Página 1 dos resultados de 340 itens digitais encontrados em 0.078 segundos

The sleep-wake cycle in adult rats following pilocarpine-induced temporal lobe epilepsy

MATOS, Gabriela; TSAI, Rodrigo; BALDO, Marcus Vinicius; CASTRO, Isac de; SAMESHIMA, Koichi; VALLE, Angela Cristina
Fonte: ACADEMIC PRESS INC ELSEVIER SCIENCE Publicador: ACADEMIC PRESS INC ELSEVIER SCIENCE
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
86.46%
The relationship between sleep and epilepsy is both complex and clinically significant. Temporal lobe epilepsy (TLE) influences sleep architecture, while sleep plays an important role in facilitating and/or inhibiting possible epileptic seizures. The pilocarpine experimental model reproduces several features of human temporal lobe epilepsy and is one of the most widely used models in basic research. The aim of the present study was to characterize, behaviorally and electrophysiologically, the phases of sleep-wake cycles (SWC) in male rats with pilocarpine-induced epilepsy. Epileptic rats presented spikes in all phases of the SWC as well as atypical cortical synchronization during attentive wakefulness and paradoxical sleep. The architecture of the sleep-wake phases was altered in epileptic rats, as was the integrity of the SWC. Because our findings reproduce many relevant features observed in patients with epilepsy, this model is suitable to study sleep dysfunction in epilepsy. (C) 2009 Elsevier Inc. All rights reserved.

Long-term oscillations in the sleep/wake cycle of infants

DIAMBRA, L.; Malta, Coraci Pereira; Stanham, Alberto Capurro
Fonte: ELSEVIER SCIENCE BV Publicador: ELSEVIER SCIENCE BV
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
96.57%
The development of circadian sleep-wakefulness rhythm was investigated by a longitudinal study of six normal infants. We propose an entropy based measure for the sleep/wake cycle fragmentation. Our results confirm that the sleep/wake cycle fragmentation and the sleep/wake ratio decrease, while the circadian power increases during the maturation process of infants. In addition to these expected linear trends in the variables devised to quantify sleep consolidation, circadian power and sleep/wake ratio, we found that they present infradian rhythms in the monthly range. (C) 2009 Elsevier B.V. All rights reserved.; CONICET (Argentina); Consejo Nacional de Investigaciones Científicas y Técnicas de Argentina (CONICET); Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); FAPESP; CNPq (Brazil); Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq); CLAF (Brazil)[RP1260107]; CLAF (Brazil); MRC (UK); MRC (UK)

Sleep patterns and sleepiness of working college students

Teixeira, Liliane; Lowden, Arne; Luz, Andrea Aparecida da; Turte, Samantha Lemos; Valente, Daniel; Matsumura, Roberto Jun; Paula, Leticia Pickersgill de; Takara, Meire Yuri; Nagai-Manelli, Roberta; Fischer, Frida Marina
Fonte: IOS PRESS; AMSTERDAM Publicador: IOS PRESS; AMSTERDAM
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
76.5%
The double journey (work and study) may result or aggravate health problems, including sleep disturbances, as observed in previous studies with high school students. The aim of this study is to analyze the sleep-wake cycle and perceived sleepiness of working college students during weekdays. Twenty-three healthy college male students, 21-24 years old, working during the day and attending classes in the evening, participated in this study. During five consecutive days, the students filled out daily activities logs and wore actigraphs. Mean sleeping time was lower than 6 hours per night. No significant differences were observed in the sleep-wake cycle during the weekdays. The observed lack of changes in the sleep-wake cycle of these college students might occur as participants were not on a free schedule, but exposed to social constraints, as was the regular attendance to evening college and day work activities. Sleepiness worsened over the evening school hours. Those results show the burden carried by College students who perform double activities - work and study.

Ciclo vigília/sono em adolescentes de uma população indígena; Sleep/Wake Cycle in adolescents of a native population

Torres, Fernanda de Jesus
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 28/09/2005 Português
Relevância na Pesquisa
96.51%
O ciclo vigília/sono (CVS) muda durante a adolescência. Nos dias letivos, há maior sonolência diurna e menor duração de sono do que nos finais de semana. Além disso, os adolescentes apresentam atraso da fase de sono. Acredita-se que essas mudanças resultam da interação entre fatores biológicos e ambientais. Neste trabalho, observamos o CVS de 21 jovens Guarani da Aldeia Boa Vista - SP, que vivem numa floresta, sem energia elétrica. Pretendíamos verificar se eles apresentam um padrão semelhante ao descrito em adolescentes urbanos ou se tal característica é menos evidente, como tem sido relatado na população rural. Aplicamos o Questionário de Hábitos de Sono e o Questionário de Matutinidade e Vespertinidade. Os participantes preencheram diários de sono, usaram actímetros e coletaram temperatura a cada 3 horas, na vigília, por 10 ou mais dias consecutivos em 3 ocasiões com intervalos de 6 meses. Fizemos inspecção visual dos actogramas de diários e actímetros, comparando-os entre si por meio de teste t de Student; avaliamos a significância das oscilações da temperatura pelo Método Cosinor; utilizamos as correlações de Pearson e Spearman para identificar relações entre variáveis, adotando como nível de significância ?=0...

Análise dos padrões do ciclo vigília-sono de adolescentes trabalhadores e não trabalhadores, alunos de escola pública no município de São Paulo; Evaluation of sleep-wake cycles among high school evening students who work and don?t work from São Paulo, Brazil

Teixeira, Liliane Reis
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 21/08/2002 Português
Relevância na Pesquisa
86.48%
Com o início da puberdade ocorrem modificações nos componentes biológicos do ciclo vigília-sono. Estes estão associados a fatores sociais, como os horários escolares, lazer e trabalho e podem reduzir as horas disponíveis para o sono. Foi objetivo principal deste trabalho avaliar os padrões do ciclo vigília-sono de estudantes trabalhadores e não trabalhadores, alunos de escola pública do município de São Paulo. Vinte e sete adolescentes entre 14-18 anos de idade responderam ao questionário de caracterização das condições de vida, saúde e trabalho, e simultaneamente, utilizaram actígrafos; preencheram o protocolo diário de atividades e o diário de sono por 15 dias consecutivos. As variáveis analisadas durante a semana e nos fins-de-semana foram: horário de início e término do sono noturno, número e duração dos despertares noturnos, duração do sono noturno, latência subjetiva e eficiência do sono noturno, facilidade em adormecer à noite e despertar pela manhã, qualidade subjetiva do sono noturno, número de cochilos, horário de início e término do cochilo, duração do sono diurno e duração do sono diário. As variáveis foram testadas através da análise de variância (ANOVA) de 1 fator e teste t-Student para a comparação de 2 médias. Foram feitas múltiplas comparações utilizando a correção de Tukey-HSD. Os resultados significantes foram: efeito do trabalho nos fins-de-semana para o horário de dormir [F(1...

Caracterização eletrofisiológica da circuitaria hipocampal durante o ciclo sono-vigília do rato; Electrophysiological characterization of the hippocampal circuitry during the sleep-wake cycle of the rat

Schenberg, Eduardo Ekman
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 04/08/2010 Português
Relevância na Pesquisa
96.43%
Estrutura central do hipocampo, o corno de Ammon pode ser subdividido em pelo menos três áreas: CA1, CA2 e CA3. Enquanto CA1 e CA3 foram extensamente estudados, dado o envolvimento do hipocampo em processos cognitivos como a memória e patológicos como a epilepsia, CA2 tem sido largamente ignorado na literatura. Entretanto, este campo possui características específicas, tanto neuroanatômicas como bioquímicas e fisiológicas, sendo resistente à indução de plasticidade e recebendo aferência específica do núcleo supramamilar do hipotálamo, envolvido na circuitaria geradora/mantenedora do ritmo teta, oscilações centrais ao funcionamento do hipocampo. O objetivo deste estudo foi, portanto, caracterizar no animal em livre movimentação os padrões de atividade eletrofisiológica nas três áreas do corno de Ammon bilateralmente. Os resultados demonstraram que CA2 possui, em média, intervalos entre disparos mais prolongados que CA1 e CA3 durante o sono de ondas lentas e o sono REM. Nestas fases do ciclo a coerência entre CA1-CA2 foi mais elevada que entre CA1-CA3 e CA2-CA3 nos três ratos avaliados, em três faixas de freqüência: teta (6 a 12 Hz), gama lento (30 a 50 Hz) e gama rápido (90 a 110 Hz) ipsilateralmente. A coerência entre campos contralaterais é predominante no teta...

Ciclo vigília/sono em portadores de diabetes mellitus tipo 1.; Sleep/wake cycle in individuals with type 1 diabetes mellitus.

Barone, Mark Thomaz Ugliara
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 18/08/2011 Português
Relevância na Pesquisa
96.58%
O objetivo do presente estudo foi avaliar possíveis relações entre o diabetes mellitus tipo 1 (DM1) e controle glicêmico, e o ciclo vigília/sono. Participaram 18 voluntários com DM1 (idade: 26,3±5,1), sem complicações, não obesos, sem alterações no sono; e 9 no grupo controle (idade: 28,8±5,3). Os dados foram coletados através de: diário de sono e de glicemia, actímetria (Tempatilumi), polissonografia, 6-sulfatoximelatonina, questionário de Epworth, e sensor de glicose durante a polissonografia nos DM1. A associação entre controle glicêmico e o ciclo vigília/sono foi evidenciada. A duração inadequada, a baixa qualidade, a fragmentação do sono e a secreção reduzida de melatonina, possivelmente, favoreceram um pior controle glicêmico em DM1. Por outro lado, indivíduos DM1, com melhor controle glicêmico, podem se beneficiar de maior secreção de melatonina noturna e menor fragmentação e latência do sono. O controle mais adequado, potencialmente, regulariza o ciclo vigília/sono e previne ou retarda o desenvolvimento de complicações crônicas.; The aim of the present study was to evaluate the association of type 1 diabetes mellitus (T1DM) and glycemic control with the sleep/wake cycle. Eighteen T1DM volunteers and 9 control subjects...

Estresse e o ciclo vigilia-sono do enfermeiro que atua em diferentes setores do ambiente hospitalar; Stress and the nurses sleep-wake cycle who work on different hospital departments

Maria Cecilia Pires da Rocha
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 26/05/2008 Português
Relevância na Pesquisa
76.49%
O presente estudo analisou o estresse do enfermeiro e sua relação com diferentes setores do hospital e estabeleceu um vínculo com o ciclo vigília-sono dos indivíduos. Os objetivos foram analisar a relação entre estresse e as características do sono de enfermeiros que atuam em diferentes setores dos turnos matutino, vespertino e noturno; verificar o nível de estresse dos enfermeiros que atuam em Pronto Socorro, Unidade de Terapia Intensiva, Centro Cirúrgico, Central de Material e Enfermarias; caracterizar os estressores dos diferentes setores; comparar o nível de estresse e a pontuação global de sono com variáveis sociodemográficas; descrever as características do ciclo vigília-sono e correlacioná-las com o sono e estresse de acordo. Este estudo foi quantitativo, transversal, descritivo e comparativo, realizado numa instituição hospitalar da cidade de Campinas, São Paulo, Brasil. Utilizamos para a coleta de dados: uma ficha de identificação; escala Bianchi de estresse modificada (EBEm) e o índice de qualidade do sono de Pittsburgh (PSQI). A população estudada foi constituída de 203 sujeitos do turno da manhã, tarde e noite. 88,2% eram do sexo feminino. A média de idade dos sujeitos foi de 39,6 anos e 17...

Ciclo vigilia/sono de mulheres no pre e pos-operatorio de cirurgias eletivas com um dia de internação; Women´s sleep/wake cycle in pre and postoperative of one-day hospitalization elective surgery

Maria Cristina Zaros
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 22/02/2007 Português
Relevância na Pesquisa
76.3%
O processo de hospitalização e o estresse cirúrgico podem provocar alterações dos ritmos biológicos, como por exemplo, a desorganização do ciclo vigília/sono (CVS). Essa perturbação poderá comprometer as funções de sistemas orgânicos, tornando mais lenta a recuperação do indivíduo. O retorno ao padrão rítmico habitual do CVS pode ser promovido pelo profissional da saúde, acrescentando pistas temporais na rotina diária dos pacientes. Atualmente são freqüentes as cirurgias eletivas que exigem hospitalização de até 24 horas, cujo impacto sobre o CVS tem sido pouco investigado. O objetivo desse estudo foi de comparar as características do CVS de mulheres submetidas à cirurgia eletiva, com hospitalização de até 24 horas e pernoite no hospital após a cirurgia, entre as etapas pré-operatória (PR) e pós-operatória (PO). OBS.: O resumo na integra poderá ser visualizado no link ou texto completo da tese digital.; The hospitalization process and the surgical stress may provoke alterations in the biological rhythms, e.g., disorganization of the sleep/wake cycle (SWC). These disturbances may compromise functions of several organic sys tems, delaying subjects? recovery. The return of the habitual rhythmic pattern of the SWC may be promoted by the health professional...

Desempenho academico dos alunos do turno noturno e suas relações com o ciclo vigilia-sono e cronotipo; Academic performance of the pupils of the night shift and it´s relations with sleep-wake cycle and cronotype

Carla Parada Pazinatto Andreoli
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 28/05/2009 Português
Relevância na Pesquisa
76.5%
Este estudo analisou o desempenho acadêmico, padrão de sono e o cronótipo dos estudantes universitários do turno matutino e noturno. Participaram dessa pesquisa, alunos do Curso de Graduação de Tecnologia em Estética, num total de (n=139), com média de idade de 23,59. Foram utilizados três questionários: a- um para coleta de informações pessoais e profissionais; b - outro para avaliação do ciclo vigília-sono (diário de sono); c- e o Cronótipo, Questionário de Horne e Ostberg (1976). Verificou-se, por meio do diário de sono, as características individuais e os hábitos de sono, correlacionando com o cronótipo e desempenho escolar. Os resultados da análise dos padrões de sono entre as turmas do matutino e noturno, mostraram dados estatisticamente significativos (teste de Mann-Whitney )para as variáveis hora de deitar (p< 0,001), para a hora de dormir (p< 0,001) e para a hora de acordar (p< 0,001) e duração de cochilo com (p =0,009) Quanto à avaliação dos cronótipos, observou-se que, no turno matutino, 15,09% são do cronotipo matutino, 24,53%, tipo vespertino e 60,38%, para o indiferente. Os resultados quanto às variáveis cronótipo e idade mostraram valores significativos (teste Qui-Quadrado), os sujeitos na faixa etária de ? 30 anos são alunos de cronótipo matutino...

Estudo da memória, atenção e sono na equipe de enfermagem nos diferentes turnos de trabalho; Study of memory, attention and sleep-wake cycle of the nursing staff in dufferent shift work

Beatriz de Oliveira
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 22/07/2011 Português
Relevância na Pesquisa
76.33%
O objetivo deste estudo foi verificar o efeito do trabalho em turnos nas funções cognitivas, como memória de curto prazo e atenção, através do estudo das características do ciclo vigília-sono e do cronotipo da equipe de enfermagem. Trata-se de um estudo quantitativo, descritivo e observacional. Participaram da pesquisa os membros da equipe de enfermagem, distribuídos por categoria profissional: enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem, que trabalham em uma instituição hospitalar privada de natureza filantrópica no interior de Minas Gerais, que executam trabalho em turnos de 12 horas de trabalho / 36 horas de descanso, num total de 109 sujeitos (88 mulheres e 21 homens), com média de idade de 34 anos, distribuídos no turno diurno (n= 68) e no turno noturno (n=41). Para a coleta de dados foi utilizado: ficha de identificação individual, diário de sono, Questionário de Identificação de indivíduos Matutinos e Vespertinos elaborado por HORNE & OSTBERG (1976) e testes da Bateria WAIS III (Digit Span-Dígitos, Digit Symbol-Códigos). A aplicação dos testes cognitivos foi realizada após 12 horas de trabalho no final de cada turno. Para a análise estatística considerou-se o nível de significância de 5%. Os resultados mostraram que a qualidade do sono...

Estudo da variabilidade circadiana da temperatura corporal e ciclo vigília-sono do estudante trabalhador noturno; Study of circadian variability of body temperature and sleep-wake cycle student night shift worker

Luciane Ruiz Carmona Ferreira
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 16/02/2011 Português
Relevância na Pesquisa
76.3%
Introdução: Devido à crescente industrialização da sociedade, torna-se cada vez mais comum o trabalho em turnos, bem como o desenvolvimento do trabalho noturno, porém com pronunciado efeito negativo no sono, desempenho e saúde. Objetivo: Investigar os padrões do ciclo vigília-sono e a ritmicidade circadiana da temperatura corporal periférica, através das medidas tomadas no punho, do estudante de enfermagem do período diurno que trabalha no turno noturno. Método: Estudo longitudinal descritivo, com enfoque quantitativo, em que participaram 27 sujeitos adultos, auxiliares e técnicos de enfermagem que trabalhavam no turno noturno, e que eram alunos do curso de graduação em Enfermagem de uma faculdade particular do interior paulista, no período diurno. Foram utilizados os seguintes instrumentos: Ficha de Identificação, Questionário de Indivíduos Matutinos e Vespertinos (HO), Questionário de Sonolência de Epworth, Diário de Sono, durante 32 dias, divididos em período letivo e férias, e um termistor (Thermochron iButton®) no punho da mão não dominante, para verificação de temperatura do punho a cada 30 minutos. Resultados: Quanto ao ajuste dos dados de temperatura do punho a uma curva cosseno, com um período de 24 horas...

The sleep-wake cycle in adult rats following pilocarpine-induced temporal lobe epilepsy

MATOS, Gabriela; TSAI, Rodrigo; BALDO, Marcus Vinicius; CASTRO, Isac de; SAMESHIMA, Koichi; VALLE, Angela Cristina
Fonte: ACADEMIC PRESS INC ELSEVIER SCIENCE Publicador: ACADEMIC PRESS INC ELSEVIER SCIENCE
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
86.46%
The relationship between sleep and epilepsy is both complex and clinically significant. Temporal lobe epilepsy (TLE) influences sleep architecture, while sleep plays an important role in facilitating and/or inhibiting possible epileptic seizures. The pilocarpine experimental model reproduces several features of human temporal lobe epilepsy and is one of the most widely used models in basic research. The aim of the present study was to characterize, behaviorally and electrophysiologically, the phases of sleep-wake cycles (SWC) in male rats with pilocarpine-induced epilepsy. Epileptic rats presented spikes in all phases of the SWC as well as atypical cortical synchronization during attentive wakefulness and paradoxical sleep. The architecture of the sleep-wake phases was altered in epileptic rats, as was the integrity of the SWC. Because our findings reproduce many relevant features observed in patients with epilepsy, this model is suitable to study sleep dysfunction in epilepsy. (C) 2009 Elsevier Inc. All rights reserved.

Sleep-wake pattern of medical students: early versus late class starting time

Lima,P.F.; Medeiros,A.L.D.; Araujo,J.F.
Fonte: Associação Brasileira de Divulgação Científica Publicador: Associação Brasileira de Divulgação Científica
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/11/2002 Português
Relevância na Pesquisa
86.56%
The sleep-wake cycle of students is characterized by delayed onset, partial sleep deprivation and poor sleep quality. Like other circadian rhythms, the sleep-wake cycle is influenced by endogenous and environmental factors. The aim of the present study was to determine the effects of different class starting times on the sleep-wake pattern of 27 medical students. The data were collected during two medical school semesters having different class starting times. All subjects answered the Portuguese version of the Horne and Östberg Morningness/Eveningness Questionnaire, the Pittsburgh Sleep Quality Index (PSQI) and kept a sleep diary for two weeks during each semester. Better sleep quality (PSQI = 5.3 vs 3.4), delayed sleep onset (23:59 vs 0:54 h) and longer sleep duration (6 h and 55 min vs 7 h and 25 min) were observed with the late schedule. We also found reduced sleep durations during weekdays and extended sleep durations during weekends. This pattern was more pronounced during the semester with the early class schedule, indicating that the students were more sleep deprived when their classes began earlier in the morning. These results require further investigation regarding the temporal organization of our institutions.

Influence of chronotype and social zeitgebers on sleep/wake patterns

Korczak,A.L.; Martynhak,B.J.; Pedrazzoli,M.; Brito,A.F.; Louzada,F.M.
Fonte: Associação Brasileira de Divulgação Científica Publicador: Associação Brasileira de Divulgação Científica
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2008 Português
Relevância na Pesquisa
86.43%
Inter-individual differences in the phase of the endogenous circadian rhythms have been established. Individuals with early circadian phase are called morning types; those with late circadian phase are evening types. The Horne and Östberg Morningness-Eveningness Questionnaire (MEQ) is the most frequently used to assess individual chronotype. The distribution of MEQ scores is likely to be biased by several fact, ors, such as gender, age, genetic background, latitude, and social habits. The objective of the present study was to determine the effect of different social synchronizers on the sleep/wake cycle of persons with different chronotypes. Volunteers were selected from a total of 1232 UFPR undergraduate students who completed the MEQ. Thirty-two subjects completed the study, including 8 morning types, 8 evening types and 16 intermediate types. Sleep schedules were recorded by actigraphy for 1 week on two occasions: during the school term and during vacation. Sleep onset and offset times, sleep duration, and mid-sleep time for each chronotype group were compared by the Mann-Whitney U-test separately for school term and vacation. School term and vacation data were compared by the Wilcoxon matched-pair test. Morning types showed earlier sleep times and longer sleep duration compared with evening types (23:00 ± 44 and 508.9 ± 50.27 vs 01:08 ± 61.95 and 456.44 ± 59.08...

Influence of chronotype and social zeitgebers on sleep/wake patterns

Korczak,A.L.; Martynhak,B.J.; Pedrazzoli,M.; Brito,A.F.; Louzada,F.M.
Fonte: Associação Brasileira de Divulgação Científica Publicador: Associação Brasileira de Divulgação Científica
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2008 Português
Relevância na Pesquisa
86.43%
Inter-individual differences in the phase of the endogenous circadian rhythms have been established. Individuals with early circadian phase are called morning types; those with late circadian phase are evening types. The Horne and Östberg Morningness-Eveningness Questionnaire (MEQ) is the most frequently used to assess individual chronotype. The distribution of MEQ scores is likely to be biased by several fact, ors, such as gender, age, genetic background, latitude, and social habits. The objective of the present study was to determine the effect of different social synchronizers on the sleep/wake cycle of persons with different chronotypes. Volunteers were selected from a total of 1232 UFPR undergraduate students who completed the MEQ. Thirty-two subjects completed the study, including 8 morning types, 8 evening types and 16 intermediate types. Sleep schedules were recorded by actigraphy for 1 week on two occasions: during the school term and during vacation. Sleep onset and offset times, sleep duration, and mid-sleep time for each chronotype group were compared by the Mann-Whitney U-test separately for school term and vacation. School term and vacation data were compared by the Wilcoxon matched-pair test. Morning types showed earlier sleep times and longer sleep duration compared with evening types (23:00 ± 44 and 508.9 ± 50.27 vs 01:08 ± 61.95 and 456.44 ± 59.08...

Effect of morning exercise in sunlight on the sleep-wake cycle in adolescents

Maia,Ana Paula Leão; Sousa,Ivanise Cortez de; Azevedo,Carolina Virginia Macêdo de
Fonte: Pontificia Universidade Católica do Rio de Janeiro; Universidade de Brasília; Universidade de São Paulo Publicador: Pontificia Universidade Católica do Rio de Janeiro; Universidade de Brasília; Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2011 Português
Relevância na Pesquisa
96.53%
A delay in bedtime occurs in adolescence compared with childhood. However, the early waking that morning school hours impose leads to partial sleep deprivation. Although exposure to light is the most important regulator of circadian rhythm in mammals, physical exercise influences circadian synchronization. To assess the effect of morning physical exercise in sunlight on the sleep-wake cycle (SWC) in adolescents, 160 first- and second-year high-school students were exposed to classes in their usual classroom (Group C) or in a swimming pool exposed to sunlight (Group E) while physically exercising (EE; i.e., swimming) or resting (EL). At baseline, we applied Health and Sleep and Horne & Ostberg chronotype assessment questionnaires. One week later and during the intervention, we applied the Sleep Diary and Karolinska Sleepiness Scale. During the intervention we observed no changes in bedtime, time in bed and in indices of irregularity of bedtime and wake-up time. The changes observed in wake-up time (i.e., a delay in the EE group on Saturday), sleep quality (i.e., an improvement), and sleepiness (i.e., an increase) were also observed in the control group, discarding an intervention effect. We suggest that morning physical exercise in sunlight had no effect on SWC parameters...

Sleep habits, daytime sleepiness and sleep quality of high school teachers

Souza,Jane Carla de; Sousa,Ivanise Cortez de; Belísio,Aline Silva; Azevedo,Carolina Virginia Macêdo de
Fonte: Pontificia Universidade Católica do Rio de Janeiro; Universidade de Brasília; Universidade de São Paulo Publicador: Pontificia Universidade Católica do Rio de Janeiro; Universidade de Brasília; Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2012 Português
Relevância na Pesquisa
76.44%
The aim of this study was to characterize the sleep-wake cycle, daytime sleepiness and sleep quality of high school teachers. Ninety-eight high school teachers participated in this study. They were asked to complete the Health and Sleep, Horne & Ostberg, Epworth Sleepiness Scale and Pittsburgh Sleep Quality Index questionnaires and to keep a 14-day sleep diary. This study showed that high-school teachers wake up on average 1 h 12 min earlier (ANOVA; p < 0.05) and go to bed on average 34 min earlier (ANOVA; p < 0.05) during the week than on the weekend. This results in an average of 42 min less time in bed (ANOVA; p < 0.05) on weekdays and characterizes partial sleep deprivation. Moreover, 46% and 51% of teachers were diagnosed with excessive daytime sleepiness and poor sleep quality (?2; p > 0.05), respectively. Therefore, high-school teachers show characteristics of partial sleep deprivation that may contribute to excessive daytime sleepiness and poor sleep quality. This situation may compromise health and quality of life, in addition to teaching performance that can affect the education of their students.

Effects of GF-015535-00, a Novel ?1 GABAA Receptor Ligand, on the Sleep-Wake Cycle in Mice, with Reference to Zolpidem

Anaclet, Christelle; Zhang, Mei; Zhao, Chunmei; Buda, Colette; Seugnet, Laurent; Lin, Jian-Sheng
Fonte: Associated Professional Sleep Societies, LLC Publicador: Associated Professional Sleep Societies, LLC
Tipo: text
Publicado em 01/01/2012 Português
Relevância na Pesquisa
76.24%

Diversity and Noise Effects in a Model of Homeostatic Regulation of the Sleep-Wake Cycle

Patriarca, Marco; Postnova, Svetlana; Braun, Hans A.; Hernández-García, Emilio; Toral, Raúl
Fonte: Public Library of Science Publicador: Public Library of Science
Tipo: text
Português
Relevância na Pesquisa
66.64%
Recent advances in sleep neurobiology have allowed development of physiologically based mathematical models of sleep regulation that account for the neuronal dynamics responsible for the regulation of sleep-wake cycles and allow detailed examination of the underlying mechanisms. Neuronal systems in general, and those involved in sleep regulation in particular, are noisy and heterogeneous by their nature. It has been shown in various systems that certain levels of noise and diversity can significantly improve signal encoding. However, these phenomena, especially the effects of diversity, are rarely considered in the models of sleep regulation. The present paper is focused on a neuron-based physiologically motivated model of sleep-wake cycles that proposes a novel mechanism of the homeostatic regulation of sleep based on the dynamics of a wake-promoting neuropeptide orexin. Here this model is generalized by the introduction of intrinsic diversity and noise in the orexin-producing neurons, in order to study the effect of their presence on the sleep-wake cycle. A simple quantitative measure of the quality of a sleep-wake cycle is introduced and used to systematically study the generalized model for different levels of noise and diversity. The model is shown to exhibit a clear diversity-induced resonance: that is...