Página 1 dos resultados de 516 itens digitais encontrados em 0.084 segundos

Transmissão psíquica transgeracional e construção de subjetividade: relato de uma psicoterapia psicanalítica vincular; Transgenerational psychic transmission and construction of subjectivity: report of a psychoanalytic linkage psychotherapy; Transmission psychique transgénérationnelle et construction de la subjectivité: récit d’une psychothérapie psychanalitique du lien; Transmisión psíquica transgeneracional y construcción de la subjetividad: relato de una psicoterapia psicanalítica vincular

GOMES, Isabel Cristina; ZANETTI, Sandra Aparecida S.
Fonte: Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo Publicador: Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
45.93%
O presente artigo tem como objetivo refletir acerca do conceito de transmissão psíquica entre gerações, especificamente de uma modalidade - a transmissão psíquica transgeracional - e sua influência na construção das subjetividades individuais e dos vínculos familiares, enfatizando-se aqui o vínculo mãe-filha como gerador de sintomas na criança e conflitos no âmbito familiar, através de um relato clínico de uma psicoterapia psicanalítica vincular, segundo os referenciais de Eiguer (2006) e Berenstein e Puget (1997, 2005). A apresentação do caso clínico permite discutir, ainda, a relação entre a transmissão psíquica transgeracional e o estabelecimento da “maternagem”, bem como os resultados obtidos ao longo de todo o processo psicoterápico. A finalidade desse espaço terapêutico familiar é a de propiciar transformações frente ao legado geracional, promovendo o surgimento de uma subjetividade nova, impulsionadora de vida.; This article has as an objective to reflect concerning the concept of psychic transmission among generations, specifically of one modality - the transgenerational psychic transmission - and its influence on the creation of the individual subjectivities and of the family links, being emphasized mainly the link of mother-daughter as generator of symptoms in the child and familiar conflicts...

Avaliação da atitude de crianças que convivem com idosos em relação à velhice; Evaluación de la actitud de los niños que viven con ancianos relacionadas a la vejez; Evaluation of the attitudes of children living with seniors toward aging

Luchesi, Bruna Moretti; Dupas, Giselle; Pavarini, Sofia Cristina Iost
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Enfermagem Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
55.85%
Com o envelhecimento populacional, é importante conhecer como outras faixas etárias percebem os idosos. Trata-se de um estudo quantitativo, transversal e descritivo, que teve como objetivo avaliar a atitude de crianças que convivem com idosos, em relação à velhice. Realizaram-se entrevistas com 54 crianças de sete a dez anos, que moravam com idosos. Após a caracterização sociodemográfica, foi aplicada a Escala Todaro para Avaliação de Atitudes de Crianças em Relação a Idosos, a qual avalia domínios persona, cognição, relacionamento social e agência. A maioria das crianças tinha nove anos, era do sexo masculino e morava com um idoso há mais de cinco anos. Os resultados apontaram atitudes consideradas positivas. O domínio persona apresentou relação com o tempo de moradia com o idoso. Os resultados deste trabalho permitem que as equipes de saúde planejem ações de intervenção educacional, visando manter e melhorar as atitudes de crianças em relação aos idosos.

Mulheres dependentes de álcool: levantamento transgeracional do genograma familiar; Alcohol dependent women: a study of the transgenerational genogram

Guimarães, Ana Beatriz Pedriali
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 04/09/2009 Português
Relevância na Pesquisa
46.12%
INTRODUÇÃO: o ambiente familiar tem sido amplamente relacionado ao uso de álcool na literatura. No entanto, poucos estudos abordam esta questão especificamente para famílias de mulheres alcoolistas. Neste trabalho procurou-se comparar aspectos do funcionamento familiar ao longo de três gerações: geração atual (companheiros e filhos), geração dos pais e irmãos e geração dos avós paternos e maternos de mulheres dependentes e não dependentes de álcool, a partir de seus próprios relatos. MÉTODOS: foram estudadas 30 mulheres alcoolistas que frequentavam o Programa de Atenção à Mulher Dependente Química (PROMUD) do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo e 32 mulheres não alcoolistas que frequentavam o ambulatório de ginecologia geral do Departamento de Tocoginecologia do Hospital das Clínicas de Curitiba. Como instrumentos foram utilizados a construção do genograma familiar e a Family Environment Scale (FES). RESULTADOS: com relação aos dados sociodemográficos, as alcoolistas eram mais velhas, possuíam maior grau de escolaridade, um número menor de mulheres tinha companheiros e elas tinham menos filhos em comparação às mulheres do grupo controle. Observaram-se várias diferenças com relação à estrutura familiar sempre demonstrando que as famílias das alcoolistas são mais disfuncionais. Com relação às alianças...

Família, sujeito composto: conjugalidade dos pais e sua relação com o bem-estar subjetivo e a satisfação nos relacionamentos amorosos dos filhos; Family, compound subject: marital relationships of the parents and its relation with a subjective well-being and satisfaction of romantic relationships of their children

Scorsolini Comin, Fabio
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 27/04/2012 Português
Relevância na Pesquisa
46.04%
Este estudo descritivo, transversal e correlacional teve por objetivo geral investigar as relações existentes entre a medida da conjugalidade dos pais, tal como percebida e vivenciada pelos filhos, os níveis de bem-estar subjetivo e de satisfação em relacionamentos amorosos apresentados por estes filhos, bem como a variação desta relação em função do status conjugal dos filhos (casados, solteiros que namoram e solteiros que não namoram). Foi constituída uma amostra de conveniência composta por três grupos independentes, um de pessoas casadas havia no mínimo dois anos (Grupo A, N = 118, média de idade 41,55, DP = 10,01), um de solteiros que namoravam havia no mínimo um ano (Grupo B, N = 140, média de idade 21,99, DP = 3,16) e outro de pessoas solteiras que não namoravam também havia um ano (Grupo C, N = 116, média de idade 21,52, DP = 4,25). A amostra total foi do tipo não probabilística, totalizando 374 participantes. Os instrumentos utilizados foram: Questionário de Identificação do Participante, incluindo uma pergunta geral de satisfação no relacionamento atual (SR); Critério Abipeme; Escala de Bem-estar Subjetivo (EBES) para avaliar os afetos positivos (AP), afetos negativos (AN), satisfação com a vida (SV) e bem-estar subjetivo (BES); Escala Fatorial de Satisfação com o Relacionamento de Casal (EFS-RC)...

Anorexia nervosa e transmissão psíquica transgeracional: histórias de vida de pacientes, mães e avós; Anorexia nervosa and transgenerational psychic transmission: Life histories of patients, mothers and grandmothers

Valdanha, Élide Dezoti
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 23/08/2013 Português
Relevância na Pesquisa
45.94%
Valdanha, E. D. (2013). Anorexia nervosa e transmissão psíquica transgeracional: Histórias de vida de pacientes, mães e avós. Dissertação de Mestrado, Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo. Os transtornos alimentares (TAs) configuram graves perturbações no comportamento alimentar, que são tema de destaque na literatura científica nacional e internacional. Um dos tipos de TA que mais tem despertado o interesse de leigos e da comunidade científica é a anorexia nervosa (AN), caracterizada por uma recusa da pessoa acometida em manter o peso mínimo adequado para a saúde, além de temor intenso de ganhar peso e distorção significativa da imagem corporal. Estudos mostram que as relações familiares podem atuar como agentes mediadores no surgimento e manutenção da AN, especialmente a configuração vincular mãefilha. Considerando-se que esse vínculo é essencial para o desenvolvimento emocional e que a transmissão psíquica é um operador da dinâmica dos relacionamentos familiares, o presente estudo teve como objetivo investigar a transmissão psíquica em três gerações de famílias que tinham um de seus membros acometidos pela AN, buscando identificar os conteúdos transmitidos transgeracionalmente e suas possíveis relações com o desenvolvimento da AN. Trata-se de um estudo descritivo e exploratório...

O efeito intergeracional no peso ao nascer e suas relações com as condições maternas, em crianças nascidas a termo no Hospital Universitário da USP; The intergenerational effect on birth weight and its relations to maternal conditions in term infants born in the "Hospital Universitário" from the University of São Paulo

Costa e Silva, Leide Irislayne Macena da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 22/09/2014 Português
Relevância na Pesquisa
55.89%
JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Vários estudos têm mostrado o peso ao nascer de ambos os pais como preditor do peso de nascimento do descendente, com correlação mais fortemente transmitida através da linhagem materna, sugerindo que exposições desfavoráveis à mãe desde a sua própria vida intrauterina até os períodos de pré-concepção e gestacional, além dos genes herdados, influenciam o tamanho ao nascimento da prole. A preocupação atual se relaciona ao ciclo intergeracional do baixo peso ao nascer ou do peso ao nascer elevado entre gerações, com todos os agravos imediatos e a longo prazo que estão implicados em nascer pequeno para a idade gestacional e/ou baixo peso ou grande para a idade gestacional e/ou macrossômico. O presente trabalho tem o objetivo de estudar a correlação entre o peso ao nascer da criança com o peso ao nascer da mãe, com as condições maternas, em crianças nascidas a termo no Hospital Universitário da USP (HU-USP). MÉTODOS: Foram identificados 773 binômios mães-crianças, 773 crianças nascidas de 558 mães, com a informação documentada do peso ao nascer tanto do bebê quanto da mãe. As informações referentes aos antecedentes maternos, pré-natal e parto, e as medidas antropométricas de nascimento da criança e da mãe foram obtidas através do registro em prontuários...

Influência reversa no consumo entre gerações : um estudo exploratório sobre a influência dos filhos no processo de decisão de compra das famílias

Marques, Patricia Fett de Assuncao
Tipo: dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
45.91%
Diversos fatores contribuem para o crescimento do papel da criança como um agente influente no processo de tomada de decisão da família, tais como aqueles relacionados ao fácil uso e interação com a tecnologia e suas diferentes formas e gadgets, além das recentes mudanças demográficas e na estrutura familiar, com a diminuição do número de crianças por família, pessoas optando por ter filhos com mais idade, pais e mães trabalhando fora, e o aumento dos rendimentos da população no Brasil, entre outros. Embora este fenômeno seja conhecido, ainda há muito para ser descoberto e entendido em relação à dinâmica que acompanha esse processo de influência reversa. Esse estudo pretende aprofundar-se nas especificidades de cada família, no estilo parental e estrutura familiar, analisando como tais questões podem impactar no processo de influência reversa entre gerações, especialmente a que flui dos filhos em direção aos seus pais. Devido ao trabalho de investigação proposto, optou-se por realizar uma pesquisa exploratória qualitativa de orientação interpretativista, partindo de uma revisão de literatura abrangente acerca do tema proposto e a partir daí com a condução de entrevistas em profundidade com 21 famílias...

Pedagogia universitária potencializada no diálogo reflexivo sobre educação matemática : quando três gerações de educadores se encontram

Bitencourt, Loriége Pessoa
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
46.14%
Neste trabalho apresento a tese de doutorado intitulada: “Pedagogia Universitária potencializada no diálogo reflexivo sobre Educação Matemática: quando três gerações de educadores se encontram”. A questão problema que norteou a investigação foi: Em que sentido o diálogo reflexivo sobre Educação Matemática entre três gerações de professores se constitui processo potencializador da Pedagogia Universitária? Para a realização da investigação, propus e desenvolvi um Grupo de Trabalho Colaborativo (GTC) que agregou, por meio da uma formação continuada, três gerações de professores de Matemática ligadas ao Curso de Licenciatura Plena em Matemática (CLPM) da UNEMAT/Cáceres. Essa formação deu-se em nove encontros mensais e teve como tema: “A Educação Matemática na Escola e na Universidade: aproximações possíveis?”. As três gerações de professores de Matemática reunidas no GTC foram: Professores Formadores (PF); Acadêmicos Estagiários (AE), Acadêmicas Bolsistas (AB) e Professores da Escola (PE). No GTC relacionou-se o espaço Universitário com o Escolar e as pautas dos debates nortearam as próprias realidades de cada instituição educacional que influenciavam o fazer Educação Matemática. Este GTC serviu como espaço investigativo e nele efetuei uma pesquisa qualitativa com os preceitos do Estudo de Caso (YIN; ANDRÉ) e da pesquisa participante (BRANDÃO; CHIZZOTTI; BRANDÃO & STRECK). Como sujeitos pesquisados tive 42 professores colaboradores...

Tudo é novo sob o sol : modernidade e trocas literárias entre Rio de Janeiro Porto Alegre nas primeiras décadas da República; Everything is new under the sun : modernity and literary exchanges between Rio de Janeiro and Porto Alegre in early decades of the Republic

Cássia Daiane Macedo Silveira
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 02/12/2013 Português
Relevância na Pesquisa
55.87%
A tese que apresento trata de um grupo de escritores nascidos no Rio Grande do Sul no final do século XIX, cujas carreiras foram majoritariamente construídas na cidade do Rio de Janeiro nas primeiras décadas do século XX, denominado grupo da Praça da Misericórdia devido à sua formação na praça com este nome em Porto Alegre. Procurei compreender como o grupo constituiu uma estética própria nas relações estabelecidas com outros escritores, seus contemporâneos ou seus predecessores: a noção de geração, nesse sentido, ganhou importância explicativa na análise. Meu objetivo fundamental foi explicar a organização de grupos de escritores, por meio do caso deste grupo em especial, apontando para as variadas razões que levam indivíduos ligados à produção literária a escolherem seus vínculos, mas também explicar a complexa relação entre gerações literárias distintas.; This thesis focuses on a group of writers born in Rio Grande do Sul in the late 19th century whose careers were mostly constructed in the city of Rio de Janeiro in the first decades of the 20th century. The group was known as group from Misericórdia Square as it was formed in the homonymous square in Porto Alegre. I attempted to understand how the group constituted its own aesthetics in relationships established with contemporaneous writers and their predecessors: in this sense...

Desenvolvimento da versão brasileira da Intergenerational Exchanges Attitude Scale; Development of the Brazilian version of the Intergenerational Exchanges Attitude Scale

Roberta dos Santos Tarallo
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 23/03/2015 Português
Relevância na Pesquisa
45.96%
O presente estudo consistiu em três etapas e a amostra foi composta por 148 idosos e 52 profissionais vinculados a programas de educação permanente. A primeira etapa abordou a validação semântica e cultural da Intergenerational Exchanges Attitude Scale (IEAS) para a língua portuguesa do Brasil. Esse processo envolveu as seguintes fases: tradução inicial da IEAS; síntese das traduções; retrotradução; revisão e pré-teste. A escala sofreu alterações orientadas ao seu refinamento cultural e a IEAS está adaptada e validada para a população brasileira com a denominação Escala de Atitudes em relação a Trocas Intergeracionais (EATI). A segunda parte do estudo derivou evidências de validade de construto para a EATI e investigou correlações entre os itens dos fatores dessa escala com os domínios da Escala de Crenças em relação à Velhice. A EATI apresentou três fatores e foram obtidos valores mais elevados para a escala como um todo (?=0,80) e para o Fator 3 - Percepções sobre a interação entre crianças e idosos (?=0,80) e, em seguida, para o Fator 1 - Percepções sobre atitudes de crianças em relação a idosos (?=0,79) e para o Fator 2 - Percepções sobre atitudes de idosos em relação às crianças (?=0...

Um olhar crítico sobre a Psicologia Vocacional : género, classe social e relação família-trabalho em adolescentes e jovens adultos e adultas

Ferreira, Sara
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em 19/10/2011 Português
Relevância na Pesquisa
45.96%
Tese de doutoramento em Psicologia (área de especialização em Psicologia Vocacional); O trabalho que se segue debruça-se sobre três temas fundamentais e a sua relação com o desenvolvimento da carreira: o género, a classe social e a relação família-trabalho. Parte de uma constatação, devidamente fundamentada na introdução desta dissertação, de que as concepções teóricas mais tradicionais em Psicologia Vocacional têm-se revelado incompletas no que concerne a compreensão e o apoio ao planeamento da carreira, dado o contexto sócioeconómico actual caracterizado, acima de tudo, pela rápida mudança e consequente instabilidade. Urge uma atenção mais marcada às especificidades contextuais, nomeadamente, ao género e à classe social e urge a promoção de um foco paralelo entre o planeamento da vida profissional e o planeamento da vida pessoal e familiar. Enquadramos, em primeiro lugar, as nossas preocupações de investigação, fazendo uma incursão sobre alguns dos principais contributos teóricos para a compreensão do papel das variáveis género (Capítulo 1 – “Um olhar crítico sobre a Psicologia Vocacional: género e feminismos”) e classe social (Capítulo 2 - “Um olhar crítico sobre a Psicologia Vocacional: classe social”) no desenvolvimento da carreira e sobre a linha de investigação recente e multidisciplinar relativa à compreensão da relação entre a família e o trabalho (Capítulo 3 - “Um olhar crítico sobre a Psicologia Vocacional: a relação família-trabalho”). Estabelecemos como principal objectivo deste trabalho...

(In)Sustentabilidade Financeira dos Sistemas Públicos de Segurança Social em Portugal: Previsões de Longo Prazo e Arquitectura de um novo Contrato Social entre Gerações

Bravo, Jorge
Fonte: Revista Economia e Segurança Social Publicador: Revista Economia e Segurança Social
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
46.05%
O sistema público de segurança social em Portugal (em particular o sistema de pensões) assenta genericamente numa lógica de financiamento em repartição contemporânea, no âmbito da qual é estabelecido em cada momento um contrato social implícito entre pelo menos três gerações: uma geração activa que financia as pensões e outras prestações da geração inactiva e reformada, na expectativa de ver no futuro as suas pensões financiadas pela geração que a antecede. A sustentabilidade económica e financeira de um sistema com estas características depende de um conjunto de condicionantes económicas (crescimento económico, desemprego estrutural, produtividade do trabalho, novas formas de contratação, etc.), demográficas (aumento da longevidade, redução da fecundidade, movimentos migratórios, permanência no mercado de trabalho, etc.), fiscais (carga fiscal, composição do esforço fiscal, incentivos à declaração de rendimentos do trabalho e outros, neutralidade económica do sistema, etc.) políticas (visão de curto prazo, descontinuidade das políticas, desconfiança em relação ao Estado, miopia geracional, etc.) e sociológicas (cultura previdencial, literacia financeira, desconfiança em relação aos mercados financeiros...

Relação entre conflito trabalho-família e satisfação profissional : o papel moderador das diferenças inter-geracionais

Marques, Daniela Fernandes
Tipo: info:eu-repo/semantics/masterthesis
Publicado em //2014 Português
Relevância na Pesquisa
55.98%
Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia dos Recursos Humanos, do Trabalho e das Organizações), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2014; As transformações na estrutura das famílias e na composição da força de trabalho contribuíram para uma mudança nos papéis tradicionais, conduzindo ao aumento do número de indivíduos de ambos os sexos, que têm simultaneamente responsabilidades quer familiares, quer laborais. Dado que esta força de trabalho é actualmente constituída por várias gerações, torna-se pertinente estudar as diferenças inter-geracionais. Com efeito, a presente investigação tem como objectivo analisar o papel moderador das diferenças inter-geracionais na relação entre o Conflito Trabalho-Família e a Satisfação Profissional. Os dados foram recolhidos numa amostra constituída por 86 trabalhadores pertencentes a uma organização do sector público, que foram distribuídos por três grupos geracionais: geração Baby Boomer, geração X e geração Y. Os resultados obtidos revelam que o conflito trabalho-família está negativamente relacionado com a satisfação profissional, sendo considerado como um preditor da mesma, embora essa relação apenas seja evidente para a geração X. Apresentam-se algumas implicações práticas dos resultados obtidos...

Duração da amamentação em duas gerações

Horta,Bernardo L; Victora,Cesar G; Gigante,Denise P; Santos,Janaina; Barros,Fernando C
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2007 Português
Relevância na Pesquisa
55.89%
OBJETIVO: Analisar o efeito intergeracional da duração da amamentação em uma coorte de mães adolescentes que tem sido acompanhada prospectivamente desde o nascimento. MÉTODOS: Todos os nascimentos hospitalares ocorridos em 1982 na cidade de Pelotas (N=5.914) foram estudados prospectivamente. A coorte foi visitada em 1984 e 1986 e foi coletada informação sobre a duração da amamentação. Em 2001, foram identificados no Sistema de Informação sobre Nascidos Vivos, os nascimentos ocorridos no período de janeiro de 1995 a março de 2001, cuja mãe havia nascido em 1982. As adolescentes que tiveram filho(s) nascido(s) vivo(s) foram visitadas e responderam um questionário detalhado sobre a gravidez e a duração da amamentação para cada filho. Para as multíparas, informação sobre o primeiro filho nascido vivo foi usada na análise. A regressão de Poisson com ajuste robusto da variância foi utilizada tanto na análise univariada como na multivariada. RESULTADOS: Foram identificadas 446 adolescentes pertencentes à coorte de 1982, das quais 420 (94,2%) foram entrevistadas. Após controle para fatores de confusão, aquelas que não foram amamentadas apresentaram risco relativo de 1,34 (IC 95%: 0,35; 5,18) de não amamentar os seus filhos...

Influência familiar na anorexia nervosa: em busca das melhores evidências científicas

Valdanha,Élide Dezoti; Scorsolini-Comin,Fabio; Peres,Rodrigo Sanches; Santos,Manoel Antônio dos
Fonte: Instituto de Psiquiatria da Universidade Federal do Rio de Janeiro Publicador: Instituto de Psiquiatria da Universidade Federal do Rio de Janeiro
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2013 Português
Relevância na Pesquisa
66.1%
OBJETIVO: Analisar as evidências científicas sobre a influência do grupo familiar na sintomatologia da anorexia nervosa (AN). MÉTODOS: Revisão sistemática da literatura no período de 2000 a 2012, utilizando as bases PubMed, CINAHL, PsycINFO, Lilacs e os descritores: "transtornos da alimentação", "relações familiares", "relação entre gerações" e "relação mãe-filho". RESULTADOS: Com base nos critérios de inclusão e exclusão, foram selecionadas e analisadas 20 publicações na íntegra. A maior parte dessas publicações focaliza mulheres diagnosticadas com transtornos alimentares (TA) ou com comportamento alimentar de risco, tem delineamento quantitativo e utiliza escalas padronizadas para coleta de dados. Predominou o Nível de Evidência 4, que corresponde a estudos de desenho não experimental, como pesquisa descritiva correlacional e qualitativa, ou estudos de caso. As evidências encontradas indicam que os relacionamentos familiares exercem impacto significativo tanto no desenvolvimento como na manutenção de sintomas de TA. Padrões relacionados à alimentação e ao alimento são transmitidos entre as gerações, bem como aspectos não elaborados do funcionamento psíquico materno. CONCLUSÕES: Os estudos sugerem a necessidade de ampliar o foco da atenção para incluir os familiares no tratamento...

Alterações cognitivas de idosos no contexto domiciliar e atitudes de crianças em relação à velhice

Luchesi,Bruna Moretti; Pavarini,Sofia Cristina Iost; Viana,Aline Silveira
Fonte: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem Publicador: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2012 Português
Relevância na Pesquisa
55.84%
Crianças desenvolvem atitudes em relação à velhice desde o nascimento, influenciadas por fatores cotidianos. Objetivou-se avaliar e comparar a atitude em relação à velhice de crianças morando com idosos com e sem alterações cognitivas. Realizaram-se entrevistas domiciliares com 54 crianças de cinco USF, 25 morando com idosos com alterações cognitivas (grupo 1) e 29 com idosos sem alterações cognitivas (grupo 2). Os cuidados éticos foram observados. Aplicou-se a Escala de Atitudes em Relação à Velhice para Crianças, na qual a pontuação média foi de 1,66 pontos (grupo 1) e 1,52 (grupo 2). Um ponto representava a pontuação mais positiva e três pontos a mais negativa possível. Comparando os grupos, os domínios cognição e relacionamento social apresentaram índices significativos, indicando que crianças convivendo com idosos com alteração cognitiva têm atitudes mais negativas nestes domínios. Profissionais de saúde na atenção básica devem atentar-se às famílias multigeracionais e investir na educação das mesmas.

Como nossos pais? Gerações, sexualidade masculina e autocuidado

Cunha,Rosane Berlinski; Rebello,Lúcia Emilia Figueiredo de Sousa; Gomes,Romeu
Fonte: IMS-UERJ Publicador: IMS-UERJ
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2012 Português
Relevância na Pesquisa
55.94%
O presente trabalho tem como objetivo analisar a relação entre os sentidos atribuídos por homens, de dois intervalos geracionais diferentes, à sexualidade masculina e ao cuidar de si. Buscou-se identificar se houve mudança no posicionamento desses homens em relação aos cuidados em saúde e se esta mudança é influenciada por aspectos geracionais. O estudo ancora-se nos marcos conceituais teóricos: geração e roteiro sexual. O desenho metodológico é de análise de narrativas. As fontes analisadas são parte do acervo de duas pesquisas realizadas na cidade do Rio de Janeiro com homens com ensino superior e universitários, que tiveram iniciação sexual nos anos 1970 e 1990, respectivamente. Os resultados mostram que os homens estudados se acham confrontados com a inadequação da construção social do masculino e as novas demandas femininas, buscando um novo modelo. Observaram-se permanências e rupturas de padrões hegemônicos da masculinidade, o que está relacionado com a forma como o homem cuida de si.

Quase adulta, quase velha: por que antecipar as fases do ciclo vital?

Scott,Russel Parry
Fonte: UNESP Publicador: UNESP
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2001 Português
Relevância na Pesquisa
45.9%
A partir de duas observações em gerações diferentes, identifica-se um fenômeno de antecipação da passagem pelas fases do ciclo vital que merece uma interpretação. Muitas jovens engravidam, casando ou não, e se tornam mães. Muitas mulheres na faixa de quarenta e cinco a cinqüenta anos ingressam em "grupos de idosos". A interpretação oferecida examina as conseqüências 1) da transição demográfica (e decorrente envelhecimento populacional) em dar visibilidade especial a estas gerações examinadas, 2) do mercado de trabalho que é excludente, 3) da atuação do Estado, 4) do individualismo crescente e 5) da lógica das relações de geração e gênero em grupos domésticos. Para explicar as ações das quase adultas e das quase velhas que antecipam as fases do ciclo vital, recorre-se à conjunção destes fatores que culmina numa criação de uma condição de liminaridade geracional, própria dos ritos de passagem, e na construção de processos de desritualização e re-ritualização da sociedade contemporânea.

"Escute, pai": diálogos entre filhos(as) e pais em canções populares brasileiras

Penna,Maura
Fonte: Escola de Música da UFMG Publicador: Escola de Música da UFMG
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2010 Português
Relevância na Pesquisa
55.85%
As relações entre pais e filhos(as) configuram um tipo particular de relação entre gerações, na medida em que ocorrem no seio da família, instituição social marcada por vínculos de dependência e responsabilidade e por laços emocionais. Diversas canções que têm essas relações como tema são reunidas no CD Como nossos pais (2008), que exemplifica a tendência, também presente na indústria fonográfica, de preservação da produção musical, na medida em que apresenta diversas gravações com datas entre 1966 e 1988. Deste CD, selecionamos três canções que claramente configuram uma fala filial dirigida ao pai como interlocutor: Papai me empresta o carro (de Roberto de Carvalho e Rita Lee); Já fui (de Marina Lima e Antônio Cícero); Pai (de Fábio Jr.). Numa análise que articula contribuições da sociologia e da psicologia, mostramos como essas canções revelam diferentes momentos do processo de conquista da maturidade e da autonomia pelos jovens, com suas contradições, refletindo também as transformações sociais na configuração da família e no comportamento sexual. Discutimos, ainda, com base na tipologia proposta por TATIT, como essas canções tratam diferentemente a relação entre letra e melodia.

Avaliação da atitude de crianças que convivem com idosos em relação à velhice

Luchesi,Bruna Moretti; Dupas,Giselle; Pavarini,Sofia Cristina Iost
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Enfermagem Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2012 Português
Relevância na Pesquisa
55.85%
Com o envelhecimento populacional, é importante conhecer como outras faixas etárias percebem os idosos. Trata-se de um estudo quantitativo, transversal e descritivo, que teve como objetivo avaliar a atitude de crianças que convivem com idosos, em relação à velhice. Realizaram-se entrevistas com 54 crianças de sete a dez anos, que moravam com idosos. Após a caracterização sociodemográfica, foi aplicada a Escala Todaro para Avaliação de Atitudes de Crianças em Relação a Idosos, a qual avalia domínios persona, cognição, relacionamento social e agência. A maioria das crianças tinha nove anos, era do sexo masculino e morava com um idoso há mais de cinco anos. Os resultados apontaram atitudes consideradas positivas. O domínio persona apresentou relação com o tempo de moradia com o idoso. Os resultados deste trabalho permitem que as equipes de saúde planejem ações de intervenção educacional, visando manter e melhorar as atitudes de crianças em relação aos idosos.