvolvimento comunitário. O programa se estrutura em três eixos complementares. O primeiro refere-se ao apoio às Organizações da Sociedade Civil (OSCs) e aos investidores sociais, por meio de ações de formação que apoiam o desenvolvimento institucional das OSCs e a cultura do Investimento Social Privado, ações realizadas no Projeto Redes Sociais. O segundo eixo refere-se ao fomento à participação cidadã por meio do projeto Cidadania é Direito. O projeto oferece à comunidade a construção de um raciocínio jurídico, mediante o aprendizado de noções de direitos, do modo de garanti-los, contribuindo para a materialização do acesso à Justiça. Finalmente, o terceiro eixo corresponde ao projeto Desenvolvimento Comunitário e inclui o incentivo à participação cívica e ao exercício da cidadania dos membros da comunidade acadêmica e sua interação com outros atores...

O papel das lideranças comunitárias em projetos de saúde e ambiente : uma análise das redes sociais em comunidades do Rio Tapajós, Pará

Valadão, Lígia Meres
Tipo: dissertação / dissertation
Português
Relevância na Pesquisa
56.23%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Centro de Desenvolvimento Sustentável, 2009.; O desmatamento na região amazônica favorece o aparecimento de duas problemáticas de saúde humana, vinculadas ao uso inadequado da terra. Uma delas é a contaminação mercurial, que ocorre por meio de processos de erosão e lixiviação da terra, em que o mercúrio naturalmente encontrado nos solos da região contamina os ecossistemas aquáticos, acumulando na cadeia trófica e atingindo as populações ribeirinhas que têm o peixe como principal fonte de proteínas na alimentação. As práticas de desmatamento e queima também favorecem a proliferação de palmeiras (Attalea sp), que são atualmente consideradas o principal habitat dos triatomíneos responsáveis pela transmissão da doença de Chagas, enfermidade emergente em florestas tropicais úmidas. A investigação está inserida em um projeto interdisciplinar que visa entender as relações entre o desmatamento, as práticas agrícolas das comunidades rurais, e as problemáticas de saúde, especificamente vinculadas à emergência da doença de Chagas e da contaminação por mercúrio na Amazônia Brasileira. A pesquisa foi realizada em três comunidades do médio Tapajós...

Tecendo a sustentabilidade : redes sociais e gestão participativa no turismo de base comunitária

Delgado, Andrés Burgos
Tipo: dissertação / dissertation
Português
Relevância na Pesquisa
76.18%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Centro de Desenvolvimento Sustentável, 2014.; Esta dissertação de mestrado trata das interações dos atores sociais no desenvolvimento de propostas turísticas comunitárias. O turismo de base comunitária (TBC) se apresenta como uma prática de desenvolvimento turístico capaz de apontar caminhos para a sustentabilidade, desde que enraizada na participação e protagonismo social das populações locais. A gestão participativa do TBC está relacionada ao desenvolvimento e sucesso da atividade turística, uma vez que ela pode afetar diretamente a conservação do patrimônio natural e cultural, assim como a qualidade dos serviços oferecidos aos visitantes. O presente trabalho parte do reconhecimento de que as relações sociais e as formas de organização em rede são importantes em projetos comunitários baseados na colaboração, assim como da necessidade de se promover uma discussão mais ampla da gestão participativa e sustentabilidade turística, desde a perspectiva relacional. A pergunta norteadora é: “como as redes sociais influenciam a gestão participativa dos recursos relacionados com o turismo de base comunitária e, portanto, direcionam o desenvolvimento e sucesso da atividade?” O objetivo é compreender em que medida a estrutura das redes sociais de comunidades envolvidas no turismo de base comunitária condiciona a participação na gestão e sustentabilidade turística. O trabalho examina a articulação em redes de colaboração na gestão do turismo de base comunitária...

Presença das empresas portuguesas nas redes sociais

Teixeira, Susana Maria Seixas
Tipo: masterthesis
Português
Relevância na Pesquisa
76.19%
Dissertação de Mestrado em Tecnologias da Informação e Comunicação; A palavra “Rede” foi utilizada pela primeira vez como fonte de uma abordagem científica pelo matemático Euler em que publicou um artigo sobre o enigma das Pontes de Königsberg, o objetivo era resolver o dilema de atravessar a cidade pelas sete pontes cruzando apenas uma vez. O matemático mostrou que seria impraticável, através da ligação dos nós com as sete pontes, mostrando a ausência do trajeto e produzindo o primeiro teorema da teoria dos grafos. Pode-se afirmar que, uma Rede Social é uma estrutura social formada por pessoas ou organizações, ligadas por um ou vários tipos de relações, que partilham informação e interesses comuns, ou seja, são plataformas que proporcionam aos utilizadores comunicarem entre eles, partilharem conhecimento sobre interesses idênticos, debaterem assuntos de interesse, avaliarem produtos e serviços, entre outros. Estas plataformas tornaram-se numa fonte poderosa no sentido de “manusear” a opinião pública nas comunidades virtuais. Existem vários tipos de Redes Sociais, como por exemplo, redes de relacionamentos (Facebook, Orkut, Myspace, Twitter), redes profissionais (LinkedIn), redes comunitárias...

Reféns da rede: contradições e desafios das redes familiares, sociais e comunitárias na promoção da igualdade de género no Quénia

Silva, Gabriela
Tipo: info:eu-repo/semantics/conferenceobject
Publicado em 13/02/2011 Português
Relevância na Pesquisa
76.23%
As redes familiares, sociais e comunitárias oferecem “serviços” sociais e financeiros em áreas onde o Estado é fraco ou omisso e em muitos casos complementando o papel deste. Estas redes, formais ou informais, sob várias formas organizativas, dotam os indivíduos de identidade social e legal. No entanto, estas podem ser também estruturas castradoras e inibidoras da iniciativa privada, do individualismo, do risco e do desenvolvimento e podem reproduzir os mesmos esquemas de corrupção, preconceitos e regras sociais que criam desigualdades e marginalidade. Esta dicotomia assume enorme relevância no Quénia, onde um projecto de doutoramento, centrado no acesso das mulheres ao mercado de trabalho formal, revela as contradições, incongruências e desafios originados por redes como Grupos de Mulheres, Grupos Comunitários e Grupos de Auto-ajuda que, sendo estruturas essenciais e agentes privilegiados para promover o desenvolvimento, podem ter um efeito contrário e precisam ser encaradas em toda a sua complexidade.

Parcerias comunitárias na resposta a mulheres sobreviventes de violência doméstica: A experiência do Montijo

Cardoso, Raquel Cristina Paulo Pinheiro Vieitas
Fonte: Instituto Superior de Psicologia Aplicada Publicador: Instituto Superior de Psicologia Aplicada
Tipo: info:eu-repo/semantics/masterthesis
Publicado em //2007 Português
Relevância na Pesquisa
45.98%
Dissertação de Mestrado em Psicologia Comunitária; As parcerias comunitárias na área da violência doméstica têm vindo a ser formadas de modo a promover uma melhor articulação entre as várias entidades da comunidade nas respostas que disponibilizam às mulheres sobreviventes de violência doméstica. A investigação anterior mostra-nos que uma parceria serve para rentabilizar os recursos de uma comunidade em questões sociais complexas, que carecem de respostas abrangentes, como é o caso da problemática da violência doméstica. Assim, fomos analisar a Rede de Apoio a Mulheres e Crianças em Situação de Violência do Montijo de modo a identificar percepção de eficácia desta parceria, bem como alguns dos factores preditores dessa eficácia como por exemplo, a concretização de objectivos da parceria, os processos de tornada de decisão, a missão e a liderança da parceria. Os resultados obtidos apontam para um nível de satisfação bastante elevado dos participantes, bem como a concretização dos objectivos propostos, especialmente em áreas fora do sistema judicial. Os seus diversos membros são participantes activos e os dados obtidos apontam para uma tendência desta parceria a ter um clima inclusivo, o preditor de ser considerada eficaz pelos seus membros.

Desenvolvimento sustentável local na sociedade em rede: o potencial das novas tecnologias de informação e comunicação

Frey,Klaus
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/11/2003 Português
Relevância na Pesquisa
55.96%
Face às crescentes críticas aos modelos predominantes de desenvolvimento voltados ou para soluções de mercado ou para ações estatais centralizadoras e impositivas, este trabalho propõe uma investigação teórica das possibilidades de fomentar um desenvolvimento local mais sustentável através do fortalecimento de redes sociais e sua inserção progressiva nos processos político-administrativos locais. Partindo de uma leitura crítica da concepção do capital social, o artigo evidencia a importância de estratégias de desenho institucional capazes de mobilizar o capital social e garantir às comunidades locais acesso ao poder social e político. Na seqüência, e considerando as condições sociais e políticas específicas do Brasil, o texto discute as possibilidades e dilemas do uso das novas tecnologias de informação e comunicação para revigorar processos de coordenação social no âmbito das comunidades locais e para revitalizar a participação comunitária na gestão pública local. Por fim, discute-se o novo papel exigido pelos governos locais visando explorar de maneira efetiva a opção comunitária para promover o desenvolvimento sustentável na emergente sociedade em rede.

Acesso e integralidade: a compreensão dos usuários de uma rede de saúde mental

Oliveira,Raimunda Félix de; Andrade,Luiz Odorico Monteiro de; Goya,Neusa
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/11/2012 Português
Relevância na Pesquisa
76%
Objetivo do presente trabalho foi analisar as compreensões dos usuários dos Centros de Atenção Psicossocial sobre a atenção em saúde mental, com foco na integralidade e no acesso. Estudo de abordagem qualitativa com referencial teórico-metodológico da Avaliação de Quarta Geração e aplicação da técnica do Círculo Hermenêutico Dialético. Foram entrevistados 12 usuários de dez serviços de saúde mental de Fortaleza, de março a maio de 2011. Os temas do estudo foram agrupados a partir das narrativas, tendo como referencial de análise a hermenêutica de Paul Ricoeur. As categorias temáticas trabalhadas foram: compreensões sobre atenção em saúde mental; tempos quebrados: conflitos entre as ofertas e as necessidades subjetivas de receber; aproximações e distanciamentos: entre a tutela e autonomia; ausência e pertença: CAPS aberto e não comunitário e entre o estigma e a humanização do cuidado. Os principais achados: os CAPS são vistos como espaço de convivência capaz de estabelecer redes afetivas e sociais; estigmas, preconceitos e tutela estão presentes nos serviços, nas famílias e na comunidade; as práticas manicomiais persistem nos serviços substitutivos; a humanização do cuidado amplia o acesso e o vínculo com os serviços; a trajetória dos usuários no SUS ocorre devido às suas necessidades sociais e de saúde.

Por um novo conceito de comunidade: redes sociais, comunidades pessoais, inteligência coletiva

Costa,Rogério da
Fonte: UNESP Publicador: UNESP
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2005 Português
Relevância na Pesquisa
56.01%
Este texto trata basicamente da transmutação do conceito de "comunidade" em "redes sociais". Esta mudança se deve em grande parte à explosão das comunidades virtuais no ciberespaço, fato que acabou gerando uma série de estudos não apenas sobre essa nova maneira de se fazer sociedade, mas igualmente sobre a estrutura dinâmica das redes de comunicação. No centro dessa transformação, conceitos como capital social, confiança e simpatia parcial são invocados para que possamos pensar as novas formas de associação que regulam a atividade humana em nossa época.

Práticas e eventos de letramento: um estudo sobre os usos sociais da escrita de jovens de meios populares

Lira dos Santos, Roberta; Emília Lins e Silva, Maria (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: other
Português
Relevância na Pesquisa
56%
A presente pesquisa teve como objetivo geral conhecer as práticas de letramento de jovens de meios populares. O trabalho tem por base os pressupostos teóricos do letramento enquanto uma prática social. Essa perspectiva analisa o letramento como prática processada pela intermediação da palavra escrita; como atividade interativa, social, cultural e historicamente situada. A pesquisa foi realizada em um bairro pobre do Recife chamado Coque com o qual a pesquisadora já mantinha um vínculo desde o ano de 2006. A aproximação com o Coque deu-se através de uma ação de extensão (uma oficina de memoriais) realizada pela orientadora e pela orientanda dessa pesquisa no NEIMFA, uma associação que atua no bairro há 24 anos. Foi por meio desta ação de extensão da UFPE que a pesquisadora conheceu os três sujeitos da pesquisa. Durante mais de dois meses, a pesquisadora acompanhou a rotina dos jovens por meio de entrevistas semi-estruturadas e coletou materiais escritos que circulavam entre eles. Foram realizadas em torno de sete entrevistas com cada jovem. Entre as perguntas que nortearam a pesquisa estavam: em que eventos de letramento os jovens se inserem e a partir de que domínios (do trabalho, educativo, religioso...

AIDS e solidariedade: um estudo sobre as redes sociais dos portadores de HIV/AIDS em Cabo Verde

Freire Joaquim Varela, Osvaldo; Henrique Novaes Martins de Albuquerque, Paulo (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: other
Português
Relevância na Pesquisa
66.12%
Este trabalho analisa o papel das redes sociais na organização da solidariedade em relação às pessoas soropositivas e com AIDS. O objetivo central desse estudo consistiu em analisar os padrões de laços que unem as pessoas que vivem com o HIV e/ou AIDS e mostrar as implicações de suas redes de relações sociais significativas, ativadas no enfrentamento do HIV/AIDS, na estruturação de ações coletivas e organizadas, como respostas à epidemia da AIDS, e no surgimento de identidades coletivas, elemento fundamental para a articulação dos portadores nas esferas públicas de sociabilidade. Trata-se de uma pesquisa exploratória e descritiva, de caráter qualitativo, realizada com doze sujeitos, homens e mulheres, adultos, que são assistidos na delegacia de saúde da Praia, em Cabo Verde, arquipélago localizado no oceano atlântico a 450 km da costa ocidental do continente africano. O estudo mostrou que não obstante em Cabo Verde existam experiências de organização em rede, tanto a nível das organizações da sociedade civil, quanto a nível da cooperação internacional, que moldam e condicionam a forma através da qual a sociedade cabo-verdiana tem respondido à epidemia do HIV/AIDS, a organização das pessoas portadoras do HIV/AIDS em rede constitui umas das fraquezas das respostas não governamentais e comunitárias à AIDS...

Programa saúde da família: uma discussão sobre o modelo de atenção básica à saúde

Henrique Miranda da Silveira, Paulo; Augusto Souto Maior Fontes, Breno (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: other
Português
Relevância na Pesquisa
46.06%
O objetivo do nosso estudo é analisar o modelo de atenção básica à saúde a partir dos vínculos sociais existentes entre os agentes comunitários (ACS), usuários atendidos pelo serviço e associações que desenvolvam atividade junto as Unidades do Programa Saúde da Família (USF) no distrito sanitário IV da cidade do Recife. Nosso referencial teórico se baseia nos estudos sobre redes sociais, pois possibilitam investigar os vínculos estabelecidos entre esses indivíduos (aqui representados pela relação entre os ACS, usuários e associações) na estrutura social e, se estes vínculos podem ou não contribuir para uma ação em saúde mais preventiva. Inicialmente, pretendemos resgatar elementos de um novo sistema de saúde (SUS), de modo que possamos analisar aspectos da reforma sanitária no Brasil e sua influência para adoção de uma nova prática de saúde que envolve a participação social como elemento essencial para reorganização do sistema de saúde. Em seguida, procuraremos examinar a adoção dessas novas estratégias que incorporam o território na definição das políticas publicas, a partir do exemplo de programas como a saúde da família (PSF). Abordaremos também o papel do agente de saúde, com base na discussão sobre: hibridismo entre o educador social e/ou marcador de consultas. Para tanto...

Capital social, clientelismo e política: um estudo sobre as redes associativas no PSF

Aurélio Dornelas da Silva, Marcos; Augusto Souto Maior Fontes, Breno (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: other
Português
Relevância na Pesquisa
45.96%
A idéia de Capital social está quase sempre associada com bens positivos como participação e democracia. No entanto, capital social também pode estar vinculado a outras manifestações da esfera pública. Podendo, por exemplo, ser utilizado como ferramenta para o privilegiamento de amigos em detrimento de desconhecidos . Aqui exploramos particularmente a circulação desigual de recursos e o fenômeno do clientelismo nas redes associativas. Tendo por base levantamento de dados realizado na cidade do Recife, na Região Político-Administrativa (RPA) 1, encontramos esse tipo de favorecimento no acesso ao cargo de Agente Comunitário de Saúde (ACS). Remontamos através da citação dos Agentes Comunitários de Saúde, a rede social que os vincula às associações comunitárias e organizações-não-governamentais presentes nas comunidades atendidas pelo Programa de Saúde da Família (PSF). Verificamos que os profissionais contratados antes de 2002 tinham mais participação nas associações locais já que o preenchimento das vagas para o cargo de ACS se dava por indicação de lideranças locais. Comprovou-se através de entrevistas aplicadas aos ACSs e aos lideres comunitários que essas associações muitas vezes não tinham caráter democrático e até mesmo lhes faltavam representatividade comunitária...

Escola em rede: bibliotecas comunitárias e as demandas sobre a gestão escolar

Santana, Gabriel Lopes de; Botler, Alice Miriam Happ (Orientadora)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: dissertacao
Português
Relevância na Pesquisa
46.03%
A pesquisa que embasa esta dissertação teve por objetivo analisar a gestão escolar a partir da interação com projetos e ações desenvolvidas pela comunidade, focalizando especificamente bibliotecas comunitárias nas cidades de Olinda e Recife - Pernambuco, e as repercussões das políticas educacionais de cunho neoliberal que apontam para o estabelecimento de parcerias e articulações inseridas no contexto das sociedades em rede. Dentre os conceitos que pautam a presente análise, tomamos as noções de redes sociais (CASTELLS, 1999; MARTELETTO, 1998, MARTINS, 2009), comunidades de aprendizagem (MELLO, 1997; TORRES, 2001), escola em rede (ENGUITA, 2005), organização escolar como anarquia organizada (COSTA, 1998), gestão escolar e educacional (BOTLER, 2004; MARQUES, 2009), gestão social (FREITAS, 2011), democracia (MARQUES, 2009; MATOS, 2006). Estes conceitos nos auxiliam a desenvolver um estudo empírico a respeito das relações entre escolas e bibliotecas comunitárias em que aplicamos entrevistas aos sujeitos implicados na relação, tendo como eixos: o perfil dos sujeitos (coordenadores de bibliotecas comunitárias, gestores escolares, professores e estudantes) implicados na relação entre escola e biblioteca comunitária; os sentidos e significados que estes sujeitos atribuem à gestão democrática...