Página 1 dos resultados de 600 itens digitais encontrados em 0.013 segundos

Incorporação de solutos não iônicos em micelas de alquil óxido de difenila dissulfonados; Incorporation of non ionic solutes in alkyl diphenyloxide disulfonate micelles

Argenton, André Bozzo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 17/09/2003 Português
Relevância na Pesquisa
27.53%
A solubilização de compostos não iônicos em micelas de detergentes é uma propriedade intensamente estudada e de grande importância prática. Algumas das aplicações onde a compreensão da solubilização é relevante são detergência, recuperação de solos contaminados e catálise. Em trabalho anterior, o grupo do prof. Quina demostrou que o modelo de relações lineares de energia livre (LSER) é uma poderosa ferramenta para correlação da eficiência de solubilização com parâmetros relacionados com a estrutura do soluto. No presente trabalho, constantes de incorporação micelar, Ks, foram determinadas experimentalmente para uma série de solutos de diferentes estruturas para os detergentes comerciais decil óxido de difenila dissulfonado (DOWFAX C10) e hexadecil óxido de difenila dissulfonado (DOWFAX C16). Verificou-se, para esses detergentes, que a variação do log Ks com o volume molar, Vx, do soluto é distinta para classes homólogas de solutos polares (álcoois e cetonas) e apolares (alcanos, aromáticos e alcinos), indicando a existência de microambientes de solubilização distintos A demonstração, neste trabalho, de que o modelo de LSER não é apropriado para correlacionar dados de Ks, na presença de mais de um microambiente de solubilização...

Efeito da temperatura de solubilização e da concentração de íons cloreto e sulfato sobre a resistência à corrosão por Pite dos aços inoxidáveis austeníticos 17Cr-6Mn-5Ni e UNS S30403.; Effect of solution heat treatment and of chloride/sulphate ions concentration on the pitting corrosion resistance of 17Cr-6Mn-5Ni and UNS S30403 austenitic stainless steel.

Calderón Hernández, José Wilmar
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 30/01/2012 Português
Relevância na Pesquisa
27.58%
Os aços inoxidáveis austeníticos são os mais utilizados em situações onde é indispensável resistência à corrosão e excelentes propriedades mecânicas. O níquel costuma ser o principal elemento de liga utilizado na estabilização da fase austenítica, e nos últimos anos seu valor, de acordo com a London Metal Exchange, sofreu variações abruptas de preço, desestabilizando o mercado do aço inoxidável. Nesse contexto os aços da série 200, também conhecidos como aços Cr-Mn-Ni, que substituem parte do níquel por manganês para manter a estabilidade da fase austenítica, tiveram sua produção incrementada. O objetivo do presente trabalho foi comparar a resistência à corrosão por pite de dois aços inoxidáveis austeníticos, aço 17Cr-6Mn-5Ni (designado como aço 298, não normalizado) e o aço UNS S30403. Para tanto, foram estudadas duas variáveis: o efeito da temperatura de solubilização e da composição química do eletrólito, a qual foi constituída por soluções aquosas com teor fixo de 0,6M NaCl e adições progressivas de Na2SO4 visando verificar o efeito inibidor do íon sulfato nos diferentes aços com os diferentes tratamentos de solubilização (1010°C, 1040°C, 1070°C e 1100°C). A corrosão por pite foi determinada através de ensaios de polarização potenciodinâmica cíclica e os resultados obtidos foram discutidos através das variações microestruturais encontradas. Foram empregadas técnicas de microscopia ótica e eletrônica de varredura...

Atividade de microrganismos solubilizadores de fosfatos na presença de nitrogênio, ferro, cálcio e potássio; Phosphate solubilizing activity of microorganisms in the presence of nitrogen, iron, calcium and potassium

Silva Filho, Germano Nunes; Vidor, Caio
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
27.53%
A capacidade e o potencial de solubilização de 21 isolados de microrganismos solubilizadores de fosfatos (Bacillus, Pseudomonas, Enterobacteriaceae, Penicillium, Aspergillus e Paecilomyces) foram avaliados em cultivos em meio de cultura Glicose-Extrato de Levedura contendo diferentes fosfatos (Ca, Al ou Fe), na presença de fontes de N (peptona, amônio e nitrato) e teores de Fe, Ca e K. O crescimento e a atividade solubilizadora variaram em função do tipo de microrganismo e dos fatores nutricionais. Em relação às fontes de N, a presença de amônio favoreceu a solubilização em seis isolados; destes, três solubilizaram somente nesta fonte. O nitrato diminuiu a atividade solubilizadora, reduzindo ou inibindo a solubilização. Para a maioria dos microrganismos, a atividade solubilizadora não foi afetada pelas variações nos teores de ferro. Baixos teores de Ca e K limitaram o crescimento de cinco isolados que apresentam características de amplo crescimento (Aspergillus). Em dois desses isolados, a solubilização de fosfato de Ca foi favorecida. Variações na capacidade e no potencial de solubilização dos microrganismos, em resposta às condições do meio de cultura, indicam que o processo ocorre com eficiência variável ou sugerem a presença de diferentes mecanismos de solubilização.; Twenty-one isolates of phosphate solubilizing microorganisms (Bacillus...

Solubilization of CaHPO4 and AlPO4 by Aspergillus niger in culture media with different carbon and nitrogen sources

Barroso, Cinthya Babá; Pereira, Gener Tadeu; Nahas, Ely
Fonte: Sociedade Brasileira de Microbiologia Publicador: Sociedade Brasileira de Microbiologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 434-438
Português
Relevância na Pesquisa
27.53%
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq); A solubilização de fosfatos inorgânicos por microrganismos disponibiliza fosfato para a nutrição das plantas e aumenta seu crescimento. A solubilização de CaHPO4 (Ca-P) e AlPO4 (Al-P) por Aspergillus niger na presença de várias fontes de carbono e de nitrogênio foi estudada. A solubilização de Ca-P foi aumentada quando as fontes de carbono foram manitol, maltose, galactose e glicose (nesta ordem). Galactose, sacarose e maltose foram as fontes de carbono que aumentaram a solubilização de Al-P. Maior crescimento, produção de ácidos e diminuição do pH foram obtidos em meio contendo Al-P do que Ca-P, porém, a quantidade de fosfato solubilizado foi apenas 12% maior. A solubilização dos fosfatos foi relacionada à produção de ácidos, diminuição do pH e crescimento do fungo no meio de cultura. Resultados de um estudo conduzido sob condições abióticas mostraram que os ácidos orgânicos solubilizaram mais Ca-P do que Al-P. Avaliando-se o efeito da fonte de N, a solubilização de Ca-P ou Al-P decresceu na seguinte ordem: glicina > NH4Cl > NaNO3 ou NH4NO3 > Uréia > (NH4)2SO4...

Solubilização do fosfato de ferro em meio de cultura

Barroso, Cinthya Babá; Nahas, Ely
Fonte: Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA) Publicador: Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 529-535
Português
Relevância na Pesquisa
27.47%
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq); O objetivo deste trabalho foi avaliar a eficiência de solubilização de FePO4 por Aspergillus niger, em meio de cultura com diferentes fontes de carbono (C) e nitrogênio (N) e com concentrações crescentes de fosfato. A quantidade de fosfato solúvel, acidez e pH final foram determinados após o crescimento do fungo, em cultura estacionária a 30ºC. A eficiência de solubilização aumentou conforme o crescimento do fungo, atingiu o máximo no 11º dia (68%) e depois regrediu. Das fontes de C e de N testadas, as maiores eficiências de solubilização foram obtidas com manitol (21%) e ácido glutâmico (17%). Com o aumento da concentração de fosfato (0 a 1.330 µg mL-1), a máxima eficiência de solubilização (70%) foi obtida com 330 µg mL-1 de PO4(3-) e decresceu até 47% com 1.330 µg mL-1. A produção de ácidos foi o principal mecanismo de solubilização do FePO4, com base na correlação positiva e significativa entre a produção de fosfato e a acidez.; The objective of this work was to evaluate the efficiency of solubilization of FePO4 by Aspergillus niger, in culture medium with different carbon (C) and nitrogen (N) sources...

Determinação da temperatura de solubilização da prata em ligas de Cu-Al-Ag por medidas de resistência elétrica

CILENSE, Mário; LOPES, Marcos Antonio; ADORNO, Antonio Tallarico; BEATRICE, Carlos Roberto Sobreira
Fonte: Editora Unesp Publicador: Editora Unesp
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 81-89
Português
Relevância na Pesquisa
37.12%
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq); As temperaturas onde ocorre a solubilização da fase rica em prata, em ligas de Cu-Al-Ag, foram determinadas através de medidas de variação da resistência elétrica com a temperatura. As derivadas das curvas obtidas experimentalmente permitiram determinar com precisão essas temperaturas e também que se traçasse um esboço da região onde ocorre a transição monofásica para bifásica.; The silver-rich phase solubilization temperatures in Cu-Al-Ag alloys were obtained by electrical resistance measurements. The derivative of the experimental curves allowed the precise determination of these temperatures and also the sketch of the one phase-two phases transition region.

Estímulo da solubilização de fosfato resultante da co-inoculação de Aspergillus niger e Burkholderia cepacia

Braz, Rosângela Rodrigues
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: info:eu-repo/semantics/masterthesis Formato: xii, 65 f. : il.
Português
Relevância na Pesquisa
27.47%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Agronomia (Ciência do Solo) - FCAV; O fósforo (P) é indispensável para todos os organismos e apresenta disponibilidade muito baixa para as plantas. Uma das alternativas para minimizar esse problema está na solubilização de fosfatos insolúveis por microrganismos P-solubilizadores (MSF). A atuação dos MSF têm sido estudada “in vitro” utilizando-se culturas individuais, porém não de forma co-inoculada. Pode se pressupor que em condições naturais deve haver interação entre as espécies. O objetivo deste estudo foi avaliar-se o efeito da co-inoculação de duas espécies de MSF na solubilização de diferentes fontes de P. O fungo Aspergillus niger e a bactéria Burkhoderia cepacia foram crescidos de forma individual e co-inoculados (A niger + B. cepacia) em meio líquido contendo fosfato de cálcio, alumínio ou ferro como fonte de P durante nove dias. O efeito da fonte de carbono (xilose, glicose, sacarose e amido) e da fonte de nitrogênio (cloreto de amônio, glicina, ácido glutâmico e nitrato de sódio) foram avaliados no processo de solubilização. Os fatores que influenciaram direta e indiretamente a solubilização de P como crescimento...

Isolamento e identificação de bactérias solubilizadoras de fósforo e produtoras de auxinas em solo com cana-de-açúcar

Inui, Rosangela Naomi
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: info:eu-repo/semantics/masterthesis Formato: x, 78 f. : il.
Português
Relevância na Pesquisa
27.53%
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq); Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Agronomia (Genética e Melhoramento de Plantas) - FCAV; A cultura da cana-de-açúcar (Saccharum spp.) apresenta grande importância econômica para o Brasil. Dessa forma, para propiciar boas condições de desenvolvimento e produtividade, deve-se dar grande importância ao suprimento de fósforo. Bactérias solubilizadoras de fósforo (BSF) vêm sendo utilizadas como biofertilizantes comerciais, trazendo benefícios à agricultura. A seleção de bactérias com capacidade de solubilização do fósforo pode ser feita através de caracterizações genotípicas. Os objetivos deste trabalho foram isolar e caracterizar bactérias solubilizadoras de fosfato provenientes de solos sob cultivo de cana-de-açúcar por meio do sequenciamento do gene 16S rRNA e da região BOX-A1R. Além disso, foi realizada avaliação da atividade microbiana sobre a solubilização das fontes de fosfato até 168 horas. O sequenciamento permitiu identificar gêneros como Burkholderia e Enterobacteriaceae, conhecidos quanto à solubilização. Os isolados identificados como Arthrobacter e Labrys apresentam capacidade para biodegradação de compostos tóxicos ao ambiente. O fosfato de cálcio foi a fonte mais solubilizada. Os isolados Burkholderia sp. (A5I55)...

Produção de pellets livres e imobilizados e mecanismo de solubilização de fosfatos inorgânicos por Aspergillus niger

Barroso, Cinthya Babá
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: xvi, 94 f. : il.
Português
Relevância na Pesquisa
27.62%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Pós-graduação em Microbiologia Agropecuária - FCAV; Devido a baixa disponibilidade de P no solo e a alta capacidade do fungo Aspergillus niger F111 em solubilizar fosfatos inorgânicos, este trabalho teve por objetivo geral avaliar a possibilidade de inocular no solo esporos ou pellets imobilizados com vista a prolongar sua habilidade de solubilização e averiguar o mecanismo de solubilização de fosfatos inorgânicos de Ca, Al e Fe por este fungo. Os pellets inoculados em meio de cultura agitado proporcionaram maior solubilização dos fosfatos, principalmente o fosfato de Fe por ser de baixa solubilidade. No solo, os pellets livres e imobilizados promoveram as maiores solubilizações de fosfato de Fe e maior produção de CO2. Avaliando-se o efeito da fonte de N, as seguintes proporções foram obtidas na solubilização dos fosfatos de Ca, glicina > Al, nitrato de amônio > Fe, ácido l-glutâmico. Os açúcares que mais solubilizaram os fosfatos foram manitol, maltose e d-galactose. Dentre os metais somente o FeCl3.6H2O promoveu maior solubilização do fosfato de Fe e os metais FeSO4.7H2O e FeCl3.6H2O promoveram maiores solubilizações do fosfato de Ca. As concentrações de álcoois que mais favoreceram a solubilização do fosfato de Fe foram 3 e 4% de etanol e metanol...

Efeito de surfatantes e modificações metodologicas na solubilização de membrana mitocondrial interna de ratos analisada por eletroforese nativa e bidimensional; Effect of surfactants and methodologic alterations in the rat inner mitochondrial membrane solubilization analysed by native and two dimensional electrophoresis

Elizabeth Sousa da Cunha
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: dissertação de mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 27/06/2008 Português
Relevância na Pesquisa
37.28%
A mitocôndria é uma organela vital, pois em células aeróbicas, ela é responsável pela produção da maior parte da energia química necessária para a célula. A síntese de ATP ocorre por fosforilação oxidativa na Fo,F1-ATPase, usando a energia gerada pela cadeia de transporte de elétr ons, uma série de enzimas presentes na membrana mitocondrial interna. A análise de proteínas de membrana pode ser feita pela técnica de eletroforese, tanto em condições nativas quanto desnaturantes. Neste trabalho analisamos a solubilização de proteínas da membrana interna de mitocôndria de músculo de rato, através do uso de surfatantes zwiteriônicos (ASB-14, ASB-16, CHAPS), não-iônicos (Digitonina, C12E8, Triton X- 100) e aniônico (Colato de sódio) na separação por eletroforese em gel nativo e bidimensional. Desenvolvemos um novo protocolo para preparo de eletroforese em gel nativo, mantendo o tampão de amostra descrito no procedimento de BN-PAGE e adaptando as demais etapas da técnica de acordo com o protocolo de Laemmli et al (1970). Os géis assim preparados em temperatura ambiente mostraram melhor resolução que os pelo método BN-PAGE, foram obtidos menor tempo de corrida (1- 2 horas), sem troca de tampões e com emprego de reagentes de menor custo. Quanto a eficiência dos diferentes surfatantes...

Pré-solubilização de CO2 em ostras (Crassostrea gigas)

Soares, Lenilton Santos
Tipo: dissertação (mestrado) Formato: 79 p.| il., grafs., tabs.
Português
Relevância na Pesquisa
37.47%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico, Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Alimentos, Florianópolis, 2013.; O efeito da pré-solubilização de CO2 tem sido estudado como melhoria dos processos com aplicação de atmosfera modificada. Este trabalho teve como objetivo estudar a pré-solubilização de CO2 em ostras, avaliando o efeito da pressão, temperatura e relação gás/produto. Ostras frescas foram submetidas à limpeza, cozimento por 10 minutos a 100 ºC para abertura das conchas, resfriamento por 20 minutos a 10 ºC e então submetidas ao processo de pré-solubilização em diferentes pressões, temperaturas e relação gás/produto sendo tratadas por um planejamento experimental do tipo 23 com triplicata no ponto central. Foram determinadas as taxas de absorção e dessorção do CO2 através do ajuste de equações aos dados experimentais. O processo realizado em condição de maior pressão (600 kPa), maior relação gás/produto (5:1) e menor temperatura (0 ºC) resultou em uma maior concentração de CO2 dissolvido nas ostras (21008,45 PPM), com alta taxa de absorção de CO2 (728,24 PPM). Menor taxa de dessorção ocorreu utilizando menor pressão (200 kPa)...

Atividade de microrganismos solubilizadores de fosfatos na presença de nitrogênio, ferro, cálcio e potássio

Silva Filho,Germano Nunes; Vidor,Caio
Fonte: Embrapa Informação Tecnológica; Pesquisa Agropecuária Brasileira Publicador: Embrapa Informação Tecnológica; Pesquisa Agropecuária Brasileira
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2001 Português
Relevância na Pesquisa
27.53%
A capacidade e o potencial de solubilização de 21 isolados de microrganismos solubilizadores de fosfatos (Bacillus, Pseudomonas, Enterobacteriaceae, Penicillium, Aspergillus e Paecilomyces) foram avaliados em cultivos em meio de cultura Glicose-Extrato de Levedura contendo diferentes fosfatos (Ca, Al ou Fe), na presença de fontes de N (peptona, amônio e nitrato) e teores de Fe, Ca e K. O crescimento e a atividade solubilizadora variaram em função do tipo de microrganismo e dos fatores nutricionais. Em relação às fontes de N, a presença de amônio favoreceu a solubilização em seis isolados; destes, três solubilizaram somente nesta fonte. O nitrato diminuiu a atividade solubilizadora, reduzindo ou inibindo a solubilização. Para a maioria dos microrganismos, a atividade solubilizadora não foi afetada pelas variações nos teores de ferro. Baixos teores de Ca e K limitaram o crescimento de cinco isolados que apresentam características de amplo crescimento (Aspergillus). Em dois desses isolados, a solubilização de fosfato de Ca foi favorecida. Variações na capacidade e no potencial de solubilização dos microrganismos, em resposta às condições do meio de cultura, indicam que o processo ocorre com eficiência variável ou sugerem a presença de diferentes mecanismos de solubilização.

Solubilização do fosfato de ferro em meio de cultura

Barroso,Cinthya Babá; Nahas,Ely
Fonte: Embrapa Informação Tecnológica; Pesquisa Agropecuária Brasileira Publicador: Embrapa Informação Tecnológica; Pesquisa Agropecuária Brasileira
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2008 Português
Relevância na Pesquisa
27.47%
O objetivo deste trabalho foi avaliar a eficiência de solubilização de FePO4 por Aspergillus niger, em meio de cultura com diferentes fontes de carbono (C) e nitrogênio (N) e com concentrações crescentes de fosfato. A quantidade de fosfato solúvel, acidez e pH final foram determinados após o crescimento do fungo, em cultura estacionária a 30ºC. A eficiência de solubilização aumentou conforme o crescimento do fungo, atingiu o máximo no 11º dia (68%) e depois regrediu. Das fontes de C e de N testadas, as maiores eficiências de solubilização foram obtidas com manitol (21%) e ácido glutâmico (17%). Com o aumento da concentração de fosfato (0 a 1.330 µg mL-1), a máxima eficiência de solubilização (70%) foi obtida com 330 µg mL-1 de PO4(3-) e decresceu até 47% com 1.330 µg mL-1. A produção de ácidos foi o principal mecanismo de solubilização do FePO4, com base na correlação positiva e significativa entre a produção de fosfato e a acidez.

Determinação da temperatura de solubilização da prata em ligas de Cu-Al-Ag por medidas de resistência elétrica

CILENSE,Mário; LOPES,Marcos Antonio; ADORNO,Antonio Tallarico; BEATRICE,Carlos Roberto Sobreira
Fonte: Fundação Editora da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP Publicador: Fundação Editora da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/1998 Português
Relevância na Pesquisa
37.12%
As temperaturas onde ocorre a solubilização da fase rica em prata, em ligas de Cu-Al-Ag, foram determinadas através de medidas de variação da resistência elétrica com a temperatura. As derivadas das curvas obtidas experimentalmente permitiram determinar com precisão essas temperaturas e também que se traçasse um esboço da região onde ocorre a transição monofásica para bifásica.

Efeito de herbicidas na atividade microbiana do solo

Tironi,S.P; Belo,A.F; Fialho,C.M.T; Galon,L; Ferreira,E.A; Silva,A.A; Costa,M.D; Barbosa,M.H.P
Fonte: Sociedade Brasileira da Ciência das Plantas Daninhas Publicador: Sociedade Brasileira da Ciência das Plantas Daninhas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2009 Português
Relevância na Pesquisa
27.47%
Objetivou-se com este trabalho avaliar os efeitos de herbicidas e doses na atividade microbiana e no potencial de solubilização de fosfato inorgânico de solo cultivado com cana-de-açúcar. Os tratamentos foram constituídos pelos herbicidas ametryn, trifloxysulfuron-sodium e pela mistura (ametryn + trifloxysulfuron-sodium), aplicados nas doses de 0, 1, 2, 4 e 8 vezes a dose-referência de 10, 0,112 e 7,315 + 0,185 mg dm-3 do ingrediente ativo dos respectivos herbicidas. Após aplicação dos tratamentos, as amostras de solo foram incubadas por 15 dias, realizando-se as avaliações da evolução de CO2 do solo (C-CO2) em intervalos de três dias. Ao final do período de incubação foram realizadas análises de carbono da biomassa microbiana (CBM), quociente metabólico (qCO2), potencial de solubilização e solubilização relativa de fosfato inorgânico do solo. A evolução de C-CO2 foi influenciada pelas maiores doses dos herbicidas, sendo reduzida com a aplicação do trifloxysulfuron-sodium (10,31%) e elevada com os demais herbicidas, com maiores efeitos logo após a aplicação. O CBM e o qCO2 foram influenciados negativamente pelos herbicidas ametryn e trifloxysulfuron-sodium + ametryn, com maiores efeitos quanto maiores as doses. O trifloxysulfuron-sodium provocou a redução do CBM nas menores doses e incremento deste nas maiores...

Solubilização de potássio em misturas de verdete e calcário tratadas termoquimicamente

Martins,Vanessa; Gonçalves,Ana Stella Freire; Marchi,Giuliano; Guilherme,Luiz Roberto Guimarães; Martins,Éder de Souza
Fonte: Escola de Agronomia e Engenharia de Alimentos/UFG Publicador: Escola de Agronomia e Engenharia de Alimentos/UFG
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2015 Português
Relevância na Pesquisa
37.12%
O Brasil dispõe de reservas de rochas silicáticas potássicas de baixa solubilidade, sendo necessário o desenvolvimento de alternativas de beneficiamento capazes de aumentar sua solubilidade, para o suprimento da demanda desse nutriente na agricultura. Este estudo objetivou a obtenção de novas rotas tecnológicas para a produção de fontes alternativas de potássio, a partir do verdete. Prepararam-se misturas de verdete com calcário, para as quais foram realizados testes de calcinação e solubilização alcalina. O processo de calcinação seguido de resfriamento à temperatura ambiente proporcionou maior disponibilidade de potássio que os outros métodos empregados. Porém, o aumento na proporção de calcário, em relação ao verdete, ocasionou diminuição na solubilidade do potássio. O tratamento calcário:verdete, na proporção 0:100, calcinado por uma hora a 800ºC e tratado com NH4OH, e na proporção 25:75, submetida à calcinação, liberam, proporcionalmente, maior quantidade de potássio que as misturas não calcinadas.

Atividade de microrganismos solubilizadores de fosfatos na presença de nitrogênio, ferro, cálcio e potássio.

SILVA FILHO, G.N.; VIDOR, C.
Fonte: Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, v.36, nº 12, p. 1495-1508, dez. 2001. Publicador: Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, v.36, nº 12, p. 1495-1508, dez. 2001.
Tipo: artigo em periódico indexado (alice)
Português
Relevância na Pesquisa
27.53%
A capacidade e o potencial de solubilização de 21 isolados de microrganismos solubilizadores de fosfatos (Bacillus, Pseudomonas, Enterobacteriaceae, Penicillium, Aspergillus e Paecilomyces) foram avaliados em cultivos em meio de cultura Glicose-Extrato de Levedura contendo diferentes fosfatos (Ca, Al ou Fe), na presença de fontes de N (peptona, amônio e nitrato) e teores de Fe, Ca e K. O crescimento e a atividade solubilizadora variaram em função do tipo de microrganismo e dos fatores nutricionais. Em relação às fontes de N, a presença de amônio favoreceu a solubilização em seis isolados; destes, três solubilizaram somente nesta fonte. O nitrato diminuiu a atividade solubilizadora, reduzindo ou inibindo a solubilização. Para a maioria dos microrganismos, a atividade solubilizadora não foi afetada pelas variações nos teores de ferro. Baixos teores de Ca e K limitaram o crescimento de cinco isolados que apresentam características de amplo crescimento (Aspergillus). Em dois desses isolados, a solubilização de fosfato de Ca foi favorecida. Variações na capacidade e no potencial de solubilização dos microrganismos, em resposta às condições do meio de cultura, indicam que o processo ocorre com eficiência variável ou sugerem a presença de diferentes mecanismos de solubilização.; 2001

Solubilização do fosfato de ferro em meio de cultura.

BARROSO, C.B.; NAHAS, E.
Fonte: Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasilia, DF, v. 43, n.4, p.529-535, abr. 2008. Publicador: Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasilia, DF, v. 43, n.4, p.529-535, abr. 2008.
Tipo: artigo em periódico indexado (alice)
Português
Relevância na Pesquisa
27.47%
O objetivo deste trabalho foi avaliar a eficiência de solubilização de FePO4 por Aspergillus niger, em meio de cultura com diferentes fontes de carbono (C) e nitrogênio (N) e com concentrações crescentes de fosfato. A quantidade de fosfato solúvel, acidez e pH final foram determinados após o crescimento do fungo, em cultura estacionária a 30°C. A eficiência de solubilização aumentou conforme o crescimento do fungo, atingiu o máximo no 11o dia (68%) e depois regrediu. Das fontes de C e de N testadas, as maiores eficiências de solubilização foram obtidas com manitol (21%) e ácido glutâmico (17%). Com o aumento da concentração de fosfato (0 a 1.330 µg mL-1), a máxima eficiência de solubilização (70%) foi obtida com 330 µg mL-1 de PO43- e decresceu até 47% com 1.330 µg mL-1. A produção de ácidos foi o principal mecanismo de solubilização do FePO4, com base na correlação positiva e significativa entre a produção de fosfato e a acidez.; 2008

Solubilização de fosfatos incubados com amostras de latossolo submetidas a diferentes números de revolvimento.

NOVAIS, R.F.; BAHIA FILHO, A.F.C.; RIBEIRO, A.C.; VASCONCELLOS, C.A.
Fonte: Revista Brasileira de Ciência do Solo, Campinas, v. 9, n. 1, p. 23-26, 1985. Publicador: Revista Brasileira de Ciência do Solo, Campinas, v. 9, n. 1, p. 23-26, 1985.
Tipo: artigo em periódico indexado (alice)
Português
Relevância na Pesquisa
37.28%
Amostras de um Latossolo Vermelho-Escuro foram uniformemente misturados com tres doses (0, 1 e 3t/ha) de fosfato-de-araxa e patos-de-minas. Durante um periodo de tres meses de incubacao, os tratamentos foram submetidos a diferentes numeros de revolvimento. Em um tratamento, o material, depois de homogenizado inicial do solo com o fosfato, nao foi mais revolvido. Em outro, o material foi revolvido e homogenizado aos 45 dias depois do inicio da incubacao. No terceiro tratamento, fez-se essa operacao aos 30 e 60 dias e, no quarto, aos 15, 30, 45, 60 e 75 dias do inicio da incubacao. Amostra do solo, sem fosfato sofreu tambem os mesmos tratamentos de revolvimento. Todos os tratamentos receberam, inicialmente, agua equivalente a capacidade de campo e, dai para frente, de 15 em 15 dias, sendo que, para os revolvidos, a irrigacao era feita imediatamente apos essa operacao. Depois da incubacao, retirou-se uma amostra de solo de cada tratamento para analise de rotina. Todos os tratamentos receberam calagem (4,6t/ha), 100 ppm K, 50 ppm N e 5 ppm Zn e, trinta dias mais tarde, semeou-se sorgo-granifero. A solubilizacao dos fosfatos, medida pelo acrescimo no Ca trocavel, aumentou com o numero de revolvimentos, de maneira mais pronunciada para o fosfato-de-araxa. Entretanto...