Página 1 dos resultados de 1047 itens digitais encontrados em 0.047 segundos

Justiça Ambiental: uma abordagem ecossocial em saúde; Environmental Justice: an ecossocial health approach; Justicia Ambiental: un abordaje eco-social en salud

HABERMANN, Mateus; GOUVEIA, Nelson
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
46.29%
Discute-se a questão do risco das tecnologias contemporâneas em face do atual paradigma tecnológico, a sua percepção e tolerabilidade, assim como sua distribuição desigual na sociedade. A hipótese fundamental que enfatiza a Justiça Ambiental refere-se aos perigos desproporcionalmente ou injustamente distribuídos entre grupos social e economicamente mais vulneráveis, geralmente pobres e minorias, acarretados pelos riscos ambientais relativos à vida moderna. Assim, vulnerabilidade e os diversos níveis de privação agem como propulsores dos níveis diferenciais em saúde entre os grupos populacionais. Embora Justiça Ambiental tenha sido observada inicialmente como movimento popular nos Estados Unidos, seus princípios indicaram compatibilidade em escalas geográficas global e local. Desta forma, o objetivo do estudo foi compreender como os riscos da tecnologia contemporânea afetam desigualmente a população à luz da Justiça Ambiental.; The paper addresses the risk of contemporary technologies in the light of our current technological paradigm, its perception and tolerability, as well as its unequal distribution across society. The fundamental hypothesis, which emphasizes Environmental Justice, refers to hazards that are disproportionately or unjustly distributed across more socially and economically vulnerable groups...

Ações afirmativas para a população negra: um instrumento para a justiça social no Brasil; Affirmative action for the black population: a tool for social justice in Brazil.

Silva, Maria do Socorro da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 22/05/2009 Português
Relevância na Pesquisa
66.38%
No presente trabalho nós pretendemos discutir e analisar o alcance da política de ações afirmativas no combate às desigualdades raciais, decorrentes das práticas racistas no Brasil. Partimos da hipótese de que, uma vez diminuídas as desigualdades raciais, haverá promoção da justiça social pois os recursos serão distribuídos objetivando maior equidade. Desta feita, as ações afirmativas para a população negra constituem-se em instrumento para a Justiça Social. A desigualdade racial é uma violação ao direito humano à igualdade, e a relação das ações afirmativas com os Direitos Humanos refere-se tanto ao direito à igualdade como ao direito à diferença, pois os negros representam um grupo social vulnerável na sociedade. As ações afirmativas para a população negra justificam-se pelas perdas históricas acumuladas, perdas que as tradicionais políticas macro-sociais ou universalistas não seriam capazes de minimizar. Relevantes estudos e pesquisas realizados em ciências sociais nas décadas de 50 e 70 e as pesquisas estatísticas recentes não deixam dúvida sobre as gritantes desigualdades raciais entre brancos e negros, contrariando a propalada democracia racial. Há quem defenda que as ações afirmativas são inconstitucionais...

Projeto social: um objeto de estudo construído na teia de suas significações sociais

Bomfim, Leila Aparecida
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 30/03/2010 Português
Relevância na Pesquisa
56.22%
Esta pesquisa tem como objeto de estudo a expressão projeto social. A investigação partiu da identificação, delimitação e análise de imagens, pensamentos, sentidos e significações do termo, manifestados por agentes sociais envolvidos em sua prática. Estes agentes constituíram-se em sujeitos da investigação, tendo sido organizados em grupos segundo os papéis exercidos no campo prático-institucional dos projetos sociais. São eles: beneficiários, técnicos e decisores de investimentos. Utilizando-se do método ALCESTE (análise dos lexemas co-ocorrentes num conjunto de segmentos de texto) para análise das falas e do desempenho dos Grupos Operativos, no que se refere à dinâmica das interações entre os participantes em tarefa de investigação, julgamos ter identificado thematas comuns aos diferentes grupos. Estes thematas, representados pelos termos: cuidar e felicidade, emergiram como imagens e atravessaram todos os grupos, associando projeto social a noções de prover que orientam condutas de pessoas e/ou instituições para autosatisfação e/ou bem comum. Tais ideias subjazem em configurações vinculares, subjetivas e objetivas, polarizadas e hierarquizadas entre provedores e desprovidos, fortes e frágeis...

Procedimento e substância da democracia: qual o lugar da justiça social na teoria democrática?; Democracys procedure and substance: what is the place of social justice in the democratic theory?

Silva, Thiago Nascimento da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 17/08/2010 Português
Relevância na Pesquisa
56.24%
A democracia é, atualmente, o modelo preeminente de organização e de exercício da autoridade política. No entanto, os regimes políticos democráticos existentes ao redor do mundo nem sempre satisfazem critérios de justiça substantiva. Isto é, a democracia política pode existir, e perdurar ao longo do tempo, mesmo que se verifiquem violações claras de exigências normalmente associadas à justiça política e social. A partir dessa constatação, a questão substantiva desta dissertação é o exame da maneira pela qual considerações de justiça política e social são tratadas pela literatura da teoria democrática. O ponto de partida é o exame da teoria democrática minimalista. A despeito da acurácia e parcimônia analítica dessa teoria, as respostas que ela oferece à questão substantiva aqui examinada podem não ser satisfatórias. Portanto, são analisadas as formas de lidar com a nossa questão substantiva também no campo da teoria política normativa. Nesta análise, a principal alternativa teórica examinada é o liberalismo político de John Rawls, com o objetivo de desvendar em que medida o conteúdo normativo dessa teoria é menos ou mais compatível com as dimensões que são enfatizadas pela teoria democrática minimalista e que a tornam atraente.; Democracy currently is the most prominent model of organization and of exercising political power. However...

Vulnerabilidade socioambiental no município de São Paulo: análise das capacidades e liberdades humanas; Social and environmental vulnerability in São Paulo: Analysis of human capacities and freedoms

Jacob, Amanda Martins
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 17/09/2013 Português
Relevância na Pesquisa
46.26%
Com o objetivo de identificar e discutir as inter-relações que aproximam os problemas de restrição de capacidades e liberdades humanas da questão da vulnerabilidade socioambiental, esta pesquisa buscou analisar indicadores de desenvolvimento, previamente selecionados, que refletissem as desigualdades sociais, econômicas e ambientais relativas aos noventa e seis distritos do município de São Paulo. Para discorrer sobre a questão das capacidades e liberdades humanas, a pesquisa bibliográfica levou em conta principalmente, os trabalhos do economista indiano Amartya Sen, em especial seus escritos sobre a abordagem das capacidades na teoria da justiça e do desenvolvimento como liberdade. O estudo de caso utilizou indicadores secundários separados em duas grandes dimensões: vulnerabilidade que corresponde aos indicadores de: condição de... e desenvolvimento que corresponde aos indicadores de: acesso a.... As categorias segundo as quais os indicadores foram classificados são: demografia, habitação, violência, condições de saúde e assistência social, educação, renda e susceptibilidade ao risco ambiental, na dimensão vulnerabilidade; e transportes, infraestrutura em saúde e assistência social, cultura e lazer, infraestrutura em educação...

A busca da justiça distributiva no judiciário por meio das relações contratuais: uma análise a partir dos planos de saúde; The pursuit of distributive justice in the Judiciary through contractual relationship: an analisys from private health insurances

Guazzelli, Amanda Salis
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 22/03/2013 Português
Relevância na Pesquisa
46.26%
A partir da Constituição Federal de 1988, são introduzidos novos contornos ao ordenamento jurídico brasileiro. O texto constitucional incorpora diversos direitos sociais e dá caráter normativo a princípios de justiça social. No direito privado, verifica-se, também, a introdução de um conteúdo social por meio da inserção de cláusulas gerais na legislação infraconstitucional, especialmente no que diz respeito aos contratos. Nesse novo quadro institucional, o Poder Judiciário passa a ocupar lugar de destaque, pois há um deslocamento de decisões políticas e sociais dos Poderes Legislativo e Executivo para o Judiciário. Observa-se um crescimento exponencial da judicialização de casos envolvendo os direitos sociais, principalmente no que tange a questões relacionadas à saúde. A judicialização tem atingido também as relações contratuais entre particulares. Todavia, nessa atuação do Judiciário podem ser identificados problemas, como a falta de preocupação com os impactos produzidos pelas decisões na sociedade. Dentro desse contexto, o objetivo do presente trabalho é analisar empiricamente a forma como os ministros do Superior Tribunal de Justiça decidem conflitos contratuais no campo da saúde suplementar. Para tanto...

Juventude, reconhecimento e justiça social nas agendas de políticas públicas do Brasil; Youth, recognition and social justice in public policies agenda in Brasil

Machado, Amanda Santos
Tipo: dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
66.15%
O trabalho nomeia a juventude como objeto de estudo, identificando convenções, acordos e tratados internacionais como marcos multiplicadores de uma nova concepção de jovem, a de sujeito de direitos. No Brasil, o impacto político de tais instrumentos é a criação da Secretaria Nacional da Juventude, em 2005, e de organismos afins em esferas estaduais e municipais. Nesse universo, órgãos como Conselho Nacional de Juventude (CONJUVE) respondem por agendas de políticas públicas com a intervenção de atores governamentais e da sociedade civil. Déficits de agendas públicas em focar o jovem como sujeito de direitos e de justiça social direcionaram a pesquisa ao Conselho Nacional da Juventude (CONJUVE) a fim de identificar alcances e limites de conteúdos de expansão de cidadania e reconhecimento dos direitos humanos, no período 2005-2010. Assim, é objetivo do estudo refletir sobre o conteúdo da agenda das políticas públicas de juventude, seus pressupostos e o impacto de formatos políticos do passado, visando contribuir com reflexões sobre políticas públicas e estimular a análise política sobre o tema. Igualmente, estima-se trazer elementos para subsidiar programas e projetos direcionados à juventude. Nesses termos...

Justiça social na adolescência : a voz dos protagonistas sobre a ética das relações comunitária

Silva, Caroline Lima
Tipo: dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
56.35%
O objetivo deste estudo foi conhecer as percepções sobre justiça social dos adolescentes, de acordo com a Psicologia Crítica e o paradigma da justiça social de Isaac Prilleltensky. Buscou-se verificar também a relação percebida entre as condições de justiça social (pessoal, relacional e coletiva) e o bem-estar, analisar o protagonismo dos adolescentes frente às questões de justiça social e, também, conhecer como os adolescentes relacionam a atual conjuntura sociopolítica e cultural brasileira com os princípios de justiça social. Foram realizados 7 grupos focais, com 46 participantes no total, com idades entre 14 e 17 anos, estudantes do ensino médio de escolas públicas e particulares da rede de ensino da cidade de Lajeado/RS. O roteiro de debate dos grupos focais considerou como questão-chave a percepção dos adolescentes sobre o conceito de justiça social. Os dados coletados foram analisados qualitativamente. Foram identificados indicadores relacionados às categorias: poder, capacidade, oportunidade, classe social, dinheiro, raça, cultura, educação e aparência. Observaram-se a naturalização com relação à cultura sobre questões de preconceito racial e a necessidade de educação em valores humanos através da implantação de políticas governamentais.; The purpose of this study was to understand the adolescents? perceptions about social justice based on Critical Psychology and social justice paradigm. In addition...

How to drag with a worn-out mouse? Searching for social justice through collaboration

Penteado, Miriam Godoy; Skovsmose, Ole
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 217-230
Português
Relevância na Pesquisa
56.17%
We consider what a concern for social justice in terms of social inclusion might mean for teacher education, both practising and prospective, with particular reference to the use of information and communication technology (ICT) in mathematics education taking place at a borderland school. Our discussion proceeds through the following steps: (1) We explore what a borderland position might denote to address what social inclusion might mean. (2) We consider the significance of mathematics education and the use of ICT for processes of social inclusion. (3) We briefly refer to the Interlink Network, as many of our observations emerge as reflections on this project. (4) We present different issues that will be of particular importance with respect to teacher education if we want to establish a mathematics education for social inclusion. These issues concern moving away from the comfort zone, establishing networks, identifying new approaches, moving beyond prototypical research, and getting in contact. This brings us to (5) final considerations, where we return to the notion of social justice. © Springer Science+Business Media B.V. 2009.

A escolha dos principios de justiça na obra Uma teoria da justiça de John Rawls; The choice of the principles of justice in A theory of justice by John Rawls

Maria Carolina Meira Mattos Vicente de Azevedo
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 27/08/2007 Português
Relevância na Pesquisa
56.32%
Esta tese tem por objetivo a reconstrução da unidade metodológica da obra Uma teoria da justiça de John Rawls. Consideramos que Rawls, nessa obra, tem em mente o ideal de uma ?geometria moral? e que é a partir desse ideal que a obra toma forma e se organiza. Rawls, de maneira original, procura adaptar e aplicar desenvolvimentos metodológicos da análise geométrica grega à solução de problemas filosóficos. Na etapa da análise, Rawls parte do problema da justiça social e caminha na direção das condições que possibilitarão a solução do problema. Rawls postula que a posição original reúne as condições possíveis para a escolha dos princípios gerais de justiça aceitáveis para todos os homens. Como a noção de posição original é assegurada apenas por analogias, pelo método do equilíbrio reflexivo e pela congruência da justiça com o bem, Rawls substitui a etapa da síntese, isto é, da prova dos princípios de justiça, pela tarefa prática de fazer avançar indefinidamente a pesquisa teórica no campo da ciência da justiça social. Nessa tarefa a noção de posição original desempenha um papel heurístico. É perante uma grande audiência, é no exercício da produção de conhecimentos científicos que a teoria de Rawls se expõe para ser debatida e avaliada como norma possível para as instituições políticas e sociais.; he aim of this thesis is to reconstruct the methodological unit of A Theory of Justice by John Rawls. We imply that...

O princípio da justiça social e a sua relaçao relaçao com o Conselho Nacional de Justiça

Junkes, Sérgio Luiz
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 169 p.| grafs., tabs.
Português
Relevância na Pesquisa
46.41%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Jurídicas, Programa de Pós-Graduação em Direito, Florianópolis, 2011; O tema da presente tese diz respeito às implicações da criação do Conselho Nacional de Justiça no sistema judicial, em especial na área da Infância e Juventude e de aspectos da aplicação do princípio da justiça social. A pesquisa, construída sob o método indutivo, busca investigar o conteúdo jurídico da Justiça Social e, sob a perspectiva da sua realização, estudar a instituição do Conselho Nacional de Justiça e as suas implicações na área da Justiça da Infância e Juventude. Tradicionalmente a Justiça Social sempre foi associada no direito pátrio como uma mera utopia, um mero valor de desejável concretização. Tal circunstância explicaria em grande medida o desprestígio da sua juridicidade, muito embora prevista na Constituição Federal. Em relação ao Conselho Nacional de Justiça, predominava na teoria jurídica o entendimento de que era uma instituição de necessária criação, sem o que o Poder Judiciário jamais poderia ser guindado em instrumento de viabilização da Justiça Social e de efetivação dos Direitos da Criança e do Adolescente. Nesse contexto...

A bioética de intervenção e a justiça social

Fulgêncio, Cristiane Alarcão
Tipo: dissertação / dissertation
Português
Relevância na Pesquisa
46.31%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Bioética, 2013.; Este trabalho apresenta como o princípio de justiça social é pensado a partir das bases epistemológicas da Bioética de Intervenção enquanto bioética crítica e politizada. A ampliação do escopo da bioética - de uma bioética estritamente biomédica para uma bioética social - incorporou um conjunto de questões que abarcam o mundo da vida em sua dimensão social, econômica, política e cultural. O texto trata do tema da justiça social, tal como é abordada pela Bioética de Intervenção, com os objetivos de sistematizar as perspectivas teóricas abordadas por esta vertente da Bioética e colaborar para a consolidação de suas bases teóricas. Por meio da discussão sobre a ampliação do escopo da Bioética, para além das questões biomédicas, apresentamos algumas das vozes brasileiras discordantes do parâmetro exclusivamente biomédico em Bioética, sobretudo a Bioética de Proteção, a Bioética da Teologia da Libertação e a Bioética Feminista e Antirracista. Em seguida, tratamos dos principais marcos teóricos da Bioética de Intervenção. Discutimos, também, as teorias da Justiça que estão em diálogo com a Bioética de intervenção: o Utilitarismo de Bentham...

Bioética e saúde global : cuidados primários como instrumento de justiça social; Bioética y salud mundial : la atención primaria como un instrumento de justicia social; Bioethics and global health : basic health care as an instrument of social justice

Meireles, Ana Catarina Peixoto Rego; Oliveira, Clara Costa
Fonte: Conselho Federal de Medicina (Brasil) Publicador: Conselho Federal de Medicina (Brasil)
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2012 Português
Relevância na Pesquisa
56.11%
Este artigo reflete acerca das desigualdades em saúde em escala global. Para tanto, descreve o percurso da bioética desde seu surgimento até constituir-se como campo do saber, apresenta os múltiplos desafios encontrados, e enfoca nas iniquidades em saúde como exemplo flagrante de injustiça social no domínio da saúde global. É considerado como base de reflexão o modelo utilitarista, que visa o máximo bem para o maior número (a população em escala global), pois é o que mais se aproxima dos objetivos da Organização Mundial da Saúde (OMS). À luz do utilitarismo é também discutida a estratégia da Declaração de Alma-Ata para a implementação universal de cuidados primários de saúde, considerada resposta bioética válida que poderá contribuir para minimizar a injustiça social global. Conclui considerando ser urgente a reflexão bioética sobre esta ameaça à dignidade humana tornando necessárias rápidas intervenções para travar o crescente abismo entre os povos com diferentes níveis de desenvolvimento.; Este articulo discute las desigualdades en salud en escala mundial. Para ello, describe el recorrido de la bioética desde su surgimiento hasta constituirse como campo de la sabiduría, presenta los múltiples desafíos encontrados y muestra énfasis en las inequidades en salud como ejemplo flagrante de injusticia social en el dominio de la salud mundial. Es considerado como base de la reflexión el modelo utilitarista...

Justiça social em psicologia vocacional : que formação para os profissionais de psicologia?; Social justice in vocational psychology : what professionals’ formation for psychologists?

Saavedra, Luísa
Fonte: Associação Brasileira de Psicologia Social Publicador: Associação Brasileira de Psicologia Social
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2010 Português
Relevância na Pesquisa
76.23%
Este artigo aborda, numa primeira parte, o conceito de justiça social, a sua origem e a forma como se tem definido na atualidade, bem como algumas técnicas de consulta psicológica que podem conduzir à sua promoção. Seguidamente, centra-se nos pressupostos que atualmente guiam a prática vocacional e que permitem concretizar a justiça social no campo da psicologia vocacional. Tendo em conta que esta é uma abordagem relativamente recente e que existem poucos exemplos da sua implementação, pareceu oportuno fazer um levantamento e referência a alguns casos concretos implementados em Escolas de Ensino Superior nos E.U.A. Termina-se com uma breve análise da realidade escolar portuguesa e com algumas sugestões para a formação das e dos profissionais de psicologia, com base nos casos apresentados e na fundamentação teórica mais relevante.; This article first examines the concept of social justice, its origin and how it is defined today, as well as some counseling psychology techniques that could lead to its promotion. Then, it focuses on the assumptions that guide vocational practice, allowing social justice to take place in the field of vocational psychology. Given that this is a relatively recent approach and examples of its implementation are scarce...

Justiça social, troca-líder membro e confiança: análise de um modelo mediacional

Pulgarin, Joryi Oliveira
Tipo: info:eu-repo/semantics/masterthesis
Publicado em //2012 Português
Relevância na Pesquisa
46.36%
Mestrado em Psicologia Social e das Organizações; A justiça social tem demonstrado ao longo do tempo ser uma variável importante nas organizações. A percepção de justiça de acordo com a literatura encontra-se relacionada com algumas variáveis como satisfação no trabalho, resultados organizacionais, comprometimento organizacional e confiança na gestão. Numa das suas dimensões como é o caso da justiça interaccional esta mostra ter influência nas relações organizacionais entre subordinado e supervisor. No que respeita à confiança, esta é uma peça fundamental no estabelecimento de relações sociais, deste modo quando não existe essa confiança a relação pode ficar comprometida. A teoria troca-líder membro (TLM), demarca-se das teorias da liderança desenvolvidas até aqui dada a importância atribuída ao papel dos subordinados para o bom desempenho do líder. Com o modelo apresentado, pretende-se verificar se a TLM afecta o relacionamento entre a justiça social e a confiança. Para este estudo foram aplicados 3 questionários (justiça social, liderança e confiança), a 177 trabalhadores da área da indústria. No geral, os resultados mostraram que a TLM mediava o grau de relação entre a justiça e a confiança. Foi também possível observar que a justiça nas suas diferentes dimensões encontra-se significativamente relacionada com a liderança...

Liberalismo, justiça social e responsabilidade individual

Vita,Alvaro de
Fonte: Instituto de Estudos Sociais e Políticos (IESP) da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) Publicador: Instituto de Estudos Sociais e Políticos (IESP) da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2011 Português
Relevância na Pesquisa
56%
The study examines the contemporary normative debate on social justice from the perspective of the normative political theory of ?egalitarian liberalism?. Contrary to an anti-egalitarian liberal political theory, or ?libertarianism?, the argument is that a notion of ?effective freedom?, and not negative freedom, is central to egalitarian liberalism. Additionally, in contrast to a theoretical current of egalitarianism known as ?luck egalitarianism?, the article further argues that although egalitarian liberalism assigns special importance to individual responsibility, it does so (unlike ?luck egalitarianism?) without implying any concession to the conservative critique of egalitarianism and the state?s redistributive action.

The individual, social justice and public health

Peñaranda,Fernando
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2015 Português
Relevância na Pesquisa
66.23%
A theoretical reflection on public health from a standpoint of social justice, which does not overlook the individual, is presented. Based on a conceptualization of social justice, human rights and health in the framework of an epistemological analysis, a particular perspective on social justice and its implications for public health praxis, using a public health program as an example, is revealed. Some routes are identified in order to orient and put into practice the actions developed in public health programs. This requires a different way of understanding the scenarios and interchanges among people in the field of clinical practice. It is understood that these fields can also be seen as a suitable opportunity for the establishment of individuals and individualities committed to the political struggle for human rights, equity in health and recognition of a life worthy of human dignity.

Social Justice and the "Green" City

Gilbert,Liette
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Paraná Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Paraná
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2014 Português
Relevância na Pesquisa
66.32%
A transition to a new, greener urbanism is increasingly imperative in the face of environmental crises. However, such a transition is not possible without considering social justice. This essay examines some tensions between social justice and urban sustainability and some of the reasons why a social justice approach to urban sustainability is often marginalized by a neoliberal sustainability ontology. This essay first engages with various normative concepts of social justice and its long existing but unfulfilled claim in the city. It then considers some gains toward greener urbanism but contends that urban sustainability responses have generally been more preoccupied with ecological modernization and the reproduction of best practices rather than with socio-spatial justice. In looking at some workings of green neoliberalism, the essay points to how the ecological is easily recuperated for neoliberal ends. The last section addresses some reasons why the social is de-privileged in the dominant sustainability discourses and practices, and how social justice serves, through citizenship practices, as a claim to urban change where participation is not a bureaucratized process but an everyday practice. Overall, the essay cautions against certain sustainability discourses and green neoliberalism without addressing its ingrained inequalities.

An Exploration of Social Justice Intent in Photovoice Research Studies: From 2008 to 2013

Sanon, Marie-Anne; Evans-Agnew, Robin A.; Boutain, Doris M.
Tipo: text
Português
Relevância na Pesquisa
46.37%
In an age where digital images are omnipresent, the use of participant photography in qualitative research has become accessible and commonplace. Yet, scant attention is paid to the social justice impact of photovoice among studies that have used this innovative method as a way to promote social justice. There is a need to review this method to understand its contributions and possibilities. This literature review of photovoice research studies 1) explores whether authors implicitly or explicitly related the methodologies to their aims of promoting social justice (methodology-method fit), and 2) outlines the social justice research impact of photovoice findings using the framework of social justice awareness, amelioration, and transformation. PubMed, Scopus, PsycINFO, and Web of Science databases were searched from the years 2008–2013 using the keywords: photovoice; photonovella; photovoice and social justice; and photovoice and participatory action research. Of the 30 research studies reviewed, only thirteen identified an underlying methodology guiding the photovoice method. The social justice impacts emphasized were more related to social justice awareness (n= 30) than amelioration (n= 11) or transformation (n=3). Future researchers using photovoice as a way to promote social justice are encouraged to assess and plan for the social justice impact desired.

From Each: Essays in the Theory of Productive Justice

Stanczyk, Lucas
Tipo: thesis or dissertation
Português
Relevância na Pesquisa
56.17%
A just society must provide a range of goods: police protection, education, medical care, legal representation, to name only a few. But how should a just society organize production of these goods? To ask this question is to broach the topic of productive justice. We need a theory of this topic in order to explain the content of the ideal of social justice. A certain theory of productive justice is now widely taken for granted. It has the following commitments. Every able beneficiary of just institutions owes some productive contribution. There is no free-loading on just institutions. Therefore, income support from the state should normally be conditioned on working. Those who would be idle must find a way to support themselves. Beyond this general requirement, however, each citizen gets to decide his own contribution, because each citizen has a right to choose his occupation. The state may not assign occupations or specify anyone’s place of work. Nor may it direct anyone to work longer than he prefers, provided he is not loafing on public support. Instead, labor must be allocated through a market, where everyone is free to decline any given job offer. The labor market thus fixes the possibilities of just production: the socioeconomic goals that a society may justly accomplish are limited to those that can be pursued in or alongside a labor market. This theory is now widely accepted. I argue that its central elements are importantly mistaken. Income support from the state should not normally be conditioned on working. To think this is to misunderstand the nature of each citizen’s contributory duty. Nor is it the case that a just state may never assign urgent jobs or otherwise restrict occupational decisions. To think this is to misunderstand several of the basic rights and liberties of citizenship. In my dissertation...