Página 1 dos resultados de 77 itens digitais encontrados em 0.279 segundos

Comparação de dois sistemas de fotoativação de resinas compostas, LED e lâmpada halógena: avaliação através de dureza em amostras de resina composta

Pires, Humberto Carlos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 22/03/2005 Português
Relevância na Pesquisa
56.5%
O presente estudo objetivou avaliar a eficiência de dois sistemas de fotoativação de resinas compostas, diodos emissores de luz (LED) e à base de lâmpada halógena, e verificar se existe correlação entre a eficácia desses sistemas e a intensidade de luz (mW/cm2) produzida pelos mesmos. O método utilizado foi o teste de dureza em amostras de um compósito híbrido fotoativável (Z100, 3M/ESPE, cor A3). Foram selecionados 26 aparelhos fotoativadores, sendo 18 à base de LED e 8 à base de lâmpada halógena. Para aferir a intensidade de luz emitida pelos aparelhos, foi utilizado um radiômetro (Demetron, modelo 100). Cada espécime (n=5/aparelho) foi confeccionado com o auxílio de uma matriz metálica, constituída por duas partes chamadas de hemimatrizes inferior e superior, cada uma com 2mm de espessura e orifício central com diâmetro de 5mm. Sobre a hemimatriz inferior preenchida com resina, era colocado um pedaço de tira de poliéster, sobre o qual, com uma lâmina de vidro, era exercida uma pressão para promover uma superfície lisa e plana. Posicionava-se então a hemimatriz superior e, após seu preenchimento, colocava-se um outro pedaço de tira de poliéster, e nova pressão era exercida com a lâmina de vidro. A fotoativação era efetuada durante 40s com a ponta ativa de uma das unidades fotoativadoras mantida em contato com a tira de poliéster...

Avaliação da resitência à flexão, dureza e grau de conversão de compósitos para a técnica indireta em função da cor"; Evaluation of resistance to bending, hardness, degree of conversion of composites for The technique indirect depending on color

Franco, Luciane de Lima
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2005 Português
Relevância na Pesquisa
66.06%
O objetivo do trabalho foi avaliar a resistência à flexão, microdureza e grau de conversão de 9 resinas compostas para uso indireto: Solidex (Sl), Epricord (Ep), Belleglass (Be), Signum (Sg), Sinfony (Sy), Tescera (Te), Cristobal (Cr), Targis (Ta) e Adoro (Ad); e uma resina para uso direto como controle, Esthet X (Et), em função da cor: esmalte (E), dentina (D) e translúcido (T). O teste de resistência à flexão (n=15) obedeceu ao método dos três pontos (Kratos) e, após a obtenção dos valores de carga, os corpos de prova fraturados eram posicionados em fita matriz de poliéster e fixados com resina quimicamente polimerizável (Adaptic) no paralelômetro. Em seguida, os corpos de prova eram levados ao microdurômetro (Shimadzu), para obtenção dos valores de microdureza Knoop (n=15), através da aplicação de uma carga de 50gramas por 30 segundos. Para o grau de conversão (n=3), os corpos eram construídos na mesma matriz usada para resistência à flexão, e posicionados em frente ao feixe de infravermelho do espectrofotômetro Raman (Bruker RFS 100/S - 64 scans) para leitura do grau de conversão. A análise de Variância e teste de Tukey foram usados para tratamento dos dados obtidos. A partir dos resultados, chegou-se às seguintes conclusões: 1. Resistência à flexão: O ranqueamento variou em função da cor e as resinas Cr...

Influência de bebidas e escovação nas propriedades físicas de uma resina composta; Influence of beverages and brushing on the physical properties of a composite resin

Lepri, Cesar Penazzo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 23/01/2009 Português
Relevância na Pesquisa
66.25%
Objetivo: Este estudo avaliou a influência de bebidas e escovação na estabilidade de cor, rugosidade superficial e microdureza em profundidade de uma resina composta. Materiais e Método: 120 discos (10mm de diâmetro X 2mm de espessura) de resina composta (Filtek- Z250) foram preparados e polidos após 24 horas. A cor inicial e a rugosidade superficial inicial foram mensuradas e os espécimes foram divididos aleatoriamente em quatro grupos (vinho tinto, refrigerante, aguardente, ou saliva artificial controle) e três subgrupos (sem escovação; escovação com Colgate, ou escovação com Close Up Whitening). Os espécimes foram imersos na sua respectiva solução, 5x ao dia, por 5 minutos, durante 30 dias, sendo dois subgrupos escovados ao final de cada dia (120 movimentos/dia). A cor foi mensurada no 15º e no 30º dia de imersão; a rugosidade superficial final foi medida no 30º dia. Após o período de imersão, os espécimes foram armazenados em saliva artificial por 7 dias, quando a superfície dos mesmos foi polida e imediatamente realizou-se uma mensuração de cor. A alteração de cor foi mensurada com um espectrocolorímetro e analisada pelos valores de ?E, ?L, ?a, e ?b. Os valores de rugosidade (Ra-?m) foram medidos com um rugosímetro. Com relação à microdureza...

Avaliação in vitro de propriedades mecânicas, químicas e antimicrobianas de um selante de fossas e fissuras isento de bisfenol A; In vitro evaluation of mechanical, chemical and antimicrobial properties of a bisphenol A-free pit-and-fissure sealant

Aguiar, Soraia Monique Fiorati
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 21/05/2010 Português
Relevância na Pesquisa
66.18%
Tendo em vista o importante papel desempenhado pelos selantes de fossas e fissuras na prevenção da cárie dental, o objetivo do presente estudo foi avaliar in vitro propriedades mecânicas, químicas e ntimicrobianas do selante isento de bisfenol A Embrace Wetbond™. Para os testes de resistência ao cisalhamento e microinfiltração foram selecionados 135 terceiros molares hígidos, extraídos de humanos, divididos aleatoriamente em 6 grupos: (I) selante Fluroshield® sem contaminação; (II) selante Embrace Wetbond™ sem contaminação; (III) selante Fluroshield® contaminado com saliva; (IV) selante Embrace Wetbond™ contaminado com saliva; (V) selante Fluroshield® contaminado com água; e (VI) selante Embrace Wetbond™ contaminado com água. No estudo de resistência ao cisalhamento os dentes foram seccionados no sentido vestíbulo-lingual, a porção radicular removida e as superfícies mesiais e distais foram embebidas em resina de poliéster. Após o condicionamento do esmalte, foi aplicado o selante com o auxílio de uma matriz de Teflon®. Os espécimes foram termociclados e submetidos ao teste de resistência ao cisalhamento com uma velocidade de 0,5mm/min e célula de carga de 50kgf. Os resultados foram comparados empregando a análise de variância (ANOVA) e pós-teste de Tukey. No estudo de microinfiltração...

Avaliação da profundidade de polimerização através de testes de microdureza de duas resinas compostas de matrizes distintas em diferentes densidades de energia e períodos, utilizando LED como fonte fotoativadora; Evaluation of depth of cure by testing microhardness of two resin composites of different matrices in different energy densities and periods, using LED as a source photopolymerization

Cardia, Guilherme Saintive
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 31/05/2011 Português
Relevância na Pesquisa
56.44%
O presente estudo objetivou avaliar a profundidade de polimerização através de testes de microdureza em dois tipos de resina composta com matrizes distintas utilizando um aparelho fotoativador do tipo LED, empregando-se diferentes densidades de energia, sendo avaliados no período inicial (baseline) e após 7 dias. O método utilizado foi o teste de dureza Knoop em amostras de dois compósitos fotoativáveis (P 90, 3M/ESPE, cor A2; Z 250, 3M/ESPE, cor A2). Os corpos-de-prova foram subdivididos em 8 grupos (n=10), metade realizado com cada resina testada. Cada grupo foi definido através de diferentes densidades de energia (600 mW/cm2 x 40s; 1000 mW/cm2 x 40s; 1000 mW/cm2 x 20s; 1400 mW/cm2 x 20s), cada corpo-de- prova obtinha 4 medidas, diferentes profundidades (0, 1, 2 e 3 mm). Cada corpo-de-prova foi confeccionado com o auxilio de uma matriz metálica, constituída por 3 partes, superior, intermediaria e inferior, cada uma com 1 mm de espessura e orifício central com diâmetro de 5 mm. Sobre cada parte preenchida com resina, era colocado um pedaço de tira de poliéster, sobre o qual, com uma lâmina de vidro era exercida uma pressão para promover uma superfície lisa e plana. A unidade fotoativadora utilizada foi LED, para conseguir as diferentes densidades de potência...

Microdureza de resinas em função da cor e luz halógena

Martins, Fábio; Delbem, Alberto Carlos Botazzo; Santos, Luis Roque de Araújo dos; Soares, Hugo Leonardo de Oliveira; Martins, Eleonora de Oliveira Bandolin
Fonte: Sociedade Brasileira de Pesquisa Odontológica e Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo Publicador: Sociedade Brasileira de Pesquisa Odontológica e Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 246-250
Português
Relevância na Pesquisa
66.18%
O objetivo desse trabalho foi avaliar a influência da intensidade da luz e cor de uma resina composta no grau de dureza Knoop. Corpos-de-prova foram confeccionados utilizando-se matrizes de poliéster envoltas por um anel de cobre, contendo uma cavidade padronizada de 6 mm de diâmetro por 2 mm de espessura. Estas cavidades foram preenchidas com resina composta selecionada, Fill Magic - Vigodent, com as cores A3, B3, C3, D3 e I, fotopolimerizadas através de um fotopolimerizador Elipar, calibrado para produzir 3 intensidades de luz diferentes: 450 mW/cm², 800 mW/cm² e uma intensidade de luz crescente de 100 a 800 mW/cm². Foram confeccionados 90 corpos-de-prova em que o tempo de exposição da resina à luz halógena foi de 40 s. As amostras foram armazenadas em tubos de ensaio com água destilada a 37 ± 1ºC. Após este período, foram realizados os testes de dureza Knoop na região de superfície e fundo. Os resultados mostraram que houve diferença estatística em relação a intensidade de luz, entretanto em relação a cor, não houve diferença estatística. Os autores concluíram que a cor do compósito não influencia a dureza Knoop e que a intensidade progressiva promoveu os melhores resultados de dureza Knoop.; The aim of this study was to evaluate the influence of light intensity and the influence of the color of a composite resin on Knoop hardness. Samples were confected utilizing polyester matrices with 6 mm of diameter and 2 mm of depth. The matrices were filled with composite resin (Fill Magic - Vigodent)...

Modificação de resinas de poliester insaturado com poli(organossiloxanos)

Valeria Maria Rosa
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em //1999 Português
Relevância na Pesquisa
56.64%
As resinas de poliéster insaturado (UP) se prestam a uma grande gama de aplicações, porém encontram algumas limitações devido à baixa resistência ao impacto e contração excessiva durante a cura. Este trabalho teve como objetivo principal a incorporação de segmentos flexíveis de polissiloxano à cadeia de poliéster na forma de um copolímero de enxertia de maneira a minimizar a baixa adesão entre a resina e o modificador. Para tanto, utilizou-se metacrilato de glicidila (GMA) que promoveria a ancoragem entre a resina e o organossiloxano e 3- aminopropiltrietoxissilano (APTS), 1,1,3,3-tetrametil-1,3-dietoxidissiloxano e água, de maneira a se promover a formação de uma cadeia de poli(organossiloxano) ligada à rede de poliéster através do metacrilato. As resinas modificadas quimicamente foram, então, avaliadas quanto às propriedades mecânicas (resistência ao impacto e à flexão) e dinâmico-mecânicas em função do grau e forma de modificação. Os resultados da análise dinâmico-mecânica indicaram a presença de micro- heterogeneidade nas resinas modificadas, o que contribuiu, em alguns casos, para um aumento na resistência ao impacto, mas afetou negativamente o módulo de flexão. A formação desta segunda fase...

Desenvolvimento de um processo de manufatura de placas de compositos de poliester insaturado/fibras de vidro pos-consumo e resina de poliester insaturado

Andrea Graf Pedroso
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 01/08/2002 Português
Relevância na Pesquisa
76.65%
O armazenamento de compósitos pós-consumo de poliéster insaturado e fibras de vidro tem um impacto negativo sobre o meio ambiente devido ao longo tempo de vida da resina e das fibras e a alta razão volume/massa destes resíduos. Este trabalho propõe uma alternativa para o processo de reciclagem de artefatos feitos com compósitos de poliéster insaturado/fibras de vidro, que envolve a dispersão do resíduo moído na resina virgem. O artefato pós consumo foi grosseiramente triturado na ordem de manter a máxima habilidade de reforço das fibras de vidro. Resina de cura à temperatura ambiente foi empregada. Ensaios de flexão e impacto foram realizados para otimizar as condições de processamento e o processo de manufatura. Melhoras significativas em acabamento superficial, resistência à flexão e resistência ao impacto das placas feitas com resíduo moído e resina de poliéster foram obtidas através de prensagem e aquecimento das placas a 40 °C e 50 °C durante a cura. Foram utilizados dois tipos de aditivos como uma tentativa de melhorar as propriedades mecânicas das placas manufaturadas com o artefato moído e resina de poliéster insaturado: um agente de acoplagem silano e um dispersante orgânico. Ensaios de flexão e impacto...

Controle da finalização da reação de resina de poliester insaturado via NIR

Ademir Donizeti Liba
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 30/04/2004 Português
Relevância na Pesquisa
86.4%
A resina de poliéster insaturada (RPI) é um polímero termofixo de baixo peso molecular obtido por condensação, o processo inicia-se através da esterificação entre diálcoois e diácidos saturados e insaturados, com o aumento do peso molecular do polímero, a retirada da água, que é gerada como subproduto da reação, torna-se difícil e lança-se mão do uso do vácuo ou de um maior fluxo de gás inerte para finalização da reação. Quanto à produção em escala industrial, apesar de conhecerem-se métodos de produção contínua, esta na maioria das indústrias é conduzida em bateladas com tempo de duração em média de 20 horas, podendo variar de acordo com a escolha das matérias primas utilizadas. Para a obtenção do polímero dentro dos parâmetros especificados, se faz necessário o controle dos radicais carboxilas, medidos através do índice de acidez (IA) e do peso molecular médio numérico (Mn), sendo este último parâmetro obtido de maneira indireta através da viscosidade(n). Para a viscosidade pode-se utilizar a escala Gardner, ou o viscosímetro cone e placa. A marcha de execução destas técnicas envolve várias etapas, desde a retirada da amostra até a obtenção do resultado da medida, sendo que para a amostragem...

Avaliação e identificação de toxicidade em efluente da fabricação de resinas de poliester.; Toxicity identification evaluation of polyester resin manufacturing wastewater.

Roberto Augusto Caffaro Filho
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 05/06/2008 Português
Relevância na Pesquisa
86.25%
Os processos industriais são geradores de uma ampla variedade de contaminantes que estão presentes nas águas residuarias. A seleção de processos de tratamento baseia-se nas características do efluente a ser tratado. Neste trabalho investigou-se um efluente tóxico da fabricação de resinas de poliéster. Existem poucas informações na literatura sobre este tipo de água residuaria. Procedeu-se a caracterização do efluente, efetuando-se a avaliação e identificação de constituintes tóxicos presentes no mesmo por meio de uma abordagem orientada por toxicidade. Foi utilizado bioensaio respirometrico em lodo ativado para avaliar a toxicidade do efluente bruto. Então, foram efetuados tratamentos físicos e químicos para fracionamento do efluente, e apos cada um deles, realizou-se o mesmo bioensaio. Dessa maneira, avaliou-se qual técnica de fracionamento foi a mais efetiva na redução da toxicidade. A maior redução de toxicidade foi observada apos o fracionamento do efluente por arraste com ar em pH 11 (62,5 %). Este resultado demonstrou que uma fração significativa da toxicidade do efluente para lodos ativados era causada por compostos orgânicos volatilizados em pH 11. Isso indica que o tratamento do efluente por arraste com ar em pH básico pode ter impacto positivo em um tratamento biológico aeróbio subseqüente. Uma vez determinado o tipo de compostos no efluente que provocam efeitos tóxicos (Compostos Organicos Volateis - COVs)...

Caracteristicas do poliester reforçado com fibra de vidro para aplicações em coletores solares termicos

Elias Hage Junior
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em //1978 Português
Relevância na Pesquisa
56.55%
No Brasil o uso de coletores para captação da energia solar. planos e com concentração. vem se desenvolvendo a passos largos. o uso de materiais plásticos nestes tipos de coletores vem se difundindo cada vez mais. principalmente o do Poliéster Reforçado com Fibra de Vidro empregado como cobertura transparente. Entretanto. Pouco se sabe de concreto sobre as limitações sofridas por esse material durante sua exposição às intempéries. Este trabalho procura caracterizar o Poliéster Reforçado com Fibra de Vidro sob o ponto de vista de propriedades óticas (Transmitância) e sob o ponto de vista de propriedades mecânicas. quando este é submetido à um envelhecimento acelerado em laboratório. Neste estudo foram utilizadas resinas comerciais de Poliéster. dentre elas; um tipo próprio para ser aplicado ao ar livre. Um tipo de resina caracterizada pela alta transparência sem preparo especial para ser usada sob ação de intempéries e um tipo de resina para uso geral particularizada por suas boas propriedades mecânicas. Após um levantamento da propriedades ótica e das propriedades mecânicas. antes e após tempos variados de exposição num Weather-Ometer. com diferentes tipos de reforços em fibra de vidro encontrou-se características próprias de cada tipo de resina. Com estes dados pode ser feita uma análise indicando qual o tipo de resina Poliéster comercial mais adequado à aplicação como cobertura transparente. não só em coletores solares. como em qualquer outra aplicação em condições de trabalho semelhantes; The use of solar collectors...

Interface material obturador/dentina após o uso de diferentes soluções irrigadoras para a remoção do Hidróxido de Cálcio: análise em MEV.

Fluck, Bruna Fiorini
Tipo: tccgrad Formato: 28 f.
Português
Relevância na Pesquisa
65.92%
TCC (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Ciências da Saúde. Odontologia.; O objetivo deste estudo foi avaliar a influência da remoção da medicação intracanal de hidróxido de cálcio (HC) com o uso de diferentes soluções irrigadoras, na interface material obturador/dentina radicular, observando-a em microscópio eletrônico de varredura (MEV). Para o estudo, 40 dentes humanos unirradiculares tiveram suas coroas seccionadas 1 mm acima da junção cemento-esmalte, padronizando seu tamanho em 16 mm. O preparo dos dentes foi realizado pela técnica coroa-ápice, com o uso de brocas Gates-Glidden números 1 a 4 e de instrumentos Flexofile e K-file, sendo o stop apical padronizado pela Lima K #60. Durante o preparo, as raízes foram irrigadas com NaOCl a 1% e, ao final, com 3 mL de EDTA a 17% seguido de 3 mL de NaOCl a 1%. Na sequência, os canais foram preenchidos com Hidróxido de Cálcio, selados com Citodur e armazenados a 37ºC, em 100% de umidade. Após 14 dias, os dentes foram aleatoriamente divididos em quatro grupos, de acordo com a irrigação utilizada na remoção do HC: G1 (grupo controle) = 6 mL de água destilada; G2 = 6 mL de EDTA a 17%; G3 = 6 mL de NaOCl a 1% e G4 = 3mL de EDTA a 17% + 3mL de NaOCl a 1%. Em seguida...

Construção de um PET didáctico: construção de um fantoma

Silva, Lia Gisela Oliveira
Fonte: Faculdade de Ciências e Tecnologia Publicador: Faculdade de Ciências e Tecnologia
Tipo: info:eu-repo/semantics/masterthesis
Publicado em //2010 Português
Relevância na Pesquisa
96.24%
Dissertação apresentada na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa para obtenção do grau de Mestre em Engenharia Biomédica; A tomografia por emissão de positrões (PET) é um método de diagnóstico que fornece imagens funcionais do corpo humano. A imagem é formada a partir da distribuição espacial de um radionuclídeo, emissor de positrões, administrado no paciente (1). A interacção entre o positrão com um electrão liberta dois fotões gama coincidentes e anticolineares com uma energia de 511 KeV, detectados por dois detectores. Para o desenvolvimento apropriado de um PET didáctico, é necessário realizar testes num fantoma que substitua vários componentes do corpo humano, para colocação de fontes emissoras de positrões. Foram estudados diferentes materiais, nomeadamente resinas, plásticos e géis, considerando as propriedades físicas e químicas, o orçamento do material e a facilidade de localização do mesmo. Para uma melhor selecção,efectuaram-se simulações através do Penelope, método de Monte Carlo. Optou-se por produzir o fantoma a partir de uma resina de poliéster,onde se colocou o radioisótopo, e de um gel, PAGAT. Após a manufactura foram comparados os resultados experimentais com as simulações efectuadas e medidas as coincidências através de um sistema de detecção.

Efeitos de ciclos de umedecimento e secagem na reorganização da estrutura microgranular de latossolos

Viana,J. H. M.; Fernandes Filho,E. I.; Schaefer,C. E. G. R.
Fonte: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo Publicador: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2004 Português
Relevância na Pesquisa
65.92%
Um experimento foi realizado em casa de vegetação com o objetivo de examinar as modificações provocadas por ciclos de umedecimento e secagem em amostras de Latossolos com diferentes mineralogias, em agregados integrais ou quando destruídos por moagem. Amostras de terra fina seca ao ar foram passadas em peneira de 1,0 mm e subdivididas em grupos: solo integral não moído e solo moído em almofariz e passado em peneira de 0,105 mm. O solo moído foi ainda subdividido em solo moído puro ou adicionado de ácido húmico purificado. Os materiais foram montados em cilindro de alumínio e submetidos a dez ciclos sucessivos de umedecimento e secagem, realizados por ascensão capilar, seguidos por secagem ao ar, com intervalo de sete dias entre cada ciclo. Após o término dos ciclos, os solos foram impregnados com resina de poliéster, montando-se seções finas para microscopia, as quais foram levadas para observação em microscópio ótico e fotografadas. As imagens obtidas foram digitalizadas, analisadas e quantificadas por meio do programa QUANTIPORO, desenvolvido no Departamento de Solos/Universidade Federal de Viçosa. Os resultados mostraram completa modificação na forma e no padrão da estrutura após a aplicação dos ciclos nos tratamentos que sofreram destruição de agregados por moagem. Essas mudanças foram atribuídas a uma reacomodação dos agregados fragmentados com a retração do plasma...

Análise de peças anatômicas preservadas com resina de poliester para estudo em anatomia humana

Oliveira,Ítalo Martins de; Mindêllo,Marcela Maria Aguiar; Martins,Yasmin de Oliveira; Silva Filho,Antônio Ribeiro da
Fonte: Colégio Brasileiro de Cirurgiões Publicador: Colégio Brasileiro de Cirurgiões
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2013 Português
Relevância na Pesquisa
86.6%
OBJETIVO: avaliar o uso da resina de poliéster na preservação de peças anatômicas para estudo da anatomia humana. MÉTODOS: foram utilizadas 150 peças anatômicas, sendo as mesmas não fixadas (frescas), fixadas em formol a 10% e moldes vasculares de órgãos injetados com acetato de vinil e a resina de poliéster. A solução utilizada foi composta de resina de poliéster com seu diluente monômero de estireno e catalisador (peroxol). Foram obtidos, após a inclusão nesta solução, modelos em resina transparente, que permitiam a plena observação das estruturas e conservação da peça utilizada. RESULTADOS: na avaliação das peças, foi observado grau de extrema transparência, promovendo uma completa visualização das estruturas com a perfeita preservação da anatomia. A duração média para a completa finalização da inclusão foi 48 horas. Apenas 14 peças (9,3%) foram inutilizadas durante o preparo. CONCLUSÃO: a resina de poliéster pode ser utilizada para a preservação de peças anatômicas para o ensino da anatomia humana, de maneira prática, estética e duradoura.

Reaproveitamento de resíduos de laminados de fibra de vidro na confecção de placas reforçadas de resina poliéster

Risson,Patrícia; Carvalho,G. A.; Vieira,S. L.; Zeni,Mara; Zattera,Ademir J.
Fonte: Associação Brasileira de Polímeros Publicador: Associação Brasileira de Polímeros
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/1998 Português
Relevância na Pesquisa
66.5%
Visando o aproveitamento de resíduos de laminados de poliéster insaturado com fibra de vidro, foi realizado o estudo da incorporação do resíduo moído em placas confeccionadas à base de resina poliéster insaturado pelo processo de moldagem por compressão de preformas (BMC). Foram testadas cinco formulações com diferentes quantidades de resina poliéster, resíduo moído, aditivos e cargas. As placas foram confeccionadas em prensa hidráulica com molde plano e pressões da ordem de 18,1 MPa à temperatura de 115 ºC. Os corpos de prova, preparados segundo normas ASTM, foram submetidos a ensaios de tração, impacto Charpy e dureza do material. Os resultados dos ensaios mecânicos indicam que a substituição de fibra de vidro pelo resíduo moído no compósito polimérico promove perda de resistência à flexão, ao impacto Charpy e a dureza do compósito; a resistência à tração mostra que a incorporação do resíduo pode ter um aumento de 23% quando a quantidade de resíduo adicionada é de 20% p/p.

Compósito de resina de poliéster insaturado com bagaço de cana-de-açúcar: influência do tratamento das fibras nas propriedades

Sanchez,Elisabete M. S.; Cavani,Claudia S.; Leal,Claudinete V.; Sanchez,Caio G.
Fonte: Associação Brasileira de Polímeros Publicador: Associação Brasileira de Polímeros
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2010 Português
Relevância na Pesquisa
96.45%
Neste trabalho foi avaliada a influência do tratamento de fibras de bagaço de cana-de-açúcar nas propriedades mecânicas e dinâmico-mecânicas, na estabilidade térmica, na densidade e absorção de água, quando utilizadas na preparação de compósitos com resinas de poliéster insaturado em comparação com a resina sem reforço. As fibras foram submetidas a tratamento químico com solução alcalina de hidróxido de sódio. O tratamento melhorou as propriedades de impacto, aumentou o módulo de elasticidade em flexão, não alterou significativamente o módulo de elasticidade em tração dos compósitos em relação à resina sem reforço e melhorou a compatibilidade fibra matriz quando comparada com compósitos com a fibra sem tratamento, o que pode ser observado nas fraturas de impacto analisadas por microscopia eletrônica de varredura. As superfícies das fibras também foram avaliadas por microscopia eletrônica de varredura.

Compósito de resina de poliéster insaturado com bagaço de cana-de-açúcar: influência do tratamento das fibras nas propriedades

Sanchez,Elisabete M. S.; Cavani,Claudia S.; Leal,Claudinete V.; Sanchez,Caio G.
Fonte: Associação Brasileira de Polímeros Publicador: Associação Brasileira de Polímeros
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2010 Português
Relevância na Pesquisa
96.45%
Neste trabalho foi avaliada a influência do tratamento de fibras de bagaço de cana-de-açúcar nas propriedades mecânicas e dinâmico-mecânicas, na estabilidade térmica, na densidade e absorção de água, quando utilizadas na preparação de compósitos com resinas de poliéster insaturado em comparação com a resina sem reforço. As fibras foram submetidas a tratamento químico com solução alcalina de hidróxido de sódio. O tratamento melhorou as propriedades de impacto, aumentou o módulo de elasticidade em flexão, não alterou significativamente o módulo de elasticidade em tração dos compósitos em relação à resina sem reforço e melhorou a compatibilidade fibra matriz quando comparada com compósitos com a fibra sem tratamento, o que pode ser observado nas fraturas de impacto analisadas por microscopia eletrônica de varredura. As superfícies das fibras também foram avaliadas por microscopia eletrônica de varredura.

Microdureza de resinas em função da cor e luz halógena

Martins,Fábio; Delbem,Alberto Carlos Botazzo; Santos,Luis Roque de Araújo dos; Soares,Hugo Leonardo de Oliveira; Martins,Eleonora de Oliveira Bandolin
Fonte: Sociedade Brasileira de Pesquisa Odontológica e Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo Publicador: Sociedade Brasileira de Pesquisa Odontológica e Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2002 Português
Relevância na Pesquisa
66.18%
O objetivo desse trabalho foi avaliar a influência da intensidade da luz e cor de uma resina composta no grau de dureza Knoop. Corpos-de-prova foram confeccionados utilizando-se matrizes de poliéster envoltas por um anel de cobre, contendo uma cavidade padronizada de 6 mm de diâmetro por 2 mm de espessura. Estas cavidades foram preenchidas com resina composta selecionada, Fill Magic - Vigodent, com as cores A3, B3, C3, D3 e I, fotopolimerizadas através de um fotopolimerizador Elipar, calibrado para produzir 3 intensidades de luz diferentes: 450 mW/cm², 800 mW/cm² e uma intensidade de luz crescente de 100 a 800 mW/cm². Foram confeccionados 90 corpos-de-prova em que o tempo de exposição da resina à luz halógena foi de 40 s. As amostras foram armazenadas em tubos de ensaio com água destilada a 37 ± 1ºC. Após este período, foram realizados os testes de dureza Knoop na região de superfície e fundo. Os resultados mostraram que houve diferença estatística em relação a intensidade de luz, entretanto em relação a cor, não houve diferença estatística. Os autores concluíram que a cor do compósito não influencia a dureza Knoop e que a intensidade progressiva promoveu os melhores resultados de dureza Knoop.

Um novo método para investigar cinéticas de polimerização baseado em RMN

de Lemos Campello, Sérgio; Emmanuel de Souza, Ricardo (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: other
Português
Relevância na Pesquisa
66.06%
A pesquisa e o desenvolvimento de procedimentos para sintetizar polímeros com propriedades específicas é uma área tecnológica de intensa atividade nos dias atuais. Este desenvolvimento depende, em parte, da habilidade de acompanhar e entender a cinética de polimerização destes materiais. Por exemplo, a rigidez mecânica de um polímero depende do tamanho de suas cadeias. Por sua vez, para polimerizações em cadeia, o tamanho das cadeias depende de como ocorre a fase de auto-aceleração durante a polimerização. Desta forma, o desenvolvimento de técnicas e métodos que permitam seguir a cinética de polimerização é de grande interesse científico e tecnológico. Neste trabalho, desenvolvemos um novo método de acompanhamento da cinética de polimerização baseado, essencialmente, em medições do tempo de relaxação spin-rede, T1, dos núcleos de hidrogênio, em função do tempo de polimerização, usando uma decomposição multi-exponencial da evolução da magnetização, em experimentos de inversão-recuperação. Este método é capaz de produzir estimativas das concentrações de sítios monoméricos e sítios poliméricos em função do tempo. O método foi testado no acompanhamento da cinética de polimerização de dois tipos de polímeros: o Resapol 10-249...